Stockholm by Night - The Darkest Winter

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

Re: Stockholm by Night - The Darkest Winter

Mensagem por Outis em Ter Dez 12, 2017 10:55 am

† Jack Hunter †

Stockholm - Bunker Nosferatu ~ 1 de outubro...

Jack sempre fugiu de sua própria maldição. Mesmo com as grandes vantagens de se tornar um cainita, sempre focou nas desvantagens, como sua aparência horrenda. Por conta disso, nunca deu muita atenção para seus irmãos de clã - lembretes constantes das maldições que mais o incomodam. E o que tudo isso trouxe a Jack? Nada. Mais uma pilha de merda em sua não-vida. Talvez seja hora de tomar outros caminhos, botar a mão na massa e realmente fazer parte de algo grande, algo... poderoso.

— Os Príncipes. - Ele corrige. — São dois. Você ainda vai se surpreender muito por aqui, Jack Hunter. Sugiro que aja com cautela e preste bastante atenção no que lhe dizem e no que você diz, somos bem literais por aqui. - Ele faz uma pequena pausa, encarando Jack. — Quanto as informações, os dois apenas passaram por nossos radares, não é como se já estivéssemos os investigando, temos peixes maiores para pegar. Irei entrar em contato quando tiver algo para trabalharmos, anote seu número nesse papel. - Ele entrega um bloco de notas. — Não se preocupe com o líder, no tempo certo irá conhece-lo.

Enquanto Jack anota o número, Viggo entra desajeitadamente pela porta.

— Senhor, senhor... acredito que nosso amigo aqui possa ser mais útil do que parece. - Ele diz enquanto entrega um pendrive para Ludvig. — De play no vídeo. - O vídeo é curto, mas mostra Jack entrando nos esgotos ainda ofuscado e então desfazendo a ilusão. — Viu? Sua Ofuscação também engana as câmeras.

— Hmm, então você possui essa rara habilidade, senhor Hunter? Isso pode se tornar bem útil - e perigoso - nas mãos certas, sabia? Pois bem, após cumprir com as Tradições, volte aqui, provavelmente já terei algo em mãos. - Ele decreta. — Utilize o elevador no corredor da esquerda, irá sair no centro da cidade, uma curta caminhada e estará no Palácio Real, onde fica o Elísio. Até logo, Hunter, e não saia mostrando essa habilidade por ai.

-----------------------------------
Status
- Pontos de Sangue: 9/10
- Força de Vontade: 6/6

_________________

Só pode ser os nóia!
avatar
Outis
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 24/04/2010
Idade : 27
Localização : Califa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Stockholm by Night - The Darkest Winter

Mensagem por HaSSaM em Ter Dez 12, 2017 2:29 pm

Jack não havia notado. Toda sua não vida foi desperdiçada seguindo pelo caminho errado. Jack não havia notado. Por décadas jogou um jogo sem valer-se de seu maior trunfo... Seus irmãos. É claro que ele os usava, como Adrien Chevalie que lhe foi muito útil em suas maquinações no poder do trafico. Mas aquilo ali na sua frente era diferente, nada se comparava a aquilo. Holand não teria tirado sua grande chance de ser tornar xerife. Muslin não teria frustrado sua entrada no trafico de drogas de Vegas. E Jack Hunter, hoje, não estaria rastejando no velho mundo atrás de seus inimigos. 

Jack anota seu numero no papel e não fica muito satisfeito. Não dizer o nome do líder era, no minimo, falta de cortesia. Mas Jack não tinha do que reclamar. Até o momento já havia conseguido mais do que esperava, não apenas alguém lhe apoiando, como também, uma visão do que poderia lhe ajudar futuramente. Talvez mudar o rumo de seus negócios. Lidar com humanos estava sendo pouco satisfatório. 

- Não precisa se preocupar, tentarei ser cauteloso ao maximo e direi apenas o necessario. - Diz Jack tentando deixa-lo tranquilo, mas a verdade é que Hunter não tinha nenhum ideia do que diria ao principe, afinal, o que atrairia Jack ao Velho mundo? Talvez nada ali pudesse chamar sua atenção. - Certo, então. Vou estar esperando seu contato ansiosamente. E quanto ao lider, espero conhece-lo em breve. 

Jack já estava se retirando quando observa em silencio Viggo entrar no local e mostrar a camera de video. No inicio ele não entendeu o que aquilo poderia significar. Mas então percebeu o grande trunfo que tinha em mãos. Claro que ele sabia sobre sua vantagem especial sobre os outros nosferatus, mas já era algo familiarizado, ele nunca esperou que alguem fizesse tanto alarte desse tipo de coisas, talvez isso poderia ser bom no futuro . 

- É uma habilitade e tanto, não é mesmo? - Diz jack sorrindo se gabando. - Nos veremos em breve Sr. Ludvig. - Ele faz um acesso de cabeça e se retira do lugar. 

Poucas cartas foram colocadas em mesa. Provavelmente, Ludvig, não estava tão interessado assim em fornecer informações, nem mesmo me apoiar Jack Hunter sem receber nada em troca, sondou ao máximo o que Jack poderia oferecer a ele, negócios falidos, conhecimentos escassos sobre o velho mundo, um intruso sem nada a oferecer. Por ultimo, e na hora certa talvez, Viggo mostrou a Ludvig o que Jack tinha de valor. Havia muitas outras habilidades que seriam uteis ao Clã, e Hunter precisava apenas de um serviço para eles para poder provar que poderia servir ao clã.

_________________
A ressurreição de uma lenda.


Rolador online: http://warleiramos.com/rolador/
avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 25
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Stockholm by Night - The Darkest Winter

Mensagem por Outis em Sex Dez 15, 2017 11:45 am

† Jack Hunter †

Stockholm - Elísio ~ 1 de outubro...

O Velho Mundo é um lugar perigoso. Disso Jack sabe - apesar de não se importar muito. Mas o que ele está descobrindo aos poucos em sua ainda curta estadia no continente é que também é um lugar revelador. A cultura - tanto do gado como dos cainitas - é outra. Os hábitos, o modo de falar, as ações e suas respectivas reações, tudo é diferente, e isso não é necessariamente ruim. A única parte ruim é saber que toda sua não-vida poderia ser bem diferente se tivesse se apoiado no coração de seu clã, felizmente, Jack tem toda a eternidade para mudar o rumo das coisas.

Ludvig tem se mostrado habilidoso com as palavras, mudando o rumo das conversas de modo a evitar compartilhar muitas informações, mas apesar disso, parece estar disposto a ajudar Jack - e se ajudar ao mesmo tempo, é claro. Como seria alguém acima do próprio Ludvig? Jack anseia em conhecer a voz que manda em toda aquela estrutura, mas ainda é cedo, Jack sabe que no Mundo das Trevas nada vem de graça, quem sabe após ganhar uma parcela de confiança.

— Sim, de fato é um grande trunfo, nas mãos certas. Você possui as mãos certas, Jack Hunter? - Ludvig o encara com frieza e por uma fração de segundo seu olhar se torna assustador e sanguinário fazendo com que Jack sinta um arrepio em sua espinha. — Até logo, senhor Hunter.

No final, uma habilidade que Jack sequer dava muita atenção, justamente por ela fazer parte de sua existência, agindo naturalmente, se tornava um trunfo que abria a brecha que o rato precisava para quem sabe ganhar alguma confiança. Com esse pensamento em mente, ele parte para o Elísio. Uma tarefa que Jack certamente não gosta, mas que pode evitar muitos problemas futuros. O Elísio fica no Palácio Real de Stockholm, o que por si só, já diz muita coisa. Uma influência desse porte assusta até mesmo os mais poderosos.


Ofuscado, Jack cruza os corredores mais chiques em que já pisou em toda sua existência. O Palácio Real era assustadoramente intimidador, possuindo uma aura de importância surreal. Todas as pessoas que transitavam ali dentro pareciam estar fazendo algo importante, mesmo após passar pela triagem e chegar na área permitida apenas aos cainitas. Não era como em Nova York, onde grupinhos conversavam e tramavam entre si. As Harpias, se é que existem nesse lugar, não se exibem e nem chamam a atenção. Naquele pequeno instante em que Jack trava sem saber o que fazer, uma voz carregada de um sotaque típico americano - que de certa forma agrada os ouvidos de Jack - chama sua atenção.


— Hey, Hey, e aí, carinha! Você é da América né? Só pode ser... - Jack nota uma certa euforia no rapaz ao falar da América. — Pode me chamar de Jimmy. Nossa, fazia décadas que não via um conterrâneo, como estão as coisas por lá? - Ele mal terminava uma pergunta e já começava a falar de novo. — Você veio se apresentar né? É melhor ir logo resolver isso, depois podemos conversar. Pode seguir aquele corredor ali, no final dele encontrará duas grandes portas, entre na da esquerda. Apenas Gustaf está aqui no momento. Até já!

Com a mesma rapidez e euforia que apareceu, Jimmy some em meio ao Palácio Real. Só restava finalmente ir de encontro ao Príncipe Gustaf. Chegando no final do corredor, Jack sentia um frio na barriga, algo que ele não sentia desde quando começou a se apresentar tocando saxofone nos bares de Nova Orleans. A porta é grande e maciça. As maçanetas certamente são de ouro com alguns detalhes em outras pedras preciosas. Aquela fração de momento no qual o Nosferatu tenta imaginar o que vai encontrar do outro lado da porta o consome por alguns instantes até que finalmente cria coragem para entrar.


Jack fica no mínimo surpreso ao entrar na sala. A decoração, bem como os móveis e utensílios não combinam em nada com a parte de fora. É tudo bem aconchegante e descontraído, como um bom bar de Nova York. O som ambiente, coincidentemente, tocava algum tipo de jazz que Jack não conseguia entender o idioma, provavelmente sueco. No lado direito Jack vê um bar completo, com diversos tipos de bebidas, e uma mesa de sinuca. No centro alguns sofás, no qual um cachorro de porte médio estava deitado mas que logo vem até Jack, farejando os mais diversos cheiros que as roupas do rato carregam. No lado esquerdo, sentado em uma enorme poltrona, Jack pode ver Gustaf, que "conversa" com alguns pombos que logo saem voando pela enorme janela com vista ampla da cidade. Gustaf nota a entrada de Jack e logo o cumprimenta.

— Oh, pode entrar e fique a vontade, senhor...? - Ele vem até Jack e estende a mão. — Elvis, vai deitar. - Ele comanda o simpático cachorro, que obedece prontamente. — Seja bem-vindo a Stockholm. - Ele diz com um sorriso no rosto. — Estou curioso para saber o que alguém como você veio fazer aqui. Diga-me, está procurando um novo lar? Ou talvez veio apenas resolver assuntos pessoais?

Assim como o ambiente, o tom de Gustaf é descontraído e nada intimidador, apesar de sua posição. Ele conversa com Jack com cordialidade e leveza. De fato é um ótimo anfitrião.

-----------------------------------
Status
- Pontos de Sangue: 9/10
- Força de Vontade: 6/6

_________________

Só pode ser os nóia!
avatar
Outis
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 24/04/2010
Idade : 27
Localização : Califa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Stockholm by Night - The Darkest Winter

Mensagem por HaSSaM em Seg Dez 18, 2017 10:08 am

Talvez as primeiras impressões não sejam as mais confiáveis. Jack se mantem naquele olhar frio tempo o suficiente para não demonstrar que sentiu medo mas não o bastante para que seja visto como uma ofensiva. Seria imprudente desrespeitar o nosferatu que lhe dera a mão, mas  tolice abaixar a cabeça como se fosse qualquer um. Jack se comportaria como igual. Não, ele não corria mais perigo, não via mais Ludvig como um possivel inimigo. Agora era só uma questão de tempo para galgar os degraus de seu clã como fez muitos anos atrás no mundo do trafico. Só precisava de uma pequena brecha. Apenas isso!

- Talvez não nas melhores. Mas pode melhorar. - Diz ele sorrindo dando as costas para Ludvig e fazendo um pequeno aceno com a mão em despedida. 
______

Ombros erguido. Peito estufado. Queixo levantado. Era assim que Jack Hunter cruzava os corredores suntuosos do palácio Real. Passos rápidos. Olhar penetrante a frente. Seguindo um rumo. Um objetivo. Ele não perde tempo olhando para o lado. Não. Não fazia ideia do por onde deveria seguir, mas não poderia chamar atenção, quanto menos membros soubessem de sua vinda menor seria a chance de Holand descobrir. Estava por dentro totalmente receoso. Mas o que poderia fazer? Estava em um palácio. Onde Reis e rainhas se encontravam antigamente. E agora existia um príncipe. Chegar como um pé rapado não estava nos planos. Ele queria ser visto como alguém importante que não tinha tempo para ninguém. 

Jimmy tinha uma abordagem nada sutil. Falava rápido de uma maneira irritante, mas era prestativo. Jack tinha muitas coisas para falar ao rapaz, mas tempo era o que Jimmy não lhe dava e  Hunter não fazia muito esforço para isso, eram apenas bobagens de apresentação, era melhor guardar para Gustaf, sim, esse era o nome do príncipe no local. Jimmy poderia ser útil afinal das contas. Levaria um papo com ele depois que saísse da sala do príncipe, ele poderia lhe colocar a par de muitas coisas que estavam acontecendo na cidade sem que Jack precisasse ficar preso exclusivamente a Ludvig. 

Jack para na porta que lhe fora indicada e hesita por alguns segundos. Porque Jack estava na cidade? Quais eram seus objetivos? "Pra que tipo de membro eu contarei minhas mentiras?" Pensa Jack nervoso. O jogo estava prestes a começar. Primeiras impressões, não eram as mais confiáveis, mas eram elas que definem aliados e oponentes. E era ali que Jack poderia ser colocado para fora da cidade em um piscar de olhos. Jack toma coragem, sua mente trabalha nas melhores mentiras para satisfazer a curiosidade do almofadinha que estivesse atrás da porta. Estava na hora, não havia mais volta. A maçanete gira, a porta se abre. 

Confusão. Qualquer imagem mental preconceituosa que Jack tinha criado até aquele momento sobre o tal príncipe Gustaf tinha caído por terra. Jazz. Sinuca. "Onde estava o pessoal bebendo cerveja e comentando sobre o jogo?" Se pergunta Jack. Parecia um tipico bar americano. Ele gosta do que vê, talvez aquele ali não seria uma pedra em seu sapato. Isso o relaxa. Talvez essa seja a intensão da decoração. Deixas os convidados a vontades com a guarda baixa. E provavelmente Jack estaria se aquele momento não fosse tão importante para seus planos na cidade. 

- Jack, Jack Hunter senhor. Da familia Nosferatu. - Jack se locomove por entre o bar e a mesa de sinuca. No final das contas estava a vontade. Era bom estar num ambiente como aquele - Vim visitar a cidade e suas longas noites de inverno. - Mente Jack sutilmente esperando que aquilo satisfaça a curiosidade de Gustaf - Gustaf, certo? - indaga Jack - Queria lhe pedir a permissão para esta conhecendo a cidade nesses meses que se seguirão.

_________________
A ressurreição de uma lenda.


Rolador online: http://warleiramos.com/rolador/
avatar
HaSSaM

Data de inscrição : 18/04/2010
Idade : 25
Localização : Mundo das Trevas

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Stockholm by Night - The Darkest Winter

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum