Central Park

Página 8 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8

Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Gam em Qua Jun 15, 2011 5:41 pm

"Puta que o pariu, como eu odeio os cainitas dessa cidade."
Sendo delatado novamente, Gam não perde a postura. É a sua palavra contra a deles. E a palavra dele, cara... deita muito.
Ele não sabe se o grande T caiu no lero anterior, mas gosta de presumir que sim. Geralmente suas mentiras não falham, são impecáveis.

- Ora, mas assim você está cometendo uma acusação extremamente injusta, senhor... ? - Gam repete a brincadeira, esperando que o esquisito que pulou de paraquedas completasse com seu nome. - Eu tava aqui justamente explicando pro cara que eu quase peguei o ladrão do carro dele, daí os tiros. Deve ter me confundido com ele. Não é de se espantar, já que você tá usando óculos escuros a noite.

- Mas tudo bem, eu perdôo seu mal-entendido. Vejo que você é o tipo de pessoa que pula de cabeça onde não é chamado e sai apontando dedos por aí. Deve ser um vampiro bem jovem, não? - Créu! Na sua cara, X9 cuzão! - Esse tipo de comportamento pode te trazer muitos problemas se você apontar o dedo pra pessoa errada, cuidado. - Não é uma ameaça, até porque Gam não se considera tão malvadão. Mas se soar como uma, tanto melhor.

Era fácil ver que ele era um vampiro. Não é como se ele tivesse tentado disfarçar em momento algum.

_________________
... só pode ser os nóia!
avatar
Gam

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Edgard em Qua Jun 15, 2011 5:46 pm

Após alguns horas de extremo tédio, Edgard conseguiu falar com seu amigo Setita, Guidim por mera coincidência também estava no Central Park, e ele não estava muito longe donde parou o Assamita.

Edgard andando sob o véu negro da ofuscação, corre na direção que Guidim falou que estava, e quando chega perto começa a caminhar na direção de Guidim.

Olha atentamente para as pessoas que o cercam, ele fica por perto, agora fazendo sua presença ser notada por todos, mas no momento ele não faz nada, só observa por uns 20s. Se aproxima mais e mais, até chegar perto o bastante.

Aquelas pessoas, um em especial era familiar, no tempo em que ele ficou no Elysium, viu e ouviu que este homem que está do lado da mulher havia matado uma Assamita. O Giovanni que se mete na Jyhad.

Logo ele... Será que esse cara aii também é amigo do Guidim...

Ed guardava pra si o ódio e a armagura, não demostrando em sua face expressão alguma, e ele já estava diante os três, um pouco atrás de Guidim, deixando a conversa entre eles acabar, ou não. Ele não escondia sua presença e acho que seu amigo já deve ter o notado, então com a mão direita, ele acena para Guidim,
— Opá
e logo cruza os braços e dá uma bocejada, mostrando-se despreocupado com a situação, mas o seu subconsciente enfatizava que chegava a hora de dormir.
avatar
Edgard

Data de inscrição : 17/09/2010
Idade : 27
Localização : João Pessoa, PB

http://www.facebook.com/junior.miranda.90475?ref=tn_tnmn

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Fox em Qui Jun 16, 2011 2:32 pm

Yuki analisa a situação e prefere continuar observando de longe. Se mostrar não parecia uma boa opção naquele momento. Gozando de seus Olhos da Besta ainda ativos, ele procura um local de melhor visão em meio à floresta enquanto aguarda seu pequeno mensageiro.
avatar
Fox

Data de inscrição : 10/03/2010
Idade : 24
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Gam em Sex Jun 17, 2011 4:51 pm

[Deixando o cenário]

De repente, Gam corta o assunto da conversa:
- Galera, isso aqui tá bom demais e pá, mas eu tenho que ir. - Desencosta do carro e começa a se afastar. - De repente me bateu uma vontade fodida de invadir a base de operações do tráfico de um Sabá megalomaníaco, saca? Eu vou lá e já volto, foi um prazer conhecer vocês.

Aí ele vai embora. No caminho, ainda envia uma mensagem para sua amiga Requiem:
Oi gata. Tô partindo num rolê muito doido, mas já volto pra gente brincar com borboletas imaginárias. Prepara uma música nova pra tocar no bar, a gente precisa de mais repertório!

Afinal, o que pode dar errado?

_________________
... só pode ser os nóia!
avatar
Gam

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Gam em Sab Jun 18, 2011 4:28 am

[Adentrando o cenário com novo char]

Uma fina e pesada névoa rasteja por sobre as folhagens do Central Park. Num ritmo lento, mas constante, ela invade os perímetros das árvores e ondula por dentre elas conforme vai mais e mais fundo.

Materializado na forma de névoa, Colega aventura-se discretamente pela floresta conforme procura pelos habitantes daqui. Lupinos, talvez? As lendárias Fadas? Seus colegas de sangue, por que não?
Seja como for, ele tem fortes razões para crer que este definitivamente não é só mais um parquinho para caminhada, e chegou nessa cidade sem muita vontade de se manter ignorante a seu respeito.

_________________
... só pode ser os nóia!
avatar
Gam

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Katrine [apple.] em Dom Jun 19, 2011 8:36 pm

Kyle Raymond

Como um bom perseguidor de confusões, Kyle não resistiu aos chamados silenciosos do Central Park. Via o ambiente como uma nova aventura e isso o revigorava cada vez mais, a idéia lhe soava perfeitamente sensata, por mais que estivesse ciente dos riscos que poderia correr.

-Sim, é perigoso. Mas sinceramente não me importo com isso agora. O lugar também parece agradável pra mim, então danem-se os lobisomens, nós vamos entrar.

-- Haha, você me diverte. Parece não ter medo do desconhecido. Gosto disso. Então vamos e danem-se todas as criaturas do Central Park.

Ele te segue em passos firmes e destemidos enquanto entram, quase como uma marcha. A entrada do Central Park era mesmo agradável. Um caminho largo cercado por árvores bem afastadas davam a impressão de que tudo o que diziam a respeito do Central Park não passavam de boatos. Porém, na medida em que caminhavam e se aproximavam mais ao centro do grande parque, a iluminação ia ficando mais escassa e o espaço entre as árvores em certos pontos diminuindo. Composto por diversos lagos artificiais, esculturas, construções.... O Central Park guardava uma infinidade de maravilhas em seus aposentos. Nem se gastasse um dia inteiro conseguiria conhecer e desfrutar de todas as atrações que o lugar poderia oferecer. Após andar por alguns minutos, já que o parque era bem grande, vocês chegam ao centro e avistam a pista de patinação. O que era mais impressionante é que vocês haviam chegado até ali sem problemas. Você esperava mais daquele lugar. Isso poderia trazer-lhe uma certa nostalgia, pois o lugar dava a impressão de ser um ótimo ponto para passar o dia e isso poderia lhe trazer à tona sentimentos mortais, que você imediatamente procura repelir, alimentando seus pensamentos com os relatos estranhos de John.

-Ainda está ouvindo as vozes? Se sim, concentre-se nelas e me diga o que está ouvindo.

-- Não ouço nad... O quê? Onde?

Onde e o quê? Antes que pudesse pedir a John que conversasse com as vozes, suas especulações são cortadas por um zumbido alto em seu ouvido. Os pêlos de sua nuca se eriçam instintivamente. Você olha para todos os lados, mas não consegue ver nada além de John, que parecia impressionado.

-- Acho que essas vozes não são coisas da minha cabeça, Kyle. Uma dessas me disse que... Argh! -- Ele colocava as mãos nos ouvidos. -- Mas que porra é essa? -- Ele parecia estar sentindo o mesmo que você e isso o deixava bastante irritado.

Suas suposições pareciam estar corretas. Ou será que havia alguém realmente poderoso por detrás disso tudo? Mas não havia ninguém ao redor. O sobrenatural estava realmente longe de ser algo que se pudesse explicar. Você não conseguia ver, mas era extremamente perceptível de que não estavam ali sozinhos.
Desnorteado, olha em sua volta, a procura do causador daquilo tudo e vê apenas uma singela construção.





John, nesse meio tempo gritava:

-- Sussurram em meu ouvido para sairmos daqui! -- E o zumbido ficava cada vez mais alto.



Tristan Thorn, Aradia Alarcão, Gam, Guidim Sanedi & Edgard Bartolinni

Para Guidim, as coisas estavam indo de vento em polpa. Muito mais do que ele esperava, o seu taxista se revelava conhecedor dos segredos obscuros de Manhattan e isso despertava ainda mais a curiosidade de Guidim. O quê mais ele saberia?

Um clima de pura tensão dominava o Centtral Park. O mundo noturno não era, definitivamente, nenhum mundo dos ursinhos carinhosos. Raposão tinha dois delatores contra ele e ficava, desta forma, numa sinuca de bico. Não eram só dois agora. Eram três contra a palavra de Gam. E quando achava que não podia ficar pior, mais um chega pra terminar a festa.
Desta forma, ele faz o que os de seu clã fazem de melhor: Fugir.
Agora, só sobravam Tristan, Aradia, Guidim e Edgard. Sem contar o carro ligeiramente amassado. E agora?

[off: As ações agora dependem tão somente de vocês. Estão livres pra contracenar. Gam, foi um prazer narrar pro Gam. E tenho certeza que o será narrar para o Colega *=*]


Yuki Miety



avatar
Katrine [apple.]

Data de inscrição : 08/03/2010
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Tristan Thorn em Dom Jun 19, 2011 8:57 pm

Tristan recompensava Gam com 50 mil dólares. Pegaria os pertences e o carro, juntamente com Aradia Alarcão e, por fim, deixaria o recinto, em alta velocidade. Tinha coisas mais importantes para realizar com a Ventrue, não perderia tempo ali. Tirando isso, o Sol estava para nascer...

OFF: Deixando o cenário.

_________________




Temple of the evil, Temple of the weak
no one knows how bad he feels
Late-night innuendo, temptation of the key
"Live with the Blacksheep, live with me"
avatar
Tristan Thorn

Data de inscrição : 19/03/2010
Localização : Veneza

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por No One em Dom Jun 19, 2011 11:47 pm

Como imaginava, o interior do Central Park era realmente agradável. Se não tivesse plena consciência de que as aparências enganam, sequer acreditaria nos boatos sobre ele. A iluminação ficava mais escassa na medida em que entravamos, mas isso não era motivo de preocupação quando se tinha olhos da Besta. O lugar era mesmo magnifico, perfeito para passar o dia com a família ou namorada. Tal pensamento trouxe os fragmentos de minha humanidade a tona, mas precisava esquecer aquilo. Estava ali para me aventurar, e não para refletir o quanto sentia falta de ser humano.

-Ainda está ouvindo as vozes? Se sim, concentre-se nelas e me diga o que está ouvindo. - Perguntei a John.

- Não ouço nad... O quê? Onde? - Perguntava ele. Mas a quem?

Antes que pudesse responder ou perguntar alguma coisa, um zumbido ensurdecedor impregnou em meus ouvidos. Os pelos de minha nuca institivamente se eriçaram. O que era aquilo? Olhei para todos os lados, mas nada vi além de John.

- Acho que essas vozes não são coisas da minha cabeça, Kyle. Uma dessas me disse que... Argh! - Ele colocava as mãos nos ouvidos, assim como eu fazia.

-Você acha? - Perguntei ironicamente, não podia perder a piada.

- Mas que porra é essa? - Dizia ele, parecendo tão desconfortável quanto eu.

Olhei novamente ao redor, mas ainda assim nada. Não havia ninguém ao redor, mas ao mesmo tempo eu sabia que não estavamos sozinhos. Tinha quase certeza que tratava-se de um fantasma, ou então alguém poderoso estava jogando com a gente. Foi então que vi uma construção próxima, o que será que tinha ali? Duvidava que fosse uma simples coincidência.

- Sussurram em meu ouvido para sairmos daqui! - Gritava John, na medida em que o zumbido ficava ainda mais ensurdecedor.

"Seja lá quem está fazendo isso, deixou bem claro que não nos quer por perto. Mas lamento, desistir não é a minha praia." - Pensava diante da situação.

-Eu sei o que você é, mas não estamos aqui pra te prejudicar! - Gritei então. Não era verdade, eu não tinha certeza do que era aquilo, mas talvez aquele blefe me ajudasse a acalmar a situação. Meu chute desde o início era de que John seria um Médium, e se só ele podia ouvir aquilo, era certo que tratava-se de um fantasma. Então arriscaria nisso. - Se quisessemos fazer isso, não seria um zumbido assim que nos impediria. - Dessa vez falei normalmente.

[OFF: Parte da narração feita no MSN. Salvei tudo e depois te envio, Kat. Daqui vou continuar de onde paramos.]

-Não viemos com a intenção de perturbar sua paz. Este jovem ao meu lado é meu aprendiz, e ele acabou de descobrir que é Médium. O trouxe até aqui para que ele pudesse desenvolver melhor seu talento, afinal, o Central Park é um dos lugares mais espirituais que conheço. Mas creio que só o tempo o ajudará a descobrir seus verdadeiros talentos. - Disse calmamente. - Também somos seres sobrenaturais, como deve ter notado pela cor de meus olhos, somos criaturas da noite, por isso ainda não fugimos como muitos mortais fariam. - Fiz uma breve pausa. - Não sei exatamente o que aconteceu no seu trágico passado e nem quais os seus objetivos atuais, mas eu posso te ajudar a descançar em paz, se isso for possível. Sei que parece estranho de minha parte, oferecer ajuda a outro ser sobrenatural aparentemente sem motivos, mas a verdade é que também necessito de auxílio. Tenho sede de conhecimento, tudo que é sobrenatural me atrai, e quem melhor para me ensinar sobre o mundo oculto e me guiar nas horas difíceis se não um espírito? Leia minha mente se quiser, não estou tentando enganá-la. - Eu não fazia idéia se espíritos podiam ler mentes ou serem postos pra descançar em paz, mas continuaria blefando. Mas eu tava sendo sincero, não tinha intenção de prejudicar um espírito que nunca me fez nada. Sabia que podia ser uma atitude idiota propor isso a um espírito que mal tinha conhecimento do que era capaz, mas certamente eu não teria outra oportunidade como essa pelas próximas décadas, então precisava arriscar. Além disso, não era uma proposta estúpida. Uma mão lava a outra, como dizem. - E então? Tem algo que eu possa fazer em troca do seu conhecimento e auxílio? - Perguntei enfim.
avatar
No One

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Guidim em Seg Jun 20, 2011 10:32 am

-Povo estranho fala aí Edgard?
Mas enfim, o sol está para nascer, quero evitar pegar um bronzeado, ja tens algum local para passar o dia em plena segurança?

Caso queira, meu humilde refúgio está a disposição de um bom e velho amigo.

falava o Setita enquanto se encaminhava ao táxi, logo o sol nasceria, e Guidim não gostaria de ficar ali para ver o que iria acontecer.

-Ei Jones, bora se recolher, noite corrida, ta me dando um sono...sem falar que tenho dívidas pendentes contigo cara.... faz um favor, me deixe em casa, amanhã esteja la por volta de umas 19:30, iremos ao que lhe interessa...

_________________
FalasPensamentos[Offs/Testes]

"-A verdade está aí dentro...
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Edgard em Qui Jun 23, 2011 4:13 pm

Após aqueles estranhos se retirarem devagar, ao final só sobrou ele e Guidim.

— E ai Guidim, tá tudo tranquilo por aqui....
gostaria de continuar o papo, mas o sol ja está pra nascer, rsrsrs, então eu tenho um apartamento aqui, fica a umas três quadras daqui, se tiver afim de repusar lá. Ai depois agente adianta a conversa...

Ah, então beleza, de novo em um de seus hotéis então. Iremos.


Edgard segue com seu amigo Setita para o hotel.
avatar
Edgard

Data de inscrição : 17/09/2010
Idade : 27
Localização : João Pessoa, PB

http://www.facebook.com/junior.miranda.90475?ref=tn_tnmn

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Nego Milton em Dom Jun 26, 2011 4:00 am

zanzael se mantem no auto do predia observando e estudando o central e suas adjacencias.
avatar
Nego Milton

Data de inscrição : 10/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Guidim em Seg Jun 27, 2011 4:39 pm

-Tive uma idéia melhor meu caro Amigo... um lugar aonde possamos nos divertir, e quem sabe ganhar uma grana.... talvez possa até por em pratica seus dotes letais de duelo...

Yake Stadium, aquele é o local....

Guidim se retirava do Park, passaria em seu refúgio para um belo dia de descanso e depois, no próximo dia certo de que seu Amigo Edgard o acompanharia, daria uma passada no reduto de gladiadores.

"-Yanke Stadium me aguarde...."

_________________
FalasPensamentos[Offs/Testes]

"-A verdade está aí dentro...
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Sercas Natan em Sex Jul 01, 2011 4:48 pm

off: toh de volta xD mas gostaria de saber o resultado do teste de Olhos do Caos que pedi no meu ultimo post... pelo que vi acho que nao foi postado
avatar
Sercas Natan

Data de inscrição : 10/05/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Nego Milton em Dom Jul 03, 2011 7:49 pm

saindo do central ...
avatar
Nego Milton

Data de inscrição : 10/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Sercas Natan em Ter Jul 05, 2011 4:13 pm

saindo do central park...
avatar
Sercas Natan

Data de inscrição : 10/05/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Edgard em Seg Jul 18, 2011 5:40 pm

— Guidim, o dia já vai raiar, e prefiro ficar aqui no meu apê por hj, amanhã agente se encontra, e bota os papo em dia.

Edgard estava totalmente ligado à Guidim, ele o via com um irmão que ele não teve, sua paixão por ele era enorme, sem precisar dos efeitos de disciplinas ou manipulação mental, Ed confiava e gostava de Guidim. Naquele momento, ele queria a companhia do seu irmão, mas ele gostaria de reconhecer o ambiente que mantinha como refúgio, nessa cidade, e esse pequeno cooper que ele fingiu nesta noite, não foi o bastante para ele conseguir destinguir quem frequenta aquele local, e é isso que ele quer fazer.

— Vou dormir aqui hoje, preciso averiguar o local que escolhi em New Yorke, saka!?
E se tiver alguém que precise dos meus serviços...
Ele dá um sorriso malicioso, fechando um pouco as sombrancelhas e apertando levemente os olhos, mostrando a sua pretenção em conseguir algum trabalho que lhe renda mais uma alma velha.
rsrsrsrs, então, temos muito o que aprender juntos Guidim, isso eu garanto...
Considero você como meu irmão, então o que você precisar pode contar comigo, e o que eu precisar eu conto com você, beleza!?
até mais...

Com essas palavras Ed se despede de seu amigo Guidim e dirige-se rapidamente ao seu refúgio.
Ofuscado.
avatar
Edgard

Data de inscrição : 17/09/2010
Idade : 27
Localização : João Pessoa, PB

http://www.facebook.com/junior.miranda.90475?ref=tn_tnmn

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Central Park

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 8 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum