New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Bad em Sab Jan 27, 2018 10:45 pm

CARALHO!!!
a palavra veio em  forma de grito na mente de Tom,  aquilo não era possível, condado poderia ter sobrevivido a toda a fúria da camy na cidade ? se sim...piorou como ele era capaz disso, Tom sabia a extensão do poder de antony, e aquilo o deixava mais perplexo com a situação, enquanto cantava fazia uma quadrado simples com a visão como se decidisse quem iria abordar primeiro após o show, umas das 3 belas moças ou o possível “tommy”...  Tom não iria entrar em uma conversa despreparado novamente, ele não era mais uma criança novata na noite, o próprio pai já havia falado com ele, ele tinha que se portar como tal, na musica final do espetáculo Tom iria usar o seu poder para analisar o alvo, Olho do Caos, ai sim Tom teria certeza que aquele homem seria ou não Condado, seu espirito bohemio mesmo em meio a essa situação ainda estava a aflorar, Tom em meio a toda essa situação ainda pensava em que tipos de aventura poderia ter com cada uma das moças e mais ainda, como manipular elas para que esquecessem o comum e ouvissem a voz de Tom como de uma autoridade. Tom sorria de canto de boa, apesar de estar em mais uma situação complicada e embaraçada, essa parecia divertida, esta sentindo prazer, e já tinha esquecido completamente o barco e toda sua complicação, seu olhar agora estava voltado ao um novo foco, novos alvos, não tinha mais interesse na missão anterior.
avatar
Bad

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 25
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Seg Jan 29, 2018 10:11 am

Herick Draven
- PDS 8/15
- FDV 3/7  
- Vitalidade Ok

Vallek Morton
- PDS 8/14
- FDV 6/7  
- Vitalidade Ok

Danio Benneti
- PDS 3/14
- FDV 0/7
- Vitalidade -2 Ferido Gravemente Agravado


Os parâmetros da missão haviam sido dados e o bando Insight a mercê dos planos de Elisha apenas podiam cooperar com a ideia sigilosa de invadir um complexo abandonado e explodi-lo por algum proposito. Danio não podia deixar de acreditar que o proposito de criaturas descartaveis seria apenas o de servir como isca. Certamente seria esse o plano do sabá ao usar qualquer outro grupo ao seu favor, até mesmo quando o sabá usa lacaios mortais o único proposito se torna o de acumular mortos em trincheiras, todo corpo que não é da Espada de Caim é dispensável. Enquanto Vallek, Herick e até mesmo Allen se mostraram unanimes em aceitar o plano. Danio foi contundente e demonstrou questionamento, mesmo estando extremamente ferido, é claro que suas palavras se findaram antes de seu término quando ele percebeu que havia alimentado uma certa aversão de Elisha. O vampiro sabia que estava extremamente ferido e não poderia causar qualquer resistência, com Keyla na mesma situação, apenas Lars e quem sabe o Tzmisce poderiam ser de alguma valia. O La sombra Danio então hesitou ao terminar seu questionamento no instante em que Elisha se ergueu, o vampiro foi protegido por Keyla, mas a mesma foi facilmente derrubada pela força incrivel da potencia de Elisha que estava completamente saudavel e isso era um ponto positivo. Keyla gemeu com a queda e Elisha se postou frente a frente com o La Sombra sem demonstrar hesitação.

Elisha : - Eu te dei uma única chance de sobreviver. Se questionar minha liderança outra vez, não viverão para chegar em Detroit ou qualquer outro lugar que considerarem seguro. Vocês não estão em posição de questionar e se não fosse eu para salva-los unicamente por que ainda considero vocês parte da minha raça superior, vocês teriam sido deixados a queimar até a morte final.

Apenas o trejeito de Elisha era o suficiente para alimentar o temor de muitos ali. Talvez ela não fosse colossalmente indestrutível mas ninguém ousaria arriscar enfrenta-la sabendo também da lealdade imposta por seu guardião que sempre a seguia. O Bando Insight estava evidentemente mais fraco naquela situação e por mais que Lars quisesse enfrentar a todos ali, sua paixão por Danio a fez apenas se por em frente aos dois Elisha e Danio e responder.

Lars : - Ele apenas está questionando o objetivo da missão e não a senhora...Nos perdoe.

Era evidente que Lars forçou ao máximo o seu controle naquele momento, seus olhos inchavam de vermelho com lagrimas de ódio e contenção. Um dia Elisha poderia pagar por aquela arrogância, mas Lars guardaria seu ódio para outra ocasião.

Elisha : - Respondendo as suas perguntas, lá está a única coisa que controla a humanidade de fato. Uma rede neural quase tão poderosa quanto a Rede Malkaviana. (Nesse momento elisha olha para Vallek e Allen aos quais seriam os provaveis unicos que entenderiam a comparação da Rede) Desse lugar existe uma consciencia capaz de controlar a Nova Ordem Mundial, Os tecnocratas e a humanidade. Nós vamos explodir essa consciência e libertar a mente humana a um passo a mais da liberdade. Os humanos estão presos a tecnologia e cada vez mais não sabem o que é sentimento, estão perdendo o amor, paixão, desejo, e substituindo suas vidas por computadores sem vida. Vamos trazer o mundo ao que era antes. Sobre inimigos ou como invadiremos, Vallek e Herick possuem mais detalhes o restante eu estou tão perdida quanto vocês. Estou ciente dos meus objetivos e de que vou cumpri-los a qualquer custo.

Enquanto falava O Tzmisce saía da sala para se alimentar.


Danio Benneti Teste de Coragem Diff. 8 -2 dados = 0 Sucessos

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Seg Jan 29, 2018 10:28 am

Rugall Salles
- PDS 5/10
- FDV 5/6  
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)

O vampiro precisava preparar o plano que lhe foi incumbido. Ligar para o Delegado Jones e marcar uma reunião com ele não foi problema algum. Difícil seria contar para o homem o que havia acontecido com a sua sobrinha. Ele então se arrumou e encontrou com o seu choffer que também fazia parte do seu rebanho mortal como alguns de seus empregados e clientes. O vampiro até sentiu um pouco de vontade de apreciar o gosto de seu sangue mas preferiu seguir em diante e seguir até o Carpe Noctem . Ao chegar no local se maravilhou ao perceber que o trabalho de reforma já estava 99% pronto. Faltava apenas alguma pintura e um acabamento simples e em alguns dias o Carpe Noctem maior, mais robusto e muito mais sofisticado já estaria sendo utilizado. Considerando as filiais que tinha em Las Vegas, Jersey City. O Carpem Noctem de Newark parecia o mais vistoso dos três.

O vampiro se aproximou da adega e percebeu que haviam 5 garrafas para levar. 2 possuíam seu próprio vitae e outras 3 o sangue de algumas das mais saborosas amostras de seu rebanho mortal. (Off vc pode escolher quantas garrafas irá levar e quantas deixara) 

Ao voltar para o hotel Rugall guardou as garrafas que escolheu na geladeira para que o sabor não fosse totalmente comprometido e aproveitou para relaxar um pouco assim que seu quarto estivesse completamente arrumado, a segurança estava estrategicamente organizada e ele podia ver outra vez os atiradores no teto, o sistema de cameras funcionando e a alta segurança na entrada do hotel. Enquanto descansava Rugall recebeu uma mensagem no computador terminal localizado na parede do quarto. Uma mensagem de Caleb. 

- A "pessoa" que você procura está em Sussex. Há alguns Km de Newark. Ele não está sozinho. Está com um grupo de prováveis outros sabás e um grupo de Malkavianos. Eles estão em uma fazenda isolada e planejam alguma coisa certamente, são 12 no total. Possuem armas de fogo potentes, veiculo blindado. Se eu fosse você teria cuidado... Se quiser algo mais você pode me encontrar nesse canal...

  A mensagem se apagava um minuto após ela ter sido lida. Sussex era uma cidade vizinha a Newark, era uma cidade de interior e até o momento não se sabia que havia vampiros ou o Sabá naquela cidade. Devido a raiva rubra, pouquíssimas pessoas ainda viviam na cidade. 

Teste de Raciocinio + Finanças + Recursos Diff. 6 = 5 Sucessos (O numero de sucessos determinou como está o seu refugio)
Teste de Raciocinio + Medicina + Rebanho Diff. 6 = 2 Sucesso

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Bahamut em Ter Jan 30, 2018 5:49 pm

Rugall vislumbra o seu salão e gosta do que vê. a reforma quase terminada mostra um salão digno a receber as pessoas mais ilustres do estado e do país. Agora Rugall conseguiu implantar o segundo andar no suntuoso salão, um espaço grande e de extremo bom gosto pronto para qualquer tipo de instalações. Rugall pensa nas possibilidades. Quem sabe um spa...

Ao chegar na sua adega, leva todas as garrafas para o hotel. Após guardar as garrafas com o seu sangue na geladeira, ele pega as outras garrafas para tomar enquanto verifica a mensagem no computador.

A posição colocada por Caleb era inquietante. Nirrhtak não eatava tão longe e estava se armando com outros vampiros. Ele com certeza está reorganizando o que sobrou do sabá para se realocar em Jersey. Ao deliberar um pouco enquanto saboreava o sangue de uma de suas garrafas, oriundo de uma doce cliente do salão, ele responde ao nosferatu.

Rugall -  Obrigado pelo contato Caleb. É bom saber o que Nirrhtak está tramando. Ele está juntando forças para abrir caminho em New Jersey e em seguida irá fortalecer o sabá novamente. Sua posição em Newark não é aleatória e com investimentos da Camarilla ligados a mim sendo sediados naquela cidade, iremos precisar de seus olhos atentos. Peço por gentileza que mantenha a vigilância sobre ele para caso seja necessário tomar alguma atitude.

Rugall então leva as garrafas para a área da piscina e vislumbra a cidade. A noite traz a sua brisa de leve para acariciar o rosto e os cabelos de Rugall e uma sensação de calma passeia por Rugall. Ele alcança o celular e envia uma mensagem para July, passando a situação do salão e a importância das duas virem o quanto antes.

O salão já está quase pronto e a revista precisa de direção. Há algumas vagas importantes a serem preenchidas e agora Nirrhtak está vivo e em Newark. A falta de Diana será sentida agora mais do que nunca ao lado de Rugall.

Rugall então toma outra decisão. Mais uma ajuda pode ser útil, mesmo que isso signifique dever mais favores.

Rugall - Meg boa noite. Espero não estar incomodando. Aqui é Rugall. Eu estava admirando a noite quando me lembrei de você. Sua posição no mundo da moda é bem reconhecida mundialmente e pensei que talvez você pudesse me auxiliar com uma questão em particular. Neste momento eu preciso pessoas que entendam como lidar com isso para me assessorar na revista carpe noctem. Precisarei suprir alguns cargos na empresa e pensei que talvez você conheça profissionais capacitados. Você pode me ajudar?
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Fuuma Monou em Ter Jan 30, 2018 8:31 pm

Ao ver aquela Cainita-Morcego vindo em minha direção, e com a certeza de que ela não gostara de minhas palavras, minha primeira reação é dar um passo para trás e levantar o braço direito, tomando uma posição defensiva. Rapidamente Keyla se posta à minha frente, como uma barreira entre a Anciã e eu. Embora tenha ainda a voz potente da líder, a Ductus não é mais a cainita que eu conhecera... sendo facilmente lançada ao chão pela força arrebatadora de Elisha. A Malkaviano para a alguns centímetros de mim, meus olhos se prenderam nos dela. Certamente o terror que eu estava sentindo havia sido estampado em meu rosto, pois vejo Lars entrar no pequeno espaço entre nós dois enquanto Elisha discursa sobre o quanto nós dependemos dela.

Ouvir estas palavras ferem completamente meu ser. O sentimento de medo vai liberando meu corpo, antes paralisado pela presença da Cainita. Ódio! Esse é o sentimento que começa a preenche meu ser após ver a mim e aos demais membros do Bando tratados feito lixo por Elisha. Em minha mente surgem palavras que sem sombra de dúvidas deveriam estar passando na mente dos demais membros do Insight: "- Quem sabe o que o destino guarda para uma alma imortal..." - Até mesmo Lars está quieta, pedindo desculpas em meu lugar. Isso é mais do que meu orgulho pode aguentar... muito mais. Meu ódio por Ela se intensifica cada vez mais, fazendo com que até mesmo as dores no corpo sejam esquecidas por um momento.

Aquela mão que ainda estava em posição defensiva move-se em direção ao ombro de Lars. Continuo com os olhos focados nos de Elisha. Com uma voz que começa fraquejando tento voltar a falar assim que a Anciã termina de explicar o que sabe sobre o plano que deveria ser seguido pelos 12 que estão ali. - Você deve ver Keyla. - Falo para que a Gangrel possa se afastar de um possível novo ataque de fúria.

- Assim como foi dito, reitero que minhas palavras não tiveram a intensão de ofendê-la. - Preciso acalmar os ânimos de Elisha ou algo de muito ruim vai acontecer. Sinto minhas pernas tremerem. Uma sílaba mal dita naquele momento poderia custar minha vida e a dos demais. Por isso escolho bem o que sairá por minha boca e o que ficará somente em minha mente.(Lábia) - Sem sombra de dúvidas meu tempo como Cainita nem se compara ao seu, mas algo que me foi ensinado durante este período foi que para um bom plano ter sucesso ele depende de que todas as parte tenham o conhecimento do que os espera para que cada um possa cumprir bem o seu papel. Por isso minhas perguntas. - Tento manter minha voz o mais firme que conseguir, mas sempre em tom calmo . - Ouviremos os demais para que possamos executar nossa parte do acordo perfeitamente. Mas gostaria de lhe fazer mais uma pergunta... - Espero um segundo para ver qual a reação dela. Se não mostrar-se ofendida eu continuo. - Você falou sobre uma Raça Superior e sobre uma Rede Neural que controla os humanos, o que quis dizer com isso? - Fiquei especialmente curioso com a primeira parte. O que esta cainita antiga estava querendo dizer?

Vejo que Nirrhtak já começa a deixar a sala. Minha ideia era partir com ele, principalmente porque necessito absurdamente me alimentar, mas não seria possível naquele momento. Não tenho como sair antes de ouvir o que os dois Cainitas tem a dizer sobre o lugar e o que nos espera. Assim, fico em meu lugar para que Valek e o tal de Herick, que praticamente não haviam falado durante aquele "encontro", possam dizer o que sabem. Após ouvir esses dois, saio da sala e vou ao lugar onde estão os coiotes para poder me alimentar. Assim que deixo a casa um pensamento se forma em minha mente: "- Sempre ouvi que os Anciões nos usam como marionetes em seus jogos sádicos, mas esta é a primeira vez que vejo um Ancião ser usado no jogo dos outros... Como poderia ser chamado alguém que brinca com a vida daquele que brinca com a vida dos outros?"

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Undead Freak em Qua Jan 31, 2018 3:01 pm

Aquela situação ia de mal a pior. Não ia ser fácil se aliar ao Sabá. Keyla e os demais deixavam isso claro com suas atitudes. Elisha se irritou com os atos e palavras daqueles que entre nós representavam os resquícios do que fora a Espada de Caim. Eu, como malkaviano, me via agora como um ser independente, apesar de não ver meus antigos companheiros de seita como inimigos.

Elisha escreveu: -- Eu te dei uma única chance de sobreviver. Se questionar minha liderança outra vez, não viverão para chegar em Detroit ou qualquer outro lugar que considerarem seguro. Vocês não estão em posição de questionar e se não fosse eu para salva-los unicamente por que ainda considero vocês parte da minha raça superior, vocês teriam sido deixados a queimar até a morte final.

Quando Elisha jogou Keyla no chão com extrema facilidade, notei que aquilo não iria acabar bem. Era notável o temor que ela causava, mas eu sabia que no fundo o medo sempre vem acompanhado do ódio. O medo sempre representa o orgulho ferido de quem perdeu a coragem, de uma forma ou de outra. Como ex-sabá, eu sei muito bem disso. Quando se trata de ego, sei como essa seita é problemática. Se isso precisava ser feito com todos nós unidos, definitivamente não estávamos conseguindo despertar as emoções certas para isso.

Lars escreveu: -- Ele apenas está questionando o objetivo da missão e não a senhora...Nos perdoe.
Cheguei ainda mais perto de Elisha. Minha intenção foi tentar acalmá-la.

-- Não se preocupe. Estamos com você até o fim. Não permitirei que nada nem ninguém atrapalhe nosso propósito.


Elisha escreveu: - Respondendo as suas perguntas, lá está a única coisa que controla a humanidade de fato. Uma rede neural quase tão poderosa quanto a Rede Malkaviana. Desse lugar existe uma consciencia capaz de controlar a Nova Ordem Mundial, Os tecnocratas e a humanidade. Nós vamos explodir essa consciência e libertar a mente humana a um passo a mais da liberdade. Os humanos estão presos a tecnologia e cada vez mais não sabem o que é sentimento, estão perdendo o amor, paixão, desejo, e substituindo suas vidas por computadores sem vida. Vamos trazer o mundo ao que era antes. Sobre inimigos ou como invadiremos, Vallek e Herick possuem mais detalhes o restante eu estou tão perdida quanto vocês. Estou ciente dos meus objetivos e de que vou cumpri-los a qualquer custo.

Danio escreveu:- Assim como foi dito, reitero que minhas palavras não tiveram a intensão de ofendê-la.  Sem sombra de dúvidas meu tempo como Cainita nem se compara ao seu, mas algo que me foi ensinado durante este período foi que para um bom plano ter sucesso ele depende de que todas as parte tenham o conhecimento do que os espera para que cada um possa cumprir bem o seu papel. Por isso minhas perguntas. Ouviremos os demais para que possamos executar nossa parte do acordo perfeitamente. Mas gostaria de lhe fazer mais uma pergunta... Você falou sobre uma Raça Superior e sobre uma Rede Neural que controla os humanos, o que quis dizer com isso?

Nessa hora eu olhei para o cainita. Eu gostaria de responder, mas Elisha já estava nervosa então eu achei melhor não interrompê-la. Esperei que ela falasse para responder Danio, então só depois resolvi me manifestar.

-- Se sequestrarmos um helicóptero será um bom começo. Não será muito difícil adentrar o local, pelo o que eu me lembro. Creio que o mais importante agora é mantermos o disfarce. Temos que sermos táticos para que tudo ocorra sem problemas.
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Sex Fev 02, 2018 1:57 pm

Tom Halley
- PDS 14/14
- FDV 4/5
- Vitalidade OK


Tom não deixaria de alimentar o fulgor da plateia naquele momento, mesmo que sua mente estivesse agora focada no quão curiosamente o antigo "amigo" havia voltado dos mortos para lhe fazer aquela calorosa recepção. Enquanto ele continuou a música a sua mente parecia se conectar com a do homem em questão. Os olhos do caos funcionavam realmente como olhos, mas esses olhos da mente caotica de Tom e ensinados ironicamente por Antony, o provável assassino de Condado. O poder servia para que Tom pudesse ver além do que uma mente normalmente conseguiria ver, ele podia ver uma conexão clara entre a moça de olhos azuis e longos cabelos negros como o semblante da noite daquele momento. Quem sabe uma nova carniçal de Condado como um dia ele foi, quem sabe algo mais...A verdade é que havia uma conexão que de longe era perceptível. Os olhos de Tom poderiam ver a alma do homem que tomava Whiskey, sua alma era bestial e ele de fato havia visitado o mundo dos mortos, havia um fragmento da morte e puro ódio em seu espírito, fagulhas de raio púrpura cercavam o homem e uma presença a mais escondida em algum lugar, fez a voz de Tom Halley tremular por um segundo. Condado não estava sozinho e subitamente os olhos do caos de Tom se desligaram imediatamente deixando a certeza de muito coisa ainda permaneceu inexplicável em toda aquela historia da volta de condado.  

Ao final da ultima música, Tom não se sentiu muito bem, ele poderia continuar mas a adrenalina que percorreu o seu corpo fez com que ele se sentisse realmente vivo mais uma vez. Ele se sentiu diferente, não era mais aquela criança da noite, ele era um ser experiente e a presença de Condado não lhe trazia mas o temor e o desejo de resolver suas pendências do passado.

Condado e a moça permanecem em sua mesa, eles conversavam algo e observavam a movimentação de Tom no palco, será que eles sabiam que Tom já havia notado eles ?

Tom teste de Olhos do Caos Diff 7. = 1 Sucesso
Tom teste de coragem diff 8. = 2 sucessos  

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por mitzrael em Sex Fev 02, 2018 4:12 pm

Herick via como o grupo do sabá se encontrva coagida , nas maos da Alisha e ele tbm tinha ciencia que tambem estava nas maos dela devido o que ele viu e ouviu o estranho ser falar para ele , sendo assim não poderia causar nem dano em sua mentora , tendo de planejar melhor seu plano .

pensando :
vou usar isso ao meu favor irei plantar outras bombas para disparar antes das quais eles esperam mas tenho de me sertificar que Alisha não esteja la na hora , mas como vou fazer isso ? .


Herick via quando o Tmiz se retivava para se alimentar .

Alisha minha senhora irei me retirar e me preparar para nossa missao , mas se for possivel queria um helicoptero de guerra se for possivel assim vou pilotando e levando os demais e vou aconpanhar o tmiz tambem vou me alimentar e procurar algumas armas a senhora deseja alguma coisa ??

Pensando : se eu ainda tive se contato com aqueles idiotas poderia acabar com isso . mas agora to so e vou ter de achar uma saida disso .

Twisted Evil Twisted Evil

avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Dom Fev 04, 2018 11:58 pm

Rugall Salles
- PDS 8/10 (3 garrafas tomadas)
- FDV 6/6  (Interpretação)
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)

Rugall estava aproveitando a noite na sacada do seu quarto no alto do Hotel. Tomou alguns cálices enquanto respondeu as mensagens de Caleb e conversou rapidamente com July. A moça avisou que em algumas noites voltaria para New Jersey para ajuda-lo com as coisas.

Por fim Rugall mandou uma mensagem para Meg F. Night, a primogeno Toreador do território não demorou muito para responder a mensagem de Rugall com "Estou a caminho" 

Talvez não fosse isso que Rugall esperava, mas era a resposta que ele obtinha. Depois de algumas horas ele recebia a mensagem de que Meg F. Night estava no Hotel e estava subindo para recebe-lo. De fato ela estava exuberante como sempre, era uma surpresa que ela quisesse encontra-lo pessoalmente sobre o assunto da revista. 


Meg : - Olá Sr. Salles ! vejo que está adorando a vista panoramica do Hotel Drake, particularmente eu ajudei o Dr. Bredley a escolher a vista que teriamos, também gosto da suíte master quando estou aqui. 

Meg era uma mulher fina e extremamente educada, sua etiqueta era notavel assim como sua habilidade de sempre estar na moda de maneira sombria e mesmo assim elegante. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Seg Fev 05, 2018 9:33 am

Herick Draven
- PDS 12/15 (alimentando-se do animais)
- FDV 4/7  (Interpretação)
- Vitalidade Ok


Vallek Morton
- PDS 8/14
- FDV 7/7  (Interpretação)
- Vitalidade Ok


Danio Benneti 
- PDS 3/14
- FDV 1/7  (Interpretação)
- Vitalidade -2 Ferido Gravemente Agravado

Apesar de toda a tensão que estava sendo digerida naquela casa, o plano estava tendo algum progresso. O Malkaviano Vallek sugeriu que o caminho aéreo seria muito mais proveitoso do que seguir com um comboio militar de volta a Newark. Foi então que Elisha mesmo ainda tendo de lidar com o conflito Sabá do local recomendou.


Elisha : - Nós vamos voltar pelo mesmo caminho que fizemos para cá, seguiremos pela direita da cidade de Paterson enquanto meu guardião, Herick Draven irá recuperar o nosso Hind-D que está em meu refugio, nas florestas do Piedmont Plateau. Seguindo o plano de Vallek chegaremos pelo ar, meu Helicoptero possuí armamento bélico e uma blindagem significante, mas o grupo todo não estará no helicoptero, eu seguirei voando enquanto outro grupo vem por terra com o comboio militar. Não se preocupem quanto a discrição. Posso fazer com que o Hind-D se pareça com um dos helicopteros militares que vimos no passado. 



Enquanto Herick saía da sala, ele pode ouvir a sua parte no plano de Elisha. Ela queria que ele visitasse o refugio da vampira escondido na floresta, o mesmo lugar onde ele iniciou o seu treinamento da disciplina metamorfose e onde ele descobriu pela primeira vez o verdadeiro plano de Elisha em reviver Malkav. Ele não iria esquecer daquele lugar que ele passou por tanto tempo tão facilmente, ele seguiu para o celeiro da fazenda onde o cheiro de sangue fresco estava muito mais forte. Nirrhtak já estava no local, mas talvez não estivesse apenas se alimentando. Curiosamente o tzmisce já havia rasgado a pele de alguns dos coyotes e estava ornamentando um tipo estranho de capa que ele colocou em volta do corpo. Os animais mortos exalavam o cheiro de sangue e não demorou muito até que herick começasse a se alimentar. 

Nirrhtak admirou o momento com olhos grotescos e alienados. 

Nirrhtak: - Você sofreu de alterações...O trabalho do Dr. Kane ficou maravilhosamente bem em você. É uma pena que se rendeu aos doentis malkavianos. Teria sido um ótimo soldado para a Espada de Caim. A evolução da nossa espécie e os verdadeiros filhos do pai. 

Enquanto isso dentro da casa ainda estavam Vallek Morton, Allen, Elisha, Lars, Hamlim ,Danio, Keyla e Madson. 

O La Sombra ainda tinha sob sua defesa Lars que não se permitiu deixar que Elisha tocasse em Danio, havia o temor de um golpe fatal mas Lars e Danio permanecem em suas posições. Keyla se ergueu do golpe com muita dificuldade e o La sombra percebeu o quanto a vampira estava debilitada. Madson, a anfitriã da casa e a mais jovem vampira do local correu ao socorro de sua nova senhora. 

Elisha : - Sua pergunta merece sim uma explicação. Como eu disse anteriormente, passei a entender a seita Sabá no instante em que finalmente abri mão da minha natureza humana, nós não somos mais humanos e nunca voltaremos a ser, seria como retroceder em nossa própria evolução. Eu tentei buscar auxilio, mas tudo o que tive foi a represália esta que vocês estão fazendo. Posso sentir em suas almas que vocês querem assim que tiverem uma oportunidade, me trair e quem sabe tentar me destruir de maneira patetica. Não culpo por agirem conforme a sua natureza, por esta razão eu estou dando a vocês uma chance de aliança. Quanto a rede, vocês não entenderiam, mas tentando ser o mais simples possivel, esta rede neural possuí consciencia própria e pode manipular a mente de seres humanos e até mesmo de cainitas fracos. Ele se conecta atravez de uma rede wi-fi e intranet , então qualquer tipo de tecnologia que uso esse tipo de recurso pode ser um meio de manipular a mente humana, mas como eu disse ele usa o recurso de intranet e se conecta primeiramente aos membros da Ordem da Razão, eles servem como ligação entre essa intranet e o resto da humanidade, a cada momento em que a evolução tecnologica da rede aconteceu, mais e mais a humanidade se torna dependente e escrava da tecnologia. Logo toda a humanidade não passará de zumbis mentalmente estáticos, ESTATICA é a palavra que definiria essa nova Ordem de seres manipuladores. Eu não vou permitir um mundo sem vontade e liberdade, eu participarei de um mundo onde nós seremos a evolução e a humanidade saberá que é submissa, não quero escravos automatos, quero escravos submissos. 

Assim que Elisha terminou o seu comentário, Danio e Keyla seguiram para o lado de fora da fazenda enquanto seguiam para o celeiro onde estavam os coyotes, Danio tinha a oportunidade de conversar com a Ductus a sós enquanto Lars e Madson viam o que iriam fazer dom Hamlin.  

Elisha, Allen, Vallek, C2 e Purple eram chamados para se reunir a Elisha em outro comodo da casa. Purple era um homem negro alto e forte que havia sido escolhido por Elisha por causa de sua força bruta e incrivel habilidade em combate, C2 era um homem magrelo e de cabelo black power que por alguma razão desconhecida Purple fez questão de leva-lo consigo naquela missão. C2, parecia apenas com um capanga, era realmente magro e tinha traços de vicio por narcoticos. Curiosamente foi o primeiro a falar. 

C2 : - Hey. Malkav falou comigo também. Ele disse que essa entidade aí. Dagon vai por nossa lealdade a prova nos destruir se formos mentalmente fracos. Bom foi esse o recado que eu recebi, vocês não ouviram isso ? 

Apesar do comentário se teria alguma relevancia ou não do neofito Malkaviano. O grupo estava reunido para compartilhar informações sem a participação dos outros. Elisha parecia confiar nos 4 e começou a conversa com uma pergunta.

Elisha : - Depois que destruirmos Dagan. A nossa aliança com os Desauridos ficará mais forte, o caos reinará mas a humanidade irá se desprender a iluminação aos poucos, fazer isso subitamente iria arruinar o globo. Temos a inquisição imuni ao nosso controle e a camarilla que se sujeita ao medo de se esconder. Eu estive pensando em sujeitar o Sabá a nossa causa como escravos, eles nunca serão os nossos aliados, diferente dos Desauridos eles são orgulhosos e possuem uma mente extremamente fechadas exatamente como a inquisição. Ou eles serão nossos escravos ou teremos de extermina-los. Qual a posição de vocês ? 



Danio Teste de Man+ Labia Diff 8. = 4 Sucessos

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Bahamut em Ter Fev 06, 2018 10:11 pm

Rugall vislumbrou Meg por um instante e se levantou para cumprimenta-la, ajoelhando a sua frente, tomando a sua mão e beijando-a suavemente.

Rugall: - É uma honra recebê-la, bela dama. Agradeço por comparecer ao meu pedido com tanta urgência.

Rugall não faz força para esconder o cheiro de sangue fresco que ainda exala de sua boca, assim como a taça e as garrafas de sangue vazias na mesa, ao lado de sua cadeira. Em seguida, Rugall se ergue ainda segurando a mão de Meg e a conduz até uma cadeira próxima a ele.

Rugall: - Por favor, faça-me companhia nessa adorável noite. Como você mesmo disse, a noite está muito agradável e eu estou admirando-a sem pressa. Já faz um tempo que não tenho uma noite calma como essa para vislumbrar e confesso que é muito mais prazeroso quando a companhia é tão louvável.

Rugall a conduz até a cadeira e retorna para a cadeira onde ele estava sentado. Meg era uma bela mulher e exalava uma sensualidade sombria que chamava a atenção de Rugall. Os seus olhos cintilavam com uma estranha luz que parecia não emanar de seu corpo morto-vivo, seus lábios rubros e sua pele pálida contrastavam lindamente, finalmente adornados pelo negro cabelo que lhe acariciava as bochechas, dançando à brisa da madrugada.

Rugall então alcançou a taça com o que restava de sangue e levou aos seus lábios mas antes que tomasse, olhou para as garrafas vazias.

Rugall: - Oh, mil perdões. Queira perdoar a minha indelicadeza. Estou aqui me servindo e não ofereci a você. Aceita uma bebida? Podemos conversar um pouco e nos conhecer melhor antes de discutirmos negócios.

Rugall deixa a taça na mesa e se levanta para buscar mais uma garrafa de vitae no seu estoque. De todas as garrafas, as três com vitae humano ele já havia tomado e apenas sobraram duas garrafas, cujas quais continham seu próprio vitae. Rugall pegou uma delas e mais uma taça para poder servir Meg, levando até a mesa e servindo a Cainita.

Rugall: - Espero que goste dessa safra. Tenho muito esmero para escolhê-las.
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Undead Freak em Qua Fev 07, 2018 10:37 pm

- Nós vamos voltar pelo mesmo caminho que fizemos para cá, seguiremos pela direita da cidade de Paterson enquanto meu guardião, Herick Draven irá recuperar o nosso Hind-D que está em meu refugio, nas florestas do Piedmont Plateau. Seguindo o plano de Vallek chegaremos pelo ar, meu Helicoptero possuí armamento bélico e uma blindagem significante, mas o grupo todo não estará no helicoptero, eu seguirei voando enquanto outro grupo vem por terra com o comboio militar. Não se preocupem quanto a discrição. Posso fazer com que o Hind-D se pareça com um dos helicopteros militares que vimos no passado.

Eu encarava Elisha com um olhar reflexivo. A ancião tinha levantado um ponto importante a respeito da segurança do grupo, principalmente agora com essa atmosfera desconfortável onde ninguém sentia segurança para confiar nos “amigos” da seita.

– Eu também concordo que não devemos seguir todos juntos por apenas um meio, por questões de prudência e segurança. Quanto as rotas, posso tanto ir por terra quanto por ar, como preferir, mas... Acho que é sensato nos dividirmos de forma a superarmos os nossos amigos aqui em ambas as rotas, também por questões de prudência e segurança. Não levem a mal, mas acredito que eles ainda não estão... confortáveis conosco? Acredito que dois para um seja o suficiente.

Nesse momento percebi que Herick saia do local, mas teve tempo de ouvir Elisha. Provavelmente estava indo atrás do Tzimisce. Eu só  espero que Elisha possa garantir mesmo que ele será útil para nós. Já estamos tendo tensões o suficiente com os meus ex-companheiros de seita.

- Sua pergunta merece sim uma explicação. Como eu disse anteriormente, passei a entender a seita Sabá no instante em que finalmente abri mão da minha natureza humana, nós não somos mais humanos e nunca voltaremos a ser, seria como retroceder em nossa própria evolução. Eu tentei buscar auxilio, mas tudo o que tive foi a represália esta que vocês estão fazendo. Posso sentir em suas almas que vocês querem assim que tiverem uma oportunidade, me trair e quem sabe tentar me destruir de maneira patetica. Não culpo por agirem conforme a sua natureza, por esta razão eu estou dando a vocês uma chance de aliança. Quanto a rede, vocês não entenderiam, mas tentando ser o mais simples possivel, esta rede neural possuí consciencia própria e pode manipular a mente de seres humanos e até mesmo de cainitas fracos. Ele se conecta atravez de uma rede wi-fi e intranet , então qualquer tipo de tecnologia que uso esse tipo de recurso pode ser um meio de manipular a mente humana, mas como eu disse ele usa o recurso de intranet e se conecta primeiramente aos membros da Ordem da Razão, eles servem como ligação entre essa intranet e o resto da humanidade, a cada momento em que a evolução tecnologica da rede aconteceu, mais e mais a humanidade se torna dependente e escrava da tecnologia. Logo toda a humanidade não passará de zumbis mentalmente estáticos, ESTATICA é a palavra que definiria essa nova Ordem de seres manipuladores. Eu não vou permitir um mundo sem vontade e liberdade, eu participarei de um mundo onde nós seremos a evolução e a humanidade saberá que é submissa, não quero escravos automatos, quero escravos submissos.

– Amém!

Eu simplesmente sorri. Eu tenho de admitir que Elisha era uma mulher e tanto... Se meu corpo fosse ainda vivo, provavelmente esse discurso dela iria me provocar certas... reações inapropriadas para o presente momento, mas que ainda assim seriam prazerosas – para mim.

Não demorou muito para que a parte “sabática” daquele grupo saísse, deixando apenas nós, irmãos de clãs, junto a nossa anciã. Agora que estávamos a sós, confesso que me sentia muito mais confortável.

- Hey. Malkav falou comigo também. Ele disse que essa entidade aí. Dagon vai por nossa lealdade a prova nos destruir se formos mentalmente fracos. Bom foi esse o recado que eu recebi, vocês não ouviram isso ?

– Apenas resista, recuse a tentação e jamais ceda. Adonis tentou isso comigo e não conseguiu. No plano da mente, nada pode te fazer mal se você não permitir. Parece simples demais, mas essas palavras possuem mais força do que a maioria realmente percebe.

Esse foi todo o conselho que pude dar. Evitei falar muito porque eu não queria atrapalhar Elisha.

- Depois que destruirmos Dagan. A nossa aliança com os Desauridos ficará mais forte, o caos reinará mas a humanidade irá se desprender a iluminação aos poucos, fazer isso subitamente iria arruinar o globo. Temos a inquisição imuni ao nosso controle e a camarilla que se sujeita ao medo de se esconder. Eu estive pensando em sujeitar o Sabá a nossa causa como escravos, eles nunca serão os nossos aliados, diferente dos Desauridos eles são orgulhosos e possuem uma mente extremamente fechadas exatamente como a inquisição. Ou eles serão nossos escravos ou teremos de extermina-los. Qual a posição de vocês ?

Naquele momento parecia que Elisha disse exatamente o que eu pensava e exatamente o que eu queria ouvir.

– De uma forma ou de outra, haverá combate. Como você mesmo relembrou, eles são orgulhosos e não se submeterão fácil, nem mesmo a você. Essa situação toda é desconfortável e certamente vão nos trair assim que uma alternativa mais interessante e familiar a eles aparecer. Esse é o preço de se lidar com retrógrados conservadores de costumes decadentes. Não vejo mal em tentar submetê-los, embora nem todos ali pareçam ter algo de útil para garanti-los como servos.

Nessa hora eu cheguei mais perto de Elisha. Olhei diretamente em seus olhos.

– Dependendo da ocasião... Alguns deles podem ser interessantes para alguns de nós, do ponto de vista do sangue, mas se nem o amaranto for valer a pena... Lembre-se do que eu te disse: pode contar comigo. Não vou deixar nada nem ninguém nos atrapalhar. Se quiser que sejam destruídos, basta dizer. O que você realmente quer, Elisha? Por mim, qualquer desfecho é um prazer, mas confesso que já deixei de exercer meu lado de carrasco por tempo demais...
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por mitzrael em Seg Fev 12, 2018 8:59 pm

Herick se alimentava ate se sentir totalmente restaurado e ficava so olhando para o tzim

Herick: um dos seus me ajudo no que sou hj , me aprimoro e sou muito grato a ele um dia espero aprender essa abilidade admmiravel . Mas preciso ir , tenho de me preparar para nossa missao .

Herick ia ate a sala de armas e pegava duas bolsas com explosivos e os detonadores , pegava mas balas para sua sniper , 2 facas de combate , 2 mines metralhadoras e munição ,e ia ao ponto de encontro para efetuar a partida ao local onde se encontrava o helicopetero .

Pensando :
tenho de agir com cautela , essa pode ser minha chance para retardar toda essa loucura .
não posso vacila , tem muito em jogo , que meu pai guie meus caminhos , espero ser digno dele .


Twisted Evil Twisted Evil
avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Ter Fev 13, 2018 12:13 am

Rugall Salles
- PDS 8/10 
- FDV 6/6  
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)

A companhia de Meg f night era mesmo uma coisa admirável. Os dois cainitas se sentaram do lado de fora, o clima estava extremamente agradavel assim como a cortêz recepção dada pelo vampiro Tzmisce. Sua graça era formidável, ele foi gentil e de fato Meg pode perceber o esforço do vampiro em agrada-la. Os dois se juntaram a noite enquanto iniciavam uma conversa casual. 

Meg : - O que quer saber de mim, sr. Salles ? Digamos que eu lhe darei o passe livre para perguntar qualquer coisa que queira saber sobre mim, apenas essa noite. Cuidado com as suas perguntas, eu estou te dando um passe livre e não um cartão de visitas para invadir a minha privacidade hahaha ! Eu aceitaria um scotch mas minha dose de alcool por essa noite já está em seu limite, eu acabei de vir de uma daquelas noites horriveis que muita mentira e falsas pessoas, com muita gente ria e ambiciosa. Enfim ! 

Enquanto Meg falava, o Tzmisce seguiu até a cozinha onde jaziam as ultimas duas garrafas seu objetivo em oferecer o seu próprio vitae se mostrou conflitante no exato momento em que ele ainda com a garrafa em mãos ele olhou para Meg, algo em seu interior dizia que seria extremamente errado e ofensivo oferecer vitae a uma anciã que certamente saberia como funciona o laço de sangue de maneira talvez até mais precisa do que o próprio cainita em sí. Ele deixou a garrafa na mesa da cozinha e voltou com aquele sentimento de culpa intrincado em coração, 

E se ele tivesse oferecido a garrafa como ele queria, o que poderia ter acontecido ? 

Ao voltar para a mesa os belo olhar da Toreador se hocou com o dele e admirado, Rugall nunca tinha percebido o quão sexy a primogeno Toreador poderiar ser. 

Meg : - Em pensar que você veio aqui por causa de Elisha Hurley, você sabia que ela queria transforma-lo em Zelador do Elísio de Newark a 4 anos atrás ? 

Rugall Teste de Carisma + Etiqueta Diff 7 . = 3 sucessos

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Ter Fev 13, 2018 12:32 am

Vallek Morton
- PDS 8/14
- FDV 7/7  
- Vitalidade Ok

O conselho de Vallek apenas evelou o quão resistente sua mente era e aquilo de fato chamou a atenção não apenas de Elisha mas todos os vampiros malkavianos ficaram perplexos com o conselhos de Vallek, de fato nada era tão fácil quanto Vallek havia dito, mas de fato era simples. Vallek se lembra de ter visto Mantus, Annabelle sere sucumbidos a magika mental de Adonnis, o vampiro sabia que havia conseguido ser mais forte mentalmente mas ao olhar para alguns malkavianos ali ele certamente saberia que nem todos teriam a mesma força mental que ele. Mas o importante é que eles sabiam que não deveriam desistir. 

Purple : - Você falou muito sobre o Sabatth, mas não deixou claro sobre a Camarilla. O que faremos com eles ? - Disse um malkaviano negro e alto de cabeça lisa. Aquele vampiro era tão musculoso que mais parecia um Brujah, mas sua ersonalidade precisa o diferenciava daqueles instáveis cainitas. 

Elisha : - Nosso pai alertou que todos os podem ter a chance de serem iluminados, mas a Camarilla não é cabeça dura como o Sabbath, eles são meticulosos e ceticos, com seus alastores poderosos e antigos o suficiente para tentar nos destruir, a camarilla precisa ser destruída, talvez alguns poucos se tornem escravos mas a maioria precisa ser destruída antes que eles fiquem mais fortes. Mas o objetivo esta noite é a NOM, eles são nosso principal impasse para o objetivo do pai de libertação do rebanho mortal.  estejam prontos em pouco tempo, esperarei vocês no comboio para a viagem ainda essa noite. 

Depois da ordem eles se dispersaram, algum foram em busca do alimento no celeiro, outros atrás de armas no comboio ou de seus objetivos pessoais. 

Vallek que estava a ouvir o objetivo de Elisha sentiu a impressão de estar sendo observado, ele olhou pela janela e viu encostada na cerca a imagem de Elizie, poderia ser apenas uma miragem ou sua mente lhe pregando peças mas ela estava ali, com uma roupa gótica de cowgirl que misturava elementos country com o negro da morte, um chapéu negro rasgado semelhante ao de Allen enquanto ela girava um punhal na mão com as presas a mostra. 

uma voz na mente de Vallek então resmungava 

- Faça disto o seu presente pessoal...

Uma sombra se projetou logo atrás da figura de Elizie, parecia que ela não estava sozinha se é que era realmente ela. Allen percebeu a inquietação de Vallek, mas nada disse, todo o restante da tripulação malkaviana se dispersou assim que Elisha permitiu e a cozinha ficou um pouco mais vazia apenas com Vallek e Allen. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Ter Fev 13, 2018 12:52 am

Herick Draven
- PDS 12/15 
- FDV 4/7  
- Vitalidade Ok


2x Facas de Combate (Dano F+1, Diff-1, FN1, Tamanho 15cm, Ocult j)

Havia pelo menos 4 vampiros se alimentando dos coyotes naquele momento, 3 deles eram membros da seita Sabbath e antes que Herick pecebesse apenas ele havia terminado de se alimentar. O vampiro respondeu o Tzmisce e seguiu seu caminho em direção ao comboio de armas, havia um grande numero de metralhadoras M4A1, de fato alguns detonadores dos quais o vampiro pegou, mas apesar dele saber com precisão que aqueles dispositivos eram explosivos plásticos, a quantidade necessaria para a explosão ainda era incerta, ele apenas pegou uma quantidade aleatoria que ele achou suficiene para realizar uma explosão. um dos malkavianos observou as ações de Herick mas nada disse até o momento. O malkaviano era o magro de cabelo black power, aparentemente era ele quem iria dirigir o caminhão. encontrar munição para a sua PSG-1 não era problema ele carrou mais 4 pentes de 5 balas com ele mas percebeu que não havia mini metralhadoras e carregar metralhadoras ou mais armas seria muito desconfortavel e desengomçado para ele. As munições do rifle já eram uma boa aquisição para a sua jornada. 

Quando esava prestes a sair do comboio percebeu a chegada de Elisha, ela se aproximou dele e tocou seu rosto de maneira suave enquanto disse. 

Elisha : - Está pronto meu guardião ? Uma vez que conseguir o nosso Hind -D nos procure pelos céus, estaremos viajando de caminhão, quero que de sinal pois algum irão subir com você assim que vc trouxer o heicoptero, atacaremos pelo ar e pela terra. 

Herick escreveu:Teste de Percepção + segurança Diff 6. = 1 sucesso

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Bahamut em Ter Fev 13, 2018 1:30 am

Rugall mudou de decisão, talvez para melhor. Entregar o seu próprio sangue para a anciã tomar teria sido no mínimo indelicado. Ela é uma criatura bem mais antiga que ele e com experiência em vários aspectos, o que poderia transformar o ato de indelicadeza em um erro fatal.

A capacidade de Rugall sentir atração física estava deveras diminuída, devido a recentes acontecimentos, mas mesmo assim a beleza arrebatadora de Meg o impactou de forma inesperada. Sua presença era imponente e sua beleza avassaladora. Um mortal qualquer estaria aos seus pés agora.

Rugall: - Desculpe a minha indelicadeza. Fui buscar um drink mas parece que o meu estoque pessoal já acabou. Estive tão entretido aqui sozinho flertando com a noite que não percebi o quanto já bebi.

Rugall então posicionou a sua cadeira, de forma que ficasse frente a frente com a vampira, sentindo a brisa suave da noite trazer o perfume dela para o deleite do tzimisce.

Rugall: - Sinto-me lisonjeado por sua presença. É uma honra poder conversar com você com tanta proximidade. Eu o teria feito antes, mas receio que na ocasião forças externas impossibilitaram a minha aproximação.

Eu sinto muito pela noite que teve, ao menos até agora. O que eu puder fazer tornar sua noite mais prazerosa eu farei. Ah, e não se preocupe quanto aos assuntos que discutiremos. Eu sei bem como apreciar e respeitar a sagrada intimidade. Além do mais, perguntas inconvenientes só servem para irritar e testar a paciência. Eu não ousaria estragar essa noite deliciosa com frivolidades desta estirpe.

Rugall ajeita seus cabelos para ter uma visão melhor do rosto e do corpo de Meg. Suavemente coloca uma de suas mãos próximas ao seu queixo, deixando um dos dedos se erguer levemente até quase chegar à sua boca.

Rugall: - Você comentou de Elisha! Sim, eu sabia de suas intenções. Eu mal a conheci para falar a verdade, mas a proposta me pareceu interessante no momento. Confesso que nos acontecimentos que seguiram me fizeram amaldiçoar o momento em que resolvi vir para New Jersey mas no fim, parece que a semente irá crescer e me trazer bons frutos.

Rugall conversava com Meg com naturalidade. Ele sabia que ela era uma figura poderosa e perigosa, mas ele explorou a sua forma de lidar com as pessoas somado ao fato de ela ser do clã Toreador de forma a tentar fazer disso uma vantagem. Ele pensa que talvez, da próxima vez em que eles tiverem uma conversa, ele tenha usado os dons de sua linhagem cainita para se fazer mais agradável fisicamente. Com certeza ela ficaria encantada e mais relaxada em conversar com um rugall ainda mais belo.

Rugall: - Bem minha cara, quanto ao motivo pelo qual entrei em contato. Eu diria que é um certo apelo. As coisas estão acontecendo um pouco rápido e eu me vejo no momento com a necessidade de pessoas competentes e confiáveis no ramo da moda para me auxiliar no manejo do novo empreendimento a mim confiado. Acredito que por ser uma pessoa com vasta experiência e vivência no ramo, que talvez você conheça alguém que possa me indicar para preencher algumas vagas na produção da revista. Cobriremos a vinda de Rihanna para o seu show e confesso que estou ansioso em colocar a equipe do meu salão para cuidar da maquiagem dela em todas as etapas enquanto ela estiver por aqui.

Tudo parecia correr bem naquela fatia da noite. Parecia que o acontecimento com Diana já havia se passado a eras e a noite abraçava os dois cainitas com ternura, entretidos em uma conversa de forma tão natural e sadia como a de bons velhos amigos.

Rugall: - Você disse já ter pousado nessa suíte em noites passadas. Vou usar o passe livre que você me deu para perguntar como foram essas estadias. Teriam sido motivos estritamente profissionais ou você conseguiu aproveitar bem o deleite e o conforto das acomodações para se permitir momentos mais, como posso dizer, aprazíveis?

Rugall queria aproveitar a noite, queria aproveitar a presença de uma visita tão magnânima e não iria atrapalhar o momento focando em perguntas diretas e necessidades imediatas. Trabalhar com a delicadeza e o refinamento das palavras seria mais do que um contentamento para Rugall, que aproveita o momento para conhecer um pouco mais sobre o modo de vida e a forma de pensar de Meg.
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Fuuma Monou em Ter Fev 13, 2018 2:53 pm

O plano de Elisha está se desenrolando na mente de todos. O tal Herick irá até o esconderijo da Anciã para recuperar um helicóptero, onde alguns membros serão transportados até o local do ataque. Outro grupo seguirá por terra, junto ao comboio militar. "- Mas onde nós ficaremos?" Esta é uma dúvida... cada vez mais tenho a certeza de que nós, o Insight, seremos usados e descartados. Isso alimenta meu ódio. As palavras de Darko ficaram marcadas em minha mente. Eles são os culpados pelo que aconteceu, eu tenho certeza, e as palavras de Valek são mais do que suficientes para me convencer de que, no mínimo, eles estão tão desconfortáveis com a nossa presença quanto eu com a deles. Há algo de muito errado com tudo isso, mas somente conversando com a Ductus os pontos poderão ser unidos em minha mente.

Lars ainda está do meu lado enquanto Madson vai ajudar a Serpente. Elisha responde minha pergunta de foram enigmática. Embora eu tenha conseguido compreender a maior parte do que fora dito pela Cainita, varias outras dúvidas se formam. Ela tenta falar como se compreendesse nossa forma de pensar, mas eu sei que não. Contudo, ela acertou em suas palavras: não hesitarei em destruí-la pelo que ela fez conosco naquela noite. Tudo depende da oportunidade....

"- Uma rede que controla os humanos... os colocando em conexão direta com outras mentes mais poderosas." - Então é isso que, em princípio, iremos destruir. Certamente ela nos colocará na linha de frente para receber as defesas do lugar antes de enviar seus subordinados. Após a Anciã terminar de falar fico esperando que Keyla diga algo sobre nossa posição naquilo tudo. Assim que o assunto se extinguir, saio da sala e sigo para o lugar onde os coiotes estão depositados. Preso em meus pensamentos não percebo que a Ductus está ao meu lado, mas logo a vejo. Finalmente terei meu momento para conversar à sós com ela.

Olho para os lados à procura de alguns dos homens de Elisha (Percepção). Assim que me vejo realmente sozinho começo a falar:

- Em um momento me foi dito que você estava morta e no outro descubro que você foi a responsável por me salvar, transformar Madson - um Lacaio - em Cainita e nos aglomerar com essas criaturas. Antes de ser destruído, Darko me disse que tinha certeza de que eles, principalmente este tal de Valek, fora responsável pelas ondas de ataques da Besta que eliminaram o Sabá, por que nos associar a eles? - Espero pela resposta de Keyla. - Você sabe melhor do que eu qual a intensão desses Loucos. Eles vão nos usar de escudo "vivo" para seu ataque... no mínimo, mas tenho certeza que tentarão nos destruir ao final de tudo. Precisamos dar um jeito de controlar a situação. - Continuarei conversando com Keyla até chegarmos ao local onde os animais estão. Preciso entender o que está acontecendo para montar um plano de ação eficaz, Nós não seremos usados como brinquedos por Elisha.

Assim que chegamos, me alimento de quantos animais for possível.

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Undead Freak em Qua Fev 14, 2018 1:33 am

Eu me calei. Percebi que todos ali acharam minhas palavras interessantes, de alguma forma; no entanto, não cabia a mim tomar conta dos discursos. Eu tomei um olhar vago, encarando o nada. Parecia que eu não estava atento, mas na verdade eu estava apenas aguardando a voz de Elisha soar entre nós mais uma vez.

- Você falou muito sobre o Sabatth, mas não deixou claro sobre a Camarilla. O que faremos com eles ? - Disse um malkaviano negro e alto de cabeça lisa. Aquele vampiro era tão musculoso que mais parecia um Brujah, mas sua ersonalidade precisa o diferenciava daqueles instáveis cainitas.

- Nosso pai alertou que todos os podem ter a chance de serem iluminados, mas a Camarilla não é cabeça dura como o Sabbath, eles são meticulosos e ceticos, com seus alastores poderosos e antigos o suficiente para tentar nos destruir, a camarilla precisa ser destruída, talvez alguns poucos se tornem escravos mas a maioria precisa ser destruída antes que eles fiquem mais fortes. Mas o objetivo esta noite é a NOM, eles são nosso principal impasse para o objetivo do pai de libertação do rebanho mortal. Estejam prontos em pouco tempo, esperarei vocês no comboio para a viagem ainda essa noite.

A verdade é que nós não nos encaixávamos mais em seitas. Uma era retrógrada demais com sua visão absurda tomada de ceticismo, como a anciã mencionou. A outra... Bem, o que eu poderia dizer? Eu nem precisaria ler a mente deles para saber que estão pensando em como o filho da puta traidor do Vallek Morton e esses outros loucos de merda os arruinaram. É óbvio que essa brincadeira não vai dar certo entre nós.

Algo ou alguém nos observava. Instintivamente me virei para a janela e eu a vi... Estava mesmo lá? Ou estava vendo coisas?

Minha criança... Minha amada Elizie!

Por que ela estava vestida assim? Suas roupas lembravam um pouco as roupas de Allen. Era uma mistura de roupas góticas com faroeste? O chapéu lembrava o chapéu de Allen. Ela estava com as presas expostas, me encarando. O punhal estava na mão, e uma maldita voz me assombrava, ressoando em minha cabeça.

– Faça disto o seu presente pessoal.

Os demais começaram a se dispersar, cada um indo em uma direção e fazendo algo específico, como buscar armas ou alimentos. Subitamente senti uma sensação desagradável de algo de fora estar nos espionando. Vi uma sombra se projetando atrás dela. Elizie – se é que era ela – não estava sozinha.

– Não... Não... – Tapei os olhos com as mãos e depois deslizei os dedos para o topo da cabeça. Não sabia exatamente o que estava acontecendo, mas deduzi que um dos sabás “me sondou”, pegando algo pessoal da minha mente para usar contra mim, como uma garantia de segurança. Seria mesmo isso? Se fosse, eu não iria tolerar ataques pessoais.

– Eles merecem morrer. Eles todos merecem morrer...

Vi que Allen estava na minha frente. Eu olhei para ele por um minuto e então saí na direção da figura. Eu queria saber o que estava acontecendo lá fora e o que falavam aqueles malditos.
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Bad em Qui Fev 15, 2018 1:31 pm

Tom terminava seu show, sua mente sempre foi um turbilhão de pensamentos, mas agora estava um poço de incertezas e duvidas, algumas duvidas que não deviam existir, ele não entende o que pode ter ocorrido, muito menos o que esta acontecendo, ele junta seus instrumentos e leva consigo para fora do palco, iria caminhar lentamente evitando o publico maior, para não precisar ter q lidar com as pessoas e se direcionaria até a mesa aonde condado estava. chegando na mesa caso não for interropido durante sua trajetoria tom iria abordar de uma forma simples e sarcastica;
- Grande honra ter a presença de pessoas tão ilustres, acredito que apreciaram a musica?

Sem esperar a resposta Tom ja iria sentar-se a mesa para se apresentar como mais sociavel, iria se apresentar a moça...

- Desculpe minha falta de modos, Me chamo Tom Halley um prazer conhecer a atual companhia de um velho amigo.

Tom não precisava mais tratar condado como antes, agora ambos eram criaturas da noite, Tom sabia da extensão do poder de condado, mas tambem sabia como lidar com aquele ser, não iria passar dos limites, até por que o menor dos desejos de tom seria mais um inimigo nesse momento.
avatar
Bad

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 25
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por mitzrael em Dom Fev 18, 2018 8:18 pm

Herick seguia ate sua mentora apois se alimentar respingo de sangue ainda estava em seu corpo metalico .

Elisha : - Está pronto meu guardião ? Uma vez que conseguir o nosso Hind -D nos procure pelos céus, estaremos viajando de caminhão, quero que de sinal pois algum irão subir com você assim que vc trouxer o heicoptero, atacaremos pelo ar e pela terra.

Herck : sim senhora serei o mas breve possivel , sei o quanto a senhora vai precisar de todos nessa empreitada minha senhora aqui esta os esplosivos leve com a senhora no caminhao não sei o que poderei encontrar no caminho da ultima vez aquelas aranha estavam em meu caminho . assim serei mas rapido .



Herick acenava com a cabeça e assim seguia o caminho para chegar ate a casa onde estava o helicopetro .

pensando : espero que o caminho se encontre livre não posso perder tempo para fazer meu plano sem nem um erro .

gasto 1 de sangue para ativar minha rapides .

Twisted Evil Twisted Evil
avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Dom Fev 18, 2018 11:57 pm

Rugall Salles
- PDS 8/10 
- FDV 6/6  
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)

A conversa entre Rugall e sua convidada estava muito agradavel. Rugall se sentia bem na presença de Meg e a moça estava muito relaxada naquele ambiente, ela não tinha a necessidade de comedir suas palavras ou seus movimentos, ela ainda era aquela elegante mulher mas ela não tinha o medo de falar alguma coisa errado. Afinal Rugall estava sendo um cavalheiro formidavel aquela noite. 

Meg: - Humm... Compreendo perfeitamente onde quer chegar e eu posso te propor uma forma irrecusavel de contrato. 

A vampira demonstrou interesse no pedido de Rugall, viu que ela gostava de números, em seu celular ela mostrou uma de suas contas bancárias e dinheiro não era problema nem para ela e nem para Rugall. 

Meg: - Investir pode uma aposta arriscada, se der certoserá muito  bom pra você mas se não der certo. Você afundará sozinho. Elisha e eu fomos contribuintes por muitas decadas, hoje eu tenho muita coisa de nosso imperio. Roupas, modelos ... Tudo o que precisar para as fotos de suas revistas eu posso te oferecer, você não precisará correr atras de muita coisa, mas eu quero 40% da revista e o meu investimento para a contratação de modelos, locações, roupas e funcionários, você não precisará se preocupar. O que acha dessa sociedade ? 

A proposta de Meg era muito boa mesmo, isso pouparia Rugall e suas servas de procurarem muita coisa. 

Meg: - Este lugar é um refugio perfeito, não é como a agitada Jersey City ou turbulenta como Treaton. Newark sempre foi a cidade que mais me admirei em viver. Nós tinhamos um Elisio, uma Capela Tremere aqui. Tudo se perdeu...Mas esse prédio se mostrou resistente a investida Sabá. Adam Bredley gastou uma fortuna neste lugar. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Seg Fev 19, 2018 1:24 am

Tom Halley
- PDS 14/14
- FDV 4/5
- Vitalidade OK

Como era esperado por Tom, assim que ele desceu do palco, algumas pessoas de fato impediram um pouco a sua passagem, muitos queriam apenas bater no ombro do musico ou dizer-lhe o quão adorável havia sido a melodia que ele tocou naquele momento. O sentimento que Tom Halley sentia naquele momento era de completa perfeição, o aude de suas habilidades impressionavam a ele mesmo e ao publico a sua volta naquela praia inimaginável.

 Seu caminho até a mesa não foi demorado, mas também não foi rápido demais. Quando ele se aproximou a moça escancarou a boca em forma de surpresa enquanto comprimentava Tom apertando sua mão de forma delicada.

- Eu não sabia que você era um homem tão talenteoso ! 

Ainda admirada a moça apenas se sentou quando o malkaviano o fez, Condado permaneceu inerte desde a chegada de Tom. Os dois se entre olharam assim que Condado ergueu um pouco a cabeça, seu rosto estava parcialmente uma caveira, ossos e carne viva na parte que ficava um pouco mais escondida pela sombra do grande chapéu. Uma visão tenebrosa e horrivel de se observar. Parte de seus lábios da parte "comida" mostrava seus dentes amarelos. Ele também parecia estar cego de um dos olhos pois o mesmo estava fechado. 

Condado : - A muito tempo eu não te via Halley. Espero que tenha sentido a minha falta, vive esse mundo sozinho foi cruel demais para mim. Você já fez a mudança então...

Condado segurou a mão da moça que ficou com um olhar de tristeza. 

- Condado passou por muita coisa. Mas ele está bem agora. Como vocês se conheceram ? Foi antes ou depois de você ter você ter sido traido por Antony e ser levado para a corte da Camarilla ? 

A moça parecia conhecer bem termos que apenas vampiros deveriam conhecer, talvez fosse uma carniçal, apesar de ser bem palida ela também poderia ser como um deles, quem sabe.

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Bahamut em Seg Fev 19, 2018 2:44 am

Rugall escutava enquanto Meg falava com ele. As palavras saíam de sua boca como se cantadas suavemente no pé do ouvido. Sua fala era doce, envolvente seu olhar penetrante e o corpo parecia falar junto com as palavras. Ela não respirava mas mesmo assim o seu corpo tinha um balanço, um jeito selvagem, algo tão encantador que beirava o predatório.

Ela conduzia a conversa de forma muito interessante. Para Rugall a ideia de uma sócia que possa facilitar os negócios e diminuir as dores de cabeça pode ser de grande valia. Mas os 40% ainda estavam um pouco salgados para Rugall. Não que ele fosse mesquinho, mas negócios são negócios.

Rugall: - Já sentiu o cheiro da noite? Cada noite tem um cheiro peculiar. Varia com o tempo, umidade, combustível queimado e outras coisas. Essa noite em particular tem um aroma muito agradável. Esse ar me faz desejar a noite de forma mais profunda. É um aroma que faz meus instintos me dizerem o quanto essa noite me quer e que me trará muito prazer. Já sentiu isso alguma vez Meg?

Rugall infla o peito vagarosamente, fechando os olhos por um instante e então volta sua atenção para Meg.

Rugall: - Eu achei a sua proposta tentadora. Realmente sua ajuda será de grande valia nessa empreitada tão importante. Mas eu estava pensando em uma participação, digamos, de 30% nos lucros, o que já é uma quantia bem generosa. Entendo os gastos que terá, mas o que acha de colocarmos todos estes gastos no encargo da empresa e simplificarmos as coisas?

Rugall mantinha a classe e a etiqueta. Ele procurava tocar nos negócios mantendo o ar amigável e respeitoso, sem perder o nível de apreciação que estavam tendo com a companhia um do outro.

Rugall: - Realmente, este lugar é adorável. O senhor Bredley realmente tem muito bom gosto. Fico triste em saber que tanto foi perdido pelo Sabá. Sei que pode parecer estranho eu estar dizendo isso, mas não tenho simpatia alguma para com o Sabá e a sua ideologia. Eles se dizem serem superiores e que os humanos são apenas gado. Isso qualquer vampiro com o mínimo de bom senso já sabe. O que eles não sabem é que o gado bem tratado, bem alimentado e bem protegido, produzem o melhor leite e a melhor carne.

Rugall se ajeita na cadeira, colocando um dos braços para trás e apoiando o outro braço no encosto da cadeira, encostando a mão na frente de sua boca.

Rugall: - Diga-me Meg, como é a noite aqui em Newark? Muitos lugares interessantes para visitar?
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Seg Fev 19, 2018 8:37 am

Danio Benneti 
- PDS 7/14  (4 pds recolidos dos animais mortos restantes)
- FDV 1/7  
- Vitalidade -2 Ferido Gravemente Agravado

O La sombra e sua Ductus caminharam para o lado de fora da fazenda, a oportunidade para conversar finalmente havia aparecido. Keyla não estava muito sociavel, parecia muito perdida em seus pensamentos. Ela sempre foi reclusa e avaliadora, sua inteligência já era notória por parte de Danio e ele certamente sabia que ela havia avaliado cada detalhe daquela aliança comprometedora com o clã Malkaviano. Aquela raça era completamente instável e Benneti sentia isso a cada dialogo que tinha com seus integrantes. Eles avançaram pela reúva que balançava com a força leve do vento frio daquela noite, as queimaduras do ultimo conflito ainda faziam Danio lembrar da dor de maneira profunda e antes de chegarem ao celerei ao qual Herick e Nihrrtak estavam, Keyla diminuiu o ritmo. 

Keyla : - Madson Carter foi uma peça essêncial para que eu pudesse encontrar você, a ligação que ela tinha com o seu sangue nos fez encontra-lo. Darko me enviou a localização dela antes do seu fim, transforma-la em minha prole só foi necessario para que ela pudesse me proteger na viagem, quanto mais força Madson tivesse, mais forte o Insight ficaria. Eu estive quase morta aqui em Sussex de fato, o sabá foi deflagrado em New Jersey e e acordo com as informações de Lars, grande parte dos Oasis que tinham em New York também foram destruídos, O Arcebispo Samus desapareceu e nenhum contato de AltoBello foi recebedido desde a viagem a ultima Palla Grande no Novo Mexico, toda a America se reuniu para tentar conter a ameaça malkaviana, meu objetivo...

Keyla cessou suas palavras e esperou Herick partir ficando apenas o Tzmisce, Danio e ela no celeiro, restaram poucos coyotes que Nihrrtak fez questão de quardar para o La sombra se alimentar, o curioso é que o Tzmisce moldou os animais de forma que eles se parecessem com recepientes de sangue como grandes copos que comportavam uma grande quantidade de Vitae. Danio aproveitou o tempo para se alimentar e saciar sua sede de sangue incondicional. 

Keyla : - Meu objetivo é fazer com que um de nós simule sua própria morte neste confronto e viaje até Detroit em Chicago, lá é o local mais seguro para a nossa seita, Danio. Você pode ser essa pessoa. Lars é muito chamativa, uma vez que consiga chegar em Chicago você precisa encontrar a Inquisitora Lady Lucy e explicar a situação de New Jersey, eu não confio que Elisha nos deixará livres. então fingiremos ajuda-la e no primeiro combate que tivermos você some e segue para Chicago. Acha que pode fazer isso mesmo ferido ? 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum