New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Sab Mar 31, 2018 1:50 pm

Herick Draven
- PDS 11/15 
- FDV 2/7  
- Vitalidade Ok

Algo estava começando a fugir do controle, Herick sentia que a voz estava tentando manipular a sua vontade, o vampiro sempre foi contra o controle de suas vontade, sua liberdade sempre foi o seu maior objetivo. Por esse motivo, Herick reuni toda a força de vontade que tinha para mesmo com toda aquela dor, revelar que o motivo de Elisha estar naquele abrigo era explodi-lo para destronar o controle da NOM sobre todos os humanos atraves do uso da tecnologia. 

Herick teste de Instinto Diff 10. = Falha Crítica

Mas havia um preço...

As palavras proferidas por Herick apenas despertaram a voz em sua cabeça em um tom ainda mais alto. Nissiku que estava na mente de Herick berrou de tal forma que Herick sentiu como seu cerebro estivesse prestes a virar uma pasta derretida, com uma das mãos na cabeça e a outra socando o chão. Herick começava a perder o controle sobre suas ações. O mundo ficava vermelho, ele conseguia ver a reação do homem a sua frente assustado tanto pela informação quanto pelas ações de Herick que estava prestes a rasgar o homem ao meio com suas garras quando ele é mais uma vez teletransportado desta vez para um campo escuro parecido com um centro de treinamento a céu aberto. 


Havia dezenas ou milhares de cranios pelo chão. As paredes eram destruídas por tiros, em meio a tudo Elisha estava gravemente ferida no chão, mas ela parecia feliz por ter visto Herick, ela então dizia. 

Elisha : - Você estava certo o tempo todo meu guardião... Que bom que você está aqui ! Eu preciso de sua ajuda. Estou morrendo e a NOM está assumindo o controle com suas maquinas, não irei durar muito tempo...

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Bahamut em Sab Mar 31, 2018 8:55 pm

Demorou um pouco para que Lilly e July subissem, acompanhando o delegado até a suíte do hotel. A sala era bem ampla e deveras confortável. Rugall já preparara a garrafa com seu vitae e duas taças para degustação quando os três adentravam na sala. Rugall não pode deixar de esboçar um sorriso ao ver o delegado Jones entrar. Lilly se adiantou para passar para seu mestre sobre as perguntas do delegado e estava um tanto ansiosa para tal quando foi interrompina pelo Delegado, que ansiava por saber de sua sobrinha.

Rugall: - Senhor Jones, é um prazer recebe-lo aqui.

Rugall cumprimentou o delegado antes de falar com Lilly. O delegado também estava um pouco afoito, mas Rugall acredita que seja uma mistura de sensações. a ansiedade por saber de sua sobrinha e o fato de estar em um local tão majestoso. Em seguida Rugall puxa Lilly levemente pela cintura e fala baixo no seu ouvido.

Rugall: - Obrigado meu anjo mas não se preocupe. Sente-se com July no sofá se quiser, aproveite o deleite do lugar. Mas não se esqueçam da tarefa que lhes passei.

Lilly veio até Rugall sem oferecer resistência. A mão do vampiro parecia ter uma reação no corpo da carniçal que a deixava sem forças para resistir. Quando Rugall falou em seu ouvido ela baixou a cabeça e fechou levemente os olhos mas sem deixar que o delegado percebesse. Rugall não havia dito nada de mais mas a voz dele próximo ao seu ouvido provocava uma reação que percorria o seu corpo e acelerava o seu batimento cardíaco, assim como a sua respiração. Depois que ela se despediu e foi em direção ao sofá aonde July se instalara, percebera que a reação criada pela voz de Rugall também atingira sua genitália, deixando sua calcinha molhada.

Rugall então mostrou ao delegado aonde se sentar e sempre com um sorriso no rosto. As palavras do delegado ao colocar o desejo de se aposentar, acendem uma pequena luz dentro da cabeça do vampiro, trazendo algumas idéias para introduzir na conversa.

Rugall: - Jones, meu caro Jones. Não o vejo desde... quando foi mesmo? Ah sim, estávamos com a imprensa. Já faz algum tempo que gostaria de convidá-lo para conversarmos um pouco e nos conhecer melhor.

Rugall sentava em sua cadeira, olhando firmemente nos olhos do delegado. Sua visão periférica não deixava de analisar o sofá branco aonde July e Lilly se sentavam. Conversavam entre si, mexiam nos celulares e trocavam discretamente algumas intimidades entre si, Algo que só quem as conhecesse bem poderia dizer com clareza.

Rugall: - Sinto muito pelo fato de você não conseguir falar com Diana. Creio que a culpa é minha. Tive que mandar ela para o Canadá a negócios e foi tudo muito rápido. Ela não teve tempo de avisar aos familiares sobre o seu paradeiro e os assuntos que ela está atentando ocupam muito do seu tempo e atenção. Eu mesmo recomendei a ela que não falasse com ninguém até voltar, para que nada atrapalhasse o seu foco. Peço mil perdões por isso meu amigo.

Rugall então se ajeita melhor na cadeira, ajeita seus cabelos e alcança a garrafa com o líquido vermelho e uma taça.

Rugall: - Aceita uma bebida? Eu sempre guardo uma garrafa deste néctar comigo. Esta bebida é raríssima e só é produzida em uma pequena aldeia do leste europeu, e como bom Casanova que sou, sempre dou um jeito de ter uma ou duas garrafas comigo. Ainda assim é muito difícil de conseguir uma garrafa. Tem algo a ver com o clima, o solo e os ingredientes usados. Pouquíssimas pessoas conhecem esta bebida e o valor dela também é pouco convidativo. É chamada de Ignis Rubrum e possui um sabor incomparável. Guardei esta garrafa para o dia em que tivéssemos um encontro mais agradável e descontraído.

Rugall então derrama o conteúdo da garrafa na taça e serve o delegado, deixando a garrafa em cima da mesa, ao alcance do senhor Jones.

Rugall: - Engraçado você comentar sobre sua aposentadoria e sobre bredley. Ele e eu tivemos uma pequena conversa sobre você e o seu papel na cidade e concordamos com o fato de que você está sendo um elemento importantíssimo e no momento é a pessoa mais indicada para fazer o que faz. Sem você como delegado nossa situação não seria das melhores. O crescimento de New Jersey depende muito do seu bom trabalho e tenho orgulho de conhecer um homem tão competente e dedicado. Tenho certeza de que Bredley tem pura consciência do esforço que você dá todo dia para manter esta cidade em ordem e segurança e que merece um devido descanso para poder aproveitar mais a sua vida e a sua família e sei que isso acontecerá em breve. Até lá, fico feliz em saber que posso transitar novamente pelas ruas sem ter muito com o que preocupar.

Rugall procura manter sempre o contato visual com os olhos de Jones. Os acontecimentos dessa noite podem trazer muitos frutos positivos para o vampiro. Ele não pode arriscar ter uma cria agora pois teme que o seu sangue crie um membro de sangue fraco, o que seria vergonhoso para ele e para sua cria e também entregaria de bandeja a distância da sua Geração. Qualquer um com essa informação pode usar isso contra Rugall, uma vez que isso seria tido como um ponto fraco. A maioria dos vampiros que ele tem contato são mais antigos e o poder de seu sangue supera os de Rugall facilmente. Até o momento Rugall imagina que sua geração seja desconhecida e ele prefere que as informações sobre ele permaneçam o mais incógnitas possíveis.
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Undead Freak em Dom Abr 01, 2018 1:27 am

Havia um misto de sensações que se tornava mais forte a cada passo que eu dava em direção aquele refúgio mais uma vez -- um misto de sensações, carregado de lembranças.

Pelo olfato eu podia sentir um cheiro repugnante de ferrugem a muito esquecida; já pelo tato, era possível sentir um frio quase palpável, misturado na penumbra do local, que não era apenas absoluta graças a parca, tímida luz da lua e das estrelas acima de nós, que adentrava sem pudor através da porta e dos diversos buracos no cimento. Muitos desses buracos pareciam ser feitos por projéteis. Levando em conta que Allen esteve nesse local, me perguntava, meio que de forma tola, se parte desses furos ou mesmo todos eles não foram feitos pelas armas do meu grande camarada. Não foi preciso perguntar a ele, visto que ele, com um prazer entorpecente de lembranças antigas, passava a mão sobre o concreto esburacado -- muito provavelmente fazendo uso do Auspícios para intensificar a sensação do tato e, consequentemente, da nostalgia.

Eu sinceramente não prestei muita atenção a quem vinha logo atrás de mim. Sabia que ao menos dois dos sabás estavam próximos, mas não parei para averiguar com precisão. Nos deparamos com um elevador. Antes esse elevador possuía um dispositivo funcional de segurança, que exigia senha para liberar o uso ao elevador. Agora ele estava totalmente aberto. Era possível que Elisha a tivesse usado. Em caso positivo, isso significava que ele ainda estava em condições de ser operado.

Vamos averiguar isso...

Off: Toque do Espírito, Auspícios 3, no elevador.

Conforme avançamos mais para dentro, escutamos um estrondoso som. Uma porta, que não deveria pesar menos do que cinquenta toneladas, tombou e nos lacrou dentro do local, levantando uma grande nuvem de poeira. Elizie e eu giramos assim que a porta se fechou, mas todos reagiram da mesma forma -- tapando os olhos -- assim que todo aquele pó levantou.

Selados na penumbra, a minha nova visão, presente do abismo, entrou em ação imediata. Tudo era preto e branco naquele momento, mas a escuridão não mais me incomodava. De todos nós, Keyla parecia ser a única que não conseguia se situar na falta de luz, tendo que se escorar no Tzimisce do grupo, deixando evidente a sua situação de fragilidade.

Allen escreveu:- Agora somos só nós 5...

-- Me pergunto se essa porta se fechou por acidente ou por má intenção de alguém... Vamos ver.

Off: Olhos do Caos, Demência 3, na porta.

Foi nesse momento que recebi, através da teia, uma mensagem de Elysha.

Elysha escreveu:- Acabei de Alcançar o andar mais subterrâneo desse lugar, o andar B4 e estou com os explosivos, tive de me separar para manter a ofuscação ativa vocês estavam chamando a atenção. Se tudo ocorrer bem nós terminaremos essa missão de maneira mais fácil que eu havia imaginado.

Aparentemente eu não fui o único que recebeu a mensagem. Pela reação no rosto de Allen e de minha criança, eles também tinham captado as palavras da anciã.

-- Sinceramente eu não acredito que essa missão vai ser completada tão facilmente quanto nossa estimada anciã acredita... Estão todos bem? Estão todos bem alimentados?  Posso ver que Keyla está um pouco incomodada com a situação. É melhor você ficar próxima do nosso camarada tzimisce, afinal, entre todos que estão aqui, parece que você só confia nele.

Off: Minhas próximas ações vão depender das respostas que eu recebi do Auspícios e da Demência.

_________________
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por mitzrael em Sab Abr 07, 2018 4:07 pm

Herick tentava manter sua mente lucida mas era esprimida como uma laranja podre .

pensando : droga saia de minha mente , ninguem me controla sou o senhor de meu destino
muitos ja tentaram e muitos falharam .


Herick fala na tentativa de oprimir mas quando volta a si esta em outro lugar , ele pega um cranio e o esmaga com suas maos , quando ele ve um algo familiar era sua amada Elisha caida no chao bem castigada .

Herick corre ate ela e se ajoelha colocando a cabeça dela em suas coxas metalicas .

Não fale , eu temia que isso fosse acontecer fiz de tudo pra deter isso , falhei com vc amada , falhei com o grande pai , ele me deu uma unica missao e falhei .

Nao acredito que tudo que fiz foi envao , fique aqui Elisha vou acabar com ele juro que irei te proteger .


Herick beijava Elisha e via quanto ela esta ferida .

Twisted Evil Twisted Evil
avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Fuuma Monou em Sab Abr 07, 2018 4:54 pm

Ficando por último e vendo todos os membros daquela equipe estranha seguirem para dentro do complexo, aproveito o espaço para observar os arredores. "- Algo pode me permitir seguir com o plano ou preciso esperar por uma reação daquilo que a Anciã veio buscar para tentar uma fuga mais eficiente?" - Me pego pensando enquanto procuro por uma saída. De repente, algo toma conta de meu corpo... embora a sensação seja diferente dos ataques de Fúria que me perturbaram anteriormente. Meu corpo sede e me sinto cair ajoelhado no chão. Imagens surgem à minha frente: Keyla invocando seu corpo de serpente e tendo a cabeça arrancada, o sangue escorrendo pelo chão; Nihrrtak sendo perfurado por algo que nunca havia visto, algo que lembra as luzes que perseguiam o helicóptero, ouço seus gritos de dor enquanto pede ajuda; Lars, aquela que correra grande perigo para vir atrás de mim durante os ataques de frenesi, aquela por quem me enfiei em um território de guerra para salvar, estava presa enquanto seu coração é retirado. As imagens vão aparecendo como flashes, como se eu presenciasse todos os acontecimentos, tudo acontecia aqui e agora.

Sinto meu corpo sendo impulsionado para frente e só consigo me manter ajoelhado colocando ambas as mãos no chão. Logo que me estabilizo, um jorro de sangue cai no chão, saindo de minha boca. O líquido vermelho é sugado pela terra enquanto me recomponho. Levo minha mão direita ao rosto e arrasto o dorso para limpar o vitae que ficou em torno da boca. Nisso, sinto algo pegajoso próximo do nariz... uma gota escorrera de meu olho. Eu havia chorado, algo que não ocorria desde minha infância. Sento para tentar me recuperar. Inspiro e expiro, como um mortal tentando acalmar-se... o movimento contínuo tem por intuito trazer meu corpo e mente para o aqui e agora. Eu preciso tomar uma decisão: seguir em frente com o plano ou tentar buscar meus companheiros de bando de uma morte trágica....

Meus pensamentos estão focados em Lars. A sensação de derrota é gigantesca. Eu vi sua morte, sendo torturada por aquela criatura de quem jurei me vingar... quero correr em sua direção para ver o que está acontecendo. Hamlin ainda está ali. O que se passa em sua mente...

- Hamlin, venha cá. Me levante. - Digo esperando que o Caitiff venha me levantar. Assim que consigo ficar de pé, encosto-me no comboio e volto a falar. - O que está se passando em sua cabeça? O que você pretende fazer? - Ouvir sua voz pode ser o suficiente para colocar-me nos eixos. Com a porta do complexo fechada, mesmo que resolva seguir para perto da Gangrel, isso será impossível. Assim, volto a olhar os arredores do lugar a procura de uma entrada ou de uma forma de fuga simples (Sentidos aguçados + Percepção)

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 29
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Qua Abr 11, 2018 8:07 pm

Rugall Salles
- PDS 8/10 
- FDV 6/6  
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)

Jones era um homem de bastante idade e já havia sido um grande policial em sua juventude, Rugall não o conheceu quando ainda estava nas ruas mas Diana contou dezenas de histórias de como a sua integridade foi sendo destruída ao longo dos anos. Hoje o delegado é extremamente egoísta e isso se refletiu claramente quando ele declarou para Rugall que só ficou no cargo depois que Bredley lhe prometeu uma grande quantia em dinheiro. Talvez o Tzmisce não tivesse tanta dificuldade para persuadi-lo a ficar como delegado de Jersey City no fim das contas . 


A conversa se extendeu por um bom tempo. O delegado pareceu não perceber a diferença do gosto do vitae que assim que ingerido por um mortal se torna tão atrativo nas dosagens seguintes, de forma quase viciente. Jones pediu pediu mais e mais, enquanto discutiam sobre o futuro do estado e sobre o poder eercido por Bredley e o quanto Jones gostava do modo como o juiz lidava com as coisas. 

As meninas aproveitaram para fazer duzias de ligações, usaram seus contatos mas seu rosto de frustadas mostravam que as duas juntas não eram metade do que Diana era quando o assunto era finanças e influencia no mundo empresarial. Rugall escutou em algum momento July dizendo que estava pensando em ligar para o pai. Isso seria bom e ruim ao mesmo tempo. O senhor Jered Sanders era um influente Juiz e amigo de Bredley, talvez o futuro principe acabasse sabendo como Rugall estava conduzindo os seus negócios. O que poderia ser bom ou quem sabe não. 

No fim a conversa e a manipulação com Jones foi extremamente frutifera e fácil. O primeiro nivel do laço foi estabelecido e Jones parecia disposto a continuar a ser o delegado de Jersey City por mais algum tempo. 

As meninas por outro lado estavam frustradas por não conseguirem nada a noite toda. Lily evidentemente era mais uma guerreira do que uma articuladora e apesar de July ter seus contatos nenhum era bom o bastante para se confiar o controle de uma grande revista.

Naquele momento uma nova mensagem chega no celular de Rugall e apesar de não ter um remetente, o Tzmisce sabia que se tratava do seu mais novo amigo nosferatu. 


"Preciso de sua ajuda desta vez, minha prole encontrara você amanhã para lhe dar mais detalhes."

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Qua Abr 11, 2018 8:36 pm

Vallek Morton
- PDS 8/14
- FDV 7/7  
- Vitalidade Ok

Exatamente como da outra vez Vallek se aproximou do elevador para sentir a impressão psiquica deixada no elevador 

Vallek escreveu:teste de Auspicios 3 Toque do Espirito Diff 6. = 4 Sucessos

A imagem do numero 8 re apareceu exatamente como da outra vez. Como em um holograma de várias dimensões Vallek precisou dar alguns passos para trás e observar claramente toda aquela impressão psiquica na qual havia se conectado, ele estava mais ligado a aquele lugar do que antes, podia ver e sentir Elisha como se aquele holograma fosse realmente ela no momento em que ela e seu grupo apertaram o botão 8 para descer até o ultimo andar do subsolo. Em sincronia com a imagem de Elisha, ele também viu Sanders e vários outros tecnocratas transitando por ali como se fossem fantasmas do passado, aquele lugar já foi um dia um local movimentado como um predio secreto de informações. Sanders era bem mais jovem e deveria ter uns 20 e poucos anos na época em que usou aquele elevador pela ultima vez, Vallek percebeu que aquele lugar foi deixado para se tornar depois apenas a base de pesquisa do Thanatos e nada nada mais, as pessoas foram diminuindo o fluxo até que se tornou aquele lugar largado de fato. Tudo foi bem rapido. 

Elizie : - Olha ! Você fez funcionar ?! 

Talvez, a verdade realmente já estivesse funcionando, mas os outros membros ao lado de Vallek acreditaram que foi ele que fez o elevador funcionar, a luz que provinha do elevador clareou todo o local e em seguida uma segunda luz mais fraca e o som de um gerador ligando trouxe uma iluminação avermelhada de volta para o local. 

Vallek escreveu:teste de Demencia 3 Olhos do Caos Diff 9. = 1 Sucesso

O vampiro logo após o seu comentario fechou os olhos novamente ele ainda ouviu Allen falar algo de que ele preferia achar algum boneco de sangue naquele lugar, antes que seu corpo fosse completamente transportado para um breu total. Vallek tentou olhar para todos os lados mas nao viu nada, sentiu como se sua alma não estivesse em seu corpo mas sim no interior profundo de sua mente perturbada. Um breu escuro e negro que nem seus olhos poderiam enchergar, nada viu apenas teve a sensação irritante de que alguém estava ali em sua mente e o vigiando. Adonnis ? A sensação era exatamente a mesma, mas o Mago já havia percebido o quanto a mente de Vallek era forte e seria idiotice se ele tentasse outra vez manipular sua mente. Talvez fosse outro alguém. O alguém que fechou aquela porta sem duvidas...

Quando voltou de seu transe esavam todos dentro do elevador descendo. Elizie então comentou. 

Elizie : - Não era você né ? 

Allen : - Puta merda ! Então alguém entrou na sua cabeça e nos mandou entrar no elevador ? 

O comentário de Allen apavorou Keyla e o Tzmisce que sem entender nada tentaram bater nos botões do elevador mas a grande caixa de metal já estava descendo e levando os 5 para algum lugar. 

Allen : - Você foi incisivo e disse. "Entrem todos" ! E apertou aquele botão 8 ! 

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Qua Abr 11, 2018 8:50 pm

Herick Draven
- PDS 11/15 
- FDV 2/7  
- Vitalidade Ok

Ter Elisha quase destruída em seus braços era a pior das sensações. Herick não podia acreditar que sua amada líder estava naquelas condições. O cenário era caótico e com certeza deprimi o coração vivo de Herick. ele não queria aquilo, não queria a desgraça da humanidade, não queria ver um mundo no qual só existiria gente morta e perda total de tudo. Herick começava a duvidar se havia escolhido o caminho certo para sua vida. Herick ainda era um pouco apegado a vida dos mortais, se lembrou da liberdade que tinha quando pilotava a sua 1000cc pelas ruas, livres das amarras de Elisha, dos Tecnocratas e até mesmo da tentativa de Viper de controla-lo. Herick gostava de ser vampiro, mas odiava o fato de ser controlado e feito de idiota que apenas servia para ser soldado de todos. 

Herick gritou alto em plenos pulmões, aquele lugar a sua volta era um mundo completamente destruído, não havia mais ninguem. apenas as maquinas dos malditos tecnocratas caçando qualquer vida organica na terra. Elisha se desfaleceu em cinzas bem diante dos seus olhos e naquele momento ele perdeu todo o seu amor devido o fim do laço de sangue. Mas do que adianta estar livre de Viper e Elisha se o mundo agora não tinha mais nada ou ninguem. 

Tudo o que Herick via era esqueletos no chão de gente morta, pilhas e pilhas de escombros de edificios e casas, e dezenas de maquinas imuaveis dos tecnocratas patrulhando tudo nos céus e por terra. Ao se olhar em um pedaço de vidro, Herick percebeu que as criaturas não o atacaram por que ele também era uma máquina. Qual era a graça de viver em um mundo sem ninguém ? O que Herick faria dali por diante ? 

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Qua Abr 11, 2018 9:09 pm

Danio Benneti 
- PDS 6/14 
- FDV 1/7  
- Vitalidade -2 Ferido Gravemente Agravado

Imediatamente Hamlim ajuda seu mestre a se erguer, o Caitiff era bastante útil e eficiente para ajudar danio em todos os aspectos. Ainda ferido e um pouco zonzo danio recapitulou as imagens que teve em sua mente, mas nada foi muito agradavel. 

Danio então se aproxima do complexo. O lugar é frio pois não há nenhuma arvore por perto para impedir o fluxo do vento, Hamlim está com muito menos roupa que Danio e quando o vento forte bate ele se encolhe apenas paa manter um equilibrio de seu corpo. Enquanto caminha para perto do Bunker Danio avalia o local. Aquele lugar mais parecia algum tipo de abrigo nuclear para uma bomba ou coisa parecida, o concreto era firme e mesmo dando uma volta completa pelo local o La sombra não viu sequer uma janela pela qual pudesse entrar, até mesmo a porta era de concreto maciço. Nem mesmo os niveis primários de potencia poderiam dar algum jeito. Havia uma possibilidade pequena de conseguir destruir aquela porta com potencia. 

Será que ainda havia alguma chance de salvar Lars e os outros ? E se tivesse Danio poderia salva-los na situação em que ele se encontra ? 

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por mitzrael em Qui Abr 12, 2018 4:16 am

pensando : sera isso mas uma ilusao para me desviar de meu objetivo ? sempre aparece alguem querendo impor sua verdade em meinha cabeça , eu so posso confiar em meu pai Cain , ele foi o unico que nao me impos nada , agora vem essa visao de filme do exterminador do futuro , quem eu sou o T 1000 ou um prototipo de Conor , cada vez me sinto um Malkavi louco e insano , tenho de fazer algo , mas o que ?? tanto o mundo de Alisha quanto de Emmett Brown sao caoticos .

Ajuelhado olhando aquele mundo Herick teve um lampejo .

pensando : E se nessa guerra , nao ouver vencedor ? se tenocratas e malks se matarem ?


Herick fica de pe aperta as maos com toda sua força.

pensando : tenho de acorda desse pesadelo
e fazer com que os dois se encontre e assim destruir ambos nem um pode vencer a camarila tem de se erguer sam saba , sem tenocrata sem nova ordem .


Twisted Evil Twisted Evil
avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Undead Freak em Qui Abr 12, 2018 10:29 am

Embora meus olhos estivessem fechados, uma centena de flashes ofuscantes em forma de memórias arrancadas a força pelo toque brotaram em minha mente em segundos. Mais uma vez o domínio do Auspícios tinha se provado muito útil. Eu não apenas obtive a confirmação de que Elisha esteve ali, usando o elevador para descer até o último andar com um aperto do botão número 8, mas também obtive impressões psíquicas que, em uma espécie de gravação acelerada, mostrava um Sanders mais jovem, com outras pessoas a transitar pelo edifício, progredindo de uma base usual para o centro de pesquisa Thanatos, até se tornar ruínas imundas e abandonadas, com alguns poucos dispositivos ainda em condições de uso.

Assim que retornei o elevador simplesmente se ativou por conta própria, ou... foi ativado por alguém ou alguma força imperceptível a nós naquele momento. O gerador fez um barulho característico e algumas luzes fracas acenderam, dando ao local uma claridade precária que brigava por espaço com a penumbra antes absoluta. Independente do que realmente houve, todos ao meu redor estavam crentes que eu, de alguma forma, ativei o mecanismo.

Elizie escreveu:-- Olha ! Você fez funcionar ?!

Não. Não tinha sido eu, mas isso não importava. Tratei logo de reportar minha descoberta aos demais.

-- Elisha usou esse elevador. Ela está lá embaixo com os outros, no oitavo e último piso...

Quando tentei captar os "segredos" do movimento da porta, senti como se tivesse tocado em algo consciente e hostil que me tomou. Pude ouvir Allen dizendo algo que sobre encontrar um boneco de sangue antes que seu corpo fosse totalmente tragado por uma escuridão, mas sua voz ficava mais fraca, distante e ininteligível a cada palavra. Minha visão se desbotava e escurecia e, quando percebi, senti como se minha alma fosse reduzida a um grão de luz pálida e sem vida dentro da minha cabeça, como se eu não fosse a personalidade dominante do meu próprio corpo.

... Adonnis?

Não, não era o mago, mas a sensação incômoda de estar sendo vigiado de dentro era a mesma. Adonnis já havia gastado tempo e energia demais tentando manipular minha vontade e fracassou em todas as tentativas. Era alguém mais forte, mais poderoso...

Elizie escreveu:-- Não era você né ?


Quando me dei conta que estava de volta no controle, estava cercado pelo grupo dentro do elevador. Nós já estávamos descendo até o encontro de Elisha. Instintivamente me agarrei a Elizie e abracei, colocando sua cabeça em meu ombro.

-- Você me conhece, minha doce e perfeita criança...

Allen escreveu:-- Puta merda ! Então alguém entrou na sua cabeça e nos mandou entrar no elevador ?


-- Cuidado com os poderes que usam... Há uma consciência hostil entranhada nesse lugar e... eu acabei de fazer contato com ela...

Keyla e o Tzimisce se sentiram perturbados com o que aconteceu. Isso era evidente, afinal eles eram os únicos entre nós que não tinham o nosso sangue. Acredito que seja por essas e outras que os demais clãs não gostam de ficar entre nós, malkavianos.

Allen escreveu:-Você foi incisivo e disse. "Entrem todos" ! E apertou aquele botão 8 !


Nesse momento olhei para cima, vendo elevador afundar cada vez mais conosco e soltei um suspiro, como se estivesse esbaforido de uma longa corrida.

-- Este lugar é como um cemitério, e nós sabemos que em todos os cemitérios algumas coisas simplesmente se recusam a morrer... Fiquem todos atentos, pois estamos sendo observados. Acredito que estamos sendo esperados, ou mesmo atraídos para uma armadilha muito maior que uma mera explosão de C4.


_________________
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Bad em Dom Abr 15, 2018 12:15 pm

Tom olha para o palco admirado ao ver Dave cantando, nunca imaginou que isso seria possivel, mas yank a sua frente era seu novo alvo, ao responder as questões que Tom havia feito, ela se colocou como alvo primario, Tom agora não estava mais preocupado com todo o resto, queria experimentar. Ele então se levanta, estira sua mão de forma educada para que Yank levante e o acompanhe, como quem convida a uma dança, mas essa dança seria algo mais reservado...

- Vamos caminhar um pouco, é o tempo que você tera de tomar sua decisão... Mas lembre-se, todos somos espiritos livres, e vivemos uma noite por vez, aproveitar uma noite não implica em voce abandonar todas as outras... Condado nos trouxe aqui exatamente para isso... Condado me conhece e conhece a você, ele sabia que era uma chance disso acontece nos deixando a sos

Enquanto caminha Tom tenta absorver mais informações sobre tudo que a mulher sabe...

- Pensando bem Isso implica que Condado poderia ja saber que tipo de atitute eu teria, que eu iria querer ficar a sos com você para aproveitar da melhor forma possivel... Mas o que você é para ele, o que pretendem fazer ?

Tom Colocava a mão na cintura de Yank de forma sutil para aproximar os corpos gelados, ainda tinha as manias galantes da epoca de Humano, não poderia abandona-las tão cedo.
avatar
Bad

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 26
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Bahamut em Seg Abr 16, 2018 2:03 am

A conversa com Jones começou difícil. O amargurado delegado tornou-se um homem extremamente egoísta com o tempo o que fez com que as estratégias na conversa mudassem. O vitae ajudou bastante depois de um tempo e Rugall conseguiu trazer o delegado mais para perto de si.

Rugall: - Fico contente que veio aqui esta noite meu caro. Há tempos que eu espero por uma boa oportunidade para ter uma conversa amigável com o senhor. Em breve eu o convidarei novamente e terei uma nova garrafa te esperando.

Rugall então acompanhou o delegado até a porta e se despediu dele calorosamente. Em seguida voltou para a sala aonde July e Lilly tentavam sem êxito cumprir as ordens de seu senhor. Rugall se posiciona próximo à mesa aonde estava sentado junto com o senhor Jones e se vira para as duas, abrindo os braços. Assim que elas o viram, se levantaram graciosamente e caminharam até ele. Quando o alcançaram cada uma se aninhou no Tórax do vampiro, pendendo suas cabeças cada uma de um lado, próximo ao queixo dele. Os braços de Rugall abraçaram-nas cheios de ternura, eliminando boa parte da angústia que as empesteava.

Rugall: - Preciso que vocês duas retornem ao salão. Quero todas as informações que puderem me dar sobre ele. Funcionamento, funcionários, equipamentos, novidades, necessidades e clientes especiais. Depois podem descansar. Amanhã vocês irão até a sede da revista, aonde pedirei para Meg que encontre vocês lá. Quero que façam o mesmo. Todas as informações possíveis e as necessidades urgentes para o local. Meg é minha sócia lá e terá muito para lhes falar e quem sabe ensinar. Agora vão, tenho mais duas visitas deliciosas visitas para receber.

Rugall então se desvencilha de suas servas e as observa se distanciando enquanto cruzam seus olhares com os dele. Rugall não deixa de pensar em Diana neste momento. Sua presença aqui seria deveras importante, mas talvez o tio dela consiga dar a Rugall um alcance muito importante para os seus braços.

Rugall se voltou para a mesa, pegou a garrafa e levou para o escritório, aonde havia outra garrafa vazia. Abriu uma fenda em seu pulso e encheu as duas garrafas (-4 pontos de sangue) e fechou o ferimento. Em seguida procurou em suas coisas por algo que a muito não usava. Sua vida como vampiro havia sido muito solitária por muito tempo, mas quando humano, viveu uma vida boa e precisou adquirir uma mascara para um baile e ali estava ela.


Ele a deixou em cima de sua escrivaninha e voltou para a sala, para recepcionar as duas outras garotas de programa que logo subiriam para terminar de saciar sua sede.
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Beaumont em Seg Abr 16, 2018 7:32 pm

EPÍLOGOS





"Você está no meio de uma guerra. Uma batalha entre os limites de uma multidão buscando a rendição dos seus sonhos e o poder da sua verdadeira visão para criar e contribuir. Neste momento você se depara com inimigos além da sua própria compreensão, lendas inacreditáveis que vem a tona.  O que você faz ? Medo ? Todos nós sentimos, o que faz você ter poder é como você usa o medo dos seus inimigos..."



Herick Draven - Mergulhado em sua própria psiquê - 





Herick já não tem mais certeza de sua própria natureza ou do futuro que o aguarda. Suas crises de esquizofrenia se tornam cada vez mais constantes, o medo de se tornar um boneco escravo tanto dos Tecnocratas quanto de Elisha se desenvolve como um inimigo interno em seu próprio cerebro que desperta a sua besta interior e ensandescida. Herick agora luta contra a sua própria mente em uma busca pela liberdade e sua própria sanidade mental enquanto é estudado pela Nova Ordem Mundial e seus vários experimentos estranhos do Dr. Krauss...  


Vallek Morton - O Vigilante Oculto...



O grupo de Elisha e Vallek seguem com o plano, mas Vallek sente que algo não está certo. Apesar de todos estarem completamente descofiados com o futuro incerto do plano de explodir a Base de pesquisas Thanatos, nenhum deles sabe o que realmente esperar, mas ambos, Elisha e Vallek seguem resolutos em sua missão a cumprir... 




Danio Benetti - A Ultima esperança da Espada de New Jersey ?





O La sombra e seu inutil servo Caitiff Hamlim acabaram se tornando a unica fonte com todas as informações sobre o que realmente aconteceu em New Jersey e a explicação sobre a queda da camarilla no condado. Talvez todo o bando Insight tenha morrido, o La sombra não tem certeza, resta a ele decidir o seu próprio futuro e como ele pode mudar o destino da Espada de Caim em New Jersey...  


Rugall Salles - Jyhad em New Jersey...





Salles está cada vez mais politicamente envolvido nas questões da Camarilla, um convite para o grande Baille toreador significa sua porta de entrada para o prestigio com o Clã da Rosa. Nada pode sair errado. Uma ligação de seu Contato Nosferatu exige que ele pague a sua parte da aliança proveitosa entre ele o Primogeno Nosferatu. Salles ainda precisa resolver as questões de seu Salão de Beleza e seu novo empreendimento a pedido do Principe. A revista Carpe Noctem. O que aguarda no futuro para o inusitado ascendente Tzmisce da Camarilla ?


Tom Halley - Removendo coisas do Passado...




O Objetivo de Halley se remete a entender onde está e porque está ali. De alguma forma o passado de Tom parece ser remexido desde de quando ele foi abraçado até as suas ultimas noites. Qual será o proposito de Tom Halley naquela misteriosa ilha ?

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------




CONTINUA em...

New Jersey by Night - O Maquinário da Atrocidade. 

_________________
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - Controle Oculto dos "Vigilantes"

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum