New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Seg Out 02, 2017 6:58 pm


Cantando, quebrando a meia-noite.
Pelas areias do coral do tempo
Pelos portões sangrentos do céu
Além das sentinelas em minha mente.
Provoque a mudança tão depressa
Provoque a noite do terror
Provoque o sangue de amantes
Provoque o cheiro de susto.
Eu lhe vejo assistir onde eu caminho
Pelo campo de jasmim enluarado
Escute de perto como eu falo
Sobre as estrelas e o passado de seus amantes.
Campos de papoulas, queimando luminoso,
Em torres de Ossos Enegrecidos
Me siga,
Bastardo de Caim,
Venha comigo. Eu não tenho nenhuma casa.
Como eu escôo seu sangue da vida docemente
Como você suspira em minhas mãos mornas
Como eu chupo sua loucura nitidamente
Fluindo abaixo como faixas de vermelho.
Eu danço a dança do bobo
E você me acha louco
Para você pôr mãos na causa
Você me conhecerá, sem ilusão
E me achará culpado da verdade.


Malkav - O Iluminado.



As seitas Camarilla e Sabbath se preparam para mais uma movimentação de peças dos ante deluvianos. Desta vez Malkav - O iluminado desperta de seu confinamento onde estava vigiado a séculos por uma antiga Ordem esquecida, derivada da Sociedade Leopoldo, O Abade de Chantry.

Desde o seu despertar fenômenos inexplicáveis ocorrem em volta do globo e "Aparições" são correlacionadas a estranhos atentados e fenomenos naturais que ocorrem nas cidades de :
   Tamil Nadu(India), Detroit(MichiganEUA), Treaton(New Jersey EUA)um povoado ao sul da Áustria.

As noticias correram nos primeiros dias do fim do mês de Setembro mas com a influencia estabelecida pelas 5 Convenções Tecnocratas e o Circulo Interno da Camarilla, toda informação é filtrada e transformada em noticia popular, a internet porem começa a vazar pela deep web cenas que envolvem conflitos entre Alastores e esses famigerados "Cavaleiros do Apocalipse" ao qual estão aparecendo ao longo do mundo.

Vivenciamos as noites finais mais uma vez... 


O  Que o Rebanho Mortal Sabe:

Os políticos mortais estão reunidos na sede da ONU e organizando medidas de contenção, estratégias de combate e enviando tropas americanas e do restante do G4 nas principais áreas de conflito e seus arredores. Existe uma tensão singular entre a sociedade mortal principalmente porque os grandes líderes e sua inteligência internacional parecem saber com o que estão lidando.

Na deep Web alguns videos circulam e mostram as estranhas manifestações que foram gravadas com videos amadores. Esses videos estão circulando pelo whats app e sua integridade é severamente questionada. Ninguem sabe de fato o que é verdade ou o que é sensacionalismo.


O Que a Camarilla Sabe:

Graças a movimentação rápida do circulo interno. O grupo de Alastores Vermelhos, uma poderosa elite de vampiros caçadores de anatemas , liderados por Tatiana Stepanova, uma das poucas ravnos que sobreviveram a semana dos pesadelos conseguiu por o fim em um dos quatro matusalens que havia ressussitado na Austria. A seita agora envia Alastores para todas as regiões onde a indícios do despertar de outros matusalens. Como New Jersey, Michigan e na India.


O Que o Sabbath Sabe:

Todas as informações obtidas pela Espada de Caim foram obtidas pelos membros da Mão Negra. Mas aparentemente a informação foi dada um pouco tarde demais. O território de Michigan está em guerra e tenta de todas as maneiras possíveis conseguir manter sua defesas contra essa destruição em massa ocasionada por Eatter



_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Qui Out 05, 2017 4:12 pm

Os Sobreviventes do Sol Negro 





Samus (Desaparecido)
Linhagem : Antigo Arcebispo de New Jersey - Tzmisce 6 geração
Disciplinas Conhecidas: Vicissitude - Taumaturgia (Linha da Corrupção-Sedução das Chamas) - Fortitude - Potencia - Presença - Auspícios - Metamorfose - Demecia


Samus possui uma historia antiga com relação a Julius e Elisha. Em 1962 Samus preparou uma cruzada para tomar New Jersey e fortalecer a costa Leste com o poder da Seita mas subestimou as estrategias de guerra de Jullian e acabou tendo de bater em retirada se escondendo em Phillisburg para elaborar uma nova tomada. Samus tem reunido, exércitos, espiões e informações necessárias para um dia praticar sua vingança. Atualmente realizou uma nova cruzada que resultou em sucesso. Agora tenta auxilio com o Sabatth do Novo Mexico para iniciar uma empreitada a NY. 

Lady Lucy
Linhagem : Alta Inquisitora Sabá La Sombra 8 Geração 
Disciplinas Conhecidas : - Tenebrosidade - Fortitude - Potencia - Ofuscação - Dominação - Vicissitude


Apesar de sua face bonita, Lucy é um monstro quanto qualquer outro membro da seita, a vampira possui praticas ardilosas de tortura e investigação , pertence ao grupo de Inquisitores do Sabá mas por necessidades práticas resolveu auxiliar o Sabá da Costa Leste na Cruzada para unificação do território a pedido do Prici. 


Synk
Linhagem : Removedor da Mão Negra - Ravnos AT - 8ª Geração 
Disciplinas Conhecidas :  Ofuscação-Rapidez-Quimerismo-Fortitude-Auspicios


Sink era o code nome do Ravnos AT escolhido. Perfeito em táticas de demolição, o vampiro já havia sido um terrorista famoso no inicio dos anos 90 para o IRA . Intencionando ações na Irlanda do Norte por muito tempo, sua habilidade em mesclar suas explosões é fascinante, sua rapidez é igualmente invejável, tudo o que um especialista em bombas precisava ser. Inteligente, rápido, audacioso .

Viper
Linhagem : Dominio da Mão Negra Gangrel - 7ª Geração
Disciplinas Conhecidas : Metamorfose - Potencia - Ofuscação - Rapidez - Fortitude-Auspicios


Viper é mais do que um mero assassino da Mão Negra ele possui uma obsessão por Cain. Acredita que um dia ele irá dar cria a um vampiro tão bom quanto o próprio primeiro vampiro. Há cada 5 anos Viper abraça um mortal que ele considera propício a servir a causa sabá. De todas as suas proles Lynxx foi a que ele mais tem orgulho, Viper é um caçador nato e adora por em praticas seu instinto predador sempre que tem oportunidade, escolhe suas presas a dedo e mede bem suas capacidades antes fazer o derradeiro ataque. 

Kashan 
Linhagem - Marechal de Campo da Mão Negra - Assamita 7 Geração
Disciplinas conhecidas : Quietus - Ofuscação - Rapidez - Potencia - Metamorfose - Fortitude - Auspicios - Demencia


Kashan é um dos poucos assamitas remanescentes e confiáveis da Mão nos arredores da costa Leste dos Estados Unidos. Kashan coordena os Kamut da região, organizando as missões e o movimento de cada grupo na maioria das vezes em campo. Kashan já teve a chance de participar do grupo de Emissários da Mão mas recusou pois prefere seguir o ramo militar do que politico da seita. Continua obcecado pelo Projeto Paradoxo 


Lars
Linhagem  - Gangrel Urbana - Sabá - Bando de Kayla Insight - 8 geração
Disciplinas conhecidas:  Rapidez - Metamorfose - Presença - Fortitude - Demencia


Revoltada e impetuosa , essa gangrel consegue obter informação através da força bruta. Motoqueira nas horas vagas. 

Jax Pós Projeto Paradoxo
Linhagem  - Gangrel Urbana - Sabá -  9 geração
Disciplinas conhecidas:  - Metamorfose - Potencia - Rapidez - Ofuscação - Auspícios - Demencia


- Depois de participar da cruzada na cidade,  Jax entrou em torpor e foi submetido aos experimentos do projeto paradoxo de Gotk para que o Tzmisce pudesse entender mais como funcionava a vicissitude nas mãos do Nosferatu Kane. O resultado foi uma criatura hedionda sugadora de sangue. Com o sangue e a pele alterados por Vicissitude. 


Nirrhtak
Linhagem : Sacerdote Tzmisce - 10 Geração
Disciplinas Conhecidas : Vicissitude -  Auspicius - Tenebrosidade - Fortitude - Demencia


O vampiro recluso possui habilidades com a carne impressionantes. Não possui qualquer tipo de remorso e seu maior objetivo é servir a seita. Conhece inúmeros ritus e os pratica de maneira bizarra . Fez um pedido irrecusável a Unk. Ter sua prole de volta. 



Athos Justino Vulgo "Dharma" - A mente
Linhagem : True Brujah - 6ª Geração
Disciplinas Conhecidas: Temporis - Presença - Auspícios - Feitiçaria Anarch(Movimento da Mente) -  Fortitude - Potencia- Obeah


Athos foi o principal responsável por unir os anarquistas por uma causa em New Jersey, o vampiro era um antigo aliado de Julian e esteve em torpor tempo o suficiente para não ver os últimos acontecimentos até que Nally se viu obrigada a acordar o antigo membro do Clã Brujah. Depois da morte final de Nally Athos refugiou os vampiros remanescentes em seu refugio, uma antiga Catedral abandonada no planaltos do Piomente. 

Hal Seals
Linhagem : Zelador Tremere e Regente da Capela - 10ª Geração
Disciplinas Conhecidas :   Taumaturgia(Movimento da Mente - Controle Climático) - Auspicios - Presença - Fortitude -  Ofuscação
Hal Seals era filho de um grande empresario de relíquias e curador no museu estadual de Newark. Depois de Abraçado ele voltou sua atenção a juntar artefatos para o clã e mesclar junto com as relíquias do pai. Após a misteriosa morte de seu pai ele herdou 50% de todo o império do sr. Seals e abriu a Cube Airlines a pedido de George Sears para que todas as relíquias do clã pudessem ser trafegadas livremente pelos Estados Unidos. Se tornou Zelador do Elísio a pedido de George Sears, primeiro Xerife de New Jersey. 


Hamlin - Um Pugilista fracassado
Linhagem : - Caitiff - 10 geração
Disciplinas Conhecidas :  Potencia - Fortitude - Rapidez
Hamlin é o Caitiff mais velho e conhecido por todos em New Jersey. O vampiro já foi no passado um promissor pugilista que quase alcançou fama fora da cidade e foi campeão das municipais mas teve sua carreira interrompida pelo abraço. O Antigo xerife Sears ainda realizou uma busca com Vex e outros algozes à procura do Sire que abraçou Hamlin mas ele nunca foi encontrado...


Outros Personagens Importantes



Elisha Hurley - Anciã Malkaviana
Linhagem : Malkavianos - 6ª Geração 
Disciplinas Conhecidas : Presença - Fortitude - Potencia - Dominação - Ofuscação - Rapidez - Demencia - Auspicius -Metamorfose - Quimerismo.


Elisha é a mente perfeita a organizar todo o Império que New Jersey é Hoje. Depois da renuncia do antigo Regente ela assumiu o posto depois da avaliação da Arconte da Costa Leste. Depois de assumir o trono Elisha iniciou uma serie de novas regras a serem adotadas, tornou a camarilla de New Jersey mais temida e ofensiva o que acabou por criar conflitos em seu interior. Atualmente Elisha está com o objetivo sórdido de encontrar o terceiro mortal Caim ao qual diz possuir o conhecimento de sua localização. 


Madelaine Valen - Arconte da Costa Leste dos EUA
Linhagem : Filhas da Cacofonia Anciã - 7ª Geração
Disciplinas Conhecidas : Melpominne - Presença - Dominação - Fortitude - Rapidez 


Esta notória vampira possui um grande Status na sociedade vampirica da Inglaterra, veio à New Jersey para fazer parte da celebração de comemoração a chegada do Arconte na cidade. Convidada pela Própria Elisha Hurley.

Adam Bredley - Primogeno Ventrue de NY

Linhagem : - Ventrue - 7 Geração 
Disciplinas conhecidas : Presença - Dominação - Fortitude - Serpentis - Rapidez - Potencia


Este poderoso e influente Juiz faz parte da politica estruturada de Nova York e está alimentando a politica de boa vizinhança entre New Jersey e New York, faz parte do conselho da Primigenie de Nova York apenas por que Sergei permitiu, o que causa bastante raiva no mesmo .


Sergei "Mikhas" - Príncipe Apóstata de NY
Linhagem : - Ventrue - 7 Geração 
Disciplinas conhecidas : Fortitude - Presença - Potencia - Dominação - Quimerismo - Rapidez - Auspicios


Sergei é chefe do tráfico de armas na Big Apple, graças aos recursos providenciados para a cidade e a influência proporcionada entre Russia/EUA Calebros preferiu encoraja-lo a se tornar príncipe da Camarilla em um ardiloso plano elaborado pelo Nosferatus  


Aislin
Linhagem : - Malkaviana - 9 Geração 
Disciplinas Conhecidas : Demencia - Presença - Auspicios - Rapidez 



Purple
Linhagem : - Malkaviana - 9 Geração
Disciplinas Conhecidas : Potencia - Demencia - Rapidez




Dave Blade
Linhagem : Malkavianos - 10 Geração 
Disciplinas Conhecidas : Ofuscação - Dominação - Potencia - 



Carl Deep
Linhagem : Malkaviano - 10 Geração 
Disciplinas Conhecidas : Demencia - Auspicius



Kevin Flaming - Primogeno Brujah
Linhagem : Brujah  8ª Geração
Disciplinas Conhecidas : Potencia - Presença - Rapidez - Dominação


Todos sabem muito pouco sobre Kevin ou seu passado. Ele chegou em 62 na época em que o Sabá estava tentando fazer sua ultima cruzada sabá na cidade. Ele vendeu armas a ajudou no apoio bélico da camarilla e embolsou alguns milhares com isso. Desde então ele ajudava Julian e Elisha no que fosse preciso nunca almejou Status, apenas gosta de ter conforto  e privilégios. Depois da morte de Morton e da rivalidade entre anarquistas e a Camarilla crescendo ele acabou escolhendo seu lado com Elisha.  

Calebros - Regente de New York
Linhagem : Nosferatus  8ª Geração
Disciplinas Conhecidas : Ofuscação - Potencia - Animalismo - Metamorfose - Fortitude - Rapidez - Auspicius.


Calebros Já foi o mais poderoso vampiro em Nova York, é um vampiro recluso tipico de seu cla. Permaneceu assim até mesmo quando tomou a cidade para sí décadas atras. Para não ficar exposto Sergei e Calebros iniciaram uma aliança na qual o Vampiro Ventrue se tornaria um Regente de faixada apenas para os eventos na sociedade de membros, porem Calebros é a verdadeira mente que domina a cidade até hoje.  

Delegado Gary Jones 
Conceito Delegado

O delegado Jones é Tio de Diana Jones. Gerente da franquia de saloes de beleza Carpe Noctem que está se alastrando pelo país. O delegado Jones é um devoto e responsável. Pai de duas meninas e um policial exemplar se não fosse extremamente impaciente e nervoso. Jones está se dedicando 100% para os eventos que culminaram na doença que está enlouquecendo a cidade. 

Albert Bran 
Conceito: Filologo & Historiador cristão



Chris Christie Governador de New Jersey
Conceito : Governador de New Jersey

Chris é um politico advogado do governo republicano, ousado e fanfarrão ficou maiormente conhecido por fazer cortes na educação convencional para uma forma mais dinâmica e moderna de ensino. Extremamente religioso está intensificando a segurança no estado com auxilio do governo federal  
Kyle Sanders
Seguimento : Iniciado da Materia
Esferas Conhecidas : - Materia - Forças -  Correspondência - Entropia

Kyle Sanders serviu com o comandante Paul Kim na guerra contra o terror no ano de 2002 no Afeganistão. Excelente em combate tático e manipulação de equipamentos topográficos e outras quinquilharias . Sanders é um ótimo soldado e um excelente oficial de Campo. Foi chamado para o FBI a 2 anos para seguir com o treinamento para a unidade da nova ordem mundial. Um grupo da inteligencia mundial responsável por manter o controle de atividades terroristas de caráter sobrenatural. 

Dr. Krauss
Seguimento : Mestre da Materia
Esferas Conhecidas : - Materia - Vida - Mente


Dean
Seguimento : Mercenário Acolito


Adonis
Seguimento: Mestre Desaurido da Mente e Espirito
Esferas Conhecidas : - Mente - Espirito - Entropia - Vida - Correspondencia - Tempo


Tudo começou quando um bando sabá resolveu caçar Adonis por ter assassinado um vampiro malkaviano AT a 5 anos atrás. A seita não sabia não sabia o processo então enviou Vallek Morton para buscar tais informações. Adonis aparentemente havia tirado a própria vida em um estranho ritual que alterou as percepções e a memoria de Vallek desde então. Os anos se passaram e a perturbação de Adonis se tornou mais frequente na mente do malkaviano. Agora Adonis ceifa a vida de todos os malkavianos que encontra em um estranho ritual de assassinato em série. 

Ingrid Bauer - A Dama de Ferro
Seguimento : Alta Inquisitora da Sociedade Leopoldo

CCD (O Centro de Controle de Doenças)

O CCD é um sub setor controlado pela Nova Ordem Mundial responsável por limpar as evidências causadas  pelas ações de Adonnis no estado de New Jersey. O Centro conta com os mais diferentes aparatos tecnológicos e estratégias para o combate e contenção das vitimas da raiva vermelha que tem se expandido entre humanos e vampiros da região. 

O Caçador de New Jersey
Seguimento : Desconhecido 

Está foi a criatura vista por Herick Draven pela primeira vez no subsolo do Hospital Saint Claire, ela possuía traços característicos de um humano com um os pelos corporais ausentes e uma musculatura rígida. Os Ossos estavam expostos para fora do corpo. Sabe-se apenas que essa criatura tem traços de modificação pela Vicissitude

Malkav - O Iluminado
Linhagem : Malkaviano  3ª Geração
Disciplinas Conhecidas : Demencia - Auspicios - Ofuscação - Dominação - Taumaturgia (Dom de Morpheus - Mãos da Destruição - Movimento da Mente - Manipulação da Casca Mortal - Onicienscia -  Caminho da Maldição - Caminho da Corrupção) - Fortitude - Potencia - Rapidez - Presença 





avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Sab Out 07, 2017 7:40 pm

Danio Benneti 
- PDS 5/14
- FDV 3/7 
- Vitalidade -1 Ferido Gravemente (1 Agravado,3 Letal)
- Mortalha das Trevas 24 Metros




Danio Benneti - Responsabilidades...



O vampiro La Sombra agora possuía um novo parâmetro a seguir. Avaliou a situação e obteve o máximo de informações possíveis, Lars parecia mesmo possuí algum conhecimento sobre os vampiros de New York. 

Lars : - O bispo Altobello é um La Sombra que controla a máfia Italiana em Little Italy, um dos bairros de New York. Se tem alguém que parece saber algo sobre toda essa loucura certamente é ele. Eu tenho uns contatos na cidade. Com certeza estaremos mais seguros lá. Aqui já era Benetti, eu odeio ter de admitir mas nós perdemos essa merda...

Enquanto ouvia as palavras de Lars, o vampiro La Sombra olhou outra vez para a bruma onde estava o misterioso Gangrel. Da mesma forma como ele apareceu, ele havia sumido, talvez fizesse uso da ofuscação ou alguma habilidade ainda mais sinistra. A verdade é que o gangrel não deixou rastro algum. 

O tempo estava passando e Danio precisava tomar uma decisão antes que amanhecesse. Ele olhou para o céu e percebeu que a lua estava bem no meio então certamente já era meia noite ou um pouco mais que isso. Viajar a pé para New York era impossível até antes do sol nascer. Ele se lembrou que ainda havia Hamlim, o que fazer com aquele Caitiff ? Já que provavelmente o Zelador estava morto, ou quem sabe ele ainda poderia tentar marcar aquele encontro. Afinal o Park de Newark não era tão longe dali. 1 hora a pé ou 15 minutos ou menos de carro. Como novo líder do bando ele percebeu que LArs e o Tzmisce esperavam uma decisão por parte dele. O vampiro estranho que torturava bebês era muito alienado, quase parecido com um malkaviano, não parecia ligado com o mundo a sua volta. Estava perdido olhando para a lua e em seus pensamentos.

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Sab Out 07, 2017 9:19 pm

Vallek Morton
- PDS 11/14
- FDV 6/7  
- Vitalidade OK


Herick Draven
- PDS 13/15
- FDV 5/7  
- Vitalidade Escoriado Agravado

Vallek Morton - Destinos Entrelaçados... - Herick Draven

O rumo que toda aquela história havia tomado estava além do alcance de Sanders, Vallek e Herick. Como o Malkaviano havia dito, aquele ser não era apenas um vampiro. Era uma criatura milenar capaz de manipular milhares de mentes e conecta-las diretamente umas as outras. Seu poder foi capaz de despertar outros 4 matusaléns ao longo do mundo, recriar uma realidade distante do plano da terra que todos conhecem e tornar possível a maioria dos desejos mais profundos de cada Malkaviano que estava co-existindo naquele novo mundo criado por Malkav. Não seria Sanders e um punhado de Agentes que iria impedir-lo. Sanders afirmou que o local onde Vallek e Herick estavam não poderia ser localizado no mapa, isso por que eles estavam em uma outra realidade, um plano existencial no qual as leis da física não ditavam os parâmetros do certo e errado. Tudo ali era possível desde de que alguém quisesse bastante com toda a vontade do seu interior. Vallek e Herick tiveram a prova disso e outros também. Contudo a vontade de Malkav era a maior de todas as vontades, por isso aquele lugar estava existindo. 


Sanders usando a voz de Herick : - Ir para o seu lado ? Você é um deles. Adonnis conseguiu manipular sua mente Morton, você mais do que eu queria impedi-lo e agora está do lado dele e de Elisha por causa desse Vampiro antigo do qual tanto teme. Me dê uma localização e nós iremos interpor tudo pelos ares...


Sanders então desligou o canal permitindo que Herick acordasse e tivesse o controle sobre suas ações mais uma vez. Era muito ruim servir de boneco de recado, era agoniante não poder controlar o próprio corpo e isso irritou Herick um bocado mas havia acabado, ele caiu de joelhos e um amontoado de poeira se ergueu da terra da caverna. Ele percebeu que um vampiro de olhos negros estava a sua frente se lembrou de seu sonho e que o vampiro estava se comunicando com os Tecnocratas, de alguma forma os dois pareciam conhecer o mesmo mentor das mudanças implantadas no corpo metálico de Herick Draven. 

Ambos sentiram quando o chamado se fez presente mais uma vez. As asas de Malkav, plumadas e alvas da cor do alabastro, imponentemente se abriram para atrair a atenção dos Malkavianos, Elisha que era nada mais do que uma bruma etéria se materializou na sua nova forma em um misto de morcego humanoide, ela estava incrivelmente mais evoluída, um resultado de metamorfose muito semelhante ao que Allen obteve que por sua vez também parecia ter sentido o chamado de seu senhor. 

Todos ali presentes olharam para Malakav, ele não precisou dizer nada, inconscientemente através da rede eles sabiam qual era o proposito de Malkav, Iluminar as mentes de todos e que perecessem aqueles que não conseguissem libertar suas mentes, Malkav queria que os seus filhos se espalhassem pelo globo auxiliando os matusaléns no domínio completo do planeta. 

Vários Malkavianos começaram a se esvaecer seguindo seus propósitos, Elisha desapareceu convidando Herick a segui-la enquanto acenava com a mão, Allen fez o mesmo chamando o amigo de outrora Vallek Morton, o vampiro olhou para o canto e Elizie ainda estava desacordada porem mais calma naquele instante, ainda pálida.  Vallek e Herick podiam simplesmente imaginar irem para qualquer ponto da terra que eles simplesmente iriam, mas os dois assim como todos os outros sabiam que Malkav queria que eles fossem ao auxilio de seus Matusalens (Plague Bride na India, Eatter em Michigan ou Nissiku em New Jersey)

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Sab Out 07, 2017 9:55 pm

Tom Halley
- PDS 14/14
- FDV 5/5
- Vitalidade OK
- Presença Invisivel Ativa

Tom Halley  - Dívida de sangue

A vida nunca teve um sentido realmente completo e absoluto para o Malkaviano, mas algo dizia no profundo amago de Tom que aqueles eram presságios das noites finais. Havia um misto de tristeza e paz em seu coração. Tristeza pela impressão de que tudo aquilo iria acabar, e Tom adorava tanto os detalhes da sinfonia, o modo como a gaita dele rebuscava nas paredes do convés se espalhando em notas tristes para qualquer um com bons ouvidos que quisesse ouvir. Os mortais eram sua platéia, sua melhor platéia, e se tudo aquilo acabasse ? Qual seria a graça em viver em um mundo sem a música ? Sem a paixão. A paz poderia ser explicada através daquele casal que caminhou com um olhar entorpecido até o sofá no qual Tom estava sentado, a dupla havia vindo da sauna. Não se importaram de estar quase nus, na verdade a música de Tom trazia um sentimento tão puro e viciante que eles preferiram ficar degustando cada segundo daquela paz. Para Tom a paz se materializava como um sentimento de prazer cumprido, cada vez que via um mortal admirar sua música era uma satisfação total. 

Mesmo assim a Paz e a Tristeza envolveram o coração morto de Tom e se prenderam como espinhos na pele, tão fundo que Tom não conseguia se livrar, ele lembrava de cada um dos matusaléns que se ergueu e sabia que seus poderes eram o bastante para trazer o fim da raça humana, o que os Príncipes e Regentes da Camarilla estariam fazendo a respeito ? Ele poderia pensar. Enquanto tocava sua melodia, percebeu Purple e Carl se aproximarem de lugares diferentes, será que eles vieram apenas para apreciar a musica do vampiro ? Purple e sua face incógnita por debaixo daqueles pequenos óculos redondos, era mais fácil descobrir o segredo do universo do que saber o que se passava na mente daquele homem grande. Antes que a música acabasse eis que surgia a ancilla depois de seu banho, estava diferente, mais negra, mais ousada. Uma chama brotava de dentro de Tom e ele terminou a sua música apenas para olha-la com mais detalhes. 


A moça se sentou a seu lado, o lugar era uma esquina entre os corredores, um lugar com dois sofás de dois lugares onde um estava o casal de mortais que pareciam ter entre 20 a 30 anos, ele mais velho com uns poucos cabelos grisalhos e ela uma linda morena de olhos azuis e etnia russa. No outro sofá ficaram Aislin e Tom, e por fim apareceu Dave que nada disse apenas ficou no canto escorado ascendendo um cigarro. 

Aislin então esperou o fim da música para iniciar a conversa. 

Aislin : - Tom, Dave, Carl e Purple. Vocês viram o mesmo que eu, precisamos tomar uma decisão, nosso pai nos chama e ignora-lo será como ignorar nossas próprias raízes, vocês viram o mesmo que eu, o que vocês tem a dizer a respeito ?

Purple : - Eu sabia que esse dia chegaria, só não imaginei que seria tão cedo...

Dave era o mais irritado, estava impaciente ou quem sabe não havia aceitado aquilo com tão bem quanto os outros. 

Dave : - Vocês falam como se esse fosse o nosso destino, que se dane tudo isso, eu faço eu meu destino ! 

Dave então se vira e deixa o local sem ressalvas, todos se olham a espera de uma resposta que talvez não fosse vir tão fácil. 


Teste de Fascínio Diff 7 = 2 Sucessos 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Sab Out 07, 2017 11:06 pm

Rugall Salles
- PDS 5/10
- FDV 3/6  
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)

Rugall Salles - Sob a Máscara

O Helicóptero erguia voo e o vampiro poderia ver dali a cidade de Jersey City por completo, a cidade sitiada agora estava lotada por Fuzileiros Navais e soldados do Exercito americano. Tanques de Guerra percorriam a cidade e outros helicópteros de uso militar sobrevoavam o local. O CCD (Centro de Controle de Doenças) patrulhava com mais afinco cada casa, cada perímetro com auxilio do governo. A segurança havia sido retomada, mas a que preço ? Diana apenas se acolhei nos braços de Rugall, preferiu não olhar para baixo e dedicou aquele momento para descansar os olhos e a mente de tudo o que havia acontecido. 

O helicóptero sobrevoou até uma grande mansão na zona sul de Newark, uma cidade quase vizinha a Jersey City, lar do governador Chris Christie. O lugar era completamente fechado e a segurança muito bem equipada, o exército e a segurança privada trabalhavam juntas para manter o lugar a salvo de possíveis ataques exatamente como o local do discurso havia sido preparada. O helicóptero pousou no heliporto e o vampiro foi recebido por um grupo de assessoria do Christie. 

Assessor : - Seja bem vindo sr. Salles, Madamme ! Sintam-se a vontade para relaxar, o senhor Christie ainda está vindo mas ele pediu para que o senhor aguardasse ele na sala de reuniões. 

O assessor então conduziu Rugall e Diana até a sala prometida, a dupla atravessou alguns corredores até chegar a sala onde estavam Adam Bredley, contudo ele não estava sozinho. 

Adam : - Finalmente, espero que tenha apreciado a vista. Gostaria de apresenta-los o nosso novo contribuinte. Sr. Salles, ele manterá a nossa boa reputação em alta. Sr. Salles, gostaria de apresenta-lo aos representantes do clã Tremere, Sr. Seals, representando do clã Toreador, Senhorita Night e o Sr. Flemming do Clã Brujah. Formaremos a primeira linha de representatividade da seita e nossa primeira grande discussão é a re população de New Jersey, estávamos discutindo a possibilidade de cada um de nós criarmos uma prole para que possamos ter neofitos sob o nosso comando. Como premiação pela sua excelente atuação esta noite, queremos que tenha este privilegio de aumentar o números de membros Tzmisce em mais um. 

Os olhares estavam compenetrados em Rugall, Diana ficou um tanto surpresa, afinal um Tzmisce na camarilla já era muito estranho, o que diriam de dois ? 

    

Adam Bredley - Primogeno Ventrue                Hal Seals - Regente Tremere

 

Meg. F . Night - Primogeno Toreador               Kevin Flamming - Primogeno Brujah

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Undead Freak em Sab Out 07, 2017 11:47 pm

Sanders usando a voz de Herick : - Ir para o seu lado ? Você é um deles. Adonnis conseguiu manipular sua mente Morton, você mais do que eu queria impedi-lo e agora está do lado dele e de Elisha por causa desse Vampiro antigo do qual tanto teme. Me dê uma localização e nós iremos interpor tudo pelos ares...

Eu sequer tive a oportunidade de responder. Sanders desligou o canal de comunicação. Quando percebi, aquele ser, um híbrido de ciborgue com cainita havia despertado, caindo de joelhos como se tivesse se libertado de uma sensação sobrenatural de paralisia que o afligia. Ele me olhou nos olhos e eu não sabia dizer se ele estava confuso ou apenas curioso, mas naquele momento de fúria com a atitude insolente de Sanders, eu simplesmente não me importei. Sem dúvidas ele era o pior lacaio do mundo, quando se tratava de lealdade.

-- Gargh! Maldito mortal! No fim é um filho da puta estúpido como qualquer outro! Eu lhe dei a melhor escolha que o momento podia oferecer e o que ele faz?! Se Malkav não matá-lo por sua estupidez, eu mesmo farei!

Meu momento de fúria foi acalmado por um novo sentimento de chamado. Em seguida olhei para Elizie. Preocupado com ela, vi que estava mais calma, e isso me tranquilizou. Eu ainda tinha que providenciar alimento para o seu despertar.

Aguente um pouco mais, minha amada criança...

Elisha novamente se materializou em sua forma híbrida, e todos nós fomos ao encontro do pai mais uma vez. Sem dizer uma palavra, ele expressou sua vontade. A rede reverberou dentro de nossas mentes, de nossas almas. Estava clara a nossa missão: propagar a iluminação, auxiliando um de seus filhos mais próximos. Um novo mundo estava prestes a ser criado, e quem não fosse compatível com ele deveria ser destruído. Todos ali entenderam. Todos ali estavam se preparando. Muitos começaram a desaparecer. A força do pai era tão forte que nos permitia ir para qualquer lugar pela simples força da mentalização. Elisha fez um sinal para o híbrido mecânico, fazendo um sinal para ele acompanhá-la, antes de ela mesmo desaparecer. Não muito distante da anciã, lá estava Allen, acenando para mim. Tínhamos a mesma missão a cumprir, pois éramos filhos do Grande Pai, assim como todos ali. Sem demora, fui até o meu velho camarada.

-- Suponho que vai querer ficar por aqui, auxiliando Nissiku, não é mesmo? Por mim tudo bem, mas antes vamos procurar algum gado. Preciso alimentá-la.

avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Bahamut em Dom Out 08, 2017 2:27 am

Rugall passeia por cima de New Jersey contemplando a atuação das forças de contenção e controle retomarem a ordem da bela cidade. Diana por sua vez aproveita para se apoiar em Rugall e descansar mais um pouco. O abraço parece não ter tirado completamente a sua doçura e ela não sente falta de seu criador, o qual ela não teve quase nenhum contato. O laço de sangue com Rugall tem se mostrado mais forte do que o laço entre criador e cria.

O helicóptero sobrevoou a cidade até alcançar uma região a sul de Newark, uma cidade vizinha a New Jersey, aonde se localizava a mansão de Bredley. O local era fortemente protegido e assim que pousaram, um assessor do governador Christie os recebeu.

Assessor : - Seja bem vindo sr. Salles, Madamme ! Sintam-se a vontade para relaxar, o senhor Christie ainda está vindo mas ele pediu para que o senhor aguardasse ele na sala de reuniões.

Rugall e Diana foram conduzidos até a sala de reuniões, encontrando ninguém mais que Adam Bredley. Bredley não estava sozinho e logo que Rugall entrou, tratou de apresentá-lo aos outros integrantes da reunião como o mais novo contribuinte, a fim de manter a boa reputação da seita. Os integrantes eram o regente Tremere, sr. Seals, a representante do clã Toreador, Meg F Night e do clã Brujah, Sr. Flemming. Todos os membros da sala seriam juntos a primeira linha de representatividade da seita em New Jersey e a primeira pauta seria a re população de New Jersey. De acordo com Bredley, a discussão era sobre a possibilidade dos membros que ali esperavam a chegada de Rugall terem uma prole para ter mais neófitos sob seu comando e Rugall, devido à excelente atuação desta noite, teria o mesmo privilégio, aumentando o número de Tzimisces em mais um.

A reação de Rugall ao chegar na sala foi normal, porém por dentro ele estava um pouco confuso Até onde sabia Meg poderia estar destruída. Se estava ali era porque sua importância é demasiadamente grande, a fim de que Rugall seria o responsável em transformar a atual posição negativa de Meg perante a sociedade em algo plausível e aceitável novamente. Durante as apresentações Rugall encarava um a um, acenando levemente a cabeça como cumprimento, menos com Meg, a quem proferiu um gesto mais cortês.

Em meio às apresentações, Rugall pensava sobre os membros ali representados e o que sabia sobre cada um. O Tremere e o Brujah tinham um ar sombrio e recluso. Para Rugall isso pode estar relacionado com o fato de serem anciões. Meg também tinha era uma anciã, mas mantinha sua pele corada e uma expressão menos seria do que os outros dois membros apresentados a Rugall. No mais, eles eram completas incógnitas para Rugall, que poderia se considerar em um ninho de cobras. Dessa forma, começou a fazer suas deliberações.

Bredley era um Ventrue, clã conhecido por estar sempre à frente das lideranças da seita. Embora isso possa parecer algo bom, Rugall sabe que em primeira instância o clã visa o bem estar próprio e usa a seita para a própria proteção. Embora Rugall não conheça Bredley e este o estar auxiliando excelentemente, tudo isso irá servir para reafirmar a seita e seus integrantes na cidade. Tal feito ao ser reconhecido, terá como mérito final o idealizador que não é ninguém mais que o próprio Bredley, fechando a linha de raciocínio de Rugall. É claro que isso não precisa ser necessariamente algo ruim, uma vez que se Rugall mantiver seu papel e for cada vez mais útil, as boas graças de Bredley continuarão caindo sobre o Tzimisce, que prosperará na seita.

Meg F. Night, uma bela Toreador bem adornada em seu vestido preto faz Rugall lembrar da noite de inauguração do seu salão. Ela estava lá, chamando todas as atenções para si. Rugall teve notícias de que Paul Kim a teria capturado e depois tudo ficou meio confuso. De acordo com o pouco que sabe do clã, Meg seria uma boa candidata para Rugall tentar manter contato e investir em uma possível aliança. Embora o clã tenha como principal foco a busca por suas paixões e vícios, até aonde Rugall sabe os Toreadores tem um acesso mais fácil do que muitos clãs e o fato de Rugall e Meg estarem em ramos semelhantes pode acarretar em bons frutos para o Tzimisce.

Hal Seals é um Tremere. a palavra Tremere tem um impacto muito forte na mente de Rugall. É como se isso estivesse enraizado na memória do clã e fosse passado pelo sangue do clã pelas gerações. Nirrhtak contou a Rugall sobre as relações entre os clãs e como isso se iniciou. Os Tremeres talvez tenham sido os grandes responsáveis pela massiva queda do clã Tzimisce. Rugall sabe que tudo isso não importa e que embora ele tenha o sangue, não possui relações com o clã, nem no Sabá e nem em outras facções do clã. Porém, ele não deixa de raciocinar sobre como o clã Tremere chegou até onde chegou, usurpando os arredores e mantendo seus segredos muito bem guardados. Rugall ficará bem alerta com esse Tremere.

Por último, Kevin Flamming, do clã Bujah. Rugall sempre os viu como peões e soldados, sendo difícil considerar um em uma posição de ancião e começa a raciocinar sobre a posição do clã em noites mais antigas. A grande massa do clã hoje se encontra fora da Camarilla, o que leva Rugall a crer que os integrantes Brujahs na Camarilla sejam bem valorizados e talvez mais bem instruídos para evitar perder mais membros desse clã para outras seitas. Rugall viu o que os Brujahs do Sabá conseguem fazer e sabe que os Anarquistas possuem uma forte propensão para atrair Brujahs. Como linha de frente, eles são indispensáveis para a proteção da Camarilla. Fazer a boa imagem de um ancião Brujah pode fortalecer a imagem do clã e trazer mais membros para a cidade ou quem sabe, para a seita. De qualquer forma, Rugall o analisará mais a fundo para entender o que passa em sua cabeça.

Por fim, Rugall escuta Bredley falar sobre as proles e coloca o fato de que Rugall seria um Tzimisce. Diana reagiu com um susto bem visivel e Rugall também se espantou, embora de forma mais discreta. Após a surpresa, Rugall pensa no fato de que já deveria ter previsto isso. Os contatos com Meg e Paul Kim, os vídeos da polícia, a invasão ao Sabá, tudo isso deve ter gerado vários tipos de informação que facilmente os levariam ao descobrimento do clã de Rugall. E isso muda muita coisa.

Uma vez que sabem o clã de Rugall, a forma como eles possivelmente o vêem fica drasticamente mudada, pensa o Tzimisce. Meg com certeza ficará com o pé atrás. Os Tzimisces são conhecidos por seu sadismo e vítimas Toreadores são fáceis de serem subjugadas e muito apreciadas nas sessões doentias de tortura do Sabá. Kevin deve enxergar Rugall como um verme que só precisa de um motivo para ser esmagado. Seu clã sempre sofreu baixas por causa dos Tzimisces, uma vez que estão nas linhas de frente tanto da Camarilla quanto do Sabá, sem a forte presença e liderança dos Dragões, a maioria desses conflitos não teria existido. Hal Seals, como todo Tremere, deve estar olhando para Rugall como um objeto de pesquisa, ansioso para desvendar todos os segredos incrustados no Tzimisce e não medirá suas ações para arrancar tudo o que puder, seja em conhecimento, seja em poder. Claro que ele também vê em Rugall um possível oponente direto devido a rixa dos clãs e se lhe for pertinente, usará isso a seu favor caso decida tomar medidas drásticas contra Rugall. Por fim, Adam Bredley. Como todo Ventrue, suas ações são muito bem articuladas e com certeza envolvem muitas coisas ao mesmo tempo. Colocar Rugall à frente de um projeto desse porte evita que ele tenha que colocar à frente alguém que precisa se manter oculto, protegendo assim mais membros da seita e utilizando Rugall como bode expiatório, não só no projeto, mas também como uma forma de isca para o Sabá. Se eles sabem quem Rugall é, então sabem qual a posição do Sabá para com ele. Uma vez na mídia, sua visibilidade atrairá a atenção do Sabá que virá como formigas em um piquenique. Dessa forma a Camarilla os terá aonde quer como alvos fáceis e se algo der errado, será só mais um Tzimisce a menos para se preocuparem.

Com relação à prole, Rugall não se sente confortável. De certa forma ele já está com uma neófita e mais um vampiro recém transformado pode trazer sérias dores de cabeça para o vampiro. Sem contar que um neófito é mais suscetível à manipulação dos anciões e ter um Tzimisce fresquinho para eles usarem seria algo inédito e muito oportuno.

Terminando as considerações Rugall encara Bredley com um sorriso discreto e afetuoso, porém sem tirar a seriedade do rosto. Então, usando todo o seu arsenal para se expressar de forma elegante e convidativa, Rugall toma a palavra.

Rugall: - Boa noite senhor Bredley! Confesso que não esperava vê-lo aqui. Agradeço pelo elogio com relação ao acontecimento dessa noite.

É uma honra conhecê-los senhores, Hal Seals, Kevin Flamming e Senhora Night. Estou ansioso para trabalhar com vocês e saibam que eu e Diana faremos o que for necessário para alcançar os propósitos a serem atingidos.

Uma vez que partilharemos de um papel tão importante para a seita e para New Jersey, eu gostaria de saber mais um pouco sobre cada um de vocês, se me permitirem. Assim como acredito que vocês devem estar curiosos para me conhecer um pouco mais a fundo.

Ah sim, Senhor Bredley. Quanto ao assunto final que foi colocado. O que o senhor sugere exatamente?


Diana se mantém próximo ao seu Senhor. Ela procura estar pelo menos segurando o braço de Rugall, que a afaga discretamente de tempos em tempos. Diana está um pouco assustada e ainda fragilizada. Tomara que Rugall tenha um bom tempo para dispor com Diana, ainda esta noite.
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por mitzrael em Dom Out 08, 2017 4:17 pm

herick via que a aquela loucura tava cada vez mas fora de controle nem ele tinha controle de seu proprio corpo o que levo a ele ter uma ideia .

pensando :
ai seus malas vcs ainda podem me ouvir ??
descobrir onde estao os antes deluvianos , Plague Bride na India, Eatter em Michigan ou Nissiku em New Jersey se aprecem temos de enfraqucer esses idiotas .
vou continuar procurando mas informaçoes espero que vcs estajam conectados .
depois disso vc vao ter muito trabalho pois quero outras modificaçoes .


herick olhava em seu redor .

pensando :
bem que vc podiam tar vendo o que eu to vendo .


herick olhava para Alisha e pegava sua mao , olhava para ela em seus olhos e via o quanto
eles mudaram com toda loucura , sera que esse será o fim de tudo ? será que esse circo vai ser o seu novo lar ?

herick seguia sua mentora com perguntas em sua mente .

Twisted Evil Twisted Evil
avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Bad em Seg Out 09, 2017 3:24 pm

A música para tom era aonde vivia seu poder, seu prazer, sua arte, sua forma de comunicar... para Tom a magia da vitae e todo seu sabor, jamais seriam o mesmo sem a musica...e  o que é a música se não a interação do artista com seu público, algum morrerem por um bem maior não importava, agora todos serem dizimados significaria o fim da era musical para tom.
A cada segundo que emitia sua melodia seu pensamento se aprofundava mais na sua situação, ao ver Purple e Carl vindo logo imaginou que não foi o único que teve aquela visão... estava satisfeito com a música até que sai Aislin com sua beleza fenomenal que tom não pode deixar de pensar *essa é uma arte que não precisa ser feita, apenas por existir já merece ser admirada*. Tom finalizou sua canção, olhando para o casal ali em sua frente pensando como se divertir com eles, mas sua imaginação so conseguia focar em como aqueles matusaléns tinhas capacidade de dizimar toda a raça humana, então qualquer diversão ali seria em vão.
Então após a canção finalizar um silencio se alocou, Tom não iria quebra-lo, tinha dúvidas, mas não iria falar naquele momento até que Aislin questionou, logo respondida por Carl e Dave, Tom ao ver a reação negativa de Dave esboça uma reação para tentar pará-lo, mas imediatamente já desistiu.
Após aquele silencio, tom resolve falar e responder:

- Não que eu não queira ajudar, apenas afirmo que não tenho nenhuma habilidade de combate, sempre fui um amante da música então não sei que tipo de ajuda eu teria em uma situação assim... no máximo na comemoração de uma possível vitória. Entendo Dave não querer ir, ainda não sabemos nada, há algo que está escondendo de nos Aislin?

Tom se vira para a mulher com um olhar normal, como se estivesse em uma conversa de igual para igual.
avatar
Bad

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 25
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Ter Out 10, 2017 9:05 am

Vallek Morton

- PDS 11/14

- FDV 6/7  

- Vitalidade OK




Apesar de sentir um fluxo sutil em sua alma lhe chamar para outro lugar, Vallek resolveu perambular pelo local em busca de outros seres vivos com os quais pudessem servir de alimento para Elizie que sofreria de seu primeiro frenesi por falta de alimento no inicio da próxima noite, a primeira noite sempre é dificil. A dor, a agonia física e mental que intercala em seu interior não podem ser explicados por algumas palavras. Vallek e Allen olharam para a jovem por um momento lembrando como era o renascimento.



Allen :  - Veja pelo lado bom, pelo menos ela não vai acordar em uma cova como o resto dos membros Sabás... O que me leva a outra pergunta. Teremos de matar nossos aliados do Sabá se eles não quiserem aceitar a nossa iluminação. Será que os La Sombras , Ventrues AT e Gangreis Urbanos estão prontos para isso ? Digo isso porque todo o restante do sabá é bem louco na minha opinião !



A dupla seguia enquanto conversava para o lado de fora da caverna, a noite era estranha naquele lugar, o céu era interminavelmente negro e no lugar de estrelas havia olhos incansáveis a observar todo o local. O chão parecia vivo, feito de carne ou um couro macio ao toque, Vallek podia sentir o pulsar das veias rotas se fechasse os olhos e voltasse sua atenção a se concentrar. Eles caminharam por algum tempo mas tudo o que encontraram foram vermes estanhos que rasgavam a terra e tentaram atacar Vallek e Allen. Allen porem era muito rápido e nada que alguns disparos de seus 4 revolveres não eliminasse a criatura de um combate mais longo.


Allen : - Essa porra verde é vitae ? Mas que caralho é isso ? Talvez seja melhor levar Elizie com a gente pra festa !

As criaturas rastejantes eram feitas de carne, escama e um viscoso liquido verde que espirrava ao chão e corroía o chão feito de couro.

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Fuuma Monou em Ter Out 10, 2017 12:59 pm

Caminhando para levar a dupla a uma posição que a bruma negra pudesse nos proteger da visão dos cainitas loucos na DP, escuto as palavras da Gangrel, última remanescente do bando Insight original. Ela realmente parece estar certa de que New York seja o lugar certo para nós agora, sob a "proteção" deste tal Bispo Altobello e de seus contatos.

"- Minha memória pode estar pregando uma peça, mas acredito já ter ouvido esse nome... pelo menos após Lars o repetir algumas vezes..." - Penso. O nome de alguém com sua fama já deve ter passado pela boca de Benetti, mas quem sabe...

Ao olhar para o interior da Mortalha, vejo que o Gangrel sumiu completamente. Talvez minhas palavras não o tenham atraído... ou ele não se interessa em formar uma parceria... quem  sabe? No final, ele seria de grande ajuda, mas podemos sair dessa sem maiores problemas. A grande dificuldade aqui é a nova situação posta em minhas mãos, pois durante anos fui somente um serviçal de Benetti. Agora surge a possibilidade de tornar-me o líder de um Bando, mesmo que tendo somente um membro original, Insight ainda deve ser visto com sua influência. Talvez um nome novo seja mais interessante para marcar esta nova fase, mas isso é algo para pensar mais tarde..

Olho para Lars e Nirrhtak, cada um perdido em seu próprio mundo. Mesmo que eu não quisesse, seria impossível qualquer um desses ter a força necessária para comandar. Deixar o "comando" deste novo Insight para qualquer um deles seria burrice de minha parte. A Gangrel está devastada pelas perdas daquela noite, e o Tzimisce parece ter a loucura de Malkav em seu sangue. Vejo que ambos esperam por minha palavra e tomo uma decisão: É hora de pegar as rédeas desse grupo e seguir adiante.

- Você tem razão Lars. Chegou a hora de deixar esse lugar. Primeiramente, temos de descobrir o que houve aqui. Se você tem como conseguir um encontro com este Bispo, então seguiremos à New York. - Coloco novamente a mão no ombro da Gangrel, como uma forma de encorajá-la. Tocá-la trás uma boa sensação, mas não me renderei a isso agora. - Ainda temos mais uma coisa... o Caitiff está aqui, em topor, dentro de um carro no interior da Mortalha. Pelo que foi dito, o Regente Tremere está em NY. Uma vez que Hamlin está ligado a mim, podemos usá-lo para chamar o Tremere ou mesmo para obter algo na presença do Bispo. Mas precisamos agir rápido, pois não acho que essa escuridão sobreviverá por muito tempo mais. - Viro-e ao Tzimisce. - Você virá conosco?

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Undead Freak em Ter Out 10, 2017 10:19 pm


O caminhar lento naquele local me preocupava. A impressão que eu tinha, graças a desolação que me rodeava, era de que nós teríamos que caminhar muito para encontrar um maldito saco de sangue para alimentar Elizie.

Minha adorada...

Elizie me exercia um magnetismo nunca antes visto por mim. Aquele rosto gracioso, quase inocente, tinha um poder terrível sobre mim -- quase como um laço de sangue. Eu podia sentir as torturas da besta que se entrava em sua alma pela segunda vez. Eram as mesmas torturas que todos nós passávamos, quando o lado negro de Cain, sintetizado em uma consciência perversa que chamamos simplesmente de "A Besta", luta com o nosso próprio espírito para compartilhar um corpo que agora não poderia ser considerado nem vivo e nem morto. Era algo comum, mas por alguma razão eu não consigo suportar vê-la assim. Eu não me sentia assim desde que... Annabelle me criou.

Doce criança, doce anjo predador...

Allen aparentemente notou minha angústia -- algo que, naquele instante, era tão forte que não era nada difícil de notar. Ele tentou me reconfortar, enquanto caminhávamos naquele local fora do espaço e tempo do vulgo mortal.

-- Veja pelo lado bom, pelo menos ela não vai acordar em uma cova como o resto dos membros Sabás... O que me leva a outra pergunta. Teremos de matar nossos aliados do Sabá se eles não quiserem aceitar a nossa iluminação. Será que os La Sombras, Ventrues AT e Gangreis Urbanos estão prontos para isso? Digo isso porque todo o restante do sabá é bem louco na minha opinião!

Era uma boa pergunta. Allen estava certo. Essas palavras me fizeram refletir por um instante.

-- Eu sinceramente não tenho desejo de lutar com ninguém, mas terei de fazer o que for preciso. Os clãs que você citou são aqueles que são os mais movidos pelo orgulho, ou seja, pelo ego que nem mesmo o abraço matou. Devemos estar atentos, porque nesse momento eles já tiveram conhecimento sobre o que aconteceu. No entanto, tanto a Camarilla quanto o Sabá foram dizimados em números alarmantes desde o despertar do Pai... mas é como eu disse: vamos manter os olhos abertos. Somos agora... Communis Hostis Omnium ¹. Somos inimigos de ambos os lados.

Nós alcançamos a saída, onde um chão feito de couro e veias pulsava, e uma noite com olhos ao invés de estrelas no céu mantinha constante vigilância sobre tudo o que acontecia. Quando eu fechava os olhos, sentia um fluxo leve no chão, como uma grande artéria. O solo era macio, e nossos pés afundavam. Era como se estivéssemos caminhando sobre o corpo fresco de um gigante adormecido. Mais alguns passos à frente e tivemos outra surpresa: um verme que rasgava a "terra" pulsante que caminhávamos. Ele tentou nos atacar em vão, pois Allen disparou rapidamente com os seus quatros revólveres, exterminando a criatura quase que instantaneamente.

-- Estou cobiçando asas, mas essa sua ideia de quatro braços não é nada má também...

-- Essa porra verde é vitae? Mas que caralho é isso? Talvez seja melhor levar Elizie com a gente pra festa!

Haviam mais deles. Eles tinham escamas, carne e um líquido corrosivo, que machucava a "terra".

-- Essa coisa parece algo que os Tzimisce fariam, e essa merda de vitae corrosivo parece coisa de... -- nessa hora eu me espantei -- Assamita! Isso me lembra o que nós estávamos falando antes e... Allen, não podemos cometer erros, pois podemos estar sendo caçados.

[Off] ¹: do latim "Inimigo Comum de Todos".

-- Honestamente creio que não devemos perder tempo e munição com essas bostas, no entanto, pode ser que esses seres tenham algo interessante a nos revelar...

[Off] Uso Demência 3 na criatura. Independente do resultado, vou usar ofuscação para tentar evitar a luta. Só entrarei em combate com elas em última hipótese.
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Qui Out 12, 2017 6:17 am

Rugall Salles
- PDS 5/10
- FDV 3/6  
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)

Já fazia muito tempo desde de que o recluso Tzmisce estivesse na presença de tantos membros de sua espécie. Era impossivel não notar que uma tensão no ar se estabelecia. Será que ele eram confiáveis ? Rugall era de uma linhagem não muito acolhida pela seita se muros de márfim, todos eles tão seguos de sí, Rugall sentia como se estivesse sendo observado pelas paredes, uma camera de segurança talvez. Ninguem enganava Rugall, ele tinha certeza que estava sendo observado em cada detalhe. Meg, estava sentada com as pernas cruzadas e com um jeito tão sedutor que qualquer mortal aceitaria qualquer pedido daquela mulher sem hesitação. Adam e Hal Seals era dois senhores do mundo dos negócios. Rugall poderia não conhece-los muitos como membros mas enquanto conversavam escutou Hal dizer que escolheria um de seus sócios da Cube Airlines para ser a sua prole. A seals era um grande empresário e dono da maior empresa de tráfego aéreo de Newark inclusive se lembrou que o Helicoptero do qua vinha, possuá a logo marca do cubo vermelho caracteristico de sua empresa. Dessa maneira Hal foi o primeiro a revelar quem seria sua prole. 

Aos poucos Rugall era convdado para se sentar em uma das confortáves poltronas que lá existiam, havia mais duas sobrando onde justamente se sentaram Diana e seu senhor bem ao lado esquerdo de Meg F. Night. O perfume da Toreador era incrivelmente entorpecedo e Rugall podia senti-lo mesmo naquela distancia, ela o atraía pela sua enorme beleza, uma vampira com incriveis poderes de persuasão. Quando o vampiro se sentou ao seu lado ela penas sorriou e moveu o tronco um pouco mais para perto de Rugall para lhe contar algo de maneira mais discreta o que evidenciou um ataque de ciumes por parte de Diana, a garota inflou de ódio, Rugall sentia que Diana havia ficado muito mais emotiva e furiosa depois do abraço. 

Meg então sussurrou. 

Meg : - A batalha e ego destes senhores fara com que eles se auto descrevam em alguns minutos, não se preocupe, você está em casa agora. Aos poucos conhecerá cada um de nós. 

Meg dizia com um sorriso simpático no rosto, mas foi interrompida por Adam que percebeu a conversa paralela dela com Rugall então ele chamou a atenção. 

Adam : - Pois bem , respondendo a pergunta do senhor Salles, eu assim como o senhor Seals já me decidi quem será a minha prole. Como sabem o governador Chris Christie não virá na reunião hoje, pois ele cedeu sua casa para nós conversarmos, ele está muito ocupado cuidado da formação da fortaleza militar que se prontificou em Jersey City e como sabem ele está sendo muito util. Chris não sabe sobe a nossa natureza e é melhor que ele continue assim pois nos mantem mais discretos, sua assessora . Miss Ana Bright já era minha carniçal e evidentemente serão os nossos olhos dentro do senado de New Jersey como assessora partiular de Christie. Sels escolherá um de seus sócios o que ajudará no transporte pelo estado e vocês Senhorita Night e Flamming ? 

Rugall se lembrava do doce gosto do vitae da assessora, não poderia deixar de lembrar. 

Kevin : - Possuo uns contatos no exército, escolherei o Tenente-Coronel Blunch, le tem extrema noção das operações em New Jersey e pode nos deixar cientes de cada incursão militar. 

Adam : - Otimo, Miss Night ?

Meg om uma olhar descompromissado apenas comenta 

Meg: - Alguém bonito e com muito dinheiro para arcar com as despesas quem sabe, ainda ñão pensei muito a respeio mas avisarei assim que tiver um nome. 

Adam : - Entendo, sr, Salles então ao senhor permitar indicar o chefe de policia Jones, percebi que o senhor possuí uma certa amizade com ele, talvez esteja na hora de você sair de sua zona de segurança e começar a controlar outra força de influencia na cidade como a policia por exemplo não acha senhor Salles. Se planeja galgar nossa hierarquia precisa tomar decisões e controlar os poderes. 

Diana rapidamente demonstra impaciencia e sua surpresa chama a atenção de todo o conselho

Diana :  - Meu tio um vampiro ??

Mag : - Ahahaha e quem é você, mesmo pra falar com Anciões com tanta intimidade

??????: - Ora, ora. Quanta indelicadeza de uma dama para com uma dama, deixem a neofita expremir suas emoções... Mas indelicadeza ainda foi começarem a reunião sem mim. 

Das sombras a voz gutural envolveu discretamente a sala de reuniões. Rugall podia sentir um frio na nuca como se pudesse ter sido atacado de surpresa a qualquer minuto e não havia percebido. 

 


Rugall Teste de Percepção + Prontidao+ Auspicios Diff 8. = 3 sucessos.


_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Sex Out 13, 2017 9:36 pm

Herick Draven
- PDS 13/15
- FDV 5/7  
- Vitalidade Escoriado Agravado

Quando o vampiro decidiu que iria acompanhar sua mentora seu corpo se desfez com a velocidade que teria se fosse tragado pelo sol, suas particulas se transformavam em peira cósmica e sua consciência viajava a milhare de kilometros na velocidade do pensamento. Nem mesmo todo o metal em seu corpo era capaz de aguentar a velocidade do pensamento e da rede malkavian. Ele poderia sentir plenamente a diferença em existir em um corpo físico e estar em um corpo etério. 

Em uma viagem fora dos padrões do entendimento do vampiro, tudo o que ele conseguia perceber é que havia sido levado para New Jersey novamente, mas porem uma versão totalmente do lugar que ele costumava conhecer, havia um reflexo opaco do local, a lua de sangue vermelha no céu indicava o inicio do fim . Herick estava flutuando com longas asas etérias feitas de um material estranho e esbranquiçado. A sua volta luzes das mais diversas cores, porem todas opacas e sem vida. 


Criaturas estranhas permutavam pelos céus da cidade, avançando nas casas e esabelecimentos. Herick sentiu que a vida estava sendo ceifada inclusive a sua de uma certa maneira o enfraquecia. Elisha também sobrevoava, gargalhando como se admirasse e desfrutasse cada momento. 

Elisha : - O caos reina agora Herick meu guardião ! Os mortais irão conhecer a verdadeira graça nas coisas, suas mentes irão se libertar e eu serei parte do instrumento para isso ! HAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

O poder da voz de Elisha era tão forte que até mesmo a mente de Herick começava a ser afetada, tudo o que ele queria era liberar suas garras e presas e destroçar todos os mortais presentes a sua frente. O olhos de Herick começavam a avermelhar por completo. A besta queria consumir o vampiro. A voz da loucura de Elisha havia penetrado em suas veias rotas. 

Herick viraria uma besta desenfreada mais uma vez ?


OFF: Você pode gastar FDV para segurar por alguns turnos. 


Herick Teste de Inteligencia + Ocultismo Diff 9. = 1 Sucessos
Herick Teste de Instinto diff 9. = 0 sucessos 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Sex Out 13, 2017 10:15 pm

Tom Halley
- PDS 14/14
- FDV 5/5
- Vitalidade OK
- Presença Invisivel Ativa

Aislin continuava a enigmática peça de um quebra-cabeças. Apesar de estar com as presas erguidas, seu rosto predatório não intimidou Tom, mas esse não era o objetivo da jovem, ela apenas estava mostrando sua verdadeira face, mesmo assim ainda sendo uma incognita. 

Aislin : - Sr. Halley deveria se olhar no espelho com mais frequencia sabia ? Sei que é um Neofito mas já deveria saber que nós somos os predadores e eles - Aislin estala os dedos e gargalha sutilmente apontando para o casal - São as presas. 

O homem e a mulher imediatamente reviram seus olhos e contraem o pescoço como duas marionetes desengonçadas, a dupla começa a sorrir frenéticamente junto com a risada singela de Aislin. Ambos estavam em um transe frenético provavelmente ocasionado pela demencia transplantada de Aislin atraves de sua risada. Purple e Carl apenas observavam no canto, apesar de não falarem eles admiravam a situação de total descontrole dos mortais que gargalhavam com os olhos encurvados e vesgos até sangrar. 

Aislin : - Nós vimos a mesma coisa que você viu meu querido. O chamado de nosso pai. Nós temos um objetivo maior agora. Nossa pai precisa de nós e nós ! Vamos alimentar o mundo inteiro, consertaremos o que está quebrado e começaremos por todo esse navio ! 

Carl : - Dave só está com inveja por que ele nunca conseguiu despertar a demencia ! kkkkk

Purple : - A cabine de Comando será o ponto de maior dificuldade. Eles possuem armas e o pior. Eles possuem um sistema de segurança na cabine do comandante. 

Aislin : - Vamos tomar esse navio e entrega-lo a Malkav, faremos nossa parte e iluminaremos a mente dos mortais, aqueles que não conseguirem entender a verdade genuína atras do mistério do mundo merece apenas ser um rebanho. Façam, carniçais, proles e espalhem a demencia. Esse é o desejo de nosso pai !!!

Carl estava muito empolgado com tudo e saiu quase saltitando. Purple e Aislin apenas olharam para Tom como se esperassem uma reação do mesmo.  

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Sex Out 13, 2017 10:34 pm

Danio Benneti 
- PDS 5/14
- FDV 3/7 
- Vitalidade -1 Ferido Gravemente (1 Agravado,3 Letal)

O novo grupo se organizava. Apesar de viver um pouco absorto em seus próprios pensamentos, o Tzmisce confirma com a cabeça que iria segui-lo. Danio voltava para os destroços do carro e pegava Hamlim ainda em desmaiado, ele estava muito pálido e certamente precisaria de sangue ou ficaria em torpor por mais tempo. Aquele Caitiff estava se tornando uma verdadeira pedra na vida do La Sombra. 

Lars : - Cara, por que você ainda não rasgou o pescoço desse idiota. Ou sei lá. Ele já está sobe seu total laço de sangue ? Ele pode ser o nosso cachorro, o Tzmisce pode arrancar a inteligencia dele. Não pode ? Fazer dele um animal fiel ? KKKKKK Ainda precisamos de um veiculo. Vamos, eu acho que posso roubar um carro, nós 4 não vamos poder andar de moto. Eu já volto. 

Lars subiu em sua motocicleta e partiu no horizonte a procura de um carro, deixando Danio sozinho com o Tzmisce e o Caitiff no meio do nada, o mais estranho era que o Tzmisce não tinha mais nada de humano, certamente já havia se entregado a alguma trilha medonha, a metamorfose talvez, considerando o lance com os Bebes e a pele extremamente branca do vampiro e seus dedos longos. Enquanto esperavam o vampiro fez uma unica pergunta. 

Nirrhtak: - Já ouviu o nome Rugall Salles ou Anton Moses alguma vez em sua vida ? 

Aparentemente o vampiro também procurava por alguém.

Não demorou muito e Lars voltava com um Cadilac antigo mas que ao menos caberia os 4.

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Bad em Seg Out 16, 2017 9:46 am

Tom estava atento a situação, ao contrário do que parecia ele tinha tocado ali para relaxar e não para agradar aquele casal, não escondia também que sentia prazer em ter uma plateia, mas, nitidamente deu para notar que quando Aislin brincou com aqueles casais Tom sentiu um certo prazer...

Tom se levantava, olhava para aislin e toda aquela situação... não fez esforço para esconder sua empolgação...

- Vocês me entenderam errado, não é que eu queira salvar todo mundo, eu apenas achei a situação complexa demais e estava com preguiça de pensar numa solução, mas já que decidiram, vamos a obra, afinal vocês sabem que minha especialidade é ser ouvido?


Tom dá uma risada até um pouco exagerada...

- Irei causar o pânico no salão de festa, a loucura estará à solta, isso deve dá uma brecha para vocês invadirem a cabine.

Tom pega seu violão tira da capa, coloca a corda de sobre o pescoço e começa a caminhar em direção ao salão principal.

- Então vamos lá, é hora do show.


-- Caso não seja impedido –


Tom chega no salão pega uma cadeira e senta em uma posição favorável para sua música. Após estar confortável ela desativa sua presença invisível, começa a dedilhas seu violão e cantar


Enquanto tocava a introdução Tom usava Fascínio (Gasto 1PFV) para que algumas pessoas olhassem para ele e diminuíssem a conversa para que ele pudesse ser ouvido, quando a começasse a cantar realmente, iria observar se estava sendo ouvido e então ativaria Voz da loucura, só que gastaria outro ponto em força de vontade(-1PFV) para não entrar em frenesi e poder apreciar toda aquela loucura da sua forma mais crua.
avatar
Bad

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 25
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Fuuma Monou em Seg Out 16, 2017 1:26 pm

Assim que o Tzimisce confirma que seguirá junto conosco até o New York, me dirijo ao interior da Mortalha e retiro o Caitiff desacordado de dentro do carro. É um fardo que preciso carregar, pelo menos um pouco mais. Ao retornar à presença de meus companheiros de jornada, solto Hamlin no centro, entre nós três. Lars começa a falar... é impressionante como nossa mente se combina, pois a primeira coisa que pensei após ver que o cainita estava sob meu controle foi o como ele poderia ser meu animal de estimação... "- Até o fiz sentar e quase rolar" - Um sorriso surge e minha face ao lembrar desse momento, mas logo este some.

- Certamente, já o fiz sentar e rolar... então não acredito que muito mais seja necessário. - Respondo à Gangrel.

Lars escreveu:Vamos, eu acho que posso roubar um carro, nós 4 não vamos poder andar de moto. Eu já volto.

Lars deixava-me só com Nirrhtak. Subindo em sua moto, ela segue em direção ao horizonte a procura de um veículo que pudesse ser usado por nós quatro durante o percurso até New York. O silêncio começa a tomar conta do lugar. Perguntas começam a ser formuladas em minha mente para o Tzimisce. Se estaremos seguindo lado-a-lado, pelo menos, até a grande cidade, seria interessante obter um pouco mais de informações sobre ele. Observando o cainita, é certo que este não mais segue sua humanidade, perdida muito tempo atrás.... quem sabe no meio do percurso ele não resolve mostrar seu 'lado Malk de ser', dar uma de louco de atacar aqueles dentro do carro.

Perdido em minhas conjecturas e olhando para o lugar onde Lars sumiu, ouço a voz do Cainita.

Nirrhtak escreveu:- Já ouviu o nome Rugall Salles ou Anton Moses alguma vez em sua vida ?

Era estranho ouvir aquele som, sendo ele a quebrar o silêncio. Suas palavras indicam que este possui um objetivo. Mas qual seria esse? Agora é um bom momento para descobrir.

"- Se não me engano, Lars falou sobre um tal de Rugall quando estávamos na procura por Hamlin... se não me engano ele era o dono do lugar onde Meg havia sido presa..."

- Já ouvi tal nome... Ele é um Caitiff dono de um salão de beleza, não? - Minhas palavras eram diretas, mas em um tom como se estivesse longe, mantendo o olhar no horizonte. Aproveitaria um pouco mais a ausência de Lars para entender melhor meu novo companheiro de viagem... - Você está a procura dele?

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Bahamut em Ter Out 17, 2017 2:58 am

Rugall analisava os vampiros ali presentes. Já fazia algum tempo que ele não ficava presente a tantos membros juntos e ele estava atento. A tensão no ar era quase tangível e Rugall sentia um calafrio peculiar, como se estivesse sendo observado pelas costas.

Rugall fora chamado para sentar nas últimas duas poltronas que restaram, sentando-se ao lado de Meg. Ela estava sentada de pernas cruzadas de forma sedutora e seu perfume era inebriante. Se Rugall não estivesse atento com certeza cairia nas graças dela com facilidade. Adam e Hal discutiam negócios calorosamente enquanto o Brujah se mantia em silêncio. Meg pendeu seu corpo para perto de Rugall e sussurrou em seu ouvido sobre os dois vampiros em sua discussão acalorada, evidenciando o fato de que se revelariam de forma despreocupada e espontânea. Tal gesto fez com que Adam mudasse sua conduta e Diana evidenciasse um certo ciúme. Rugall se vira para Diana e a encara. Ela demonstra insegurança e posse, mas Rugall apenas a encara por uns instantes, sério. Em seguida ele volta suas atenções para os outros membros que o rodeiam.

Adam então expõe o assunto que pautava a sua discussão com o Tremere. Ambos indagavam suas possíveis crias e questionaram o Brujah e a Toreador sobre os mesmos. Em seguida Adam foca em Rugall e pontifica que o fato deste ter um bom relacionamento com o chefe de polícia Jones torna este um bom candidato para se tornar sua cria e juntamente o controle da polícia seria de muito bom uso por Rugall e subsequentemente para a seita.

Ao escutar isso, Diana solta uma exclamação, assustada com a possibilidade de seu tio se tornar um vampiro. Rugall em seguida segura a sua mão com ternura e ela, receptiva, se aconchega no braço de Rugall

Meg então gargalha e desqualifica Diana, questionando sua atitude de se expressar com tanta ênfase em meio a criaturas tão ilustres. Rugall estava para se interpor quando uma voz gutural ecoou do fundo da sala, fazendo-o sentir um frio na nuca seguido de uma sensação de impotência e morte iminente. Rugall tinha pressentido algo na sala mas não tinha se deixado levar pelas conversas dos anciões e esqueceu do detalhe.

???? - Ora ora! Quanta indelicadeza de uma dama para com uma dama, deixem a neófita expremir suas emoções... Mais indelicadeza ainda foi começarem a reunião sem mim.

Rugall escutou as palavras e em sua cabeça se encaixaram algumas peças. Os membros ali presentes tinham suas funções e seus contatos, porém faltava algo. A origem do clã de Rugall era uma informação difícil de ser obtida, assim como vários outros assuntos de que a seita teria conhecimento. Faltava esclarecer quem seria o orquestrador desta rede de informações. A voz gutural que saíra do nada fez Rugall se lembrar do clã mais recluso e extremamente valioso para a Camarilla, os Nosferatu. É claro que ele seria um ancião e um participante da Primigenie. Tendo isso em mente, Rugall se levanta de sua poltrona, caminha até atrás da poltrona de Diana e pousa suas mãos sobre os ombros de Diana, sem falar nenhuma palavra. Diana recebia as mãos de seu amo com um carinho leve nas mãos e braços de Rugall e acariciando-o com o rosto. Rugall por sua vez esperava a reação da primigênie. Após um simples cálculo de aritmética, Rugall percebeu que não havia uma poltrona esperando Diana, mas sim o Nosferatu e então tomou a iniciativa cedendo o seu lugar.

Rugall: - Peço perdão por Diana. Ela é muito nova e ainda não aprendeu a controlar seus impulsos. O fato de o chefe de polícia ser seu tio a deixou um pouco ansiosa.

Com a voz suave e firme Rugall se pronuncia para a Primigenie e em seguida beija a face de sua bela serva.

Rugall: - Devo dizer senhor Adam que a sugestão é muito bem vinda. Deliberarei sobre as possibilidades e após tomar minha decisão colocarei em prática o abraço. Só não posso garantir rapidez neste processo. Cuidar de um neófito exige muita dedicação e tempo. Mas será feito.

Rugall agora espera a reação da Primigênie e aguarda ansioso a presença do Nosferatu. Atento para a reação de Diana, ele sussurra em aeu ouvido.

Rugall: - Não se assuste com o que vai ver. A figura que se revelará possivelmente possui uma imagem desagradável.
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Ter Out 17, 2017 10:34 pm

Vallek Morton
- PDS 11/14
- FDV 6/7  
- Vitalidade OK

O objetivo de Vallek passou a ser entender o que aquela estranha criatura seria, ele se agaichou sem se aproximar muito da criatura, não era preciso se arriscar tanto para ele manifestar o mais revelador dos poderes que ele possuía atraves da Demencia. A iluminação dos Olhos do Caos. Enquanto ele se concentrava ele poderia ouvir Allen dando cobertura e disparando velozes e incontáveis tiros com seus revolveres. A união da rapidez com seus vários apendices fizeram de Allen um assassino implacável e confiante. Sua risada estérica foi ficando para o vácuo. Vallek se tornou cada vez mais entorpecido e sua mente começou a trabalhar a mil por hora. Achar uma resposta para aquela pergunta era muito dificil, desvendar aquele mundo e qualquer manifestação dele era uma incógnita. Ele pensou e pensou até que as coisas foram fazendo sentido pouco a pouco, se a terra era como uma pele e o pulsar era como um organismo, Vallek teve a sensação de que em todo organismo era necessário que houvesse micro organismos vivos vivendo dentro de um organismo maior. Foi naquele momento em que os Olhos do Caos lhe deram outra resposta mais abrangente. 

Ele sentiu a felicidade do próprio Malkav escapulir por entre a Rede Malkaviana e enebriar o vampiro, Vallek olhou para trás onde estava a caverna e onde estava Malkav, aquele ser angelical de asas tremulantes de mais de 4 metros não era Malkav, todo aquele organismo vivo pulsando, aquele chão e aqueles olhos no céu eram Malkav, já que a rede Malkaviana era apenas a sua rede neural era necessário um organismo bem maior para comportar o corpo do ante deluviano. 

Foi naquele momento que ele percebeu que destruir aquele ser angelical com milhares de bombas seria inutil pois aquele só era uma parcela do que Malkav realmente era, como alguém destruíria uma rede neural de milhares de malkavianos conectados ? Aquele verme era apenas um micro organismo existente em todo o organismo vivente chamado Malkav. 

Apesar de chegar a essa conclusão Vallek sentiu que não descobriria todas as respostas pois a mente de Malkav e tudo o que ele criou era muito mais complexo do que sua mente poderia resistir.  

Off: São necessários 5 sucessos para uma compreenssão mais absoluta. Você pode continuar o teste de forma prolongada, o que levará horas e chances de falha.  


Vallek teste de olhos do Caos Diff 9. = 2 Sucessos

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Ter Out 17, 2017 11:28 pm

Tom Halley
- PDS 14/14
- FDV 5/5
- Vitalidade OK

A habilidade de Tom em ser confuso e despojado era uma caracteristica marcante até mesmo para os outros malkavianos no circulo. Ele se levantava após se explicar e sua ideia pelo contrário era muito bem recebida pelo restante do circulo. Purple e Carl o seguiram por algum tempo mas depois simplesmente desapareceram entre um lance de escadas e outro. Aislin permaneceu onde estava com seu sorriso enebriante enquanto aproveitava o resto do tempo com o casal sob efeito de sua própria demencia. 

Assim que chegou ao salão, muitas pessoas estavam reunidas, era algum tipo de evento que ocorria aquela noite , havia um outro grupo tocando uma musica nem um pouco animada, era uma balada dos anos 80. Algumas poucas pessoas dançavam agarradas no centro do palco e uma luz azulada trazia um clima romantico ao som de Africa - toto 


A musica perdurou por alguns minutos e quando houve o intervalo entre uma musica e outra. Tom encontrou o momento certo para por seu plano em pratica. Logo em seus primeiros acordes as pessoas começaram a se perguntar quem era aquele homem. Sua habilidade era impressionante, havia vida em sua música e o mais importante, paixão . 

Os casais se inflaram de felicidade, seguravam as mãos uns dos outros. Inimigos deixaram a discórdia de lado apenas para apreciar a doce melodia proporcionada por Tom, não demorou muito para que o palco fosse tomado por Tom. As mesas foram arrastadas para que o som do violão de Halley propagasse melhor, a organização da fez colocou microfones próximos ao violão de Tom. Tudo parecia ter sido propositalmente ensaiado , de forma que tudo estava indo exatamente como planejado. Até mesmo a banda principal desistiu de tocar e preferiram se acomodar em algumas das mesas para apreciar a musica de Tom. O salão tomou rapidamente a se encher, logo havia 30 ou mais casais no meio da pista a musica era perfeita e nem mesmo os outros arranjos eram necessário. Tudo se resumia a voz e ao violão de Halley, tudo seria perfeito se o objetivo de Tom não fosse um pouco mais doentio. Sua voz perfeita tinha um efeito subliminar que afetava apenas as mentes mais frágeis. 

Um grito agudo ressoava enqunto Tom cantava, uma moça jovem e linda empurrva um velho senhor de idade enquanto dizia "Por favor páraaaa!" Ela estava em lágrimas e correu para um dos corredores do návio. Segundos depois um segundo grito em meio a musica rolando. Um homem de terno esmurra outro homem enquanto grita "Eu vou acabar com você seu desgraçado !" O homem esmurra o outro várias e várias vezes, as pessoas tentam segura-lo mas ele é forte demais e derruba mais duas pessoas que caem no chão enquanto ele grita "Eu nunca vou te perdoar pelo o que você fez a minha esposa, você e ela são dois desgraçados ! Me soltemmmm !! " Era impossivel segurar o homem, os seguranças se aproximaram e começaram a espanca-lo com cacetetes, um dos guardas foi mais além e espancou com mais britalidade, a raiva em seu interior o fez espancar o cara mais e mais, o cacetete abriu o cranio do homem que criava confusão. O guarda estava euforico e começou a usar o cacetete nos próprios amigos, ele não parava e se tornou cada vez mais dificil de conter o homem. Tom cantava mas as pessoas já não prestavam tanta atenção em vista do que estava acontecendo. 


Tom Halley teste de Fascinio Diff 7. +1FDV = 5 Sucessos
Tom Halley teste de Voz da Loucura+ Voz Ecantadora Diff 5. = 3 Sucessos
Tom Halley Teste de Frenesi Diff 4. +1FDV = 2 Sucessos

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Undead Freak em Qua Out 18, 2017 6:29 pm

Os disparos dos projéteis magnum .44 eram rápidos e, somados a gargalhada frenética do meu parente, se tornavam um misto de sons inebriantes, falando de forma mundana. Era prazeroso sentir o recuo, ouvir o estouro da pólvora e ver algo na sua frente cair, jorrando sangue, com a carne dilacerada... No entanto, o prazer que eu procurava e sentia agora não estava em questões mundanas. Estava na mente, no espírito. De certa forma eu me sentia como um dos sacerdotes do Sabá.

Iluminar para ascender...

Os sons de Allen se tornavam distantes, fracos e desbotados na minha mente, mesmo sendo causados do meu lado. Minha alma recebia um conhecimento poderoso, como se eu estivesse sendo eletrocutado. Minha mente estava trabalhando muito rápido. Nessas horas eu agradeço por estar morto, porque eu estivesse vivo, a minha carga neural estaria tão alta que eu acabaria caído no chão, tremendo e babando. De repente toda a lógica se montava de forma linear na minha mente.

-- Malkav não se limita a ser aquela criatura angelical dentro da caverna atrás de nós... Tudo ao redor é ele. Tudo ao redor flui com a vida dele, com a mente dele. Somos como bactérias trafegando dentro de um organismo vivo. Bactérias que entraram em conflitos com os anticorpos dessa morada pulsante...

De repente senti, forte como a própria rede... Um júbilo. O pai se regozijava. A sensação não era eufórica, mas era como uma alegria misturada de paz. Plena, absoluta.
 
-- Sentiu isso? Malkav...estava nos testando? Passamos no teste?

A caverna, todo aquele lugar nada mais era do que a materialização e a expansão da rede, do próprio Pai. Eu tinha razão.

Sanders, seu estúpido... Todo o caos que pretende fazer será inútil.

Por mais que o meu servo seja idiota, ainda é valoroso ter um lacaio dentro da Nova Ordem Mundial do nosso lado. Esse tecnocrata ainda tem o seu valor, apesar de tudo. Talvez eu possa salvá-lo ainda, através da iluminação. Agora que a rede está tão poderosa, não deve ser difícil "contornar" a sua engenhoca, o seu "firewall" mental e "hackear" seus miolos. Esse bosta ainda vai me agradecer de joelhos.

-- Allen, eu não descobri tudo. Seria muita pretensão, afinal de contas. No entanto, eu descobri o suficiente. Vamos, temos muito o que fazer e não devemos perder mais tempo. Vamos nos divertir um pouco, enquanto eu cuido da minha amada criança.

Eu sabia que havia muitas sombras, uma penumbra que pairava nas peças restantes desse quebra-cabeça enorme. A lógica linear mostrou uma trilha reta em minha mente que, depois de certo ponto, não há mais nada além de um breu, que nada permite ser visto. Não é hora de explorar uma charada tão fantástica por completo. Por agora, sou grato ao meu Pai, que me permitiu conhecer um pouco do seu esplendor.

avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Qui Out 19, 2017 11:26 pm

Danio Benneti 
- PDS 5/14
- FDV 4/7 (Natureza interpretada)
- Vitalidade -1 Ferido Gravemente (1 Agravado,3 Letal)

O comentário de Danio pôde ser visivelmente chamativo, o Tzmisce que até aquele momento parecia não se importar muito com o mundo a sua volta olhou fixamente para o LA Sombra com seus olhos desprovidos de vida. Danio se lembrou o nome citado tinha alguma notoridade naquela cidade. Rugall Sales dono do Salão de Beleza Carpe Nocten que possuia franquias em New Jersey, New York e até mesmo em Las Vegas. O homem era famoso mas o motivo do Tzmisce ter interesse nele ainda era uma surpresa. 

Nirrhtak: - Simmm, ele possuía a aptidão para criar imagens perfeitas, sua imersão nos detalhes era impressionante. Eu o conheci pessoalmente e posso confirmar que seus dedos nasceram para a Vissicitude. Agora diga-me. Eu preciso capturar Rugall vivo, então eu me ofereci a paticipar do bando de Lars SE vocês me ajudassem a captura-lo. O que me diz Sr. Chefe ? Você parece muito bom em capturar membros da bastarda Camarilla. 

A proposta do Tzmisce foi bem clara, servir ao bando em troca da captura de um vampiro da Camarilla. Quando Lars voltou, Danio ainda estava pensativo, ela estacionou o carro e o grupo se preparou para fazer a viagem. No carro foram os 4. Danio ainda olhou uma ultima vez para a bruma e se lembrou que o misterioso Gangrel procurava um malkaviano chamado Vallek Morton. Muitas perguntas e nenhuma resposta...



Viajar até New York não era complicado, tudo o que eles fizeram foi descansarem por uma hora completa. O Tzmisce havia lançado sua proposta, Danio e Lars estavam no banco da frente . A gangrel dirigia enquanto o Tzmisce ficou atrás com Hamlim (Ou no porta malas se preferir) 

Lars era a única que aparentava um cansaço psicologico mas mesmo assim dirigia o veiculo. A vampira estava um pouco mais aberta e comentou para o La Sombra coisas como a morte de Keyla que cometeu suicidio ao se atirar no fogo e como a cidade ficou louca de uns tempos para cá. Danio se perguntava como Lars entrou em frenesi considerando toda a fúria que ela possuí. Lars certamente estava um pouco mais estranha do que o normal, arregava os olhos dizendo que ela não havia dormido no ultimo dia que passou e que precisava de descanso. 

Assim que chegaram a ponte do rio Hudson uma surpresa. Dezenas de Militares haviam tomado a ponte e impediam a passagem de qualquer um que tentasse se apresentar. 


Lars segurou forte o volante enquanto dizia 

Lars : - Mas que merda, parece que temos gente com vontade de nos impedir essa noite. 

Danio sentiu a fúria nas palavas de Lars, mas ela estava um tanto fraca para tomar outra forma de combate como a maiorias dos gangreis. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Beaumont em Sex Out 20, 2017 12:15 am

Rugall Salles
- PDS 5/10
- FDV 3/6  
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)

O nosferatu adentrou a sala criando uma atmosfera exorbitantemente fria no local. Um sentimento escuro pairou e a impressão de que as lampadas ficaram mais fracas não foi apenas de Rugall, Diana também exclamou um "O que foi isso ?" enquanto a criatura avançava até a sua poltrona. Ele se sentou e como de costume todos ficaram calados enquanto o ultimo membro da primigenie se acomodava. 

Caleb : - Então vocês se reuniram para discutir quem serão as novas crias de vocês  Ohohohoho todos estão super animadinhos em ter suas prolezinhas para brincar de quem é o professor mais uma vez. Não me importa, mas espere. Onde está o Ancião Malkaviano !!

Adam demonsrou uma grande impaciencia naquele momento, sua boca rangeu de forma que o nosferatus preferiu não continuar com as piadas. 

Caleb: - Não estou mais de brincadeiras, estamos com um problema sério ! A Arconte entrou em contato com você não foi Tudo isso foi culpa dos malditos malkavianos, é por isso a Camarilla está arrumando um jeito de tirar o poder dos malditos lunáticos. Acho que você deveria colocar as cartas na mesa de uma Sr. Bredley.  

Meg: - Ora vamos, eles nunca foram importantes assim ! 

Hal : - Então é isso ? Substituímos os Malkavianos pelos Tzmisce ? Desde quando os Tzmisce estão ficando do nosso lado ? 

Adam: - Acho que está mais do que na hora de se recompor senhores. O mundo está do avesso, e teremos uma segunda inquisição se não impedirmos todos os malkvianos a tempo. Eu particularmente já os tinha como inimigos...

Meg: - Elisha Hurley se ergueu do tumulo agora ! Os malkavianos já fizeram parte da regencia de New jersey Sr. Ventrue. Quer mesmo participar desta guerra? Não acha que seria melhor os próprios Alastores cuidarem disso ? 

Adam :- Temos um novo inimigo, seu nome é Clã Malkaviano, agora além do Sabá e a inquisição teremos de nos preocupar com os malditos lunáticos. Não quero nenhum em minha cidade. Pensem o que quiserem. 

A conversa chegou em um ponto muito esclarecedor para Rugall,  finalmente rugall descobriu o motivo da raiva rubra. O clã Malkaviano estava oficialmente fora da camarilla até segunda ordem. 

Caleb:- Eu já tenho a minha prole Nyx. Hacker, criança e maligna. Qual combinação seria melhor que essa. hehe. 

Adam :- Eu entendo então precisamos apenas da resposta da senhorita Night. Se você não pensar em ninguem eu sugiro quem alguém dê algum palpite, você não pode escolher qualquer coisa apenas por causa da sua indecisão, você já deveria ter pensado nisso. 

Meg:- ...

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey By Night - 667 O Vizinho da Besta

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum