NY - Um "novo" começo.

Página 4 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Krauzer em Qui Nov 16, 2017 1:40 pm

O monstro asqueroso se divertia com sua insegurança, era difícil acreditar, mas ele era ainda mais nojento por dentro do que por fora. Como um imbecil destes, que comete infrações impunemente e não nutre nenhum respeito pela seita foi chegar ao patamar de primógeno?! Tanto faz, do modo como ele agira, não duraria muito tempo, e Lily precisaria apenas se cuidar até que o rato de esgoto acabasse virando cinzas nas mãos de alguém.

Contra sua vontade, ela acompanha o Nosferatu e procura manter o disfarce, em silêncio, à espera do próximo passo.Esse filho da mãe iria cair, e ela estaria perto para ver! Apesar de manter o disfarce, Lily permanecia atenta a todos os detalhes à sua volta, em busca de qualquer esperança de dar a volta por cima da situação.

Um detalhe de repente vinha à sua mente:

- Hey, sabe aquele momento no qual nos encontramos no beco? Antes de sermos pegos pela polícia, minha presa jogou um pacote no bueiro onde você provavelmente fugiu. Por acaso você viu qual era o conteúdo do pacote? É possível que dê para conseguir uma boa grana com ele!

Primeiro a neófita precisaria salvar a própria pele, depois pensaria em uma forma de livrar Armand da enrascada que havia se metido.
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Rian em Qui Nov 16, 2017 6:49 pm



Um sorriso se fazia no rosto enquanto a Toreador contemplava o prefeito em êxtase. Ela podia jurar que o sangue Toreador até o deixava mais belo. Assim que ela chegava ao salão principal percebia que quase todos já tinham ido embora. Apenas a bicha e o Lassombra ainda estavam ali. E para a sua surpresa, o antitribu descia as escadas vindo da sala das cortinas, onde as coisas de verdade aconteciam, uma espécie de “camarote” dentro do elisium.
“- Mas o que esse maldito Edgard tem de tão especial para ter sido convidado para a sala das cortinas e eu não?” Magnólia sentia inveja daquilo. Ela deveria estar lá, não ele. Ela é quem  estava em evidência e acreditava que ser convidada à sala das cortinas era um direito seu, não dele.
“ – Claro que não vou ficar aqui pra indagá-lo sobre isso. Na última abordagem fui completamente ignorada.”
Magnólia vai até o zelador e se despede dele.
- Obrigada querido! Você é um amor! Na primeira oportunidade que tiver direi a Miro que você é o melhor Zelador que o Elísio poderia ter!
Magnólia deixa um sorriso e sai. Rene tinha lhe servido muito bem naquela noite e ela não esqueceria disso. Enquanto ia embora para o Lassombra ela deixava apenas um sorrisinho de boas maneiras. Seu destino agora era seu refúgio.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Qua Nov 22, 2017 1:57 pm

Magnólia - [Elísio]
FV 6/6
PS 9/13


Uma noite promissora para uma membro de igual valor, Magnólia deixava toda sua eloquência quando se despedia de Constanzo, a Toreadora já havia recebido alguns regalos da bichinha atenciosa, e a gratidão era notada pelo Zelador quando Magnólia mencionava que elogiaria ele para seus superiores.
Magnólia já teria caminhado muito aquela noite rumo á sua tarefa, estaria ela tomando o melhor caminho? Certa de que conseguindo o que seu Príncipe desejava, a Toreadora seguia sentido seu refúgio, certa de que suas ambições galgaram mais um degrau na escadaria da Jyhad.


[OFF] Seguindo para seu refúgio interaja como quiser, e encerre a noite, se for necessário manteremos duas frentes de tempo.

Ganhos da Noite:
1 Contato [Badri Punjab - Nosferatu]
Enlaçado Nível 1 - Bill de Blasio [Prefeito]
5XP - Gaste como queira, e ja me envie a ficha atualizada.
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Qua Nov 22, 2017 2:06 pm

Lily (Marri Carangi)
FV 5/5
PS 9/14


A Degenerada se via numa situação extremamente ameaçadora, ela tinha o testemunho de um ancião ter quebrado a máscara, e este parecia não se importar, e através de ameaças o Nosferatu brincava agora com a não-vida de Lily. Enquanto as duas policiais deixavam a delegacia, se misturavam com seus "companheiros" de serviço, Torres caminhava tranquilamente sendo seguida por Sanders, as duas entravam numa viatura, Torres quem dirigia, e rumavam pela Grande Maçã, Torres compenetrada, algo e a intrigava, e Sanders, refém sem perspectivas de como se jogar contra um ancião, aparentemente rebelado á seita.

Lily escreveu:- Hey, sabe aquele momento no qual nos encontramos no beco? Antes de sermos pegos pela polícia, minha presa jogou um pacote no bueiro onde você provavelmente fugiu. Por acaso você viu qual era o conteúdo do pacote? É possível que dê para conseguir uma boa grana com ele!

Quando Sanders levantava a ideia sobre o pacote de Armand, era como se um estopim de ideia rechaçasse o cenho de Torres, esta imediatamente mudava a direção da viatura e com os giroflex ligados vociferava. -Claro criança, acabo de ter uma ideia, só não sei se você vai gostar. Com um sorriso malicioso no rosto, Torres agora dirigia pela cidade mais decidia, parecia enfim ter tomado uma decisão.

A duas oficias chegavam até o mesmo beco onde toda a confusão teve início, Torres iria na frente, até chegar ao mesmo beco onde havia ocorrido o acidente, a cena já estava limpa, sem isolamento, como se nada tivesse acontecido. Torres convidava sua parceira para enfim adentrar os esgotos. Logo ao entrar lá estava o pacote, rodeados de ratos, Torres os espantavam, queria preservar a integridade do pacote, e logo abria, queria ver do que se tratava, DINHEIRO, muito dinheiro, alguns milhares, provavelmente Armand estaria levando para algum traficante, ou pra pagar divida ou por ser um simples laranja. O sorriso malicioso tomava conto do cenho de Torres. -Muito bom criança, muito bom, você é astuta, por causa disso te protegerei durante o dia, o sol logo nascerá, venha até as estranhas de meu refúgio e lhe fornecerei um descanso seguro.

Já eram quase 4:00 da manhã, a noite encerraria a qualquer instante, Lily aparentemente conseguia o que o Nosferatu queria, mas o que ele faria a respeito da quebra da máscara? Ele teria algum motivo para mantê-la viva? E Porque um membro tão importante na politica vampírica e influente no mundo mortal, se esgueirava agora pela cidade, pouco se fudendo para as tradições, mendigando dinheiro, ofuscado para não ser notado e poupando vidas de neófitos sem valores?

O Nosferatu lhe oferecia refugio, seu semblante era mais complacente, menos amedrontado e menos aterrorizador, se punha a esgueirar pelas galerias, uma caminho confuso e de difícil acesso, os ratos o seguiam e parecia que o Sombra conversava com eles, como se fosse um animal. Mas logo estavam numa remota galeria, talvez nunca ninguém os achariam ali, era uma vantagem por conta da segurança do sono diária, mas também um temor, o que o Nosferatu havia reservado para ela? ela seria abatida? abandonada? -Te manterei ofuscada em nada, como se você não existisse durante todo o dia, jamais nos acharão aqui, e caso algo ocorra os ratos nos avisarão com antecedência. Rasgava o punho e dava algumas gotas para os ratos, que se deliciavam com o vitae e logo partiam fazendo um som característico do animal. -Apenas Beba, sei que estais como medo, mas amanhã estará mais disposta a ouvir o que tenho caso o laço de meu sangue esteja presente na sua alma. Apenas beba, não me faça lhe forçar a isso também. A ameaça dessa vez vinha de forma mais amena, talvez ele estivesse cansado demais daquele joguete, ou simplesmente estivesse mais disposto a poupar a vida da criança da noite.

A Degenerada sabia muito bem o que um laço de sangue pode fazer com suas vontades, e também já foi uma vítima de sequestro uma vez em sua não-vida, onde estaria Alexandra? A maldição de Marri repetiria mais uma vez sua história?


[OFF]Interaja como quiser, encerraremos a noite, se for necessário manteremos duas frentes de tempo.

Ganhos da Noite:

5XP - Gaste como queira, e ja me envie a ficha atualizada.
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Krauzer em Qua Nov 22, 2017 3:37 pm

Assim que dava a sugestão, a atitude de Sombra/Torres parecia mudar ligeiramente.

- Claro criança, acabo de ter uma ideia, só não sei se você vai gostar.

Ah sim, é óbvio que ela não iria gostar, quem iria querer servir de escrava para um monstro deformado e utilizar como barganha uma das poucas coisas que poderia salvar a vida de seu amigo mortal?!

Quando eles chegavam ao beco, Lily já esperava o que se seguiria, elas teria de entrar no bueiro. Apesar do nosferatu manter a ilusão, ela já imaginava o estrago que isso faria com suas roupas...

A Toreador evitava respirar, pois seu olfato aguçado fazia com que os odores advindos dos esgotos se tornassem ainda mais terríveis. Como era de se esperar, ratos faziam do local seu lar, mas a boa notícia era que o pacote continha uma grande quantidade de dinheiro intacto.

-Muito bom criança, muito bom, você é astuta, por causa disso te protegerei durante o dia, o sol logo nascerá, venha até as estranhas de meu refúgio e lhe fornecerei um descanso seguro.


Lily se sentia assustada com a oferta, mas de qualquer forma, se Sombra desejasse lhe matar, poderia fazer ali mesmo. Sombra a guiava pelo labirinto subterrâneo de NY enquanto parecia se comunicar com os ratos que se seguiam.

-Te manterei ofuscada em nada, como se você não existisse durante todo o dia, jamais nos acharão aqui, e caso algo ocorra os ratos nos avisarão com antecedência.

Ótimo, os ratos serviriam como espiões... A pior parte foi quando o monstro corta seu pulso e o oferece à Toreador.

-Apenas Beba, sei que estais como medo, mas amanhã estará mais disposta a ouvir o que tenho caso o laço de meu sangue esteja presente na sua alma. Apenas beba, não me faça lhe forçar a isso também.

Droga, droga, droga, maldita vez que ela desejou sair de casa, ela precisava urgentemente dar um jeito de escapar antes que ele lhe oferecesse mais dois goles. Por enquanto não havia muito o que fazer e ela aceitava, na esperança de que o rato de esgoto não tivesse sua vitae contaminada com alguma doença, e após beber, a criatura já não lhe parecia mais tão maligna. Após isso, sem muito o que fazer, Lily tenta encontrar algum canto menos sujo e desconfortável para adormecer durante o dia, quem sabe quando ela acorde descubra que tudo não passou de um pesadelo!
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Undead King em Qua Nov 22, 2017 6:14 pm

Sim, haviam várias possibilidades, Edgard sempre contemplava esse tipo de coisa quando se lidava com outros vampiros. Mas ele tinha certeza de que Charlotte tinha haver com a ascensão do Juan. E agora, estava fazendo aquela reunião com o Primógeno Ventrue e aquele vampiro estranho de antes. A Harpia, contudo, devia ter chamado o Lasombra para aquela pequena reunião. Edgard tinha o terrível hábito de querer ter um controle das coisas ao seu redor, e não saber quais eram os movimentos da Harpia dentro daquela sala faziam com que Edgard tivesse que descobrir por si próprio.
Becker - Esse é o problema meu amigo, é muito estranho, as coisas normalmente não acontecem assim, esse tipo de disputa sempre faz muito barulho, mas dessa vez, nem eu pude prever as mudanças... É o que faço da vida O'neil, saber das coisas e apresentar pessoas, mas dessa vez eu tomei no cu... Mas já estou na fita do Juan, amanhã no inicio da noite podemos marcar de encontrar com ele, já é quase 3 da matina, não vamos conseguir nada hoje -UAAAAHHHH- tudo não dorme não caralho?.
- Então o Juan é um desgraçado, ninguém destrói todo um sistema assim. Já que não dará para marcar um encontro com ele hoje, marque para amanhã. Seja lá quais métodos ele empregou eu não quero ser vítima dele por não ter feito um acordo com ele. Fique de olho Becker, qualquer novidade avise. - Ainda controlando a vontade de matar alguém, o vampiro passava por Magnólia novamente. Não havia mais ninguém no Elisio além dela e de Renê, e Edgard prontamente ignorava os dois, não tinha uso para eles, talvez para a Toreadora, num futuro distante.
Edgard fazia mais um telefonema, Peter deveria vir busca-lo e leva-lo para a delegacia. Edgard chamava o elevador, entrava pela porta e esperava. Se Becker não tinha descoberto nada, o serviço tinha sido muito bem feito ou ele estava traindo o Lasombra. Dinheiro comprava muitas coisas, e Becker era leal para quem pagava mais. Ainda existia a possiblidade de Charlotte estar tramando para trai-lo, Edgard sabia. O jogo no qual se metia era extremamente perigoso, e o Lasombra não pretendia ser pego de surpresa. Arrumando suas vestes, o vampiro andava rapidamente até a saída, onde esperava Peter para o buscar.
avatar
Undead King

Data de inscrição : 03/07/2015
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Qui Nov 23, 2017 2:00 pm

Edgar O' Neil  - [Elísio]
FV 7/7
PS 6/14


Edgard controlava o que podia, e as arestas que pareciam exceder o campo de controle parecia incomodar o Antitribu naturalmente autocrata, por vezes até um pingo de paranoia poderia surgir fruto de sua pilha de não ter o controle de tudo, todas as possibilidades agora deveriam aguardar para a próxima noite, Edgard certo de que logo o sol nasceria rumava a delegacia com a maior brevidade, mas Chuck não se encontrava, parecia que aquela noite havia chegado á seu fim, e suas possibilidades eram quase nulas a cada pulsar do relógio. Enquanto Peter rasgava a cidade, ele comentava de todas as providencias que havia tomado para reforçar a segurança, e tagarelava sobre os movimentos da cidades, nada que demais que Chuck ou mesmo Becker já havia lhe dito.

[OFF] Seguindo para seu refúgio interaja como quiser, e encerre a noite, se for necessário manteremos duas frentes de tempo.

Ganhos da Noite:

6XP
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Qui Nov 23, 2017 2:09 pm

TODOS
[OFF] Assim que o Undead e o Rian postarem finalizando a noite já farei um post para todos, iniciando a segunda noite, o Krauzer já postou..
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Undead King em Qui Nov 23, 2017 5:43 pm

A noite estava acabando, o Lasombra sabia, então as coisas foram feitas com a maior velocidade possível. Peter logo chegava, sendo o bom motorista que era, e corria pelas ruas de New York. Edgard entrava na delegacia, mas o maldito do Chuck já não se encontrava ali. Isso realmente atrapalhava bastante os planos do vampiro, que deixava a delegacia sem poder falar com o subordinado do Juan.
- Me leve até meu apartamento Peter, essa noite não foi o mínimo que eu esperava. As boates já tem os administradores, eles que se virem caso ocorra algo por lá... Vamos, mais rápido! - Edgard não queria ser pego pelo Sol, já bastava os imprevistos em massa daquela noite, dar uma última olhada nos negócios era inviável. Edgard permanecia inquieto no carro, mexia no cavanhaque sem parar, olhava para os lados, procurando se situar na cidade, que começava a se tornar um pouco borrada com a velocidade que Peter estava dirigindo. Logo estavam no apartamento, era um lugar luxuoso, não era o mais luxuoso da cidade é claro, mas ainda sim precisava-se de uma boa quantia para morar por ali. Peter passava pela portaria, e levava o carro para o estacionamento no subsolo. No estacionamento haviam algumas câmeras, e para não haver qualquer quebra da máscara o carniçal sabia um ponto bom, perto das escadas e num ponto cego. As escadas não tinham câmeras, portanto Edgard não precisava se preocupar quanto ao reflexo. Sexto andar, no início do corredor, Edgard era seguido por Peter e logo abria a porta. Quando o carniçal entrava, o vampiro trancava a porta para sentir o conforto do lar. As cortinas do apartamento estavam sempre abertas, para evitar qualquer problema com a luz solar. O apartamento era bem mobiliado, um quarto e uma suíte, uma sala ampla e espaçosa, móveis em sua maioria de madeira, algo de tom "clássico". Edgard fazia um último pedido a Peter, pedia para que o carniçal visse os noticiários e reportasse qualquer coisa estranha para ele amanhã.
O vampiro entrava no quarto, e trancava a porta do quarto. Ela tinha 3 trancas, deixando a vida de quem quer que invadisse difícil, além de ter um alarme implantado para caso alguém arrombasse. Assim como a sala, o quarto tinha cortinas pesadas que tapavam qualquer raio solar. Um papel de parede vermelho rubro enfeitava o ambiente, com um armário, uma mesa de cabeceira que tinha uma luminária, e uma cama de casal. O quarto era bem menos mobiliado que a sala, e Edgard verificava o armamento dentro do armário, escondido num fundo secreto, antes de dormir. Uma escopeta com 2 cartuchos, uma pistola Glock... nunca se sabia quando se iria precisar daquilo. O Lasombra tirava as roupas, e ficava completamente nu. Adentrava no banheiro, e tomava uma ducha antes de finalmente ir dormir.
avatar
Undead King

Data de inscrição : 03/07/2015
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Rian em Sex Nov 24, 2017 10:07 am

Segura de volta em sua mansão a Toreadora dispensava o motorista. Ele não era nenhum lacaio, apenas um empregado de uma ricaça que gostava de aproveitar a vida noturna que precisava de um motorista para conduzi-la “bêbada” em suas baladas. Era tudo o que ele sabia dela.
As cortinas eram acionadas por um comando de voz vedando as janelas do primeiro e do segundo andar da mansão. Ela desce por uma escada até um porão, passando por um sistema rigoroso de segurança, um lugar que só ela tinha acesso.

Uma vez no porão, completamente protegida da luz do sol faz uma recapitulação mental da noite. Havia conseguido progredir na direção do pedido de Miro. Bastaria esperar que o prefeito movesse os pauzinhos por ela durante o dia e, quem sabe na próxima noite, ela já teria o seu pedido atendido por Bill que com certeza ansiava por seu sangue. Ela programa seu celular para despertar durante o dia, no meio da tarde. Não era certeza que conseguiria acordar, mas tentaria. E se conseguisse, iria fazer algumas ligações para confirmar se o prefeito estava agindo por ela durante o dia. Afinal, pelo menos o número de um dos diretores do museu ela já tinha. Bastava fazer algumas ligações diretamente no ramal fixo dos outros museus para conseguir mais informações. E assim ela faria...

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Sex Nov 24, 2017 2:09 pm

Edgar O' Neil
FV 7/7
PS 5/14


Mais uma noite passava, uma lapso temporal quase nulo comparado á eternidade que aguardava o Antitribu, suas ações deixavam legados noite após noite, galgando os interesses e ambições do Lasombra, que já havia conquistado muito, mas não ainda o bastante. E o que havia conquistado na noite anterior seria o bastante para o seu ego e para as armadilhas da Jyhad?

Mesmo sob a maldição de Cain, Edgard costuma acordar mais cedo que qualquer um dos seus iguais, ele sabia que la fora ainda havia algo aterrorizador e magnífico que poderia lhe tomar num simples toque suave á pele morta.

Peter, já era uma segunda presença de Edgard, como se ambos fossem um só, e no instante em que o Lasombra abria os olhos, o carniçal sobrenaturalmente já sabia que seu amo havia despertado, e sem interromper o sono do magistrado, o vassalo indicava que a noite já havia começado... e com ela as peças mais uma vez se moviam no tabuleiro da Jyhad.

-Senhor... assim como eu, o senhor vai achar muito estranho... mas um tal de Spencer, aguarda la fora, e gostaria de lhe entregar uma pacote...Eeerrr.. um Spencer diferente do de ontem.  A voz abafada do caniçal rompia sutilmente aquela porta instransponível,  mas era possível notar a confusão na cabeça do homem.


[OFF] Não esqueça de me enviar o que deseja atualizar na ficha.


Última edição por Guidim em Sex Nov 24, 2017 2:58 pm, editado 2 vez(es) (Razão : informações em OFF)
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Sex Nov 24, 2017 2:28 pm

Lily (Marri Carangi)
FV 5/5
PS 8/14



Os ventos gelados do deserto anunciavam uma tempestade de areia presa ao horizonte, Lily estava atordoada e fugia vorazmente tomada pela sede de sua besta, ela não controlava seu atos, apenas obedecia seus instintos, ela observava sua própria fuga, como se sua alma estivesse fora de seu corpo, mas ainda sentia o medo e a agonia como se estivesse viva. Ela fugia do desconhecido, de algo que serpenteava por baixo do solo e logo a alcançaria, aquela coisa a perseguia incansavelmente e sua única rota de fuga era sentido á tempestade de areia maciça e mortal , prestes a se entregar á tempestade, um conduto de areia surgia sob seus pés, arremessando seu corpo tão bruscamente para o alto, que ao atingir o solo novamente podia-se ouvir o quebrar de cada osso de seu corpo, o som ecoava pelo deserto e anunciava o fim de sua não-vida? O sangue que escorria pelas dunas da imensidão desolada se misturavam com a areia e se perdia na escuridão, a tempestade logo reivindicaria sua não-vida para si, mas não antes da serpente gigante que se formava de areia e sangue, esta se punha frente aos olhos de Lily encarando-a , e certa de seus atos, mergulhava num bote mortal mirando a boca da cainita, Porém, diferentemente da noite anterior, quando a serpente quase lhe acertaria, uma Espada de sangue congelada, cintilava perante seus olhos, mas impediam que a serpente avançasse, por um instantes Lily sentia-se segura e reconfortada... mas o gelo da espada começava a tomar forças, cada vez mais nuances de gelos sibilavam pelo deserto, e aos poucos, nada ali existia, a não ser uma imensidão tomada por gelo, e enfim sua existência estaria ali, confinada pela eternidade.

[...]

Assim como na noite anterior, as estranhas visões presenciavam o sono de Lily, mas não era como um sonho normal, ela poderia sentir que algo além tentava lhe avisar algo, e o mesmo sonho se repetia por mais dia, agora trazendo novos significados, novas alucinações?  Porém diferentemente da noite anterior, Lily acordava agora não mais no conforto do lar de sua Sire, e sim numa maldita galeria de esgoto sob o solo de sua rica cidade, ao lado de um monstro pavoroso e violento, um verdadeiro retrato do que os vampiros se tornarão um dia. Porém estranhamente, mesmo com todas as aversões existentes, o Sombra parecia ser um pouco menos pavoroso que antes, a Degenerada sabia que era fruto do sangue daquele asqueroso correndo por sua alma.

-Vamos kindred, eu ansiava para que nossa noite se iniciasse logo.
- Rasgava os pulsos. -Vamos completar o laço, e logo você verá o que eu vejo, seja comigo uma só maldição, e me de um bom motivo para poupar esse sua não-vida banal. A voz rouca, evidenciava as cordas vocais ainda á mostra no pescoço do Nosfesratu, elas vibravam conforme o maldito vociferava, era estranhamente mais belo do que na noite anterior observar aquilo, eram como cordas de harpas aos olhos de Lily, e estranhamente ela sentia-se bem ao poder notar beleza naquela bizarra e estranha cena.
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Sex Nov 24, 2017 2:40 pm

Magnólia
FV 3/6
PS 8/13


Até quando uma neófita conseguiria manter uma ascensão tão íngreme quanto Magnólia havia conseguido nas ultimas noites? Gozando de seus dons naturais e sobrenaturais a Degenerada possuía o bastante e ainda mais um pouco para chegar no mais alto nível, isso todo tendo apenas alguns anos de não-vida... Algo invejável, até para os mais velhos membros.

A ambição da criança da noite iria além das expectativas de Miro, em apenas uma noite e um dia, sim um dia, a criança havia desprendido de sua vontade* para conquistar o que ansiava, e Magnólia já possuía carta branca para iniciar a exposição nos quatro cantos da Grande Maçã.

Mertopolitan Museum of Art
Museum of Modern Art
Centro de Convensões em Manhattan
Espaço para exposição no West Side Stadium

"Estranhamente" quando Magnólia tentava contato, os diretores e presidentes dos locais já ouvia ter falado dela recentemente pelo Prefeito, e que ele gostaria que a Meg Transportes tivesse uma oportunidade, Magnólia havia estabelecido contatos importantes, e sabendo de sua condição deixou portas abertas para uma visitação durante o período da noite. Mais uma vez a ascensão conspirava para o sucesso da Degenerada, e sua noite se iniciava cheia de possibilidades. Magnólia estava a um passo de completar a tarefa que o próprio Príncipe, pessoalmente lhe incumbiu, uma grande recompensa poderia estar por traz deste êxito.


[Utilizei FV para evidenciar o esforço do serviço Diário]
[OFF] Não esqueça de me enviar o que deseja atualizar na ficha.
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Krauzer em Sab Nov 25, 2017 2:31 pm

Mais um dia se passava, e Lily tinha outro sonho auspicioso. O sonho parecia se repetir, embora desta vez ela não fosse destruída pela serpente, que era impedida por uma espada de sangue e gelo, que congelava a ela, assim como ao ambiente. Quais seriam os significados deste sonho? Ela não deixava de pensar em sua situação atual, onde havia evitado de ser destruída por um Nosferatu, mas em troca poderia se tornar sua escrava de sangue.

Como ela imaginava, ao acordar percebe que a noite anterior não havia sido um pesadelo. Ela ainda encontrava-se em um túnel escuro e úmido, cercada por ratos, e seu "captor" lhe oferecia mais um gole de seu sangue.

-Vamos kindred, eu ansiava para que nossa noite se iniciasse logo. - Rasgava os pulsos. -Vamos completar o laço, e logo você verá o que eu vejo, seja comigo uma só maldição, e me de um bom motivo para poupar esse sua não-vida banal.

Lily já não se sentia mais tão ameaçada por Sombra, sua voz rouca até mesmo parecia de certa forma... exótica, mas ela sabia que tudo isso deveria ser fruto de seu sangue. Antes de beber, ela tenta convence-lo mais uma vez.

- Olha, eu não tenho mais nada contra você, eu aceito sua oferta de sangue, mas por favor, me deixe voltar para casa, vamos convencer Alexandra a pagar um resgate por mim, e vamos fingir que nada disso aconteceu, não tenho mais muito a lhe oferecer e você sabe que não ficarei em seu caminho!
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Undead King em Sab Nov 25, 2017 4:15 pm

Edgard se perguntava como as coisas ocorreriam no dia seguinte, conforme o sono dos amaldiçoados começava a sugar a sua consciência para um estado inerte. Edgard sabia que mesmo sendo apenas mais uma noite no meio do eterno tempo, essa tinha alguma coisa a mais. Edgard tinha que se precaver, havia uma oportunidade de ascensão nos eventos daquela noite, na oferta de Charlotte, nas ruas que se tornariam mais violentas ou calmas, dependendo da administração de Juan...  E traição, haveria com certeza, de Sombra contra Miro, ou de Charlotte contra o Lasombra...seja lá o que a Harpia planejava, era algo grande.
[...]
Edgard abria os olhos, para mais uma noite. O vampiro olhava o celular, vendo as possíveis mensagens logo depois de acordar. A luz do celular iluminava o quarto que até agora estava numa completa escuridão. Edgard sabia que o carniçal já estava tomando as providências de tudo no momento em que abriu os olhos, o laço de sangue unia Peter de tal forma que ele já podia sentir quando Edgard acordava. O silêncio do quarto era abalado pela voz abafada de Peter.
Peter escreveu: -Senhor... assim como eu, o senhor vai achar muito estranho... mas um tal de Spencer, aguarda la fora, e gostaria de lheentregar uma pacote...Eeerrr.. um Spencer diferente do de ontem.
Sim, era algo da Charlotte. Deveria ser a tal garantia de que ela não iria traí-lo. O que era realmente estranho, era a Harpia usar outro cara com o mesmo nome. Edgard contudo não deixava ninguém entrar no refúgio dele, especialmente com algo que ele não sabe o que é - Diga para esse Spencer subir pelas escadas, leve uma arma. Não, não tenho pretensão de matar ele, é só por precaução. - Edgard mexia no armário e pegava a Glock enquanto dava a ordem para Peter. Em menos de 5 minutos o vampiro saía do seu quarto, usando uma roupa bem básica para os seus padrões. A pistola iria escondida na parte de trás da calça, onde a blusa caía por cima e dificultava a identificação. Edgard abria a porta do apartamento, seguido por Peter, e esperava na escadaria pelo outro Spence.
avatar
Undead King

Data de inscrição : 03/07/2015
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Seg Nov 27, 2017 7:46 am

Lily (Marri Carangi)
FV 5/5
PS 8/14


O Nosferatu sorria complacentemente para sua vítima, parecia querer afagar o medo de Lily, o sangue que ainda pingava lentamente se misturava com agua de esgoto, e os ratos se digladiavam pela mísera gota de vitae, e Sombra parecia não se importar, enquanto o filete rubro escorria de seu pulso, com a outra mão ele acariciava lentamente os cabelos de Lily.

-Eu tenho um propósito criança da noite, dinheiro é apenas um dos requisitos para atingir este protótipo, preciso de sangue novo, sangue puro, assim como o seu... Os dedos longos e asquerosos deslizavam pelos cabelos sedosos da Degenerada, enquanto vez ou outra removia alguns dejetos que haviam ficados impregnados devido o dia de sono no esgoto. -Vou precisar de aliados ao meu lado... aliados que eu sei que não me trairão, não sou nenhum pervertido em busca de abuso e corrupção, sou um soldado, tenho meus princípios, mas não duvide que posso ser tão bestial quanto um demônio á solta quando algo se opõe a mim.

O Rato de esgoto não parecia ser tão amedrontador, e a calma de sua fala ocultava ameaças reais, o sangue continuava cair lentamente, ofertando á Degenarada um possível caminho sem volta. Lily agora uma expert em ser sequestrada conseguia discernir a diferença entre o raptor Nosferatu e o raptor Setita, ela ainda não havia sido humilhada nem lançada aos abusadores, por outro lado, Sombra havia livrado Lily da Delegacia e havia lhe oferecido um dia completo de sono seguro, e sua natureza carente de atenção via nele um centelha de bondade, ou era apenas o laço mesmo? Agora naquele esgoto apenas ameaças ocultas e vitae a prendiam aquele Nosferatu, seria hora de mudar seu destino, ou aceita-lo?
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Seg Nov 27, 2017 8:07 am

Edgar O' Neil
FV 7/7
PS 5/14


O'neil trabalha sua mente para o que viria, já havia visto demais noite passada, e desta vez, vinha mais precavido, portando uma segurança extra para lidar com os problemas que ele julgava já conhecer, estaria Edgard sucumbindo á paranoia recorrente da imortalidade? O mundo das trevas era sombrio demais para baixar a guarda, mas a tênue linha que separa isso da insanidade é mínima.

Peter seguia seu amo pelos corredores, ao passar pelo salão principal, Edgard avistava a prostituta Juliane, provavelmente estaria junto com seu vassalo, tratando de assuntos interessantes, ou para negócio ou para o vassalo, sua boate, diferente da noite anterior, parecia mais segura, portas trancadas, e seguranças 24 horas, algumas pessoas trabalhavam para preparar a boate para outra noite que se iniciava, e o som abafado de fundo ritmavam os passos do Lasombra de seu vassalo pelos corredores da boate.


No corredor, Edgard já avistava o tal Spencer que subia lentamente os degraus, um homem negro e forte, pelas suas vestes Edgard poderia julgar que seria algum estivador, ou algum funcionário com ligações ao porto. Assim que se aproximava, Peter ligeiramente mantinha-se a postos, pronto para qualquer imprevisto, o homem trazia um envelope em sua mão, e diferentemente do outro Spencer, este negro parecia mais autômato, menos conversador e menos confiante em seu caminhar.


Spencer: - Isso é para o Sr. Edgard O'neil, preciso entregar isso ao Edgard O'neil. O homem estava suado, parecia ter feito uma longa caminhada com aquele envelope nas mãos, ele olhava para os lados fitando o local onde estava, seu cenho interrogativo era notável, e novamente repetia. Spencer: -Isso é para o Sr. Edgard O'neil, preciso entregar isso ao Edgard O'neil.
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Rian em Seg Nov 27, 2017 10:23 am



Magnólia acordava no horário programado. O sol ainda estava lá fora e seu corpo relutava-se em manter-se de pé. No entanto ela tinha um objetivo a alcançar e precisava de atividade durante o dia, afinal era o horário em que as instituições humanas, no geral, funcionavam. Em sua mente ela simplesmente não podia se dar ao luxo de deixar tudo nas mãos do prefeito. Afinal, se ela acordasse à noite e o prefeito nada tivesse feito, ela apenas estaria um dia mais longe do seu objetivo. Uma enorme força de vontade era necessária para se manter acordada, no entanto a ambição da Toreador dava essa força. Para a sua surpresa, o prefeito havia cumprido a sua palavra e deixara o caminho aberto para a Degenarada.

“- Hohoho... olha só! Parece que o prefeito está mesmo viciado na vitae! É impressionante o que ele fez pela promessa de uma nova dose...”

Tendo o caminho facilitado por Bill, Magnólia gastou menos tempo acordada do que o planejado. Assim ela aproveita o horário comercial para fazer uma nova ligação, desta vez para uma empresa de segurança patrimonial de Filadelfia, uma cidade grande a 2horas de NY. Não seria difícil pegar o telefone de uma empresa grande daquela cidade no google.

Assim ela liga para a empresa e solicita um serviço de urgência. Ela pede o serviço de escolta armada mais caro que eles oferecerem, de preferência com armas pesadas, dizendo que provavelmente precisaria do serviço para o período noturno e pedia o contato de alguém que pudesse enviar as equipes caso Magnólia precisasse naquela noite ainda.

“- Eu poderia contratar uma empresa de NY mesmo. Mas qual a chance de um membro ter influência em uma empresa de NY? Melhor não correr esse risco. Contratando uma empresa de outra cidade, eu reduzo drasticamente a chance de alguém de NY recebendo informações daquilo que eu estou transportando.”

Feito o contato a Toreador voltava ao sono dos amaldiçoados. E finalmente a noite chegava. Bill já havia aberto o caminho, bastava ela iniciar a exposição. Ela então vai até o seu guarda roupa, escolhe um terno feminino elegante, um par de brincos de ouro e outras joias. Passa uma maquilagem no rosto e usa um perfume caro. Assim, parecendo uma mortal, desta vez ela dispensa o motorista e ela própria retira sua mercedes c200 da garagem. Seu destino é os quatro museus. Ela irá visita-los pessoalmente e catalogar o que cada museu irá receber. Se conseguir catalogar, ainda naquela noite, o que cada museu irá receber, ela irá ligar para Carla Rasputim ou ir pessoalmente até o refúgio do príncipe, caso Carla não esteja acessível.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Seg Nov 27, 2017 11:44 am

Magnólia
FV 3/6
PS 8/13


Magnólia poderia sentir no seu subconsciente o pesar de um dia de atividades, seus movimentos não acompanhava muito bem sua vontade, faltava-lhe concentração, mas esse não seria um empecilho no caminho da Degenerada em ascensão. Munida dos contatos facilitados pelo prefeito, com a carta branca do príncipe, e já com um aceite parcial da empresa de segurança, Magnólia rasgava a Grande Maçã por conta própria, ao telefone, Carla lhe dava as ultimas coordenadas das tarefas, somado com uma singela congratulação.

Carla: -Ora, ora, Kindred, acertamos em cheio ao conferir a você esta tarefa... uma pausa. A segurança do refúgio de nosso Príncipe esta orientada a lhe servir e separar os pacotes para você assim que estiver apta, só lhe peço uma coisa, as peças das Paginas 7 até 10, são 4 peças ao total, estas deverão ser expostas em distintos locais, jamais deixadas juntas... O Príncipe cumprirá uma agenda pesada hoje, não teremos tempo para distrações, nos poupe de infortúnios e faça o que lhe foi pedido....

Seca e nada empática, esse era sempre o contato com Carla, talvez enigmática demais, mas diferentemente dos outros membros, ela não possuía aquele ar de egocentrismo e ambições, parecia sempre estar satisfeita com suas afazeres.

Itens catalogados, já estão em ordem de página, cada figura é uma página..
Spoiler:














avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Krauzer em Qua Nov 29, 2017 1:09 pm

-Eu tenho um propósito criança da noite, dinheiro é apenas um dos requisitos para atingir este protótipo, preciso de sangue novo, sangue puro, assim como o seu... Os dedos longos e asquerosos deslizavam pelos cabelos sedosos da Degenerada, enquanto vez ou outra removia alguns dejetos que haviam ficados impregnados devido o dia de sono no esgoto. -Vou precisar de aliados ao meu lado... aliados que eu sei que não me trairão, não sou nenhum pervertido em busca de abuso e corrupção, sou um soldado, tenho meus princípios, mas não duvide que posso ser tão bestial quanto um demônio á solta quando algo se opõe a mim.

No fundo, Lily sentia em sua alma que existia verdade por trás das palavras de Sombra, ele não parecia querer abusa-la ou degradá-la como seus antigos captores, contudo, ele parecia ter planos perigosos, e a jovem cainita não desejava passar o resto de suas noites dormindo em um esgoto longe de Alexandra e dos prazeres que o mundo da superfície tinham a oferecer.

- Bem, você diz ser um soldado, e planeja combater algo, eu posso ajuda-lo, mas não sou uma guerreira! Não sei exatamente o que você pretende, mas se eu tivesse liberdade, poderia ajuda-lo ao meu jeito, e continuar levando minha não-vida. Ambos sairíamos ganhando!

OFF: A não ser na improvável condição de Sombra desistir do laço de sangue, segue-se a cena:

Lily tomava o pulso de Sombra próximo a seu rosto e bebia da ferida, jurando para si mesma que este seria o último gole. O sangue descia pela sua garganta, e ela não deixava de comparar a cena com um ato sexual, por mais asqueroso que pudesse parecer. A forma como Sombra a tratava havia melhorado, seus elogios e o fato de não te-la esmagado quando teve a chance lhe passavam a impressão que no fundo ele não era um ser inteiramente maligno, talvez eles até pudessem ser amigos em circunstâncias diferentes, mas sua vontade ainda não havia sido totalmente quebrada, e ela ainda estava disposta a evitar que o laço se concretizasse.

- Qual é o próximo passo?- indagava Lily, com olhos inocentes e demonstrando genuíno interesse no que viria a seguir.
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Qui Nov 30, 2017 10:30 am

Lily (Marri Carangi)
FV 5/5
PS 9/14


Lily escreveu:- Bem, você diz ser um soldado, e planeja combater algo, eu posso ajuda-lo, mas não sou uma guerreira! Não sei exatamente o que você pretende, mas se eu tivesse liberdade, poderia ajuda-lo ao meu jeito, e continuar levando minha não-vida. Ambos sairíamos ganhando!

-As batalhas da Jyhad possuem peças nos mais diversos campos de batalha, você não é uma guerreira de fato, talvez nunca seja, mas nossas batalha será travada não só no campo aberto, e sim pelas sombras da sociedade dos membros. O Nosferatu explanava para a degenerada, enquanto ela sugava a segunda gota daquele vitae asqueroso, e divinamente delicioso, fortalecendo ainda mais o vinculo do laço.

Lily escreveu:- Qual é o próximo passo?
Sombra colocava sua língua semi-bifurcada para fora, deteriorada pelo tempo, e lambia sua pele tão podre quanto a língua, fechando o ferimento, e logo discursava. -Sinto muito, mas até completarmos a terceira etapa do vinculum, eu não poderei deixa-la partir, não posso correr o risco, mesmo já confiando em ti minha criança. O dedo prolongado e repleto de ulceras expostas deslizavam o rosto da Degenerada, num sinal de cumplicidade e intimidade, e agora, depois do segundo o gole, nem mesmos as ulceras expostas do Nosferatu pareciam incomodar tanto a Toreadora. -Agora... bem... creio que já posso lhe passar algumas informações sobre nossas jogadas da Jyhad, afinal nossa noite será longa. O Nosferatu sentava-se ao lado de sua sequestrada, ajustava o cenho evidenciado a seriedade do que estava prestes a dizer, e vociferava. -Tenho reais motivos para impor uma séria aversão ao Principado da cidade, motivos que excedem o simples ganho pessoal, faço isso pelo bem maior, minha honra será posta á prova, e minha lealdade á seita será questionada por todos os membros, todos estão cego demais para enxergar a verdade, enrijecidos pelo tempo e paranoicos em sua Jyhad, os membros não conseguem mais enxergar a verdade a frente deles, a verdade de que Miro, é um mal sem precedentes, uma real ameaça para todos.... um verdadeiro messias da Gehenna.

O Nosferatu levantava-se, pensativo como se algo a mais deveria ser dito, ele ainda não havia respondido de fato a pergunta da Degenerada. -Agora, iniciaremos nossas jogadas na Jyhad, agiremos soturnamente pelas sombras, silenciosos e cautelosos, a guerra é iminente, e não há guerra sem um exército. Um sorriso malicioso e um olhar penetrante do Nosferatu, revelava entrelinhas qual era o seu real interesse na Degenerada.
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Undead King em Qui Nov 30, 2017 11:29 am

Edgard chegava na sua boate, Peter tinha sido bem rápido e logo ele podia ver como a segurança da casa noturna estava maior. Isso com certeza evitaria certos problemas de acontecerem, Edgar tinha aprendido nas noites que não se pode ser negligente. Nunca. As noites estavam para ficar mais perigosas, e o Lasombra pretendia se proteger e proteger seus negócios escusos enquanto arrumava alguma brecha para ficar mais poderoso.
Os corredores da boate eram escuros, mesmo com toda a iluminação ligada, o clima da The Dark Saints era "dark", e mesmo assim era um lugar luxuoso, com poltronas em alguns pontos isolados e perto das pilastras quadradas, bartenders, e claro, os vendedores de drogas.
Juliane estava por ali, Edgard tinha certeza que o carniçal estava se divertindo naquela noite. Passadas firmes eram dadas até Edgard ver o tal do Spencer, Peter já tomava a posição de segurança do vampiro, pronto para morrer por ele, e isso dava uma certa satisfação para o cainita, ter certeza de que Peter era o que o Lasombra queria, sob o controle dele. Aquele Spencer estava sob o uso da Dominação, parecia que Charlotte estava mais ocupada essa noite para não ir "pessoalmente". Edgard prontamente ia em direção ao Spencer - Me dê isso - O'Neil pegava o envelope daquele robô programado, e falava olhando nos olhos do homem - Parado! (Dominação) - E então abria o envelope.
avatar
Undead King

Data de inscrição : 03/07/2015
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Qui Nov 30, 2017 4:32 pm

Edgar O' Neil
FV 7/7
PS 5/14


O Autômato de grande porte obedecia prontamente a ordem sobrenatural da palavra de Edgard, entregando o envelope para o Lasombra e permanecendo estático, conforme havia sido ordenado.

Um convite de folha cara, adornado em dourado carregava um convite para um conclave que seria realizado ainda esta noite dentro de um Espaço para exposição no West Side Stadium, um espaço luxuoso e muito bem quisto da cidade, noites conturbadas começavam cercar a Grande maçã? ou apenas uma formalidade adicional a um evento qualquer dentro da seita? O importante mesmo, era que o o antitrubu havia sido convidado para o "baile de formatura", algo que jamais seria lhe ofertado numa noite normal, afinal, quem quer um maldito antitribu num conclave?
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Undead King em Sex Dez 01, 2017 12:26 pm

Edgar contemplava a faca de dois gumes que lhe era dada...  um conclave, onde ele poderia conquistar um grande respeito e status, ou se tornar mais odiado do que nunca. Edgar entendia agora o porque do nome Spencer novamente, era como se fosse a assinatura da Charlotte, dizendo que ele só fora convidado graças à ela. Mas no fundo aquela merda de convite não era garantia de porcaria nenhuma, a Charlotte poderia o humilhar no meio de todos, colocando uma imagem negativa sobre o Lasombra. Edgar guardava o convite e o entregava a Peter, olhava para o tal do Spencer e dizia olhando nos olhos dele - Siga-me - E subia as escadas sendo seguido pelo Spencer. Peter sabia o que seu senhor pretendia, então não o seguiu. Entrando no seu refúgio de dentro da boate, o vampiro trancava as porta de saída, ordenava novamente para o Specer ficar parado, pegava o pulso dele e mordia. Aquele era um cara forte e grande, e isso permitia o Lasombra se deliciar um pouco mais, enquanto aquele doce líquido dava a maior sensação de prazer, felicidade, êxtase, que o vampiro poderia ter agora na sua não vida. (4Pds do Spencer são sugados, como ele é um homem mais alto e forte isso não vai matar ele, apenas desmaia-lo, acredito eu)
O sangue escorria pela boca do vampiro, que pegava essa parte que escapou da boca com a mão e colocava na mão de novo. A essa altura o Spencer deveria ter caído, e Edgar lambia os ferimentos do pulso para fechar eles. Edgar limpava o resto da "sujeira" com um pano que levava no bolso, e com sua boa e mãos limpas, e garantindo que não tinha nenhum tipo de mancha nas roupas, ele abria a porta e falava - Peter, carrega esse coitado, ele desmaiou provavelmente por causa de pressão baixa. Ligue para uma ambulância. - Aquilo era só um teatrinho para as pessoas que transitavam pela casa noturna, e Edgar nem se esforçava para demonstrar preocupação pela situação do homem. O Lasombra pretendia fazer outras coisas está noite, mas aquele maldito conclave... Edgar ficava irritado, odiava ter seus planos interrompidos, mas pelo visto era necessário. Mas antes ele iria na delegacia novamente atrás do Playboy que tinha sido pego pelo Chuck e que era um subalterno do Juan. Garantindo que tudo ocorria bem na boate, o Lasombra seguia com Peter até a delegacia resolver essa questão.
avatar
Undead King

Data de inscrição : 03/07/2015
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Krauzer em Dom Dez 03, 2017 9:40 am

-Tenho reais motivos para impor uma séria aversão ao Principado da cidade, motivos que excedem o simples ganho pessoal, faço isso pelo bem maior, minha honra será posta á prova, e minha lealdade á seita será questionada por todos os membros, todos estão cego demais para enxergar a verdade, enrijecidos pelo tempo e paranoicos em sua Jyhad, os membros não conseguem mais enxergar a verdade a frente deles, a verdade de que Miro, é um mal sem precedentes, uma real ameaça para todos.... um verdadeiro messias da Gehenna.

Lily ouvia com atenção o discurso do Nosferatu e ficava surpreendida.

- Sério?! Uau, eu sempre escutei cochichos no Elísio de que você era um grande apoiador de Miro, inclusive ouvi que muitos anciões não aprovavam sua postura! Qual é a do Príncipe Miro afinal? Apesar de ser uma frequentadora regular do Elísio, assuntos políticos sempre me entediaram, então talvez eu esteja meio por fora disso!


-Agora, iniciaremos nossas jogadas na Jyhad, agiremos soturnamente pelas sombras, silenciosos e cautelosos, a guerra é iminente, e não há guerra sem um exército.

Sombra olhava diretamente nos olhos da degenerada ao pronunciar a frase, como se dando a entender que ela teria um papel importante nesta parte do plano.

- OK, qual será exatamente minha tarefa nesse plano?
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum