Boate Freedom

Página 1 de 15 1, 2, 3 ... 8 ... 15  Seguinte

Ir em baixo

Boate Freedom

Mensagem por Beaumont em Sab Maio 29, 2010 12:00 pm

Historia

Gangrel Philip sempre manteve o lugar como uma espécie de Território Livre para vampiros em uma postura não – oficial ; todo e qualquer vampiro pode freqüentar o clube , independente de sua linhagem , desde que respeitasse as regras da casa . Essa idéia surgiu logo após a retirada do cainita oficialmente da camarilla seus ideais de respeito e poder abrangiam uma forma bem diferente do principado de NY , mas isso não impediu que as formas de acordo fossem simples entre eles , A Ex-primigenie Brujah já possuía um Território de tempos atrás , seu próprio refugio do qual intitulou como A boate Freedom , um lugar onde membros do Cla se juntavam em meados de 64 quando foi construído , a idéia do anarquismo foi se difundido até finalmente aderirem a causa somente em 2000 após a queda de Polonia em NY quando conseguiram a permissão do Principe através de um debate caloroso que mortais deveriam sim ter um pouco mais de respeito se suas ações valessem por tal . Ideais de liberdade e força de expressão são as principais fontes de incentivo da cidade , juntamente com o Brujah muitos outros se tornaram anarquistas, muitos Gangrels mostraram sua propensão a quererem já demonstrar uma ação contraria a camarilla , juntamente com os forasteiros e a rale , os largados Caitiffs viram neles uma família de verdade da qual nunca tiveram , desse modo muitos desses jovem sem lar encheram as fileiras de frente dos anarquistas . E Por fim uma única e formidável mulher daria o toque feminino mais que essencial para a criação da Boate Freedom . O gangrel Phillip deixav aassim de vez a camarilla e o Posto de Primigenie assim como Xavier deixava o circulo interno


Arquitetura





Antes era um Clube um pouco mais restrito apenas para os membros Anarquistas em meio ao temor de se preocupar com uma possível investida do notório Principe . Nos dias de hoje , a situação é muito mais liberal e qualquer membros pode dar suas caras sem problemas , existe sim uma falta de publicidade na tentativa da não atrair tanto rebanho mortal , os que chegam a freqüentar o local são apenas parte da alimentação e não precisa ser tantos assim . Mesmo assim filas enormes se formam praticamente todas as noites diante das portas principais . Com a gestão de Phillip a maior parte dos empregados e formada pelos caitiffs abandonados que adotaram a causa anarquistas , eles não são vistos como uma classe menor , ele apenas lhes concede abrigo e moradia em troca de ajuda no trabalho . A Freedom Club se divide em 3 partes . O Porão , o Clube e a pista de Dança .

O Porão



Se antes os anarquistas produziam e arquitetavam suas receitas para um mundo melhor , depois que abriram as portas para todos , resolveram criar uma área mais seleta dentro da própria boate , O porão é considerado por muitos uma área a parte do Clube , Situado nos fundos tem sua entrada , letreiro e administração própria . O atual responsável pelo porão é o Gangrel Urbano Anarquista Beastie Boy a idéia principal é proporcionar uma área livre para os anarquistas fazerem o que bem entende , sem precisar violar a mascara e desrespeitar a convivência amistosa entre o Barão anarquista Brujah e o Principe Ventrue . Seus Principais freqüentadores são punks , deadbangers e skinheads a única constante entre eles é a musica pesada e a idéia pela causa .

O Porão tem dois Andares . O Primeiro ao nível do Solo , é uma espécie de “Balcão” que serve de pista e fica suspenso sobre o “fosso” – apelido do segundo andar que fica no nível subterrâneo , um vão no primeiro andar permite que as pessoas ali localizadas possam ver aqueles que estão no “fosso” . O fosso fica entre o palco e a pista de maior

A animação do fosso fica por conta das bandas que tocam ao vivo no palco . geralmente o espaço e cedido par abandas em inicio de carreira , e as próprias que os anarquistas escolhem e participam . Durante os Shows no auge da agitação , alguns frequentadores costumam praticar o “stage diving” ou “mosh” subindo até as a pista do Vão e atirando-se no vão . Sobre as pessoas que estão no fosso

Toda e qualquer porta de Acesso ao porão é protegida por Seguranças Caitiff , apenas usuários “Vips” (anarquistas , rebanho e etç) tem acesso ao local .



Elite



A Elite é um Ambiente um tanto mais Refinado e costumeiro para um Clube . Elite não é um nome oficial e sim um nome dado pela clientela da Alta sociedade que costuma visitar o local . Toreadores e até mesmo alguns Neofitos Ventrue entre outros membros da Alta Sociedade da camarilla apelidaram o local de Elite por ser um local agradável em meio aquele estranho aglomerado de anarquistas . Se tem acesso a Elite pela porta principal da Boate .

Ambiente Principal (elite)



A Elite é composta por dois ambientes semelhantes e interligados , o ambiente principal tem mesas que comportam de 4 a 5 pessoas , um bar (tido como um dos mais completos da cidade) e Um palco para Apresentações ao vivo Existem também cabines reservadas com mesas que comportam até 4 pessoas e um sofá privativo . Essas cabines bem reservadas são usadas por vampiros quando precisam se alimentar com privacidade e para outras atividades que exijam uma maior discrição , como negociações , um espaço ótimo para os freqüentadores membros da camarilla , Ventrues e Toreadores . Ao contrario dos Shows no Porão aqueles que acontecem na Elite são geralmente acústicos ,na maioria das vezes , apresentam-se Jazz em Blues , quando não há nenhum Show geralmente um sistema de Som mantém um som ambiente .

O ambiente Secundário



O Ambiente secundário é muito parecido com o primeiro , mas sem palco . A afinidade deste setor é proporcionar um ambiente mais misto , sem tanta classe para que todo tipo d eclasse social se sinta bem . é a parte mais freqüentada da boate e que pode ser alugada periodicamente durante a semana para Festas privativas (somente este setor) O ambiente entre o principal e o secundário é livre . Na Area secundaria também pode se encontrar apista de dança que é um pouco elevada apenas uma pequena porção periférica , membros de uma classe menos alta preferem divertir-se ao som do Tecno e o gótico ao invés de escutarem acústicos como na Elite principal , de fato – pensou em todos os gostos . A parte central da pista mais baixa - chamada de pista principal – é acessada por quatro escadas curtas com um bar próprio tão bem equipado quanto aquele na área principal , outra escada da acesso ao segundo andar , uma “meia pista” . O vão resultante do “corte” é o piso material transparente exibem uma visão panorâmica da pista principal . O ambiente é impermeando de luzes estroboscospica . efeitos visuais coloridos são projetados nas paredes . O Dj fica em um a cabine localizada em uma espécie de torre , entre o primeiro e segundo andar , seu repertorio costuma variar entre eletrônica , eletro , tecno e drumm’bass . Esses fatores incitam no publico um coportamento de excessos , onde o uso de substancias proibidas é comum . Tudo isso facilita as ações de grupos ofensivos .

O Terceiro Andar

O Terceiro Andar é restrito . Apenas Phillip , Beastie Boy e Raquel tem acesso a ele . Aqui situa-se o setor “administrativo” do Clube : o escritório de Phillip e a sala de segurança , onde existe uma central de monitores ligados a câmeras de vídeo instaladas por todo Clube

Neste andar está a sala VIP . Com acesso apenas a um elevador privativo , este elevador localizado em uma sala reservada no andar Terreo . Só pode ser utilizado com um cartão magnético e uma senha secreta que apenas os 3 adms possuem . O Elevador é o único meio de acesso aos andares 4 e 5 . Na Sala VIP Phillip e Raquel cuidam de assuntos particulares a causa com seus aliados e pessoas importantes .

No terceiro andar também pode ser encontrado o gerador que alimenta a energia do Clube.





Quarto e Quinto Andares




Nesses dois últimos andares ficam os aposentos de Phillip , Raquel .

Beastie Boy prefere ter seu próprio refugio fora dali . Se senti um pouco mais livre assim .

A Decoração de Raquel lembra um passado voltado a arte , uma decoração razoável de quadros e esculturas abstratas de autoria da própria designer , mas se interrogada a respeito ela não irá afirmar que é a autora .

Phillip por sua vez possui um quarto um tanto diferente , dizeres de liberdade estão escritos com sangue nas paredes para melhor reforçar sua ideologia e que jamais seja esquecida , o quarto não possui absolutamente nenhum móvel . Com uma porta reforçada de aço , Philip passa seus dias ali , sozinho . Sendo alvo de “piadinhas” sobre moda por Raquel .





Subsolo





Este setor subterrâneo , e um dos mais restritos do clube . Para chegar a esse andar é necessário ter aprovação de 1 dos 3 adms e sempre deve ser conduzido por um segurança . Tambem o local é sempre guardado por alguns . Somente aqueles de grande confiança , os verdadeiros anarquistas tem acesso a esse lugar . No subsolo se encontra um grande hall em sentido octogonal que por sua vez da acesso as salas que servem de refugio para os membros anarquistas



Formação Estética dos ambientes do clube





O Lugar é escuro , iluminado por luz indireta . Garçons e garçonetes carniçais usam couro negro . O Negro é a cor predominante , A elite nos dias atuais depois de aberto ao publico sempre transpirou um ar de normalidade , diferente da conturbado porão . Raramente ocorrem acordos violentos neste setor . Os que preferem a intriga e a sutileza em vez de força bruta preferem ao ambiente Principal como parte preferida da casa noturna . Ambos os locais Elite(principal e secundário) foi completamente desenvolvido e decorado pela Toreador Anarquista Raquel Administradora da Elite





A Visão dos Anarquistas sobre o rebanho .

Os anarquistas geralmente adotam duas posturas com relação aos mortais , podem abandoná-los simplesmente , depois de usa-los ou podem possuir um imenso respeito e carinho (pena talvez) , isso varia muito do que o mortal é , os Anarquistas combatem o príncipe , pela igualdade e respeito , se um mortal merece seu respeito será tratado com o devido , um mortal podre e ambicioso , não significa mais do que um banco de sangue...



Preços :

Entrada do porão (somente Anarquistas/rebanho ou simpatizantes podem entrar) : gratis

Entrada : 50 Dolares

Festas Privativas (durante a semana somente): 25 mil dólares

Cabines : mil dolares

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Chris Yates em Sex Out 08, 2010 11:22 pm

Finalmente um pouco de comida fresca... Não aguentava mais aquele sangue insípido e gelado de laboratório... Vai me custar uma boa grana, mas um cientista pode ter seus pequenos luxos afinal...
Tomei um banho, me vesti com uma roupa toda preta, cortesia da ultima vez em que eu provei um bom sangue fresco. Após isso, passei um perfume vagabundo, guardei a carteira no bolso e sai de casa em direção a boate Freedom.
Dava uma distância razoável de onde eu moro até lá. Ao chegar lá, paguei a entrada. Abusivos cinqüenta dólares, que eu hesitei em pagar por um momento, mas no final cedi a uma noite de diversão, afinal até os monstros tem direito de sair para brincar...
Depois de pagar a entrada, me dirigi até o ambiente secundário e então começava a caça...
Me aproximei de uma das mulheres na multidão e logo forcei um sorriso dizendo:
-Oi, o que você acha de nós bebermos alguma coisa?
Carismático definitivamente não é uma das coisas das quais eu posso ser chamado, mas eu realmente quero beber algum sangue fresco essa noite!

Foto:
Spoiler:
avatar
Chris Yates

Data de inscrição : 05/04/2010
Idade : 48
Localização : Onde você quiser

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Nemesis_EX em Sab Out 09, 2010 10:09 am

*J.J entra na boate em busca de diversa onde parecia procurar alguem que pudesse animar ela um pouco sempre agindo como uma agente dupla agora estava ali para aproveitar o maximo era um territorio neutro e iria desfrutar de sua imortalidade um pouco...*

"--Finalmente um momento só meu... vou dançar...vou me divertir e fazer um lanchinho..."

*J.J dançava na pista não para os outros mas para si afim de curti mesmo a boate... não tinha um fim de semana descente a algum tempo e agora queria aproveitar ao maximo...*
avatar
Nemesis_EX

Data de inscrição : 15/03/2010
Idade : 34
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por joan silvergate em Qua Out 13, 2010 10:31 pm

Daniel Campbell

A noite prometia naquela boate... o clima ameno, cainitas com sede, rebanho disposto e alegre dançando na pista, ótimo para Anarquistas e eventuais visitas não declaradas na cidade, visitas essas que correm grande perigo caso sua presença seja notada pelos gélidos olhos que agora reinam sobre a Big Apple...

O agora belo (?) Tzimisce entrava no ambiente, pagara caro pela noite de prazeres que espera ter, alguns olham para na medida em que ele avança na multidão, outras até se excitam... para muitos ele é que a "carne nova" no pedaço, não sabendo de sua real natureza... Daniel avança na direção de uma jovem entre tantas outras, a moça se mostra sensual, com seu cabelo negro e algumas mechas vermelhas, seu top negro e seu jeans de cintura baixa mostrando os contornos de seu corpo...

-Oi, o que você acha de nós bebermos alguma coisa? ao ouvir a frase do cainita, ela levanta a sua sombracelha direita e em um ar de interrogação olha para o suposto Dom Juan...

-Não sei... por que deveria ir?
A abordagem não fora uma desastre total, mas não chegou a ser um sucesso absoluto...

Jasmine Jordan

Na boate entrou mais uma bela mulher, uma mulher que gosta de viver no limite do perigo, como ela se sente com a retomada da Camarilla? Se ela pensa nisso agora ou não, somente essa Gangrel que pode responder, no momento ela dança em um lugal lotado, onde há cainitas e humanos, o que se pode esperar de J.J ?

A moça de cabelos curtos e curvas fartas dançava... com tantas pessoas, gente com bebidas na mão se empurram constantemente e um acidente não demora para acontece quando Jasmine escuta aquele "aaaa não" que precede um acidente, mas sua atenção é alta e ela percebe o copo de cerveja vindo em sua direção, ela se devia o suficiente, fazendo com que a cerveja cai nas pessoas proxima a ela, todos reclamam muitos, mas é o jovem de porte atletico, acompanhado de outros jovens igualmente saudáveis que pedem desculpas para Jasmine...

-Ih moça, foi mal... empuraram a gente, sorte que cê desviou, hem?
todos estavam com roupas esporte fino e não eram dificil notar o olhar de segundas intenções daqueles três...


Última edição por Joan Silvergate em Sab Out 16, 2010 3:33 pm, editado 1 vez(es)
avatar
joan silvergate

Data de inscrição : 08/03/2010
Localização : Nova Iorque

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Nemesis_EX em Qui Out 14, 2010 12:43 am

-Ih moça, foi mal... empuraram a gente, sorte que cê desviou, hem?

--Ou azar pois de repente vc ia ficar me devendo um vestido novo...

*J.J dava um sorriso onde fala...*

--Devia comprar um babador para seus amigos to vendo eles salivarem um pouco... eu to com sede vou beber algo...

*J.J ia ate o barman onde grita para o barman...*

--Ai gatinho me ve uma cerveja bem gelada... eu tenho que encher o tanque para dançar ate não aguentar mais...

*Enquanto esperava analisava a pista toda e esperava que o grandão que tentou molhar ela chega-se proximo ou será que só era papo...*

"--O idiota tentou me molhar e obvio mais tenho de admitir ele tentou uma abordagem inusitada... vamos ver se ele segue em frente..."

Aparencia de J.J com vestido de festa:
Spoiler:
avatar
Nemesis_EX

Data de inscrição : 15/03/2010
Idade : 34
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Chris Yates em Qui Out 14, 2010 12:44 pm

Hmm... Parece que não é tão fácil assim seduzir um saco de sangue
-Vamos, garanto que você não irá se arrepender! ¹
Sorri para a garota enquanto estralava os dedos das mãos e logo em seguida estava lá, com cara de bobo esperando uma resposta. Que coisa irritante. Deveria simplesmente mordê-la e pronto, mas esta cidade é muito grande e bem vigiada para que eu possa caçar ao modo do sabá... Além disso, preciso de uma carniçal para estudos e esta parece ser uma boa cobaia.

Testes: Lábia + Carisma para fazer ela concordar em vir¹
avatar
Chris Yates

Data de inscrição : 05/04/2010
Idade : 48
Localização : Onde você quiser

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por joan silvergate em Sab Out 16, 2010 11:49 am

Daniel Campbell

O música da boate agora tocava rapida, batidas freneticas e ritmadas naquele ambiente escuro e cheio de fumaça, os feixes de luz batiam no rosto de Daniel e da jovem que ali estava sendo abordada, o ritmo da musica fazia com que todos ali presentes se movimentassem cada vez mais rapidos, mas nem todos, os dois ali ainda estavam parados e insistindo em algo mais...

-Vamos, garanto que você não irá se arrepender! É o que diz o Tzmisce tentando mostrar um poder de sedução além do que ele de fato tem e com poucos resultados positivos, a jovem apenas gesticula um gesto de "e..." para Dimitri, apesar daquela musica alta, a moça consegue ouvir a abordagem do cainita, mas tudo continua sem grandes mudanças.

No entanto, antes que Daniel possa continuar com seu momento Don Juan, dois jovens musculosos de regata e oculos florescentes, chegam por trás da jovem e a abraçam, os dois jovens estão com uma cara de poucos amigos...

Jovem: -Quem é essa figura, Manu?

Jasmine Jordan

Jasmine não é o tipo de cainita que se possa pegar de surpresa facilmente, um copo de cerveja lançado naquele ambiente lotado não era grande desafio para a gangrel que ali estava, mas pelo menos, eles conseguiram uma pequena conversa com a jovem que dançava ali tão sensual...

-Pois é, nunca se sabe, mesmo. o jovem mostrava saúde com roupas esporte fino um pouco anacrônico naquele ambiente anarquico que reina na Boate, mas quem se importa, mas eles olham para Jordam indo para o balcão e pedir uma cerveja, os três se olham entre si, como se um passando coragem para o outro, até que o mesmo jovem que jogou a cerveja na Gangrel e avança meio sem jeito até o balcão fazendo um gesto para barman pedindo uma outra cerveja e termina dizendo...

Não lembro de voçê aqui... é nova?
Agora Jasmine pode ver a boate ficar mais agitada com o ritmo forte da musica que toca ali, os movimentos das pessoas ficavam cada vez mais rápidos, passando a ideia que o lugar estava cada vez mais cheio de pessoas...


Última edição por Joan Silvergate em Sab Out 16, 2010 3:32 pm, editado 1 vez(es)
avatar
joan silvergate

Data de inscrição : 08/03/2010
Localização : Nova Iorque

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Chris Yates em Sab Out 16, 2010 12:01 pm

Maldita música alta. Não me deixa nem sequer pensar.
Aquela mulher já estava arrancando minha paciência... Porquê não simplesmente morder o pescoço dela e acabar com essa coisa toda. Parece até a Camarilla...
Antes que eu pudesse perder a pouca paciência que ainda me sobrava, chegaram dois palhaços atrás do meu jantar.

Jovem: -Quem é essa figura, Manu?

-Meu nome é Daniel.
Interrompi antes que a mulher pudesse falar. Afinal eu queria mesmo que esses sacos de sangue tentassem algo. Briga no beco é uma desculpa boa para me alimentar, já que eu não vou beber o sangue dessa v*dia pelo visto.
avatar
Chris Yates

Data de inscrição : 05/04/2010
Idade : 48
Localização : Onde você quiser

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Nemesis_EX em Sab Out 16, 2010 11:44 pm

Não lembro de voçê aqui... é nova?

*Dava um sorriso com a aquela cantada inicial patetica onde toma a iniciativa...*

--Tambem não me lembro de vc gatinho... talvez a gente possa se conhecer... mas tem que ser somente nós dois sem seus amigos panacas... mas essa resposta tem que ser rapida... tem 5 segundos pra responder... pois eu acho que pode ser interessante... agora só depende de vc...

"--Já ganhei minha ração diaria vou secar ate os ossos desse sanco de sangue e depois deixa-lo no beco..."

*J.J fazia questão de seduzi-lo com um olhar queria pegar aquela presa humana e se diverti um pouco...*
avatar
Nemesis_EX

Data de inscrição : 15/03/2010
Idade : 34
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por joan silvergate em Ter Out 19, 2010 11:29 am

Daniel Campbell

Aparentemente Campbell não estava com muita sorte naquela noite, a tal boate Freedom está se mostrando um lugar disputado, pelo menos no jogo de sedução feito pelos humanos e nesse jogo, o cainita ali presente ate agora está perdendo... Manu se mostrava confortável sendo abraçada pelos jovens de camisa regata, talvez sendo um comportamento normal naquele ambiente, onde se protege a jovem de pessoas desconhecidas ou apenas é uma demonstração de posse por parte dos dois ali...

Manu: - Ele me ofereceu uma bebida, josh... haha, com um ar de deboche ela se junta ainda mais aos dois ali presentes, enquanto que os dois mostram um sorriso cínico para Daniel...

Josh: - Esse povo que aparece do nada e pensa que pode tudo, fala serio... o espaço entre Daniel e os três ia ficando cada vez menor, as pessoas que estavam dançando estavam ocupando espaço não se importando para o humor de Daniel ou dos outros ali presentes... Melhor, ficar esperto, xará!

Jasmine Jordan

Para o jovem ali do lado de Jordan, aquela noite está de grande sorte, não era toda noite que tinha a oportunidade de sair da boate com uma garota tão bonita quanto Jasmine, pena que ele não sabia a verdade, dos perigos que rondam Nova Iorque e com certeza, essa Gangrel está na lista das coisas que se devem evitar para se ter uma proxima noite, mas esse jovem não pensa nisso, apenas fica admirado com a resposta da cainita, solta o copo de cerveja no balcão e diz...

-Uau... você é de verdade? não me lembro de eu conseguir tanto sucesso assim. Ele chega realmente muito perto de Jasmine e continua... Me chamo Dereck e você?

Os outros dois jovens já não estavam mais ali e antes que Jasmine pudesse responder, começa uma briga entre quatros pessoas bem na frente dos dois, gritos, pessoas correndo, ate que chega cinco seguranças que imobilizam rapidamente os arruaceiros, nessa situação, Dereck segura no braço de Jasmine e tenta levava para fora de la... enquanto que a gangrel não pode deixar de evitar de ver a aparencia pálida do jovem...
avatar
joan silvergate

Data de inscrição : 08/03/2010
Localização : Nova Iorque

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Chris Yates em Ter Out 19, 2010 2:09 pm

(Joan, decidi postar em terceira pessoa porque é mais conveniente)
Melhor, ficar esperto, xará!
-Ficar esperto? Haha... Quem vocês pensam que são? Eu não estou a fim de brigar, mas se quiserem podemos resolver isso lá fora. O que me diz?
O Tzimisce estava com um olhar de desdém para com os dois. Estralava os dedos um de cada vez, praticamente um convite para brigar. Era como se quisesse tirá-los do sério e ofendê-los com seu olhar frio. A garota já não era importante. O que se sabe é que aqueles dois serão a refeição da noite, e vão sofrer bastante por ter alterado os planos de Daniel.
"Fracos... Sacos de sangue que serão eliminados num instante"
avatar
Chris Yates

Data de inscrição : 05/04/2010
Idade : 48
Localização : Onde você quiser

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Nemesis_EX em Ter Out 19, 2010 11:20 pm


-Uau... você é de verdade? não me lembro de eu conseguir tanto sucesso assim. Ele chega realmente muito perto de Jasmine e continua... Me chamo Dereck e você?

--Me chame de Janet... gatinho Dereck talvez não seja apenas Sucesso...

*J.J deixava seu ar sensual onde brincava com o jovem passa a mão no seu rosto quando percebe a confusão....*


Os outros dois jovens já não estavam mais ali e antes que Jasmine pudesse responder, começa uma briga entre quatros pessoas bem na frente dos dois, gritos, pessoas correndo, ate que chega cinco seguranças que imobilizam rapidamente os arruaceiros, nessa situação, Dereck segura no braço de Jasmine e tenta levava para fora de la... enquanto que a gangrel não pode deixar de evitar de ver a aparencia pálida do jovem...

*J.J notando a palidez do rapaz analisa seus movimentos onde procurava sentir se a pele do rapaz era fria tambem onde antes que ele percebe tenta se passar por humana usando o Vitae para parecer mais humana onde analisava se a pele era tão gelada quanto a de um vampiro... usa sua audição aguçada para percebe se havia barulho de contração abdominal ou conseguia ouvir o coração...(respiração com leve batimento cardiaco)*

"--Será um vampiro o um humano bem palido..."
avatar
Nemesis_EX

Data de inscrição : 15/03/2010
Idade : 34
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Songette em Qui Out 21, 2010 8:49 pm

Quando Requiem se deu conta, estava na frente da boate. O vento frio batia contra seu rosto pálido, e a faria tremer se ainda fosse humana. Gam havia recomendado o local, disse que era um bom ambiente, e que se tocasse lá faria bastante sucesso. A malkaviana ajustou novamente a alça que prendia seu baixo às costas. Apesar de apreciar a idéia de tocar numa cidade diferente, sabia que se entrasse lá acabaria cedendo ao seu vício; Sangue com um leve teor de álcool. Acabou adquirindo esse vício quando começou a tocar e cantar em clubes noturnos. Após as apresentações, costumava saciar-se, e descobriu que se o sangue tivesse álcool, ela sentiria os efeitos.

- Maar damn... *ela resmungou em sua língua materna, o holandês*

Deu um passo a frente, pagou os 50 dólares que lhe davam direito à entrada e adentrou a boate.
avatar
Songette

Data de inscrição : 07/03/2010
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

http://www.nborges.weebly.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por joan silvergate em Sab Out 23, 2010 12:18 pm

Daniel Campbell

Enquanto Daniel mostrava toda a sua simpatia para os dois jovens ali presentes, o cainita começava a sofrer pequenos empurrões em sua costas e o mesmo acontecia com os outros três, que olhavam para Daniel com desdém e até com um pouco de malicia, por se tratar de apenas um desconhecido querendo brigar com os dois jovens saudáveis... pelo menos era o que pode supor olhando aquela cena na Boate...

Josh: -Então você que ir la fora,heim... o que acha, Mark? a gente deixa essa gata aqui e saímos com esse cara? hahahaha

Mark: -Sei não, heim... hahaha... mas vamos, vai na frente, "Daniel"... Era meio dificil sair daquele lugar cada vez mais cheio de gente que dançava cada vez mais... cotovelas, empurrões e até pisadas no pé de Daniel tentava impedir a saída do cainita, mas ele enfim chega na porta que leva a rua, mostrando que ali também há muitas pessoas, mostrando como é viver em uma cidade super povoada como Nova Iorque, as pessoas ali na rua bebem, namoram e conversam, talvez esperando a hora para entrar na Boate ou simplesmente estar ali por não ter nada o que se fazer... os dois jovens saem também, Mark acende um cigarro, enquanto que Josh começa a conversar com algumas garotas ali paradas, mostrando, talvez, que Daniel não seja assim tão importante para eles...

Jasmine Jordan

Jordan percebera a aparencia pálida daquele jovem, estando tão proximos um do outro, era quase impossivel não perceber, quando Dereck pegou no braço da Gangrel, ela também percebeu o toque frio daquela mão, em um ambiente quente e abafado como aquele, ter um toque gelado era algo para se considerar, dentro dessa situação, ela tenta ouvir algo no corpo do jovem, talvez um coração que bateria forte por estar com uma bela mulher ou alguma contração no estomago... mas nada, aquele jovem que saia com ela era frio e pálido, mostrando que talvez, ela não seja a única predadora naquele lugar.

Mas Dereck não a leva para a porta de saida da boate, onde sempre tem muita gente no lado de fora, ambos saem por uma pequena porta que estava trancada, que logo é aberta e fechada quando os dois estão do lado de fora, mostrando um beco com muito lixo e dois mendigos agachados na sujeira...

Dereck: -Que inferno! esses desgraçados estão em toda parte.

Annelise Van Dijk (Requiem)

Requiem andava pelas ruas de Nova Iorque com seu baixo... e seus passos a levaram até a Boate Freedom, a voz de seu aliado Gam, falando do lugar tinha ressoado na sua mente e ali estava ela, pagando cinquenta dolares para entrar, o lugar estava praticamente lotado, a musica eletronica dominava o ambiente, algumas pessoas olhavam para a bela malkaviana ali com seu baixo, que avançava com uma certa dificuldade... Requiem pode ouvir as reações de estranhamento por ela estar com aquele instrumento musical, e até alguns se perguntam se ela está indo para o porão ou para o andar de cima da boate, até que ela se depara com um homem de camisa amarela na frente dela, de braços cruzados...



????? - Não é muito normal uma garota entrar aqui com isso, moça... não quer guardar em algum lugar? Requiem podia perceber uma briga se formando ha alguns metros dela e depois sendo contida pelos seguranças, mas o homem ali na sua frente, não mostrava se importar muito com aquilo...
avatar
joan silvergate

Data de inscrição : 08/03/2010
Localização : Nova Iorque

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Nemesis_EX em Seg Out 25, 2010 1:21 pm

Dereck: -Que inferno! esses desgraçados estão em toda parte.

*J.J se aproxima do garoto e fala num tom sombrio...*

--Isso impediria vc??? acho que sem quem é vc gatinho... sua pele está bem palida... acho que vc gosta de "mordidas" não e mesmo...

*J.J se aproxima onde lambe seu ouvido e fala sussurrando para o garoto...*

--Me diga vc é da "Familia"... sim ou não???

*J.J passava a mão na bunda do mesmo atiçando o libido do rapaz onde passa a mão nas "partes" do mesmo e fala...*

--Se vc for eu não ligo pode ser ate mais divertido essa noite... queridinho mais vc vai ter que contar a verdade para a Mamãe não minta...

*J.J aciona as garras da besta segurando o membro do rapaz e proximo do pescoço se fizesse um movimento rapido iria arrancar o membro dele com suas garras...*

--Não minta pra mim ou algo muito feio pode acontecer e nem grite... se falar a verdade a sua noite vai ser a melhor do mundo

"--Tsc... será que estou sendo seguida??? isso e estranho vamos ouvir o que esse idiota tem a dizer... seria um maldito neofito???"
avatar
Nemesis_EX

Data de inscrição : 15/03/2010
Idade : 34
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Chris Yates em Seg Out 25, 2010 2:23 pm

"Hã? Então eles tem coragem de me ignorar... Que seja."
-Bem, não quero ter que sujar minhas mãos com vocês dois. Estou saindo daqui.
O Tzimisce se virava para aqueles dois e então começava a andar até que desaparecesse entre todas as pessoas da cidade. Seu destino era incerto. Acabara de perder um bom dinheiro com bobagens e até agora não havia se alimentado. Provavelmente estava indo para casa. Depois daquela noite frustrada teria que partir para a noite seguinte e arranjar algum meio de ganhar dinheiro.
avatar
Chris Yates

Data de inscrição : 05/04/2010
Idade : 48
Localização : Onde você quiser

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Songette em Seg Out 25, 2010 6:23 pm

Requiem não se intimida com a presença do homem, mas passa a ser cautelosa.

- Não se preocupe, não está pesado. Um amigo me indicou este local. Sabe me informar com quem eu devo falar para possivelmente marcar um show?
avatar
Songette

Data de inscrição : 07/03/2010
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

http://www.nborges.weebly.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Bad em Ter Out 26, 2010 3:40 pm

Badboy Estaciona seu carro a uns dois predios de distancia da boate e vai andando o resto do caminho porem ele não é bom com multidões, então prefere procurar uma entrada pelos fundos, apesar de saber que sempre são as mais macabras, ow melhor aonde a parte mais interessante se encontra...
Badboy chega aos seguranças e pergunta...
- O que eu preciso para entrar por aque ?
avatar
Bad

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 26
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por joan silvergate em Qua Out 27, 2010 11:07 pm

Jasmine Jordan

Jordam queria se alimentar naquela noite, algo completamente normal para qualquer cainita, mas qual surpresa aguarda a Gangrel que só queria se divertir naquela noite? o jovem a levou para um beco pouco frequentado, infelizmente não estava vazio, ele olhava para os mendigos, quando escuta a menção de "mordida" vinda da Cainita, o que faz com ele mude de expressão, seus olhos ficam frios, seu corpo fica praticamente paralisando, mesmo Jordan passando a língua por seu ouvido ele não muda sua postura, dizendo um "sim" muito baixo e continua... "você é nova na cidade?" ele fala em um tom extremamente baixo, os mendigos ali sentados, não poderiam ouvir as palavras do jovem ali parado...

Jordan imagina que talvez seja um neofito tentando a sorte ou algo assim ou somente um carniçal, mas instantes antes de Jasmine mostrar suas garras, ele continua com seus sussuros para a bela Gangrel... "com esses caras, não rola, não sabe disso?"

No entanto, Jordam quer manter o controle sobre o rapaz ali parado o ameaçando com suas mortiferas garras, o que o deixa meio, mas tenta se controlar

Dereck: Vamos SAIR desse beco.

Spoiler:
Dereck testa O COMANDO: Manipulação + Intimidação (6 dados) dif: 7 (1,7,7,3,3,5) 1 sucesso

Mesmo estando os dois estando muitos juntos, eles caminham para fora, para uma lugar longe dos mendigos e pessoas...

Annelise Van Dijk (Requiem)

Com a grande quantidade de pessoas naquele lugar, o homem não podia ficar muito longe de Requiem, mesmo que quissesse, tal não fosse possivel, agora que as pessoas que estavam brigando foram imobilizadas pelos seguranças, o homem na frente da cainita, faz um sinal evasivo para os empregados, que levam os empolgados para a parte dos fundos da boate...

Mas nem por isso, o lugar perdeu a animação, a musica continuava rapida e os corpos das pessoas parecem que se movimentam ainda mais rapido, o homem aponta para o balcão onde são servidas as bebidas e caminha para lá, o barman coloca imediatamente um copo de cerveja ao seu lado, ele espera Requiem chegar e diz....

Homem: -Bom, pode falar comigo, todos me conhecem aqui como Bistie Boy e você quem é? não me lembro do seu rosto por essas bandas, e você da onde que é? Bistie Boy estava agora curioso com a moça carregando o seu Baixo para cima e para baixo naquela noite, algo que não era muito normal, mesmo para ele

Bad Boy

O gangrel estava em Staten Island e agora se dirigiu para a Boate Freedom, se ele não gosta de muitas pessoas, infelizmente ele está no lugar errado... com a queda da crimilidade na cidade, as pessoas se sentem mais a vontade para sair, e somando o público fiel da boate, aquele lugar está realmente cheio, é o que percebe, quando o cainita estaciona seu carro a dois quarteirões, no percuso que ele caminha, as várias e várias pessoas indo e vindo da boate...

Ao invés de entrar na boate pelo lugar normal, ele se dá ao trabalho e caminha até a entrado dos fundos, na medida em que avança, ele pode percebe os mendigos que estão ali deitados ou sentados em um mundo somente deles, alguns o olhos e outros não tiram os olhos do chão...

Ele chega até a porta e lá estão os dois seguranças com aqueles oculos escuros, mostrando um ar impessoal, jaquetas de couro e uma escuta no ouvido direito de cada para entrar em contato com a Boate em caso de necessidade,o gangrel chega e pergunta como se faz para entrar naquele lugar por aquela porta...

Segurança 1: - Por aqui? Se liga, cara. Por aqui só se saí, não se entra, hahah

Segurança 2: - Volte pelo mesmo caminho e entre pela porta habitual, 50 dolares a entrada. Boa noite
avatar
joan silvergate

Data de inscrição : 08/03/2010
Localização : Nova Iorque

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Songette em Qua Out 27, 2010 11:18 pm

Requiem se aproxima do balcão, olhando a confusão que acontece ao redor.

- Não sou dessa cidade. Vim de Seattle. Pode me chamar de Requiem.

avatar
Songette

Data de inscrição : 07/03/2010
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

http://www.nborges.weebly.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Nemesis_EX em Qui Out 28, 2010 12:32 pm

"sim... você é nova na cidade?"

*J.J retira sua garra de perto mais não recolhe confiar demais em um cainita era sinonimo de burrice...*

--Sim... e Não...

*J.J sabia que tinha que analisar toda a situação antes de falar algo de concreto ao mesmo...*

"com esses caras, não rola, não sabe disso?"

--Está bem eu concordo com vc vamos a um lugar mais reservado o que tem em mente???

*Seguindo o tal de Dereck ela mostra curiosidade sobre o mesmo mas não era tola sabia que se ele fosse tolo de tentar algo mostraria ele seu lugar...*

--Vamos SAIR desse beco.

*J.J só queria sair dali onde teve mais interesse de sair dali do que antes onde apenas comenta...*

--Pra onde vamos garotão???? tem algo em mente???
avatar
Nemesis_EX

Data de inscrição : 15/03/2010
Idade : 34
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Bad em Qui Out 28, 2010 4:16 pm

Segurança 1: - Por aqui? Se liga, cara. Por aqui só se saí, não se entra, hahah

Segurança 2: - Volte pelo mesmo caminho e entre pela porta habitual, 50 dolares a entrada. Boa noite

-Hey cara quer dizer que se eu ficar aque a noite inteira ninguem entra ? Nem mesmo pagando o dobro lá da frente? So quero me livrar desses povinho que segue as regras e acha que a lei é tudo, e observar o lugar melhor, me divertir sem me estressar... O que me dizem?

Badboy tenta uma negociação sem ao mesmo se mecher do lugar.
avatar
Bad

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 26
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por joan silvergate em Seg Nov 01, 2010 8:08 pm

Jasmine Jordan

Então os dois saiam daquele beco que deveria estar vazio, os dois mendigos ali deitados davam risadas de deboche e permaneciam ali, não dando a impressão que iriam sair dali tão cedo..

Dereck conduzia Jasmine para longe da grande multidão que estava ao redor da boate, com passos rapidos, levava a Gangrel para uma casa um tanto antigo de dois andares, antes de entrar, olha cuidadosamente para ver se não há ninguém os seguindo até ali, abre rapidamente a porta, que mostra uma velha senhora deitada inconsciente em um sofá muito velho, na meia luz daquela sala, Jordan podia agora olhar melhor a expressão de Dereck com sua expressão impessoal e olhos frios...



Do lado esquerdo da sala, há uma escada, que leva para o segundo andar, ele aponta para subir... subindo, mais uma escada

Dereck: - Moro ali em cima, vem... ele abre uma entrada no teto, entra com grande desenvoltura e espera que Jasmine faça o mesmo...

Annelise Van Dijk (Requiem)

A malkaviana tinha se apresentado para o homem de camisa amarela, ele permanecia parado como estava, o copo de cerveja ali do seu lado, a bela moça com o Baixo se aproximando, talvez pelo alto volume, ele não quiz oferecer o copo para Requiem, mas ele olha para ela e empurra um pouco o copo para com seu cotovelo... alguns instantes se passam, ele olha para o ambiente e por fim diz...

Bistie Boy - : Requiem... que nome legal. Não vai querer a cerveja? é oferta da casa, haha.... Seatlle, olha só... eu já estive lá a muito tempo, gosto de lá. Antes que ele possa continuar, o barman, diz algo no ouvido do homem, e nesse instante Requiem pode ver ele sorrindo pela primeira vez... Greg está curioso em ver suas habilidades com esse Baixo, Raquiem... ele também toca, mas é melhor com seus drink's especiais, haha. Ele faz uma expressão pensativa e temina dizendo... Mas por que quer se apresentar aqui? Nova Iorque tem centenas de lugares para isso...

Bad Boy

Será que o Gangrel pensou que entraria facil por aquela entrada ali nos fundos? se a resposta era afirmativa, ele está se enganando, notando aqueles dois seguranças sem a minima vontade de colocar com o estranho, enquanto Bad Boy perguntava o que era necessario para entrar ali, os dois já tinham informado a administração da Boate sobre esse sujeito com sua vontade estranha...

Segurança 2: - O senhor quer tratamento especial aqui? Se a resposta for sim, está perdendo seu tempo.

Segurança 1: - Que mané. A chefia quer saber por que quer entrar por aqui, dependendo da sua resposta...

Nesse instante dois dos mendigos que estavam ali por perto, se levanta e caminham na direção do Gangrel, pedindo esmolas, os dois seguranças não escondem seus sorrisos de maldade.
avatar
joan silvergate

Data de inscrição : 08/03/2010
Localização : Nova Iorque

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Bad em Seg Nov 01, 2010 8:36 pm

-Eu so quero entrar por aque pelo motivo de odiar mauricinhos Engomados.
Badboy responde secamente ignorando os mendigos, pois pouco importava-os para ele,

- Ow melhor se um di vocês souber me dizer aonde estar Martim ja seria de grande ajuda, talvez eu nem mesmo precisasse entrar e incomoda-los mais.
Badboy não pretendia nada demais apenas uma conversa, afinal do mesmo jeito que o traficante nao confiava nele ele nao confiana no mesmo.
avatar
Bad

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 26
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Songette em Ter Nov 02, 2010 11:40 pm

Requiem balança a cabeça, recusando a bebida.

- Muito obrigada, Senhor Bistie Boy, mas declinarei seu convite. As bebidas alcoólicas não me atraem.

De certa maneira, era verdade. Nunca bebeu quando era humana, e gostava da vitae com sangue por causa da sensação que trazia.

- Terei o prazer de mostrar minhas habilidades ao Senhor Greg *ela dá um leve sorriso* Este local me foi recomendado por um amigo...e posso dizer que algo me atraiu para cá.
avatar
Songette

Data de inscrição : 07/03/2010
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

http://www.nborges.weebly.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boate Freedom

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 15 1, 2, 3 ... 8 ... 15  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum