Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Página 5 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Rian em Sab Set 09, 2017 2:58 pm

Henry Crow; PS: 15/15; Força de Vontade: 07/10; Vitalidade: ok

-Eu ficaria muito feliz em ter os Toreador integrando a base aliada também. A Camarila prospera nas cidades em que os clãs conseguem se unir e nós já temos inimigos externos suficientes para alimentar conflitos internos. Eu não farei um convite expresso pois não quero que isso seja interpretado como uma ordem para se apresentar, mas caso Kate deseje conversar em privado comigo antes da coroação de amanhã por favor diga à ela que eu terei o maior prazer em recebê-la.
- Farei essa sugestão para Kate. Afirmava William antes de sair.



Minutos depois a conversa com Marcel prosseguia. O Malkaviano por vezes alternava a  sua postura entre o sério e o hilário, hilário pelo menos aos olhos de quem o observava, pois parecia levar suas "loucuras" tão a sério quanto qualquer outro assunto.
A menos que seja uma questão de vida ou morte eu não acredito em impor aos meus colaboradores tarefas que eles não desejam, então se esse for seu desejo nomearei um substituto para a função. Mas o Sr. tem certeza de sua decisão?
- Mas é claro que é uma questão de vida ou morte! Eu não quero ser o Zelador!
-O Sr. me permite a indelicadeza de perguntar o motivo de sua recusa?
Assim que fazia aquela pergunta um semblante sério e misterioso se formava na face do Malkaviano. Ele caminhava lenta e desconfiadamente até ficar a poucos centímetros de Crow. Em um tom misterioso e falando baixo ele dizia:
- O antigo zelador foi assassinado! Você não sabia disso? Não, não sabia! Eles não te contaram, não é mesmo? Marcel ria sozinho mas logo se recompunha e voltava ao seu ar misterioso como se tivesse contando uma história para assustar crianças mal criadas. Contudo o príncipe não sabia até onde aquilo poderia ser encenação, alguma loucura própria dos malkavianos ou alguma verdade.
- Eu me lembro... sim eu me lembro como se fosse ontem! Quando os lupinos atacaram o Elísio o primeiro a morrer entre os Membros foi o Zelador. Eles invadiram. Lobos peludos por todas as partes. Eram muitos! O Zelador ficou suspenso no ar. Um meio homem meio lobo abocanhou sua coxa direita e um lobo cinza enorme abocanhou sua cabeça inteira. Garras dos dois lobos dilaceraram-no, uma chuva de sangue formou uma poça de sangue no chão que escorria como um riacho vermelho e então ele virou pó. Todas as noites eu o vejo morrendo. Eu estava lá! Eu vi tudo.
Marcel continuava incrementando seu motivo de não continuar no cargo: - E eles vão voltar! Ah se vão! Eu sei que vão! Não estamos seguros... Eu posso ouvir seus uivos em minha cabeça. E agora que o príncipe Crow matou um deles, mais deles virão. Eles vão se vingar... sim! Eles estão vindo!
Marcel parecia muito preocupado agora. Ele ficava agitado, mais do que quando entrou. Olhava para os lados euforicamente e começava a correr para um lado e para o outro procurando um lugar para se esconder enquanto começava a aumentar o tom de voz e logo estaria gritando desesperado:. - Eles estão vindo! Eles estão vindo! Escondam-se! Protejam-se!
Ele ficava atrás de uma mesa de reuniões abaixado. Então levantava-se seriamente. Como se nada tivesse acontecido. Ajeitava sua gravata enquanto dizia: - O senhor encontrará outro até melhor do que eu para a função. Então Marcel saía da sala.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Ignus em Sab Set 09, 2017 6:25 pm

Marcel continuava incrementando seu motivo de não continuar no cargo: - E eles vão voltar! Ah se vão! Eu sei que vão! Não estamos seguros... Eu posso ouvir seus uivos em minha cabeça. E agora que o príncipe Crow matou um deles, mais deles virão. Eles vão se vingar... sim! Eles estão vindo!


Embora a perspectiva de ter de enfrentar sequer um único lobisomem novamente já parecesse assustadora para Henry ele decide que seria melhor para sua reputação adotar uma falsa coragem.

-O Sr. não deveria se preocupar tanto com isso enquanto eu estiver por perto. Estar ao meu lado é o local mais seguro da cidade. Se eles vierem eu apenas aumentarei minha coleção de cabeças lupinas.


Marcel parecia muito preocupado agora. Ele ficava agitado, mais do que quando entrou. Olhava para os lados euforicamente e começava a correr para um lado e para o outro procurando um lugar para se esconder enquanto começava a aumentar o tom de voz e logo estaria gritando desesperado:. - Eles estão vindo! Eles estão vindo! Escondam-se! Protejam-se!
Ele ficava atrás de uma mesa de reuniões abaixado.


"Talvez seja em verdade uma benção essa recusa dele. Eu tinha uma lista de tarefas que pretendia que ele providenciasse para mim, mas como poderia confiar que alguém tão maluco pudesse realizar algo. Bem, preciso encontrar um substituto para ele. Talvez a hárpia? Ela adoraria algo assim. Talvez um Tremere para me aproximar do clã deles? Talvez alguém que eu saiba que já foi um Zelador de sucesso? Camila Bordine foi uma ótima Zeladora em Pineold e aquela cidade é minúscula em comparação com Glover. Será que ela aceitaria se mudar para cá?"


Então levantava-se seriamente. Como se nada tivesse acontecido. Ajeitava sua gravata enquanto dizia: - O senhor encontrará outro até melhor do que eu para a função.


"Não adianta insistir. E se eu for tolo a ponto de fazê-lo posso ter a primeira desobediência a minha palavra acontecendo minutos depois de assumir o posto. Não. Melhor sair por cima sendo 'aceitando' a demissão dele."

-Será como o Sr. deseja. Considere-se livre dos encargos de Zelador, Sr. Marcel. Antes de ir, apenas por favor me diga onde ficou minha cabeça de lobo. Eu tenho planos para ela.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por @nDRoid[94] em Sab Set 09, 2017 9:17 pm

Diante das nuâncias da aura que pareava pelo local, o tecnocrata apenas diz:

'- Houve algo grande por aqui, Kamilla! O Cérbero não está aqui.'


Ele se aproxima do local onde havia se encontrado com John White e não pode acreditar o que havia acontecido. Ele corre na direção da cratera e vê uma série de possibilidades rodarem em sua mente.

'- Eu acho que eu sei o que ocorreu aqui, magus. Vamos!'


Ele se lança nos escombros e vai até o altar em pentagrama. Os malditos infernalistas eram ousados e parecia que John White tinha realmente enfrentado eles. Esperava que o cainita houvesse se redimido de alguma forma matando aqueles seres perigosos. Ele abaixa diante do sangue e passa o dedo sobre o mesmo, observando o escorrer por entre sua pele. Ele leva o mesmo aos lábios e experimenta a mancha com um gosto por sangue para certificar-se que tipo de pessoa havia sido o centro de algum ritual de sacrifício ali. Teria sido John White? Após certificar-se disso, ele encosta a mão sobre o altar e sente o toque do espírito, querendo saber o que de fato havia ocorrido ali.
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 22
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Rian em Dom Set 10, 2017 9:11 am

Henry Crow; PS: 15/15; Força de Vontade: 07/10; Vitalidade: ok


A tentativa de Henry de acalmar Marcel era em vão. O louco continuava desesperado e certamente nada que fosse dito o libertaria de seus pesadelos. Antes de sair Marcel parava por um instante tentando se recordar o que tinha feito da cabeça do lobo. Então em um rompante ele respondia:
- Está com William. E logo saía. E agora/

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Rian em Dom Set 10, 2017 9:58 am

Rami Malik; PdS: 05/10; FV: 8/8; Vit.: Ok;



'- Houve algo grande por aqui, Kamilla! O Cérbero não está aqui.'
- Isso é bom, não é mesmo magus? Espero que ele tenha voltado direto para as profundezas do inferno.
Rami se aproximava mais da cratera. O lugar parecia uma enorme câmara de pedra, um grande salão secreto que existia no subsolo do cemitério. Paredes, piso, teto e pilares de pedra. Mas alguma coisa havia arrombado o teto e havia escombros por todos os lados. Havia utensílios, tochas em algumas partes para iluminar o local que ainda estavam acesas.



Ele começava a juntar o quebra-cabeça imaginando o que tinha acontecido naquele lugar. Kamila o seguia de perto, sempre atenta. Assim que estavam dentro da enorme cratera o feiticeiro se aproximava de um altar parcialmente destruído que restava no lugar. Havia manchas de sangue em várias partes e poderia ser de diferentes fontes. O vampiro começava pela maior delas, no centro do Ritual. Rami impregnava seu dedo indicador com a mancha vermelha e o levava em sua boca. Simultaneamente o feiticeiro usava seus dons taumatúrgicos e magicamente o gosto do sangue se traduzia em informações da sua boca para sua mente. Rami levava um susto enorme. Aquilo não fazia muito sentido. Contudo, ele sabia que o poder tinha funcionado, então a informação não poderia estar errada.

"Pelo sangue era possível sentir que o alvo tinha 40 pontos de reserva de sangue e sua geração poderia ser 7ª. Contudo, havia algo na propriedade do sangue que fazia o hacker acreditar que a fonte não era 100% vampiro. Havia elementos de outra criatura, entre eles humano. Talvez, fosse um híbrido de vampiro, humano e alguma outra coisa que Rami nunca havia provado..."

Em uma outra marca de sangue próxima Rami repetia o processo. Desta vez Rami tinha certeza de que "o alvo era realmente um vampiro, com uma reserva de sangue de 20 pontos e sua geração era 7ª, sendo que ele havia cometido diablerie recentemente."

Após sentir o gosto do sangue o acólito colocava-se no centro do ritual e pousava sua mão em contato direto com a superfície do lugar enquanto aguçava seus sentidos ao extremo, levando-os à sua capacidade máxima e conduzindo Rami a quase outra dimensão. Rapidamente Rami se desconectava do mundo material. Ele começava a ouvir vozes distorcidas, seu sentido do tato parecia ficar dormente, bem como a sua língua, e ele via tudo em cor diferente, um azul etéreo, imaterial.
"Em suas visões Rami via um vampiro chamado Ivan Iliescu conduzindo o ritual. Em cada ponta do pentagrama havia um sacrifício. Um vampiro em uma ponta, um lobisomem em outra ponta, um humano, um demônio, e nas outras seres que Rami desconhecia, mas que ele sabia que pertenciam ao mundo das Trevas. No centro uma bela garota jovem e bonita que recebia a energia e o sangue que fluia daqueles seres enquanto Ivan proferia frases em latim. Em outras visões Rami via Ivan Ilescu afirmando que o ritual consistia em criar uma criatura híbrida, com poderes de vampiro, lobisomem, demônio e outros. Basicamente seria um vampiro ancião capaz de caminhar sob a luz do sol com os poderes físicos de um lobisomem. Uma máquina de destruição de carne e osso.

Surgia a imagem da pessoa que estava no centro do ritual. A adolescente virgem:

Spoiler:

Em seguida Rami via a criatura após o ritual:

Spoiler:

Os flashs continuavam. Então Rami via 5 vampiros interferindo no Ritual, lutando contra a criatura, contra Ivan Ilescu e contra Salazar.








Havia um sexto vampiro, uma mulher que estava em uma das pontas do pentagrama e que certamente fora uma vampira capturada e usada no ritual. Por sorte os vampiros que interferiram pareciam ter conseguido retirá-la do torpor. Provavelmente era dela a porção vampírica de 7ª geração que Rami havia provado no sangue híbrido:


Dois deles eram idênticos, como cópia um do outro. Um Rami sabia que era John White, o outro ele não conhecia por nome. A criatura híbrida estava sob as ordens de Ivan Ilescu e Salazar, que queria usá-la para destruir os vampiros que interferiram no ritual, e em seguida destruir a inquisição Sabá e a Camarilla. Esse parecia ser o projeto grande que os infernalistas estavam trabalhando. No entanto, ainda em seus flahs, Rami via a criatura se rebelando, saindo do controle e tentando matar Ivan. Foi necessário que todos trabalhassem juntos, inclusive Ivan se aliando aos invasores para então eles matarem a criatura. Ivan se transformava em um morcego gigante de 3m de altura, arrebentava o teto da câmara e fugia. Uma das enormes placas de pedra do teto despencava na direção da visão de Rami como se estivesse caindo em cima dele. Então Rami despertava, exausto.
Kamila o estava segurando e perguntava: - Ei, Rami! Está tudo bem?!


Spoiler:
Rami rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 6 para linha do sangue que resultou 1, 10, 9, 4, 8, 8, 9, 1 - Total: 3 Sucessos
Rami rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 5 para auspícius 3 que resultou 10, 2, 6, 9, 8 - Total: 4 Sucessos
Rami rolou 1 dados de 10 lados com dificuldade 5 para re-rolar que resultou 5 - Total: 1 Sucessos

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por @nDRoid[94] em Dom Set 10, 2017 11:06 am

O tecnocrata não responde a sua nova companheira, compenetrado em sua investigação. Ele sente o gosto de dois sangues muito diferentes. O primeira era algo horrendo de se imaginar, pois parecia fazer parte de algum experimento maluco feito com um vampiro, um humano e com algo que Rami nunca havia provado. Um segundo teste mostrou que um vampiro havia se ferido ali. Ele continua sua investigação, agora desta vez no altar de pedra, e desta vez ele tem revelações maiores.

'- Puta que pariu!'

Seu corpo tremia durante da viagem e ele sente como se tivesse presenciado o ritual. Agora, ele entendia que era o primeiro sangue que havia provado, também sabia que o sangue desconhecido poderia ser um lobisomem. O gosto era peculiar e ele guardaria-o em sua mente.

'- Esses idiotas mexeram com algo muito errado, Kamilla!'

O ritual era grotesco e imaginar uma criatura destas solta era um risco para a Máscara! Mas um grupo apareceu para interromper o que acontecia e, como Malik esperava, John White estava ali. Não só ele, mas uma duplicata exata do jovem cainita. Aquilo era interessante. O vampiro usava de sua memória exemplar para gravar os rostos de todos os cainitas. Ele desperta e Kamilla se mostrava apreensiva com a forma que a imersão havia se dado. Ainda abalado, mas tentando de se colocar de pé com a ajuda da Membro, ele diz:

'- Investigue o que tem para lá, eu vou dar uma olhada para cá. Se encontrar algo estranho, me chame. Vamos! Rápido! Quando chegarmos a Capela, eu contarei tudo a todos.'

Rami segue para a sua metade, enquanto esperava que a acólita fizesse o mesmo. Investigaria os escombros e possíveis passagens atrás de pistas do paradeiro dos destruidores de híbridos.
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 22
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Rian em Dom Set 10, 2017 1:02 pm

Rami Malik; PdS: 05/10; FV: 8/8; Vit.: Ok;


Rami quase não acreditava no que suas visões mostravam. Algo grande havia acontecido ali, antes de sua chegada. Após as visões ele decide investigar em separado juntamente com Kamila. A néofito seguia um rumo e tentava encontrar suas próprias pistas. Rami, por sua vez, caminhava entre os escombros a procura de alguma passagem ou qualquer outra pista. Ele chega no final do grande salão de pedra e pelas molduras nas paredes tudo indicava que poderia haver uma passagem ali. Mas ela estava completamente bloqueada. Pelo visto, o lugar inteiro havia desmoronado. No chão ele encontrava alguns vestígios de cinza. Talvez algum ou mais de um vampiro tinha sido destruído naquele lugar. Porém o vento já havia espalhado as cinzas e ele não conseguia encontrar a fonte delas.

Kamila por sua vez, do outro lado do salão, fazia um sinal negativo com a cabeça indicando que não havia encontrado nada suspeito.

Kamila rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para investigação que resultou 8, 1, 1, 3, 5, 6 - Total: 0 Sucessos
Rami rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para investigação que resultou 5, 4, 7, 2, 9, 5 - Total: 2 Sucessos

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Ignus em Dom Set 10, 2017 1:47 pm

A tentativa de Henry de acalmar Marcel era em vão. O louco continuava desesperado e certamente nada que fosse dito o libertaria de seus pesadelos. Antes de sair Marcel parava por um instante tentando se recordar o que tinha feito da cabeça do lobo. Então em um rompante ele respondia:
- Está com William. E logo saía. E agora/


"Lunático covarde. Bem, pelo menos ele não destruiu meu trofeu num ato de medo irracional. William certamente não irá fazer nenhuma insensatez com a cabeça. Pretendo empalhar ela e deixar acima de meu Trono, como um lembrete silencioso para meus opositores."

Finalmente sozinho na sala Henry envia mensagens de texto para seus dois maiores apoiadores na cidade.

Para o Primógeno Nosferatu:

'Nobre Primógeno, pode encerrar as buscas. O pacote foi devidamente entregue ao Arconte e ele acaba de confirmar meu nome para o Trono. Haverá uma convocação formal para todos à meia-noite, porém eu gostaria de ter a honra de conversar com o Sr. a sós um pouco antes disso. Por favor venha ao Elísio na noite de amanhã com pelo menos uma hora de antecedência em relação à meia-noite.'

Para o Primógeno Brujah

'Estimado Senescal, meu nome acaba de ser confirmado para o Trono. Isso significa que amanhã será o segundo dia de minha administração e o Sr. deve se lembrar do que lhe prometi que faria já na segunda noite de meu governo. Precisarei de sua colaboração nas áreas de inteligência, logística e armamento para concretizar minha promessa em um prazo tão curto, contudo. Haverá uma reunião formal para a coroação meia-noite, mas peço-lhe que venha ter comigo no Elísio tão logo lhe seja possível para tratarmos dos detalhes com o vagar necessário antes da cerimônia de coroação.'

Depois de enviar as duas mensagens Crow reflete

"Eu também quero conversar com os Primógenos Tremere, Toreador e Malkaviano antes da coroação, mas não tenho o contato deles, então não há como eu adiantar nada com eles hoje. Antes de adormecer preciso apenas providenciar para que a cabeça do lobisomem seja empalhada e o sangue da criatura seja drenado e acondicionado para mim. Tong deve estar à espera de minhas ordens e é de minha absoluta confiança. Colocarei essas duas tarefas sob a responsabilidade dele."

Henry então liga para seu lacaio, que ele mandara vir para Glover no dia seguinte ao de sua vinda para a cidade:

-Boa noite, Tong. Eu tenho algumas tarefas para você. Irei lhe passar um endereço por mensagem, ele é o Elísio de Glover e eu passarei o dia aqui. Você estará sendo esperado e sua entrada lhe será permitida. Darei ordem para que os empregados do Elísio lhe prestem colaboração caso seja necessário. Quero que você providencie para que o sangue do corpo de um lobo que está aqui seja drenado e acondicionado em garrafas para meu posterior uso. Depois de extrair todo o sangue mande que coloquem o cadáver em uma freezer. Providencie também algumas garrafas iguais às usadas para armazenar o sangue do lobo vazias para mim. Quero também que você mande uma cabeça de lobo que está aqui ser empalhada. Apenas a cabeça. Certifique-se de que o serviço estará pronto para quando o Sol se por e permaneça de olho nela durante a realização do trabalho. Pode gastar o quanto for com o taxidermista para que ele aceite essas condições. Quero que você pegue meus pertences pessoais que estão em um quarto de hotel cujo endereço irei lhe passar por mensagem também, pague a conta e os traga para cá. Informarei o hotel que você irá passar lá. Por fim, quero que você contrate duas prostitutas bonitas para mim, elas devem estar disponíveis para pouco após o Sol se por.

Tudo dando certo, assim que desliga Henry liga para o hotel e informa que em algumas horas um empregado dele iria passar para pegar seus pertences e pagar a conta, pois um compromisso urgente surgiu e ele próprio teve de deixar a cidade às pressas. Em seguida ele enviar os endereços a que fez referência por mensagem para Tong.

A seguir Henry sairá e procurará alguém que trabalha no Elísio e que ouviu que ele era o novo Príncipe. Ele informará que seu lacaio Tong compareceria no dia seguinte e que ele deveria receber toda a colaboração local para cumprir as instruções que ele próprio como Príncipe de Glover lhe transmitira. Ele pedirá também para que William seja informado que o Príncipe deseja reaver sua cabeça de lobo para mandar empalhá-la e que o corpo do Lobo que estava no carro deve ser recolhido e deixado à disposição de seu lacaio, juntamente com a cabeça do lobo. Por fim, caso nada de inesperado ocorra ele irá dizer que pretende se recolher e que não irá incidir na descortesia de pedir que Kate desocupe os aposentos reais às pressas, e que portanto irá ficar em um dos quartos para convidados. Havendo tempo ele irá tomar um banho antes de adormecer e então apagar até a noite seguinte
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por @nDRoid[94] em Dom Set 10, 2017 6:10 pm

Rami passa as cinzas do chão entre seus dedos, experimentando-o. Obviamente aquilo não tinha efeitos taumatúrgicos, mas ele podia sentir que aquilo um dia havia sido um cainita. Mas qual? Seria algum colega de John White ou um dos ritualistas? Ele não tinha tempo para descobrir isso ali; diante do fracasso de Kamilla, ele a chama e faz um pedido:

'- Você consegue movimentar essas pedras, Kamilla? Existe uma passagem aqui e talvez nos mostre alguma coisa a mais.'
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 22
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Han em Seg Set 11, 2017 7:48 am

Mas caso prefira a emoção do campo de batalha podemos fazer sim essa inversão, sem problemas.

- Irei de encontro a Ofélia. Essas informações agora dada era desconhecida à mim. Obrigado por aprimorar minha visão sobre os fatos.

- CastleRock fica a uma hora daqui. O dia amanhece em 3horas. Fica, a seu critério, irmão Markov.

- Melhor não arriscar, vou resolver um pequeno inoportuno, e retorno para cá. Amanhã, assim que a escuridão tomar o lugar do sol, me dirijo para Castle Rock. Se não tiver mais nada a tratar por agora, peço sua licença.

Após me despedir, deixo o local em direção ao táxi que a pouco deixei lá fora e observava-o da janela. Preciso me livrar do corpo. Feito isso, retornarei para o refúgio do Arcebispo e passarei o dia por lá, ansioso para que a próxima noite chegue...
avatar
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Rian em Seg Set 11, 2017 2:51 pm

Henry Crow; PS: 15/15; Força de Vontade: 07/10; Vitalidade: ok


Henry Crow aproveitava o seu momento para enviar mensagens para os primógenos Nosferatu e Brujah. Em seguida ele ligava para o seu lacaio Tong, que já estava na cidade à espera das ordens do vampiro. Tong anotava as instruções e informava que faria conforme os desejos de seu mestre.
Em seguida o vampiro fazia uma nova ligação, desta vez para o hotel, informando que um funcionário seu pagaria a conta. Feito isso o vampiro saía da sala e no corredor encontrava um dos carniçais que estava presente quando o Arconte anunciara a nova posição do Ancilae. Crow lhe dava novas instruções acerca da chegada de Tong e então, finalmente procurava um dos quartos disponíveis no Elisium. Então o vampiro percebia que o dia já estava quase amanhecendo e todos os vampiros já tinham se recolhidos em seus leitos de trevas.


Henry Crow; PS: 14/15; Força de Vontade: 08/10; Vitalidade: ok

Uma nova noite se iniciava. Crow estava em seu quarto temporário no Elisium, um lugar preparado exclusivamente para vampiros em uma área restrita do subsolo do Elisium. Um quarto sem janelas e sem ventilação. Assim que acordava um terno estava estendido em um cabide, com os sapatos e todos os apetrechos com a numeração exata do vampiro. Aquilo só poderia ser obra de Tong. Assim que abria a porta para sair do quarto, Crow o via sentado em um banco no corredor lendo um jornal intitulado "Glover News".
- Mestre? Quanto tempo?!

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Ignus em Qua Set 13, 2017 2:57 am

Então o vampiro percebia que o dia já estava quase amanhecendo e todos os vampiros já tinham se recolhidos em seus leitos de trevas.


"O nascer do Sol é iminente. Suponho que haja um chuveiro à disposição sem o risco de luz solar, mas não faz sentido eu me obrigar a ficar ativo por mais alguns minutos apenas para tomar banho antes de me deitar. Todas as vezes que me obriguei a algo semelhante passei o resto da semana sentindo sono. Não. Bobagem fazer algo assim. Amanhã algum carniçal vai trocar os lençóis de toda forma."

Henry sequer se dá ao trabalho de tirar o paletó antes de se deitar. Com sua roupa ainda suja do confronto com o Lupiino deita na cama olhando para o teto, cruza os braços em cima do peito e se permite imergir na escuridão reconfortante do sono depois de um dia cheio.


Uma nova noite se iniciava. Crow estava em seu quarto temporário no Elisium, um lugar preparado exclusivamente para vampiros em uma área restrita do subsolo do Elisium. Um quarto sem janelas e sem ventilação. Assim que acordava um terno estava estendido em um cabide, com os sapatos e todos os apetrechos com a numeração exata do vampiro. Aquilo só poderia ser obra de Tong. Assim que abria a porta para sair do quarto, Crow o via sentado em um banco no corredor lendo um jornal intitulado "Glover News".
- Mestre? Quanto tempo?!


-Sr. Tong, que prazer encontrá-lo. É verdade. Vejo que você deixou o cavanhaque crescer um pouco mais que de costume. Gostei. Acho que caiu bem em você. Alguma notícia interessante nesse jornal?

Spoiler:

Crow sorria enquanto falava algumas amenidades com seu carniçal. O Ventrue acreditava que aqueles que servem com gosto servem melhor, então gostava de ser simpático com seus lacaios e prestar atenção nesse tipo de detalhe em relação a eles.

-Todas as minhas instruções foram cumpridas?

{Caso tudo que foi solicitado tenha sido fornecido, prossigo.}

-Muito bem. Pegue duas garrafas vazias para mim, por favor. Você recebeu o apoio material do pessoal do Elísio nas tarefas que lhe outorguei?

Henry então morderia o próprio pulso para abrir uma ferida e colocaria  um pouco de vitae{1pds} em cada uma das duas garrafas enquanto ouve o relatório de seu subordinado. A seguir ele estenderá o pulso para ele beber {1pds}. Ao final ele prosseguiria enquanto lambe a própria ferida enquanto regenera o buraco na pele.

-Você agiu bem. Vou tomar um banho rápido agora. Mande uma das prostitutas me encontrar no chuveiro e a outra aguardar na cama nua. Fique do lado de fora da porta, por favor. A menos que algo urgente apareça, hipótese na qual pode me contatar imediatamente, informe qualquer um que me procurar que estou me alimentando e que em alguns minutos estarei disponível.

A seguir Henry tomaria um banho, se alimentaria {2pds de cada mulher}, alteraria as memórias das meninas para que elas pensassem que havia sido mais um programa normal com um ricaço ruim de cama. A seguir ele as mandará embora educadamente. Assim que elas saírem pela porta ele irá pergunta se alguém o procurou para Tong.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Rian em Qua Set 13, 2017 1:18 pm

Rami Malik; PdS: 05/10; FV: 8/8; Vit.: Ok;
Kamila (percepção): 3 sucessos


'- Você consegue movimentar essas pedras, Kamilla? Existe uma passagem aqui e talvez nos mostre alguma coisa a mais.'

Kamila se aproximava e tocando nas pedras desmoronadas tentava sentir algo além das aparências. Ela parecia se desligar do mundo real por um instante enquanto fechava seus olhos e ficava em silêncio. Alguns segundos se passavam e os olhos da Tremere se abriam novamente. Seu olhar ia de encontro ao de Malik, então o hacker reparava que os olhos dela eram verdes como o verde da grama esmeralda. A pele pálida, característica do pós abraço, dava um contraste ainda mais forte aos seus olhos.

Kamila:



- É impossível. Havia uma passagem aqui, talvez um corredor que levava a outras câmaras, salas ou quartos. Mas o lugar está desabado por completo, não é apenas uma ou duas pedras, é um corredor completamente selado pelos escombros. Além disso essa primeira rocha que bloqueia o caminho deve pesar quase 1tonelada. O movimento da mente não pode remover um objeto tão pesado. Pelo menos não no meu nível... Rami via um olhar frustrado vindo de Kamila. Ela parecia querer ajudar, mas não podia.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Rian em Qua Set 13, 2017 1:57 pm

Ivan Markov; PS: 06/15; FV: 7/7; Vitalidade: ok


O Lassombra deixava para ir a CastleRock na noite seguinte. Assim sendo ele voltava ao táxi onde estaria o moribundo para fazer a desova do corpo. O carro estava estacionado conforme o vampiro havia deixado e o corpo continuava imóvel no banco do carona. Era tarde da noite, a rua estava escura e deserta. E agora?

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Rian em Qua Set 13, 2017 2:46 pm

Henry Crow; PS: 15/15; Força de Vontade: 08/10; Vitalidade: ok

-Sr. Tong, que prazer encontrá-lo. É verdade. Vejo que você deixou o cavanhaque crescer um pouco mais que de costume. Gostei. Acho que caiu bem em você. Alguma notícia interessante nesse jornal?
- Obrigado Mestre! Respondia Tong ficando de pé e fazendo uma reverência oriental ao vampiro. - Novos ares, novo visual. Foi o que me passou antes de vir para cá... Quanto ao jornal... Tong inclinava o papel do folheto deixando que o próprio vampiro pudesse acompanhar visualmente o que ele lia: "- Incêndio destrói museu de Glover nesta noite. A polícia investiga se o incêndio foi acidental ou criminoso." Tong olhava para Henry e então continuava. - Mas o mais interessante que eu achei foi isso: "Cratera revela enorme construção embaixo do cemitério de Glover." O carniçal olhava para o Ventrue com um ar de pesar e complementava: - Parece que isto está dando o que falar. Está um alvoroço lá em cima por causa disso. Tong referia-se ao espaço comum dos vampiros no Elísio em relação à expressão "lá em cima".

-Todas as minhas instruções foram cumpridas?
- Devidamente como o senhor ordenou. A cabeça do lobo já está pronta e recolhi seus pertences que estavam no hotel. O sangue do lobo foi devidamente armazenado, bem como o corpo. Respondia Tong à sua própria maneira. Finalmente chegava o momento mais esperado, pelo menos para o carniçal. Os olhos de Tong brilhavam ao ver o líquido vermelho minando no braço do vampiro. Ele bebia como quem encontra um copo d'água em um deserto.

Em seguida Henry Crow tomava um banho, se alimentava de duas prostitutas e programava suas memórias. O vampiro já tinha por hábito se alimentar daquela forma, era um procedimento que ele apenas repetia inúmeras vezes ao longo das décadas. Por fim o vampiro terminava sua alimentação e estava de volta para Tong que informava que até aquele momento ninguém ainda o havia procurado.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por @nDRoid[94] em Qua Set 13, 2017 6:08 pm

Kamilla não tinha capacidade para levantar aquela quantidade de pedras e as horas avançavam. O tecnocrata pede que ela o acompanhe para fora da cratera, rumando para fora do cemitério. Ele já tinha algumas informações que deveriam ser repassadas para o Regente Krum.

Conseguindo sair do local, ele pede que ela o guie mais uma vez a biblioteca, já mandando uma mensagem para o Regente de que tinham informações importantes.
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 22
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Ignus em Qua Set 13, 2017 6:10 pm

Tong inclinava o papel do folheto deixando que o próprio vampiro pudesse acompanhar visualmente o que ele lia: "- Incêndio destrói museu de Glover nesta noite. A polícia investiga se o incêndio foi acidental ou criminoso." Tong olhava para Henry e então continuava.


"Suponho que esse incêndio aí foi até bom para mim. Noticiar um incêndio em um museu parece mais vendável do que noticiar um incêndio em um galpão qualquer. Será que algum cainita teve um dedo nesse incêndio do museu também?"


- Mas o mais interessante que eu achei foi isso: "Cratera revela enorme construção embaixo do cemitério de Glover." O carniçal olhava para o Ventrue com um ar de pesar e complementava: - Parece que isto está dando o que falar. Está um alvoroço lá em cima por causa disso. Tong referia-se ao espaço comum dos vampiros no Elísio em relação à expressão "lá em cima".


"Curioso. Porque será que isso causaria alvoroço no meio cainita? Claro que a existência de uma cripta escondido é um evento incomum, mas daí até virar objeto de interesse no Elísio vai um longo caminho."

****


Em seguida Henry Crow tomava um banho, se alimentava de duas prostitutas e programava suas memórias. O vampiro já tinha por hábito se alimentar daquela forma, era um procedimento que ele apenas repetia inúmeras vezes ao longo das décadas. Por fim o vampiro terminava sua alimentação e estava de volta para Tong que informava que até aquele momento ninguém ainda o havia procurado.


"Eu poderia descer ao Elísio, mas acho de melhor tom fazer uma entrada triunfal mais tarde. Além disso, ainda tenho alguns assuntos da transição para cuidar. E estou aguardando o relatório de William e a visita de Máximus. Permanecerei um pouco mais em meus aposentos."

Ainda enrolado na toalha Crow passa novas ordens a seu lacaio.

-Muito bem. Enquanto eu me troco por favor convoque o carniçal chefe desse Elísio para cá. Eu irei pessoalmente instruí-lo a lhe transmitir as informações necessárias à administração local. Você passará a ser o carniçal chefe aqui como meu braço direito e ele será seu assessor imediato. Quando for falar com ele diga-lhe que o Príncipe Crow deseja os números de telefone dos Primógenos e da Xerife para agora então caso ele possa levantar essa informação diga a ele que já a traga para mim quando vier se apresentar. Por favor providencie também para que a cabeça empalada seja colocada na parede atrás do Trono. Quando eu me sentar nele quero que ela esteja bem visível acima de mim.

Assim que Tong se retira Henry confere seu celular para ver se alguma mensagem lhe fora enviada. A seguir ele irá colocar o aparelho para carregar enquanto coloca um terno bem cortado para sua iminente coroação.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Rian em Qua Set 13, 2017 7:45 pm

Rami Malik; PdS: 05/10; FV: 8/8; Vit.: Ok;


Malik e Kamila deixavam o cemitério e voltavam à Capela. Assim que chegavam à Biblioteca Central de Glover a neófita apertava um botão em um controle no quebra-sol do carro enquanto ela entrava por uma via secundária que dava acesso ao estacionamento local. Um portão se abria dando acesso a uma garagem no subsolo. Para os mortais, apenas uma entrada Vip, para os funcionários do local.

Assim que desciam do carro os dois caminhavam rapidamente até as escadas que davam acesso a uma área restrita, onde funcionava a Capela Tremere. O prédio era enorme, além da parte externa, o primeiro e o segundo piso, onde o público tinha acesso, ainda havia uma extensão restrita nesses dois pavimentos, a garagem e um andar no subsolo, onde estava funcionando a capela.

Os dois chegavam então à sala onde tinha acontecido a primeira reunião. Victor parecia aguardar Rami e Kamila.
- O que descobriram? Indagava o regente.
- Não havia nada lá, além de ruínas do que foi o palco de um possível grande evento. Acredito que Rami tenha alguma informação mais detalhada. Respondia Kamila.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por @nDRoid[94] em Qua Set 13, 2017 7:57 pm

Ele não hesita e diz tudo o que descobriu:

'- Chegamos lá, Regente Krum, e o local estava todo destruído. Eu usei de minhas habilidades auspiciosas para entender o que aconteceu ali. Havia um altar e nele um Infernalista realizou um ritual com cinco criaturas diferentes para criar uma espécie de híbrido poderoso, uma criatura horrenda e de poder. Ela foi destruída por um grupo de cinco cainitas, eu conheço apenas um deles. Ele foi Abraçado dentro do círculo, mas traiu o grupo por não concordar com o estilo de vida. Eu posso descrever detalhadamente cada um deles, se houver alguém que possa desenhar; minha memória é excelente! Enfim, os Infernalistas tentaram combater os invasores, mas a criatura saiu do controle e precisou ser eliminada. Um deles se transformou numa criatura alada e quebrou o teto para fugir. O outro eu não sei dizer. Também não sei do paradeiro dos invasores, mas provavelmente não estão longe.'
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 22
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Rian em Qua Set 13, 2017 8:31 pm

Henry Crow; PS: 15/15; Força de Vontade: 08/10; Vitalidade: ok


Tong se retirava fazendo apenas um aceno positivo com a cabeça em sinal de que a ordem seria cumprida. Enquanto isso Crow volta ao quarto e se troca. Ele estava quase terminando, fazendo o nó da gravata quando alguém batia na porta. Pela forma com que batia não era Tong. Logo Crow ouvia uma conhecida voz do outro lado da porta perguntando se poderia entrar. Era William.
William andava sempre bem vestido, assim como Crow. Ele entrava e estendia a mão entregando algumas folhas de papel para Henry.
- Conforme havia pedido, aqui tem algumas informações separadas sobre a cidade.
Enquanto recebia o papel e a medida que ia olhando cada um, William comentava com suas próprias informações:
- A primeira página refere-se à defesa da cidade. Quem coordena a defesa é a Xerife Valerya, do clã Brujah. Ela tem um pelotão de ex-fuzileiros navais e policiais da SWAT que integram o seu pequeno grupo de elite nas missões de eliminar as potenciais ameaças, além dos atuais 4 algozes que realizam missões de espionagem. Eram 5, mas o quinto foi destruído recentemente. Os detalhes da defesa, é somente com ela. Ela concentra muita informação, provavelmente para evitar vazamentos.
Enquanto Crow olhava outras folhas William continuava:
- Quanto às influências. A mídia era de controle de Kate. Mas um golpe financeiro tirou os Lacaios de Kate da jogada e uma sociedade anônima passou a controlar o setor da mídia. Kate nunca mais conseguiu recuperá-las. Conseguiu controlar um repórter ou outro, mas não o sistema todo. Provavelmente deve ter sido Hendric.
William fazia uma pausa enquanto Crow olhava o título “polícia”
- Todos sabem que é Kate quem controla a polícia, isso não é segredo mais. Não só a polícia, mas as agências de modelos e todo o ramo da moda. Ela é a proprietária da maior empresa de moda do Colorado, foi aí que ela construiu sua base financeira.
- Hospitais? Há muitos hospitais na cidade e dificilmente acredito que um só membro controle todos eles. Certamente cada hospital deve ter uma diferente influência. Necrotério? Não sei de quem era antes, mas Hendric o tomou para si nas últimas noites alegando que tinha permissão do Arconte.
William fitava Crow e continuava: - Crime Organizado? Há várias facções em conflito, certamente cada uma liderada pelo carniçal de diferentes vampiros. Criminosos morrem e surgem a cada noite....
Em seguida William caminhava em direção à porta e então dizia: - No entanto há muito tempo para se discutir sobre isso. No momento a Primigênie o está aguardando para uma pequena reunião e pediu que eu o avisasse, já que era eu o antigo Senescal.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Rian em Qua Set 13, 2017 8:40 pm

Rami Malik; PdS: 05/10; FV: 8/8; Vit.: Ok;

O Regente ouvia atentamente enquanto Rami descrevia suas visões. Victor parecia muito interessado nas descrições do neófito e isso era evidente em sua expressão facial. - Interessante! Eu nunca tinha ouvido nada relacionado a isso. Nem imaginava que tal coisa era possível. Esses infernalistas estavam realmente mexendo com coisa grande. - Espere.... Dizia o feiticeiro. - Pode descrever melhor essa tal criatura alada da qual você falou?


_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Han em Qua Set 13, 2017 11:30 pm

- Por um acaso não teria um veículo e um lacaio para me ceder neste momento sr Larassa? Preciso resolver um importuno antes de finalizar esta noite.

[off: Caso Larassa atenda meu pedido...]

Saio até a rua em direção ao táxi, mas antes de entrar no carro, explico para o lacaio do Arcebispo minhas necessidades...

- Preciso que me leve a um local afastado, tenho de me livrar de um pequeno problema. Vá na frente que eu te seguirei com esse táxi. Depois retornamos juntos.

Adentro o veículo e dou partida no motor. sigo o motorista de Larassa até o local afastado... Depois de constatar não haver pessoas no local, estaciono o táxi e abro o vidro do passageiro. Deixo o motor ligado e saio do veículo. Dou a volta no carro e tiro meu esqueiro do bolso, abro sua tampa metálica e o aciono. Por um breve momento observo aquela pequenina chama dançando como se tivesse vida própria. Olho uma última vez para o rosto do motorista e jogo o esqueiro no colo do defunto. Poderia estourar o tanque de combustível e causar uma explosão cinematográfica. Mas provavelmente sairia machucado dali.

Me afasto em direção do carro em que o lacaio me esperava. Abro a porta do passageiro e sento no banco...

- Por favor, espere até que a chama se espalhe no carro ou uma explosão o tome por completo. Só assim partiremos.

Como um espectador, observo o fogo se alastrar a partir das roupas do taxista e logo consumir o estofado, teto, painel e todo o resto do veículo...
avatar
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por @nDRoid[94] em Qui Set 14, 2017 10:17 am

Rami escuta a pergunta do Regente e descreve a criatura alada que o Infernalista havia se transformado nos mínimos detalhes [Memória Eidética]. Aparentemente, o Regente sabia de alguma coisa e estava tentando retirar mais informações.

'- O senhor conhece esse cainita, magus Krum?'

Nesse momento, Rami vai além e tenta captar a fala do Regente com mais cautela, atrás de supostas tentativas de mentira ou coisa do tipo. Saber isso poderia ser essencial para ele.
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 22
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Ignus em Qui Set 14, 2017 3:26 pm

- A primeira página refere-se à defesa da cidade. Quem coordena a defesa é a Xerife Valerya, do clã Brujah. Ela tem um pelotão de ex-fuzileiros navais e policiais da SWAT que integram o seu pequeno grupo de elite nas missões de eliminar as potenciais ameaças, além dos atuais 4 algozes que realizam missões de espionagem. Eram 5, mas o quinto foi destruído recentemente. Os detalhes da defesa, é somente com ela. Ela concentra muita informação, provavelmente para evitar vazamentos.


"Aparentemente a Xerife vem desempenhando um bom trabalho. Devo mantê-la no cargo."


Enquanto Crow olhava outras folhas William continuava:
- Quanto às influências. A mídia era de controle de Kate. Mas um golpe financeiro tirou os Lacaios de Kate da jogada e uma sociedade anônima passou a controlar o setor da mídia. Kate nunca mais conseguiu recuperá-las. Conseguiu controlar um repórter ou outro, mas não o sistema todo. Provavelmente deve ter sido Hendric.


-Isso faz muito sentido. Aquele traidor sem qualquer dignitas precisava da mídia para que as infrações à máscara tivessem maior repercussão. Fico feliz por saber que posso contar com alguém de sua estirpe para retomar o controle nessa área sensível.


William fazia uma pausa enquanto Crow olhava o título “polícia”
- Todos sabem que é Kate quem controla a polícia, isso não é segredo mais. Não só a polícia, mas as agências de modelos e todo o ramo da moda. Ela é a proprietária da maior empresa de moda do Colorado, foi aí que ela construiu sua base financeira.


"Eu provavelmente transferirei para mim o domínio sobre a polícia. Essa área é por demais sensível para ficar com outro vampiro. Permitirei que Kate permaneça com sua influência na área de moda em troca de fornecimento diário de gado para mim. Vou precisar de muitas mulheres bonitas para me alimentar considerando que passarei a ter de manter um séquito grande de carniçais me servindo."


- Hospitais? Há muitos hospitais na cidade e dificilmente acredito que um só membro controle todos eles. Certamente cada hospital deve ter uma diferente influência. Necrotério? Não sei de quem era antes, mas Hendric o tomou para si nas últimas noites alegando que tinha permissão do Arconte.


-Eu havia pedido a ele para fazer isso. No momento eu não sabia o quão desprezível ele era, claro, e considerei que devíamos ter alguém se certificando de que nada indesejável aparecesse nos relatórios oficiais. Terei de considerar outro nome para a função agora. Talvez conceda esse domínio para os Malkavianos ou algum dos outros clãs com os quais ainda não estabeleci uma relação mais profunda.


William fitava Crow e continuava: - Crime Organizado? Há várias facções em conflito, certamente cada uma liderada pelo carniçal de diferentes vampiros. Criminosos morrem e surgem a cada noite....


"Se o crime por aqui é disperso dessa forma talvez  haja uma boa oportunidade em mãos. Posso fazer com que uma entidade forte organize os demais grupos. Algo como um sindicato do crime. Isso seria interessante tanto para eu próprio administrar como para delegar a algum cainita que eu queira agradar."


Em seguida William caminhava em direção à porta e então dizia: - No entanto há muito tempo para se discutir sobre isso. No momento a Primigênie o está aguardando para uma pequena reunião e pediu que eu o avisasse, já que era eu o antigo Senescal.


-Ótimo. Eu pretendia conversar com todos os Primógenos antes da coroação mesmo. Antes de irmos, contudo, gostaria de saber sua impressão sobre os Primógenos que ainda não conheci. Algo que eu deva saber sobre o Primógeno Toreador, Tremere e Malkaviano?

{Pausa para resposta}


-E quanto aos Gangrel? Temos Forasteiros que não abandonaram a seita na Torre de Marfim? {Em caso positivo} Há alguém com maior proeminência entre eles?




****

Henry então pega seu celular, coloca o carregador em um dos bolsos do paletó e se deixa conduzir para a reunião por William.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Rian em Sex Set 15, 2017 7:37 am

Ivan Markov; PS: 05/15; FV: 7/7; Vitalidade: ok

O Arcebispo dava uma mãozinha nos negócios de Markov que em seguida rumava para um refúgio coletivo da Espada de Cain após assistir as chamas consumirem o táxi. O dia se aproximava, Ivan adormecia e acordava novamente na noite seguinte. Ele estava sozinho no refúgio, aparentemente os outros cainitas já tinham seguido para seus afazeres. O céu estava limpo e, devido a proximidade com a grande cidade, não era possível ver nenhuma estrela no céu. Mas a lua brilhava e uma brisa fresca soprava a cidade. Markov tinha uma noite inteira para traçar seus novos planos...


OFF: Eu não quis narrar nos detalhes porque achei que seria mais interessante acelerar a cena.


Última edição por Rian em Sex Set 15, 2017 10:19 am, editado 1 vez(es)

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - A Queda de Kate Emeri

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum