Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Página 6 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por HaSSaM em Seg Jun 25, 2018 8:26 pm

Malika
"... Minha é a vingança! Eu retribuirei" Assim diz o Senhor..."
Romanos 12:19

No interior frio da lunática ela havia ficado satisfeita com o resultado e deixava que aquilo transparecesse num sorriso singelo em seus lábios. Por mais grotesco ou sujo que havia sido feito, o espirito teve a vingança que tanto desejava, mas diferente do que imaginou, ele não descansava em paz, parecia mais vivo e pulsante numa ira feroz do que jamais viu. Sem qualquer controle ou razão. Outros membros se aproximava para acalmar a besta. Armas em punhos. Estacas. Artilharia pesada. A Malkaviana não se importava com esse tipo de coisas, deixaria que Jack e Ruiz resolvessem seu próprio Carma. Seguia para fora do Armazém. Como uma força primitiva da natureza, nos pensamentos uma outra pessoa, alguém que lhe causou grande dor e angustia. Era vez de Malika ser o espirito da vingança, talvez uma nêmesis, antigas Furiæ da mitologia grega. Actuavam como vingadoras do crime, reclamando com insistência o sangue parental derramado, só se satisfazendo com a morte violenta do homicida. Em sua mente um nome, em seus olhos um rosto. Katrina. Novamente naquela noite o encontro das duas cainitas, só que dessa vez, Malika de Los anjos estava a sua procura.

Sobretudo branco esvoaçante pela brisa noturna. Símbolos negros tatuados por toda sua pele. Botas altas. andar confiante. cabelos amarrados com uma fita vermelha. Sorriso perverso no rosto. Katrina estava totalmente sozinha, pelo menos no plano físico, No plano astral o clima muda drasticamente com sua chegada. Toda aquela cor, luzes e brilho são engolidos por uma nuvem densa e negra de escuridão. O ambiente se tornava mais frio. Olhos famintos pegando fogo podiam ser visto por detrás das trevas. Uma risada medonha chama sua atenção. Uma figura humanoide se apresentava das sombras. Outrora apenas uma aparição perdida no beco, atualmente um ser maligno que tentou usa-la para seus próprios fins corruptos e nefasto. Aquela criatura se aproximava ainda mais da imortal. O conhecido cheiro de carniça. Carne podre. Ele rosna ameaçadoramente.

- Nos encontramos mais cedo do que eu esperava. - Diz katrina erguendo a cabeça. Olhando claramente para Malika.

_________________
A ressurreição de uma lenda.

avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 26
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por Guidim em Ter Jun 26, 2018 10:48 am

Meus pensamentos me guiavam, minha mente focava na imagem de Katrina e meu espirito voava até sua presença, como um magnetismo inexplicável, uma força que seria capaz de retrair e repulsar ao mesmo tempo, a justiça havia de cobrar seu preço, e eu me certificaria da vontade divina.

As luzes ao meu redor cintilavam alucinadas, como num vídeo-clipe acelerado minha mente organizava as nuances, os brilhos os cheiros, meus sentidos eram um só, e logo a familiaridade com algo que não deveria estar ali, a carniça, o esquecido atormentado por Katrina... os últimos sinais da Gehenna novamente se repetiam em sua mente... "A Ultima Filha de Eva".  Meus olhos se esbugalham de medo e ansiedade, eu estava novamente frente-a-frente com ela... o decreto de minha morte cronometrava mais breve a cada segundo mas meu brevê de existência teimava em cruzar com Katrina novamente, a percussora da Gehenna deveria ser detida.

Hassam escreveu:- Nos encontramos mais cedo do que eu esperava. - Diz Katrina erguendo a cabeça. Olhando claramente para Malika.

Meu sorriso de ébano cintilava pela minha forma abstrata, as linhas delgadas de minha existência vibravam com o encontro, eu a fitava de volta confiante explodindo em esperança e justiça. O Sorriso logo era tomado ao ver o ser horripilante que a acompanhava, a umbra e o fedor exalavam suas intenções, um pobre esquecido preso entre os mundos, regado de ódio e ganancia, fortalecido pelos sentimentos vis de Katrina.

A amaldiçoada havia transpassado sua tormenta até o pobre espirito do garoto, uma alma inocente e amável a quem jurei vingança...  Poderia sentir o hálito quente daquele monstro aquecendo minha alma, a paz poderia encontrar aquele esquecido atormentado, o grilhão que o prendia no sentimento de vingança já fora rompido, e ele deveria saber.  Minha mente focava nas visões de tive das roupas de Dick, o assassino. Carmem estraçalhava a traqueia do homem cobrando os pecados do mesmo, a mente perturbada dele revelava Katrina como sua mentora para o mal... Katrina havia arquitetado todo esse mal... a vingança ja havia sido cobrada, e a unica devedora, nesse momento, seria Katrina.

-Veja, pobre criança... A promessa já foi cumprida, seu grilhão já foi rompido... A verdadeira percussora da sua tormenta estás bem á nossa frente.

_________________
FalasPensamentos[Offs/Testes]

"-A verdade está aí dentro...
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por HaSSaM em Qui Jun 28, 2018 8:27 am

Malika

Malika já não era aquela menina amedrontada e receosa do inicio da noite. Muitas coisas lhe aconteceram. Coisas ruins. Finalmente havia encontrado sua mentora, isso lhe trazia um pouco mais de conforto, além de estar ainda mais interligada na benção de seu salvador. Já havia renunciado aquela não-vida sofrida, como uma mártir, afim de levar a salvação a todos, mas nutria ainda em seu intimo algum tipo de esperança. Deus escrevia seu destino com linhas sinuosas e confusas, quem seria ela para duvidar do pai? E se ele era contigo, como Katrina teria alguma chance aquela noite? Se concentrando agora na mente da besta a sua frente, Malika firmava um contato telepático frágil e estreito naquela mente perturbada. Insana. Feroz. Seus olhos em chamas lhe fitavam. Não apenas aquela essência abstrata, mas sua alma pura e imaculada. As imagens de Dick sendo destruído, suas roupas no apartamento. Seu ultimo brilho nos olhos antes de encontrar a paz. A besta a sua frente permanecia parada, apenas encarando. Com pequenos e longos rosnados inaudíveis.

- Tola -
Diz Katrina com um sorriso no rosto. - Não entendeu ainda que a pobre criança não existe,e se existe, não é este ser corrompido por maldade e e sofrimento? - Katrina continuava a andar - Ele só queria a destruição do Algoz. Nada mais que isso. - Ela se detinha por um momento e voltava a fitar Malika nos olhos - Obrigado por encontrar Carmem tão rápido para mim. Sempre confiei em seus talentos.

A besta rondava Malika antes de continuar seu percurso. Seguindo Carmem até o Galpão abandonado.

[STATUS] Malika
PDS – ??
FDV- 1/6
VTL – ??
MDF –

_________________
A ressurreição de uma lenda.

avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 26
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por @nonimous em Qui Jun 28, 2018 10:42 am

Fúria total, a raiva destruidora da qual os vampiros experimentam na sua condição de morto vivo, a Besta era  pior dos inimigos, pois era interno e sabia dos pecados doentios dos Kindred.
Stanislav entrara em Frenesi poucas vezes, e nunca em um campo de batalha, aquilo era perigosamente novo, perder o controle cercado de inimigos, vai ser fatal, isso pode significar cair nas mãos de inimigos ou perecer para a morte final.
Inimigos, o clâ tremere é bem farto, odiado e incompreendido por segredos insulares, protegidos pela hierarquia piramidal, Stanislav herdou o ódio dos outros Kindred, herdou também as temidas condições da natureza, frenesi, O medo Vermelho, alguns chamam esse último de Rotschrek, isso é parte da condição, juntos são os estados de existência.

E aqui está Stanislav, o caçador, perdido para a besta, acuado por rivais, inimigos?
Destruiu um deles, sangue, ódio, destruição e sua humanitas em breve se perderá e isso significa que ele conhecerá o último frenesi, se perderá para sempre.
De fato ele está em desvantagem.

Então ele faz o que um animal ferido, cercado e irascível faria.

Ele foge.

Ações em frenesi:
Gasta mais um ponto de força de vontade para obter uma ação lúcida, gasta dois pontos de sangue um para destreza e outro para acionar rapidez saindo em dispara para fugir de seus inimigos. Tudo isso na onda do frenesi, como um animal acuado ele foge


Insanidade total.

Está tudo imerso nas sombras, nas brumas obscuras da besta, ela não é só um ser que reside dentro de mim, ele é também uma condição física, social, moral e psicológica, ela não é só um ser antropomórfico, ela é algo transcendental, uma condição não tão rara que faz minha consciência ou pelo ao menos o que sobrou dela afundar e o que é pior de mim aflorar em uma fúria assassina, a claro, eu poderia apenas curtir enquanto retalho meus inimigos, mas sentiria culpa e desconforto pela eternidade, minha quota de pecados já está bem alta.
Sinto também medo, como um animal acuado, sangrando, ataco e sou atacado, rasgo a carne com minhas presas e percebo estar cercado, urro em meio ao caos, minhas presas em riste, como fui decair a um nível tão medíocre, sinto vergonha de meus atos, assassinato planejado e limpo, diferente de chacina tomado pela besta.
Que loucura, quanto loucura, isso é loucura.

Aqui não há inocentes, não temo matar inocentes, mas temo perder minha alma para a besta.
Angustia;

Que dor terrível me faz paralisar, sentimento profundo de desolamento.
Sou golpeado, e isso vai enfurecer ainda mais a fúria da besta, preciso sair daqui, recobrar minha consciência longe desse caos, então revido, buscando forças nas profundezas do desespero recobro e me torno senhor de minha vontade por poucos segundos, flexiono meu sangue para meus músculos, minhas pernas se tornam mais ágeis, é como uma injeção de adrenalina, ou cocaína.
Grito mais uma vez, extravasando minha raiva, meu sangue me brinda com velocidade sobrenatural, preparo minha fuga, espero que consiga convencer minha besta interior a fugir, ela assim como eu é um animal, porém níveis de racionalidade nos separam.

E tento fugir.

Que noite agradável.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por HaSSaM em Qui Jun 28, 2018 4:51 pm

Stanislav

Ódio. Fome. Matança. Sua simplicidade estava a ponto de se cindir. Stanis se harmonizava com sua besta. E ambos se sentiam encurralada. Contudo, ainda estava longe de fazer com que a consciência fosse um agente ativo.  Nas nuances de sobriedade Stanis flexionava todos seus músculos e sangue para um único objetivo. Fuga. Mas a fera não tinha qualquer concepção da sua própria natureza ou do valor de seu desejo primitivo e suas consequências. Permanecia escrava do seu apetite e de seus impulsos bestiais. Stanis é forçado a tomar o controle novamente, usando de todas as forças para não sucumbir a loucura, agarrando as rédeas da razão. A morte se aproximava, cercando-o, encurralando-o. Cada vez mais perto. Era a presa. A caça. Imortal? Só dependia dele, pois a fera estava a beira de colocar tudo isso a perder. As coisas estavam totalmente fora de controle. E seu pior inimigo no momento era a parte mais negra e intima de sua condição vampírica. Totalmente exposto. Vulnerável em sua  insanidade. A luta interna era primordial, a externa poderia ser fatal.

Stanis se erguia de sua vitima. Seus cabelos ensebados de sangue fresco são jogados para trás. Os olhos famintos do imortal capturam os movimento de seu agressor. Lento. Tolo. Poderia facilmente cortar sua jugular com a lamina embrenhada de magia. Poderia facilmente cravar seus caninos e suga-lhe todo o resto de uma não-vida amaldiçoada que não faria a menor diferença nesse mundo. Disparos metálicos acordam a mente atordoada do Tremere que sentia a bestialidade martelando com seus desejos mais primitivos. Nenhuma maldita bala chegava a acerta a pele do imortal, mas era como um aviso de que aquele a sua frente não era o único oponente, e que nas sombras poderiam surgir um numero desconhecido de inimigos no qual Stanis não estava preparado para enfrentar, não neste momento conturbado e caótico. Não. Esperaria uma noite mais propiciosa para tanta matança e sangue. Ódio. Raiva. Os sentimentos da besta estavam mesclados com a do vampiro. Ele não aguentaria mais tempo no controle, ela queria sair novamente, se banhar na desgraça e no desespero. Isso a fazia grande, completa. Triunfante.

O brilho do luar chamava a atenção do tremere. Era a rota de fuga ideal. Seus músculos, dotados de seus dons noturnos, faziam com que o imortal escalasse as ferragens de uma grande maquina. Os disparos persistiam, mas fracassavam, Voavam por todos os lados. Seu corpo era lançado num grande impulso contra uma parede de metal corroída pela ferrugem com uma pequena janela envidraçada. Seu corpo se choca com o metal. Cados por todos os lados. Sua pela sentia os pequenos cortes. A liberdade era seu premio. O chão, seu castigo. Mas era um preço pequeno demais a se pagar. Alguns cacos ainda estavam alojados em sua carne. Era o menor de seus problemas no momento, pois aquele que não tem nome, aquela parte sombria e esquecida voltava a torna em sua grande fúria, e pela primeira vez naquela noite confusa, ela sentia medo. Pavor. Angustia. O desejo assimilava com o de Stanislav. Fuga.

Parecia uma ressaca. A cabeça latejando se lembravas aos poucos dos últimos acontecimentos, vinham em Flashs confusos e incompletos. Disparos. Sangue. Desespero. Fúria. A sensação de impotência o abandonava, era agora senhor de seus próprios movimentos. Tendo sua cobiça. Seus próprios desejos. Sua vergonha. Esteve tão perto de encontrar Katrina. Tão próximo de finalizar de uma vez por todas aquela missão. Mas também próximo o bastante da morte para que até mesmo um ser bestial tremesse diante do perigo.  Apavorada. Porque justo quando estavam a salvos? O que teria acontecido? Perguntas são deixadas paras trás enquanto se perguntava aonde estava. O imortal estava jogava no chão de terra, sujo de lama, era uma estrada sendo iluminada apenas pela tímida lua no céu, escondida por nuvens escuras e pesadas. Uma mata cerrada ao seu redor. Conseguia ver algumas pegadas, talvez as suas próprias, indicando o caminho de volta. Rastros. Pistas. Teria a noite terminado para o imortal?

Testes:
Mexicano rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para golpe que resultou 9, 7, 3, 1, 10, 9 - Total: 3 Sucessos
Stanislav rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para esquiva que resultou 8, 3, 8, 3, 8 - Total: 3 Sucessos
Desconhecido rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 8 para atirar que resultou 4, 6, 5, 6, 6 - Total: 0 Sucessos

[STATUS] Stanis
PDS – 6/14
FDV- 4/8
VTL – 7/7
MDF –

_________________
A ressurreição de uma lenda.

avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 26
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por Crowley em Qui Jun 28, 2018 11:35 pm

A noite prosseguia linda e maravilhosa, era possível ver as estrelas com tamanho a nitidez, seria uma ótimo noite para se banhar com sangue inimigo, alguns já declarado…

“Assim que Lucy me envaiar o plano de como e onde vamos atacar eu só quero uma coisa, que a noite seja generosa de deixar-me esbarrar com aquela vagabunda”

O sombrinho estava armagurado pelo fracasso sucessivo no início dessa empreitada, e dois seres estavam em sua pequena linsta negra…

“Cristina, quela vagabunda vai ter o que merece, e Jack, a querido Jack, esse vai saber certinho que gosto tem a sola de meus sapatos. Há e por último, pegar um ancião bunda mole deles vai ser o Graal dessa missão​”

Antony vislumbrava seus desejos para esse fim de noite, mas antes, era precisava se alimentar, pensou que seria fácil, e que na rodovia ao menos algum filho da puta curioso pudesse parar…

“Porraaa!!
Acho que esses bandas devem ter uma fama bem Ruim de assaltos ou algo mais”


Não tendo muita o que fazer só lhe restava ir até o posto de gasolina, e lá chegando o sombrio parava próximo a uma bomba e abastecia o Carro, em seguida retirava as chaves e ia até a loja de conveniência, esses lugares se pode comprar e encontrar de tudo, então o sombrio via uma oportunidade de quem sabe conseguir algumas roupas limpas, o mesmo dava passava largos pelos corredores, não tinha muito tempo.

No balcão um jovem idiota lendo uma revista, seria esse o seu lanche das 02hs…
Após pegar tudo que precisava ele vai em direção ao balconista, no caminho conferia se estavam sozinhos, após confirmação ele chega ao caixa e diz:

 --Hoje não é seu dia de sorte garoto!

Então com uma velocidade sorrateira 03 tentaculos imobiliza o rapaz, o sombrio pula para trás do balcão e se alimenta, em seguida pegava todo o dinheiro do caixa, inclusive a arma que todos eles tem em baixo do balcão, então pega a arma (caso não tenha ele irá usar a que está na sua cintura, arma da qual pegou so xerife) e liga para a polícia…

--Socorrooo, socorro, está rolando um tiroteio entre duas gangue aqui no posto- o sombrio olha o nome do rapaz no uniforme, e em seguida dava uns dois disparos -- Caralho assim eu vou morreeerrrrr, por favor me ajudar aqui é o (nome do rapaz) do posto de gasolina da rodovia… - então o sombrio dava o endereço e dava mais um disparo antes de quebra o telefone, antes de sair pegar 02 Zippo ia até uma das bombas e deixava a gasolina jorrando pelo chão, então ele se afastava um pouco com o carro, pegava o Zippo acendia e jogava em direção da gasolina, assim que o fogo começa se alastrar ele saia com o carro em direção ao seus aliados…

--Bom espero que tenham se decidido, pois caso contrário eu já decidi por eles, hahahahah

O sombrio sorria da merda que acabaste de fazer, mas qual seria sua real intenção com tudo isso?


“Bom, já que aquelas filhos das putas estão para explodir o teatro acredito que essa pequena baguncinha no posto de gasolina vai dividir a atenção das autoridades e com isso vamos ter mais mobilidade e menos resistência”

O sombrio se justificava mentalmente, suas ações tinham segundas intenções futuras, então ele pega o celular e liga para Lucy…

-- Lucy, espero que já tenho tomando uma decisão, caso não, já adianto que no há mais tempo, rolou uma pequena bagunçinha no pasto de gasolina Aqui próxima que vai atraí as autoridades para essa área, mas um motivo para irmos para o centro e fazer logo esse ataque.

O sombrio já estava alimentado por completo, estava com sua Vontade renovada, e queria ação, queria adrenalina, já que a noite ainda estava longe de acabar.
avatar
Crowley

Data de inscrição : 02/12/2010
Idade : 27
Localização : Rio de janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por HaSSaM em Sab Jun 30, 2018 9:11 am

Crowley

Crowley entrava na loja com sua botas sujas de terras. Caminhava pelo local olhando tudo a sua disposição. De vestimenta só havia algumas blusas de banda de Rock que os pais adoram culpar por influenciar os jovens em algum tipo de ritual satânico ou violência gratuita. O imortal estava tempo suficiente no sabá para descobrir que isso era apenas uma parte da natureza deixando que a fera se tornasse independente de sua parte humana. De volta a origens. Só os fortes conseguiam uma comunhão com a besta. Ali dentro só restava uma coisa que era do agrado do imortal, uma presa, sangue fresco mergulhado em puro desespero e também alguns isqueiros. Seriam uteis para encobrir sua passagem por ali. Seus passos estalam no pisa frio, a loja estava totalmente vazia, o guardião se aproximava do balcão. O menino, garoto, o jovem jogava a revista para o lado e olhava confuso para as mão vazias de Crowley.

- O que vai querer? - Pergunta ele entediado, ouvia ele atentamente e franzia os olhos. - Sorte não temos aqui, senhor - Diz ele debochadamente

O jovem sorrir colocando as mãos em baixo do balcão. Tolo. As sombras nas vestes de Crowley avançam impiedosamente, o primeiro tentáculo golpeia o peito do garoto, ele pula para trás com a arma em punhos. Uma espingarda de cano cerrado. Bela com seus traços rústicos. Mas o segundo tentáculo se enrolava em seus braços, fazendo com que a arma caia no chão. Tudo termina muito rápido. Ele luta. Em meio aos palavrões e gritos, ele tenta chegar até a porta de saída. Mas foi inútil. As serpentes sombrias se enroscam em todo seu corpo. Crowley se aproxima de seu corpo caído, se debruça e suga todo o resto de uma vida, tirando aquele farda desprezível de seus ombros. Após se alimentar, estar totalmente saciado. Crowley pegava o telefone e ensaiava um desespero, mentindo sobre um possível tiroteio.

O cheiro de gasolina era perceptível.  A margueira no chão deixando que o liquido inflamado se espalhasse por todo os lados, condenando aquele local horrível. Crowley entrava em seu carro, deixava que o Zippo roubado volta para seu dono. As chamas se alastram. O fogo se engloba no bomba de combustível.  As chamas sobem ao céu. Uma bola de fogo e o som ensurdecedor. O deslocamento de ar quase jogava o veiculo para fora da estrada. O fogo lambia todo o posto de gasolina. Trabalho havia sido feito. Isso deixaria as autoridades ocupadas, permitindo que o Sabá domine o que restava dos membros da Camarilla. Afinal de contas, o ataque anarquista já havia sido iniciado. Pegando o telefone discava para Lucy. Mas novamente quem atendia era seu carniçal.

- Alo - Diz uma voz relutante do outro lado. - Passarei para ela, senhor Crowley. - Ele diz polidamente - A senhora Lucy informou que é para ir para o local indicado pelo senhor como sendo o centro do ataque. - Ele diz nas entrelinhas. Era obvio se tratar do Teatro. - Lucy pediu para não se aproximar muito.

[STATUS] Crowley
PDS – 13/15
FDV- 3/8
VTL – 7/7 - Ferido  -1
MDF – Colete classe 5 - Penalidade -3 destreza.

_________________
A ressurreição de uma lenda.

avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 26
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por Crowley em Sab Jun 30, 2018 10:12 am

A verdadeira face do demônio se apresentava, esse era o verdadeiro mostro por trás de todos as encenações, frio, calculista, sempre agindo pensando no sistema como um todo, se tivesse que escolher entre as regras ou a site como um coletivo, ele não pensaria duas vezes, a seita em primeiro lugar, essa é a fera que o sabá sempre espera.

Nesse final de noite Antony estava sendo ele, sem encenações, após se alimentar e ainda agir para beneficiar da seita para essa empreitada, Crowley deixava sangue, fogo e destruição para trás, agora não lhe restava muito o que fazer, queria logo ir para esse ataque, então liga para sua mentora mas novamente quem atende é seu Lacaio…

“Esse cara já está me dando no saco, onde esse FDP estava que não vi no acampamento, e agora ele atende como se estivesse próximo a ela”

O sombrio ouvia a voz irritante do lacaio de sua senhora, a orientação era ir para para o teatro, a festa já deve ter se iníciado por parte dos Anarquista, mas isso foi apenas a abertura para o show principal.

Seguindo as instruções o sombrio seguia para o local, estaciona o carro em uma vaga não muito longe, antes de sair do carro liga novamente​ para sua mentora…

   -- Onde vocês estão?
Preciso saber dos detalhes da operação, não quero ser um cego em meio ao tiroteio.-


O sombrio se preparava dentro do Carro, coloca a camisa de banda de rock que pegou no posto, confere a arma que pegou do garoto, confere a pistola, confere a lâmina da Adaga do xerife e por último sua preciosa katana!
Ele tenta ocultar o máximo dessas armas, a Adaga e pistolas na cintura e espingarda de cano cerrado em sua jaqueta, sua katana como de costume servindo como detalhe da encenação, ele tranca o carro e Após acertar todos esses detalhes ele vai em direção ao bando para ficar aparte da operação.
avatar
Crowley

Data de inscrição : 02/12/2010
Idade : 27
Localização : Rio de janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por giulio em Sab Jun 30, 2018 12:29 pm

Giulio não parava de pensar na bomba que se encontrava naquele lugarzinho, mas tinha de focar naquilo que empatava o seu caminho, não iria deixar ser esquecido no tempo, não iria deixar sua vida se esvair ali naquele momento, assim tentando ser mais agil que o Líder Anarquista em sua frente. Vendo que Matilda era apenas uma pedra em seu sapato no momento, decide então pensar em si próprio.

Tocava apertando o cabo da adaga que se encontrava por dentro de seu palitó esperando um suposto ataque do brujah, e logo continuava a puxar assunto com o brujah após aumentar a sua agilidade, para possiveis esquivas de um ataque e uma oportunidade de sair dali, Giulio não era de brigas, mas já havia saido de situações extremas nesse assunto (2  pts de sangue para destreza e um rapido para o próximo turno caso estiver passado o turno)...

--Jack não tenho nada contra você então me deixe passar, vim aqui apenas para ficar um pouco com Matilda. Dizia o Toreador a ponto de Jack ter sido pego pelo seu Transe e deixar ele sair, mesmo sabendo que aquilo não seria possivel.

Caso ele não deixe o toreador passar (o que eu acho que vai acontecer) segue a cena a seguir---

Giulio após ver que não tem mais conversar e temendo ficar naquele local e mais ainda temendo a sua não vida, utiliza de sua agilidade para sair daquele lugar, corre em direção ao brujah ja com sua adaga em mãos escondida em seu próprio punho, observa a ação de jack e em uma destração no ataque do brujah se desvia para que não seja pego e correr para o andar de cima onde possa ser que esteja mais seguro.


Última edição por giulio em Sab Jun 30, 2018 12:31 pm, editado 1 vez(es) (Razão : correção)
avatar
giulio

Data de inscrição : 24/11/2011
Idade : 28
Localização : PB-JP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por HaSSaM em Seg Jul 02, 2018 2:07 pm

Crowley

Os desejos assassinos de lasombra o guiavam até o centro da cidade, que pelo horario, já estava quase deserto. lojas em sua grande maioria fechadas. Quase ou nenhum movimentos de carro ou transito. Os transeuntes eram delinquentes  que, assim como Crowley, preferiam sair a noite. Na verdade, a noite tinha sua beleza, sua paz, sua calmaria.Antes que o lacaio desligasse, ele falou "Siga as sombras", foram suas ultimas palavras, deixando claro que de forma alguma iria passar a localização exata, nem mesmo dar detalhes importantes ou comprometedores por uma linha telefonia que não era nada segura, nunca se sabe quem ou quantos estaria do outro lado ouvindo a ligação. Mesmo que Crowley fosse adepto as tecnologias da era moderna, Lucy não gostava nem um pouco, chegando a se enfurecer com novatos que se colocavam a mercê daqueles aparelhos. "Jovens imprudentes. Tolos" Dizia ela certa vez "Não veem que são escravos e marionetes das grandes corporações".

O guardião se aproximava do teatro, pelo menos o mapa que havia visto lhe dizia isso, bastou apenas uma olhada ou duas, e todos os nomes das ruas, travessas e becos estavam em sua mente. Era natural para Crowley decorar esse tipo de coisas, quase como um instinto, um dom. O veiculo diminuía a velocidade num dos farol vermelho, e lá estava, uma placa normal anunciando um dos restaurantes da cidade "Diner". Mas suas sombras se moviam, criando dois caninos numa das letras, escorrendo sombras em formato de sangue. Realmente logo o Jantar estaria servido. A guerra estava prestes a acontecer. Atacariam com uma força jamais prevista. Sabá e Anarquista. Dois lados do tabuleiro, o mesmo inimigo. Olhando ao redor, o guardião conseguia ver uma sombras no alto de um edifício. Logo a frente do restaurante.

Após estacionar o carro, e subir no alto do prédio utilizando as escadas de emergência. Lá estavam todos reunidos. Ou quase. Diversos pedaços de sombras forçavam um tipo véu encobrindo todos os presentes de olhares alheios. Lucy estava na beira do edifício, com seus cabelos esvoaçantes, junto a ela todo o bando nômade "Fúria do asfalto", fazendo-o perceber que nenhum membro do outro bando "Justiça de Caim" estava no local. Os nômades mantinham distancia, observando o teatro a sua frente.



- Que horas você informou que a bomba explodiria? - Pergunta Lucy ao seu pupilo.

Olhando para o Relógio Crowley podia notar que já se passavam das 3, eram exatamente 3:15. Alguma coisa estava errada.

_________________
A ressurreição de uma lenda.

avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 26
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por HaSSaM em Seg Jul 02, 2018 4:15 pm

Giulio

Os pensamentos de Giulio não deixavam de pensar na bomba a poucos metros de distancia, e seu Tick Tack persiste de maneira irritante pressionando o imortal para uma atitude antes que fosse tarde demais, teria Jack noção que atrás daquela porta havia um artefato incendiário, que consumiria suas eternidades para sempre? Seria isso parte do ataque anarquista ? MALDIÇÃO, tudo ao seu redor apontavam para isso. Matilda se mostrava uma completa inútil, deixando que Giulio resolvesse o problema, mas estava longe de que de fato ele fosse salvar o traseiro dela. A imortalidade é um bem precioso demais para se colocar em risco em virtude de outrem, O toreador não daria uma de herói aquela noite, e uma ação altruísta estava longe nem passou por sua cabeça. O frio da lamina e do aço conforta o coração do imortal, não era um lutador, nem perto disso, era um artista. Mas um artista engenhoso que faria de tudo para sair dessa merda.

- Eu receio ter de discordar de você. - ele diz dando um passo a frente, sem tom tinha um toque de deboche dissimulado - Infelizmente isso não será possível essa noite.

Giulio não era tolo, nunca esperou que fosse sair daquela maneira do local, mas ganhou tempo para esconder a lamina por dentro da manga de seu palito, e correr em direção do imortal, dando a impressão de que iria enfrentá-lo em combate, um sorriso arrogante ilumine o rosto do Brujah, que não se movia, apenas aguarda o ataque. Giulio rapidamente mudava sua direção, seguindo em direção as escadas, para a saída, abandonando a toreador e a condenando a morte certa. Talvez não tenha sido rápido o suficiente, talvez o LIder anarquista não seja tão estupido para deixa-lo fugir. Seja o que for, Jack segurava Giulio pelas vestes e o jogava contra a parede, seu rosto ficava pressionado contra o concreto, sentindo o corpo do Brujah atrás.,  lutando para se desvencilhar do imortal, a lamina era cravada na parede com grande força. A poucos centímetros de seus olhos. O primeiro ataque falhava.

- Achou que seria tão fácil? - Ele pergunta em êxtase com uma voz tenebrosa, Giulio podia sentir seu bafo quente em sua orelhas.

Jack retira novamente a lamina do concreto, Giulio sentia que sua fuga havia dado desastrosamente errada, e por mais que tentasse se libertar, a força do Brujah era muito superior a sua, era quase inútil. Dor. a lamina era cravada profundamente na sua omoplata direita, podia sentia o frio do metal dentro do seu corpo, rasgando sua carne, dilacerando seu pulmão atrofiado, sentia o sangue subir pela garganta na hemorragia interna. Por mais que tentasse se soltar, fugir, estava tão próximo da escada que lhe dava para um local seguro, era impossível, ele era forte demais. A lamina penetra novamente, e mais uma vez. Giulio perdia as forças. Suas pernas cediam. O sangue deslizava por seus lábios. Cuspindo na parede branca. O corpo do imortal sucumbe ao chão. Podia ver a face de  Keller olhando para Matilda. Podia ouvir seus gritos em meio as vertigens. Seus ferimentos ardiam como fogo do inferno, era como se o próprio lúcifer punisse por seus pecados. Estava acabado. Era assim que Giulio Rosenberg iria acabar? No porão de um Teatro? Mergulhados em seu próprio sangue?  Os passos de Jack se afastam. Os gritos de Matilda ficam mais alto. A noite já estava o fim. O tick tack persistia. A imortalidade era para poucos. A Jyhad ganharia mais vitimas essa noite.

Spoiler:
Jack rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 6 para agarrar que resultou 3, 3, 5, 10, 8, 3, 5 - Total: 2 Sucessos
Giulio rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para resistir que resultou 8, 5 - Total: 1 Sucessos
Jack rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 6 para golpe que resultou 5, 8, 1, 3, 3, 1, 3, 10 - Total: 0 Sucessos
- Falha
Giulio rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para resistir que resultou 7, 8 - Total: 2 Sucessos
Jack rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 6 para imobilizar que resultou 7, 8, 3, 9, 2, 9, 5 - Total: 4 Sucessos
Jack rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 6 para golpe que resultou 7, 3, 4, 8, 7, 5, 1, 2 - Total: 2 Sucessos
Jack rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 5 para dano que resultou 6, 4, 2, 1, 1, 10 - Total: 0 Sucessos
Giulio rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para vigor que resultou 10, 6 - Total: 2 Sucessos
- 2
Giulio rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para resistir que resultou 8, 3 - Total: 1 Sucessos
Jack rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 6 para agarrar que resultou 6, 3, 9, 10, 6, 8, 10 - Total: 6 Sucessos
Jack rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 6 para golpe que resultou 1, 2, 4, 7, 2, 1, 10, 8 - Total: 1 Sucessos
Jack rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dano que resultou 4, 3, 5, 8, 8 - Total: 2 Sucessos
Giulio rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para vigor que resultou 6, 9 - Total: 2 Sucessos
- 4
Giulio rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para resistir que resultou 2, 10 - Total: 1 Sucessos
Jack rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 6 para agarrar que resultou 5, 10, 6, 7, 8, 4, 7 - Total: 5 Sucessos
Jack rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 6 para golpe que resultou 10, 9, 5, 4, 2, 5, 9, 8 - Total: 4 Sucessos
Jack rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dano que resultou 9, 8, 8, 8, 10, 1, 1, 10 - Total: 4 Sucessos
Giulio rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para vigor que resultou 5, 4 - Total: 0 Sucessos
- 8

[STATUS]

PDS – 2/15
FDV- 6/7
VTL – 0/7 - incapacitado
MDF – +3 destreza - Rapidez

_________________
A ressurreição de uma lenda.

avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 26
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por Crowley em Seg Jul 02, 2018 7:01 pm

Centro de Chicago, um lugar não tão elegante quando comparadas às demais cidades adjacentes, mas assim como em qualquer cidade o centro sempre tem o melhor a oferecer ainda mais essa noite, com um céu limpo onde a lua iluminava as ruas, nela Crowley via “gados” soltos a perambular pelas suas sujas e escuro dessa cidade, eram esses apreciadores da noite assim como seu lobo que os espreitavam.

Após se preparar de forma precária para o que estava por vir, Antony ligava novamente para sua mentora, não era de se esperar que seu Lacaio o atendesse, o mesmo solta enigmas sobre a localização o que faz Antony lembrar de algumas cosias…

“Acho que estou  um pouco descuido, Lucy odeia tecnologia mas achei que depois de anos vendo o quanto isso acelera as cosias já tivesse por entender que é ulti, mas realmente não é seguro”

Dessa vez Antony ouvia o Lacaio com atenção, disse para seguir a escuridão. O sombrio fecha os olhos em uma fração de segundos  se lembrava daquele mapa na mão de Hilda, lembrava de todas as ruas e vielas e então algo lhe chamava atenção…

“Vejo que ela continua a mesma”

O sombrio sorria ao ver a pista sombria que sua mentira deixou, truque do qual já usaram muito para se comunicar, então ele subia até o telhado do restaurante, lá chegando via tamanho maestria de sua mentora com as sombras, a mesma estava as manipulando para abertar todo o grupo, ela estava mais afrente a observar, Crowley se aproximava mas antes que pudesse dizer qualquer coisa sua mentora já o endaga querendo saber as horas exatas que ocorreria a explosão, Antony por sua vez sem exitar olhava o relógio…

“Caralho, acho que deu alguma merda!!!
Aquele verme não ousaria em mentir, e ainda superar minha habilidade…”


Novamente em uma fração de segundos se lembra do e forgão e então usava seus sentidos aguçados a procurar enquanto falava em baixo tom com sua mentora…

--Algo está errado, mas não é com a informação e sim que eles tenham falando antes mesmo de explodir a bomba...

“Tenho que achar esses filhos da putas, ou que ao menos explodam logo esse lugar”

Enquanto procurava ele faz um aí sinal para sua mente, e pedindo um minuto, ele respira fundo, e se concentrava com seus sentidos, com uma determinação de encontrá-los, e com foco em sua procura agora ele falava com sua mentora…

-- Mesmo que os Anarquista falhem, deveremos fazer nossa jogada, não podemos dar viagem perdida, sei que vc sempre tem um plano B e C…

O sombrio sentia a pressão do fardo em seus ombros, sabia que sua cabeça estava em perigo assim tambem como de sua mentora, essa missão tinha que se concluida, com ou sem ataque Anarquista, com explosão ou não.
avatar
Crowley

Data de inscrição : 02/12/2010
Idade : 27
Localização : Rio de janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por @nonimous em Ter Jul 03, 2018 12:00 am

A besta é a parte mais insidiosa da natureza dos Kindred, atuando como o monstro que todo vampiro é.
E isso independe da crença pessoal, das preferências, clâ e seita. É o âmago da existência, ela está sempre por ai, ou melhor dentro de cada um dos amaldiçoados filhos de Caim.
A espreita, ansiando sangue e destruição, e cedo ou tarde ela toma o controle, escapa das jaulas da consciência e contra freio moral, e quando ela sai resta apenas o caos.
Não sei dizer ao certo quanto tempo fiquei nas garras do monstro, quantos matei ou feri, sei apenas que para minha vergonha foi tempo o suficiente para debelar de minhas incubências, violei o juramento e isso me deixa tão angustiado quanto o fato de ter cedido a esse monstro voraz.

E eis que me encontro no meio do nada, no coração da noite negra, em algum lugar a qual desconheço, me resta me reorganizar e continuar aquela noite infernal, então eu volto para o local ermo onde conheci o inferno de minha besta interior, perdio me localizo pelo posicionsamento das estrelas.
Off teste raciocinio + Acadêmicos, conhecimntos prévios de astrologia.

E visualizando ganho meu norte e parto na pista quente da pequena Malkaviana, Katrina, você me fez presa de minha própria loucura, eu não cederia tão fácil, a não ser que você tenha brincado com minha mente, agora é pessoal.
Sem condução adequada só meresta fazer uso vulgar de meus dons de sangue, sobrevoo o céu noturno elevando meu corpo o mais alto possível, em dreção a meu destino.
Que noite infernal.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por HaSSaM em Ter Jul 03, 2018 10:09 am

Crowley

A explosão não acontecia e com isso, nenhum som de luta ou disparos eram ouvido. Pela força militar que saíram daquele Armazém, podia se esperar de ouvir a quarteirões de distancia. Mas a noite permanecia calma, calma demais. Diferente dos ânimos dos nômades que já estavam ficando impacientes, Doidos pra mergulharem em puro horror e tragedia, mas nada diziam, um clima tenso era notado ao redor daquela trupe demoníaca. Eles caminhavam de um lado para o outro, cochichavam, olhavam de esgueira para o guardião e sua mentora. O gordo que conhecia o Xerife se aproximou. Passos pesados. Nervoso.

- Acha então que vamos entrar num prédio que esta prestes a explodir? - Ele pergunta irritado.
- Talvez esperamos demais desses jovens rebeldes - Diz Lucy vagamente
- Será que Apolônio teve mais sorte ? - Diz o Gordo mudando o rumo da conversa
- Talvez aquilo tenha dado errado. - Diz Lucy apontando numa direção com o olhar.

No horizonte, 2 blindados da Swat viram a esquina. Sirenes acessas, cortando o silencio da noite. Alta velocidade.

- Alguém fez cagada! - Diz o Gordo olhando para trás em busca de apoio de seus homens - Detenham aqueles carros.
- Não! - Diz Lucy impedindo qualquer ação - Eles sabem.
- Não me importo com eles! - Ele grita - Vim aqui para lutar, não vou embora até ver sangue. - Ele rosna
- Se me desafiar, será seu sangue que irá ver, Demônio! - Ela diz ameaçadoramente baixo.

Lucy dava um passo para frente se aproximando do Homem. Era uma coisa estranha de se ver, uma mulher de aproximadamente 1,70 e esguia, enfrentando um homem com no mínimo uns 200 kg, com aparência grotesca.

- Qual seu conselho? - Ele pergunta ceticamente.
- Vamos nos espalhar. Entraremos na surdina. - Ela diz com um sorriso no rosto. - Lá dentro, você sacia sua sede.

_________________
A ressurreição de uma lenda.

avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 26
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por Guidim em Ter Jul 03, 2018 11:03 am

Minha essência já ardia fraca, cintilando cada vez mais pálida. Custosa a me manter ativa entre os planos, minha vontade deixava de alimentar meus ideias. Impotência.

Abraçava-me para tentar me confortar, minhas mãos esfregavam o que seria os braços ébanos e gelados daquela existência abstrata, Katrina caminhava, plena e confiante, mais uma vez havia me usado para seus feitos, era como se eu fosse a tênue linha que ligava a Jyhad de todos naquela noite úmida e triste.

Mas por fim, as Jyhads se cruzariam. Enfim os conflitos que regiam o destino de todos e selaria aquela noite como uma ultima, ou como a primeira de uma nova era se concluiria... ainda me restava um pincelar de vontade... Fitando Katrina nos olhos recíprocos, com a ternura esvaindo de meu ser eu assentia com a cabeça, concordando com aquela amaldiçoada, reconhecendo o talento de uma verdadeira jogadora da Jyhad...

Como uma testemunha e percursora de tudo que ali aconteceria, apenas acompanhava Katrina e seu demônio... estava prestes de presenciar o começo do fim, ou o fim do que não deveria ser iniciado.

_________________
FalasPensamentos[Offs/Testes]

"-A verdade está aí dentro...
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por HaSSaM em Ter Jul 03, 2018 1:49 pm

Stanislav

O imortal mirava seus olhos para o céu, não em busca de ajuda de algum ser superior, estava longe disso, mas para encontrar as constelações necessárias para lhe servir de guia, como faziam os antigos navegadores. Buscando na imensidão do céu noturno, obliterado pelas nuvens cinzentas, e no meio da escuridão abstrata,  as estrelas brilhando, conseguia identificar as constelações dos Zodiakos, e a de Touro era a que estava presente no momento, significando a chegada das chuvas. Mas não era isso que Stanis caçava no momento, devido a nuvens, demorou um pouco até localizar a Ursa menor, esta sim o levaria direto para o local de que fugiu a poucos minutos, mas fugir é uma palavra um tanto quanto grosseira, talvez recuar se encaixe melhor, um bom soldado deveria conhecer seus limites. E agora, recompondo-se da razão, Stanis voltava para o embate sangrento. Por mais que suas intenções no inicio da noite não tenham sido nada amigáveis contra Katrina, aquela missão acabava de se tornar pessoal. Afinal, não é sempre que brincamos com monstros internos e saímos ilesos.

O cadáver que era Stanis, driblava as leis da física,  as leis naturais e deixava que seu corpo pesado se eleva-se nas alturas. Sua estrutura física já morta não se incomoda com a temperatura nem mesmo com a brisa forte da noite ou mesmo a gravidade. Um sentimento de liberdade o invade, era como esta voando, planando pelo Céu, como uma estrela cadente sombria. O imortal seguia para o encontro de Katrina. Lá de cima tinha uma visão privilegiada de tudo ao seu redor, da geografia do local, os pontos de saída e entrada. Só existiam dois, apesar que uma cerca de arame de 2 metros não ser empecilho nenhum para alguém motivado.  Conseguia identificar alguns veículos próximo ao Taxi que lhe trouxeram ali. Stanis se aproximava vagarosamente.

Tudo estava tranquilo demais, assim como havia deixado. Localizava o galpão que sofreu a emboscada, se é que poderia chamar assim. Logo o imortal teria sua revanche. Sombras chamam sua atenção, não uma, duas. Elas rodeavam o Galpão, Stanis sabia reconhecer um cerco quando o via. O primeiro deles possuía mais de 2 metros de altura, negro como a noite se ofuscando debilmente nas sombras. O segundo usava um tipo de chapéu que dificultava a sua identidade. De quem eles estariam atrás ?
rolagem:

Stanis rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 6 para movimento da mente que resultou 4, 3, 3, 6, 9, 7, 10, 9 - Total: 5 Sucessos
Stanislav rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 6 para identificar constelações que resultou 9, 3, 9, 3, 6, 9, 5 - Total: 4 Sucessos
Stanis rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para perceber que resultou 10, 7, 10, 1, 8, 8 - Total: 4 Sucessos

[STATUS] Stanis
PDS – 5/14
FDV- 4/8
VTL – 7/7
MDF –

_________________
A ressurreição de uma lenda.

avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 26
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por @nonimous em Ter Jul 03, 2018 8:53 pm

Eu sou melhor que a besta que reside em mim"



Stanislav repetiu isso quando alçou voo, levitando sobre o solo como um tipo de deus ou demônio, era um truque a qual ele evitava a todo custo, achava aquilo uma demonstração vulgar de seu poder e uma quebra incorrigível da Máscara.

Mas naquele momento ele precisava sai rápido daquele lugar ermo, e assim o fez, orientado pelas estrelas, tal qual ele fazia quando ainda era jovem não existia GPS ou placas abundantes de locais.



Ele sobrevoa a cidade, indo em direção ao local onde foi emboscado e caiu em uma armadilha mental que culminou com sua fuga frenética conduzido pela besta interior.



Do alto ele percebe duas figuras abaixo, dessa vez ele seria mais prudente, então ele aguça sua visão sobrenatural( Auspex 01 Sentidos aguçados) e tenta aproxima sua visão dos dois vultos, ele queria saber quem eram eles, sabia que não era Katrina, mas se fosse acabaria ali mesmo.



A noite está melhorando.

_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por Crowley em Ter Jul 03, 2018 10:56 pm

Antony estava apreensivo, muita pressão e tenção no ar, o sombrio tentava localizar a van onde estariam os demais Anarquista, acreditava que algo de muito errado tivesse acontecido, mas durante a procura era interrompido com o gordão que dizia conhecer o xerife, o mesmo questiona sombre invadir com uma bomba prestes a explodir e diz que talvez tivessimos esperado demais desses rebeldes, em seguida mudava a prosa da conversa, mas Antony se volta para o verme e apenas o fuzila com os olhos, mas o gordão continuar, agora levantando um hipótese se Apolônio tivesse tido sorte, mas Lucy o responde sobre tudo talvez tenha saído errado após os mostrar No horizonte, 2 blindados da Swat viram a esquina. Sirenes acessas, cortando o silêncio da noite. Alta velocidade. O gordo queria deter o carros mas Lucy se impõem impedindo e encara o gordo…

“Essa é a Lucy que conheço…”

Então após discutirem Lucy manda todos se espalharem, ficarem na surdina, e diz para o gordo que ele teria o que veio em busca, então Antony os endagam…

-- Não se preocupem com esses carros, deve está indo para um suposto tiroteio que está rolando no posto de gasolina que acabou de explodir próxima a rodovia- então ele sorria e continuava -- Apolonio, e nem ninguém vai ter que se preocupar com os “gados” fardados no meio desse ataque, já deixei tudo preparado!

Antony tenta deixar bem claro que sua mentora sabia o que está fazendo, e que ele estava alí para garantir que sucesso nesse empreitada fosse garantida como das outras vezes, o que lhe faz lembrar nas primeiras noites sem fim…

Antony então voltar a procurar a van, mas a sua frente tinha dois prédios, ele calculava mais ou menos a distância caso tenha 4m ou menos ele vai saltar para melhorar sua visão geografia sobre o local, caso de qualquer falha vai suar os tentáculos para se agarrar e evitar a queda, também olhava se daria para dar uma distância é saltar, mas antes de saltar…

-- Lucy, o que a senhora tem em mente?

Dizia o sombrio medindo com os olhos o espaço que teria percorrer para o salto, mas caso tudo isso seja bobagem e sua mentora diga algo importante ou um plano ele vai seguir mas antes…

-- Tenho algo a lhe contar- então ele se aproxima e sussurra em seu ouvido -- Estou com o recrutador Anarquista empalado no porta-malas de um carro e também um Lacaio que construiu a bomba, você conseguiria ler a mentes deles?
Talvez tenham algo que possa servir, como uma entrada secreta para o teatro, já que tiveram acesso para implantar a bomba.


O sombrio dava mais informações que poderiam ser decisório nesse momento, lembra que sua mentora tinha um grande habilidade de ler as metes do prisioneiros que faziam durante a guerra, isso seria muito útil caso essa bomba não venha a explodir logo…

Qualquer cosia importante com a informação passada acima, pode desconsiderar o salto e seguir para o carro onde estão os corpos
avatar
Crowley

Data de inscrição : 02/12/2010
Idade : 27
Localização : Rio de janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por HaSSaM em Qua Jul 04, 2018 2:53 pm

MALIKA

Esgotada, uma existência na penumbra sem forças para reagir. O mundo real não era mais pra ela, agora, assim como os espíritos naquele plano, Malika era forçada a ser apenas mais uma observadora, uma espectadora da tragedia que se desenrolava a sua frente. Ela seguia Katrina, a possível percursora de todo aquele caos. Os passos da cainita permanecem firmes, transbordando uma confiança insolúvel e olhos determinados. Ela adentrava no lugar de maneira calma, como se fosse apenas um encontro entre amigos. O sorriso em seus lábios florescem brilhando em sua face. De onde estava, Malika percebia sua mentora se retirando do lugar sujo onde se enfiou. Ela cambaleia para o lado, se colocando frente a frente com Katrina.

- Olá, Carmem - Um sorriso cínico surgia em seus lábios, ela continua caminhando. Graciosamente Confiante.
- Maldito seja seu sangue na entranha desta terra! - Carmem parecia ligeiramente irritada, nervosa, poucas vezes Malika a viu naquele estado.
- Palavras rudes para receber uma velha amiga - Ela debocha, parando bem no meio do Galpão, próximo da cadeira em cinzas onde o Malkaviano fora torturada a poucas horas. Malika ainda podia escutar seus gritos, sua loucura agonizando em meio as chamas. Suas mãos deslizavam nas cinzas e são limpadas na roupa.
- Seus jogos nunca terão exito. - Carmem a rodeia, não se aproximava mais, mas se mantinha em movimento cercando seu alvo, sua presa. Parecia que iria lhe atacar a qualquer momento. Como uma serpente para para dar o bote.
- Cuidei de todos os resistentes pessoalmente. Robert foi destruído. E Richard é só uma questão de tempo.

Aquelas palavras parecem pesar em Carmem, esta não conseguia dissimular sua preocupação, corroendo sua confiança. Seus olhos se perdem, ela parecia confusa, talvez assustada. Robert era o Xerife da cidade, o único talvez com força suficiente para deter o ataque Anarquista. Mas Malika percebeu que Richard tinha seus próprios truques nas mangas, e aquele ataque já estava em seus planos, ele tinha algo sujo em mente. Mas só Deus poderia prever o que aconteceria naquele Elisio manchado com o sangue da lunática, e pelo horário, muitos outros. Malika observava a fera fantasmagórica rondando por todo o galpão e então se aproximava de Katrina e sussurrando em seus ouvidos.

- Você tem a ambição de uma criança perdida. Mas seus esforços não mudara as profecias, tudo culmina neste momento. - Diz Carmem com desprezo
- Neste Galpão sujo ? - Katrina permanecia cética.
- O cavaleiro sem rosto golpeará a obsessão da serpente milhares de vezes. O leão engolirá todos com a boca cheia de dentes rugindo pela fome não saciada. - Ela dizia aquelas palavras decoradas com fervor. Como se fosse uma oração ou mantra.
- Você acredita na profecia daqueles bêbados? - Ela sorri.
- Precisa abrir os olhos para enxergar e os ouvidos para ouvir.
- Ahh, mas eu ouvi - Katrina dava mais dois passos para frente, zerando a distancia entre as duas, tão próximas agora quanto Malika estava da morte, seu tom de voz era malicioso, como uma víbora insinuando coisas - Eu ouvi de seus próprios lábios, e ela falou seu nome, dava para sentir o pesar em sua voz. A angustia em seus olhos marejados de sangue.
- Tenho certeza que não será esta noite. - Carmem não se intimidava.
- As visões estão ficando cada vez mais claras agora. Ela grita e sangra toda noite. E não há nada que seus olhos não vejam. Nada que seus pesadelos não mostrem.
- O que é as palavras de uma infame?
- EU A ENCONTREI, E VOCÊ TEM QUE ACEITAR ISSO!! - Pela primeira vez katrina perdia a compostura e gritava - Eu vi Malika, ela é um fruto podre, fraco e tolo! Precisa reconhecer que fiz muito mais que vocês nessas décadas!
- Seus olhos estão voltados para jogos insignificantes, Katrina. - A face de Carmen suaviza em expressão de tristeza - Porque não enxerga a verdade, filha. - Diz Carmem colocando as mãos na face de Katrina. Uma lagrima rubra desliza pela face de sua mentora. - Abra seus malditos olhos!
- Eu sempre fiz minha verdade - Katrina afasta as mãos de Carmem de seu rosto e dava um passo para trás, dando-lhe as costas. - To longe de voltar atrás com minhas ações.
- Não esperava você aqui hoje - Carmem diz mudando o rumo da conversa.
- Eu precisava ve-lo, não posso seguir sem ele!
- Ele esta morto, voltou ao pó que a terra pariu.
- Não me passe por idiota. - Ela fala de modo ríspido - Sei que ele esta logo atrás daquelas estrutura. Talvez arrependido por vender a alma ao diabo! Mas me perguntou porque não o destruiu...

O silencio que se forma entre as duas era quase insuportável. A tensão vibrando em casa centímetro daquele lugar. A besta amórfica rodeia os presentes sedento por sangue, desgraça e miséria. Se alimentando dos sentimentos vis dos presentes. As sombras no plano astral estavam mais agitadas. Vultos podiam ser vistos. Olhos famintos lhe espreitando a todo instantes. Pareciam ansiosos. Um grito angustiado irrompe pela noite, tanto no mundo físico quando no plano astral. Malika podia perceber que tanto Katrina quanto Carmem também havia escutado, o que tornava aquele momento ainda mais tenso. Ambas pareciam confusas. Até que o telhado do Galpão se rompe, lá de cima despencava um corpo em chamas. Negro. Enorme. Uma bola de fogo escura.

[STATUS] Malika
PDS – ??
FDV- 1/6
VTL – ??
MDF –


Última edição por HaSSaM em Qua Jul 11, 2018 10:04 am, editado 2 vez(es)

_________________
A ressurreição de uma lenda.

avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 26
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por HaSSaM em Qua Jul 04, 2018 2:57 pm

Stanis

Stanis ampliava seus sentidos. A noite se torna ainda mais bela. A brisa mais fria carregada de poeira resvala em sua pele, agora, sensível. Seus olhos capturam o movimento dos homens, Eram dois. Debaixo daquele chepéu podia notar traços orientais. Deixando claro de que de forma alguma era Katrina.  Eles se aproximam ainda mais, escalando cuidadosamente as paredes do local, iriam entrar sorrateiramente pelos fundos, pelas fendas nas estruturas.

_________________
A ressurreição de uma lenda.

avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 26
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por HaSSaM em Qua Jul 04, 2018 5:01 pm

Crowley

Finalmente, estava decidido. Em cima da hora Lucy muda drasticamente seus planos. O que de inicio seria se juntar ao tumulto anarquista para destruir o máximo de bastardos possível, agora eles deveriam agir como assassinos cautelosos e silenciosos dentro de um Elísio altamente vigiado, não seria uma tarefa nada fácil, ainda mais se tratando de monstros tão bestiais com a aparência escrita sabá em suas testas. Era muito provável que aquilo desse errado, mas de acordo com Lucy, o fato dos blindados já estarem no local sem a bombar ter explodido só significava uma coisa, eles estavam ciente do ataque, e agora uma defesa forte e impenetrável os aguardava. Crowley toma a frente, chamando para sí toda a atenção do bando nômade. Mas suas palavras caem por terra quando os dois veículos param na esquina do Elísio, e de dentro dele saiam diversos homens fortemente armados.

- Cala a porra da boca! - Diz um dos membros do bando, baixo, de cabelos coloridos e brincos de argola nas orelhas. Ele olhava para Lucy e dava as costas
- Vão logo antes que eles cerquem todo o perímetro. - Lucy diz observando todo o horizonte.

A voz de Crowley lhe tira sua mentora do pequeno devaneio. Seus olhos escuros estavam inexpressivos. Os restantes do bando se despesam, descendo normalmente os andares. Crowley lhe revela tardiamente sobre os dois membros anarquista em seu porta malas. Os olhos de sua mentora se tornam mais negro que a noite, aquela face bela e sedutora ganha uma expressão demoníaca. Não era esperado, as mãos de Lucy agarram  o pescoço do imortal, sua força era assustadoramente avassaladora. Seus punhos igual aço. Seus movimentos mais rápidos que um felino. Sua tranqueia estalas em sons agudos. Os olhos com puro ódio não suaviza.  

- Que merda você acha que esta fazendo!? - Ela sussurra com a voz tenebrosa. - Prefiro arrancar sua cabeça antes que uma cria minha se passe por tola ou estupida. - Ela aproxima seu rosto do guardião - Acha mesmo que essa informação é útil agora que todo nosso plano já foi montado e esta em ação? - Ela pergunta apertando ainda mais seu pescoço. - Eu deveria joga-lo daqui de cima como punição, apenas para ver seu corpo se transformar numa manchar de massa disforme no asfalto. Seria uma ótima visão não acha? - Ela pergunta sorrindo maliciosamente, arrastando o corpo de Crowley para o parapeito, que já estava a menos que 20 centímetros de distancia. Lucy lhe larga e se afasta em passos rápidos. - Temos trabalho a cumprir. - Ela para no meio do caminho olhando para o corpo do imortal se regenerando, afinal, os ossos estavam destruídos, impedindo a voz do imortal. - Lembre-se! Roma não foi construída em um dia e nem essa cidade cairá! - Ela some depois da porta, deixando o imortal com seus próprios pensamentos.

Off: qualquer ação nesse meio tempo que queira tomar como defensiva ou ofensiva, pode ser feita, apenas descrevi desse jeito por mera interpretação

_________________
A ressurreição de uma lenda.

avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 26
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por @nonimous em Qua Jul 04, 2018 8:49 pm

Stanislav ainda no ar, contempla a noite, as estrelas, o ar noturno, o cheiro de sangue e sujeira impregna o vampiro. Stanislav não é uma criatura vaidosa, algo raro entre os filhos de Caim, a vaidade é uma característica tão natural quanto as presas, ele não tem aquela missão como algo pessoal porque sua vaidade ou orgulho fora ferido, mas porque os agentes de Katrina colocaram sua não vida e o clâ Tremere em um risco preocupante, aquela vadia roubou segredos do clâ e traiu a confiança de um ancião, claro que esse ódio, pode muito bem ser fruto do vínculo do ritual da taça, agredir a dignidade do clã é agredir Stanislav pessoalmente.



" Os inimigos do clã Tremere serão meus inimigos" Ele se lembra desse trecho do juramento, juramento esse que ele fez a muitas noites passadas.



Então ele sobrevoa, aquilo o dessagra profundamente, odeio esse uso vulgar de seus dons de sangue, e odeia ainda mais quem o forçou a descer a esse nível ordinário, perdeu sua dignidade quando entrou em frenzy, e agora forçado a tomar medidas desagradáveis.

Sobrevoando o lugar ele vê duas figuras, nem sua habilidade aguçada de enxerga ajudam, mas se estão ali, são potenciais inimigos, baixas em uma guerra santa.



" Profana autem sanguis pro Clan tremere, facem praeferentibus testamento meo: et ego invocabo primitiua ignis flammae flammarumque tetigit satanas et per" Ele sussurra em seguida invoca chamas fulminando os dois vultos.



Sedução das chamas 5 Inferno.


_________________
Status 01 Ancillae em ascensão
Líder Nato


" Seu tolo, entregou sua lealdade para mestres profanos, agora sinta a dor da traição, não precisar implorar por perdão, eu sou o arauto da morte, nosso clã já te julgou culpado, e pouco me importo, tudo o que sei é que você é uma ameaça, e será expurgada da pirâmide."
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por Crowley em Qua Jul 04, 2018 11:30 pm

Antony era interrompido por um verme insolente que quase teve sua cabaça rolando pelo chão se não fosse a Tenebrosa imagem dos carros da SWAT parando enfrente ao teatro, Crowley tem seus músculos entorpecido por uns instantes mas não se deixa abater, então Lucy manda todos irem logo como combinado…

 “ Mas que porra deve ter acontecido, fudeu”

O olhar sombrio de Lucy fuzila o guardião, e então após os homens descerem vem a seção de comida de rabo…

 “ Bom que ela está surtando agora, longe de todos”

Pensava o sombrio ao ser arrastado com total facilidade para o parapeito, em quanto sua mentora o ameaça aponto de quase lhe arrancar a cabeça ele não esboça qualquer reação mas se indagando mentalmente…

 “ Que porra deve ter acontecido, a bom não explodiu mas tem metros da SWAT no local, isso está muito estranho” mas então é interrompido com sua mentora ainda a ameaça e khe apertar o pescoço após dar mais informações pensando que seria útil nesse momento.

 “Não confiava naquele bando, por não falei mesmo, tenho outros planos, estou ficando cansado de lutar as guerras de outros e ainda ser tratado como um merda assim”

Pensava Cowley ao ouvir sua mentora, ele o deixar ajeitando o pescoço se fosse mortal já teria morrido estrangulado faz tempo e então mas então antes dela pensar em sair ele diz


-- Não vá, tenho algumas ideias e sei que juntos podemos fazer muito caso essa bomba não exploda


O sombrio se deixava ser subjugando mais uma vez, essa noite já não teve um início confortável e tudo indica que o final não será muito diferente.

 “O que estou fazendo nessa porra, talvez esteja ficado mole como os membros que estão dentro de teatro, mas nem vida nunca fui assim”

O sombrio questionava a si mesmo sobre seus atos, não entendi onde estava errando, será por ainda ter a sua “humanidade”, ou que estava cansado nesse guerra eterna onde ninguém ganha, sua raiva de séculos atrás foi devido a essas mesma ações, esses mesmo ataques.

 “ Um bom soldado nunca desiste, e meu objetivo está longe de ser alcançado, e cansei de lutar as guerras de outros, vou passar a lutar minhas próprias guerras e vai ser do jeito de quando era mortal. Tenho dois trunfos em meu porta-malas, ninguém estraga o que não sabe”

O sombrio já estava esperando por esse momento pelo ataque, mas por agora era observar e esperar o momento certo, acreditava que essa porra de bombando ainda fosse explodir…

 “ Vamos seus merdas, ao menos uma explosão para limpar minha barra.
Como esses caras conseguiram por uma bomba lá dentro?
Deve ter alguma entrar…”


O sombrio pensava em enumeras possibilidades

Caso Lucy fique os que estão citados como pensamentos nesse momento favor considerar como diálogo

 “1° - vejamos, teria que descer e dar a voltar no quarteirão e ir pelo telho até chegar o telho do teatro” nesse momento ele focalizar a imagem do mapa na mão de Hilda horas atrás  para ver se seria possível fazer isso e também tentar se lembra se o mapa continha algo dos esgotos caso tenha considere a segunda opção

 “2° Ou posso seguir pelos esgoto e quem sabe descobro como eles entraram nessa porra para por a bomba, mas tenho que me esforçar para lembrar se tinha algo no mapa”
Então ele tenta puxar algo em sua memória mas a mente sombrio está viajando em diversas possibilidades

O sombrio fazia com que apenas um tentaculo o servisse como proteção os demais iriam agir como extensão do seu próprio corpo,

 “ 3° idéia agora era salta os dois prédios para ter uma visão privilegiada de toda a área”

Ao chegar no último prédio vai se esconder e usar os tentáculos para alimentar a escuridão do local reforçando a escuridão onde se encontra e com sua katana na mão  vai esperar a movimentação de todos para agir, vai observar todo o local, examinar todo o perímetro e ver as possíveis brechas.

--4° Ou podemos fazer como antigamente, só nós dois, invadir e destruir, usamos as mortalhas fechando um grade cerco, eles vão não vai querer ficar dentro dela então vão correr para longe, e exatamente para onde queremos é aí entra esse viados dos asfalto, de uma jeito ou de outros vamos invadir e conquistar o que você acha?

O sombrio tem diversas ideias e possibilidades, mas antes de tomar a decisão vai ver qual delas será mais plausível e se sua mentora vai concordar com alguma.
avatar
Crowley

Data de inscrição : 02/12/2010
Idade : 27
Localização : Rio de janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por HaSSaM em Sex Jul 06, 2018 11:06 am

Stanislav Nottingham

Os escravos trabalham melhor quando não veem as correntes. Mas Stanis as via. E por mais que tivesse total ciência disto, ele não poderia ir contra seus juramentos, seus voto sagrados, os fundamentos do clã,  Aquilo estava tão impregnado nele quando a maldição em seu corpo morto. Por isso ele se embrenhava pela noite escura atrás dos inimigos da Capela, seus inimigos. Como pode haver alguma diferença? As sombras não conseguiam ocultar os dois homens de seus olhos concentrados, parecia que havia ingerido uma dose de opio, pois nada escapava de sua atenção. Conseguia ouvir até mesmo uma conversação dentro do Galpão, algo estava acontecendo, provavelmente seus inimigos acharam que havia ganhado, mas porque aqueles dois homens se esgueiravam na noite ?  Eles olhavam a todo o momento para os lados, protegendo sua retaguarda e cautelosos para não revelar sua posição. Tolos. Não miravam o céu, e dizem que é de lá que vem a punição divina. O tremere profere as palavras decoradas depois de anos de estudos. Sua mente arde em pensamentos inflamáveis. As chamas queimam tantos os justos quantos os injustos, e nesse momento, Stanislav Nottingham era Deus.

Todos gritam. Não há exceção. E aquele homem alto, forte e negro não fugia a regra.  As chamas o consomem enquanto grita e se joga no chão assustado, como deve ser frustrante ter seu corpo incendiado dessa maneira tão barata. Ainda mais para um Kindred, tendo sua eternidade sendo arrancada de seus dedos sem qualquer chance de fuga, luta ou seja lá o que for que impediria canaille do Stanis de consumir sua não -vida mesquinha. O segundo homem, de chapéus e traços orientas maduros, estava num ponto um pouco mais afastado, mas seguia em direção ao seu aliado e começava a procurar paranoicamente todos os lados tentando identificar a razão do fogo que consumia sua carne e entranhas, não movia um músculo para ajuda-lo, apenas observava, talvez já havia se dado conta de que logo seria o próximo.  

Spoiler:
Stanis rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 8 para chamas que resultou 8, 1, 10, 2, 10, 9, 1, 8 - Total: 3 Sucessos

Off: Lembrando que para invocar as chamas numa pessoa precisa de 3 ou mais sucessos. Menos que isso só nas mãos para depois joga-las ou sei lá.
[STATUS] Stanis
PDS – 4/14
FDV- 4/8
VTL – 7/7
MDF –

_________________
A ressurreição de uma lenda.

avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 26
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por HaSSaM em Sex Jul 06, 2018 12:16 pm

Crowley
Estavam no momento crucial da batalha, qualquer erro, qualquer descuido poderia ser fatal. O sabá , diferente das inumes reconquistas de cidades que atacavam, não criavam monstros pelos demônio moldadores de carne para enfrentar a bastarda, nem mesmo abraço em massa para criar um exercito de vampiros para fazer a frente de batalha. Ao invés disso, eles se separavam em dois bandos, atacavam duas frentes distintas. Dois Elísios. Mas com apenas um objetivo em uma única cidade. Vencer a Jyhad! Crowley detinha sua mentora antes que a mesma siga com os planos, agora, longe dos outros membros, Crowley expõe suas ideias, esta não lhe da tempo para explicar tudo que tinha em mente.

- O plano já foi traçado, apenas siga-o! - Ela diz sem paciência nenhuma.

O imortal permanece sozinho no terraço. As sombras que lhe encobriam, aos poucos, se dissipam com o vento gelado. Um verdadeira circo começava a rola ali em baixo, homens armados. Fitas amarelas bloqueando a entrada de civis. Mais carros de policia se aproximava. Estavam utilizando de todas as forças para manter aquela cidade. Estavam contando com talvez meia duzia de anarquista armados. O sabá daria uma temperada nas coisas. Muito sangue mancharia a sarjeta aquela noite que já estava quase no fim.

_________________
A ressurreição de uma lenda.

avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 26
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma verdade, diversas mentiras! FINAL!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum