NY - Um "novo" começo.

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Seg Out 30, 2017 7:35 am

Magnólia
FV 6/6
PS 10/13


Após a retórica de Magnólia, uma longa pausa tenebrosa tomava conta do recinto, Carla se aproximava do ouvido do Príncipe e lhe sussurrava algo, este subitamente rompia o silencia. -Miro: Hahahahahaha! Bem observado Kindred, muito bem observado!. O Ventrue levemente tomava as mãos de Carla e recoloca em suas têmporas, de modo que continuasse a massagem. Miro: -Vejo que apreciastes minha arte, e estou certo que tudo que estais aqui deveria estar exposto, disponível para a observação de todos, meu ego anseia por contemplação, se é que me entende criança!

Miro fechava seus olhos e curtia a deliciosa massagem, com a língua puxava o pequeno filete que insistia em escorrer pelos seus lábios, depois concluía. Miro: -Vamos dizer que se o prefeito sofresse um acidente, ou mesmo fosse demitido, conforme você sugeriu, alguns membros da cidade não ficarão muito felizes com isso, mas preciso de todos esses artefatos expostos pela cidade, nos mais diversos museus que possuímos, o prefeito tem sido um estorvo sim, porém as próprios curadores, donos e investidores dos museus podem ser alvos fáceis, ou não, não pretendo perder meu tempo com isso, apenas preciso incumbir que alguém, como você, o faça. Espero que seja a pessoa certa, não gostaria de perder meu tempo com você atoa. E antes que pense em recusar, saiba que ao aceitar terá carta branca de minha parte para agir em toda cidade, desde que respeite a primeira Tradição, as demais eu honrarei em relevar, caso você necessite violá-las.
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Rian em Seg Out 30, 2017 9:43 am

“Carla se aproximava do ouvido do Príncipe e lhe sussurrava algo”
Magnólia mantinha seu olhar sereno como sempre, apenas observando. Carla e Miro não sabiam, mas Magnólia tinha uma audição sobrenaturalmente aguçada, mesmo sem o uso dos dons de Cain. Quem sabe ela conseguia captar alguma coisa... (qualidade audição aguçada).

Miro: -Vejo que apreciastes minha arte, e estou certo que tudo que estais aqui deveria estar exposto, disponível para a observação de todos, meu ego anseia por contemplação, se é que me entende criança!

“- Bem como imaginei. O sangue-azul do Velho Mundo mataria meio mundo por conta de sua coleção de antiguidades.”

Miro: -Vamos dizer que se o prefeito sofresse um acidente, ou mesmo fosse demitido, conforme você sugeriu, alguns membros da cidade não ficarão muito felizes com isso, mas preciso de todos esses artefatos expostos pela cidade, nos mais diversos museus que possuímos, o prefeito tem sido um estorvo sim, porém as próprios curadores, donos e investidores dos museus podem ser alvos fáceis, ou não, não pretendo perder meu tempo com isso, apenas preciso incumbir que alguém, como você, o faça. Espero que seja a pessoa certa, não gostaria de perder meu tempo com você atoa. E antes que pense em recusar, saiba que ao aceitar terá carta branca de minha parte para agir em toda cidade, desde que respeite a primeira Tradição, as demais eu honrarei em relevar, caso você necessite violá-las.

“- Hohoho... mas o que é temos aqui? Uma carta branca do próprio Miro para sobrepujar todas as tradições com exceção à Máscara?! Gente, isto é muito poder em minhas mãos! Quantos Membros em New York detêm essa mesma prerrogativa além do próprio Miro?! Sem dúvidas é a primeira grande fatia do bolo que me é servida de bom grado. Não posso desperdiçar esta oportunidade!”
Um sorriso generoso se fazia no rosto da Toreador. Sem pestanejar ela respondia:
- Senhor, considere feito! Assim que sair daqui tomarei as primeiras providências para esta raríssima coleção seja exposta em um grande evento cultural.
“- Ao que parece terei um longo dia amanhã... Mas também não posso ser ingrata, preciso agradecer Miro pela confiança e pelos poderes que ele me outorgou.”
- E claro, eu agradeço por sua confiança, é uma honra para mim tornar este seu desejo uma realidade.
“- Vampiros velhos gostam de ser bajulados e se sentir importantes.”
Em seguida, caso Miro não tenha mais nada a tratar Magnólia fará uma busca rápida com seu celular para descobrir quem na prefeitura de NY é responsável pelas políticas culturais da cidade e quem são os responsáveis pelos maiores museus (caso ela já não saiba disso).

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Seg Out 30, 2017 10:25 am

Magnólia
FV 6/6
PS 10/13


Teste:
Magnólia rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 7 para perc+pront que resultou 7, 7, 4, 5, 8 - Total: 3 Sucessos
Teste:
Magnólia rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 9 para int+linguis que resultou 9, 5, 1, 5 - Total: 0 Sucessos
Mesmo não utilizando os dons de Cain, Magnólia era astuta o bastante e conseguia captar um sussurro numa língua não compreendida, a degenerada atentava-se a tentar recordar e memorizar as falas daquela língua estranha, mas para apenas uma única chance de captar parecia quase impossível distinguir do que se tratava.

Magnólia recebia de bom grado o que o Príncipe havia lhe ofertado, talvez os olhares estarão mais direcionados para a Degenerada que já era visada, porém o segredo lhe era o maior trunfo até o momento, e com um Sorriso malicioso no rosto Miro assentia com a cabeça, certo de que aquela criança da noite estaria eufórica a aproveitar de suas novas regalias.

Magnólia partia em despedida daquele estranho refúgio, e carregava consigo uma acervo fotográfico de todas as obras que seriam expostas, Carla quem trazia uma espessa pasta pesada e bem catalogada. Certa de que ações rápidas deveriam ser tomada Magnólia já se punha a pesquisar.

Agora a Degenerada se via como uma parte importante para Miro, seria algum truque do Ventrue? Um Sangue Azul com tantas conexões daria uma criança da noite tal tarefa com segundas intenções ou ele realmente via potencial na degenerada? Seria magnólia só mais um peão no Xadrez dos anciões? A única certeza que Magnólia possuía que é Miro possuía um ego tão grande quanto suas conquistas, e para conquistar seus objetivos, nem mesmos as tradições lhe impunham barreiras, imagine quem ousar desafiar seu êxito.

[Magnólia possui atributos o bastante para fazer uma pesquisa muito boa e tirar suas próprias conclusões, utilizaremos o google e considere que todas informações sobre políticos e museus la dispostas estarão disponíveis a Magnólia, sinta-se livre a pesquisar e trazer seus próprios dados.]

Principais:
Bill de Blasio - Prefeito
Daniel Brodsky - Presidente do Mertopolitan Museum of Art
Ken Sunshine - Relações Públicas
Glenn_D._Lowry - Diretor do Museum of Modern Art
Klaus_Biesenbach - Curador do MoMA
Centro de Convensões em Manhattan
Espaço para exposição no West Side Stadium
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Rian em Seg Out 30, 2017 1:17 pm

Carla Rasputim e Miro tiveram o cuidado de conversar em um idioma pouco conhecido, pelo menos para a Toreador, evitando assim algum possível vazamento de informação. Mas não havia mais nada o que fazer em relação àquilo. Mag jogaria com o que ela tinha em mãos, e já tinha muitas coisas em mãos.

No caminho até o carro Magnólia dava uma foleada no acervo, para ficar ciente de quais produtos entrariam para a exposição. Se aquilo era algum tipo de piada, uma armadilha, ou se realmente era um interesse sincero do ancião promover a exposição, só havia um jeito de descobrir. Dançar conforme a música.

Assim que ela entrava no carro, olhava as horas em seu celular para saber se estava muito tarde para fazer algumas ligações, afinal alguns humanos já poderiam estar dormindo. De qualquer forma ela dizia ao motorista:
- Dirija para o Metropolitan Museum of Art. Pode ser que mudemos o destino do decorrer do trajeto.
Entre alguns nomes que ela conhecia um deles poderia ser o gatilho inicial. Ken Sunshine. Pode ser que o próprio Sunshine movesse seus pauzinhos, devidamente guiado por Magnólia. Assim a degenerada faz uma ligação para o serviço da lista e tenta conseguir o número de Ken.
- Oi, telefonista?! Eu consigo o número de Ken Sunshine com você?!
Conseguindo ou não Mag vai até o Museum. Assim que o carro parar ela tenta verificar se o lugar ainda está aberto.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Krauzer em Seg Out 30, 2017 3:49 pm

Ah, a sensação do vento em seu rosto enquanto dirigiam em alta velocidade pela Broadway, as luzes, o movimento, havia tanta vida, tanta excitação exalando pelos poros da avenida. Lily fechava os olhos e se deslumbrava por alguns momentos com tantas sensações, até ser interrompida por Armand.

Armand: -Tenho que pegar um pacote como um camarada meu aqui em Mahattan para levar até a ilha, me acompanhe Lyl, não é seguro ficar dentro do carro por aqui.

Lily percebia uma certa seriedade em sua fala e em seus gestos corporais. Ela concorda com a cabeça, embora não tivesse tanto receio dos mortais.
Armand a leva por becos sujos e escuros. Havia um certo charme decadente em lugares como estes, mas eles também a lembravam de seu tempo de fugitiva, despertando sensações que há muito ela gostaria de enterrar. Armand parava em frente a uma porta antes de deixa-la sozinha no local.

Armand:- Me espera aqui gata, é jogo rápido, vou entrar pegar um pacote e agente já vaza daqui.

- OK, mas seja rápido, docinho!

A Toreador podia ouvir muitos ruídos no local, que ajudavam na imagem macabra dos becos de Manhattan, mas um som específico chamava sua atenção. Próximo ao lugar onde ela se encontrava, uma briga aparentemente se iniciava. A situação era desagradável, Lily já havia lidado com problemas maiores, mas não desejava envolver a si ou a Armand no problema. A curiosidade porém era maior, e a neófita se esgueira ligeiramente para poder ver o que ocorria, sem ser vista (Um ponto de sangue gasto em Rapidez).


Última edição por Krauzer em Seg Out 30, 2017 7:13 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Seg Out 30, 2017 6:18 pm

Magnólia
FV 6/6
PS 10/13


A Toreador rasgagava a cidade rumo ao primeiro museu que julgava ser de sua atenção no momento, o motorista se punha no caminho correto enqunato Magnólia poderia verificar a veracidade do acervo.
Teste:
Magnólia rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 6 para int+ocult que resultou 5, 2, 9 - Total: 1 Sucessos
Dificilmente ela saberia descrever certamente sobre os artefatos ali registrados, mas não parecia ser uma bincadeira de mau gosto, nem mesmo objetos fajutos.

A Grande Maçã era viva, nunca dormia, depois de algumas tentativas no péssimo serviço da telefonista, Magnólia conseguia alguns números de alguns Ken Sushine que residia no condado.... por tentativa e erro Magnólia conseguia chegar até um numero que parecia ser do Ken que ela procurava, Uma caixa postal pedia para entrar em contato em horário comercial, e agendar um horário com a secretária de relações públicas, esta ultima frase deixava evidente. Neste mesmo instante o carro estacionava em frente o Metropolitan Museum of Art, por coincidência também já fechado.

MMoA:

Era tão belo quanto deserto, uma arquitetura completamente incomparável, o marfim poderia fazer referência á Camarilla, mas apenas nas aparências, uma vez mais Magnólia começava a sentir o pesar de manter boas influências e contatos imediatos quando não se passa de uma maldita sugadora de sangue, destinada a viver na escuridão noturna, estivera ela assumido uma tarefa muito alem de sua capacidade? Um estranho sentimento a consumia por dentro, algo mais sobrenatural que o medo de falhar.
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Seg Out 30, 2017 6:42 pm

Lily (Marri Carangi)
FV 5/5
PS 9/14
RAPIDEZ 1


O Sangue se agitava dentro do corpo da Neófita, a curiosidade a convidava sutilmente, e ela atendia ao chamado, mas de um modo não menos gracioso que uma Toreador poderia fazer.
TESTE:
Lily rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dest+furt que resultou 2, 4, 4, 4 - Total: 0 Sucessos
Na cabeça da Toreador era uma espiadinha básica, coisa rápida, ninguém a notaria, mas aquela maldita poça de agua formada ali no chão fazia um barulho característico, revelando aos protagonistas daquela gritaria que mais alguém os observavam.
Sombra:

Marri reconhecia aquele rosto horripilante, tratava-se do Sombra, Primógeno Nosferatu, uma quebra da máscara ambulante visto que não usava de seus dons para esconder suas verdadeiras feições. Ele empunhava um homem branco com vestes estranhas em suas mão, Sombra o levantava do chão com muita facilidade, e assim que notava que alguém o observava ele virava rapidamente, assustado e astuto, mas a Toreadora havia se antecipado ao perigo e graças ao dom da rapidez conseguia retroceder antes de ser notada por ele.

Compenetrada demais na tensão da espionagem, Lily não percebia que pelos becos luzes características de giroflex se aproximavam vindo do mesmo sentido que ela e Armand vieram, claramente a policia estava vindo por ali. Neste instante Armand saía esbaforido, aos tropeços e aos gritos daquela porta por onde ele havia entrado.

Armand: -CARALHO!!! OS TIRA FILHA DA PUTA VAI PEGAR A GENTE, CORRE PORRA. Ele segurava um pacote cor de pardo nas mãos, olhava para o caminho onde estava seu carro estacionado, sabia que estava cercado, olhava para todos os lados, deseperado procurando uma saida e uma rota de fuga e punha-se a correr sentido ao beco que Marri acabava de flagar um membro possívelmente quebrando a mascara e surrando alguém.
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Rian em Seg Out 30, 2017 9:30 pm



A primeira impressão que eu tinha é que aquele acervo era real, aparentemente não se tratava de uma brincadeira de Miro, portanto teria que realmente cumprir com a sua parte do acordo. Então, após falar com a telefonista a vampira tinha alguns números e começava a saga de tentar falar com Ken.
- Alô? Senhor Sunshine, relações públicas? ...Ah sim, me desculpe!
Tentava outro número.
- Oi, senhor Sunshine! Aqui é Magnólia, proprietária da Mag Transportes! Como está indo nas relações públicas? ...Ah sim, me desculpe, foi um engano!
Persistia em mais alguns erros até chegar ao verdadeiro. Já estava me cansando daquilo quando a secretária eletrônica dava a pista que era o Ken que eu queria.
“- Ótimo! Finalmente! Pena que não vou conseguir falar com ele agora...” Desligava o telefone antes de cair na caixa postal. Neste momento o motorista parava o carro estávamos em frente ao belo museu.

Contemplava aquela maravilha e por um instante ficava perdida em pensamentos. No entanto, o fato de o museu estar fechado pesava contra Magnólia, era como se o universo conspirasse a seu favor. Ela sabia que quando aquele museu estivesse de portas abertas, ela não poderia estar ali. Teria que resolver tudo por trás de um maldito telefone e sua maior arma não poderia ser usada através de um celular.

Magnólia pensava um pouco e ponderava a respeito daquilo. Para chegar mais rápido ao objetivo e surpreender Miro com sua eficiência, ela precisaria de uma “mãozinha”. Ela pede para seu motorista leva-la até o prédio onde funcionava o Elisio. Uma vez lá ela tentaria entrar em contato com o clã Nosferatu. Claro que esse deslocamento não seria necessário caso ela tivesse o contato de algum rato em seu celular.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Ter Out 31, 2017 4:01 pm

Magnólia
FV 6/6
PS 10/13


Certa de que a simples tarefa poderia lhe trazer mais dispêndio do que o imaginado, Magnólia partia rumo o Empire States, aquele centésimo andar podia ser declarado como uma segunda casa de Magnólia, talvez ter se tornado uma frequentadora ávida do Elísio tenha enferrujado o talento da cainita em lidar com o gado? Voltava para lá carregando o pesar da frustação ou buscando refúgio á seus afazeres? A mente da Degenerada divagava enquanto o acervo era bem pressionado em seu corpo e o motorista mais uma vez carregava a ricaça pela cidade.

Ao chegar no Empire, a presença de Magnólia era finamente tratada, a segurança pouco lhe importunava, e um dos elevadores principais que davam acesso ao saguão principal da torre de Marfim sempre lhe era oferecido. Aguardando o elevador chegar, o mesmo descia do centésimo andar, Magnólia já punha-se a esperar topar com algum membro, sentimento este que era confirmando quando o elevador chegava o piso térreo trazendo consigo sua irmã de clã, Vivian Norfolk.
Vivian Norfolk:

O Encontro repentino assustava Vivian, que fitava Magnólia dos pés a cabeça, como se vasculhasse algo ou soubesse de alguma coisa, e cedendo o espaço para que Magnólia embarcasse no elevador comentava. Vivian:- Deslumbrante como sempre. Um sorriso amarelo e uma cordialidade forçada era revelada. Aproveite a noite minha jovem, só tome cuidado com o que procuras, pode ser que você ache, hahahahaha. Um sorriso debochado e nada compreendido era deflagrado por aquela idosa meio perturbada pelo tempo, mas sempre um fundo de verdade existiam em suas palavras.

Elísio.


Naqueles Halls já conhecidos Magnólia avistava pouquíssimo movimento, porém era notório que muitas taças e uma certa desorganização evidenciavam que algum movimento existiu ali, talvez Vivian estivesse no meio dessa "festinha" e a mesma já havia acabado por isso estava se retirando. Renê atrás de seu balcão já esboçava um sorriso para a reluzente presença do membro do clã da Rosa. Mais adiante no salão Eveline conversava com outras duas mulheres, e Carlos Funch permanecia sentado em um dos sofás conversando com o prefeito da cidade... e deslocado de toda movimentação aparente, um maldito Lasombra antitribu, um tal de Edgard, este observava a tudo e a todos
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Rian em Qua Nov 01, 2017 10:13 am


A opção de ir ao Elísio era uma faca de dois gumes. Magnólia não queria espalhar aos quatro ventos a tarefa que estava realizando, ao passo que ali poderia encontrar as informações de que precisava mais rapidamente. Assim que o elevador descia, lá estava Vivian.
. Vivian:- Deslumbrante como sempre.
- Você também, Vivian! Gostei dos brincos! “- Na verdade estão ridículos, um de cada cor!”
Ela não demorava e logo destilava o seu veneno.
Aproveite a noite minha jovem, só tome cuidado com o que procuras, pode ser que você ache, hahahahaha.
Aquele lugar era sem dúvidas um ninho de cobras e Vivian, como tal, era uma das víboras. Magnólia esboçava um rápido sorriso sem mostrar os dentes e se fechava em seus pensamentos, imaginando quem estaria ali naquela noite enquanto o elevador subia. Magnólia não daria “corda” às palavras de Vivian. Sua irmã de clã era uma harpia, Magnólia não iria confrontá-la, apenas escorregaria entre os dedos daquela degenerada afim de evitar ser alvo de suas fofocas.

Assim que ela chegava ao andar do Elisio já deparava com a “bicha” atrás do balcão lhe recebendo com um sorriso. Mag caminhava até o Zelador e lhe cumprimentava com um beijo no rosto e lhe elogia a roupa, entre essas outras coisas que essas “bichas” adoram, além do fato que Magnólia era uma Toreador, comportar-se como o rebanho era algo natural para ela.
- Você está reluzente hoje, Renê! Parece que eu perdi uma boa festa aqui hoje...
Esperava com um sorriso cativante no rosto a informação que o Zelador daria sobre quem havia organizado o que ali naquele dia.
Eveline também estava lá, e assim que deixava a “bicha” para trás, Mag esperava seus olhares se cruzarem para lhe cumprimentar à distância com um aceno de cabeça e um sorriso, sem interromper a conversa com as outras duas mulheres.
E em um sofá lá estava o primógeno Ventrue com um dos alvos da degenerada.

“- Bingo! Pode ser que eu consiga uma mãozinha do prefeito hoje mesmo... Vou esperar o momento certo para abordá-lo.”

Assim como fez com Eveline, Mag não iria interromper a conversa de um ancião, isso não era educado. Iria sim cumprimentá-lo com um olhar e um sorriso e tentaria passar desapercebida pelo prefeito, pois antes de falar com Bill, Magnólia se aproximava de um isolado Membro que estava ali apenas a observar: O maldito Edgard. Ela preferia saber o que se passava no lugar antes de conversar com o político.
- Olha que gozado... cheguei atrasada para a “festa”! Ela comentava com o Lassombra AT.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Qua Nov 01, 2017 11:00 am

Elísio.

Magnólia - FV 6/6 - PS 10/13
Edgar O' Neil  - FV 7/7 - PS 6/14


Magnólia:
Assim que chegava no elísio Magnólia começava com sua irmã de clã aquele joguete maravilhoso, jogos esses que colocavam sua linhagem como as verdadeiras herdeiras dos postos que Vivian ocupava, Chegando á presença de Renê, Magnólia permanecia plena e carismática, bajulando a bichinha e conseguindo algumas boas informações dela. Renê: - Obrigado Mag, você também esta deslumbrante... Pois é você chegou tarde viu, estávamos em muitos, infelizmente Miro e Carla desmarcaram todos os compromissos da noite, inclusive a recepção de um Arconte. Renê soltava o finalzinho de sua frase aos sussurros, como se fosse segredo, ou pelo menos para os menos importantes. -Parece que noites agitadas estão por vim uhhh!. Constanzo revirava os olhos de maneira esbaforida, demonstrando uma preocupação mesclada com tédio.

Todos:
Magnólia apesar de jovem parecia saber jogar bem com os membros talvez fosse esse o fato de todos já ter ouvido algo sobre essa Degenerada, Edgard sabia de que se tratava de uma ricaça dona de uma empresa de transportes e muito "querida" de todos, é claro que chamar a atenção demais pode trazer olhares ciumentos e cheios de recalques, Magnólia estava neste posto. Edgard por sua vez um frequentador ávido do Elísio, possuía um rosto conhecido, talvez pelo fato de ser considerado por todos um maldito traidor indigno de confiança, ele jamais se provou ser uma pessoa deste tipo, apenas sua linhagem já o colocava nessa posição.

Magnólia aproximava-se do Lasombra Edgard, puxando assunto cheia de segundas intenções olhando aos arredores, Edgard ainda podia notar Eveline fitando-o, enquanto seu celular persistia em tocar.

[Sintam-se livre para interpretar e dialogar]
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Krauzer em Qua Nov 01, 2017 4:48 pm


A origem da confusão não se tratava de um mortal, e sim de Sombra, o primógeno Nosferatu que não dava a mínima para a máscara. O rato de esgoto estava espancando um humano e por pouco não percebeu Lily. Que imbecil, uma criatura como essa era o tipo que poderia colocar tudo a perder, e Lily o denunciaria na primeira oportunidade, era inadmissível que algum membro, principalmente da primigênie, cometesse estas infrações e permanecesse impune.


Enquanto estava absorta pensando em denunciar o Nosferatu, uma série de acontecimentos tinha início. Policiais vinham na direção do beco, Armand saia com um pacote nas mãos, se desesperava ao ver os tiras e corria na direção exata onde Sombra estava. Sem muito tempo para pensar em como tudo poderia dar errado, a degenerada corria ao encalço do playboy, pronta para tentar protege-lo caso fosse necessário. Definitivamente essa não era o tipo de programa que a jovem Toreador tinha em mente ao sair de casa...


Possíveis ações:
Caso Sombra olhe em sua direção, Lily apenas apenas gesticula com o dedo indicador entre os lábios para indicar silêncio, pois preferia não arrumar mais problemas, e de preferência gostaria de evitar que o monstro chamasse a atenção dos policiais.
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Undead King em Qua Nov 01, 2017 7:09 pm

[Off: Desculpem o sumiço...  Passei bem mal esses últimos dias
On]


Com a confiança de que Peter deixaria tudo sob controle na ausência de seu senhor, Edgar se concentraria em observar as peças sendo movimentadas no Elisio. 
Em seu canto, ele via aquele Zelador indo até o fim do corredor, parecia que realmente ele prestaria para alguma coisa. Mas então ele voltava com ninguém menos que Charlotte, a Harpia Lasombra. A beleza dela arrebataria qualquer mortal, era algo digno de uma obra de arte, e Edgar sabia que ela não valia nada. Era como uma planta carnívora, que atraía suas vítimas com o que elas desejavam para depois prender elas e se alimentar delas. Edgar agia igual a Charlotte, a passagem dela era apenas algo corriqueiro, e o Lasombra sabia a importância de manter a discrição conforme as coisas aconteciam por debaixo dos panos. Ela subia junto de Renê para o segundo andar para tratar de quaisquer assuntos, e então, assim que ela já se encontrava escondida pelas cortinas, e a recepção vazia, o elevador se abria, e uma figura estranha aparecia. Não só Edgar se sentia estranho com a presença daquele homem, mas todo o Elisio parecia ficar extremamente desconfortável. O Lasombra observava ele, se segurando para não pular e cima do homem encapuzado e lhe estraçalhar a cara. Seu corpo se inclinava de forma hostil a ele...  Edgar não entendia porque estava assim, aquele ódio impulsivo, a aversão, esses pensamentos de questionamento o ajudavam a se controlar. Seja lá quem fosse ele, parecia se divertir com a reação de todos, e Edgar sentia uma leve pontada de temor no coração, aquele cara era uma ameaça real. Edgar continuava encarando o homem conforme ele subia, não sabia como aquele incompetente do Renê não tinha impedido a entrada daquele indivíduo, e parecia até que o Zelador não se importava, pois esbarrava e não ligava... uma pulga atrás da orelha era plantada em Edgar, seu raciocínio e inteligência ligavam Renê, o homem misterioso e Charlotte em algum tipo de teia, aquele cara estava subindo para o segundo andar onde a Harpia se encontrava e de onde Renê, que não tinha se importado com algo que todos se importaram, tinha saído. As peças estavam se movendo...
Renê escreveu: Renê: Damas e Cavalheiros, desculpe-me interromper, apenas anuncio que a agenda de toda a noite fora cancelada, Miro não comparecerá para tratar dos assuntos com ele marcado, e Senhorita Rasputim também não cumprirá os assuntos a ela agendado essa noite. Sintam-se livre para desfrutar de nossas acomodações. 
Um pouco mais calmo, Edgar não poderia deixar de notar que ele tinha dado a notícia depois de subir com Charlotte. Aquele Zelador tinha um propósito na Jihad afinal, e essa notícia do Príncipe dava uma certa "confirmação" de que Charlotte estava junto do Príncipe. Edgar pensava no que iria fazer, depois que aquele homem descesse o Lasombra pretendia seguir ele. Algo arriscado, mas seria inteligente conhecer os aliados da Harpia, o cainita não ficaria tão cego sobre as maquinações dela assim. Conforme pensava, Edgar observava o salão, vendo a movimentação dos outros cainitas para fora do Elisio, e de repente via que estava sendo observado. A outra Harpia, Eveline, olhava incansavelmente para o Lasombra. Aquele sorriso era mais falso que um diamante de vidro, não sabia que tipo de planos aquela vagabunda tinha em mente mas o fato de ela o olhar botavam ele neles. Sentia as garras dela prontas para rasgarem a sua pele, e um olhar bem frio para o fundo dos olhos era o que a Eveline recebia em resposta. Já bastava se envolver com uma, ele não queria se envolver com duas Harpias. Contudo alguém tirava ele do ponderamento. 
Magnolia escreveu: Olha que gozado... cheguei atrasada para a “festa”! 
Edgar fitava por alguns segundos aquela mulher que vinha falar com ele, sentido que ainda era observado por Eveline e que seu celular vibrava. Ele a conhecia, era Magnólia, dona de uma empresa de transportes e uma vampira que todo mundo gostava. E por todos gostarem dela o Lasombra sabia que tinha algum motivo oculto para que ela falasse com o vampiro que ninguém gostava. Talvez ela tivesse alguma utilidade, mas ele não pretendia se envolver com ela essa noite   - Sim, você perdeu. -  De forma curta e fria ele cortava as asinhas de Magnólia e se afastava, atendendo o telefone e ignorando Eveline   - O que houve Chuck? - 

Off: Desculpas pelo encerramento da conversa Rian, mas é assim que o Edgar até XD
avatar
Undead King

Data de inscrição : 03/07/2015
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Rian em Qui Nov 02, 2017 2:21 pm




A conversa com o Lassombra não era produtiva e não restava outra alternativa a Mag a não ser a bixa do zelador, mais uma vez. Assim, ela caminha até René, para ao seu lado e o fita com um sorriso enquanto diz:
- Quer saber de uma coisa?! A sua companhia é a melhor de todas aqui. Ela dizia cochichando em seu ouvido, na intenção de criar um clima de confidência entre os dois. Esperaria alguns segundos para ver a reação do Zelador e então prosseguia.
- Desculpe ir direto ao ponto, algumas pessoas não gostam disso. Magnólia tentava usar a sinceridade ao seu favor. – Mas por acaso você teria contato de algum “rato” (nosferatu)?




OFF: Relaxa Undead, isso é RPG, lol

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Seg Nov 06, 2017 9:47 am

Elísio.

Magnólia - FV 6/6 - PS 10/13
Edgar O' Neil  - FV 7/7 - PS 6/14


O jogo dos imortais era muito mais evidente quando estes punham-se a conviver juntos, e aquele elísio exalava a Jyhad jogando com as não-vidas de todos que ali botavam suas malditas carcaças vampíricas.
Com uma resposta ríspida Magnólia notava que Edgard poderia ser tudo aquilo que tinha ouvido falar, afinal era um maldito Antitribu, isso ja era desvalorização suficiente para um membro dentro da Torre de Marfim. Eveline parecia  fitar o Lasombra de longe, era evidente para todos, mas assim que Edgard e Magnólia se afastavam do salão principal tentando se aproximar de Renê , Eveline voltava sua atenção para as duas mulheres em sua volta. A conversa parecia ser encerrada mas Edgard e Magnólia caminhavam quase que pareados, o Lasombra sacava seu celular e punha-se nas proximidades do Zelador, enquanto Magnólia se aproximava do mesmo e o começava a bajular, com objetividade.
Era notado também, que Carlos punha-se a subir a escada, rumo á sala encortinada, e o prefeito da cidade permanecia catatônico, sentado na poltrana.

Magnólia
A Degenerada ja aproximava-se do Zelador de forma capciosa, e arrancando um sorriso de canto de lábio quando o elogiava, Renê parecia compenetrado no computador á sua frente, ele dava ouvidos á Magnólia, porém dividia a atenção com o que permanecia fazendo. Sem estabelecer contatos visuais e com a fala baixo, dando reciprocidade ao clima de cumplicidade o Zelador completa. Renê: Ora, ora, parece que alguém aqui esta atrás de coisas muito obscuras hihihi, se puder me falar do que se trata, poderei indicar o contato mais adequado, afinal, tenho todos os contatos. O zelador gabava-se de tal feito, e ainda compenetrado no computador mantinha total discrição da conversa.

Edgard
O Lasombra começava a notar as peças se movendo no tabuleiro da Jyhad, parecia que todas as figuras estavam um degrau acima, ou um passo a frente, Eveline, Magnólia, Carlos, até mesmo Renê, todos sempre um pouco mais próximo da ascensão do que o maldito Antitribu, Edgard ainda meio incomodado com a presença do figurão que havia aparecido instantes antes, finalizava á seu modo a conversa com Magnólia, e enquanto punha-se a aproximar de Renê atendia Chuck.
Chuck- Caaraaalhooooo O'neil, tava com essa porra no cu? Você quer me foder não quer não O'neil seu burgues safado? Se todo filho da puta que aparecer na sua boate voce der sumiço, vai começar a complicar as coisas pro meu lado, e eu não vou segurar o B.O sozinho não.

[Undead, sua ultima postagem esta aparecendo pra mim numa formatação toda estranha, to conseguindo ler pois estou copiando e colando no Word]
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Seg Nov 06, 2017 9:49 am

Lily (Marri Carangi)
FV 5/5
PS 9/14


A noite calma da Degenerada começava a tomar vertentes não comuns para sua rotina, Lily punha-se ao encalço de Armand, rumavam os dois pro beco onde um maldito Nosferatu tentava arrancar informações de alguém. Assim que adentravam o beco, Armand seguido de Lyli, notavam que um homem branco, vestido com sobretudo e uma cartola ao lado estava aparentemente morto no chão, era notável que estava morto pois todos os ossos daquele corpo estavam aparentemente quebrados, e o crânio havia explodido como uma uva, os miolos decoravam a parede do beco, e o sangue escorria junto com aquela água pútrida dos becos sentido á uma boca de bueiro aberta, Armand sem pensar duas vezes arremessava o pacote que carregava dentro daquele bueiro aberto, Lyli estava certa que toparia com Sombra, mas apenas aquele corpo era visto naquele beco.

Assim que Armand desovava o pacote no bueiro, uma viatura cercava a Vampira e seu gado,   lacrando a entrada daquele beco sem saída, um policial, desajeitadamente saia do carro, ele era negro e muito alto e já empunhava uma pistola em direção aos dois.-Levanta as mãos seus nóia filho da puta... DEVAGAR.  Da porta do carona saía  outro policial gordo como um porco, este empunhava um celular e olhava com cara de preguiça para Armand e Lily, com cara de quem havia estragado seu sossego, ele fitava o corpo estraçalhado no chão por cima do veículo enquanto lambia os dedos ainda melecado com alguma coisa que devia estar comendo.
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Rian em Seg Nov 06, 2017 10:24 am



Os amaldiçoados confinados em um mesmo lugar, todos jogando o mesmo jogo e todos com intenção de ganhar. Era como um verdadeiro tabuleiro de xadrez, onde cada um deles representava uma peça. Uns com mais outros com menos poder. Uns em posições melhores outros em posição de xeque. Magnólia observava que Edgard era fitado por uma das harpias. Isso era bom, afinal alguém ali estava o alvo das fofoqueiras e esse alguém não era ela e sim, convenientemente, o maldito Lassombra AT. A impressão que ela tinha dele agora é que ele era exatamente aquilo que as harpias diziam pelos corredores do Elisium.
Mas o tal Edgard não era seu foco e sim, alguém que pudesse resolver seus problemas. A Degenerada apostava que René poderia ajudar mais e recorria a ele.
Renê: Ora, ora, parece que alguém aqui esta atrás de coisas muito obscuras hihihi, se puder me falar do que se trata, poderei indicar o contato mais adequado, afinal, tenho todos os contatos.
Magnólia fazia um ar de mistério e então encenava que estava fazendo uma confidência ultra secreta para o Zelador. Antes de contar ela olhava para os lados, fingindo se certificar de que ninguém iria ouvir a conversa: - René, não conte isso para ninguém! Estou confiando em você! Alguém está criando embaraços burocráticos para a minha empresa. Preciso de um rato que tenha habilidades com computadores. Sabe como é né... rastrear pessoas, acessar dados restritos, como email, telefone, essas coisas...

Ela olhava novamente para os lados e então prosseguia fisgando a atenção da bixa, fazendo-a olhar para Magnólia.
- Olha... eu não esqueço das pessoas que me ajudam! Finalizava com um sorriso maroto para René.
Enquanto isso a Toreador colocava-se a observar o prefeito.

“- Ora ora, parece que alguém está sem companhia...”

No balcão, de frente com René e talvez de costas para o prefeito ela dava uma olhada ou outra na direção do político. Assim que o os seus olhares se cruzassem, ela iria sorrir para ele, um sorriso de mulher para homem. Magnólia era muito bonita e sua aparência era a de uma mortal. Enquanto alternava seu olhar para o prefeito e cochichava com René, ela resolvia sua questão com o Zelador e ainda faria o político acreditar que ela estava conversando sobre ele com a bicha. Seria questão de tempo para o mortal requisitar a companhia da Toreador.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Krauzer em Seg Nov 06, 2017 12:03 pm

Lily seguia Armand para o beco onde havia um cadáver em um estado lamentável (ossos totalmente destruídos e seu crânio esmagado  sangrando profundamente para dentro de um bueiro). O nosferatu safado devia ter percebido o movimento e havia se ocultado nas trevas, ou fugido para dentro do bueiro.

Armand em desespero jogava o pacote dentro do buraco, pouco antes de uma viatura cercar o beco. Dois tiras saem do carro, um deles já armado e mandando que colocassem as mãos para cima. Lily faz o que o policial manda, e olha para Armand, para que ele a imite. Quando se aproximam, ambos vêem o corpo destruído no chão, e a Toreador decide usar os dons do sangue para ter uma chance de sair desta situação.


Presença nível 1: Fascínio



A bela vampira esperava que sua aura sobrenatural, aliada a seus dons naturais pudessem dobrar a vontade dos homens, algo que ela já estava acostumada a conseguir.

- Por favor, nós não sabemos o que aconteceu aqui, acabamos de entrar neste beco para... termos um momento de intimidade, eu fiquei totalmente aterrorizada quando vi aquilo, eu nunca imaginei... nunca imaginei quando entramos aqui! Por favor, nos deixem ir, somos inocentes!
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Seg Nov 06, 2017 3:00 pm

Lily (Marri Carangi)
FV 5/5
PS 9/14


Teste Fascínio:
Lily rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 7 para fascinio que resultou 4, 9, 10, 6, 5, 1, 4 - Total: 1 Sucessos

O Policial Negro, ainda apontando as armas para Amand e Lily por fim fitava aquele corpo todo estraçalhado no chão, uma cara de aversão era notada, a ânsia de vômito visitava a boca dele, e forçosamente podia ver o homem engolindo-o novamente. Seus olhos se encharcavam de lágrima e a voz embargada continuava.

Policial Negro: -Olha aqui moça, eu só estou aqui pra fazer meu trabalho, não vamos dificultar as coisas, deixe pra se explicar com o delegado. RUUUUFFF. Apenas mantenha-se com as mãos levantadas e caminhem até o carro, por fim coloquem as mãos sobre o teto do carro. RUUFFF.

O Policial abria um estreito espaço entre ele a viatura, para que ela e Armand passasse, o playboy por sua ver balbuciava com medo do policial, e podia-se notar o mesmo nojo que residia no policial. Armand permanecia com as mãos levantadas, choramingando com medo de ser preso e com nojinho daquele cadáver estraçalhado. O Outro Policial parecia mais calmo, permanecia ao telefone e do outro lado da viatura e deixava toda a ação para o negro e jovem parceiro.
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Seg Nov 06, 2017 3:36 pm

Magnólia - [Elísio]
FV 6/6
PS 10/13


Magnólia continuava com seus joguetes, Constanzo era prestativo e discreto, continuava a mexer em seu computar o que dava um ar ainda mais discreto para a conversa que era movida a sussurros. Ora, veja bem, acho que hoje não é o dia de sorte de quem deseja se opor á Magnólia... O Viado fazia uma carão e uma piscada discreta era revelado á ela -Deixe-me ver. A bicha colocava um óculos chiquérrimo e cerrava os olhos quase encostando os olhos no monitor. Aqui, Badri Punjab, você o encontrará na Sound Telecom, na 5° avenida com a rua 18, ele trabalha lá... Tão chulo né?
A conversa era discreta e bem produtiva enquanto Magnólia insinuava sua beleza para Bill, era visível um certo desconforto do homem  sozinho em meios aos cainitas, ele tentava evitar o olhar, mas sempre acabava repousando em alguma cainita que sobrenaturalmente chamava mais a atenção do que uma humana qualquer. Eveline nesse instante indicava com á uma das duas mulheres para que fosse fazer companhia ao Prefeito.
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Rian em Seg Nov 06, 2017 4:35 pm



Ora, veja bem, acho que hoje não é o dia de sorte de quem deseja se opor á Magnólia...
Um sorriso discreto se fazia no rosto de Magnólia. Finalmente o vento começava soprar a seu favor.
Aqui, Badri Punjab, você o encontrará na Sound Telecom, na 5° avenida com a rua 18, ele trabalha lá... Tão chulo né?
Magnólia apreciava a discrição de René. A bicha era boa em manter a discrição. – René! Chulo mas é exatamente o que precisamos! Obrigada amor! Eu ficaria mais, mas tenho assuntos pendentes a resolver.
Vendo que o prefeito ainda estava sozinho e que Eveline indicava uma mulher para fazer companhia, Mag se adiantava para chegar na frente. Ela se colocava de frente para ele enquanto esperava que o cavalheiro a cumprimentasse: - Senhor prefeito! Muito prazer! Meu nome é Magnólia. Talvez ainda não tenhamos conversado pessoalmente, mas minha empresa já realizou alguns contratos com a prefeitura...

Não precisava dizer qual era a empresa tão de cara. Mas apenas o fato de afirmar que Magnólia já tivera um ou outro contrato com a prefeitura, sinalizaria que ela estava ali porque era alguém importante, ou que tinha dinheiro, mas o mais importante de tudo: Que ela não era apenas uma puta bonita contratada para “alegrar” o ambiente. Agora ela esperava o homem convidá-la para sentar para então depois continuar a conversa. Enquanto isto a degenerada observava se havia alguma aliança no dedo do prefeito e, independente disto, comentava:
- O senhor não quis trazer a 1ª dama?

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Krauzer em Seg Nov 06, 2017 5:44 pm

Parece que essa não estava sendo a noite de sorte de Lily, seu charme sobrenatural não era suficiente para livrar sua cara, e se não desse um jeito logo, sua noite seria arruinada em um interrogatório policial. Lily obedecia e colocava as mãos no teto do carro, enquanto tentava não olhar para o cadáver totalmente destruído do outro lado do beco. Ela podia sentir o odor de sangue como se ele estivesse em frente a seu rosto, mas por sorte ela estava bem alimentada por essa noite.

A neófita permanece parada à espera de que um dos policiais a reviste. A jovem cainita ainda tinha esperança de conseguir contornar a situação e poder aproveitar um pouco da noite. Ela procurava parecer o mais sensual possível enquanto mantinha-se de costas, esperando que um dos homens a revistasse.

Assim que um deles a revista, ainda de costas, ela vira o rosto para ele e com uma voz suave usava sua última cartada:

- Como pode ver, não carrego nada de suspeito comigo. Por favor, guarda, não vimos nada! Não temos nada a ver com isso. Nos libere, essa situação já está traumática demais para mim!


Presença nível 1: Fascínio ainda ativado + combo voz encantadora e fisionomia amigável.
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Ter Nov 07, 2017 10:43 am

Magnólia - [Elísio]
FV 6/6
PS 10/13


Constanzo demonstrava uma verdadeira valia para os membros que soubesse reconhecer seu valor, a bicha recepciona, cumprimenta e lembra de todos os rostos, e Magnólia sabiamente conseguia atraia a atenção do belo zelador para obter o que queria, mas assim como o paradeiro de Badri caiu nos ouvidos de Magnólia, o mesmo não poderia acontecer com a Degenerada?

A Maratona que silenciosamente era declarada entre a acompanhante de Eveline e Magnólia mais uma vez se parecia como as peças se movendo no tabuleiro, mas a graciosidade natural presente no sangue de Magnólia fazia de seus movimentos mais charmosos e ágeis do que da outra bela dama, Logo Mag já estava frente a frente com o prefeito, e com as mãos estendidas Magnólia e Bill de Blasio selavam uma apresentação formal.

Bill de Blasio:
Bill- Ora, o prazer é todo meu, com certeza não nos conhecemos, afinal, eu me lembraria, haha, mas se vossa empresa possui contrato com a Prefeitura, mais cedo ou mais tarde nos toparíamos a qualquer momento.

O prefeito permanecia sentado, mas era tão alto que quase seus olhos se alinhavam com o de Magnólia ainda de pé, a voz trovejante e potente do homem era sua marca registrada, quem o via pela televisão jamais imaginaria que um homem de família exemplo para o sociedade estaria tão envolvido com o mundo sombrio e podre dos cainitas, realmente ele se mostrava bem dissimulado.

Bill- Ora, não devemos envolver família nos negócios. Com o cenho um pouco incomodado o homem não aparentava gostar muito da insinuação de Magnólia, e logo retrucava. Bem, qual é seu nome mesmo? não me lembro de meu amo ter citado alguma vassala tão importante quanto você. O homem franzia o cenho antes incomodado em tom de interrogativa, e se demostrava indubitável, claramente estava confundindo Magnólia como uma de seus pares, uma carniçal de importância de algum membro de valor. Magnólia também notava nesse momento, que além de não muito observador, a importância que Bill dava á família transcendia seus desejos carnais, ao menos o sentimento de culpa.
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Guidim em Ter Nov 07, 2017 11:06 am

Lily (Marri Carangi)
FV 5/5
PS 9/14


Teste:
Lily rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 7 para apa+labia que resultou 8, 7, 2, 1, 5 - Total: 1 Sucessos
Miss Carangi sempre conseguia o que seu corpo e seus dons lhe permitiam, sua voz sedosa, seu corpo esbelto e sua aura cativante para fazer novas amizades pareciam conflitar com o dever do policial, normalmente encontrar um corpo  todo arrebentado num beco, com dois suspeitos ao lado, ao lado da biqueira, se fosse qualquer outra pessoa já teria levado alguns pipoco e um salve dos tiras, mas a graciosidade de Lily ainda permitia ao policial o poder da conversa e da gentileza.

Policial Negro- Olha aqui, não vou poder te liberar, caso você não tenha nada a ver com essa sujeira toda, você será liberada, o playboy já temos ciência das atividades recorrentes dele, mas senhorita, realmente vai ter que se explicar ao delegado.

O policial falava enquanto algemava Armand e sem delicadeza nenhuma o jogava no banco traseiro do carro, vinha agora respeitosamente bater uma geral na Degenerada carregando um segundo par de algemas na mão, enquanto o segundo policial , o gordo, entrava com dificuldades no carro, e requisitava pelo rádio uma ambulância.

[Caso não haja objeção seguiremos com cena de vocês já dentro da viatura, rumo á delegacia]
avatar
Guidim

Data de inscrição : 31/08/2010
Idade : 28
Localização : Diadema

http://www.twitter.com/fe_orlando

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Rian em Qua Nov 08, 2017 8:27 am


Bill- Ora, não devemos envolver família nos negócios.
“- Todos tem alguma coisa com que se importa mais do que eles próprios. Pelo visto o velho Bill ama a família e subvertê-lo através da tentação, que inicialmente era minha intenção, provavelmente não vai ser fácil. Mas vamos ver até onde vai. Talvez por trás dos panos ele pode ser um cretino putanheiro.”

Bem, qual é seu nome mesmo? não me lembro de meu amo ter citado alguma vassala tão importante quanto você.
Ao ouvir aquelas palavras Magnólia desviava o olhar observando as pessoas à sua volta. Uma forma fugir um pouco da figura de Bill. Ela não gostava de ser rebaixada, mesmo que por engano, aquilo feria o ego da mulher ambiciosa que ela era. Ela respirava fundo, embora não precisava. Após suspirar fundo ela soltava um sorriso enquanto dizia:
- Meu nome é Magnólia, sou a dona da Mag Transportes. Seu amo não mencionou meu nome talvez porque eu não seja uma vassala como você supõe, prefeito. A degenerada respondia em um tom ríspido e com um olhar altivo sinalizando que ela estava em um status um pouco acima do que ele acreditava.

“- Então Bill é carniçal de alguém. Do ancião Ventrue, talvez? Ele sendo o carniçal de alguém explica o fato de que seja uma pedra no sapato de Miro. Enfim, vamos ver até onde vai a autonomia do prefeito...”
- Ah propósito... Se eu quiser promover um evento cultural em Nova Iorque preciso falar com seu mestre? Ou você tem capacidade para fazer isso por conta própria?! O olhar altivo surgia mais uma vez instigando o prefeito, como quem duvidada de que ele não precisava abanar o rabo para tudo que fizesse dentro da prefeitura. Talvez isso fizesse com que Bill se sentisse desafiado a provar que era capaz de fazê-lo, e era exatamente isto que Magnólia queria. Uma espécie de psicologia reversa.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: NY - Um "novo" começo.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum