New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Página 4 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Fuuma Monou em Ter Ago 15, 2017 9:43 pm

Com o sangue do cainita escorrendo por minha boca, forço meu corpo a resistir contra a tentação de continuar bebendo, retiro a faca de combate e a enfio na cabeça de meu oponente. Solto seu corpo inerte, deixando que aquele saco de carne sem movimentos caia no chão. O barulho é abafado pela mortalha. No final Hamlin havia sido salvo, mesmo quando pensei em deixar seu corpo como isca para aqueles loucos em frenesi. Agora chegava o momento de prestar atenção naquele estranho.

Ao olhar para ele, percebo que o mesmo acabou rapidamente com seus dois atacantes com a mesma velocidade em que eu acabava somente com um. Ele certamente é alguém muito forte e com bons instintos, portanto, tê-lo como inimigo não é algo que eu esteja querendo. O primeiro passo é saber se ele é amigo ou inimigo. Novamente ele volta a falar comigo, o que é um alívio, pois depois que a loucura espalhou-se somente Darko parecia estar consciente. Ademais, saber que ele não é mais um cainita em frenesi me deixa um pouco menos tenso.

Vejo que ele quer conversar, mas será que ele poderá escutar algo dentro da Mortalha? Faço uma tentativa, manter-me dentro de minha "zona de segurança" é algo que não quero perder, principalmente pela presença daquele novo membro sobre quem não sei nada. Vou andando em sua direção aos poucos, fazendo um movimento que lembra uma espiral e deixando alguns metros entre nós.

- Quem seria você, e o que quer com este Vallek? - Minhas palavras saem sem emoção, frias.

Qualquer movimento estranho, retiro minha pistola e atiro contra ele.

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por No One em Qua Ago 16, 2017 9:37 pm

Estático, porém ainda com suas garras em mãos, No One aguardava por uma resposta do cainita. Os sons eram incrivelmente abafados dentro daquela densa escuridão, porém não eram complemente silenciados, principalmente para alguém com sentidos tão aguçados quanto os dele.

- Quem seria você, e o que quer com este Vallek? - Minhas palavras saem sem emoção, frias.

Ao invés de lhe responder diretamente, o cainita apenas retrucava com outras perguntas. No One não pretendia assumir uma postura agressiva de interrogador e interrogado, afinal, seu objetivo não era formar um novo inimigo. Contudo, sua prioridade sempre seria a sua missão e o benefício da Mão Negra, então se aquela posição esquiva continuasse, ele não hesitaria em retirar as informações de forma mais abrupta.

-Apresentações são irrelevantes caso você não tenha as informações que preciso - Respondeu ele, fria e secamente - Porém, ao julgar pelo pronome que usou ao se referir a esse cainita, devo supor que não o conheça?

Ainda parado e numa posição despretensiosa, No One direcionava sua visão para o exato local de onde ouvira as palavras do cainita, acompanhando em seguida os seus movimentos baseado nos sons abafados de seus passos. Talvez perceber que sua escuridão não o tornava tão invulnerável quanto ele pensava fizesse com que ele repensasse suas atitudes.

-Diga-me, o que você sabe sobre os estranhos eventos que tomaram conta de New Jersey nas últimas noites? - Continuou o Gangrel.
avatar
No One

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Qua Ago 16, 2017 10:16 pm

Jorge Altobello
- PDS 14/15
- FDV 10/10
- Vitalidade OK

Aquela reunião tinha um q de silêncio não só por ser habitada pelos mais hediondos e degenerados seres que já habitaram este frágil planeta. Mas porque muitos raciocinavam constantemente antes de deferir qualquer opnião ou dizer qualquer palavra que fosse considerada vã. 

Quando o Bispo centenário se ergueu para proferir suas palavras, um sexto sentido o alertou de que estava sendo observado por olhos invisiveis. Uma sensação ruim lhe percorreu a alma enquanto todos mantinham o silêncio e a atenção voltada para o La Sombra. Suas palavras foram então ditas e ele angariou a atenção da ilustrissíma para sí. Esta por sua vez o encarou sem remorso, mas demonstrando um respeito mútuo ao Bispo.  


Melinda Galbraith: - Que assim seja Altobello. Você assim como todos possuem 30 dias para voltar a este lugar e relatarem a mim pessoalmente os esforços obtidos de suas ações. Cruzadas, cercos e defesas. Quem enfrentaram ou o que enfrentaram e por qual motivo. Com base no depoimento de todos aqui presentes, será elaborada a contra medida necessária. 

A criatura e seu sotaque espanhol demonstrava uma convicção perante sua organização. Queria relatórios, descrições detalhadas. O vampiro La Sombra então imaginou como observaria a cidade de New Jersey e até mesmo a sua própria New York. O tabuleiro de seu jogo havia aumentado drasticamente, de Little Italy para dois grandes estados que podiam consar como uma das maiores megalopoles do mundo. Pensou nos agentes que iria enviar e como elaboraria o relatório do que iria acontecer nas duas cidades nos próximos 30 dias. 

Melinda então se ergueu declarando em breves palavras:

Melinda Galbraith: - Não preciso de arrogantes ou incopetentes, preciso de generais inteligentes. Quero um relatório completo de todos vocês. Os próximos passos por vocês a  seita conduzirão a nossa vitória no novo mundo. "Amém" 

A ultima palavra foi dita de maneira gutural em uma voz estranhamente monstruosa. Melinda se transformara em um ser sinistro envolto de sombras e negritude que brotaram de sua boca e consumiram todo o seu corpo tragando-a para a escuridão. Todos reverenciaram Melinda e depois se entre olharam de maneira discreta. Springfield se ergueu de seu trono inexorável e arrumou a roupa olhando para Altobello com olhos de quem queria falar com ele assim que possível. Os Cardeais La Sombra e Ventrue AT se comunicaram brevemente de forma ináldivel entre os outros convidados e caminharam em direção a saída. 

Antes que Altobello pudesse decidir seus próximos passos Jack o Buffalo Head fez uma leve reverência ao eminente Bispo e se aproximou do mesmo. 

Jack : - Sua Excelência, enquanto estávamos aqui Víbora me enviou noticias. A Sacerdotiza pediu para que olhasse está foto de uma das cameras de segurança das docas próximas ao rio Hudson. 

Na fotografia havia um senhor de cabelos brancos e uma duzia de outros homens a sua volta. Eles pareciam estar fazendo algum tipo de negociação. Um navio grande com um largo carregamento podia ser visto nas outras fotografias retiradas. 

Jack : - Não há registros deste homem velho na cidade ou no nosso book de pagamentos do tráfico, o negro que está conversando com ele é Ball - B era um mortal idiota que queria controlar o bronx mas que eu mesmo pensei que havia morrido 2 anos atrás ! 

Jack então esperava uma diretriz ou uma reação do seu bispo. O dever do governante chamava, mesmo quando ele estava em reunião...

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Qua Ago 16, 2017 11:44 pm

Rugall Salles
- PDS 5/10
- FDV 1/6   
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)
- Face Mortal

Depois de tudo combinado. O Futuro Regente de New Jersey e Rugall celebraram o acordo com a bebida de sangue. Diana despertou assim que sentiu o aroma do sangue, apesar da vontade imensa e de seus olhos praticamente implorarem pelo sangue ela se manteve firme enquanto Bredley sorria para o ocorrido. 

Bredley : - Hahahaha , vamos neofita. Pegue um pouco também. 

A jovem se manteve comportada e só pegaria um copo caso seu senhor permitisse. Ela ainda mantivera os preceitos de carniçal devido todo o tempo em que o laço de sangue manteve a influencia sobre ela. 

Assim que terminaram, o desembargador se levantou e apertou as mãos de Rugall. O vampiro Tzmisce ficou com o prototipo da capa da revista nas mãos enquanto o vampiro iria se distanciando em direção a porta na qual estava o Japonês imponente. O vampiro Ancião parou próximo a porta e segurou na maçaneta dourada mas cessou sua ida para responder a pergunta de Rugall. 

Bredley : - Kim morreu com uma convulsão gerada pela raiva vermelha. Mas isso não importa, ele seria mais precioso como uma de nossas peças, infelizmente morreu. Sobre a Ordem da Razão, foi um grupo criado pelo governo americano para manter os olhos da população fechados perante os casos de violação da máscara no continente americano. Assim que descobrimos isso percebemos o quanto isso seria vantajoso para nós. Eles eram apenas o rebanho mortal com influencia e alguns apetrechos tecnológicos bem interessantes. Nada demais, agora se preocupe com a sua coletiva sr. Salles. Cinthia, leve-o a maquiadora e prepare-o imediatamente. 

Bredley então saiu assim como o Japones deixando a secretária, Diana e Rugall a sós. A moça se aproximou de uma outra porta e os convidou a segui-la. 


Cinthia : - Vamos iniciar os preparativos ? 

Teste:
Diana Teste de Autocontrole Diff. 8 = 2 Sucessos
 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Qui Ago 17, 2017 6:01 am

Danio Benneti 
- PDS 5/14
- FDV 2/7 
- Vitalidade -1 Ferido Gravemente (1 Agravado,3 Letal)
- Mortalha das Trevas 24 Metros


No One
- PDS 6/15 
- FDV 4/8  
- Vitalidade -1 Ferido (1 Agravado, 2 letal)
- Garras da Besta Ativo 

OFF: Muito legal a interação de vocês, fico feliz que vocês entendam que podem fazer mais de um post por vez para que possam desenrolar o jogo. Parabéns ! Peço que continuem, irei postar apenas algumas informações sobre o que está acontecendo. 

Com o fim do combate contra as criaturas degeneradas, o Gangrel e o La Sombra podiam finalmente interagir um com o outro. O som dos grunidos dos vampiros frenéticos nas redondezas ainda fazia do lugar perigoso e completamente instável. New Jersey havia se tornado um palco de criaturas bizarras e insanas. 

A mortalha negra servia de principal refugio para Danio que escutava a pergunta do gangrel e percebia que o mesmo tinha conhecimento dos vampiros e títulos referentes ao Sabá. 

Danio se lembrava vagamente de Vallek, já havia escutado sobre o Malkaviano que ajudou na tomada daquele Oasis em Newark ao tentar matar justamente Tremere Hal Seals na emboscada que o Sabá fez anos atras em Newark. Vallek foi uma das peças fundamentais para o sucesso do dominio de Newark e ficou famoso por isso (Mais informações em New Jersey - A Espada de Caim)

Apesar do La Sombra se manter imerso na bruma negra. O gangrel conseguia ouvi-lo e até mesmo ve-lo com alguma dificuldade, mas conseguia ter sua localização a rodea-lo. A conversa parecia na defensiva para ambas as partes mas talvez pela bruma ou a situação, estivesse muito difícil para No One sentir pelo tom da voz do La Sombra se ele estava dizendo a verdade ou não. A voz de ambos eram desprovidas de emoções, não havia medo, nervosismo ou titubiar. Apenas frieza no timbre do Gangrel e do La Sombra. 

Enquanto os dois trocavam informações dentro da bruma negra, a dupla ouviu um som de motor, finalmente um som de vida depois de tanto som de grunidos que ainda se espalhavam no plano de fundo daquele cenário horripilante. Os dois olhavam para o horizonte e viam que uma moto parecia estar chegando. Danio reconhecia como Lars, a sua companheira de bando, pilotava uma Harley em direção ao Oasis de Newark mas certamente passaria pela estrada onde os dois estavam dentro de alguns minutos. 

Eles ainda tinham algum pouco tempo para trocar informações até que a outra cainita se aproximasse do grupo. 



Testes:
No One Teste de Per+Empatia(Perceber mentiras) Diff. 9 = 1 Sucesso
Danio Teste de Man+Empatia(Leitura Corporal) Diff 8 = 3 Sucessos

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Bad em Sex Ago 18, 2017 10:21 am

Tom caminhando pelo corredor vendo aquelas maçanetas e pensando consigo...

*Será possível que eu vá achar alguma situação interessante aqui? Por que diabos eu não fui aonde Aislin estava, aquele joguete dela parece me ser interessante*

* Mas esse chão está muito limpo, precisamos de bebidas jogadas nele, mulheres nuas deitadas sobre ele, seria magnifico*

Tom continua a caminhar quando olha uma porta e tem uma visão fantástica, ele até chega a passar a perna mas o tronco fica recuado analisando a mulher, sai da visão da porta enquanto já sabe o q ira fazer para se divertir até o barco ancorar.

Deu meia volta no corpo, colocou a cara na porta com dois dedos bateu discretamente na porta para chamar a atenção, quando a mulher olha pra ele, logo diz:

- Boa noite senhorita, é neste quarto que tem uma bela dama, querendo uma música particular, e uma boa companhia?- Já completa sem no espaço para a moça tentar argumentar - Cortesia do cruzeiro não precisa recusar, após uma música irei embora caso não lhe agrade. (usar presença 1 )

Tom iria adentrando na cabine enquanto analisava a reação da mulher.
avatar
Bad

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 25
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Sex Ago 18, 2017 2:18 pm

Herick Draven

- PDS 5/15

- FDV 1/6

- Vitalidade Completa
- Garras da Besta Ativa
- Destreza 5

Aparentemente Herick estava na desvantagem. Não poder ver a sua inimiga deixava ele em uma posição no mínimo alerta. Havia muitas pessoas ali, os homens de capuz roxo, outros cainitas, Elisha que preferiu repousar no alto de uma pedra mais uma vez enquanto observava as ações de Herick de longe, a entidade angelical no centro da caverna. Mas Herick não via Lynxx em lugar algum. Seu corpo tomou outra forma, sua cauda desapareceu e ele ficou com os cabelos louros de Viper. Mas não estava igual a ele, apenas uma cópia semelhante e um pouco deformada do mesmo. Seus olhos estavam inoperantes. Ele precisava enxergar com olfato e assim ele o fez. O cheiro da morte estava forte ali. Em todo o lugar. Sua visão começou a ficar turva e o vampiro não conseguia mais ter um controle total sobre a sua percepção. O cenário começava a girar e ele a ficar cada vez mais desconexo. Herick levou as mãos a cabeça quando ouviu o sussurrar de Lynxx dizer :

Lynxx : - O grande pai deveria ter vergonha de um bastardo Caitiff..

Ouvir a voz de Lynxx foi o suficiente para que Herick pudesse aliar o cheiro dela ao sua  localização. Sua cauda serpenteou de maneira rápida a estocar as costas da mulher e atravessar seu corpo rasgando para fora o coração da vampiro por entre seus seios. Um jato de sangue espirrou no chão e aquela sensação de prazer e ódio assumiram controle do coração de Herick. A mulher estava ali, estocada e erguida como um troféu pelo Caitiff que realizava a sua vingança pessoal ou parte dela. Sentiu uma imensa satisfação que se misturava com euforia.

O vampiro levou suas mãos a cabeça e se ajoelhou tentando manter a sua mente sã... Havia dor, euforia, ódio e incerteza no interior da mente de Herick. O que estava acontecendo com o Caitiff ?

O RESTANTE DO POST ESTÁ JUNTO COM O POST DE VALLEK




Teste:
Herick Teste de Percepção+Prontidão Diff. 5 = 3 Sucessos
Lynxx Teste de Car+Furtividade Diff 6. = 2 Sucessos
Herick Teste Mascara das Mil Faces Diff. 7 = 2 Sucessos
Herick Teste de Estocar(Des+A. Branca) +1FDV Diff. 10 = 1 Sucessos
Herick Dano + Potencia  Diff. 6 = 9 Sucessos
Lynxx Absorção + Fortitude Diff 6 = 3 Sucessos 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Sex Ago 18, 2017 2:32 pm

Vallek Morton
- PDS 13/14
- FDV 5/7 
- Vitalidade OK

Herick Draven
- PDS 5/15
- FDV 1/6
- Vitalidade Completa
- Garras da Besta Ativa
- Destreza 5



ESTE POST SERVE PARA HERICK E PARA VALLEK

Havia chegado um dado momento em que a rede havia ficado tão forte que todos os malkavianos ali podiam sentir que estavam realmente conectados com Malkav a ponto de saberem que ele podia ler cada opnião, e sentir cada sentimento de todos os vampiros pertencentes a familia. Mas será que os malkavianos ali podiam se conectar a Malkav na mesma intensidade ? A resposta do quão conectado seriam estava na potência da proximidade do sangue que cada um tinha com Malkav e o grau de Iluminação de Demência que cada um alcançou. Naquele momento todos eram Malkav e Malkav era todos os que estavam alí. Até mesmo os Magos desauridos que adquiriram a iluminação caotica de outra forma do que a maldição do terceiro mortal puderam compartilhar do momento de conexão de Malkav graças ao grau de iluminação que possuíam em suas mentes.

Em cerca de segundos TODOS que tinham o sangue de Malkav, ou provado ou mesmo tinham a iluminação caotica em suas mentes, sentiram suas mentes serem transportadas para fora de seus corpos e jogados para as mais diversas partes do globo como uma poderosíssima manifestação de Projeção Psiquica já experimentada. Eles conseguiam estar em lugares como Tamil Nadu(India), Michigan(EUA), Treaton(New Jersey EUA) e um povoado ao sul da Austria. Praticamente ao mesmo tempo e presenciar o despertar das 4 proles de Malkav.


A Lady Praga - Despertando no continente asiático como uma criatura louca e atormentada.

Eater - A criatura demoníaca e desastrosa que engole o som por onde passa. A mais disforme e atormentada de todas as crias de Malkav. 

Nissiku - O Oraculo chalatão de poderes auspiciosos jamais vistos.

Lamdiel - Progenitor da famosa Linhagem dos Estudiosos de Dr. Douglas Netchuch, acordou na Europa e parece ser o mais sã de todos apesar de seu aspecto demoniaco mostrar o contrário.


Os pontos onde as proles de Malkav despertaram trouxeram consigo a voz da loucura em proporções fora do comum. O mundo estava prestes a ver a evolução da mente mortal, ou definhar tentando suportar aquela iluminação...


Última edição por Beaumont em Sex Ago 18, 2017 2:53 pm, editado 1 vez(es)

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Bahamut em Sex Ago 18, 2017 2:42 pm

Bredley parece satisfeito e brinda com Rugall. Ao se servir, Rugall percebe que Diana estava acordada e com sede. Seus olhos fitavam o copo com vitae e Bredley também percebeu a sede da neófita.

Logo após Bredley oferecer para Diana o vitae, Rugall pega o copo e entrega para ela, que toma o rubro nectar, saboreando docemente.

Rugall então retorna o copo para sua boca e não pôde impedir seus olhos de seguir a mão ferida da bela mulher que lhes servira parte de sua essência vital. O olhar de Rugall era de puro desejo. Em sua cabeça ele se viu tomando aquela bela mulher de diversas maneiras, quase ignorando a presença de Diana e Dredley, drenando-a de forma lasciva e bestial enquanto ela se contorcia, ora tentando se desvencilhar ora querendo se entrelaçar no doce executor que lhe sorvia a vida através de um beijo da morte. Mas Rugall não o faz. Sua capacidade de controlar seus instintos era de certa forma notável. A sede de sua besta somada com a força de sua origem dracônica faziam uma combinação abissal e Rugall tinha que lidar com isso quase todas as noites, sendo vitorioso em uma grande maioria delas.

Bredley então segue para a porta, sequido do homem de traços orientais. Ele fala sobre a morte de Paul Kim e a ordem a qual ele pertencia e deixa Rugall nas mãos de Cynthia.

Cynthia: - Vamos iniciar os preparativos?

Aquilo soou sensual e provocativo para Rugall. O gosto do vitae dela traduzia a beleza estonteante que ela exalava e Rugall a desejava. Quando ela se aproximou Rugall se levantou levemente, tomando cuidado com Diana que o abraçava. Ele cuidou para ajudar Diana a se levantar e então cumprimentou Cynthia, tomando sua mão ferida e levando seus lábios até ela. Porém Rugall não a beijou, mas girou a mão da bela mulher, deixando o ferimento à mostra e o lambeu em toda a sua extensão, sem pressa. Ao terminar, Rugall olha para os olhos dela produndamente enquanto retoma sua postura e abraça Diana.

Rugall: - Sim, iniciemos. Por onde começamos?
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por mitzrael em Sex Ago 18, 2017 10:31 pm

pensando:
não posso deixar essa vadia , escapar dessa , hoje ela morre pena que Viper não ta aqui e ver o coração dela em minha mão .
vamos cadela me mostre onde voce está .


Lynxx : - O grande pai deveria ter vergonha de um bastardo Caitiff..
as palavras de Lynxx foi o suficiente para mostrar onde tava .


Herick solta um pequeno sorriso de prazer ao ver que seu ataque foi certeiro .
sua cauda ia com perfeição no seu alvo .

Agora vadia quem é ?digno de que ? voce será meu alimento .

mas herick sentia um vulcão de emoçoes que o deixava de joelhos no chão .

pensando:
preciso resistir , não posso me redender a essa loucura , pai de todos me guie , me mostre um caminho , me ajude .


Herick socava o chao na tentativa de manter sua mente sã .
Herick se prendia nas palavras de seu pai , nas coisas que Alisha tenta brotar em sua mente .tudo que ela mostra e so caos , e  Herick sabe em seu intimo por mas que o mundo seja
ingrato , sujo , violento , não merece se torna em um manicomio mas como parar tudo isso ?como por um fim  nisso ? se mal concegue manter sua propria sanidade ?  Twisted Evil  Twisted Evil
avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Undead Freak em Sab Ago 19, 2017 6:35 am

Por um momento minha mente se aquietou e, quando estava começando a saborear certa paz e calmaria interior, uma espécie de descarga elétrica desceu violentamente pelo meu espírito. Meus olhos viraram e todos os meus nervos enrrijeceram, semelhante ao princípio de uma convulsão. Caí de joelhos ao lado de Elizie, sentindo milhares de informações sendo processadas na minha mente. Em um segundo, elas vieram e se foram; nesse segundo, foi como se eu tivesse tomado uma sequência de mil golpes...

Nesse segundo eu estava fora do corpo, em todos os lugares e ao mesmo tempo em nenhum. Estava em espírito, fluindo pelo "encanamento da teia", que estava conectado pelo mundo todo a partir do Pai.

"Onipresença..."

Em cada lugar que eu estive, vi uma prole de Malkav despertando do seu torpor. Cada prole que despertou, lançou a iluminação pela rede. Em cada lugar que cada um deles se encontravam, o caos se expandiu, se elevou e voltou a cair como uma bomba por todo o lugar. Tudo o que havia acontecido em Nova Jérsei...estava se repetindo no resto do mundo.

"Onipotência..."

Tudo estava em tudo, e nós éramos tudo. Cada fragmento do espelho se juntava novamente. Cada um de nós se unia a Malkav. Malkav não era deus. Malkav era mais do que deus e, naquele momento, todos nós nos sentimos como ele. Todos nós nos sentimos Absolutos.

-- Lady Praga, Eater, Nissiku, Lamdiel...

Quando percebi que havia voltado a mim, notei que estava murmurando inconscientemente o nome das proles recém-despertas. Foi tudo muito rápido, mas parece que fiquei horas naquele estado de êxtase, me sentindo a própria fonte da criação universal. Divino seria um eufemismo muito tímido para descrever tal sensação.

-- Algo muito especial te espera, minha amada -- disse sorrindo enquanto olhava Elizie deitada. Em seguida beijei sua testa, fechei meus olhos e me concetrei na sensação de glória que ainda fluía pelo meu corpo.

"Em breve todo o planeta estará iluminado. Em breve todos serão como nós..."

avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Fuuma Monou em Dom Ago 20, 2017 11:27 am

Estranho escreveu:-Apresentações são irrelevantes caso você não tenha as informações que preciso. Porém, ao julgar pelo pronome que usou ao se referir a esse cainita, devo supor que não o conheça?-Diga-me, o que você sabe sobre os estranhos eventos que tomaram conta de New Jersey nas últimas noites?

"- Eu sei quem é este Vallek, mas nunca o conheci pessoalmente. Já ouvi falar sobre ele, contudo, a primeira vez que reconheci a verdade nos fatos foi com as palavras de Darko algumas horas atrás." - Penso. Andando pelas trevas da Mortalha, achei que teria alguma sorte em despistar aquele cainita, mas meu planos mostrou-se praticamente infrutífero. "- Conhecer ou não alguém pode ter vários significados..."

- Se não queres dizer quem você é, tudo bem, mas terás que me responder: és um membro da Espada? - As palavras ditas pelo desconhecido indicavam que pudesse ser um membro da Seita ainda consciente, o que é algo levemente tranquilizador, embora possa não significar nada se ele resolver me atacar. A lei do mais forte é algo bastante comum dentro do Sabá. A escolha da palavra 'Espada' é consciente, e tenta mostrar ao recém-chegado que também sou um membro. Fico atento a sua resposta e assim que ele responder positivamente continuo (Perceber mentiras). "- Pensando agora, Darko falou que isso tudo era culpa desse Vallek, então falar que o conheço pode ser perigoso se este cainita o estiver caçando."

- Conheço o cainita responsável pela tomada de Newark, o Vallek que estais procurando. Embora não como você deve estar querendo, não pessoalmente. - Continuo andando em círculos, embora mais lentamente. Quem sabe isso não possa resultar em alguma possível saída se ele tentar me atacar. - Agora, sobre o que aconteceu aqui... bem, alguns membros entraram em frenesi e atacaram os seus. Meu companheiro de Bando e eu conseguimos sair, mas acreditando que Vallek seria o responsável por tudo isso. - Com estas palavras, tento mostrar ao outro cainita o que sei do ocorrido ao mesmo tempo que dou uma informação que pode deixá-lo apreensivo de me atacar, pois pode haver um aliado esperando para dar o bote caso algo ocorra. - Pelo que você falou, isso também está ocorrendo em outras partes de New Jersey, certo? O Sabá se autodestruiu em outras partes da cidade?

Ao longe, ouço uma motocicleta ao longe. Olhando para a direção do som, vejo Lars aproximando-se do antigo templo Sabá. Nossa conexão pulsa em minha mente e corpo. "- Ela deve ter escapado desta loucura... agora sim seremos dois contra este desconhecido." - Meu andar agora busca o ponto mais próximo de onde a Gangrel possa passar com sua moto.

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Qua Ago 23, 2017 5:58 am

Tom Halley
- PDS 12/14
- FDV 5/5
- Vitalidade OK

Enquanto Tom adentrava a cabine da jovem, sua visão sobre o local iria tomando mais cor. O lugar tinha um bar e uma estante repleta de livros. A garota estava com copo pela metade com um canudo e outro copo estava ao lado no descanso suado por estar ali já a algum tempo, relaxada ate o momento em que o galante músico entrou em seus domínios. 

A garota então fechou o livro rapidamente mas o poder do fáscinio intrigante de Tom Halley logo a dominou e trouxe novamente a tranquilidade que ela possuía minutos atrás, ela despachou um sorriso enquantou se aconchegou outra vez em seu confortável sofá ao qual estava praticamente deitada. 

- Ora, sou fã de instrumentos de corda quando tocados com bastante precisão . Barulho demais é danoso aos nossos ouvidos, mas eu estou impressionada que o cruzeiro possibilite música para os seus tripulantes. Nate ficará impressionado. 

A garota já não parecia mais interessada em ler o livro. O guardou ao lado em uma cômoda e se sentou com o tronco um pouco mais curvado para frente retirando o chapéu que usava. Sua beleza era incrivel com olhos rasgados e um corpo avantajado de alguém que provavelmente nascera em um país tropical. Ao olhar em volta Tom não parecia ver mais ninguem na cabine naquele momento. Era um lugar bem espaçoso para uma mulher sozinha mas ela tinha uma alinça em seu dedo esquerdo com um brilhante exorbitantemente grande. 

Teste:
Tom Teste de Fáscinio Diff. 7 = 3 Sucessos

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Qua Ago 23, 2017 6:58 am

Rugall Salles
- PDS 5/10
- FDV 2/6  (Nat. bon Vivant)  
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)
- Face Mortal

Rugal entao seguiu juntamente com Diana para um corredor localizado a esquerda do grande escritório de Bredley. No corredor haveria alguns quadros da época da idade das trevas e curiosamente um grande quadro de Bredley sentado em um trono com uma coroa e um cetro doutro que usava para se apoiar ao lado de magrelo súdito ajelhado. A pintura talvez fosse apenas simbolica ou quem sabe mostrasse um pouco da idade que talvez o Ventrue pudesse possuír. Entre os quadros Diana aponta também um quadro do pai de July, Jeremy Sanders. Em uma das galerias dos corredores. 

Os três então entram em uma sala com um grande espelho e várias roupas, algo parecido com um closet. O lugar era bem espaçoso e iluminado por luz incandescente. Diana ficou um pouco fáscinada e logo teve a atenção de uma moça jovem de cabelos curtos que a ajudou a escolher uma roupa melhor para o discurso. Rugal por sua vez foi atendido por um homem careca que pediu para que ele se sentasse. 

- Boa Noite senhor Salles é uma honra te-lo em nossa companhia. Serei seu estilista por essa noite. Preciso apenas realizar uns retoques visto que o sr. passou por mals lençois essas ultimas noites não é verdade. Um pouco de maquiagem aqui para disfarsar alguns pontos.

Tudo aquilo era até muito proveitoso e até relaxante para o vampiro que teve muita turbulência nas ultimas noites. Ele pode ver o quanto Diana estava contente ao provar todos aqueles vestidos e realizar um pequeno desfile para seu senhor enquanto transbordava de empolgação. Diana sempre foi extremamente responsável apesar de ser nova e ver ela um pouco descontraída até que era reconfortante para o vampiro. 

Algumas horas depois, Rugall estava maqueado, recebeu um pequeno corte de cabelos apenas para ajeitar as pontas e recebeu roupas novas. Diana também estava impecável com o novo vestido de noite, ela estava bem mais vampirica do que aquela ingenua Diana que costuma ser. 


Rugall e Diana então poderiam seguir até uma nova sala onde poderiam esperar até a chegada de Chris Christie e o inicio do discurso. A nova sala com a qual Rugall e Diana eram conduzidos era um salão de conferência com alguns parlamentares do estado de New Jersey. Prefeitos das cidades vizinhas como Phillisburgh, Newark e o prefeito de Long Branch, Adam Schneider estavam no local, a Mídia também estava em peso. New York Post, New Jersey on Daily entre outros. todos com seus gravadores e cameras circulando pela grande sala,em uma mesa com salgadinhos e bebidas estava o tio de Diana, Brian Jones se empanturrando de coxinhas. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por No One em Qua Ago 23, 2017 11:07 pm

- Se não queres dizer quem você é, tudo bem, mas terás que me responder: és um membro da Espada?

O Lasombra mostrava-se cauteloso, talvez temendo por sua segurança, principalmente depois que respondesse tais perguntas e se tornasse "desnecessário". Por usar tal denominação para o Sabá, o mesmo indicava que provavelmente também faria parte da seita, afinal, um Camarilla raramente se referia assim ao que eles julgavam como um mero bando de lunáticos.

-Sim. - Respondeu o Gangrel, curto e grosso.

- Conheço o cainita responsável pela tomada de Newark, o Vallek que estais procurando. Embora não como você deve estar querendo, não pessoalmente. - Continuo andando em círculos, embora mais lentamente. Quem sabe isso não possa resultar em alguma possível saída se ele tentar me atacar. - Agora, sobre o que aconteceu aqui... bem, alguns membros entraram em frenesi e atacaram os seus. Meu companheiro de Bando e eu conseguimos sair, mas acreditando que Vallek seria o responsável por tudo isso. - Com estas palavras, tento mostrar ao outro cainita o que sei do ocorrido ao mesmo tempo que dou uma informação que pode deixá-lo apreensivo de me atacar, pois pode haver um aliado esperando para dar o bote caso algo ocorra. - Pelo que você falou, isso também está ocorrendo em outras partes de New Jersey, certo? O Sabá se autodestruiu em outras partes da cidade?

Então, de fato, aquele Lasombra não tinha sido uma completa perda de tempo. Apesar de não conhecer diretamente o tal Vallek, o cainita tinha bem mais informações sobre o Malkaviano do que ele esperava e lhe dizia coisas verdadeiramente intrigantes. Era de conhecimento comum que os descendentes de Malkav eram insanos, No One sabia bem disso, principalmente por ele mesmo ter tido sua mente "iluminada" pelos dons da loucura... Porém, como um único Malkaviano poderia ser o responsável por acontecimentos tão devastadores? Ele precisava de maiores esclarecimentos para acreditar na veracidade daquilo. Contudo, além do que havia lhe dito, o Lasombra não parecia ter muito conhecimento do acontecimento como um todo, perguntando-lhe o tamanho de suas dimensões.

-Como ele foi o responsável por esse acontecimento? - Questionou No One, com apatia em sua voz, porém acompanhada de um leve ar de descrença - Sim, outras cidades do estado foram igualmente afetadas. New Jersey não é mais um monopólio da Espada. - Continuou o Gangrel, respondendo a pergunta do Lasombra com tamanha indiferença que sequer parecia que ele se importasse com a perda da seita. E, de fato, o Sabá "comum" era pouco relevante para o Gangrel, desde que a Mão Negra não fosse diretamente atingida.

Enquanto dialogavam, um indivíduo em uma moto se aproximava do local. No One não o reconhecia, porém percebia que o Lasombra se aproximava discretamente do local por onde o veículo passaria em breve, indicando que talvez eles fossem aliados.

-Você a conhece? - Perguntou o Gangrel, mas estava óbvio que ele não acreditaria em um "não".
avatar
No One

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Bahamut em Qui Ago 24, 2017 7:12 pm

Rugall seguiu com Diana e a secretária de Bredley através de um corredor cheio de belos quadros. Rugall e Diana ficaram fascinados por alguns deles. Em seguida entraram em uma sala, sendo que logo de início podia ser visto uma vasta gama de roupas e um grande espelho. Diana ficou fascinada pelo enorme closet e foi se vestir com a ajuda de uma jovem de cabelos curtos. Rugall por sua vez foi atendido por um homem careca que o sentou e explicou que faria alguns retoques para que Rugall possa estar mais apresentável.

O tempo todo Rugall olhava Diana, que estava radiante enquanto desfilava os belos vestidos que provava. Sua beleza era somada ao seu estado de humor. Fora o fato de que agora que virou uma vampira, ela parece estar mais sedutora. Rugall ficou admirando ela por um tempo. Rugall também olhava a secretária de Bredley. O gosto de seu vitae ainda estava na boca do vampiro e ele tinha sede do mel daquela mulher deslumbrante. Rugall sempre gostou mais do sangue de mulheres. Ele era mais doce e possuia essências muito características. Ele conseguia sentir o gosto do medo, da excitação, da adrenalina, do desejo, da ansiedade, da dúvida, da inocência e do tesão. Tudo se misturava em um inebriante nectar e Rugall queria mais aquela noite. Rugall chamou a atenção da assistente e com os dedos a chamou para perto. Quando ela chegou, Rugall tomou suas mãos, acariciando-as e levou seus lábios próximo ao ouvido dela, sussurrando baixo. Seu pescoço se arrepia inteiro na hora e ela não consegue segurar um suspiro.

Jean: - Gostaria de lhe agradecer pelo drink servido a pouco. Estava delicioso. Será que eu poderia me servir mais um pouco? Ainda tenho um pouco de sede.

Rugall ao terminar a fala, desce lentamente os seus lábios pelo pescoço dela, dando um leve assopro. A assistente suspira novamente, dessa vez mais profundamente e tenta segurar seus impulsos. Seus quadris começam a se mecher delicadamente e suas mãos acariciam os cabelos e o ombro de Rugall. Rugall por sua vez começa a beijar-lhe o pescoço por toda a sua extensão e lança um olhar para Diana enquanto crava suas presas no belo pescoço à sua mercê. A assistente fecha os olhos e abre a sua boca involuntariamente mas não faz som algum. Ao invés disso ela prende a respiração e aperta Rugall com força. Rugall suga um pouco do sangue dela (1 ponto) e lambe o ferimento em seguida. Ela por sua vez treme e solta o ar vagarosamente no início, com um som agudo saindo de sua garganta, depois solta o ar todo de uma vez, ofegante, com uma sensação de alívio

Em seguida ele irá até o encontro de Diana e lhe dará um longo abraço. Diana o abraça como uma criança feliz, mas ela também está excitada e puxa seu amado para si no abraço. Ela ainda não se desvencilhou da sensação de ser uma carniçal e deseja o que sentia antes de ser transformada. Rugall consegue sentir isso e a afaga por cima do vestido e sussurrando novamente, agora no ouvido de Diana.

Jean: - Paciência minha criança, logo teremos um pouco de paz. Não vejo a hora de estar a sós com você.

Após o término dos preparativos, Rugall e Diana foram levados para uma sala de conferência cheia de políticos importantes e abarrotada de reporteres. Eles esperavam a chegada de Chris Christie para a conferência e até o tio de Diana estava lá. Rugall se pergunta como foi para Brian passar pelo sol vermelho, mas isso na verdade não importa. O que importa agora era passar pela conferência e acabar com esse assunto com chave de ouro para poder então levar Diana para casa.
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Sab Ago 26, 2017 11:01 pm

Vallek Morton
- PDS 13/14
- FDV 5/7  
- Vitalidade OK

Por um momento Vallek havia tido acesso a vários pontos diferentes da terra, presenciado o renascer dos Matusalens originados por Malkav e podido sentir um pouco do poder que eles poderiam exercer. Niveis de Ofuscação, Auspicios, Dominação e Demência fora da compreensão de um vampiro da época atual. O futuro era de fato uma incognita dificil de resolver, mas os malkavianos eram conhecidos justamente por essa habilidade oracular fora do comum. 

O vampiro pousou mais uma vez sentido a terra fofa em suas mãos outra vez. Sua mente esava muito embaralhada mas aos poucos ele iria voltando a sí mesmo, percebia que estava de volta na caverna e que não havia sido o único a realizar a grandiosa viagem. Allen e todos os outros que estavam lá estavam ao chão enquanto a criatura Alada planava no ar ainda mais celere e poderosa do que nunca. O poder dos matusalens alimentaram ainda mais a rede para Malkav tornando-o incrivelmente mais poderoso. O objetivo de Malkav estava em andamento, alimentar todas as mentes com a iluminação e a cad amente iluminada mais ele aumentaria a rede malkaviana e mais poderoso ficaria. Era uma questão de tempo até o mundo todo sestar iluminado daquela mesma maneira. 

Enquanto recobrava sua cordenação motora ele olhou para Elizie e percebeu que os espasmos haviam acabado. Ela não respirava mais , porem isso não significa que o abraço tenha dado errado. Ele só precisava esperar pela próxima noite e contemplar o desfecho grandioso de Malkav sobre o mundo. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Sab Ago 26, 2017 11:19 pm

Herick Draven
- PDS 14/15
- FDV 2/6 (Nat Sobrevivente)
- Escoriado Agravado
- Garras da Besta Ativa
- Destreza 5

O ódio de Herick parecia ter prevalescido sobre todas as suas emoções. O vampiro estava de joelhos e sentiu cada um dos matusalens erguerem-se de seus tumulos e clamarem para sí seus lugares na terra. Europa, Asia e america. Nenhum lugar estaria a salvo dos verdadeiros vilões do mundo. O vampiro se suspendeu em um mar de agonia enquanto viajava em uma aventura cósmica diferente de qualquer droga que ele jamais tomou. A confusão era tanta que ele queria que parasse, rasgou o próprio rosto com suas garras para que a confusão parasse mas era inutil, sua pele era dura como borracha resistente. 

Ele saltou para cima de sua eterna inimiga e cravou seus dentes como nunca fez. Drenou primeiramente todo o sangue da vampira e depois tomou a sua alma para sí que se desintegrou por que Herick estava sob efeito do frenesi lunático e não conseguiu realizar o ritual com precisão. Quando o vampiro voltou a sí percebeu que todos ali estavam fracos da viagem que fizeram, menos o anjo que chamam de messias. Seu rosto estava cheio de sangue e o corpo desfalecido de Lynxx uma mera vingança paga. Ele finalmente poderia se livrar dela e tudo que faltava agora e o maldito Viper e sua vingança estaria completa. 

A criatura Alada planava no ar ainda mais celere e poderosa do que nunca. O poder dos matusalens alimentaram ainda mais a rede para Malkav tornando-o incrivelmente mais poderoso. O objetivo de Malkav estava em andamento, alimentar todas as mentes com a iluminação e a cad amente iluminada mais ele aumentaria a rede malkaviana e mais poderoso ficaria. Era uma questão de tempo até o mundo todo sestar iluminado daquela mesma maneira e Herick sentia que a criatura estava na sua cabeça exatamente como os outros Malkavian, até mesmo Elisha fraquejou com o poder inexorável de Malkav. 



Spoiler:
Herick teste de Auto controle + Cabeça Quente + Esquizofrenia Diff 10. = 0 Sucessos
Herick Diablere teste de Força Diff 9 = 2 Sucessos
Herick Diablere teste de Força Diff 9 = 1 Sucessos
Herick Diablere teste de Força Diff 9 = 1 Sucessos
Herick Diablere teste de Força Diff 9 = 0 Sucessos
Herick Diablere teste de Força Diff 9 = 1 Sucessos
Herick Diablere teste de Força Diff 9 = Falha Critica 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Dom Ago 27, 2017 12:58 am

Danio Benneti 
- PDS 5/14
- FDV 2/7 
- Vitalidade -1 Ferido Gravemente (1 Agravado,3 Letal)
- Mortalha das Trevas 24 Metros


No One
- PDS 6/15 
- FDV 4/8  
- Vitalidade -1 Ferido (1 Agravado, 2 letal)
- Garras da Besta Ativo 

A conversa dos dois não poderia demorar por mais tempo. Antes que o La Sombra pudesse responder a moto alcança uma distancia que permite a visibilidade ao menos do La Sombra que precisou sair da sua própria mortalha para poder ficar um pouco mais próximo do trecho pelo qual a moto passaria. 

 


Assim que Lars percebeu que era Danio quem estava ali, ela piscou o farol da moto para avisar, na garupa de sua moto estava um individuo bastante estranho e peculiar. Face extremamente pálida e traços góticos, apesar de ser um homem sua beleza era invejável e alienigena. Possuía longos e lisos cabelos negros, não havia rugas ou expressões em sua face, tudo era estéticamente perfeito lhe dando a chance de ser ou um Tzmisce ou um Toreador AT extremamente metrosexual. Assim que Lars se aproximou ela parou a moto próximo ao La Sombra. O gangrel permaneceu na escuridão da mortalha usando de seus sentidos para se manter em alerta e se aproveitando da penumbra para se manter oculto. 

Lars : - Benetti você conseguiu ! É um alívio ve-lo inteiro, Jersey City já era. Primeiro, a loucura da raiva vermelha deixou quase todos os nossos loucos. Eu só pude salvar o Tsmisce aqui, o nome dele é Nirrhtak. 

Assim que o nome do Tzmisce foi dito tanto o Gangrel quanto o La Sombra se lembraram do nome, o doentio Tzmisce que utilizava Vicissitude em Bebês Mortais para criar criaturas débeis e esquesitas para experimentos. A maioria de suas criaturas não tinham raciocinio lógico e eram extremamente inocentes. Lars não estava bem, físicamente até estava mas havia algo que ela queria contar. Ela se levantou da moto e o Tzmisce acabou fazendo o mesmo, estranhamente o Tzmisce olhou para a bruma como se tivesse suspeitado da presença do Gangrel . Lars se aproximou de Danio e olhou em seus olhos. 

Lars : - Keyla teve sua cabeça cortada por caçadores Benetti. O exército invadiu Jersey City, perdemos a nossa Ductus, nosso Bispo...Tudo, eu só vim pela frenética vontade de encontra-lo. Estou derrotada Benetti...

Lars não se achava digna, o Sabá estava se definhando e cada vez mais os sobreviventes da seita percebiam isso. No One apenas escutava tentando entender de onde havia se originado a raiva rubra. O que mais poderia acontecer ?

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Undead Freak em Dom Ago 27, 2017 7:49 am

As informações iam aos poucos entrando em uma harmonia tolerável. O processamento da minha mente voltava ao ritmo ordinário e, com isso, ela ia se clareando. Era uma verdadeira bomba, uma overdose de luz vinda da teia, vinda do Pai. Claro que, quando me refiro a luz, me refiro ao seu conhecimento. A luz negra, o conhecimento proibido refletido no sol da mesma cor que tomava os céus em sua eclipsada imponência.

Voltei a olhar para Elizie. Os espasmos haviam parado e ela não respirava mais. Sua cabeça repousava no meu colo enquanto eu acariciava seu rosto e seus cabelos. Estava serena... a expressão do seu belo rosto denotava paz.

"Até agora tudo vai indo bem..."

Nesse momento eu lembrei do que Allen disse a respeito dela. Criação minha... Aparentemente foi a minha simples mentalização da vontade que libertou Elizie do estado de escravidão tecnocrata. Allen havia usado a mesma coisa para aperfeiçoar sua força e seu corpo. Era isso, então? É isso que a força da Rede pode fazer, agora que Malkav está desperto? Se for verdade, posso fazer muitas coisas interessantes que tenho em mente... No entanto, é melhor começar com um teste simples. Minha cabeça está tão fodida que eu não sei se conseguirei isso, mas vale a pena tentar.

Off: Não sei se a minha confusão mental já passou, mas vamos lá...

-- Vamos tentar nos aprimorar, minha adorada...

Tendo em mente a rede e o Pai, mentalizei uma mudança no corpo de Elizie e no meu, similar ao que Allen fez, porém mais sutil. Mentalizei nossa beleza sendo realçada. Uma pele perfeita, traços mais imponentes e um brilho sobrenatural, como se a carne fosse como um diamante. No meu caso, ainda acrescentei o fato de meus olhos se tornarem totalmente negros.

avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por mitzrael em Ter Ago 29, 2017 6:04 pm

herick olha a tudo aquilo , sem saber como tudo foi para daquela forma .

Pensando .

Cade aqueles humanos idiotas? cade o sabá? a camarila ? nem o indepedentes apareceram para fazer algo ?

será que o mundo será devorado a loucura ? como posso para toda essa loucura imposta por eles ? o que Cain ta achando de tudo isso ? como vo para esse idiotas .

Vamos herick voce nunca facilo , nunca teve medo , e tao pouco deixo alguem ditar sua vida sempre foi livre , sempre viveu ate o proximo farol , não vivi ate agora depois de tudo que passei pra ver o mundo virar um manicomio .

Droga nao posso deixar de ser quem sou , ja perdi muito em busca de minha vingança e de meu odio , não posso deixar o mundo se acabar sem antes ter matado o Viper ja matei a puta dele , ele não vai se safar disso , não vai mesmo .


Herick se erguia ficando de pé vendo todo aquela cena .
Acriatura monstruoso pairando no ar .
Olhava em seu redor para ver se tinha janelas e se o ceu ainda tinha estrelas ou ja estava tomado pelas trevas .

pensando :
Vo esperar a hora certa de agir , e aproveitar que todos estao aqui e matar o mal , estruido a cabeça da cobra de uma vez e me ha segurando que ele nunca mas volte a esse mundo .
Herick e a sua deixa para voltar e mostrar o poder dos caitfs .

Se de tudo certo eu serei o principe dessa cidade de merda . com a cabeça do Viper no meu trono pra me lembrar quem me coloco la .

Cain , meu pai , me força e me de o caminho de sangue para truinfar perante nossos inimigos .


herick observava cada hum dentro da quela sala , via as janelas e portas e depois andaria pelo local para ver como estava a construção seus pontos fortes e fracos .Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil
avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Bad em Qua Ago 30, 2017 12:51 pm

Tom já encosta a porta atrás de si , adentrada olhando para a moça sentava em uma cadeira enquanto retirava o violão de suas costas... Olha para a moça...

- Me chamo Tom, estou aqui para fazer sua viagem ficar um pouco mais divertida... Desculpe-me, mas como se chama?... Da uma pausa para que a moça respondesse... Vemos que temos uma formosura em pessoa, quando Nate irar se juntar a nos para apreciar esse momento?

Tom coloca o violão sobre as pernas, olha fixamente para a moça a sua frente, e dispara...

- Bom estou aqui para isso, então por que esperar para começar... vamos ao que interessa. Começar com uma q sua aparência me inspirou a lembrar.
Tom começa a tocar seu violão.


Enquanto canta a musica olhando para a mulher tom ativa seu poder para ter a mulher sobre total controle ( Presença 3) ...

* Agora você não terá que me aturar e me agradar mulher, e que seu marido não resista, quero um banquete logo após.*

Continuaria tocando até umas 3 canções cerca de 15 minutos até que tivesse uma noção boa se já poderia se divertir, caso Nate chegasse ali após usaria Presença 3 nele logo após também.

* Não me deem trabalho desnecessário, vamos apenas nos divertir.
avatar
Bad

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 25
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Qui Ago 31, 2017 3:56 pm

Rugall Salles
- PDS 6/10
- FDV 2/6  
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)
- Face Mortal

Rugall provou do Vitae da moça até o momento em que as suas pernas  começaram a tremer, a moça estava extremamente desejosa, sua líbido se desregulou assim que as presas de Rugall se afundaram na pele macia da garota. Não demorou muito para que ela tomasse uma tonalidade pálida e ainda mais frágil. Rugall sabia que se continuasse poderia provocar uma desnutrição severa no rebanho de seu futuro senhor Regente. Quando ele se libertou dela a moça caiu sentada na cadeira em que ele estava se maquiando. O homem careca e Diana observaram a cena sem dizer nada, mas tinham olhos de espanto enquanto guardaram para sí mesmos qualquer comentário que tivessem que fazer.

Quando chegaram na sala de conferências é claro que não iria demorar muito até que alguns repórteres viessem até Rugall para incitar acusações e descobrir o máximo possível sobre o assunto. Uma das comitivas rodeava Rugall e Diana  eles faziam perguntas como: 

"Como Rugall conseguiu se manter seguro em meio ao surto"
"Qual é o envolvimento dele com a terrorista, Elisha Hurley"
"O fato do Delegado Brian ser Tio de Diana facilitou o pagamento de propinas para livrar Rugall das acusações de Terrorismo" 

A ultima pergunta foi mais violenta para Diana e a mesma não mediu esforços para querer por um fim na reporter que realizou a pergunta. Rugall notava que Diana estava muito mais violenta e que precisava controlar sua besta interior. O sangue de Fox em seu organismo influenciou muito mais do que a força descomunal que Diana tinha. Também parecia ter influenciado sua personalidade. 

Diana estava incrivelmente mais forte e conseguiu se desvencilhar de Rugall e partir para cima da repórter. A segurança do local tentava ajudar assim como Brian que de forma bruta gritava com Diana e apontava-lhe o dedo ao rosto com ameaças para ela se acalmar. Mas talvez Diana entrasse em um frenesi se não se acalmasse. Alguns repórteres alertavam que o governador havia acabado de chegar. As coisas estavam um pouco a calouradas naquela noite. 

teste:
Rugall Teste de Força+Potencia Diff 6 = 2 Sucessos
Diana teste de Força+Potencia Diff 6. = 3 Sucessos

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Bahamut em Sab Set 02, 2017 11:14 pm

O sangue da secretaria era delicioso e Rugall podia sentir o aroma de sua lubrificação perfumar o ar. A sensação que ambos sentiam era maravilhosa mas Rugall precisou interromper o beijo pois sua presa começava a perder as forças. Ao ser liberta ela não conseguiu segurar o peso do próprio corpo e se entregou qo conforto da cadeira, ofegante, com os olhos semi fechados e um sorriso que ia e vinha.

Em seguida Rugall vai até Diana, que juntamente com o estilista que a ajudava, estavam um tanto surpresos com a cena que acabaram de presenciar.

Rugall a pega pelo braço e sussurra em seu ouvido.

Rugall: - Em breve aprenderás a sorver o vitae de suas vítimas da mesma forma que eu o faço. Você agora é uma predadora da noite e os humanos lhe são alimento. Aprenderás que não é necessário tirar a vida do rebanho e que o prazer fornecido pelo beijo negro fará com que o rebanho venha até você.

Rugall então recua e observa enquanto Diana termina de se aprontar.

Já na sala de conferências, a imprensa começa a tumultuar com a chegada de Rugall e Diana, chovendo perguntas para os dois.

Por dentre as perguntas, uma atinge Diana que perde o controle e parte para cima da reporter. Rugall tenta segurá-la mas ela consegue se desvencilhar dos braços de Rugall. O sangue de Fox parece ter tido um efeito bem particular em Diana, concedendo-lhe a força sobrehumana dos vampiros mas também a deixou mais suscetível ao frenesi. A segurança local a segurava e Brian se alterava apontando o dedo para Diana, cuspindo ameaças.

Rugall usava seu don sanguíneo para lhe conferir mais força e calmamente abre caminho até Diana. A reporter se acuava atrás dos seguranças enquanto Rugall se aproximava acenando para que Brian se acalmasse. Em seguida Rugall coloca uma das mãos nos ombros de Diana e falando em seu ouvido em tom imperativo.

Rugall: - Acalme-se e venha comigo.

Rugall então coloca a outra mão na nuca de Diana e com muita firmeza a encaminha para de volta ao local aonde o desentendimento ocorreu. No caminho ele a segura firme na nuca e pelo braço, continuando a imperar em tom baixo e próximo ao seu rosto.

Rugall: - Acalme-se Diana! Você não pode perder o controle dessa forma o tempo todo. Você agora é uma criança da noite e será tratada como tal até aprender a se portar. Sua condição é a de um predador de sangue frio, calculista e paciente. Lembre-se disso quando seu sangue começar a arder, sua visão começar a enrubrecer e seu ímpeto tentar controlar suas ações. Agora vá para o closet e não volte aqui até ter recobrado completamente o controle de suas ações. Espero que não cause mais problemas ou você irá presenciar um lado meu que você nunca teve o desprazer de conhecer.

Diana então segue até a porta por onde entraram no salão e Rugall observa todo o percurso de sua bela aliada. Ela estava transtornada em um misto de emoções complexas que iriam lhe tirar a calma por um bom tempo. Rugall então se recompõe e retorna sua atenção para os reporteres. De forma serena e imponente, Rugall se dispõe a responder as três perguntas que lhe foram feitas.

Rugall: - Peço perdão a todos pelas atitudes de Diana. Os últimos dias foram muito difíceis para ela e o seu stress tem lhe tirado do sério. Quanto as perguntas, posso dizer que nunca conheci Elisha Hurley, embora tenha ouvido falar muito dela ultimamente. Durante o surto me mantive recluso cuidando de meus funcionários e minha propriedade das dificuldades provindas do surto. Quanto ao delegado, posso dizer que é um homem extremamente íntegro e competente. Nunca me envolvi com nada ilícito e a investigação da polícia confirmará isso.

Ao terminar de falar, a imprensa turbilhou o local com mais perguntas para Rugall, que abriu caminho até Brian, cumprimentando-o e falando-lhe aos ouvidos.

Rugall: - É bom te ver mais uma vez Brian. Saiba que tenho você em alta estima e que não meço esforços para cuidar de Diana.

Em seguida Rugall escuta que o governador acaba de chegar ao recinto. Então Rugall se dispede de Brian e segue para o seu assento, aonde se encontrará com Chris Christie. Rugall está confiante e imponente. Essa noite terá que ser perfeita e ele fará isso acontecer.
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Dom Set 03, 2017 10:36 pm

Vallek Morton
- PDS 11/14
- FDV 5/7  
- Vitalidade OK

A mente de Vallek ainda estava frenética mas contudo, estava bem melhor do que antes. Ele parou e pensou e tudo o que ocorreu. A nova forma de Allen, a volta de Elizie e a conexão grandiosa que Elisha parecia estar tendo com todos os outros malkavianos. O vampiro percebeu o quão poderoso Malkav era e até onde seus filhos poderiam mudar. A vontade de Vallek então se tornou maior assim como sua ambição. Ele pensou em tudo o que poderia fazer. Não havia mais limites para ele. 

O vampiro Malkaviano então fechou os olhos e imaginou uma nova forma para sí, quase que instantaneamente tudo a sua volta parecia girar velozmente. Mesmo de olhos fechados ele podia sentir. Havia uns espasmos de tempo e desordem que as vezes lhe davam um certo descontrole em sua noção de tempo. Ao abrir os olhos era como assistir um video acelerado e em camera lenta a todo tempo. O Mundo girava mais uma vez e a sensação que ele tinha era de que iria vomitar todo o vitae que tinha em seu corpo armazenado. As vozes em sua mente riam, choravam e falavam em tons indistinguiveis e outros audiveis. 

Dentro da Rede escreveu:"O mundo sentirá um novo renascimento...
O mal irá se manifestar das formas mais diferentes possíveis... 
A evolução é questão de tempo..."
Tudo então se somava em um negro infindável diante de Vallek. Ele estava cego mas ainda podia ouvir tudo, sua visão escureceu mas na verdade ela não estava completamente escura, os olhos de Vallek admiravam o vácuo do abismo e sem perceber ele elevou seus sentidos aquela distância. Seus olhos enegreceram como se uma parcela do vácuo fizesse parte do vampiro. Ele havia visitado o lar do rio da escuridão, os domínos de Lau-Som-Bheu e trazido com sigo o presente em seu olhar. Quando sua vista se recuperou, percebeu que estava caído ao chão, seu estomago reagiu a sua volta imediatamente e um jato pesado de sangue fugiu pela sua garganta escurecendo o chão de pedra da caverna. Seus olhos tinham algo de diferente mas ele não conseguiu identificar o que era primeiramente. Olhou para Elizie e percebeu as cicatrizes de seu corpo reformularem, elas se desfaziam como caminhassem de volta ao sentido da inexistência como se apagadas pelo destino. 

Vallek estava extremamente fraco, sentiu o peso do amanhecer em seu corpo e em sua mente. Não tinha certeza da hora mas só sentia seu corpo pesado daquela forma quando era dia, de fato sua concentração lhe tomou mais tempo do que ele havia percebido. A caverna estava bem mais vazia do que estava antes. Havia alguns poucos ali celebrando a volta do pai que ainda se mantinha a levitar com suas grandes asas no centro da caverna. Alguns homens encapuzados proferiam um mantra e de seus corpos esferas vermelhas de energia semelhante ao vitae eram absorvidas pelo grande Malkav. 

 

OFF: Qualidade Visão Tenebrosa obtida
Cicatrizes de Elizie foram retiradas. 
Cada teste se relaciona a uma hora em conexão com Malkav. 
A falha resultou em uma fraqueza do corpo. Uma falha crítica resulta na perda de tudo adquiro. Você ainda pode tentar obter os 5 sucessos restantes se preferir, mas haverá chances de perda no caso de uma falha crítica. 

Teste Prolongado:

Necessário 10 Sucessos (Alteração de Forma usando o vinculo de Malkav)

Teste 1 Inteligência + Tempo Malkaviano Diff 8. = 2 Sucessos
Teste 2 Inteligência + Tempo Malkaviano Diff 8. = 1 Sucessos
Teste 3 Inteligência + Tempo Malkaviano Diff 8. = 2 Sucessos
Teste 4 Inteligência + Tempo Malkaviano Diff 8. = 0 Sucessos

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum