Rastros de Insanidade - Ascensão

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Rastros de Insanidade - Ascensão

Mensagem por George Nickson em Seg Jul 17, 2017 10:54 pm

A calmaria que se sucedera a coroação de Calebros como príncipe de Nova York dera lugar a um silêncio impossível de não ser percebido. Era o tipo de silêncio encontrado no olhar do derrotado, daquele que não encontrou apoio entre seus próprios pares para ascender ao trono. O silêncio daquele que espera a oportunidade perfeita.

Também o era o silêncio da falta que a cidade sentia, nas suas noites mais tenebrosas, daqueles que se esgueiras pelos esgotos, esse tipo de silêncio é como uma lacuna, uma parede fraca que espera o teto ruir. Este silêncio era o mais intenso que o primeiro, pois este estava carregado de esperanças de dias melhores e agora não está mais.

Por último, o mais forte silêncio, pertence aos homens cansados que esperam a guerra vindoura, este é encontrado no suspiro fatigado, no olhar que nada enxerga se não o fim próximo, mas este também é o silêncio que pertence aos homens prontos para o derradeiro combate, pois a roda do caos gira e logo a destruição começará sua volta.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Hellene chegava aos Elísio, os cabelos roçavam de leve seus ombros enquanto expostos, a regata que usava lhe caia como uma luva, ainda que quem a olhasse não esperasse tal comportamento da ambiciosa ex-harpia capaz de arrebatar homens com o simples deslizar suave de suas passadas. O jeans era colado ao corpo e nas mãos o longo casaco que vestira as pressas devido ao chamado surpresa de Calebros.

Seus olhos vagaram pelo salão cheios de serena curiosidade, levaria pelo menos uma hora para que Calebros deixasse a companhia da regente da Capela e fizesse o anúncio oficial, aquele que ela esperava há alguns meses. No fim não precisou fazer nada para tirar o August do posto. Para ela não passava de um estorvo, ainda que friamente competente.
avatar
George Nickson

Data de inscrição : 13/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rastros de Insanidade - Ascensão

Mensagem por George Nickson em Sab Jul 22, 2017 10:27 am

BOMANI ASTENNU

_ Veja bem, eu conheço a natureza da sua raça melhor do que você e eu fui contratado por Abdulah, então... - a compreensão passou por seu rosto - ele não te explicou nada e te mandou pra mim? Sério mesmo? Curioso - levou a mão a barba, pensnado, intrigado - Veja bem, isso na sua mão, essa bebida, ela permite que você tenha visões, foi isso que Abdulah comprou, como você vai interpretar elas, bem... ele não pagou por isso.
Ele aguardou, ainda alisando a barba, ainda que intrigado parecia estar se divertindo com o cenário que o sire de Bomani havia desenhado.

IAN BAXT


Sussurros da Besta:
Dados, Dif. 8 (4, 3, 9, 7, 8, 4, 1Resultado: 1 sucesso
Os ratos chiavam, emitiam guinchos e pareciam dispostos a falar em troca da liberdade.
_ Gaveta... é gaveta... guardado... humano... é... guardado... liberdade... liberdade...
Antes não notado devido estar entre o freezer e os armários havia uma gaveta do tipo que se encontra em necrotério onde corpos eram guardados. Todos os ratos começaram a chiar juntos num coro frenético.
_ Liberdade... rápido... liberdade... liberdade.

MALIKA DE LOS ANJOS
O local era relativamente amplo, um corredor que ligava duas ruas paralelas, um prédio de pouco mais de 100 metros de extensão. Passar pelas grades fora simples, eram espaçadas o suficiente para a Malkavian passar, ainda que não sem um pouco de esforço. Ao olhar para trás Theo não se encontrava mais na entrada, porém seria suspeito ele ali permanecer. A cainita poderia apenas esperar que ele não a tivesse abandonado.

Até o local designado, Malika passara por 8 lojas, 4 de cada lado do corredor, até chegar a uma espécie de praça de alimentação com alguns bancos e um pequeno jardim centrado no salão. A sua direita estava a porta com os dizeres: "Authorized Personal Only", demarcando o local exposto por Theo.
O pano roçava a boca causando um leve desconforto, se precisasse respirar, provavelmente criaria uma leve dificuldade tornando-a pesada. Forçou a porta e ela cedeu, não estava trancada, não era necessário.


RAVEN ANGHEL
Raven fora trazida a Nova York, de início pelo mero prazer de conhecer a maior cidade do mundo, mesmo após seu despertar há alguns anos, ainda tinha muito a aprender sobre o novo mundo no qual acordara, suas tecnologias, suas intrigas políticas, mas no fim, tudo ainda era o mesmo no seu cerne.
Estava pronta para partir quando acontecimentos incomuns prenderam sua atenção, ainda que a cidade fosse de controle Camarilla, haviam regiões como New Ark sob controle do Sabbat. Alguns membros da seita haviam desaparecido e logo sua morte-final fora confirmada, mas o mais curioso era que seus corpos não haviam desaparecido como era de comum para a espécie, foram encontrados largados ao relento e murchos como se todo o sangue houvesse sido extraído de maneira súbita.

Um dos membros era um Ducti importante, ainda que Raven nunca houvesse falar dele, mesmo sendo membro do mesmo clã. O outro era um setita anti-tribu que havia alcançado a posição de sacerdote.


MATTHEW THORNE


Thorne começara a noite pouco depois das 20h. A sua condição trouxera uma desvantagem pouco usual detendo em si uma grande dificuldade em acordar no momento que o sol se punha. Em seu escritório particular ainda no seu apartamento era recebido por Kyle que trazia as notícias usuais e uma que despertou sua atenção. Há alguns meses Matthew soubera do encarceramento de Klaus causado pelos seus semelhantes no Sabbat, mas ele fugira, de certo é que fora solto deixando atrás de si a morte de 3 LaSombras que o guardavam para que pudesse ser julgado frente as lideranças da seita.



Kyle não parecia particularmente preocupado, havia reforçado a segurança semanas antes do aprisionamento de Klaus e não desfizera os procedimentos em virtude de sua equipe ter-se habituado a eles.



Pouco depois das 2 da manhã uma ligação um tanto curiosa fora recebida, Hellene, uma antiga harpia havia o convidado a ir ao Elísio, ela seria empossada como a nova xerife, trazendo a tona a informação de que o antigo encontrara sua morte-final. A ignorância quanto ao assunto tinha sua explicação, tudo ocorrera no período de pouco mais de seis horas. Ainda assim, o convite era incomum principalmente por Thorne não ter relação alguma com Hellene.
avatar
George Nickson

Data de inscrição : 13/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum