New Jersey by Night - O Maquinário da Dor

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - O Maquinário da Dor

Mensagem por Bad em Qui Maio 17, 2018 12:18 am

Tom não se contentava ao ver que seu jogo de sedução Funcionava mais uma vez,  Soltava um sorriso...

- E você ainda tinha duvidas que eu conseguiria Aislin caso eu realmente tentasse com todas as armas ?  Eu apenas gosto de apreciar cada momento...

Tom analisa a pele daquela mulher como se fosse de uma humana, mas intrigado aonde Condado tinha achado esta mulher, ainda mais com aquela aparência...

Yank : - Isso parece um sonho do qual eu não quero acordar.

- Não esse não é um sonho, sorte a minha, talvez azar o seu. Se tivesse em um sonho poderia se repetir, porque eu vivo uma noite por vez e digamos que não passo muito tempo intrigado com as mesmas coisas, digamos que não tenho um bom foco...


Tom coloca sua mão nas costas da moça trazendo ela para mais perto de ti,

- Viu? Já estava perdendo o foco do que realmente importa, me desculpe.

Tom deita a moça na areia de forma delicada, sua mão vai na coxa da moça e começa a beija-la, mas diferente dela, ele não vai se segurar, vai tomar seu sangue, e sentir o prazer da vitae em seu corpo.
avatar
Bad

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 26
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - O Maquinário da Dor

Mensagem por Bahamut em Sex Maio 18, 2018 2:58 am

Rugall está satisfeito com o relatório da cria de Meg. A revista parece estar indo no caminho que ele imaginava e tudo só deve melhorar. Com relação ao delegado, Rugall sente a preocupação na voz do homem e a sinceridade em suas palavras, acatando a sugestão dele.

Rugall: Estou a caminho. Chegarei o quanto antes.

Rugall então troca de roupa. Coloca uma calça esporte fino e uma camiseta preta simples. Ao sair para o salão, os olhares se lançam a ele com espanto e estranheza pois nunca o viram vestido dessa forma, visto que sempre andava muito bem vestido com ternos e outros trajes finos. Ele foi em direção a July, que não pode deixar de olhá-lo dos pés a cabeça e indaga-lo com o olhar. Rugall não reagiu à linguagem corporal de sua carniçal, apenas dirigindo-se a ela da forma como sempre fazia.

Rugall: Minha doce July, preciso que chame um Uber para o salão. O destino é a delegacia. Também preciso que prenda meu cabelo. Conto os detalhes depois.

July delicadamente se colocou atrás de seu amo e acariciou seus cabelos, passando os dedos pelo pescoço e pela nuca dele. A forma como manuseava o cabelo dele era como se estivesse acariciando um amante, terminando o rabo de cavalo de forma sensual e extravagante.

Rugall: Estarei esperando o carro na entrada do salão.

Rugall falava ao pé do ouvido de sua serva, que mantinha seus olhos para baixo, aproveitando enquanto a voz de seu mestre penetrava docemente em seu ouvido. Quando ele se afastou, ela pegou seu celular e abriu o uber, soltando suspiros profundos.

Não demorou para que o carro chegasse. Não era um veículo caro mas Rugall não se importou. Ao entrar fez questão de explicar ao motorista que precisava chegar à DP pela porta dos fundos e pediu para que não tivesse muita pressa. Em seguida se esgueirou pelo banco a fim de não ficar visível para quem olhasse para dentro do carro. Rugall sabe que pode estar sendo seguido ou que seus veículos sejam alvos, então ele procurou se portar de forma diferente, usando um veículo comum para se locomover. Ele espera ter feito uma boa aposta.
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - O Maquinário da Dor

Mensagem por mitzrael em Sex Maio 18, 2018 10:06 pm

A mente de Herick estava em meio a um tuvão de imagens onde parecia umas novas e as antigas se apagavam era uma verdadeira confusão em sua mente , o seu sentimento por Alisha ia escorrendo como agua no ralo Herick estava de joelhos com a mao sobre o rosto
quando ele ouvia longe uma voz que agora era bem familiar .

Príncipe Ventrue de New Jersey Adam Bredley: - Sr. Draven ?

- Acho que o Xerife não está bem !! Talvez ele precise de mais sangue !!


Herick se erguia com dificuldade e começava a rir de tudo aquilo será que era mas um sonho , ou uma brincadeira do guri ? ele respirava fundo e se erguia .

Eu to bem senhor , foi so uma dor de cabeça , tivi um deslumbre as vezes isso acontece ,
senhor temos de agir antes que nossos inimigos fiquem muito fortes e complique a sua vida .

Temos de achar alisha , mas o nosso primeiro foco e a Ordem da razão eu tava procurando
informaçoes com meus contatos e descubrir que eles se encontram em um Bunker
e o que parece ele estao fazendo experimentos com um nome estranho algo com Thanos .

pensando : não posso deixar que aquele futuro aconte ser , vou acabar com cada um antes de obterem força suficiente , o brigado pela segunda chance não vou vacilar a camarilla vai ganhar agora sei onde é meu lugar e o que devo fazer .
Twisted Evil Twisted Evil
avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - O Maquinário da Dor

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum