New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Página 1 de 6 1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Sex Jul 07, 2017 5:35 pm


O Surgimento do Sol Negro 


Existe um dado momento na vida de um vampiro que ele realmente percebe que sua existência é bem maior do que ele poderia imaginar. Isso não se reflete a uma existência apenas politica, que ás escuras, manipula a raça humana e controla territórios denominados "Domínios" como quem joga xadrez em um tabuleiro recheado de minas mortais. Às vezes, a vida de um vampiro é marcada por um momento épico e único do qual a maioria faria questão de nunca ter presenciado. 


Se no futuro você perguntar a um vampiro que viveu este instante e sobreviveu, você irá ouvir que a escavação organizada pelo Abade de Chantry e a Sociedade Leopoldo em Jerusalém nunca deveria ter acontecido. Milênios que deveriam ter sido esquecidos pela eternidade foram remexidos por um grupo de mortais que se acharam movidos por DEUS e que no fim impulsionaram a desgraça sem precedentes. O que estava entulhado, no fundo, bem no fundo de milhares de pedras dos escombros de Petra, nunca deveria ter sido encontrado. O destino ou mesmo Deus tem uma forma bem estranha de conduzir as coisas. Ou quem sabe o tempo todo tenha sido ELE usando o seu sistema nervoso ao qual chamávamos erroneamente de Rede Malkaviana e que servia para conectar a todos nós como um grande organismo de proporções mundiais e que nos tornava cada um uma sinapse importante DELE para seus feitos, para seus objetivos, todos nós conectados e unidos permitindo que a iluminação fosse mais do que completa. Cada um sendo uma peça pequena como uma célula em um organismo infindavelmente maior. Nenhum de nós poderia jamais saber que um novo ANJO estava por vir. 


Elisha Hurley movida em um proposito com outros malkavianos acreditava que estava liderando uma forma de libertar o pai de todos. Adonnis acreditou que podia controlar o pai de todos. Ledo engado...


Os anjos são mais do que uma criação perfeita de DEUS e estão fora do alcance de qualquer compreenssão. Chame-o de anjo, chame-o de deus, chame-o de Malkav, a verdade é que ele já era iluminado antes mesmo de ter sido abraçado por Caim. 


Nós todos sentimos quando ele despertou e aquels que tinham o sangue dele correndo nas veias estava preparado para isso mais dos que os que não tinham, o mundo ficou frio e caotico como as profundezas de uma correnteza de um rio, cruzar os braços ou se abraçar não era o suficiente para evitar o frio, o dia apesar de chegar não trouxe o calor que deveria, o sol não tinha mais a sua utilidade, ele estava tão negro quanto a lua...Por falar na lua ela estava lá, como se ainda fosse noite ela impedia o sol usar os seus raios para nos queimar, sim era dia mas a maldição do sol não nos afetou, foi um momento impressionante e ao mesmo tempo inexplicavel. Não pudemos ver o sol em sua magnetude mas pela primeira vez em anos, decadas e até séculos para uns, pudemos ter o vislumbri de ver parte do majestoso sol as 6 da manhã...


O fato de ver o sol e mesmo sentindo o cansaço diurno, poder estar em pé do lado de fora de nossos refugios apreciando o momento. Não foi para todo o bem, alguns de nós, na verdade a maioria de nós sentiu a mesma dor, o mesmo calor e a mesma fúria de estar confinado por séculos em um presidio do corpo onde apenas a alma podia se movimentar. Um cárcere doloroso, exatamente como um tetraplégico apenas vê  o mundo a sua volta girar sem poder fazer nada, a não ser falar e dar conselhos, essa era a dor de Malkav e seu despertar inflou o coração de todos nós com a sua grande iluminação. Os que não aguentaram o incrivel poder do Frenesi se deixaram ser guiados pela besta atraves da Erupção Lúnática que atingiu todo o estado de New Jersey. 


O uso dessa habilidade terrível só foi registrado algumas vezes na história dos Membros, mais espetacularmente nas últimas noites da batalha final de Cártago. Ela é efetivamente uma bomba nuclear psíquica, usada para incitar todos os seres inteligentes dentro de um raio de quilômetros a uma ordia de sede de sangue e fúria. Suspeita-se que os Malkavianos já usaram ameaça deste poder como um trunfo em várias negociações importantes com os anciões da Camarilla.


Quando o sangue nos corações dos homens e mulheres ferveu, fruto da iluminação que nosso pai Malkav concedeu, inumeras atrocidades se espalharam por todo o lado leste do País mais importante do novo mundo. Morte era uma libertação para os horrores presenciados a seguir. As ruas se mancharam de vermelho, não havia mais lei, na verdade não havia mais padrão ou organização. A lei era você fazer o que quiser e quando quiser, eu estava vivo para presenciar a verdadeira liberdade que foi além do sonho de qualquer anarquista, de qualquer ideologia. Sua unica limitação era a sua própria vontade. Os noticiários de TV de New York cobriram os acontecimentos, e registrou o ato como uma das maiores trágedias sem precendentes e explicação da ultima decada nos Estados Unidos. A força Policial, Exercito, CCD e um milhão de outros orgãos invadiria a cidade nos momentos seguintes, para estabelecer a ordem na população. Mas é claro que isso teria um preço. Você acha que a Camarilla, os inquisitores mortais e qualquer outra Ordem Mundial deixaria um pandemonio instalado ? Nada poderia ficar por muito tempo. 


A seita Sabá que controlava a cidade se definhou por dentro, milhares, realmente milhares de vampiros entraram em frenesi e se destruíram uns aos outros em incontáveis atós de Diablere, as mentes dos deturpados monstros vampiricos se aflorou da maneira mais hedionda possivel. O Arcebispo Samus foi um dos primeiros a usar seu inigualável poder para destruir, moldar e consumir seus fieis em criaturas ainda mais bizarras e poderosas ao unir a loucura malkaviana com a genialidade Tzmisce, criando bestas dignas do próprio inferno. 


Se você acha que tudo o que eu contei foi tudo o que aconteceu, espere para presenciar os atos que estão por vir..... 

      New Jersey passou pela mais calamitosa situação dos últimos 5 anos.  A praga se alastrou de maneira ensandecida e nem mesmo o CCD ou o governo americano conseguiu controlar a situação. O Governador Christie conseguiu deixar a cidade ás pressas com parte de sua comissão parlamentar para New York enquanto o estado travava uma dura batalha contra essa praga conhecida como “raiva vermelha” O governo mundial nunca viu uma coisa assim desde a gripe espanhola em 1918 e pesquisadores no mundo inteiro realizam testes para descobrir a causa e realizar o controle desta temível doença. O número de mortos totalizou a faixa de quase um milhão de vítimas no estado no ultimo mês devido a doença. Os dados são alarmantes e o presidente Donald Trump precisou intercalar suas preocupações para que pudesse manter a américa livre desta horrível pestilência. O presidente nomeou então um gabinete de saúde voltado apenas para o controle e desenvolvimento da doença de forma que ele ficasse situado sobre o assunto. New Jersey está praticamente em quarentena completa, mas está recebendo suporte financeiro e de saúde para se manter firme diante dos eventos da ultima semana no qual os índices da doença causou o descontrole da população revoltada por uma medida socioeconômica do estado.
 


        A população Revoltada com o descaso do país e causou uma verdadeira revolução. Depredação de patrimônio publico, algazarra generalizada e até mesmo mortes de dezenas de ativistas. New Jersey nunca passou por uma situação tão delicada.
Sob as Cortinas da Escuridão

       A Nova Ordem Mundial controlada pelo Governo Americano e os tecnocratas falharam. A doença nomeada como “Raiva Vermelha” ou “Raiva Rubra” tomou proporções além das capacidades do Centro de Controle de Doenças. Quase o estado inteiro em um raio 22,000.00 km2 foi influenciada pela raiva e houve devastação em escalas desastrosas. A crendice sobre o possível renascimento do primeiro imortal se tornou ainda mais verídica e causou enorme inquietação por parte do Circulo Interno e dos Prisci Sabá.


O chefe do gabinete nomeado pelo presidente Trump para cuidar dos assuntos de Saúde envolvendo o estado é Gregory Lon, Arconte da Justicar Malkaviana Juliette Parr eleita em 2011. Gregory está com toda atenção voltada para o assunto e reporta diretamente a Juliette e ao circulo interno sobre as informações obtidas sobre o estado de New Jersey. Além de Gregory, um Alastor do clã Tremere foi enviado para o continente americano sozinho. Seus objetivos ? Deter a possível ameaça iminente que pode ser o primeiro imortal e evitar que a história de que as noites finais possa acontecer incomode o cenário tão estabilizado da Camarilla atual. A Camarilla assumiu o controle do estado de New Jersey com apoio do governo americano enquanto o FBI e Paul Kim ainda tentam se estabilizar do choque surpreendente que receberam com a “raiva vermelha” incontrolável.


        O controle que o Sabá possuía pela cidade foi completamente dizimado, Templos, Dioceses e Oasis foram destruídos de dentro para fora por seus próprios filhos cainitas. Enquanto a onda psíquica de loucura atacava os mortais e liberava a raiva inconformada que eles tinham no interior de suas psiquês , os cainitas libertaram a mais violenta besta que tinham dentro de cada um. Diableres se tornaram comuns entre os filhos de caim que não tinham o menor pudor ou controle. O consumo de órgãos se tornou tão necessário quanto o consumo de sangue. A máscara já não existia mais e quando o sol Negro brotou no céu a população de New Jersey vivenciou os piores momentos de sua existência... O Inferno na terra... Os poucos vampiros que conseguiram sobreviver ao dia do Sol Negro podem se dizer com sorte e livres. O Arcebispo Samus desapareceu de sua Catedral e milhares de cainitas foram encontrados rasgados, empalados ao sol ou diablerizados. A força sabá foi reduzida a nada. Poucos membros ainda residem espalhados pelo estado, isso inclui alguns independentes que estavam escondidos da seita sabá. New Jersey agora é um estado quase fantasma onde apenas com a ajuda do governo eles podem se recuperar.


        Mais de um milhão de casas abandonadas ao longo do estado. Comércios fechados em um estado americano que parece que foi devastado por uma guerra civil urbana. Prédios deteriorados e prestes a ser demolidos. O governo americano pediu para que a população se concentrasse nas grandes cidades de Jersey City, Newark e Trenton.


       Melinda Galbraith, a Regente do  Sabá, por sua vez conta com a Mão Negra e seus agentes. Um grupo de agentes da mão negra intercorre para saber se a verdade sobre o pai está de volta é um verídico ou mais uma polemica. Por enquanto o Kamut responsável ainda se mantem as escuras...


O Culto a Gehenna

   Do outro lado do globo eis que acidentes semelhantes ocorrem apenas para causar o temor de Melinda e Juliette. Cenas estranhas em uma cidade na Índia começam a percorrer a internet, em Tamil Nadu, ao sul do País. Casos semelhantes ao da Raiva Rubra começam a desestabilizar o controle da cidade e da policia local. As pessoas contam em depoimentos que misticamente uma mulher vestida de branco percorre os cemitérios a noite e espalha a semente do caos por onde passa.  Alguns habitantes relataram que os eventos estranhos começaram a ocorrer logo após o Sol Negro brotar nos céus e que a Noiva flagelada havia se libertado para encontrar o seu amor perdido.

O preludio das noites finais estão começando ?...


New Jersey by Night - Cultos a Gehenna


Informações sobre Ganho de EXP escreveu:
Pessoal sejam bem vindos a mais uma sessão de New Jersey By Night. Como todos sabem eu não pretendo terminar esse jogo neste ciclo pois jogar um by night implica em conectar o cenário um no outro e assim por diante então sempre serão bem vindos os novos jogadores e aos veteranos um muito obrigado por continuarem ! Farei algumas mudanças no sistema de exp por causa de uns ajustes que tivemos na adm e na avaliação dos narradores e acho muito justo que evaluamos com o tempo. Antes eu julgava a exp de vocês como se todos tivessem 25 de exp e a cada erro que vocês tinham eu discontava o exp aos poucos, agora eu farei um pouco mais criteriosamente. Segue o sistema: 


Automatico : (3) - Todos os players do jogo automaticamente terão essa pontuação ao jogar a cronica isso se dá pois como no sistema original da White Wolf todos aqui estão comprometidos com o jogo e isso já dá um bom motivo para que vocês não recebam 0 por isso. 


Interpretação: (0 a 10) - O Exp é o mais importante no storyteller e eu estarei dando a maior pontuação para os jogadores que desenvolvem essa linha de fato. Considerando que Storyteller é um RPG de interpretação maior que de combate esse quesito deve ser o mais importante de todos. OS POSTS DEVEM CONTER UM MINIMO DE 10 LINHAS NÃO OBRIGATORIO . Mas como assim 10 linhas não obrigatorio ? Para que eu possa avaliar o role play de vocês eu vou precisar ler a concepção do personagem, visão dele sobre o assunto , pensamentos e descrição de vocês para com o player. E isso nao dá pra ser feito em 3 linhas. Sei que vocês são otimos jogadores pois já conheca cada um, isso não é obrigatorio, sempre que uma postasgem de vcs não tiver duas linhas (Nem toda postagem vcs precisam ficar floodando) Vocês NÂO SERÂO PREJUDICADOS apenas vou contar 2 POSTS para UM. Ou seja se vcs postarem dois posts de 4 linhas eu contarei como um posto no total para avaliação de interpretação. 


Postagens : (0 a 8.) - Por esse motivo que eu fiz o post Interpretação ser dois por um caso seja pequeno pois também contarei a participação na cronica. Considerando que teremos 12 semanas. Quem tiver 12 pontos normais já estará automaticamente com esse quesito em 8 pontos. Mas precisa ser 12 posts com 10 linhas caso não sejam eu vou juntar 2 por um ou seja no fim apenas seja participativo e você terá seus 8 pontos desse quesito. 




Combates : (0 a 4) - Um ponto importante no Role play é que nem todo personagem precisa arriscar seu personagem e isso inclui muitos anciões. Os anciões são mestres em arquitetar as coisas sem precisar se arriscar e acho isso super inteligente, mas esse quesito vale mesmo para os loucos temerários que se arriscam. Dependendo da gravidade do combate você pode ganhar mais ou menos exp. Me perdoem os players que curtem a segurança. Os loucos merecem seus créditos...


Os 4 quesitos citados são baseados na forma original de avaliação da White Wolf onde eu apenas mudei os nomes (Heroismo para . ombates) (curva de aprendizagem para postagem)

"Qualquer um com uma mente limitada acha que ordem e caos são opostos de alguma forma."
- Adonnis - Mestre desaurido da Mente.


Última edição por Beaumont em Sex Jul 07, 2017 5:49 pm, editado 1 vez(es)

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Sex Jul 07, 2017 5:46 pm

Os Sobreviventes do Sol Negro 





Samus
Linhagem : Antigo Arcebispo de New Jersey - Tzmisce 6 geração
Disciplinas Conhecidas: Vicissitude - Taumaturgia (Linha da Corrupção-Sedução das Chamas) - Fortitude - Potencia - Presença - Auspícios - Metamorfose - Demecia


Samus possui uma historia antiga com relação a Julius e Elisha. Em 1962 Samus preparou uma cruzada para tomar New Jersey e fortalecer a costa Leste com o poder da Seita mas subestimou as estrategias de guerra de Jullian e acabou tendo de bater em retirada se escondendo em Phillisburg para elaborar uma nova tomada. Samus tem reunido, exércitos, espiões e informações necessárias para um dia praticar sua vingança. Atualmente realizou uma nova cruzada que resultou em sucesso. Agora tenta auxilio com o Sabatth do Novo Mexico para iniciar uma empreitada a NY. 

Lady Lucy
Linhagem : Alta Inquisitora Sabá La Sombra 8 Geração 
Disciplinas Conhecidas : - Tenebrosidade - Fortitude - Potencia - Ofuscação - Dominação - Vicissitude


Apesar de sua face bonita, Lucy é um monstro quanto qualquer outro membro da seita, a vampira possui praticas ardilosas de tortura e investigação , pertence ao grupo de Inquisitores do Sabá mas por necessidades práticas resolveu auxiliar o Sabá da Costa Leste na Cruzada para unificação do território a pedido do Prici. 


Synk
Linhagem : Removedor da Mão Negra - Ravnos AT - 8ª Geração 
Disciplinas Conhecidas :  Ofuscação-Rapidez-Quimerismo-Fortitude-Auspicios


Sink era o code nome do Ravnos AT escolhido. Perfeito em táticas de demolição, o vampiro já havia sido um terrorista famoso no inicio dos anos 90 para o IRA . Intencionando ações na Irlanda do Norte por muito tempo, sua habilidade em mesclar suas explosões é fascinante, sua rapidez é igualmente invejável, tudo o que um especialista em bombas precisava ser. Inteligente, rápido, audacioso .

Viper
Linhagem : Dominio da Mão Negra Gangrel - 7ª Geração
Disciplinas Conhecidas : Metamorfose - Potencia - Ofuscação - Rapidez - Fortitude-Auspicios


Viper é mais do que um mero assassino da Mão Negra ele possui uma obsessão por Cain. Acredita que um dia ele irá dar cria a um vampiro tão bom quanto o próprio primeiro vampiro. Há cada 5 anos Viper abraça um mortal que ele considera propício a servir a causa sabá. De todas as suas proles Lynxx foi a que ele mais tem orgulho, Viper é um caçador nato e adora por em praticas seu instinto predador sempre que tem oportunidade, escolhe suas presas a dedo e mede bem suas capacidades antes fazer o derradeiro ataque. 

Kashan 
Linhagem - Marechal de Campo da Mão Negra - Assamita 7 Geração
Disciplinas conhecidas : Quietus - Ofuscação - Rapidez - Potencia - Metamorfose - Fortitude - Auspicios - Demencia


Kashan é um dos poucos assamitas remanescentes e confiáveis da Mão nos arredores da costa Leste dos Estados Unidos. Kashan coordena os Kamut da região, organizando as missões e o movimento de cada grupo na maioria das vezes em campo. Kashan já teve a chance de participar do grupo de Emissários da Mão mas recusou pois prefere seguir o ramo militar do que politico da seita. Continua obcecado pelo Projeto Paradoxo 

Darko
Linhagem : Nosferatus Sabá- Bando de Kayla - 10 Geração
Disciplinas Conhecidas: Ofuscação - Rapidez - Animalismo


Recluso e discreto, usa um manto grande e marrom que esconde sua parcialmente sua face, é um grande espião apesar de ser um mero neofito. 

Lars
Linhagem  - Gangrel Urbana - Sabá - Bando de Kayla Insight - 9 geração
Disciplinas conhecidas:  Rapidez - Metamorfose - Presença - Fortitude


Revoltada e impetuosa , essa gangrel consegue obter informação através da força bruta. Motoqueira nas horas vagas. 

Jax Pós Projeto Paradoxo
Linhagem  - Gangrel Urbana - Sabá -  9 geração
Disciplinas conhecidas:  - Metamorfose - Potencia - Rapidez - Ofuscação - Auspícios - Demencia


- Depois de participar da cruzada na cidade,  Jax entrou em torpor e foi submetido aos experimentos do projeto paradoxo de Gotk para que o Tzmisce pudesse entender mais como funcionava a vicissitude nas mãos do Nosferatu Kane. O resultado foi uma criatura hedionda sugadora de sangue. Com o sangue e a pele alterados por Vicissitude. 


Nirrhtak
Linhagem : Sacerdote Tzmisce - 10 Geração
Disciplinas Conhecidas : Vicissitude -  Auspicius - Tenebrosidade - Fortitude - Demencia


O vampiro recluso possui habilidades com a carne impressionantes. Não possui qualquer tipo de remorso e seu maior objetivo é servir a seita. Conhece inúmeros ritus e os pratica de maneira bizarra . Fez um pedido irrecusável a Unk. Ter sua prole de volta. 



Athos Justino Vulgo "Dharma" - A mente
Linhagem : True Brujah - 6ª Geração
Disciplinas Conhecidas: Temporis - Presença - Auspícios - Feitiçaria Anarch(Movimento da Mente) -  Fortitude - Potencia- Obeah


Athos foi o principal responsável por unir os anarquistas por uma causa em New Jersey, o vampiro era um antigo aliado de Julian e esteve em torpor tempo o suficiente para não ver os últimos acontecimentos até que Nally se viu obrigada a acordar o antigo membro do Clã Brujah. Depois da morte final de Nally Athos refugiou os vampiros remanescentes em seu refugio, uma antiga Catedral abandonada no planaltos do Piomente. 

Hal Seals
Linhagem : Zelador Tremere e Regente da Capela - 10ª Geração
Disciplinas Conhecidas :   Taumaturgia(Movimento da Mente - Controle Climático) - Auspicios - Presença - Fortitude -  Ofuscação
Hal Seals era filho de um grande empresario de relíquias e curador no museu estadual de Newark. Depois de Abraçado ele voltou sua atenção a juntar artefatos para o clã e mesclar junto com as relíquias do pai. Após a misteriosa morte de seu pai ele herdou 50% de todo o império do sr. Seals e abriu a Cube Airlines a pedido de George Sears para que todas as relíquias do clã pudessem ser trafegadas livremente pelos Estados Unidos. Se tornou Zelador do Elísio a pedido de George Sears, primeiro Xerife de New Jersey. 


Hamlin - Um Pugilista fracassado
Linhagem : - Caitiff - 10 geração
Disciplinas Conhecidas :  Potencia - Fortitude - Rapidez
Hamlin é o Caitiff mais velho e conhecido por todos em New Jersey. O vampiro já foi no passado um promissor pugilista que quase alcançou fama fora da cidade e foi campeão das municipais mas teve sua carreira interrompida pelo abraço. O Antigo xerife Sears ainda realizou uma busca com Vex e outros algozes à procura do Sire que abraçou Hamlin mas ele nunca foi encontrado...


Outros Personagens Importantes



Elisha Hurley - Anciã Malkaviana
Linhagem : Malkavianos - 6ª Geração 
Disciplinas Conhecidas : Presença - Fortitude - Potencia - Dominação - Ofuscação - Rapidez - Demencia - Auspicius -Metamorfose - Quimerismo.


Elisha é a mente perfeita a organizar todo o Império que New Jersey é Hoje. Depois da renuncia do antigo Regente ela assumiu o posto depois da avaliação da Arconte da Costa Leste. Depois de assumir o trono Elisha iniciou uma serie de novas regras a serem adotadas, tornou a camarilla de New Jersey mais temida e ofensiva o que acabou por criar conflitos em seu interior. Atualmente Elisha está com o objetivo sórdido de encontrar o terceiro mortal Caim ao qual diz possuir o conhecimento de sua localização. 


Madelaine Valen - Arconte da Costa Leste dos EUA
Linhagem : Filhas da Cacofonia Anciã - 7ª Geração
Disciplinas Conhecidas : Melpominne - Presença - Dominação - Fortitude - Rapidez 


Esta notória vampira possui um grande Status na sociedade vampirica da Inglaterra, veio à New Jersey para fazer parte da celebração de comemoração a chegada do Arconte na cidade. Convidada pela Própria Elisha Hurley.

Adam Bredley - Primogeno Ventrue de NY

Linhagem : - Ventrue - 7 Geração 
Disciplinas conhecidas : Presença - Dominação - Fortitude - Serpentis - Rapidez - Potencia


Este poderoso e influente Juiz faz parte da politica estruturada de Nova York e está alimentando a politica de boa vizinhança entre New Jersey e New York, faz parte do conselho da Primigenie de Nova York apenas por que Sergei permitiu, o que causa bastante raiva no mesmo .


Sergei "Mikhas" - Príncipe Apóstata de NY
Linhagem : - Ventrue - 7 Geração 
Disciplinas conhecidas : Fortitude - Presença - Potencia - Dominação - Quimerismo - Rapidez - Auspicios


Sergei é chefe do tráfico de armas na Big Apple, graças aos recursos providenciados para a cidade e a influência proporcionada entre Russia/EUA Calebros preferiu encoraja-lo a se tornar príncipe da Camarilla em um ardiloso plano elaborado pelo Nosferatus  


Aislin
Linhagem : - Malkaviana - 9 Geração 
Disciplinas Conhecidas : Demencia - Presença - Auspicios - Rapidez 



Purple
Linhagem : - Malkaviana - 9 Geração
Disciplinas Conhecidas : Potencia - Demencia - Rapidez




Dave Blade
Linhagem : Malkavianos - 10 Geração 
Disciplinas Conhecidas : Ofuscação - Dominação - Potencia - 



Carl Deep
Linhagem : Malkaviano - 10 Geração 
Disciplinas Conhecidas : Demencia - Auspicius



Kevin Flaming - Primogeno Brujah
Linhagem : Brujah  8ª Geração
Disciplinas Conhecidas : Potencia - Presença - Rapidez - Dominação


Todos sabem muito pouco sobre Kevin ou seu passado. Ele chegou em 62 na época em que o Sabá estava tentando fazer sua ultima cruzada sabá na cidade. Ele vendeu armas a ajudou no apoio bélico da camarilla e embolsou alguns milhares com isso. Desde então ele ajudava Julian e Elisha no que fosse preciso nunca almejou Status, apenas gosta de ter conforto  e privilégios. Depois da morte de Morton e da rivalidade entre anarquistas e a Camarilla crescendo ele acabou escolhendo seu lado com Elisha.  

Calebros - Regente de New York
Linhagem : Nosferatus  8ª Geração
Disciplinas Conhecidas : Ofuscação - Potencia - Animalismo - Metamorfose - Fortitude - Rapidez - Auspicius.


Calebros Já foi o mais poderoso vampiro em Nova York, é um vampiro recluso tipico de seu cla. Permaneceu assim até mesmo quando tomou a cidade para sí décadas atras. Para não ficar exposto Sergei e Calebros iniciaram uma aliança na qual o Vampiro Ventrue se tornaria um Regente de faixada apenas para os eventos na sociedade de membros, porem Calebros é a verdadeira mente que domina a cidade até hoje.  

Delegado Gary Jones 
Conceito Delegado

O delegado Jones é Tio de Diana Jones. Gerente da franquia de saloes de beleza Carpe Noctem que está se alastrando pelo país. O delegado Jones é um devoto e responsável. Pai de duas meninas e um policial exemplar se não fosse extremamente impaciente e nervoso. Jones está se dedicando 100% para os eventos que culminaram na doença que está enlouquecendo a cidade. 

Albert Bran 
Conceito: Filologo & Historiador cristão



Chris Christie Governador de New Jersey
Conceito : Governador de New Jersey

Chris é um politico advogado do governo republicano, ousado e fanfarrão ficou maiormente conhecido por fazer cortes na educação convencional para uma forma mais dinâmica e moderna de ensino. Extremamente religioso está intensificando a segurança no estado com auxilio do governo federal  
Kyle Sanders
Seguimento : Iniciado da Materia
Esferas Conhecidas : - Materia - Forças -  Correspondência - Entropia

Kyle Sanders serviu com o comandante Paul Kim na guerra contra o terror no ano de 2002 no Afeganistão. Excelente em combate tático e manipulação de equipamentos topográficos e outras quinquilharias . Sanders é um ótimo soldado e um excelente oficial de Campo. Foi chamado para o FBI a 2 anos para seguir com o treinamento para a unidade da nova ordem mundial. Um grupo da inteligencia mundial responsável por manter o controle de atividades terroristas de caráter sobrenatural. 

Dr. Krauss
Seguimento : Mestre da Materia
Esferas Conhecidas : - Materia - Vida - Mente


Dean
Seguimento : Mercenário Acolito


Adonis
Seguimento: Mestre Desaurido da Mente e Espirito
Esferas Conhecidas : - Mente - Espirito - Entropia - Vida - Correspondencia - Tempo


Tudo começou quando um bando sabá resolveu caçar Adonis por ter assassinado um vampiro malkaviano AT a 5 anos atrás. A seita não sabia não sabia o processo então enviou Vallek Morton para buscar tais informações. Adonis aparentemente havia tirado a própria vida em um estranho ritual que alterou as percepções e a memoria de Vallek desde então. Os anos se passaram e a perturbação de Adonis se tornou mais frequente na mente do malkaviano. Agora Adonis ceifa a vida de todos os malkavianos que encontra em um estranho ritual de assassinato em série. 

Ingrid Bauer - A Dama de Ferro
Seguimento : Alta Inquisitora da Sociedade Leopoldo

CCD (O Centro de Controle de Doenças)

O CCD é um sub setor controlado pela Nova Ordem Mundial responsável por limpar as evidências causadas  pelas ações de Adonnis no estado de New Jersey. O Centro conta com os mais diferentes aparatos tecnológicos e estratégias para o combate e contenção das vitimas da raiva vermelha que tem se expandido entre humanos e vampiros da região. 

O Caçador de New Jersey
Seguimento : Desconhecido 

Está foi a criatura vista por Herick Draven pela primeira vez no subsolo do Hospital Saint Claire, ela possuía traços característicos de um humano com um os pelos corporais ausentes e uma musculatura rígida. Os Ossos estavam expostos para fora do corpo. Sabe-se apenas que essa criatura tem traços de modificação pela Vicissitude

Malkav - O Iluminado
Linhagem : Malkaviano  3ª Geração
Disciplinas Conhecidas : Demencia - Auspicios - Ofuscação - Dominação - Taumaturgia (Dom de Morpheus - Mãos da Destruição - Movimento da Mente - Manipulação da Casca Mortal - Onicienscia -  Caminho da Maldição - Caminho da Corrupção) - Fortitude - Potencia - Rapidez - Presença 





avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Sex Jul 07, 2017 8:29 pm

Danio Benneti 
- PDS 4/14
- FDV 4/7 
- Vitalidade -1 Ferido  (1 Agravado,2 Letal)

Danio Benneti - Escolhas...


Teve um momento na mente do La Sombra em que ele não poderia mais fugir. O vampiro precisava dar ao nosfertu pelo menos uma parcela da chance que ele havia tido quando estava preso nas celas e assim o fez. O carro freou e o cheiro da borracha exalou quase no mesmo instante em que as sombras tomaram forma mais uma vez. O golpe da besta esverdeada foi amortecida pelo miasma negro que se suspendeu e mesmo que tivesse atravessado como esperado por Danio ainda foi eficaz o suficiente para que Darko não fosse imobilizado de vez e devorado pelo animal enlouquecido. O Nosferatus estava completamente fraco e incapaz de se movimentar direito, precisou ser puxado pelo apendice negro que vinha do chão que trazia Darko até o carro no qual Danio estava. 

A besta não estava conformada com aquilo e se resumiu a ugir gravemente de forma que todos os vidros das janelas se destruiram de tamanho som. A criatura só parou quando recebeu um tiro bem no meio de sua bocarra e o derrubava alguns metros de distancia. 

Esse era o tempo hábil para que Danio pudesse pisar no acelerador e conduzir, Darko e Hamlim para longe de toda aquela loucura. 

Mas sair daquele estacionamento não era nem de longe o fim, do lado de fora as coisas estavam ainda piores. Cainitas sob o efeito frenético do frenesi se diablerizavam, rasgavam e multilavam uns aos outros. 

Darko : - Acho... Que esse é o nosso Adeus... Benetti...Obrigado...

No banco de trás do carro o La Sombra via o nosferatu se desfalecer em cinzas e restos mortais, sua máscara foi o ultimo espólio de lembraça que permanecera no banco do carro mas aquele ainda era o minimo dos problemas do La Sombra. Dezenas de cainitas estavam em sua frente avançando como bestas em direção ao carro. O vampiro teria de forçar a passagem com tudo por cima deles se quisesse atravessar o pátio da delegacia e sabe Deus para onde ir. Nenhum lugar parecia seguro naquela cidade. 

Danio se perguntava o que havia acontecido com o mundo...

Testes escreveu:
Danio Benneti Braços do Abismo Diff 7. = 4 Sucessos
Danio Benneti Tiro na Cabeça Diff 7 +1FDV = 2 Sucessos
Dano do Tiro Diff 6. = 4 Sucessos
Absorção do Tiro Diff 6 = 2 Sucessos


_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Sex Jul 07, 2017 9:58 pm

Jorge Altobello
- PDS 14/15
- FDV 10/10
- Vitalidade OK


Liberdade versus organização, vontade versus honra, ancião versus neófito – todos estes conflitos caracterizam os vampiros do Sabá, que parecem unidos somente por causa de seu ódio aos Antediluvianos e seu desprezo pelo rebanho. Não seria diferente para Altobello, rico, poderoso e senhor de uma influência invejável no mundo moderno. 

O vampiro La Sombra hoje é um gigante com mãos de ferro, seu controle da seita se estende por toda uma megalopole munida de caos, terror, corrupção e poder. 

Nesta noite em especial o vampiro recebeu o convite inádiavel de participar do Festivo Della Estinto. Uma importante festividade que primeiramente serviria para festejar o fato de ser um vampiro, pórem para Altobello ter sido convidado atrávez de uma carta a mão redigida pela própria Melinda Galbraith, alguma coisa estava além da superficie. 

O local do encontro era a Catedral de Mellinda e berço de todo o quartel general do sabá. Localizado na Cidade do México a viagem não demorou muito e contou com um jato particular que conduziu Jorge e seus dois templários : Ivan, o Estranho e Jack Buffalo Head. Kitambi ficara para servir de elo comunicativo sobre o que aconteceria na cidade sob a sua ausência.  Os três chegaram ao que parecia um estácionamento aéreo, dezenas de aviões e veiculos de terra posicionados em um hangar que cobriria-os caso dispusessem de mais tempo do que um dia. O trio não havia sido o primeiro a chegar, foram recepcionados por uma limosine que os levou até a frente de uma colossal e enigmática igreja bem no meio do Popocatépetl em uma área mais afastada da metropole. O local era estupendo e mácabro ao mesmo tempo. A imagem da igreja a noite caracterizava a impressão das portas do inferno, com seu visual avermelhado nos vitrais com figuras de demonios e estátuas de carne que se movimentavam regularmente de tempos em tempos na abobada da estrutura. O vampiro então se sentiu inclinado a entrar depois que viu o casal de estranho e disforme de Irmãos de sangue, fez sinal para que eles fossem convidados a entrar na grande catedral. A iluminação no local era vistosa, feita centenas de velas em um visual quase vitoriano. 

O Bispo Cicatriz de Tijuana foi o primeiro a fita-lo em meio aquela misteriosa reunião umbral. Até mesmo a escória da sociedade evitava Cicatriz quando ele ainda respirava Agora sendo um formidável comandante da ideologia e moral do Sabá, ele nunca deixa de ter algum mal presságio. Alguns poucos estudiosos Nodistas tiveram o prazer de conversar com ele sobre sua paixão – a Gehenna – e eles invariavelmente saíram com a impressão de que ele sabe mais do que diz. 

Na reunião de elite exclusiva também estavam rostos conhecidos de Jorge. O Comandante da Mão Negra do lado Oeste dos Estados Unidos Gotkken Pavel, usava um manto de borracha negro que recobria quase todo o seu corpo, usava um grane chapéu e quase não seria reconhecido se ele não o tivesse tirado em tempo hábil. Ao lado de Gotkken estava Darius, ambos pareciam conversar algo de extrema importancia pois não desviaram a atenção ao perceberem a chegada de Jorge no Hall da grande Catedral. 

O Bispo de New York logo percebeu que a reunião era bem selete e exclusiva dos membros da segregação do continente americano o que mais a noite reservava até a chegada da anfitriã Galbraith ?

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Sex Jul 07, 2017 10:15 pm

Tom Halley
- PDS 12/14
- FDV 5/5
- Vitalidade OK
Tom Halley - O Espelho Quebrado...

Tom escreveu:- Enquanto você pensar no amanhã não vivera o hoje, somos imortais pra que se ficarmos pensando no amanhã... deixe isso para os humanos, nos já passamos do tempo que deveríamos viver, vamos aproveitar cada noite como se fosse +1 e não como se estivéssemos contando -1 entendestes ? 

Tom estava sentado na cama a poucos centimetros de distancia de Aislin. Os olhos se cruzavam e se entregavam como em um sonho longinquo. A moça tinha o olhar tremulo como se estivesse prestes a chorar, mas ao contrário ela sorria com os seios da face corados como o de uma linda mortal. 

Aislin : - Sua premissa é ótima Sr. Halley é uma pena que o seu amanhã já foi o meu ontem, entenderá o que eu digo quando completar 100 anos de idade...

Foi nesse instante em que ela olhou para o sol na fresta da janela, havia saudades em ambos. O calor do sol não os queimou naquela manhã e isso era tão bom. Eles eram quase tão mortais quanto um dia foram. Foi então quando o malkaviano se aproximou ainda mais e sentiu o calor da face de Ainslin, não aquele frio que os Anciões possuem, mas sim um toque de rubor morno e saúdável da face da garota. 

Tom escreveu:-você sabe o que eu quero, mas conte-me mais sobre essas regras desse jogo. E qual o tamanho do premio, porque está andando em bando, e com uma beleza dessas toda noite não é bem uma derrota. 

Tom pode ouvir o som que a risada de Ainslin e era reconfortante. E seu olhar hipnotizante. 


Aislin : - E se eu disser que todos eles; Dave, Carl & Roxo possuem uma informação sobre mim que só cada um deles sabem e que se você descobrir o que eles sabem eu poderei fazer qualquer coisa que você quiser que eu faça ? 

Ela esperou Tom digerir a informação dada enquanto se encaravam, ela então gentilmente segurou a mão de Tom e colocou entre os seus dois seios e nesse momento ele teve a impressão de sentir o coração de Aislin pulsar mesmo que apenas por alguns segundos. 

Aislin : - Eu ainda sou virgem Tom Halley pelo menos de um dos meus buracos. Esse foi um dos motivos do qual eu me tornei uma vampira...

Havia uma mistura de lascivia e tristeza nas palavras de Aislin, talvez ela não tivesse contado aquilo para alimentar a líbido do vampiro mas por que realmente se sentiu confortável em dizer. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Dom Jul 09, 2017 6:11 pm

Vallek Morton
- PDS 14/14
- FDV 3/7  
- Vitalidade OK

Vallek Morton  Um Chamado para a Iluminação...



Os inabalaveis soldados de carne morta e metal de Sanders abriam caminho para Vallek sem demonstrar hesitação. Eram corpos mortos que não demonstravam cansaço ou medo. Até mesmo o de Elizie que Vallek fez questão de relembrar o Tecnocrata de que ele a queria de volta como antes. 

Sanders olhou para baixo, seu corpo mortal demonstrava os rigores de ter uma ferida grande e exposta no adomem, ele não se aguentou em pé e se viu obrigado a se sentar mais uma vez. Enquanto Vallek demonstrava seu doentio afeto a boneca sem vida Elizie que mesmo com o rosto amassado não demonstrava qualquer sinal de dor ou medo ou mesmo prazer. 

Quando terminou sua peqena demonstração ele avaliou cada um dos imutáveis, eles não tinham padrão, homens e mulheres com pele e metal recobrindo seus corpos como se tivessem sidos banhados po mercurio quente e depois esfriado logo em seguida. Infelizmente Elizie era a única face conhecida entre todos aqueles soldados. O vampiro então afundou suas presas, sentiu que o sangue dos imutáveis ainda mesmo que morto era nutritivo como o sangue de um vampiro comum o que reforça a possibilidade de que Elizie poderia voltar ao normal. 

Após re abastacer o seu organismo morto com o sangue de alguns dos imutaveis ali, preferiu não diableriza-los uma vez que não tinha certeza de suas naturezas. Ele o fez na frente de Albert Bram não se importanto com tão assustado o velho ficasse ele rumou até o encontro de seu chamado. Mas não sem antes fazer um convite a Sanders. 

Vallek escreveu:-- Sabe, Sanders... Eu quero saber: Gostaria de ser minha criança? Gostaria de ser um de nós? Não, não fale nada ainda. Pense bem nisso. 

Mesmo que Vallek tenha saído sem dar muita importancia a resposta imediata de seu lacaio, era perceptivel que Kyle engoliu fundo sem responder nada. O vampiro pensava nas possibilidades de ter uma prole como Sanders e toda a sua eficiencia até o momento, subiu os niveis até o topo da plataforma e avistou mais uma vez toda a destruição ocorrida. Pelo menos o avião não colidiu com a plataforma, mas aí aparecia outra pergunta. O chamado designava para o leste, mas como Vallek chegaria lá ? 

Talvez a resposta tivesse vindo antes mesmo de Vallek se questionar, luzes no céu demonstravam que alguns helicopteros estavam se aproximando. Helicopteros da Nova Ordem Mundial para o resgate de Sanders e quem sabe para o auxilio de Vallek em seu novo destino...

Teste de Percepção + Politica Diff 7 . = 1 sucesso



Última edição por Beaumont em Dom Jul 09, 2017 7:37 pm, editado 1 vez(es)

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Dom Jul 09, 2017 7:06 pm

Herick Draven
- PDS 2/15
- FDV 1/6
- Vitalidade Completa


Herick Draven - Olho por Olho... Dente por Dente...



A adrenalina de Herick estava a mil. Seu raciocinio gora só visava por um fim no seu sire de uma vez por todas. Subtamente então sua vista começou a ficar cada vez mais turva, seus movimentos se bandearam mas mesmo assim ele arrancou uma das costelas do esqueleto que estava na sua frente. 

Tudo foi muito rápido e um jato de sangue espirrou em seu rosto. Uma dor profunda então começa a brotar no intestino de Herick forçando-o a quase se ajoelha ao chão. O sangue então escorria por entre os dedos do vampiro e sem entender , começou a sentir seu corpo fraquejar. Aos poucos o vampiros olhou para o abdomem e viu que havia arrancado a própria costela. 

Em meio a agonia do desmaio, ele ouvia ainda as palavras de Elisha em seu ouvido. 


"Desenvolva sua capacidades ao máximo de modo a discemir sua verdadeira natureza." 

E Herick definha ouvindo mais uma vez que ele ainda não havia elevado suas capacidades e conhecimento vampirico ao máximo.


Com muita dificuldade os olhos de Herick se erguem. Seu corpo estava completamente envolvido por uma grossa camada branca e quanto mais ele se movimentava mais apertado ficava. Sem muito espaço ele nem ao menos conseguia enchergar onde estava e tudo o que via era aquela mancha branca na sua frente, o cheiro de sangue fresco e carne podre também era forte. Era dificil de determinar onde ele havia sido levado. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Undead Freak em Dom Jul 09, 2017 7:33 pm

Off: Se não se importa, vou fazer uma "introdução a nova perturbação" aqui. Se não gostar, sem problemas. Pode descartar essa parte.

Eu caminhei entre aquelas criaturas sem vida. Bem, sem vida sempre foram. Acho que é mais apropriado dizer sem vontade. Não havia vida no corpo, e agora não havia vontade na mente. Eram almas cruas, sem mais nada. Era o reverso da criação dos seres. Aquilo era o Universo andando para trás. Não havia vontade, personalidade, sentimentos e nem porra nenhuma.

-- Deus sabe amaldiçoar...E o homem sempre consegue aperfeiçoar as cagadas que Deus faz, não é?

Nenhuma face conhecida...

Droga! Por questões de segurança, é melhor não lhes tragar a alma. Afinal, é tudo o que lhe resta.

No entanto, absorvi um pouco deles. Um pouco de um, um pouco de outro... Já me sentia satisfeito novamente. Bram estava lá, com uma cara de espanto, vendo eu me banquetear. Era divertido ter um mortal estúpido ali, emanando o medo. Meu corpo se alimentava do sangue, e meu espírito do medo. Era uma situação boa para descontrair um pouco, em meio a uma situação tão preocupante.

Elizie...

E lá estava ela de novo, entre aqueles estranhos, olhando para mim. Era como uma estátua de vidro, tão fria como o gelo e, ainda assim, continuava bela.

-- Vejam isso. Vejam como ela é bela, como é graciosa
-- Eu sorri e comecei a ficar eufórico, enquanto acariciava o rosto dela -- Ela lembra a minha criadora. É linda como ela -- E então eu agarrei Elizie, abraçando-a, afagando o seu cabelo com meus dedos. Fechei os olhos e comecei a fazer um movimento lento com ela, como se dançasse com ela uma música romântica, falando agora de forma suave -- É a beleza eterna. É uma beleza que Chronos não tomará. É o ser absoluto, que sobrevive ao tempo. Como eu queria... Como eu queria que você me ouvisse agora!

Eu comecei a rasgar suas roupas violentamente, com uma ansiedade terrível. Quando ficou totalmente nua, em pé diante de mim, eu ri e caí de joelhos diante dela.

-- Os homens buscam o divino no céu... Como são tolos! Quando nós morremos e nos tornamos o que eu me tornei, percebemos que o divino está em nós. Vejam! Vejam! Não é divina?!

Eu beijei os pés dela...

-- Elizie... Alguns dizem que a nossa condição é uma maldição. Se de fato é, realmente valeu a pena. Tu seguirás eterna, triunfante! Eu mataria... eu mataria por você -- Minha voz falha -- Eu... EU MATARIA POR VOCÊ! -- e agora eu grito, rosnando e olhando ameaçadoramente para Bram e Sanders -- Eu deveria matar vocês dois agora! Isso foi um... Sacrilégio!

Eu cheguei a caminhar de forma hostil na direção do meu servo e daquele doutor, mas logo parei. Notei que aquilo não deveria acontecer... Que diabos foi isso? Será que Elizie está usando uma disciplina em mim? Será que ela está me dizendo que ainda está aqui, querendo sair?! Essa é a sua forma de dizer "me ajude"?

-- Elizie... Eu entendi. Sim! Eu irei! Não se preocupe. Eu prometo!


Cortei uma mecha pequena do seu cabelo e a levei comigo, amarrada em uma pequena trança que fiz na hora.

Notei que o idiota do Bram estava quase tendo um treco e até mesmo Sanders estava recuando.

-- Não, não se preocupem. Eu... Eu perdi a cabeça por um momento. Desculpem.

Eu cheguei perto de Sanders e ofereci mais do meu sangue a ele, afinal ainda estava bem machucado. Enquanto ele se alimentava do corte que eu fizera no pulso, disse bem baixinho a ele

-- Pense bem na minha oferta.

Quando ele terminou, passei por Bram como se ele nem estivesse lá e subi as plataformas, deixando todos para trás. Não sabia muito o que fazer, até que, no fim da plataforma, vi helicópteros dos tecnocratas chegando. Não pude conter o sorriso.

Estou indo, papai.

Acenei para os pilotos. Vamos ver no que isso vai dar.
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Dom Jul 09, 2017 7:35 pm

Rugall Salles
- PDS 10/10
- FDV 1/6   
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)


Rugall Sales - No Mundo das Trevas...



A face de Rugall estava resoluta. Seus olhos corriam pelos indicios enquanto permanecia com a face séria ao deixar Lilly e July na sala. Ele discou o numero de Diana uma, duas... pela terceira vez o celular tocou. Vinha do quarto, que estava demaseadamente escuro com uma única fonte de luz da cozinha. Os livros e quadros bonitos que James possuia estavam ao chão, rastros de uma luta voraz. O ruído fraco que vinha do armario mais parecia um choro. Um pedido de perdão vindo de uma donzela inocente. Ao abrir a porta do armario Diana estava completamente suja de sangue, sua boca rubra e suas presas a mostra enquanto ela derrubava lágrimas de sangue uma atrás da outra. 

A visão de Rugall para ela era um alivio, ela se predeu nas pernas do vampiro como uma criança sem saber o que fazer, chorou ainda mais e soluçava de forma que mal era possivel entender o que ela havia dito. Tudo o que Rugall conseguia entender era...

Diana: - Me descupa...Não era eu...

Rugall percebeu da pior maneira que ainda tinha muito o que ensinar a Diana, como lidar com a fome, com a luz do sol e com a sua nova força sobrenatural. Ela era realmente uma criança que precisava ser cuidada de perto. Ou causaria muito mais estrados. 

Quando Lily chegou no quarto ela parecia ter uma noticia na ponta da lingua mas se emudeceu com a cena que vira. Diana sempre fora a mais frágil das 3 e mesmo depois de se tornar um vampiro continuava sendo. 

Lily: - Querido, encontramos uma mensagem no celular de James. O pai de July estava arrumando um helicoptero para nos tirar de New Jersey. Precisamos chegar em uma hora no Heliporto de Jersey City. Talvez seja uma oportunidade de fugirmos dessa loucura toda e começa tudo denovo.


Rugall ainda precisava pensar antes de tomar qualquer atitude.  Nirrhtak  ainda poderia estar atrás dele. Ele também poderia usar aquela possivel aliança com Kim se é que ele estava falando a verdade. De qualquer forma New Jersey havia se tornado um completo caos...  

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Dom Jul 09, 2017 8:22 pm

No One
- PDS 10/15
- FDV 3/8  
- Vitalidade Ferido-1 (Agravado)

No One - Os Olhos da Besta...


O proposito do gangrel era achar respostas, não salvar vidas e muito menos se preocupar com prisioneiro. O vampiro então fez o seu caminho devolta pelas catacumbas, seu poder discreto da ofuscação lhe permitiu fazer o caminho completamente de voltava sem atrair a atenção das bestas estranhas que Samus havia criado. Ele subiu as escadas e e verificou todo o pavilhão. Não havia mortais no recinto. Apenas restos mortais de vampiros das mais diferentes gerações e alguns com o sangue bem mais coagulado do que outros. Ele examinou desde as armaduras até o sangue. Em um de seus momentos inertes pelo transe pode sentir a dor de um dos cainitas sendo rasgado ao meio por um feroz golpe de espada. Uma criatura gigante feita de osso e musculos alavancava voo pelos céus do cemitério. Não deixando duvidas de que Samus o Arcebispo de New Jersey ainda estava vivo. Mas a pergunta principal era. Por que Samus havia se tornado um traidor e fugido depois de destruir todos os membros da seita sabá de seu templo. E para onde ele foi ? 

Assim que terminou com o transe e de obter as informações No One sentiu o cheiro de Kashan se aproximar, ele não estava sozinho e pelo visto a ideia de vir até o templo de Phillisburgh tinha sido uma boa ideia. No fim das contas. 

O Kamut de Kashan era composto por mais 2 membros além de No One e ele. 

Sink - Um jovem de fisionomia raquitica mas que demonstrava um olhar frio e doentio 

Viper - Um vampiro Gangrel com uma estranha face semelhante a um tigre e estirpe listrada. 

Os três pareciam aparecer de pontos diferentes do cemitério e dispensavam apresentações. Kashan apenas lhe disse os nomes. 

Kashan : - Este é No One nosso novo provavel removedor que ficará no lugar de Lynxx e o unico que terminou os testes com sucessos. 

Viper : - Apenas um dessa vez ? Seus testes estão ficando mais mortais ! kkkk 

Kashan : - Nesse exato momento está havendo uma reunião na cidade do Mexico e o assunto são boatos de que Caim se ergueu de seu tumulo e está andando pela Terra. Sugestivo não é ? Nos pediram paa vasculhar New Jersey sobre informações relevantes sobre esse boato. Iremos nos separar, trabalharemos mais rapido assim. Eu encontrarei vocês.  

Teste escreveu:Teste para Auspicious 3 Diff 6. = 3 Sucessos
Teste para Auspicious 3 Diff 6. = 3 Sucessos
Teste para Auspicious 3 Diff 6. = 1 Sucessos
Teste para Auspicious 3 Diff 6. = Falha Critica



_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por No One em Seg Jul 10, 2017 10:09 am

O local estava lotado de corpos vampíricos aos pedaços. Seu Auspícius lhe revelava que aquilo se tratava de uma obra do próprio Arcebispo Samus, um fato que chamava a atenção, visto que ele tinha acabado de destruir o seu próprio exército. A destruição naquele lugar fora tamanha que o próprio No One podia sentir na pele a dor dos recém-falecidos, precisando se concentrar para manter o foco apenas nas emoções mais relevantes.

Pouco tempo depois de concluir suas investigações, Kashan ia ao seu encontro, dessa vez acompanhado de mais 2 membros que também faziam parte do seu Kamut. Sink, um garoto franzino que não chamava muita atenção, mas certamente deveria ter suas qualidades para estar ali, e Viper, um vampiro claramente pertencente ao mesmo clã bestial que No One integrava. Kashan os apresentava, deixando claro que ele substituiria Lynx como um removedor, o que significava que ele já havia descoberto sobre a sua morte, mas havia relevado tal fato.

Segundo Kashan, informações circulavam no México sobre o possível despertar de Caim, algo que talvez explicasse os eventos da noite anterior. No One não estava convicto quanto a isso... Ele podia ser fanático quanto à Gehenna, mas não tinha um raciocínio tão simplório como a maioria dos membros mais jovens da seita. O despertar de Caim certamente seria ainda mais estrondoso do que a noite passada, ele não queria tomar aquilo como sua primeira hipótese. Mas obviamente tudo aquilo tinha sido gerado por alguma coisa extraordinária e merecia ser investigado, sendo essa exatamente a missão que lhes era designada. O Kamut coletaria informações separadamente, então No One achou melhor poupar-lhes o trabalho de investigar aquele lugar novamente antes de partir.

-Samus foi o responsável por essa carnificina. Ele sobreviveu e talvez ainda esteja pelas redondezas da cidade. - Disse No One, com uma voz monótona e fria - Tudo que restou aqui foram os monstros que ele criou, então eu não recomendo perder muito mais tempo nesse lugar.

E então partiu, tornando-se névoa pouco a pouco, até desaparecer completamente no ar (metamorfose 5). No One sobrevoaria a cidade em velocidade máxima utilizando aquela forma, além de sua ofuscação para permanecer sempre imperceptível. Ele procuraria por quaisquer cenas que lhe chamassem a atenção, algo que talvez pudesse lhe dar uma pista sobre os eventos da noite passada. Aquele era um momento histórico para os cainitas, principalmente para o Sabá, e No One estava determinado a contribuir o máximo possível para deixar a Mão Negra à par de todos os detalhes. Ele não podia falhar, principalmente em sua primeira missão como um iniciado, e aquela obsessão aumentava ainda mais a sua determinação.
avatar
No One

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Fuuma Monou em Seg Jul 10, 2017 12:05 pm

A voz em minha cabeça que dizia: "- Você vai ficar com uma dívida eterna à esse cainita, ele acabou de salvar a sua vida. Além de ter lhe auxiliado a encontrar o Caitiff.", foi a campeã. Quando percebi o que estava fazendo, meu pé já estava enterrado no acelerador enquanto o carro segue até o local mais propício para tentar resgatar Darko. Vejo que o cainita está completamente machucado, e que os danos causados pelo brinquedo de Samus irão destruí-lo facilmente nos próximos ataques. Os sons da batalha tornam-se cada vez mais altos, o que atrairá mais oponentes em instantes.

O odor de pneu queimado sobe quando freio o carro. Instantaneamente, invoco os seres do Abismo para agarrar o Ser e puxar o Nosferatus para dentro do veículo. Não tenho a menor dúvida de que o Monstro irá despedaçar os tentáculos com um único golpe, mas não há nada mais que eu possa fazer. Obviamente eu não irei enfrentá-lo cara a cara, meu pé continua sobre o acelerador e, ao menor sinal de que Jax virá para cima de mim, eu deixarei Darko ali e seguirei para fora do DP. Felizmente, isso não é necessário.

Mesmo que por ínfimo ataque, os tentáculos invocados do Abismo são o suficiente para minimizar os efeitos do golpe e trazer Darko para dentro do carro, como eu havia planejado. A Besta urra como louca por perder a sua presa, que já estava pronta para ser devorada. Aproveito esse momento para enfiar uma bala na boca do Ser, o que o joga para trás com o impacto do projétil.

Com o cainita dentro do veículo, e sem o possível perseguidor ao alcance, sigo para fora do lugar com a maior pressa. Ao olhar para fora, tudo ainda estava escuro. O sol estava completamente negro, e pouco ou nenhuma luz vinda do astro rei era vista no céu, somente pelo efeito da Lua que reina soberana.

No chão, a loucura não é menor. Vejo corpos espalhados em todos os lados. Cainitas diablerizando, multilando outros cainitas era a cena mais comum do lado de fora da DP, assim como dentro dela. No momento em que veem a viatura onde Hamlin, Darko e eu estamos, esses Loucos vem em nossa direção.

- Droga, para onde sigo? Darko, eu não conheço a cidade, onde poderemos nos esconder? - Eu realmente não conheço a cidade Esta é a primeira vez que ponho os pés em Newark, e vi o mapa dela uma única vez, na noite anterior. Contudo, as únicas palavras que ouço vindo do meu companheiro de Insights são:

Darko escreveu:- Acho... Que esse é o nosso Adeus... Benetti...Obrigado...

Pelo retrovisor consigo ver Darko sendo dissolvido à pó. Suas roupas e máscara caem no banco em um baque surdo assim que seu corpo some. Hamlin continua ali, desacordado. Minha única chance de encontrar uma rota de fuga torna-se poeira e eu fico somente com o Caitiff louco. Mas não há tempo a perder, volto a observar os olhos famintos posicionados em mim e na única forma de encontrar Seals e destruir a Camarilla.

"- De que adiantou toda essa loucura para encontrar esse imbecil? Provavelmente não existe mais Sabá, muito menos Camarilla nesse lugar... quem sabe no mundo inteiro. Estão todos se destruindo polos cantos." - Surge uma vontade louca de matar Hamlin. "- Primeiro, preciso sair daqui e encontrar um esconderijo, não da para saber até quanto o sol ficará assim, negro. Se ele resolver aparecer agora tornarei-me a segunda fonte de pó neste carro." - Mas uma outra ideia surge em minha mente. Sem Darko, o Caitiff é minha única fonte de conhecimento sobre a cidade. Talvez ele possa me ser útil.

Perdi meu futuro professor de "esconder-me nas sombras". Esse era o único sentimento que vinha ao pensar na morte do Nosferatus. Enquanto isso, piso no acelerador com mais força e procuro uma rota de fuga mais rápida. Atropelar um cainita não é tão fácil quanto fazer o mesmo com um humano, e ir para cima deles com o intuito de atropelá-los poderia acabar sendo um problema para mim. Dessa forma, tento encontrar uma forma de sair daquele lugar o mais rápido possível, sem um rumo ainda em mente.

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Bad em Seg Jul 10, 2017 4:38 pm

- E se eu disser que todos eles; Dave, Carl & Roxo possuem uma informação sobre mim que só cada um deles sabem e que se você descobrir o que eles sabem eu poderei fazer qualquer coisa que você quiser que eu faça ?

-Isso ficou claro o que eu posso ganhar nessa nossa relação, mas o tamanho do que eu posso perder você não disse... Seria por receio?

Tom olha para Aislin enquanto uma de suas mãos esta em seu pescoço a acariciando por baixo de seus cabelos. Nisso Tom para um instante enquanto olha em seus olhos até muda um pouco a expressão...

- Meu doce Aislin, eu já vivi meus 100 anos, mas, uma parte considerável deles como um mortal que poderia morrer a qualquer momento por uma bactéria mais simples que fosse, uma queda simples, um corte na mão. Hoje as coisas capazes de nos matar são bem menores, então por isso gosto de aproveitar ao máximo.

Tom sempre se achou muito convincente, não duvida que poderia ser sempre que falava alguma palavra então não demostrava nenhuma  insegurança quando dizia isso.
Aislin : - Eu ainda sou virgem Tom Halley pelo menos de um dos meus buracos. Esse foi um dos motivos do qual eu me tornei uma vampira...

-Apesar de ser um desejo almejado por qualquer humano, e muitos vampiro, isso não é uma característica que iria mudar o q sinto por você, que por sinal eu nem sei explicar bem como é isso... Sinto um desejo de tê-la em meus braços e faze-la feliz...

Dizendo isso tom com a mão ainda não entre os seios da moça começa a desenhar o símbolo do cão com o dedo indicador como forma de carinho na malkaviana.

- Agora eu realmente quero parar de falar sobre essas coisas complicadas e lhe oferecer um complemento para esse sol que não víamos a tantas décadas.

Quando tom diz isso ele se aproxima ainda mais do rosto de Aislin.
avatar
Bad

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 25
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Bahamut em Seg Jul 10, 2017 6:27 pm

Rugall conseguiu escutar o telefone tocando em um dos comodos da casa. Calmamente ele seguiu em direção ao quarto, atento e apreensivo quanto ao que iria encontrar. New Jersey havia lhe dado muitas surpresas com relação a Diana, principalmente depois de sua transformação.

O quarto estava todo ao chão. Os livros caídos e móveis quebrados davam sinal de muita luta. Rugall também conseguia ouvir um pranto vindo de dentro de um armário. Tal pranto soava com uma mágoa muito grande, uma dor profunda seguida de um arrependimento sincero.

Ao abrir o armário Rugall enchergava mais uma vez uma Diana amedrontada, aos prantos e coberta de sangue. Em suas mãos e boca impregnavam o sangue de sua vítima e de seus olhos escorria o seu próprio vitae. Ao reconhecer Rugall, Diana abraça as pernas de Rugall com força, aliviada e balbuciando palavras que Rugall não conseguia compreender, com excessão de uma frase.

Me descupa...Não era eu...

Rugall sentia muita pena de sua serva. New Jersey havia maltratado ela demais e ela sempre foi muito delicada. Rugall lembrou-se dela nua pendurada na sala com ele, torturada e eletrocutada. Talvez teria sido menos doloroso se ela tivesse morrido, mas Fox a abraçou. Depois disso ela não teve muito contato com Rugall e Fox. Devido a esse detalhe, Diana teve muitas complicações para lidar com sua nova condição. O coração de Rugall se derretia por causa de sua serva e sua mão não se conteve em afagar o couro cabeludo de Diana. Ainda assim Rugall se mantinha impassível, como um bastião para suas servas.

Em seguida Lilly chegava com notícias sobre uma possível fuga de New Jersey. Retornar para Las Vegas seria ótimo.

Rugall sinaliza para Diana reagrupar para se prepararem para partir. Nesse ínterim Rugall ergue a fragilizada Diana e segue com ela para o carro.

Você está comigo agora. Vamos para casa para que eu possa te ensinar a lidar com sua nova vida. Sei pelo que está passando e sei que tudo vai melhorar.

Rugall agora tinha que decidir o que fazer. New Jersey estava em frangalhos e seu salão não decolaria, o que traz a possibilidade de voltar para Vegas muito convidativa e suas meninas se sentiriam muito melhor. Por outro lado, por mais que Jersey fosse complicada, a situação atual dificilmente pioraria. Novas alianças e lideranças seriam criadas e oportunidades surgiriam. Nirrhtak provavelmente ainda estaria a solta mas Paul Kim poderia vir a ser um aliado poderoso.

Já no carro, Rugall se posiciona no banco de trás com Diana e July abraçadas enquanto Lilly dá a partida.

New Jersey não nos aceitou bem como eu esperava e o destino do novo salão terá que ficar em segundo plano. Lilly, leve-nos para o helicoptero, voltemos para Vegas. Se der tempo de voltar ao salão para pegar nossas coisas sugiro que o façamos, caso contrário,
vamos direto pegar nossa carona.

Tomara que nosso descanso venha afinal.
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Bispo Altobello em Seg Jul 10, 2017 9:03 pm


Para Maquiavel, metade de nossas ações é governada pela fortuna, metade pela virtù. A fortuna é fácil de entender: é o acaso, a sorte, favorável ou desfavorável. Já a virtù, palavra que vem do latim “vir”, varão, designa o agir propriamente viril, varonil, ou seja, tudo que vem de uma deliberação madura e atenta de como agir. Assim, metade do que vivemos se deve à sorte ou azar, à fortuna ou infortúnio, e a outra metade tentamos, a duras penas, que resulte de nosso empenho, de nossa tentativa de pôr ordem - nossa ordem - na bagunça do mundo. A tarefa humana (ou vampírica), e sobretudo a do governante (que Maquiavel expõe em O Príncipe), é vencer e ganhar. Mas, nisso, esbarramos no inesperado, no imponderável.

Vendo o Jorge de cinco anos atrás, humilhado, maculado pela marca do fracassado após uma tentativa má-sucedida de se tornar Bispo em Boston, nem mesmo o saco de sangue mais ingênuo e otimista poderia imaginar que o Lasombra seria convidado por uma carta escrita a próprio punho pela líder suprema da seita. Se, como diz Maquiavel, a Fortuna é uma mulher disposta a conceder favores, estes só podem ser encontrados através da virtù, evidenciado portanto pelo aspecto necessariamente ativo da busca pela sorte, ou seja, o de que a sorte é consequência até certo ponto, de trabalho e não do acaso. Se a Fortuna é mulher, nada mais natural que esta venha a se lisongear com homens que estejam dispostos a domá-la. A ousadia, por exemplo, seria uma forma de "humilhá-la" e, portanto, lisongeá-la. Mas não confunda ousadia com imprudência, pois o Guardião é cauteloso em suas decisões.

Altobello é um líder popular. Se é certo não ser possível agradar a gregos e troianos, o vampiro se certificará de agradar a maior parte de seus súditos. Favores, concessões, agrados... mas quando um daqueles miseráveis sequer pensam em se voltar contra ele, uma segunda chance não é oferecida e o traidor encontra uma morte final lenta, dolorosa e humilhante. Como ensina Maquiavel, se puder, seja um governante amado e temido, mas se não puder ser os dois é muito mais seguro ser temido do que amado. 

"Porque dos homens em geral se pode dizer o seguinte: que são ingratos, volúveis, fingidos e dissimulados, covardes e gananciosos. E enquanto lhes fazeis bem, são todos vossos e oferecem-vos a família, os bens pessoais, a vida, os descendentes, desde que a necessidade esteja bem longe. Mas quando ela se avizinha, contra vós se revoltam. E aquele príncipe que tiver confiado naquelas promessas, como fundamento do ser poder, encontrando-se desprovido de outras precauções, está perdido. É que as amizades que se adquirem através das riquezas, e não com grandeza e nobreza de carácter, compram-se, mas não se pode contar com elas nos momentos de adversidade. Os homens sentem menos inibição em ofender alguém que se faça amar do que outro que se faça temer, porque a amizade implica um vínculo de obrigações, o qual, devido à maldade dos homens, em qualquer altura se rompe, conforme as conveniências. O temor, por seu turno, implica o medo de uma punição, que nunca mais se extingue. No entanto, o príncipe deve fazer-se temer, de modo que, senão conseguir obter a estima, também não concite o ódio."
___

O Bispo voou com seus Templários em direção à Cidade do México, fatídica cidade onde ocorreria a reunião com a Regente da Seita, Melinda Galbraith. Desde que recebera a carta, ficou curioso com o motivo do convite. Duvidava se tratar simplesmente de uma grande confraternização entre os líderes da Espada de Caim. Alguma merda grande estava rolando. Do hangar partiu para uma enorme e misteriosa igreja, provavel local do festejo. A atmosfera do lugar era macabra, até para os padrões do Sabá, e vendo a hesitação de um ponderado Altobello, um casal de Irmão de Sangue os convida para entrar.

Assim que colocou os pés dentro do lugar, cruzou o olhar com o Bispo Cicatriz. Sua fama é de trazer um mal agouro, e Altobello já é experiente demais para notar os padrões na forma como o Universo trabalha. Suas suspeitas de que a noite não terminaria bem se intensificam. Por educação, ele faz um aceno de cabeça para o Nosferatu, mas não se aproxima, continuando a adentrar. Até que encontra seus aliados mais próximos dentro da Mão Negra, Gotkken e Darius, conversando. O assunto parece denso, de modo que nenhum dos dois nota a presença do Bispo no recinto. Caso o ambiente permita - em se tratando de um lugar movimentando, é capaz que haja bastante barulho, mas nunca se sabe... - expandirá seus sentidos e bisbilhotará a conversa dos dos Tzimisce por uns instantes antes de os cumprimentar. - Boa noite, senhores! Reconfortante é encontrar rostos familiares aqui! Como estão vossas senhorias?

Diocese de Nova Iorque (Acontecimentos Recentes):

Nova Iorque, por muitos considerada a Capital do Mundo. No passado, um grande bastião da Camarilla. Há cerca de três anos, no entanto, um atentado terrorista, secretamente arquitetado pela Tecnocracia, vitimou o Empire State, o Elísio da Cidade. O ataque, somado à oportunista investida do Sabá, acabou com qualquer traço de influência que a Bastada exercia sobre a Grande Maçã. Caía o Príncipe Gorgonier e ascendia o Bispo Altobello.

O que o grande público sabe é que o Lasombra exerceu papel fundamental na tomada da cidade. Esse pequeno fragmento da verdade que o Arcebispo Springfield deixou vazar nem de longe corresponde à totalidade das razões que fizeram com que o Guardião fosse a melhor escolha do Arcebispo. Altobello foi o primeiro a vislumbrar e alertá-lo sobre a ameaça tecnocrata e o despertar de Júpiter, um demônio do primeiro escalão. Liderou uma investigação contra as duas forças que culminou em um encontro em um pântano envolvendo um esquadrão tecnocrata oferecendo a chave para a libertação dos poderes totais de Júpiter. O Lasombra, de forma engenhosa, jogou um contra o outro, fazendo iniciar um embate entre as duas forças. Na confusão, destruiu a chave da libertação de Júpiter, que eliminou os agentes tecnocratas. O demônio, em seguida foi banido por um bando a serviço da Inquisição. Os responsáveis pelo despertar de Júpiter, no entanto, nunca foram capturados.

Apesar de alguns rumores envolvendo a Tecnocracia, infernalistas, demônios e a forma espetacular com a qual Jorge Altobello lidou com esses problemas, fazendo-o parecer, inclusive, mais poderoso do que realmente é, o Bispo procura não se pronunciar acerca do assunto, deixando o mistério fluir na mente de seus súditos, e a cada vez que a história é contada sua participação torna-se mais épica e grandiosa.


Com Jorge Altobello no poder, um Lasombra, obviamente o clã ganhou um poder considerável. O Bispo instituiu reuniões mensais para que os Guardiões de sua Diocese discutissem os próximos movimentos da família. Além dos vampiros da própria região, algumas vezes recebiam cainitas de grande poder e influência que vinham de outras cidades, até mesmo países. O próprio Arcebispo Springfield fazia questão de participar dos encontros. A presença de, pelo menos, esses dois membros do alto escalão do Sabá, é um grande incentivo para que os vampiros mais jovens compareçam às reuniões.

Durante os anos em que esteve no comando da cidade, poucas ameaças ousaram insurgir contra sua diocese, sendo a primeira pouco depois de um ano após a queda da Bastarda. Um grupo de caçadores petulantes chegaram a tomar o Bronx, evitando que qualquer vampiro ou carniçal adentrasse no bairro. Mais ou menos na mesma época, Jonh Stewart, Brujah AT, Ductus de um renomado Bando da cidade, se levantou acusando Altobello de assassinar seu carniçal, o Tenente William Salvatore, para que Joey Quinn, lacaio do Bispo, alcançasse o lugar de Salvatore. Tal manobra serviu de aviso para o Diácono. Com o poder completamente centralizado em suas mãos estava fadado ao fracasso dos césares, tal qual Roma.

Bater de frente com o Brujah AT enfraqueceria sua imagem. Depois de esclarecer o mal entendido (Vulgo: Inventar uma desculpa muito boa), Jorge fez uma proposta de paz entre ambos. Ambos se mobilizariam para tomar o Bronx de volta e aquela área se tornaria o "Domínio" do Bando do Brujah AT, respondendo esses apenas ao próprio Bispo. Assim, Altobello faria as pazes com um grande aliado. O Lasombra repetiria esse processo com outras áreas da Grande Maçã, nomeando os Bandos mais notáveis e distribuindo áreas específicas. Manhattan, o centro do poder, e Little Italy, lugar que sempre manteve seu refúgio foram os únicos bairros que permaneceram sob sua guarda. Não apenas ganhou a amizade dos Bandos, como se certificou de que a cidade ficaria mais sólida e melhor estruturado, já que cada território estaria devidamente protegido por seus respectivos protetores.

Após anos de tranquilidade, Mama Too Too uma velha senhora mortal, misteriosamente perigosa a ponto do Arcebispo em pessoa o alertar quanto a ela, apareceu na cidade. Seus motivos são uma incógnita para Altobello, mas o Bispo não gostou nada disso. Apesar de aparentar ser uma velhinha inofensiva e simpática, o Lasombra sempre guardou maus pressentimentos sobre sua presença em sua Diocese. O primeiro sinal de que estava certo foi, após o sumiço de um de seus templários, encontrá-lo em companhia de Too Too. Um sanguinário Gangrel caçador de Feiticeiros, agindo como uma empregada doméstica para a velha. Não bastasse, Norma, uma antiga aparição que o auxiliou no passado encarnada e com um "filho de Altobello". A cereja no bolo, um Giovanni em sua Diocese. Tristan Thorn, mas tarde, descobriu se tratar de um vampiro que agia em conluio com o Ex-Príncipe Gorgonier e o Príncipe Fausto para retomar Nova Iorque. 

Os temores do Lasombra ganham força quando a mensagem de um espião da Mão Negra na Camarilla informa intenções de retomar a cidade. Mas Altobello não estava despreparado. Ele já cantava a pedra a muito tempo, desde quando se encontrou com o Giovanni pela primeira vez. Encomendou um grande arsenal para a batalha que sabia que viria, que mantem em um lugar estratégico, oculto dos olhares da polícia graças a Joey Quinn, que agora exerce grande poder na polícia de Nova Iorque. Seu irmão de guerra Gotkken também aguardava em stand-by. Havia o alertado sobre a possibilidade de agir em breve, e requisitado que reunisse suas tropas para um ataque eminente. O relembrou, principalmente, d'A Arte que o prometera. Promessa é dívida. Nesse tempo, também tratou de inserir espiões dentro da Bastarda. 

Não bastasse, em boa hora o Sabá de Milwaukee desenvolveu uma nova arma biológica chamada Lâmia. Consiste numa enorme criatura morta-viva, capaz de infectar novos hospedeiros através de arranhões, mordidas ou de uma núvem venenosa que são capazes de expelir. Uma vez infectada, a criatura também se torna uma Lâmia. Apesar de vampiros serem imunes à infecção, isso não vale para Lobisomens, Magos, Fadas e outros seres vivos. Altobello tem sob laço de sangue um pequeno exército particular de 30 desses seres, doado pelo Arcebispo Baltus para fortalecer a seita na Jyhad.

___

Zóio é Ductus de um dos Bandos mais notáveis de Nova Iorque. O Brooklyn está sob sua guarda. Jorge sabe que é um preço pequeno a se pagar em troca da cooperação de bom grado de Zóio. O Nosferatu AT tem uma rede de informações digna de Ancião. Nos últimos anos, o Nosferatu AT vem se mostrando de grande valia, tanto no serviço de espionagem e inteligência que presta, com espiões inclusive dentro da Bastarda, quando em seus conselhos que dispensam a pompa para lhe entregar a verdade pura aos ouvidos de Altobello.

A pedido de Altobello, Zóio adotou em seu Bando também o azarado Park Young-Lee ou, como é mais conhecido, Faker. Tudo indicava que Lee não passaria do primeiro mês. Seu corpo era frágil demais e suas habilidades sociais abaixo da média, mas foi esperto o bastante para mostrar a única coisa que sabia fazer bem a tempo de impressionar. Sua habilidade com computadores era surpreendente. Podia hackear qualquer coisa. Qualquer coisa. E obter informações, além de, claro, tomar o controle das máquinas. O Bispo tomou ciência de seus talentos e correlacionou suas habilidades com o Bando de Zóio. O Nosferatu AT seria responsável por lapidar as capacidades de Faker para que o Neófito pudesse se tornar uma peça ainda mais valiosa em sua Diocese.

Víbora Del Sangre é uma Sacerdote de renome. Seu Bando foi desfeito ainda no Caribe, lugar de onde veio. Os motivos apenas seus membros podem dizer. Além de um vasto conhecimento dos ritos da Seita, Altobello presenciou a Serpente da Luz executando certos truques que poderiam passar despercebidos pela maioria dos membros da Seita mas que saltaram aos olhos do Bispo. O Lasombra está certo de que se trata de Taumaturgia. Em se tratando do Guardião, tratou de deixa-la bem próxima a si, nomeando-a Sacerdote oficial da Diocese. Conforme crescia a confiança entre ambos, a vampira foi recebendo cada vez mais responsabilidades e poderes na Diocese de Altobello. Hoje ela é a responsavel pela parte burocrática do La Proposta e de sua Diocese, agindo como uma secretária para o Lasombra. Assuntos corriqueiros repousam sob a mesa de Víbora, apenas assuntos de grande relevância chegam a Jorge.

Irina é uma antiga Precursora do Ódio que buscou exílio em sua Diocese. Com o desaparecimento de Ortheos Fley, poderoso Precursor que servia o Sabá na região, Altobello sabe que pode contar com um par de mãos necromânticas dispostas à contribuir para sua Diocese. Especialmente agora com a ameaça de Tristan Thorn, seu antigo rival, e sua Camarilla. O Giovanni havia posto em seu encalço um poderoso caçador de vampiros, que apesar de mortal, contava com muitos recursos a sua disposição.

John Stewart, Brujah AT, Ductus de um Bando de renome e protetor do Bronx é um narcotraficante poderoso. Seu Bando é focado em poderio marcial e o próprio John utiliza seus lacaios criminosos como uma forte milícia. Altobello encarregou o Brujah AT e seu Bando de auxiliar Irina para eliminar o caçador que a incomodava. O Lasombra quer se certificar que a Necromante permanecerá servindo sua Diocese por bastante tempo.

Até mesmo a Mão Negra têm vez em Nova Iorque. Sob o comando de Darius Molotov (Provável alcunha de um Tzimisce com o nome há tempos esquecido), a Mão mantém uma base de operações nos arredores da cidade. A relação de Jorge e Darius é saudável e o Bispo busca não se intrometer no experimentos que o Demônio realiza no seu quintal. Em troca, Molotov oferece seu apoio marcial nas empreitadas que o Lasombra manda destinadas às cidades mais próximas sob o controle da Camarilla. 

Por último, mas não menos importantes, sua trinca de Templários formada por ex-membros de um Bando especialista na caça de Feiticeiros. Durante a tomada da cidade, acabaram cruzando com uma matilha Garou que acabou levando à morte-final quatro dos sete membros do Bando. Quando surgiu o convite para se tornarem os Templários de Altobello consideraram uma grande honra e aceitaram de pronto. São eles: Kitambi (Salubri AT), uma centrada seguidora da Trilha do Acordo Honrado, letal com a Katana, dominadora de Auspícios e Animalismo e sempre atenta aos perigos que podem ameaçar seu Bispo, costumava ser a Ductus do seu ex-Bando, antes da tragédia ocorrer; Ivan, o Estranho (Tzimisce Koldun), um russo barbudo e misterioso. Não é de falar muito. Mas dá conselhos pertinentes, quando resolve abrir a boca. Além de sua feitiçaria, ainda conta com seus carniçais revenantes e experimentos. Costumava ser o Sacerdote do antigo Bando; Jack Buffalo Head (Gangrel Urbano), outrora uma máquina de matar. Mercenário cruel e sangue frio. Tudo mudou quando passou alguns instantes com Mama Too Too. O antes assassino serial se tornou dócil e gentil. Altobello não sabe se pode continuar confiando no homem. Por enquanto ele ainda executa suas ordens, mas vem se tornando mais questionador com o passar dos dias. Jorge se pergunta até quando.

_________________
"Subirei aos céus, erguerei meu trono acima das estrelas de Deus
E lá, mais alto que as nuvens, serei como o Altíssimo." 
avatar
Bispo Altobello
Arcebispo La Sombra de New York - Sabá

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 23
Localização : Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Qui Jul 13, 2017 8:13 pm

Vallek Morton
- PDS 11/14
- FDV 3/7  
- Vitalidade OK

O céu tinha um tom maligno, não era algo visível mas algo que Vallek podia sentir ao olhar para o alto. O vampiro podia ouvir a algazarra de vozes na rede a sussurrar seu nome pedindo para que se junta-se a eles. Ele sentia que fazia parte de sua natureza sanguinea servir ao chamado. O poder da demencia começava a ficar mais forte a cada segundo em seu organismo e o descontrole, o caos era prazeroso. 

Quandos os helicopteros aterrissaram um grupo de mercenários e agentes da NOM rapidamente desceu aos saltos dos veiculos aéreos exigindo milhares de explicações ao vampiro, mas não foi preciso Vallek responder aos arrogantes líderes da divisão. Kyle Sanders gritou dos fundos e já parecia ter recuperado quase que completamente sua compleição física. Estava imponente mais uma vez, mesmo com aquela mancha rubra na sua vestimenta tática. 

Sanders : - Vocês ainda tem mais dois sobreviventes lá trás para se preocuparem. Deixem o relatório comigo. Vallek escolha um Hind-D e siga a sua missão, ignore-os. 

Os homens nada disseram apenas fecharam as bocas e iniciaram a série de perguntas que mais parecia um interrogatorio. Certamente que Kyle Sanders tinha muito o que explicar a NOM sobre o suposto Caim que havia se libertado e toda a desordem que ele oderia causar no planeta. Vallek então seguiu para um dos helicopteros de combate. Os Helicopteros eram munidos com metralhadoras M-10 e 6 misseis mas isso era teoricamente irrelevante uma vez que Vallek não tinha muito costume em manipular maquinas de combate aérea. 

OFF: Você pode levar outros membros mercenários com vc se quiser mas um piloto é obritório já que seu nivel de condução é muito escasso.

O vampiro não tinha certeza para onde iria mas era guiado pelas vozes da rede que pareciam todas seguirem para a mesma direção...

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Qui Jul 13, 2017 9:02 pm

No One
- PDS 6/15 (Referente as noites de investigação)
- FDV 5/8  (Descanso relativo a tempo)
- Vitalidade Ferido-1 (Agravado)

Phillisburgh

Vasculhar uma cidade era um trabalho colossal. Phillisbugh havia se tornado uma cidade praticamente fantasma. Cadaveres era uma visão comum pelas ruas, ainda havia alguns mendigos e algumas pessoas entocadas em suas casas, mas eles mais se pareciam com refugiados de uma guerra ao terror do que civis. Postos policiais estavam em chamas ou destruidos. A prefeitura foi evacuada e o gangrel não conseguiu encontrar nenhuma explicação possivel sobre o que realmente havia acontecido. Tudo parecia uma grande interrogação. A população creditava o fato a tal doença chamada raiva vermelha. Mas o que de fato era essa raiva vermelha ? Seja lá o que fosse o gangrel sabia que teria encontrado muito mais resostas se tivesse encontrado O Arcebispo, afinal ele poderia explicar por que ele resolver virar as costas para a seita e destruí-la de dentro para fora e tudo o que ele levou 55 anos para erguer desde a ultima cruzada que ele fracassou até finalmente conseguir o controle do estado de New Jersey e enrijecer a fortaleza leste do sabá ao lado do Bispo Altobello. 

Era necessário um motivo muito forte para jogar tudo para o ar.

Sussex

Na noite seguinte o gangrel estava em Sussex. Uma cidade mais ao norte onde provavelmente Samus poderia ter seguido se tivesse tomado a rodovia principal. As criaturas do Arcebispo praticamente tomaram conta de Philisburgh e da área floresta. qualquer ser humano que se deparasse com uma daquelas aberrações disfirmes certamente ficaria perturbada mentalmente e parecia que Samus estava esculpindo mais e mais de suas bonecas de carne e osso. Enquanto estava na cidade No One recebeu uma mensagem telepática de Kashan avisando de que ele deveria encontrar um Malkaviano AT chamado Vallek Morton e que provavelmente estaria em um Oasis em Newark. O gangrel nao havia encontrado muita coisa em Sussex além de uma cidade amendrontada pelos acontecimentos em Phillisbugh mas ao menos havia mais pessoas (Me avise no próximo post se quiser fazer uma teste de caçada, o local possui uma diff 7 uma falha pode atrasar um pouco a sua missão) 

Newark 

Ao fim da terceira noite de viagem o gangrel finalmente chegou em Newark. A cidade era recepcionada bem no inicio com a grande Delegacia de Newark que também servia de Oasis para os membros do Sabá Nomades. Era a principal forma de controle e guerrilha do Sabá no estado e para a surpresa do gangrel também estava com pletamente as avessas. Logo o chegar na delegacia ainda na forma enevoada, No One avista um grupo de cainitas tentando cercar um carro que corria em alta velocidade zige zagueando os vampiros que saltavam o carro como lobos em cima de uma ovelha. A delegacia ficava localizada em uma lugar plano e a sua volta tinha um grande pátio no qual o carro ford patrulha usava para se livrar dos cainitas. Quem sabe algum daqueles vampiros soubesse quem era o tal malkaviano Morton. 


No One Teste de Raciocinio + Investigação Diff 9. = Falha Critica. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Qui Jul 13, 2017 9:38 pm

Danio Benneti 
- PDS 4/14
- FDV 4/7 
- Vitalidade -1 Ferido  (1 Agravado,2 Letal)

Preso ali o vampiro não viveria por muito tempo, mas passar por cima dos cainitas seria muito mais fácil com o furgão, o carro ford por sua vez era mais veloz e fácil de manejar. Não havia muito tempo para pensar. O vampiro soltou o freio de mão e zig e zagueou por entre a corja de vampiros sedento de sangue do La Sombra. Uma manobra extremamente arriscada, o veiculo acertava o mínimo de corpos possiveis mas a quantidade de golpes causados debilitava mais e mais a resistência do carro. fárol, vidro frontal e lateral eram destroçados pelos vampiros que se grudavam na lataria do carro, era dificil determinar os clans mas muitos deles possuíam Serpentis e Metamorfose em niveis suficiente para possuir a forma deformada de animais . 

Danio consegue sair da delegacia com o carro em frangalhos, o carro ainda consegue percorrer cerca de 700 metros ou mais da delegacia até o motor pifar de vez. Girar a chave do carro consecutivas vezes não estava funcionando. Danio tinha ido tão longe, olhava para trás e percebia que se os cainitas notassem ainda poderiam usar a rapidez para chegar onde estavam em instantes. Danio estava acima de tudo lutando pela própria via. Aquilo já não tinha mais nada sobre pertencer a seitas. O mundo parecia estar mesmo no apocalipse. 

Quando tudo não parecia estar ainda pior, um estrondo de um amasso no capô do carro era seguido por 4 furos de garras, alguem estava no teto tentando rasga-lo a força para conquistar Danio como premio. 



Danio teste de Rac+Condução Diff 8. = 1 Sucesso
Danio teste de Rac+Condução Diff 10. = 0 Sucessos

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Undead Freak em Qui Jul 13, 2017 10:15 pm



"Junte-se a nós... Vallek, venha para nós."

Centenas de timbres diferentes ecoavam ao mesmo tempo na minha cabeça. Eram vozes masculinas, femininas, das mais variadas idades e das mais diversas alturas. Elas falavam, gritavam, sussurravam conforme eu caminhava e absorvia aquela energia caótica, tão familiar para mim vinda daquele céu de tonalidade soturna, cuja qual era perceptível apenas para os espíritos daqueles que podiam observar em outra perspectiva -- a verdadeira. Quando eu olhava para o céu, uma conexão de fios negros, entrelaçados de forma violenta podia ser contemplada. O sol negro estava no centro, como uma grande aranha. Haviam nodos menores, que eram os filhotes. Aquilo era como Malkav, que reunia seus filhos.

"Irmão, venha! Junte-se a nós, Vallek Morton!"

Devo atender o chamado, ao mesmo tempo que a mecha do cabelo de Elizie no meu bolso não me deixava me concentrar. Eu preciso ir mas, de alguma forma, me dói sair de perto dela. O que está acontecendo?! Meu coração deixou de amar a muito tempo. Amei minha criadora, e agora ela é passado. Ela se foi e, de forma alguma, isso me afetou -- pelo menos não me afeta mais. O que está acontecendo comigo?!

"Venha... Venha, irmão!"


O helicóptero desceu. Como era de se esperar aqueles mortais estúpidos, sem nenhuma noção de como se dirigir a um cainita, mostraram suas carinhas feias de insatisfação, exigindo alguma explicação de mim! Vejam só, que piada ruim! Bem, se eles vão rosnar para mim, então eu vou rosnar para eles também. Sabe, o meu rosnado assusta mais...

-- Vocês ainda tem mais dois sobreviventes lá trás para se preocuparem. Deixem o relatório comigo. Vallek escolha um Hind-D e siga a sua missão, ignore-os.


Não foi necessário. Sanders os colocou na linha. Estou começando a gostar de ter esse carniçal. Sem perda de tempo, peguei o helicóptero que parecia melhor e mais apto a ir ao encontro, mas não pude deixar de ostentar um longo sorriso com a atitude de Sanders. Parece que a minha oferta mexeu com ele. Nenhuma outra coisa explicaria esse súbito comportamento prestativo.

"Vallek... Nós queremos você!"

Haviam metralhadoras, mísseis. Bem, nada disso seria muito útil no fim do mundo mas, mesmo assim, eram armas lindas de se ver. Deixei Sanders cuidando dos babacas que soltavam dez perguntas por segundo em um tom que, se fosse comigo, teriam chumbo como resposta. Tomei a liberdade de levar alguns mercenários comigo e nada mais. Queria sair logo dali. Já me bastam as vozes na minha cabeça. Não preciso de gado matracando perto de mim também.A NOM que se foda.

"Morton, irmão nosso, venha a nós! O chamado exige a todos."

-- Me guiem, meus irmãos! Eu estou indo!

Obviamente ninguém ali entendeu isso, mas não importa. Eles nunca entendem. Nem mesmo os outros cainitas entendem...

-- Para o leste. -- seca e direta, essa foi a minha única instrução.

Off: Além do piloto, levo comigo o máximo de mercenários que a o veículo pode comportar.
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por No One em Sex Jul 14, 2017 7:07 pm

No One levava um bom tempo para conseguir filtrar toda a cidade de Phillisburgh. No final, sua investigação naquele lugar havia sido inútil. Não havia nenhum sinal do Arcebispo ou qualquer pista que pudesse explicar os acontecimentos recentes. Pelo pouco que conseguiu descobrir, os humanos tinham criado uma explicação lógica para o ocorrido, batizando o surto como Raiva Vermelha.

Na noite seguinte, No One seguiu ao caminho da cidade de Sussex. O local também possuía muitas das criaturas bizarras criadas pelo Arcebispo Samus. Encontrar o Tzimisce poderia ser muito esclarecedor, mas infelizmente o Gangrel não o encontrou no local, sendo aquela cidade também uma perda de tempo. No entanto, apesar de não ter encontrado nada relevante para sua missão, a cidade possuía mais pessoas do que Phillisburgh, o que poderia ser uma boa oportunidade para saciar sua sede e fome insaciáveis. No One não mais se satisfaria apenas com sangue, ele sentia cada vez mais a necessidade de ingerir até mesmo os órgãos internos de suas vítimas, principalmente os seus corações.

Enquanto se preparava para caçar na cidade, No One recebeu uma mensagem telepática de Kashan, dizendo-lhe que ele deveria procurar por um Malkaviano chamado Vallek Morton. O Gangrel quis perguntar por mais informações sobre o vampiro, mas a comunicação havia sido breve demais e tudo que ele sabia é que o cainita provavelmente estaria em um Oasis na cidade de Newark.

Sendo assim, antes de partir para Newark, No One aproveitou a oportunidade para procurar por um ou dois humanos desafortunados: apenas dois seriam mais do que suficientes. Afinal, ambos morreriam de qualquer forma quando No One arrancasse suas vísceras, de modo que não havia motivos para também não drená-los por completo, o que seria sem dúvidas uma quantidade considerável de vitae. Aquela seria uma boa oportunidade para regenerar parte dos ferimentos causados por Lynx. [Realizar teste de caçada e regenerar 1 nível de dano agravado]

Na noite após aquela, No One finalmente chegou a Newark. O local, assim como os demais, também estava completamente coberto pelo caos e destruição. Não demorou até que o Gangrel encontrasse o Oasis da cidade, localizado em uma delegacia. Próximo ao local, ele podia avistar um carro em alta velocidade tentando escapar de alguns cainitas zigue zagueando ao seu redor. Provavelmente se tratava de algum humano desafortunado que tentara deixar a cidade e fora abordado por vampiros famintos (uma vez que o gado estava escasso após todo aquele caos).

Talvez aqueles vampiros pudessem ter alguma informação sobre o tal Malkaviano que ele procurava. Se No One os ajudasse, certamente eles estariam bem mais receptivos a responder às suas perguntas. Sendo assim, o Gangrel voltou a se materializar e, logo em seguida, utilizou o seu sangue para ampliar absurdamente a sua velocidade (rapidez 5). Naquela velocidade sobre-humana, ele poderia alcançar o carro num piscar de olhos, e foi isso que ele fez. Assim que estivesse lado a lado com a porta do motorista, No One daria um soco brutal no veículo, muito provavelmente fazendo o carro virar e capotar (potência 5).

Aquilo certamente seria toda a ajuda que os perseguidores precisariam para agarrar a sua presa. Caso tudo ocorresse como o planejado, No One deixaria que os cainitas se alimentassem sem intervir (supondo que essa fosse a intenção deles) e, por fim, lhes abordaria, afirmando estar procurando por um Malkaviano chamado Vallek Morton e perguntando se eles sabiam onde ele estava.
avatar
No One

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Sab Jul 15, 2017 5:10 pm

Tom Halley
- PDS 12/14
- FDV 5/5
- Vitalidade OK

Tom escreveu:-Isso ficou claro o que eu posso ganhar nessa nossa relação, mas o tamanho do que eu posso perder você não disse... Seria por receio? 

A relação de Tom e Aislin já estava em um nível onde humanamente a líbido estaria em alta. Considerando a natureza imortal dos dois. Aquele desejo apenas era encontrado na mente dos dois, em seus mais reclusos pensamentos. Aislin então encarou o vampiro e disse


Aislin : - Perder ? Só você pode me dizer o que tem a perder. Já tenho o que preciso. A companhia de um ótimo musico ! Eu já ganhei o meu premio desde o inicio de nossa conversa senhor Halley. 

Aislin então inicia uma serie de beijos e em cada um deles o desejo impera de maneira cada vez mais carnal. Talvez não tenha sido proposital mas Halley percebeu que o seu orgão estava vibrando como se quisesse estar vivo novamente, ele desejava muito além de sexo. Ele queria o vitae de Aislin correndo em sua veia. Mas a moça foi mais forte e conseguiu se erguer da cama ajeitando sua saia e seus cabelos. 

Aislin: - Sr. Halley !? Isso são modos ? Você só terá seu prêmio se conquistar o jogo ! 

E sorria com extrema espontaneadade. Aislin era ao mesmo tempo ingenua e feliz, Enigmática e sensual. Ele se prontificou de frente ao espelho ajustando a maquiagem enquanto continuava a conversa quando Purple bateu na porta do quarto. 

Aislin: - Nós temos um encontro hoje. Roxo já comprou nossas passagens de navio. Partiremos em um cruzeiro ! Se quiser se juntar a nós é mais do que bem vindo ! Não é Roxo ?

O grande homem de pele escura girou a maçaneta da porta exatamente no momento em que ela citou seu nome. Por baixo de seus oculos escuros era dificil dizer que ele estava escutando a conversa por de trás da porta. Ele simplismente afirmou a indagação de Aislin. 

Aislin: - Nossa vida possuí momentos únicos Sr. Halley. O Sol Negro foi apenas o preludio do que está por vir. Não consegue ouvir as vozes chamando? 
 


------------------------------------------------------------------------


Tom Teste de Manipulação + Lábia Diff.9 = 2 Sucessos
Aislin teste de Manipulação + Lábia Diff.7 = 5 Sucessos

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Sab Jul 15, 2017 5:35 pm

Rugall Salles
- PDS 10/10
- FDV 1/6   
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)

Rugall era a peça chave para manter os 4 vivos e juntos. Precisou ser forte e inteligente para pensar em todas as possibilidades. Las Vegas seria a melhor forma de fugir de seu Sire, viver sob as diretrizes da camarilla sempre o ajudaram a manter-se vivo. A decisão estava quase tomada. 

O vampiro então segue com suas carniçais e direção ao salão Carpe Noctem ou o que sobrou dele. O local estava com as portas invadidas, não havia ninguem nas ruas então naquela noite nada de perigoso aconteceu. Lily foi a única que saiu do carro para pegar as coisas com Rugall. July e Diana estavam muito abaladas para dizerem ou fazerem alguma coisa. Apenas se mantinham cada uma no canto do fundo do carro se auto abraçando e lamentando por tudo o que ocorreu. Foi muito dificil para July perder o irmão e para Diana se tornar o que se tornou. 


OFF: Rugall aproveite para descrever o que buscou no seu refugio antes de sua partida.

Depois que partiram mais uma vez. O grupo então foi diretamente ao Heliporto de Jersey City. O local porem estava com homens armados e uma segurança um pouco mais blindada. O Exercito e os Marines também estavam lá e impediram o carro de entrar. Até que Lilly se identificou e teve sua permissão cedida. Lilly então procurou um lugar para estacionar enquanto dizia: 

Lilly: -  Então seu pai July está com o governo. Acho que estamos seguros afinal. 

Assim que o grupo saía do carro, o pai de July saía de um dos prédios comerciais próximos dali e a garota saiu em disparada aos braços do pai. 

Havia um grupo de 5 outros homens engravatados que estavam juntos com o Juiz entre eles Adam Bredley, um influente Ventrue da Vara Politica de New York. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Beaumont em Sab Jul 15, 2017 5:59 pm

Jorge Altobello
- PDS 14/15
- FDV 10/10
- Vitalidade OK

Bispo Altobello escreveu:- Boa noite, senhores! Reconfortante é encontrar rostos familiares aqui! Como estão vossas senhorias?

A voz do Bispo certamente chamaria a atenção da dupla que olhou com olhos de quem já esperava encontra-lo ali. Gotk nunca foi muito expressivo, mas o La Sombra sabia quando ele estava tranquilo e naquele momento o Membro da Manus Nugrum não estava nada tranquilo. 

O minuncioso mas útil poder do La Sombra permitiu que ele captasse a conversa que a dupla tinha. Ele ouviu quando Darius explicava sobre a queda de New Jersey e a morte de um Removedor da Mão Negra por outro Removedor. Um ato que poderia ser julgado no mínimo como traição se os ritus apropriados não tivessem sido estabelecidos. Desde quando vampiros do alto nível do Sabá estão se matando enquanto impérios caem ? 

Foi então neste instante em que o La Sombra se intrometeu na conversa de maneira discreta e educada. Os dois o receberam apenas com olhares mas nada além de um sorriso rápido. 
Gotk o encarou como se lembrasse da ultima vez que se encontraram e então disse: 

Gotk: - Ainda segue em busca do conhecimento do oculto Altobello ? Las Vegas possuí suas perguntas sem respostas e pelo visto essas perguntas passaram ainda muito tempo ocultas sem serem desvendadas. 

O vampiro então entrega um úmero, um pedaço de osso, para o La Sombra 

Gotk: - Quando soube da reunião eu sabia que precisava entregar isso para você. É de um dos nossos amigos do Hexagon. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Fuuma Monou em Dom Jul 16, 2017 12:56 pm

A situação é bastante caótica. Parece que estou no meio de algum apocalipse zumbi, do tipo que aparece nos filmes e jogos dos dias atuais. Neste momento a escolha de Darko faz sentido. Se eu estivesse com o furgão seria bem mais fácil passar por cima dos cainitas espalhados pelo perímetro. Agora, com aquele carro, se torna muito mais difícil penetrar no meio dos vampiros, pois tenho que procurar um espaço específico em que o carro caiba e que os vampiros à minha frente não sejam uma barreira tão poderosa contra o seu movimento.

Pedaços do veículo vão se amontoando no chão cada vez que bato em algum dos cainitas à minha frente. Estou ficando incomodado com isso. Minhas mãos não param em momento algum, virando o volante para um lado e para o outro, procurando não trombar com um vampiro louco que possa parar o movimento do carro com uma só mão. O som das batidas tem atraído outros vampiros à perseguição contra minha pessoa.

"- Imagino o que o Raven ou seu braço direito estão fazendo. Seria terrível se algum deles estivesse aqui, do lado de fora. Eu já estaria morto, com certeza." - As palavras de Darko voltam à minha mente. Ele contou como o Bispo estava destroçando tudo o que estava em sua frente dentro da DP.

Aos poucos, aproveitando a velocidade do carro, consigo me afastar do amontoado de cainitas espalhados pelo lugar. Contudo, o carro parece estar completamente destruído. Talvez ele não resista nem mais alguns metros. Minhas esperanças começam a morrer. Porém, quando consigo perceber, já estou a quase um quilômetro da delegacia. Minha fé já estava sendo renovada, pois aos trancos e barrancos consegui sair do turbilhão de loucura que se espalha ao redor do antigo Oasis do Sabá. Dou um tapa no volante e grito:

- CONSEGUI!!!! - Um sorriso se forma em minha face. Começo a gargalhar de felicidade. Eu iria viver, pelo menos por mais algum tempo.

Até que algo acontece. O carro para do nada. Viro a chave uma, duas, três vezes sem nenhum sucesso. Olho pelo retrovisor e aparentemente nenhum dos meus perseguidores percebeu que o veículo morreu no meio da estrada. O medo vem retornando aos poucos...

"- Se algum deles olhar para cá... se um deles se mover de forma estranha..." - Continuo a girar a chave, mas nada muda. Minha sorte acabou, mas pelo menos tenho tempo e espaço para mover-me com mais liberdade. Sair do carro e correr, esta é a melhor opção. Olho para o lado e vejo Hamlin... correr sozinho pode ser a solução, mas levando-o comigo não é algo tão prático assim.

Estou preso em estratégias para levar o Caitiff comigo quando ouço um som que gela minha alma. Algo está acima do carro. Garras atravessam o metal e furam o teto.

"- Me alcançaram" - Olho para cima e vejo os buracos no teto. Potencializo minha velocidade (1PS, Rapidez) Salto para fora do veículo enquanto puxo a porta junto comigo, ela me servirá de escudo, e me afasto do carro o máximo que posso. "-Minha vida vale mais que a droga de uma seita ou mesmo um Caitiff semi-morto. Que Hamlin fique como troféu para aquele que pulou sobre o carro. "

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Bahamut em Seg Jul 17, 2017 5:43 pm

Rugall e suas servas chegam ao salão. Os portões se encontram arrombados, o que já era de se esperar, assim como o interior vazio, assim como as ruas da cidade.

Rugall e Lilly saem do carro em direção ao salão enquanto Diana e July continuam dentro do carro. Os ultimos eventos foram demais para as duas, que se abraçavam tentando dar apoio uma a outra. Mas Rugall precisava das duas ativas, ajudando a pegar as coisas do salão. Assim, em pouco tempo elas já estavam dentro do salão, ajudando Rugall e Lilly.

Lilly cuidava da segurança. Todos os dados sobre o salão, finanças, segurança, estavam sendo levados por Lilly. O que não podia ser levado era levado para os quartos inferiores. July e Diana guardavam os arquivos administrativos e produtos. Rugall cuidou de tudo o que poderia entregar sua natureza, destruindo o que fosse perigoso demais para ser armazenado. Os carros hemi cuda e stratos ficaram protegidos na garagem, enquanto suas chaves seriam levadas até Vegas. Todos trocaram de roupa e Diana e Rugall se lavaram, afinal estavam cobertos de sangue. Rugall ordenou que todas colocassem belos vestidos com casacos e ele colocou um de seus melhores ternos. Todas as salas internas foram seladas inclusive a porta que dava acesso a elas. Lilly usava um sobretudo, diferente das outras meninas que usavam casacos 3/4, pois ela levava as armas tiradas do porta malas do Hemi Cuda, pelo menos as que ela conseguia carregar.

Não demorou muito para que partissem, deixando o Carpe Noctem de New Jersey para trás. O galpão de Rugall não chamava atenção e não precisava de atenção imediata, assim, seguiram até o helicóptero.

Ao chegarem no local foram barrados por marines mas July se identificou, liberando a passagem. O controle do exército dava uma certa segurança para as meninas, indicando que o governo estava no comando da situação, mas Rugall não compartilhava deste sentimento. Rugall sabia que havia influencia vampírica dentro do governo e já havia presenciado outro tipo de criatura agindo pelo estado.

Ao saírem da limosine, July corre ao encontro do seu pai enquanto Lilly e Diana permanecem com Rugall. Lilly sempre austera e alerta se coloca à frente de Rugall, que permanece abraçado com Diana, que ainda está um pouco abalada. Mais a frente umas cinco pessoas estão conversando enquanto esperam para embarcar no helicóptero sendo uma delas um renomado Juiz de New York, pertencente ao clã Ventrue. Ao avistá-lo, Rugall automaticamente ativa seus sentidos aguçados para escutar o que conversavam e usa seu sangue para aquecer seu corpo, melhorando assim suas feições para se assemelhar a um humano e tentar passar desapercebido pelo Ventrue.

Rugall não deixa de pensar sobre os outros que estão próximos ao ventrue. Seriam eles cainitas também? Tomara que não. Diana não teria controle o suficiente para conseguir aquecer seu corpo, mas com seu semblante passaria facilmente por alguém que está com um estado de saúde débil.

Rugall então encosta a cabeça de Diana em seu ombro e sussurra em seu ouvido.

Tente se acalmar Diana, estamos voltando para casa. Logo tudo melhorará e poderei cuidar melhor de você. Agora você é diferente! Você já não é mais tão frágil. Vou te mostrar a força em seu sangue e como dominar a noite, minha mais nova irmãzinha de sangue.

Apesar das preocupações, Rugall está calmo com relação a situação de Diana. Embora ela tenha pouco controle de seus desejos, ela está saciada o que diminui drásticamente a chance da besta se interpor sobre sua consciência.
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – Cultos a Gehenna

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 6 1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum