Big Apple (Nova York by Night) - O Conto da cidade Vampirica .

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Big Apple (Nova York by Night) - O Conto da cidade Vampirica .

Mensagem por Beaumont em Seg Maio 31, 2010 9:12 am

NOVA IORQUE: UM INFERNO DE CIDADE



O sinal mais dramático da mudança de sorte do Sabá, de qualquer forma, vem da cidade de Nova Iorque. A Camarilla e o Sabá lutaram pelo domínio de Nova Iorque durante décadas. Alguns anos atrás, o Sabá parecia ter ganhado, enquanto concretizava seu domínio da Costa Leste. Depois que o famoso Cardeal Polônia matou pessoalmente o Príncipe Michaela, sua numerosa progênie se espalhou e o Sabá reduziu a presença da Camarilla em Nova Iorque para a Capela das Cinco Vilas dos Tremere e vários carniçais que trabalham na bolsa de valores.

Em 1999, a Camarilla retomou a noite na Grande Maçã. A Batalha de Nova Iorque provê um largo estudo das táticas da Camarilla – especialmente das táticas Ventrue. Ventrues de vários de seus “Diretórios” regionais, de Lady Anne de Londres até o prelado Matusalém Fabrizio Ulfila e o novato Jan Pieterzoon puseram de lado suas diferenças para empreender uma campanha destra. Vampiros de todos os Clãs da Camarilla tomaram parte na conquista, mas eles lutaram de acordo com o plano dos Ventrues.

Brujahs podem brigar e Assamitas caçam – mas a guerra, a verdadeira guerra, é o esporte dos reis.
<---------------A PREPARAÇÃO--------------->
“Nós não planejamos para o poder dentro da Camarilla. Nós simplesmente aceitamos responsabilidades... e todos estão satisfeito em oferece-las.”
- Jan Pieterzoon, Protegido de Hardstadt o Jovem





A batalha começou muito tempo antes do primeiro tiro. Como qualquer bom general sabe, valor é só uma pequena parte de ganhar guerras. A Camarilla montou sua base de seu ataque com antecedência de mais de um ano, usando seu conhecimento de instituições humanas para recrutar procuradores inconscientes. Policiais, lixeiros, assistentes sociais, investigadores particulares... todo eles achavam que estavam apenas fazendo seus trabalhos normais. Os policiais que tiravam telefotos de toda visita na mansão do Cardeal Polônia acreditavam firmemente eles procuravam um barão colombiano das drogas. Os trabalhadores do esgoto que procuraram por novas construções no subterrâneo não tinham a menor idéia de que eles traçaram o Reino Nosferatu. O agente do IRS que examinou os negócios do próprio Sabá nunca soube quem mais leu seu relatório. Se quaisquer dos procuradores encontra-se uma mortes horrível pelas presas do Sabá... bem, isso também era informação.

Seis meses antes do ataque, dois Seguidores de Set começaram a vender quantidades pequenas de vitae de baixa geração, intoxicado em sua potência. Como sempre, os Setitas não divulgaram suas fontes. Muitos sabá cederam ao desejo, ansiosos em provar o sangue de um ancião. Seus líderes suspeitaram que fosse algum truque Setita para viciar seus clientes, mas a vitae não continha nenhuma droga ou feitiço. Os Setitas somente coletaram em troca o dinheiro usual e pequenos favores.

Ninguém pensou em conferir a vitae com um contador Geiger. Depois de drenar a vitae do Príncipe e da Primogênie doadora, os técnicos contratados dos Ventrues adicionaram um minúsculo traço de radioatividade. Os carniçais da Camarilla poderiam localiza-los de helicóptero durante algumas noites depois que eles bebessem o sangue maculado. Os Setitas, claro, não tinham nenhuma idéia da mácula na vitae que eles venderam. Os Ventrues os pagaram bem para não fazer perguntas.

Apenas um tolo simplesmente envia os soldados à carga para a batalha. A Camarilla começou a cercar o sabá sem um único vampiro entra na cidade. O Cardeal Polônia insistiu para que os sabá de Nova Iorque aprendessem a reconhecer um ao outro – dificilmente um plano infalível, com quase 200 vampiros na maior área metropolitana – e trazer todos os vampiros pouco conhecidos diretamente a ele. Os Ventrues tinham certeza que Polônia capturou alguns sabotadores e assassinos dispensáveis. Uma vez mais, os reais operativos eram todos humanos. Poderia o sabá perseguir o rastro de papel atrás de toda transação real de imóveis, toda nova construção? Eles confeririam todo mundo que alugou um apartamento se aproxime de um de seus refúgios, apenas para se assegurar que ninguém agiu debaixo da compulsão sedutora? Quem viu qualquer coisa sinistra na venda de uma companhia de coleta de resíduos tóxicos? Toda compra teve um comprador legítimo, mortal. Lentamente, silenciosamente, os agentes da Camarilla construíram bases mortais e refúgios fortificados no coração do poder sabá.

Um mês antes do ataque, os vampiros Giovanni de Nova Iorque aceitaram o troco Ventrue. Os Sangues Azuis lhes ofereceram algumas oportunidades empresariais notáveis. Os anciões do Clã abençoaram a sociedade, depois que os financistas Ventrue causaram uma breve queda no valor da moeda corrente da Itália – o bastante para estabelecer credibilidade.

Na semana anterior ao ataque, estes Giovanni ajudaram a Camarilla a contrabandear Arcontes e grupos de guerra para Nova Iorque. Os vampiros entraram como carga, escondidos em tudo, de caminhões tanque a containeres de navios. Carniçais fieis e outras minorias presas a laços de sangue dirigiram na cidade para encontrar os vampiros adormecidos e os levar para áreas de preparação. Criados mortais trouxeram reservas abundantes de sangue armazenado.

O mais importante, os cabeças da Camarilla usaram dinheiro, laço de sangue e condicionamento hipnótico para ganhar influência nos meios de comunicação de massa. Os financistas Ventrue gastaram milhões contratando criminosos insignificantes para puxar a polícia para longe de campos de batalha no momento certo. Protegendo a Máscara em primeiro lugar.
<---------------A BATALHA DE NOVA IORQUE--------------->


O ataque mesmo começou durante o dia com uma erupção de acidentes. Certos edifícios pegaram fogo; nas semanas seguintes, investigadores de incêndio não acharam nenhuma sugestão de jogo sujo. Carros enguiçados bloquearam ruas para atrasar os caminhões dos bombeiros. No pior acidente, um caminhão derramou centenas de galões de ácido nos esgotos; os processos certamente tirariam a companhia dos negócios. Também, várias tubulações de gás explodiram mas isso é tão comum que os Nova-iorquinos mal notaram. Os Nosferatu antitribo notaram, pelo menos – aqueles que despertaram em tempo.

O NYPD administrou a segunda fase do ataque. O Sabá emprega poucos carniçais, (principalmente os retentores de líderes prestigiosos), mas a Camarilla não os negligenciou. Ao anoitecer, a maioria do carniçais do sabá na cidade de Nova Iorque estavam presos por acusações fabricadas, em fuga, ou em poucos casos, mortos enquanto tentavam escapar. Os oficiais envolvidos não esquecerão tão cedo quantos seriam requisitados para subjugar estes “alegados perpetradores.”

O carniçais da Camarilla constituíram a terceira onda. Dúzias de carniçais alargaram a campanha de acidentes atacando os refúgios de Sabás menos poderosos. Disfarçados como policiais, bombeiros e paramédicos, eles levaram estacas, machadinhas e coquetéis Molotov. Seus mestres lhes prometeram o Abraço como recompensa... se sobrevivessem. Não o fizeram, desde que alguns Sabás, despertaram para se defender e aos seus companheiros de bando. Porém, o sabá perdeu um quarto de seu número no cair da noite. O que eles não perderam mais era um tributo à determinação de polônia em fortalecer e tornar à prova de fogo os refúgios. Infelizmente, muitos Sabás recusaram-se a seguir suas sugestões, e pagaram com suas não-vidas.

Como a luz do dia se foi, a força principal da Camarilla despertou. O famoso Arcontes Theo Bell comandou as forças terrestres, com os Justicars Jaroslav Pascek e Lucinda como “marechais.” O Justicar Nosferatu Cock Robin conduziu uma invasão por baixo, entrando na cidade pelos dois enormes túneis que provêem a água da cidade. Mais que uma dúzia de grupos se uniram ao ataque, ou por causa de rancores pessoais contra o sabá ou para ganhar uma posição poderosa na nova ordem da cidade. Os líderes asseguraram aos soldados que se qualquer um tivesse veias pretas em suas auras depois da batalha, ninguém faria perguntas inconvenientes.

O sabá também despertou – mas a Camarilla já tinha superioridade estratégica. O sabá não tinham nenhuma fronteira que pudessem vigiar, só alguns pontos fortes. A maioria deles se espalhou. Os que se mantiveram e lutaram acharam que a noite não os protegeu. Os Ventrues contrataram helicópteros com holofotes infravermelhos para voar sobre os campos de batalha enquanto os vampiros da Camarilla usavam óculos de visão noturna apropriados.

Os restos de todo sabá destruído foram diretamente aos Giovanni. Os Necromantes contataram os fantasmas dos vampiros destruídos, quando possível, e os torturaram por informação. Os Justicars não negligenciaram nenhuma fonte potencial de informação sobre os recursos do sabá, presos, identificaram sinais e planos. Se os Giovanni quisessem interrogar os fantasmas sobre as outras atividades do sabá, os Justicars não tinham nenhuma objeção.

Na segunda noite, a Camarilla perseguiu o sabá. Quando o sabá fugia de seus refúgios, o Arconte Samedi e antido investigador de homicídios Lithrac os examinava por qualquer rastro dos vampiros fugitivos. Todo cabelo ou sujeira de sangue foi para a Capela das Cinco Vilas. Os Tremere conheciam um ritual para localizar um vampiro através de tais rastros pequenos e trouxeram todo membro disponível do Clã que conhecesse o ritual. Eles já tinham cabelos do chefe tenente do Cardeal polonia, coletado de seu terno (os Ventrues souberam qual lavanderia a seco era usada pelo Bispo e compraram o negócio). Naquela noite, o Bispo conheceu Morte Final. Ele teve muita companhia, como os Tremere retransmitiam atualizações das posições dos sabás usando celulares codificados. Sua magia poderia ser medieval, mas muitos Tremeres amam máquinas, especialmente tecnologia que lida com segredos.

Na terceira noite, a metade restante do sabá se reagrupou no Bronx, conduzidos pelo Cardeal polonia e o ancião Tzimisce Lambach Ruthven. Isto resultou no único engajamento maior da batalha. Tecnicamente, o sabá ganhou. O próprio Cardeal polonia se provou invencível, sua lâmina cortante decapitou quatro vampiros da Camarilla e forçou o Arconte Nosferatu Frederico diPadua ao torpor. Ruthven tem a reputação de um vampiro fraco e covarde, todavia sua idade e sangue forte o fizeram formidável. Mas polonia e Ruthven apenas ganharam uma retirada segura para o Cainitas.

Antes de quarta noite, Cock Robin e seus operativos asseguraram os túneis e esgotos dos Nosferatus. Os Nosferatus antitribo foram totalmente destruídos; se alguns deram sua palavra em troca de fuga ninguém questionou o Justicar. Cock Robin uniu-se aos outros vampiros da Camarilla em um ataque massivo à última fortaleza de polonia, um distrito de fábricas abandonadas com mil lugares para se esconder. Essa foi a batalha final da parte mais violenta. O comando, controle e superioridade de comunicação da Camarilla contaram pouco. Porém, o sabá só impôs uma resistência simbólica antes de fugir. polonia matou mais dois vampiros da Camarilla, mas de Ruthven os atacantes não acharam nenhum sinal.

A quinta e a sexta noite consistiram na limpeza. Vários pequenos mas ferozes estrondos aconteceram enquanto os vampiros da Camarilla e do sabá lutavam de casa em casa pelo Brooklyn, Greenwich Village e Harlem, mas o sabá sabia que havia perdido. Os Tremere não puderam achar polonia em nenhum lugar na cidade. Na sétima noite, a cidade jazia nas mãos da Camarilla. Os Setitas e os Giovanni receberam pagamentos extras por seus serviços, enquanto os carniçais sobreviventes receberam o Abraço como prometido. Os Ventrues sabem o valor de sub-contratados felizes.
<---------------BERLIM NO HUDSON--------------->


A Camarilla pode se manter em Nova Iorque melhor do que o sabá poderia? Eles pretendem tentar – mas a vitória da Camarilla mostrou a dificuldade de defender uma cidade gigantesca de infiltrações. Um Príncipe e conselho de Primogênie de anciões provisórios estão trabalhando para restabelecer a influência da Camarilla na maior área de Nova Iorque.

Como o sabá anteriormente, o conselho provisório tentou fechar as entradas fáceis para Manhattam. Carniçais nas pontes, pedágios e túneis vigiados scanners de infravermelho para motoristas sem calor corporal. Os grandes túneis de água agora têm fortes grades de metal e alarmes, enquanto as autoridades portuárias receberam cachorros carniçais treinados para farejar vampiros tão bem quanto narcóticos. A tarefa era inútil; um vampiro pode caminhar atravessando o leito do Rio de Hudson, se não tem nenhum outro modo disponível. A Camarilla espera somente eliminar os agressores menos inteligentes e determinados.

A Família se lembra, entretanto, que suas conexões com o mundo mortal é sua força. A nova “administração” encoraja os novos residentes a fazer contato com as agencias da cidade, os escritórios locais de agencias federais e estaduais. Os Nosferatus, claro, retomaram imediatamente sua potente influência sobre os serviços de saúde pública e departamentos de manutenção, como também sobre os canis policiais. O conselho provisório dirigiu toda a Família para apoiar o programa policial “Pegar Pesado” do Prefeito Giuliani. Crime excessivo nas ruas faz uma boa cobertura para os vampiros famintos da Camarilla, mas é uma cobertura até melhor para o sabá. A Família tem que simplesmente exercitar mais autocontrole – e cultivar rebanhos os rebanhos que pudessem. Gangues de Brujahs se acharam contidos por engenheiros sociais Brujah, que vêem Nova Iorque como uma outra tentativa de “recriar Cartago”
O Anarquismo foi revigorado graças ao Gangrel Phillip que aproveitou sua boa influencia na Priminegie e a saida do Justicar Xavier do circulo interno par apor seus ideias de Cartago um pouco mais adiante . (não que dois Anarquistas concordem em como sua utopia mítica da era).

O conselho também encoraja que os novos residentes consigam conhecer seus vizinhos mortais. Se qualquer um for morar perto do refúgio de alguém, descubra sobre ela! Afinal de contas, o sabá também pode prender os mortais a laços de sangue, os Lasombra igualmente os Ventrues a condicionamento hipnótico, e os Tzimisces – bem, os Tzimisces têm seus próprios métodos sem igual de assegurar obediência.

A cidade de Nova Iorque eventualmente precisará de seu próprio Príncipe e Primogênie. O conselho provisório voltará aos seus próprios domínios depois do próximo Grande Conclave Tal Evento foi realizado em em maio de 1999 tornando assim Dalilah nova Principe Toreador da cidade . Pretendentes a Príncipe tiveram vários anos para construir sua influência, cultivar os aliados e demonstrar sua liderança Entre Eles a primigenie Ventrue e Nosferatu tentaram obter a regencia de NY. Mas Dalilah foi a melhor indicada devido sua melhor cara com a Big Apple . Com o Tempo se formaram O conselho também de xerifes, batedores, senescais e outras proles da Camarilla. Considerando que a maioria dos anciões que vieram para a guerra regressou para casa imediatamente após sua vitória, neófitos e ancilaes têm uma chance notável para ganhar um alto status em uma das maiores cidades do mundo.

Sobre o Cardeal polonia, porém, a Camarilla encara um inimigo brilhante, determinado e com seus próprios grandes recursos. O sabá se re-agrupou em Nova Jersey para planejar e espionar a Camarilla, assim a Família de Nova Iorque tem que ficar constantemente alerta. Tão longe, o sabá tem como causar danos sérios.

Desde a reconquista, entretanto, a Família notou algo estranho. Nem todo bando sabá vem para Nova Iorque para causar dano. Alguns parecem genuinamente atraídos pela própria cidade. Eles evitam a Camarilla mas não parecem interessados em recolher informações ou planejar terrorismo. Eles nem parecem se preocupar que os vampiros da Camarilla secretamente os observam enquanto rondam as ruas sujas e boates ou desfrutam os museus, o Madison Square Gardens, a Broadway e outras atrações culturais.

Quase todos estes bandos de “turistas” têm um membro Tzimisce. Depois de vários meses, cada bando desaparece, deixando seu refúgio bagunçado, como se eles esperassem voltar pela manhã.

Os Nosferatus da cidade sabem aonde os sabás perdidos vão. Isso é por que toneladas de materiais de construção desaparecem no labirinto de túneis debaixo da cidade. Uma vez os Nosferatus trabalharam para transformar Manhattam em um labirinto subterrâneo alguns tiveram a chance de presenciar uma estranha criatura – a poderosa, e monstruosa cria que ninguem sabe como se formara ou se possui inteligencia propria . Agora eles trabalham para desobstruir os túneis e câmaras que eles escavaram profundamente sob os esgotos. Eles raramente falam sobre isto com outros vampiros porque eles não podem imaginar o que qualquer outro pode fazer. Entretanto, nem mesmo os Nosferatu sabem tudo.

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Big Apple (Nova York by Night) - O Conto da cidade Vampirica .

Mensagem por Ignus em Sab Dez 24, 2016 4:13 am

Eu já havia visto esse texto em outros lugares. Se a memória não me engana é de alguma fonte oficial.

Alguém saberia dizer qual a fonte?
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Big Apple (Nova York by Night) - O Conto da cidade Vampirica .

Mensagem por Beaumont em Sab Dez 24, 2016 8:45 am

O texto foi retirado do Book Noites de Profecia e serviu como base para a criação de nossa cidade vampírica em meados de 2010.  Very Happy

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Big Apple (Nova York by Night) - O Conto da cidade Vampirica .

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum