Gabriel - Brujah - Sabá

Ir em baixo

Gabriel - Brujah - Sabá

Mensagem por Songette em Qui Jun 17, 2010 10:48 pm

Nome:Gabriel
Personagem: Gabriel
Clã: Brujah AT
Natureza: Caçador de Emoçoes
Comportamento: Bon Vivant
Geração:8
Refugio:
Conceito:Lutas Ilegais


Experiência:


ATRIBUTOS (7 - 5 - 3)

Físicos
- Força: 4 (Pernas Poderosas)
- Destreza: 3
- Vigor: 3

Sociais
- Carisma: 3
- Manipulação: 3
- Aparência: 2

Mentais
- Percepção: 1
- Inteligência: 2
- Raciocínio: 3


HABILIDADES (13 - 9 - 5)

Talentos
- Prontidão:
- Esportes:2
- Briga:4 (Kickboxing) (2pb)
- Esquiva:4 (Esquivar) (2pb)
- Empatia:
- Expressão:
- Intimidação:2
- Liderança:
- Manha:2
- Lábia:1

Perícias
- Empatia c/ Animais:
- Ofícios:
- Condução:1
- Etiqueta:
- Armas de Fogo:
- Armas Brancas:2
- Performance:
- Segurança:
- Furtividade:3
- Sobrevivência:3

Conhecimentos
- Acadêmicos:1
- Computador:
- Finanças:
- Investigação:3
- Direito:
- Lingüística:1 (Espanhol)
- Medicina:
- Ocultismo:
- Política:
- Ciências:


VANTAGENS

Antecedentes (0)
- Mentor (2) (Lia)(2pb)
- Recursos (1) (1pb)
- Geração (5) (5pb)
-----------


DISCIPLINAS(4)
- Rapidez (2)
- Potencia (2)
------------



Virtudes (5)
- Convicçao: 1

- Instinto: 2

- Coragem: 4 (2pb)


TRILHA DO CORAÇAO SELVAGEM: 3

FORÇA DE VONTADE: 7 (3pb)


QUALIDADES e DEFEITOS

Código de Honra: (1 ponto de Qualidade) (Não ferir nenhuma mulher)
Você possui um código pessoal de ética ao qual obedece rigorosamente. Até mesmo quando entrar em frenesi, tentar á obedecê-lo (e portanto receberá três dados extras para seus testes de Autocontrole quando correr perigo de violar seu código). Você pode resistir automaticamente à maioria das tentações que puserem o seu código em risco. Quando você enfrentar uma persuasão sobrenatural que o levaria a violar o seu código, o Narrador poderá determinar duas coisas: ou você receberá três dados extras para resistir às persuasões sobrenaturais, ou o grau de dificuldade do oponente será aumentado em dois pontos. Você precisa construir o seu próprio código pessoal de honra com o máximo de detalhes que for possível, delineando as regras gerais de conduta às quais ficará preso.


Excesso de Confiança: (1 ponto de Defeito)
Você nutre uma opinião exagerada e inabalável sobre o seu próprio valor e as suas capacidades, nunca hesita em confiar em suas habilidades, mesmo em situações nas quais você corra o risco de ser derrotado. Quando as suas habilidades não são suficientes, este tipo de excesso de confiança pode ser muito perigoso. Quando você fracassa, encontra logo alguém ou alguma coisa para culpar.
Se você for convincente o bastante, pode contagiar os outros com o seu excesso de confiança.

Ódio: (3 pontos de Defeito) (Agressões contra mulheres)
Você nutre um ódio irracional por uma determinada coisa. Este ódio é absoluto e incontrolável. Você pode odiar uma espécie de animal, classe de pessoa, cor, situação .
qualquer coisa. Você precisa fazer um teste de frenesi sempre que se defrontar com o objeto do seu ódio. Você persegue constantemente as oportunidades de ferir o objeto odiado ou de obter poder sobre ele.

OBS: PONTOS BONUS: 19 PB
BRIGA – 2
ESQUIVAR – 2
MENTOR -2
GERAÇÃO - 5
RECURSOS -1
CORAGEM - 2
HUMANIDADE - 1
FORÇA DE VONTADE - 3
QUALIDADE - 1


PRELÚDIO
Saco de sangue, mais um entre o “gado”.
Sangue,violência, dor, lagrimas. Sua vida se resumia a isso. Uma família problemática com um pai violento e alcoólatra que covardemente descontava sua raiva no filho e mulher. Gabriel tem poucas lembranças de sua mãe, mas seu pai nunca saíra de sua memória, a força de sua mão ao acertar pela primeira vez o rosto do filho, seu sangue ferve ate hoje com essas lembranças.
Por anos essa era a realidade de sua família, no passar dos anos o ódio de Gabriel por seu pai crescia, sua fúria o fazia começar varias brigas na escola ou mesmo na rua. Com freqüência tinha que mudar de escola, isso dava mais motivo para a seu pai se enfurecer e descontar em sua mãe.
Certa noite após voltar do colégio ele escutava o som dos gritos de sua mãe, desesperado tentava abrir a porta da casa, mas essa estava trancada, ele tomava impulso e se jogava contra a porta que resistia, mais uma vez os gritos de sua mãe, Gabriel tomava mais uma vez impulso e chutava com toda a força a porta que cedia. Seu pai estava com sua mãe no quarto, seu corpo estirado na cama e os lençóis ensangüentados, seu pai estava de pé segurando o que restara de uma garrafa de vodka ensangüentada, sem pensar Gabriel corria ate o quarto e pegava seu bastão, escutava seu pai correndo ate a porta, ele corria para alcança-lo, o encontrava no caminho e acertava suas pernas com o bastão, podia se ouvir o som dos ossos se quebrando, seu pai caia em agonia, seu filho cego de ódio o golpeava mais uma vez, dessa vez no peito, a fúria tomava conta do corpo do garoto que cego golpeava seu pai sem hesitar, o sangue espirrava por todos os lados e finalmente o golpeava na cabeça, afundando seu crânio e cessando seus gritos. O garoto caia no chão, seu corpo tremia, ele olhava para o pai morto, não acreditava no que tinha feito, se levantava e ia ate sua mãe, ela não se movia, ao longe escutava os som de sirenes. Rapidamente ele corria ate seu quarto e pegava suas roupas jogando-as em uma mala, sabia onde sua mãe guardava dinheiro e foi ate o quarto pega-lo, por fim foi mais uma vez ate o corpo de seu pai e pegou seu bastão caído no chão. Agora estava sozinho, tinha que fugir, não queria ser preso por aquilo, eles não iam entender, iriam joga-lo em qualquer reformatório e deixar apodrecendo, assim ele dava as costas a aquele inferno e ia em direção de uma nova vida.

Sobrevivendo
Sozinho no mundo ele não sabia como sobreviver, com medo de os tiras o encontrarem não se arriscava a procurar emprego ali na região. Foi então que lembrou da conversa de um dos garotos do colégio, falavam de lutas que aconteciam em um antigo ferro-velho, parecia que havia grandes apostas, seria uma ótima chance de lucrar alguma coisa. Assim, logo ele estava em frente ao local, havia alguns carros e ele podia escutar o som de musica alta logo a frente, se aproximava lentamente ate que foi surpreendido por uma homem negro, muito alto e extremamente forte, ele o empurrava e o mandava ir embora, ele se levantava um pouco intimidade e dizia que estava ali para lutar, o negro riu, mas alguém atrás dele percebia a confusão e se aproximava, era um homem baixinho e bem gordo, com certeza latino, ele observava Gabriel como se o estivesse analisando e em seguida mandava o negro traze-lo. Gabriel se aproximava do local, era aberto ao ar livre e cercado por pneus, havia dois lutadores no centro e esses rolavam no chão trocando socos, varias pessoas gritavam ao redor da arena torcendo. O latino chamava Gabriel para perto e dizia que tinha uma luta pra ele e que se ganhasse talvez arrumasse outras, o garoto aceitou. A luta no centro finalmente acabara e era a vez de Gabriel, seu adversário era um garoto um pouco mais velho que ele, mas ele parecia muito mais preparado que Gabriel, se movimentava bem e seus socos pareciam bem fortes, tanto que Gabriel levou dois no estomago logo de inicio, ele se ajoelhava e o sangue escorria por sua boca, ele se esforçava para levantar só para receber mais dois socos em cheio no rosto, eram fortes e rápidos, ele sentia que ia desmaiar, mas então escutava em sua mente os gritos de sua mãe e via o rosto de seu pai, um choque corria por todo seu corpo e suas pernas que estavam para ceder se firmavam, ele voltava com tudo e acertava um soco em cheio no peito do adversário que se surpreendia a caia,mas logo se levantava. A partir daí a luta tomou um caminho diferente, cego de ódio Gabriel não se importava com os socos e chutes que recebia, a dor era incrível, mas a vontade de acertar aquele desgraçado era maior, seus socos ficavam mais fortes e rápidos, ate que finalmente acertou um no estomago, em seguida um gancho no queixo, um cruzado no rosto e o adversário caia, mas Gabriel não parecia satisfeito, ia pra cima do corpo desacordado e começava a soca-lo sem parar, as pessoas rapidamente invadiam a arena e o afastavam, ele era o vencedor.
Após aquela luta o latino ficou satisfeito e impressionado com a força do garoto e promoveu outras lutas, mas dessa vez o preparou, viu que ele tinha apenas força, precisava de técnica, logo Gabriel estava tendo aulas de Kickboxing, a luta preferida do latino.

A Jaula
Muitas lutas se passaram desde o ferro-velho, o garoto já era homem e as lutas mais sangrentas e violentas. Agora os combates era na “Jaula” e geralmente só saia uma vivo. Gabriel não era o atual campeão, mas surpreendia os outros lutadores e fãs que vibravam com a fúria do jovem lutador que derrubara vários adversários favoritos ate ali. Ele havia aprendido tudo o que podia para chegar ate ali, apesar de seus socos serem certeiros, eram seus chutes os derrubava.
Finalmente a luta era arranjada, o adversário era um novato também,mas que havia surpreendido a todos com um força e agilidade surpreendentes, quase sobrenaturais. A luta começava e Gabriel era surpreendido com dois socos rápidos em seu rosto, a força também era absurda e ele quase caia no chão, o adversário fazia uma nova investida, Gabriel esquivava do primeiro soco, mas não do segundo, sua visão começava a se embaçar, seu coração acelerava, sua fúria crescia, ele surpreendia o adversário segurando o braço que o havia o acertado e o acertando com um soco poderoso no rosto repetidas vezes, esse finalmente conseguia se afastar, os socos foram poderosos e deixaram algumas marcas, mas ele ainda estava de pé, para surpresa de todos, Gabriel investia novamente, errava o soco,mas o surpreendia com um poderoso chute na nuca, ele cambaleava, mas logo estava com a guarda levantada, parecia furioso, Gabriel se preparava para uma nova investida, mas então seu alvo sumia da sua frente, ele sentia um poderoso golpe em seu abdômen, a força era tão grande que o jogava longe, as luzes se escureciam e ele apagava.
Após a luta Gabriel saiu do local, não entendia como não percebeu de onde veio o golpe, seu abdômen ainda estava doendo, distraindo com a dor não percebia que duas pessoas o seguiam, só os notara quando já estava cercado. Para sua surpresa era seu adversário e uma mulher, ele surpreso perguntava o que queriam, a mulher dizia estar interessada em seu talento e esta ali para recruta-lo, ele não entendia e dizia que não iria a lugar algum, mas antes que pudesse das as costas percebia a investida do lutador, ele desviava de seu soco,mas então sentia uma forte dor em seu pescoço, a mulher havia se aproveitado o mordido, uma prazer incrível invadia seu corpo e ele caia inconsciente.

Uma nova “família”
Não foi fácil para ele entender o que se tornara. Vampiros não existem, não cansava de dizer, mas não encontrava outra explicação para o que estava a sua frente e o que se tornara, sentia fome e que só se saciava com sangue. A mulher que o mordera se chamava Lia, dizia ser uma Brugah,ou Brujad, alguma coisa assim, e ele era sua cria. Explicou um monte de coisa sobre seitas e que fora criado para servir e amar um tal de Sabá, Gabriel não tinha facilidade em aprender tudo aquilo, pra falar a verdade não ligava para o que ela dizia, estava mais interessado em algumas novas habilidades que ganhara, sentia uma enorme força dentro de si, gostava daquilo, Lia o ensinara como controlar e usar essa força e outras coisinhas mais.
Gabriel agora tenta entender aos poucos o que se tornara, Lia falou de missões que viram para ele provar seu valor a seita, ele espera ansioso por esses dias onde poderá testar suas novas habilidades.


BANCO DE XP
-----

BANCO DE DADOS
-----

ULTIMA ATUALIZAÇÃO: -----
avatar
Songette

Data de inscrição : 07/03/2010
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

http://www.nborges.weebly.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum