Um Mundo Mais Escuro

Página 5 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por DaniEaston em Sab Set 09, 2017 8:54 pm

Sente o coração batendo rápido. O irmão era mais novo havia virado homem e sabia um pouco do mundo, era verdade o que ele dizia, no entanto, via apenas um pedaço dele. Levou a mão ao rosto do irmão e sentiu um pouco de lágrimas escorrer, com a mesma doçura disse

-- É verdade, nunca aconteceu nada que tenhamos visto, mas as coisas estão mudando. À uns dias atrás, eu estava na frente da loja do senhor WU, eu vi Ling de dia, achei normal. À noite fui correr e vi um carro, com quatro caras saindo deles e indo à loja. Eu me escondi embaixo de um carro enquanto eles quebravam tudo. Por sorte não me viram. Tao disse que tem um novo grupo tentando tomar aqui, por isso o tiroteio. Eu juro que os ouvi gritar em chinês. Enfim. Eles estão em guerra e você não vai ganhar nada com eles que nao ganharia fora deles. Esse senso que você está procurando, de camaradagem e proteção, não existe. Você vai ser pião e vai estar nos próximos tiroteios, arriscando à vida por pessoas que nunca arriscaram as dele para nós proteger. O senhor Han nunca fez nada para nós beneficiar, não há nada que ele possa te dar que vai fazer as coisas mudarem. A polícia vai continuar nos tratando como merda, os americanos vão continuar nos vendo como amarelos. A única coisa que pode mudar é sua confiança... Mas vc não precisa entrar na máfia para isso. Eu sempre disse que você conseguiria chegar em qualquer lugar com. Estudo e trabalho. Se é dinheiro que quer, eu te dou. Depositei dez mil na sua conta hoje é posso trabalhar para te dar mais. Você não precisa empenhar uma arma e atirar nas pessoas.

Segurou a mão do irmão e apertou. Não tirava os olhos dos olhos dele

-- Você não vai simplesmente sair e voltar à vida antiga, mesmo que possa, voce não vai esquecer as atrocidades que cometerá. Você vai mudar, do mesmo jeito que mudamos com outras experiências. Você não precisa e nem deve assumir a dívida sozinho. Eu sei que não estive aqui quando precisei, e é por isso que não quero você preso à nada, como eu me sinto. Tudo que vovô me fez passar eu não consigo abandonar o trabalho e quando começo algo é uma luta interna para sair disso. Vai ser o mesmo com você. Todo trauma do mundo ruim que eu tive ao ver a mamãe apanhando para o pai, ou o eu apanhando do avô ou o pai comentando suicídio por causa dos roubos da empresa. Tudo isso. Toda esse mundo sujo, te pega de jeito e você muda e vai ficando igualmente ruim, , sem perceber. E você não precisa de mais coisas ruins além dessa da mamãe e nem precisa ser o homem da casa. Ou ouvir o que eles te falam sobre como você seria um homem de verdade. Eu consigo mais dinheiro, se precisar vendemos o carro, eu faço mais pinturas, até mesmo para Han, qualquer coisa e você volta a estudar, é inteligente, vai arrumar um bom emprego e ter uma vida boa é normal. Não crie raiz aqui, principalmente no lado ruim daqui. Você sabe que eu falo a verdade, sabe que eles estão apenas te recrutando e dizendo o que você quer ouvir. Eles estão se aproveitando que está nesse momento. Me ouve, eu sempre presei por sua segurança. Eu sei que você já é um homem e não um garotinho, mas pensa no que eu estou te falando, na guerra em que eles estão e que no vazio que vai continuar em seu peito mesmo com todo dinheiro do mundo, pois é o mesmo vazio que tem no meu peito. Nunca vai ser preenchido, está sempre aqui e você vai carregá-lo também, para sempre.
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por Ignus em Dom Set 10, 2017 1:01 am

-- É verdade, nunca aconteceu nada que tenhamos visto, mas as coisas estão mudando. À uns dias atrás, eu estava na frente da loja do senhor WU, eu vi Ling de dia, achei normal. À noite fui correr e vi um carro, com quatro caras saindo deles e indo à loja. Eu me escondi embaixo de um carro enquanto eles quebravam tudo. Por sorte não me viram. Tao disse que tem um novo grupo tentando tomar aqui, por isso o tiroteio. Eu juro que os ouvi gritar em chinês. Enfim. Eles estão em guerra e você não vai ganhar nada com eles que nao ganharia fora deles.


-Você viu o ataque ao mercadinho do Sr. Wu? Eles me falaram sobre essa história mas pra ser sincero eu fiquei em dúvida se acreditava nela ou não. Eles me disseram que quatro arruaceiros tentaram extorquir o Sr. Wu e como ele não cedeu eles quebraram tudo e espancaram ele. O Sr. Han disse que esses quatro foram eliminados para não causarem mais problemas no bairro alguns dias mais tarde em um hotel e que depois disso a paz retornou.


Esse senso que você está procurando, de camaradagem e proteção, não existe. Você vai ser pião e vai estar nos próximos tiroteios, arriscando à vida por pessoas que nunca arriscaram as dele para nós proteger.


-Isso não é verdade, Jeong. O Tao e o Ling claramente não se gostam, mas o Tao levou uma bala salvando a vida do Ling no último tiroteio. A Tríade pode ter muitos defeitos, mas falta de lealdade entre os membros dela não é um.


O senhor Han nunca fez nada para nós beneficiar, não há nada que ele possa te dar que vai fazer as coisas mudarem. A polícia vai continuar nos tratando como merda, os americanos vão continuar nos vendo como amarelos. A única coisa que pode mudar é sua confiança... Mas vc não precisa entrar na máfia para isso. Eu sempre disse que você conseguiria chegar em qualquer lugar com. Estudo e trabalho Se é dinheiro que quer, eu te dou. Depositei dez mil na sua conta hoje é posso trabalhar para te dar mais. Você não precisa empenhar uma arma e atirar nas pessoas.


Jeong em um gesto pouco consciente saca o comprovante de depósito enquanto fala. Os olhos de Chanyeol se desviam para o papel por um momento e de volta para os da irmã.

-Eu agradeço pelo dinheiro, Jeong. Dez mil é uma quantia super alta, mas não paga nem um terço da dívida com o hospital. E o Tao assumiu ela comigo sem sequer pestanejar. Eu não posso deixar ele na mão.


-- Você não vai simplesmente sair e voltar à vida antiga, mesmo que possa, voce não vai esquecer as atrocidades que cometerá. Você vai mudar, do mesmo jeito que mudamos com outras experiências. Você não precisa e nem deve assumir a dívida sozinho. Eu sei que não estive aqui quando precisei, e é por isso que não quero você preso à nada, como eu me sinto. Tudo que vovô me fez passar eu não consigo abandonar o trabalho e quando começo algo é uma luta interna para sair disso. Vai ser o mesmo com você. Todo trauma do mundo ruim que eu tive ao ver a mamãe apanhando para o pai, ou o eu apanhando do avô ou o pai comentando suicídio por causa dos roubos da empresa. Tudo isso. Toda esse mundo sujo, te pega de jeito e você muda e vai ficando igualmente ruim, , sem perceber. E você não precisa de mais coisas ruins além dessa da mamãe e nem precisa ser o homem da casa. Ou ouvir o que eles te falam sobre como você seria um homem de verdade. Eu consigo mais dinheiro, se precisar vendemos o carro, eu faço mais pinturas, até mesmo para Han, qualquer coisa e você volta a estudar, é inteligente, vai arrumar um bom emprego e ter uma vida boa é normal. Não crie raiz aqui, principalmente no lado ruim daqui. Você sabe que eu falo a verdade, sabe que eles estão apenas te recrutando e dizendo o que você quer ouvir. Eles estão se aproveitando que está nesse momento.


Os olhos de Chanyeol começam a ficar marejados à menção de ele não precisar ser o homem da casa.

-Eu não era o homem da casa. Essa semana a mamãe precisou de um homem de verdade que pudesse pagar a conta na hora para ela receber o tratamento e eu não pude ser esse homem porque eu sempre fui um garotinho assustado que dependia dos outros. Por culpa disso ela não foi operada quando tinha que ter sido e agora ela se foi. -Duas lágrimas escorrem pelo rosto de Chanyeol enquanto uma expressão dura volta a seu semblante. -Eu fiz um juramento de que nunca mais algo assim aconteceria porque eu não fui capaz de assumir responsabilidades.


Me ouve, eu sempre presei por sua segurança. Eu sei que você já é um homem e não um garotinho, mas pensa no que eu estou te falando, na guerra em que eles estão e que no vazio que vai continuar em seu peito mesmo com todo dinheiro do mundo, pois é o mesmo vazio que tem no meu peito. Nunca vai ser preenchido, está sempre aqui e você vai carregá-lo também, para sempre.


-Eu vou pensar no que você falou. Mas por agora preciso dormir um pouco.

O irmão se levanta e vai para o quarto descansar deixando Jeong na sala preocupada com as escolhas que ele tomaria em breve.


{Macro: Descreva o que pretende fazer nos próximos dias}
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por DaniEaston em Dom Set 10, 2017 2:28 am

Deixou o irmão sair e ficou no sofá pensativa, enquanto chorava um pouco.

Nos outros dias, procurou como vender o carro e mostrou a proposta para o irmão, pois renderia um pouco mais de dinheiro. Chegou a mandar uma mensagem para Tao, para que pudesse conversar sobre o irmão e sobre o dinheiro, preferiria que ela tivesse que devolver o dinheiro e não o irmão, pois o irmão teria que continuar estudando, pois não tinha o espírito duro para entrar para a mafia chinesa e Tao devia saber disso.

Mais que isso, chamou por Pierre e contou as péssimas, acabou se abrindo um pouco com ele, mas, acima de tudo, pediu por novos trabalhos, para que ele a ajudasse a ter mais contratos para pagar o dinheiro, embora tivesse deixado a parte do irmão e da mafia de lado.

Chegou até mesmo a conversar com o irmão para ver se por computador poderiam ganhar mais dinheiro e pudessem fazer algo juntos e não precisar da Mafia. Tentava sempre perguntar para ele a opinião dele e o respondia, mas não deixava achar positivo entrar para os chineses. Contou as histórias que chegou a ouvir falar de Tao, sobre toda a violência e abriu o jogo com o irmão, mostrando o lado ruim da vida, mas continuou o ajudando nas tarefas e as vezes o acompanhava indo para o trabalho com ele, dizendo que não queria se sentir sozinha e de fato não queria




avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por Ignus em Qua Set 13, 2017 12:01 pm

Nos outros dias, procurou como vender o carro e mostrou a proposta para o irmão, pois renderia um pouco mais de dinheiro.


Spoiler:
Jeong rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 6 para pesquisa de mercado que resultou 5, 7, 9, 3 - Total: 2 Sucessos

Fazendo uma rápida pesquisa de mercado com veículos semelhantes Jeong constata que conseguiria algo em torno de U$800 com a venda do carro. Ao debater o assunto com o irmão ele reconhece que qualquer quantia ajudaria na dívida, mas não fica particularmente animado tendo em vista o baixo valor que seria levantado.


Chegou a mandar uma mensagem para Tao, para que pudesse conversar sobre o irmão e sobre o dinheiro, preferiria que ela tivesse que devolver o dinheiro e não o irmão, pois o irmão teria que continuar estudando, pois não tinha o espírito duro para entrar para a mafia chinesa e Tao devia saber disso.


Tao visita a garota na terça-feira. Ele diz que o convite para ingressar na máfia não partiu dele, mas sim do Sr. Han, então não via muito que ele pudesse fazer para impedir o garoto de entrar na organização caso ele desejasse. Quanto à dívida com o hospital ele diz não saber exatamente qual o procedimento para que Jeong substituísse o irmão como devedora.

{Caso deseje interpretar melhor esse encontro ou dizer algo específico para Tao, micro. Caso contrário, seguimos o jogo}


Mais que isso, chamou por Pierre e contou as péssimas, acabou se abrindo um pouco com ele, mas, acima de tudo, pediu por novos trabalhos, para que ele a ajudasse a ter mais contratos para pagar o dinheiro, embora tivesse deixado a parte do irmão e da mafia de lado.


Para alguém que poderia ser caracterizado como um quase estranho ou, no máximo, um contato profissional, Jeong sentia uma desproporcional proximidade de Pierre. Não obstante, a garota não chega a racionalizar isso. Fosse pela fragilidade do momento, fosse por ter tido uma sintonia natural com o homem o fato era que conversar com Pierre fazia com que as coisas parecessem melhores. Ao fim da ligação Pierre convida Jeong para jantar com ele em seu ateliê naquela semana para que pudessem conversar melhor e a garota sente-se bastante propensa a aceitar.


Chegou até mesmo a conversar com o irmão para ver se por computador poderiam ganhar mais dinheiro e pudessem fazer algo juntos e não precisar da Mafia. Tentava sempre perguntar para ele a opinião dele e o respondia, mas não deixava achar positivo entrar para os chineses. Contou as histórias que chegou a ouvir falar de Tao, sobre toda a violência e abriu o jogo com o irmão, mostrando o lado ruim da vida, mas continuou o ajudando nas tarefas e as vezes o acompanhava indo para o trabalho com ele, dizendo que não queria se sentir sozinha e de fato não queria


Chanyeol se mostra bastante interessado com a perspectiva de ganhar dinheiro com o computador. Ele sequer parece se importar caso o trabalho a ser desempenhado seja ilegal. Contudo, ele por si só não tem uma ideia concreta de como poderiam lucrar nesse nicho.

{Caso tenha alguma ideia concreta a respeito do tipo de trabalho, por favor indique-a}

Depois de permitir que a irmã o acompanhasse de casa - onde ele ia almoçar depois da aula - para o estágio por 2 dias Chanyeol diz francamente a ela que dali para a frente iria sozinho. Ele estava se sentindo vigiado com a presença dela e pede que ela pare de tentar ficar de olho nele.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por DaniEaston em Qua Set 13, 2017 6:10 pm

[Na vida real, meu irmão fez um site de rooms, e usando palavras chave, consegue ser pesquisado primeiro no Google. Ele faz isso em alguns sites quando compram seu serviço. E nesse, com propaganda, ele ganha uns 700 todo mês, sem fazer muita coisa. Eu não manjo muito de Net, mas se fizer um monte desses, acho que rolaria uma grana. Vou transformar em on]

Acaba concordando com o irmão é deixam o carro como última garantia. Mas continuam com ele.

Com Tao, pede apenas que ele tente ficar mais próximo do irmão, no tempo livre e tente o convencer se puder. Chegou a pensar em pedir para senhor Han não o convidar, mas era óbvio que ele se sentiria ofendido, mas desejo sobre isso não lhe faltou. Mas com tristeza chegou a perguntar por que o homem achava que o irmão pudesse ser bom para eles, se recrutavam qualquer um ou se havia. Ficado com pena, o que fosse, queria uma explicação ou algo que pudesse fazer para evitar.
"No que puder, Tao, tente me ajudar a não deixá-lo fazê-lo trabalhar para o dr.Han, ele não se adaptará tão fácil quanto eles pensam."

Ligou para o hospital e conversou sobre o caso, disse os documentos para provar que era mesmo filha e o que poderia fazer nesse caso, para tomar a dívida para si, em vista que o irmão era estudante. Se precisasse falsificaria documentação para provar que ganha dinheiro online, como autônoma vendendo sua arte, de forma que consegue arrecadar mais do que irmão.

Ficou feliz em vez que Pierre estava sempre inclinado à pelo menos ouvi-la com seus estranhos e terríveis problemas. Havia antes prometido um jantar para ele, mas era ele quem a convidara. Aceitou sem conseguir disfarçar o sorriso. Estava empolgada, tanto pelo jantar, quanto pela esperança de que algo pudesse ser feito, qualquer coisa. Deixou que ele escolhesse o dia melhor para ele, pois não queria o atrapalhar.

Com Chanyeol, chegou a pesquisar algumas formas com que pudessem ganhar dinheiro. Com serviços de propaganda, poderiam abrir alguns sites, até mesmo pornográficos, para que esses pudessem gerar visualizações e com isso ganhar dinheiro. Não só com isso, poderiam fazer sites sobre cinema e arte, mesmo que não fossem sites bons, mas com as palavras chaves para que pudessem receber mais visitas e com cliques ganhar dinheiro. Chegou a pedir para o irmão, para que ambos navegassem pelo submundo da internet para tentar vender os quadros que falsificou, mesmo que não fosse vender como verdadeiros.

Prometeu à Chaneyol que não ficaria em cima, contato que ele prometessem que eles tentassem deu tudo, por conta própria, como família, antes que ele aceitasse o convite do sr.Han. se esgotassem todas as possibilidades, então eles conversariam novamente.

Em casa, tentou fazer pesquisas sobre como poderiam trabalhar no computador e tentou pintar, toda a raiva que sentia e toda a solidão que sentiu quando quase perdeu o irmão também.



avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por Ignus em Sex Set 15, 2017 12:15 am

Com Tao, pede apenas que ele tente ficar mais próximo do irmão, no tempo livre e tente o convencer se puder. Chegou a pensar em pedir para senhor Han não o convidar, mas era óbvio que ele se sentiria ofendido, mas desejo sobre isso não lhe faltou. Mas com tristeza chegou a perguntar por que o homem achava que o irmão pudesse ser bom para eles, se recrutavam qualquer um ou se havia. Ficado com pena, o que fosse, queria uma explicação ou algo que pudesse fazer para evitar.


Tao diz não ter certeza absoluta, afinal o respeito exigia que ele não questionasse diretamente o 'cabeça branca' sobre sua motivação. Mas ele pensa que fazia todo o sentido o garoto ser procurado, dadas as condições. Tirando a irmã ele não tinha nenhuma família. Fazia sentido para ele querer entrar em uma nova família. Pelo lado da Tríade, por sua vez, era bom tem membros que se considerassem família de verdade. Traz um tipo de lealdade difícil de quebrar.


"No que puder, Tao, tente me ajudar a não deixá-lo fazê-lo trabalhar para o dr.Han, ele não se adaptará tão fácil quanto eles pensam."


-Pequena, vc sabe como minha vida é de agradar. Mas tem um limite em relação a quanto eu posso interferir nisso. - foi a resposta de Tao em relação ao pedido.

*************

Ligou para o hospital e conversou sobre o caso, disse os documentos para provar que era mesmo filha e o que poderia fazer nesse caso, para tomar a dívida para si, em vista que o irmão era estudante. Se precisasse falsificaria documentação para provar que ganha dinheiro online, como autônoma vendendo sua arte, de forma que consegue arrecadar mais do que irmão.



Spoiler:
Jeong rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para lidar com que resultou 8, 7, 4, 1, 2 - Total: 1 Sucessos

A atendente do hospital inicialmente menciona que achava que não iria conseguir fazer a troca, já que a conta já havia sido enviada. Mas depois de alguma insistência e uma consulta ao seu supervisor ela diz que poderia ser feito, desde que Jeong apresentasse comprovante de renda e autorização do antigo devedor.

{por favor detalhe melhor que documentos irá falsificar para eu adequar a dificuldade do teste}

****************

Ficou feliz em vez que Pierre estava sempre inclinado à pelo menos ouvi-la com seus estranhos e terríveis problemas. Havia antes prometido um jantar para ele, mas era ele quem a convidara. Aceitou sem conseguir disfarçar o sorriso. Estava empolgada, tanto pelo jantar, quanto pela esperança de que algo pudesse ser feito, qualquer coisa. Deixou que ele escolhesse o dia melhor para ele, pois não queria o atrapalhar.


Pierre combina com ela em seu ateliê na quinta feira, às 21 horas.

*********************

Com Chanyeol, chegou a pesquisar algumas formas com que pudessem ganhar dinheiro. Com serviços de propaganda, poderiam abrir alguns sites, até mesmo pornográficos, para que esses pudessem gerar visualizações e com isso ganhar dinheiro. Não só com isso, poderiam fazer sites sobre cinema e arte, mesmo que não fossem sites bons, mas com as palavras chaves para que pudessem receber mais visitas e com cliques ganhar dinheiro. Chegou a pedir para o irmão, para que ambos navegassem pelo submundo da internet para tentar vender os quadros que falsificou, mesmo que não fosse vender como verdadeiros.


Spoiler:
Será necessário obter 10 sucessos em um teste prolongado. Direito a 1 teste por cada 'dia de trabalho' que dedicarem a isso

Jeong rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 7 para int+comp que resultou 8, 9, 6, 4, 4 - Total: 2 Sucessos
Park rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 7 para bolar um plano que resultou 1, 4, 10, 10, 9, 8 - Total: 3 Sucessos

Embora ainda estivessem buscando algo mais concreto o primeiro dia da busca por uma fonte de renda na Internet começa promissor.


Prometeu à Chaneyol que não ficaria em cima, contato que ele prometessem que eles tentassem deu tudo, por conta própria, como família, antes que ele aceitasse o convite do sr.Han. se esgotassem todas as possibilidades, então eles conversariam novamente.


Chaneyol responde que eles sempre serão família e que iria ver em que o projeto deles iria dar, mas que não iria fazer promessas.


Em casa, tentou fazer pesquisas sobre como poderiam trabalhar no computador e tentou pintar, toda a raiva que sentia e toda a solidão que sentiu quando quase perdeu o irmão também.


Spoiler:
Jeong rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para pintar que resultou 5, 1, 7, 10, 2, 6 - Total: 2 Sucessos


A garota começa a trabalhar em uma tela relativamente simples, mas que de alguma forma transmitisse seus sentimentos naquele momento e começa bem nessa tarefa.

{Vou considerar que Jeong gastou um dia pintando e um dia trabalhando no projeto de ganhar dinheiro pelo computador}

*******
O dia é quarta-feira e cabe à garota decidir como ocupará seu tempo..
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por DaniEaston em Sex Set 15, 2017 2:47 am

(sobre a falsificação - a Falsificação do Imposto de Renda para comprovação, descrito como autonoma com artes)
-Pequena, vc sabe como minha vida é de agradar. Mas tem um limite em relação a quanto eu posso interferir nisso

Não pode deixar de se sentir triste por conta disse, no entanto, não havia mais nada a ser dito, do jeito que as coisas aconteciam, era provavelmente que o irmão acabasse se perdendo. Mas não desistiram. Ficou um pouco chateada com Tao, mas sabia que ele também não podia fazer tudo e já fazia de mais... Mesmo assim, estava chateado.

Passou um pouco do tempo fazendo a falsificação. Comprovando sua renda e até mesmo uma autorização com o nome do irmão. No entanto, não falsificou a assinatura. Esperou que o irmão chegasse e mostrou a ele os documentos. Então conversou


-- Eu disse que queria que fossemos parceiros, então não vou falsificar nada em seu nome. Mas, esses documentos de comprovação de renda podem ser usados para pelo menos tirar o nome de Tao e as coisas ficarem mais leves, sendo eu e você os donos da dívida, como deve ser, pois estou essa com você também, e não quero te apunhalar pelas costas ou passar por cima de sua decisão. Dê uma olhada, não vai ter muito problema, enquanto eu estiver levando dinheiro à eles, pouco importa esses comprovantes de qualquer forma. Enquanto você vê, eu farei o jantar.
Foi fazer comida para os dois. [/]

Na quarta-feira, gastou todo o tempo procurando como fazer as coisas no computador. Apesar de não saber tanto quanto o irmão, gastou o tempo que pode para isso. Chegou até mesmo a olhar sobre perfis no Instagram e YouTube. Então teve uma ideia.

Fez uma pintura no rosto como as antigas mulheres da cores, com o rosto mais pintado e as vestes da mãe. No quarto, ajeitou algumas luzes e de fundo sua parede branca, ali também, com sua boa caligrafia desenhou algumas palavras de trecho de poemas sobre amor familiar. Então sentou e declamou um dos poemas antigos, também interpretando ele como se contasse mesmo uma história. Algo que havia aprendido quando nova.
Deu uma melhorada na imagem, editou alguns erros e melhorou a cor e o áudio, aproveitando o tempo livre, gastou o dia inteiro. Então, liberou nas redes sociais com um perfil específico e não o seu pessoal. Com o seu, compartilhou. Mandou para todos os amigos e colegas. Com sorriso no rosto, enviou o URL para Pierre dizendo "Para você que aprecia outras culturas. Me diga o que acha"

E esperou o irmão chegar, já com a janta pronta e ansiosa para ver se rolava resultado. Ao menos, era mais alguma coisa além do que já estariam fazendo.


(Se puder, quero gastar um ponto de fdv para interpretar bem, transparecendo muito sentimento e fazendo ficar muito bom)
(Eu sei que se quiser, tem uma cena do filme Handmaid's, do Park ChanWook, que a mina faz isso. Tem tb uns vídeos sobre Rakugo, que é quase isso, mas acho que hoje em dia é mais algo para comédia, como stand up com interpretação de papéis e tal.. mas no caso, seria algo mais interpretativo com vozes e feições com esses poemas mais longos)

avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por Ignus em Sab Set 16, 2017 10:24 pm

@Jeong
Spoiler:
Vitalidade: ok
Fdv: 3/6


Passou um pouco do tempo fazendo a falsificação.


Spoiler:
Jeong rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para falsificar o ir que resultou 10, 1, 8, 7, 2, 9 - Total: 3 Sucessos

A falsificação fica muito boa. Certamente ela seria capaz de enganar o setor de contabilidade do hospital.


Comprovando sua renda e até mesmo uma autorização com o nome do irmão. No entanto, não falsificou a assinatura. Esperou que o irmão chegasse e mostrou a ele os documentos. Então conversou

-- Eu disse que queria que fossemos parceiros, então não vou falsificar nada em seu nome. Mas, esses documentos de comprovação de renda podem ser usados para pelo menos tirar o nome de Tao e as coisas ficarem mais leves, sendo eu e você os donos da dívida, como deve ser, pois estou essa com você também, e não quero te apunhalar pelas costas ou passar por cima de sua decisão. Dê uma olhada, não vai ter muito problema, enquanto eu estiver levando dinheiro à eles, pouco importa esses comprovantes de qualquer forma. Enquanto você vê, eu farei o jantar.


Chanyeol -Eu agradeço pela sua preocupação, Jeong, mas não quero que você assuma a dívida por mim não. Eu não vou me furtar às minhas responsabilidades jogando você na fogueira no meu lugar. Quanto a tirar o Tao, aí eu já acho uma boa ideia. O fardo com a conta do tratamento da mamãe deveria ficar com nossa família e ele já fez muito em assumir a dívida junto comigo. O Tao é um amigo leal. Embora na verdade acho que ele tenha nos ajudado mais por ser apaixonado por você do que por amizade.


***********


Na quarta-feira, gastou todo o tempo procurando como fazer as coisas no computador. Apesar de não saber tanto quanto o irmão, gastou o tempo que pode para isso. Chegou até mesmo a olhar sobre perfis no Instagram e YouTube. Então teve uma ideia.

Fez uma pintura no rosto como as antigas mulheres da cores, com o rosto mais pintado e as vestes da mãe. No quarto, ajeitou algumas luzes e de fundo sua parede branca, ali também, com sua boa caligrafia desenhou algumas palavras de trecho de poemas sobre amor familiar. Então sentou e declamou um dos poemas antigos, também interpretando ele como se contasse mesmo uma história. Algo que havia aprendido quando nova.
Deu uma melhorada na imagem, editou alguns erros e melhorou a cor e o áudio, aproveitando o tempo livre, gastou o dia inteiro. Então, liberou nas redes sociais com um perfil específico e não o seu pessoal.


Spoiler:
Jeong rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 7 para carisma+expressão que resultou 8, 3, 7, 7 - Total: 3 Sucessos
+ 1 sucesso por fdv
total: 4 sucessos

Satisfeita com o resultado de sua performance Jeong lança o material na rede e envia o link para vários amigos, incluindo Pierre. Muitos deles respondem, dizendo que acharam o vídeo incrível. A despeito de Jeong não ter como ter certeza se as respostas decorreram de educação ou porque as pessoas gostaram mesmo ela acredita que seu material artístico estava bom de verdade.

Na quinta-feita, dia do jantar com Pierre, o irmão da garota avisa antes de ir para a aula que iria a uma festa de noite, então que ela não precisava se preocupar com fazer comida para ele naquele dia.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por DaniEaston em Dom Set 17, 2017 2:45 am

 -Eu agradeço pela sua preocupação, Jeong, mas não quero que você assuma a dívida por mim não. Eu não vou me furtar às minhas responsabilidades jogando você na fogueira no meu lugar. Quanto a tirar o Tao, aí eu já acho uma boa ideia. O fardo com a conta do tratamento da mamãe deveria ficar com nossa família e ele já fez muito em assumir a dívida junto comigo. O Tao é um amigo leal. Embora na verdade acho que ele tenha nos ajudado mais por ser apaixonado por você do que por amizade.


Concordou com a cabeça e olhou para os documentos enquanto ele falava, separou a folha para assinar e colocaria o nome de Tao, talvez ele não fosse gostar, mas nesse caso, era o certo a fazer e não queria nem perguntar, era preferível agir, também tinha que dar sua parte, já havia feito besteira de mais.
Parou de se mexer e levou os olhos devagar para o irmão, depois olhou para baixo. Em sua juventude chegou a pensar em Tao nessa forma, mas acabou prestando atenção à tudo, menos no amigo. Ficou pensando se o irmão estava certo ou errado. Lembrou das vezes que sentou ao lado do amigo, quando a vida era mais simples, e comiam alguma besteira enquanto viam tv. Ela sempre o tocava no braço ou dava alguns soquinhos de brincadeira. Existiam poucas pessoas com quem ela tivesse intimidade.
Acabou não respondendo o irmão, mas era nítido que pensava sobre. Se levantou e buscou alguns papéis em sua cômoda. Voltou para sala com um deles em mãos. Sentou no chão e pegou uma caneta, pegou a folha de autorização e escreveu a assinatura do amigo. Juntou os papéis e deixou-os dentro de um envelope parto


-- Amanhã levo ao hospital. Depois de levar contarei à Tao, depois que tudo estiver feito.

Olhou para baixo e suspirou..


----

Satisfeita com o resultado de sua performance Jeong lança o material na rede e envia o link para vários amigos, incluindo Pierre. Muitos deles respondem, dizendo que acharam o vídeo incrível. A despeito de Jeong não ter como ter certeza se as respostas decorreram de educação ou porque as pessoas gostaram mesmo ela acredita que seu material artístico estava bom de verdade.

Apesar da dúvida, não deixou de sorrir. Sabia que era um tiro no escuro e que também essas coisas não saltavam de um dia para o outro, talvez se tivesse muita sorte. Ainda sim, deixou-se levar por algumas fantasias, de que daria certo e então poderia pelo menos ter o suficiente para o irmão ficar fora daquela vida, talvez ajudá-lo. Estava se sentindo útil, embora estivesse gastando toda sua energia nisso, não percebia que novamente estava quase obcecada.  

Na quinta-feita, dia do jantar com Pierre, o irmão da garota avisa antes de ir para a aula que iria a uma festa de noite, então que ela não precisava se preocupar com fazer comida para ele naquele dia.


Estava empolgada com quinta-feira. Mas não deixou de sentir um frio na barriga quando soube que o irmão iria à uma festa. Rezou para que o Sr.Han e o Ling ficassem longe dele. Foi até o pequeno altar que havia feito na sala, dentro do cômodo que segurava a televisão. Abriu as duas portas de vidro e se ajoelhou na frente, acendeu um incenso e rezou para que a alma da mão a perdoasse, também pediu para que ela guiasse o irmão e o deixasse fora daquela vida. Deixou o incenso ligado, depois de rezar, saiu e conversando com o retrato da mãe, começou a falar enquanto preparava algo para comer.


-- Umma (mamãe). Chanyeol tem uma festa hoje. Eu tenho uma reunião também, ou algo assim. A senhora protege os caminhos dele, eu vou encontrar com o Pierre.... Umma, a senhora iria adorar ele, é educado e a conversa flui, ele é muito gentil. Vai tentar me ajudar, na verdade ja tinha oferecido algo pelos quadros. Não fica com raiva, vou fazer tudo direitinho.


Pouco depois do almoço, levou consigo os documentos necessários e a autorização e foi até o hospital resolver o caso. Saiu com uma roupa neutra, para passar uma boa imagem, calça longa e casaco longo, escuros. Foi direto ao local que haviam pedido e entregou os documentos e assinou o necessário.

Voltou para casa. Ficou um tempo aprendendo mais um pouco sobre computadores, havia até mesmo deixado o alarme para tomar e se arrumar, pois achou que Pierre odiaria atraso.

Saiu do banho e se arrumou. Estava com um pouco de fome, mas aguardaria para comer com Pierre. Chegou a se arrumar um pouco, o que normalmente não fazia, passou batom e depois de cachear os cabelos, fez um coque de qualquer jeito, mas o soltaria depois. Se vestiu e chamou um uber. Estava um pouco ansiosa, enviou uma mensagem para o irmão, nada de mais, apenas para passar o tempo enquanto o carro não chegava, dizendo para ele ter uma boa noite.

Roupa
http://picture-cdn.wheretoget.it/j3tngu-l.jpg

Entrou no carro e deu o endereço, pediu para ele parar em uma loja que vendia flores e comprou uma rosa vermelha. Pierre era um homem fino, era muito provável que se fosse comprar um vinho ou algo para beberem, ele com certeza ficaria desapontado com a porcaria que ela fosse levar. Sorria enquanto ia.


----------------------_-------------
(Ia comentar sobre o comportamento que íamos mudar, para perfeccionista, talvez seja difícil interpretar, mas acho que sem querer foi o caminho que tomou...^^)

[Também achei isso interessante, sobre bitcoin. Mas aí ela precisaria da ajuda do irmão seila. O complicado é que não manjo nada de pc..que é sobre a última notícia do piratebay, que tá usando um programa no PC dos usuários q usam o site, p minerar bitcoin.. ]
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por Ignus em Qua Set 20, 2017 5:22 pm

Estava empolgada com quinta-feira. Mas não deixou de sentir um frio na barriga quando soube que o irmão iria à uma festa. Rezou para que o Sr.Han e o Ling ficassem longe dele. Foi até o pequeno altar que havia feito na sala, dentro do cômodo que segurava a televisão. Abriu as duas portas de vidro e se ajoelhou na frente, acendeu um incenso e rezou para que a alma da mão a perdoasse, também pediu para que ela guiasse o irmão e o deixasse fora daquela vida.


A breve prece para a alma da mãe faz com que parte da preocupação de Jeong vá embora. Sua Umma certamente ajudaria sua família lá do outro lado.


Pouco depois do almoço, levou consigo os documentos necessários e a autorização e foi até o hospital resolver o caso. Saiu com uma roupa neutra, para passar uma boa imagem, calça longa e casaco longo, escuros. Foi direto ao local que haviam pedido e entregou os documentos e assinou o necessário.


No hospital eles aceitam a documentação sem maiores problemas e informam a garota que a substituição apenas do garantidor da dívida não alteraria o prazo para pagamento, já constante do boleto enviado por correio para Chanyeol.

****

Ao chegar ao atelie Jeong é recebida por um sorridente Pierre usando calças jeans e camisa polo. A garota não pode deixar de notar que a visão dele faz seu coração de acelerar ligeiramente e ela sentir um pouco de frio na barriga.

Ele agradece pela rosa e convida a garota para entrar. Eles logo se dirigem para a cozinha enquanto conversam.

Pierre: Jeong, fiquei super impressionado com seu vídeo. Vejo que temos aqui uma artista que produz em vários formatos. Que inveja de gente talentosa como você! Eu mal consigo pintar, quanto mais declamar poesia. Só falta você me dizer que faz esculturas também.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por DaniEaston em Qua Set 20, 2017 6:24 pm

Pierre: Jeong, fiquei super impressionado com seu vídeo. Vejo que temos aqui uma artista que produz em vários formatos. Que inveja de gente talentosa como você! Eu mal consigo pintar, quanto mais declamar poesia. Só falta você me dizer que faz esculturas também.

Entrou na cozinha e se apoiou próximo da pia. Enquanto o olhava andar e as vzes para o lugar também. Virou-se para ele quando pronunciou seu nome, achava engraçado como o nome soava diferente quando uma nova pessoa o pronunciada. Juntou as duas mãos na frente do rosto, como uma palma sem som e fez uma leve reverência ao elogio sobre ele estar impressionado.

O coração bateu forte. Sentiu o rosto corar e olhou para baixo, colocou as mãos apoiando no mármore e encolheu os ombros jogando o corpo para trás, como se esquivasse do elogio. Voltou o corpo reto e colocou o cabelo solto atrás da orelha. Esticou uma das pernas, inconscientemente tentando se livrar da tensão. Não era costume ser chamada de artista. No máximo diziam que estava bom ou que ela havia feito algo bonito, mas a palavra artista ou talentosa não era comum de ouvir, embora soubesse que era muito boa no que fazia, era estranho ouvir de outro, era como ouvir seu nome pronunciado por um francês.


-- Não tem do que ter inveja. Eh..er ..Eu não nunca aprendi a fazer escultura. Já pensou é um talento escondido? O resto é costume, não tem nada de talento. Só comecei a fazer muito menina. Eu não sei se os jovens ainda apressiam essas coisas, era mais algo dos antigos. Mas, quem sabe não tenho sorte. Se não ser, posso tentar até aquela coisa que as meninas se fantasiam de personagens da cultura pop. -- Riu e olhou para ele -- Eu não acompanho o pessoal, tudo muda muito rápido, mas deve ser fácil, joga no Google, acha uma personagem sexy.  Hmm, brincadeira, com um pouco de verdade. Você acompanha essas coisas?
Você tem cara de quem é muito ocupado
--Sorriu. Virou o corpo em direção dele, dando uns dois passos para mais perto -- Eu vejo nas redes sociais, mas não ligo.
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por Ignus em Sab Set 23, 2017 5:51 pm

-- Não tem do que ter inveja. Eh..er ..Eu não nunca aprendi a fazer escultura. Já pensou é um talento escondido? O resto é costume, não tem nada de talento. Só comecei a fazer muito menina. Eu não sei se os jovens ainda apressiam essas coisas, era mais algo dos antigos. Mas, quem sabe não tenho sorte. Se não ser, posso tentar até aquela coisa que as meninas se fantasiam de personagens da cultura pop. -- Riu e olhou para ele -- Eu não acompanho o pessoal, tudo muda muito rápido, mas deve ser fácil, joga no Google, acha uma personagem sexy.  Hmm, brincadeira, com um pouco de verdade. Você acompanha essas coisas?

Você tem cara de quem é muito ocupado --Sorriu. Virou o corpo em direção dele, dando uns dois passos para mais perto -- Eu vejo nas redes sociais, mas não ligo.

-Acho que nunca tive oportunidade de ver não. Acha alguma foto na internet pra eu far uma olhada enquanto nos sirvo a refeição?
- O homem faz um gesto para uma mesinha ali ao lado onde há alguns pães de variados tipos dentro de uma cesta.

*****

-Espero que você goste de sopa. Eu particularmente adoro. Foi minha mãe que me ensinou a fazer essa receita aqui. Que Deus a tenha. Quer dizer, pelo menos a receita base, eu alterei ela um pouco. Basicamente acrescentei um pouco de gengibre e alecrim. - Pierre serve em uma tigela um pouco de sopa tirada de uma panela para si e para a garota.

Spoiler:

-Eu particularmente recomendo aquela baguete mais escura ali para acompanhar. Embora a ciabata também caia bem - O homem apanha um dos pães, separa um naco pequeno dele e molha um pouco na sopa antes de levar à boca.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por DaniEaston em Sab Set 23, 2017 10:55 pm

Acho que nunca tive oportunidade de ver não. Acha alguma foto na internet pra eu far uma olhada enquanto nos sirvo a refeição? - O homem faz um gesto para uma mesinha ali ao lado onde há alguns pães de variados tipos dentro de uma cesta.

Andou até a mesa que ele apontou e se sentou, encostou as costas na cadeira e puxou o celular de dentro da roupa, perto da alça do sutiã. Olhou para Pierre por um instante, por cima do aparelho, olhando como ele se movimentava. Voltou os olhos celular e digitou algo, depois mostrou à ele duas fotos.


https://i.pinimg.com/736x/aa/80/13/aa80139daf6aad1f96ee05c5b468b80c--pretty-asian-china-girl.jpg

https://i.pinimg.com/736x/7c/ec/bd/7cecbd433191f5aa33cf491a664fb5cd--katana-girl-black-hair.jpg

-- Eu não lembro de qual lugar é o personagem, mas pelo menos são bem trabalhsdos. Tem aqueles quase nus, mas essa seria a ultima das ultimas opções. Eu preferiria uma coisa de bom gosto ou que demonstrasse mais força.. não.. bem, mas não é muito o que dá dinheiro. De qualquer forma, ainda não preciso, eu acho, apelar para isso. Ainda tenho algum tempo para explorar as opções, senão meu irmão vai acabar procurando alguma forma de ganhar dinheiro e eu não ia querer que ele...
-- Parou bruscamente. Desligou a tela do celular -- O cheiro é bom.



Deiixou o aparelho sobre a mesa, mas não deu mais atenção à ele. Olhou para Pierre novamente, agora sentada mais inclinada para frente, cotovelos na mesa e o queixo sobre as mãos juntas. Com um sorriso no rosto olhava para o que ele estava fazendo. Deu espaço quando ele trouxe o prato.

Ficou olhando para ele e inclinou-se para frente para cheirar a sopa. O cabelo quase caiu na tigela, colocou-o atrás da orelha. Olhou para cima, como se tentasse lembrar se já havia comido algo parecido. Olhou para a cesta de pães e pegou o que ele falou. Se ajeitou na cadeira, sentando em cima de uma das pernas. Acabou o imitando, molhando o pão na sopa e experimentando. Não deixou de notar que ele comentava sobre sua mãe quando conversavam sobre comida, mas tirou o pensamento da cabeça pois não queria se lembrar da sua e ficar triste, olhou para a mesa por um segundo, mas desviou os olhos para o lado e depois voltou a sorrir, pensando sobre o sabor da comida. Silenciosamente assoprava e degustava. Lembrou da casas dos avós, quase sempre acaba apanhando ou indo dormir sem comer, o cheiro da comida era sempre bom, igual esse.


-- É gostoso. Eu gosto de gengibre. Gosto dos sabores acentuados -- Olhou para os outros pães --
Eu não sei o que são esses outros que você falou, então peguei o que você recomendou. Alias, ninguém ainda se interessou pelos meus quadros que estavam em sua galeria?
-- Olhou para ele e colocou um dos cotovelos na mesa, levando a cabeça até a mão para colocar o cabelo para trás e ficando quase apoianda nesse lado esquerdo, com o outro comia.
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por Ignus em Dom Set 24, 2017 12:36 am

Embora à primeira vista a sopa não parecesse grande coisa, assim que Jeong a prova muda completamente de ideia. O sabor era fantástico! Sem se dar muito conta disso a garota dá mais diversas colheradas, alheia ao mundo ao seu redor como alguém que vê um prato de comida depois de passar fome por dias, até notar Pierre sorrindo para ela.

-Vejo que você gostou! Fico muito feliz com isso. -Pierre  dá uma pequena colherada na sopa dele -Ainda não, mas faz muito pouco tempo. Seria incomum vendermos tão rápido uma de suas obras. Estamos a nem uma semana com ela.

Pierre então larga sua colher e olha no fundo dos olhos da garota.

-Algum problema com o seu irmão? Por favor, pode me contar.

Jeong tem certeza de que Pierre é absolutamente confiável. Um anjo que surgiu em sua vida. Ela se sente muito propensa a lhe contar qualquer coisa sem inibição ou reserva.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por DaniEaston em Dom Set 24, 2017 6:05 am

[Aheoo hahahha ... Acho bullying isso. Me usar assim..]

Quando percebeu, tinha quase comido toda a sopa, faltava apenas um restinho. Pensou que era a melhor coisa que já havia comido. Que sorte que pode experimentar algo assim um dia. Corou quando ele apontou que ela havia gostado, pois de fato havia. O ouviu e pensou que era verdade, passou pouco tempo no mundo de fora, para ela, eram séculos vividos nessas semanas. Estava quase conversando com sua sopa, com alguns pensamentos internos quando olhou nos olhos de Pierre.

De início sorriu, mas aos poucos o semblante mudou, entristeceu e o silêncio que fez, curto, marejou os olhos. Suspirou e olhando para seu anjo da guarda, disse:



-- Chanyeol sempre deu trabalho. Ele nunca entendeu a crueldade do mundo, acho que eu não deixei ele ver. Nossa família, tirando minha mãe, era muito cruel. Para Chanyeol a vida foi quase um passeio. Ele sempre achou um pouco glorioso a máfia, sabe. Talvez ainda mais influenciado por Tao, vendo-o bem, fazia parecer que era fácil. Mas eu conheço Tao, sei que é bem difícil, eu vejo nos olhos dele.



Sem tirar os olhos de Pierre, sentiu algumas lágrimas caírem. Desejou que não tivessem sentados à mesa, talvez ele pudesse afaga-la.


-- A divida do hospital é grande. Mesmo com o valor que me deu, vamos precisar arrumar mais. A dívida não era para ser motivo das escolhas de Chanyeol, mas são. Acho que ele está encantado com a ideia. Sr. Han o chamou para entrar na máfia chinesa. Por que afinal, ele não tem família e é jovem. Um homem perfeito para morrer em nome dos outros. Mesmo que ele não morra...


As lágrimas caiam mais rápido e agora havia parado de gesticular.

-- Chanyeol não ia conseguir matar outra pessoa, ou fazer algo cruel. E mesmo que fizesse, ia corroer ele para sempre. Eu preferiria que fosse eu no lugar dele, pelo menos eu sei que aguentaria. Ele ainda entra em época de guerra. Aquele dia no tiroteio, eu ouvi eles gritando em chinês, procurando os tigres. O que meu irmão sabe sobre tiros? Nada. Acho que nunca nem socou a cara de alguém


Levou as duas mãos para o rosto e limpou as lágrimas, mas olhava para Pierre com muita tristeza. Sentia o peito arfando. Era um dos seus maiores medos. Perder o irmão


-- Ele é a única coisa que me restou. Ele é tudo que eu tenho. Eles não o entendem como eu. Não querem o proteger como eu quero. Eu sofri no lugar dele pela vida toda e agora, na época mais importante eu me sinto impotente. Eu só o quero vivo e bem. Não é egoísmo. Ele é mais inteligente do que eu, tem um coração limpo. Vai ser um grande homem um dia. Se deixarem. Eu fiz os vídeos, vou vender mais quadros. Eu estou até procurando algumas coisas na internet para ter dinheiro e no fundo penso que basta eles estralarem os dedos que ele vai. Pior que Tao havia assinado a dívida do hospital, e eu tive que falsificar os documentos para trazer a dívida pro meu nome. Tudo isso por que não saí do quarto naqueles dia. Nem um segundinho. Podia ter saído um segundo. Mas eu sempre quero fazer tudo perfeito. Agora minha mãe tá morta e meu irmão acha que pode virar mafioso. Eu não vou aguentar se ele morrer também.


Passou a falar em Coreano --A culpa é daquele Chinês idiota. Eu ainda tenho que ficar quieta, se não é capaz deles o matarem só p provar que podem. O sr. Han não nos protegeu e nem protegeu minha mãe quando precisavamos. Não tem nada que ele possa fazer agora... E a culpa toda é minha, eu matei minha mãe, eu sou igual ao lixo do meu pai e meu castigo é esse. Mas eu não vou desistir, eu não vou deixar que o façam morrer ou sofrer. Ele é a única coisa que eu amo de verdade

Agora as lágrimas escorria e o peito arfava. Sentia o coração pulsando em um misto de raiva e culpa. Se sentia mais leve por ter falado o que estava engasgado, mas não conseguia se livrar dos sentimentos ruins que sentia pela situação. O silêncio a fez sentir um pouco de vergonha por jogar todo seu peso nos ombros de Pierre, não era comum fazer isso, apenas com Tao, à quem contava tudo, mas sentia-se bem ao lado dele, sabia que ele não ia achar ruim que ela se abrisse assim. Seu coração era muito puro. Não queria dar trabalho à ele, mas no fundo queria que ele soubesse todos os medos que estavam escondidos em seu âmago. Era uma sorte que tivesse encontrado ele em sua vida
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por Ignus em Dom Set 24, 2017 4:56 pm

[Bem, como o título sugere, o mundo é um lugar escuro. rs]

Por algumas vezes no curso da conversa Pierre parece ficar tentado a intervir, mas ele acaba optando por deixar a garota terminar antes de falar qualquer coisa. Quando Jeong finalmente termina ele move sua mão direita, que até então permanecera em contato com a tigela de sopa para segurar a mão da menina.

O toque da mão quente de Pierre por si só já parece reconfortá-la. Era estranho explicar como alguém podia exercer uma influência tão grande nela simplesmente por estar ali.

-Meu Deus, eu não imaginava que as coisas estavam difíceis desse jeito para você. Sua dívida é muito grande? Eu estou longe de ser rico, mas tenho algumas economias, talvez possa ajudar. Posso levantar  uns U$5.000 para te ajudar.

{Micro: responda}

-De qualquer forma, pelo que você me falou a questão do dinheiro me pareceu ser um atrativo a mais para seu irmão, mas não acho que ele seja a única coisa a atraí-lo para a Máfia. Você está em uma situação muito dura. -Pierre abaixa o rosto, uma expressão de tristeza em sua face -Eu acho que entendo você muito bem. Eu tenho um irmão chamado Oliver. Ele se envolveu com o crime organizado lá na França na época em que minha mãe estava doente. No leito de morte dela mamãe pediu a ele que largasse essa vida e ele jurou que iria obedecer esse pedido. Depois que ela faleceu ele ignorou esse pedido. Eu fiquei com tanta raiva dele por ele desonrar nossa mãe ignorando a promessa que fez que acabei brigando com ele. Depois de trocarmos palavras horríveis ele foi embora e eu nunca mais o vi.

-Hoje, passados anos e eu tendo feito algumas tentativas infrutíferas de me reaproximar eu vejo como agi errado. Oliver queria a vida do crime para si e nada que eu pudeses fazer o impediria de entrar nela. Eu me opor ao desejo desejo dele apenas fez com que ele cortasse seus laços familiares comigo para formar laços ainda mais fortes com sua gangue. Teria sido muito melhor eu aceitar o caminho que ele queria trilhar, mesmo sem concordar com ele, para evitar que ele decidisse que eu não deveria mais participar da vida dele em absoluta.

Pierre olha para o fundo dos olhos de Jeong, o que em certa medida a acalma e em certa medida a estimula de uma maneira que apenas quem está apaixonado poderia compreender.

-Pelo que você me disse eu acho inevitável que seu irmão siga o perigoso caminho com que está flertando. E sendo assim, acho que você se opor a isso com todas as forças seja um erro que pode fazer ele se afastar de vez. Talvez o melhor que você possa fazer seja apoiar a decisão de seu irmão de entrar para a máfia chinesa e escutar tudo que ele tiver a dizer a respeito deles. Você poderá ser uma conselheira melhor conhecendo bem o que ele está passando, ao passo que se você se opuser corre o risco de seu irmão apenas aliená-la da vida dele.

Embora a sugestão de Pierre contrarie tudo que Jeong sente ser o correto suas palavras parecem incrivelmente persuasivas. A garota racionaliza que talvez sua abordagem não estivesse sendo a mais acertada e se sente propensa a pensar a respeito dessa estratégia alternativa que o homem lhe falara. No nível emocional, contudo, a semente plantada havia encontrado campo fértil. O inconsciente de Jeong já aceitara aquela linha de ação como a melhor embora ela ainda não se desse conta disso e das consequências disso em toda sua extensão.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por DaniEaston em Dom Set 24, 2017 5:46 pm

Sentiu a mão de Pierre e o coração saltou. Distraidamente  entrelaçou os dedos enquanto ouvia o que ele falava. Aos poucos ia se acalmando. Quando ele terminou de falar, disse:

-- Não posso aceitar. Se tirei Tao, também não posso aceitar de você. É um problema meu e dele, temos que achar uma forma de resolver isso. Mas eu fico agradecida.

 Chegou a sentir diversas emoções. Uma parte de seu íntimo não acreditava e queria se opor à ele. No entanto, à cada olhar que dividiam, mais esse lado perdia força e ela era tomada pelo sentimento de confiança para com ele.

Ponderou sobre o que ele havia dito e achou que era o correto, já há ia perdido sua mãe, não iria perder também o irmão. Não gostava de ficar de fundo, mas talvez fosse hora. Ficou um tempo em silêncio e não conseguia nem ao menos soltar a mão ou chorar. Por fora pareceria estranho para quem olhasse, a vontade de manter o irmão seguro lutava contra o caminho certo a seguir é isso parecia em seu semblante. Para ela, porém, era só um momento to de reflexão. As palavras soam abobadas por um segundo mas depois tomam ritmo. Ela responde em coreano:


-- Pensando por esse lado. Tem razão... Eu imagino que deva ser difícil para você, ficar sem.seu irmão e sua mãe falecida. Ficar só deve ser pior do que vê-lo na máfia. Sim, de fato. Vou fazer o que disse. Obrigada pelo conselho, Pierre. Não costumo ter outras pessoas me auxiliando assim. Eu sinto um pesar no peito, mas ... Sua presença tem me feito bem, engolindo esse mau estar.

Não corou como de costume, mas continuou o olhando nos olhos, como se fossem dois diamantes, para ela, eles brilhavam.

-- Acho que nunca vi olhos como os seus. --Colocou a mão sobre o peito, ele saltou e ela corou pelo que disse, mas rosto tentava se soltar dos olhos, mexendo milimetricamente. Uma batalha que novamente perdia. Se levantou ainda olhando para ele e segurando sua mão. Colocou em sua cintura e levou até as costas. Estava ao seu lado, em pé, tocou em seu rosto mas lhe pareceu errado então se agachou, ficando mais baixa e olhando para cima. Agora o coração pulava verdadeiramente, os sentimentos conflitantes haviam cessado, muito por que ela já havia antes de sentido atraída por ele, algo que nutriu das vezes que o viu. A mão que segurava em suas costas, tirou-a de lá e pousou-a sobre seu peito, um pedaço dos dedos tocaram em seu seio e o resto sobre a pele nua e quente. Ela disse em voz baixa -- Meu coração nunca bateu tão forte. Seus olhos enxergam minha alma. --O coração parecia que ia saltar na mão de Pierre, a adrenalina bomba o sangue e as pupilas estavam dilatação e a respiração mais ofegante, em uma paixão e medo unilaterais. Rapidamente ela se ergueu um pouco, ainda ficando em posição menor do que a dele e lhe roubou um beijo apaixonado


(Poxa, sem coração esse povo. Pq não pode descobrir seguindo as pessoas seila ahahha usar disciplina p ela usar o irmão tsc tsc..estou decepcionada com o Pierre.. "Pierre, vc tem sido um homem mtoo... Mtooo.. malvado")[/color]
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por Ignus em Dom Set 24, 2017 7:25 pm

-- Pensando por esse lado. Tem razão... Eu imagino que deva ser difícil para você, ficar sem.seu irmão e sua mãe falecida. Ficar só deve ser pior do que vê-lo na máfia. Sim, de fato. Vou fazer o que disse. Obrigada pelo conselho, Pierre. Não costumo ter outras pessoas me auxiliando assim. Eu sinto um pesar no peito, mas ... Sua presença tem me feito bem, engolindo esse mau estar.

Não corou como de costume, mas continuou o olhando nos olhos, como se fossem dois diamantes, para ela, eles brilhavam.


Pierre sustenta o olhar enquanto sorri para Jeong e diz algo como 'fico feliz em ajudar'. A garota não tem certeza absoluta do que ele diz porque está por demais fascinada e reunindo coragem para seus próximos atos.


-- Acho que nunca vi olhos como os seus. --Colocou a mão sobre o peito, ele saltou e ela corou pelo que disse, mas rosto tentava se soltar dos olhos, mexendo milimetricamente. Uma batalha que novamente perdia. Se levantou ainda olhando para ele e segurando sua mão. Colocou em sua cintura e levou até as costas. Estava ao seu lado, em pé, tocou em seu rosto mas lhe pareceu errado então se agachou, ficando mais baixa e olhando para cima. Agora o coração pulava verdadeiramente, os sentimentos conflitantes haviam cessado, muito por que ela já havia antes de sentido atraída por ele, algo que nutriu das vezes que o viu. A mão que segurava em suas costas, tirou-a de lá e pousou-a sobre seu peito, um pedaço dos dedos tocaram em seu seio e o resto sobre a pele nua e quente. Ela disse em voz baixa -- Meu coração nunca bateu tão forte. Seus olhos enxergam minha alma. --O coração parecia que ia saltar na mão de Pierre, a adrenalina bomba o sangue e as pupilas estavam dilatação e a respiração mais ofegante, em uma paixão e medo unilaterais.


O toque da mão de Pierre sobre o coração parece um pouco gelado. Jeong supõe que ele provavelmente estava se sentindo nervoso também com aquela situação.


Rapidamente ela se ergueu um pouco, ainda ficando em posição menor do que a dele e lhe roubou um beijo apaixonado


Pierre abraça forte Jeong enquanto eles se beijam, fazendo uma carícia em sua nuca com uma das maos. O momento é absolutamente mágico para ela, que se sente como uma princesa da Disney com seu príncipe encantado.

Ao fim do beijo eles permanecem abraçados. A face de Pierre parece angelical para Jeong quando ele finalmente diz:

-Eu... Eh, bem... essa me pegou de surpresa.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por DaniEaston em Dom Set 24, 2017 7:59 pm

Levou os dedos a boca e sorriu de leve. Corou com ele olhando e com o que ele disse:

-- O mais difícil é me abrir com os outros, mas você conseguiu. Talvez a América tenha me influenciado mais do que eu imaginava. Mas é verdade que eu nunca me senti assim. Depois de perder tanta coisa, não acho que deveria, correr o risco de perder ..esse momento.. Eu não deveria, né? Ultimamente eu ando com os sentimentos à flor da pele. Me sinto envergonhada. -- Visto seu olhar angelical, comentou -- Como você me olhar com tanta doçura?

Desviou o olhar para baixo, com uma das mãos em seu antebraço e o outro em seu peito. Olhando para baixo disse:

-- Eu já sofri de mais Pierre, por favor, não me deixe sofrer mais. Também não quero mais chorar. Daqui a pouco vou ficar desidratada -- Sorriu fazendo graça e olhando para ele, mas novamente abaixou o rosto -- Podemos pintar juntos também, um dia, se desejar. Pelo menos você pode me lembrar de comer

Aos poucos uma sensação de ternura tomava conta. Embora seu coração ainda batesse rápido por conta da aproximação dele e de pensamentos 'impróprios'. Mas se controlou, embora tivesse percebendo que estava falando de mais e fazendo de mais, mas sabia que isso era apenas por que era com Pierre, com Pierre tudo era diferente, com Pierre, tudo era bom e caloroso. Com Pierre as coisas eram mais fáceis
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por Ignus em Dom Set 24, 2017 9:43 pm

-- O mais difícil é me abrir com os outros, mas você conseguiu. Talvez a América tenha me influenciado mais do que eu imaginava. Mas é verdade que eu nunca me senti assim. Depois de perder tanta coisa, não acho que deveria, correr o risco de perder ..esse momento.. Eu não deveria, né? Ultimamente eu ando com os sentimentos à flor da pele. Me sinto envergonhada. -- Visto seu olhar angelical, comentou -- Como você me olhar com tanta doçura?


-Acho que a doçura vem da alma. Não sei se já conheci alguém como você. - Pierre dá uma risadinha, um pouco sem graça.


Desviou o olhar para baixo, com uma das mãos em seu antebraço e o outro em seu peito. Olhando para baixo disse:

-- Eu já sofri de mais Pierre, por favor, não me deixe sofrer mais. Também não quero mais chorar. Daqui a pouco vou ficar desidratada -- Sorriu fazendo graça e olhando para ele, mas novamente abaixou o rosto


-Eu estou aqui agora. Nada de mau vai acontecer.


-- Podemos pintar juntos também, um dia, se desejar. Pelo menos você pode me lembrar de comer


-O que você acha de posar para mim? Eu adoraria pintar você.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por DaniEaston em Dom Set 24, 2017 10:04 pm

-Acho que a doçura vem da alma. Não sei se já conheci alguém como você. - Pierre dá uma risadinha, um pouco sem graça.

Sentiu o rosto ficar mais vermelho do que o comum. Até a respiração se alterou. Era fato que também jamais tinha conhecido alguém como ele, mas ele provavelmente já havia entendido que ela estava mais do que inclinada à gostar dele.

-Eu estou aqui agora. Nada de mau vai acontecer.

A frase rodopiou em sua cabeça, batendo em cada canto e tirando as inseguranças, pelo menos naquele momento, estava bem.

-O que você acha de posar para mim? Eu adoraria pintar você.

Arregalou os olhos e até afastou um pouco o corpo para poder olhá-lo melhor. Surpresa, parecia feliz

-- Tem certeza? Por eu sei que o que tenho de melhor é minha mão, que imita qualquer coisa e as vezes cria uma coisa ou outra.. Mas se você vê algo de bom, eu poderia posar à hora que quiser. Eu ficaria muito feliz com isso. Diz no seu atelier ou em algum lugar? Eu nunca posei para ninguém. -- Abaixou a cabeça e sorriu de leve, mas sorriu -- Eu nunca fui de me destacar para falar a verdade. Só não vale me pintar chorando -- Soltou uma risadinha e depois olhou para ele, ficou em silêncio por um segundo. Entrelaçou os dedos das mãos novamente e disse baixo -- Acho que alterei todo o clima do jantar. Mas eu ainda não quero ir embora
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por Ignus em Seg Set 25, 2017 4:58 am

-- Tem certeza? Por eu sei que o que tenho de melhor é minha mão, que imita qualquer coisa e as vezes cria uma coisa ou outra.. Mas se você vê algo de bom, eu poderia posar à hora que quiser. Eu ficaria muito feliz com isso. Diz no seu atelier ou em algum lugar? Eu nunca posei para ninguém. -- Abaixou a cabeça e sorriu de leve, mas sorriu -- Eu nunca fui de me destacar para falar a verdade. Só não vale me pintar chorando -- Soltou uma risadinha e depois olhou para ele, ficou em silêncio por um segundo. Entrelaçou os dedos das mãos novamente e disse baixo -- Acho que alterei todo o clima do jantar. Mas eu ainda não quero ir embora


-Sim. E agora. Vem! - Pierre pela Jeong pela mão e a puxa casa adentro. Ele  dá umas risadinhas no caminho, parecendo uma criança feliz indo brincar. Logo eles estão em um dos quartos em que na primeira visita foram exibidos os quadros com os tigres e a rosa que serviram de inspiração para a tela produzida pela garota.

-É aqui que eu pinto. Pelo menos quando o espaço não está ocupado com material da galeria. Deixa eu ver... tenho as tintas e uma tela em branco aqui a mão, mas precisamos de umas almofadas. Talvez um lençol também. Eu vou buscar, por favor vá se familiarizando com o ambiente e tirando essas roupas. Eu já volto.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por DaniEaston em Seg Set 25, 2017 5:40 am

Fez cara de surpresa quando ele disse que seria naquele momento. Riu dele rindo, uma parte por empolgação e outra parte por nervosismo, nunca havia posado antes. Repetia para si mesma, como era bom segurar a mão de Pierre.

No quarto, o reconheceu de imediato. Ia falar que lembrava dele, mas Pierre parecia empolgado. Pousou uma das mãos no braço e fez um afago em si mesma. Estava sorrindo, mas com o corpo tímido. Assentiu com a cabeça e o viu sair, andou até a cama e tirou os sapatos, estava com uma meia calça preta por baixo, que ia até a coxa, não sabia o que ele queria pintar. Ela mesma havia usado fotos de modelos nus e sabia que para o olhar de um artista as pessoas passam a ser parte do cenário, no entanto, não estava acostumada.

Desceu uma alça enquanto olhava para o lugar. Depois o outro lado e o sutiã. Retirou o vestido e o abraçou e sentiu embaraço para tirar a roupa intima, pensou no que o avô diria se a visse fazendo algo assim, certamente a espancaria com as suas varas de bambu, como sempre, talvez ficasse de castigo em um quarto escuro. Ajeitou os cabelos, com o tecido embaixo dos braços, parecendo um tomara que caia, boa parte das coxas à mostra. Não era muito encorpada, mas proporcional, embora parecesse menor. No entanto, haviam algumas marcas em seu corpo, pequenas cicatrizes, principalmente nas costas, haviam sumido quase por completo, mas ainda estavam lá. Sentiu vergonha e os segundos que passou ali, pareceram uma eternidade. O passado e o presente se misturavam como se flutuassem em sua frente, memórias nítidas de coisas que não importavam mais. Pousou uma das mãos sobre o lençol e sentiu o tecido, pensou em como o dinheiro sempre mudava a vida das pessoas, a qualidade de vida que proporcionava, era um bom tecido.

Nervosa, sentou mais em cima na cama e não na ponta e ajoelhou na cama, sentando sobre as pernas, como costumava sentar nas mesas menores, abaixou o torço de leve e sentiu os cabelos escorregando enquanto esperava por ele chegar. Se sentia exposta, havia tanto que nunca tinha mostrado ou dito à ninguém, sentia que Pierre podia ver tudo em seu coração e por um segundo se amedrontou, mas o sentimento de confiança sempre sobrepujava.
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por Ignus em Ter Set 26, 2017 4:38 am

Logo Pierre retorna meio atrapalhado, com uma dúzia de almofadas nos braços e, uma pilha imensa. Quando ele finalmente as solta no chão, do lado de Jeong a garota pode ver que ele também estava  trazendo uma rosa, que prendia pelo caule entre os dentes.

-Isso é para você. Gostaria que usasse apenas isso. Por sinal, -ele endurece a voz apenas levemente - achei que você já estaria nua quando eu voltasse...

A leve insinuação de reprovação por parte de Pierre faz o coração de Jeong gelar. Por que ela tinha que ser daquele jeito? Justo ali, frustrar as expectativas dele?

Felizmente ele parece não ter se aborrecido muito. Logo ele coloca as almofadas no chão em uma pilha confortável e diz:


-Pensei em algo parecido com a Vênus Adormecida de Giorgione, mas segurando uma rosa com uma das mãos pouco acima do umbigo. Sabe?

{Considere, com base em sua pontuação em acadêmicos, que você acha que já ouviu o nome do artista, mas não está familiarizada com ele ou com o trabalho dele.}
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por DaniEaston em Ter Set 26, 2017 7:58 am

-Isso é para você. Gostaria que usasse apenas isso. Por sinal, -ele endurece a voz apenas levemente - achei que você já estaria nua quando eu voltasse...

A leve insinuação de reprovação por parte de Pierre faz o coração de Jeong gelar. Por que ela tinha que ser daquele jeito? Justo ali, frustrar as expectativas dele?

Engoliu cego enquanto pensamentos passavam em sua cabeça. Tentou não demonstrar que estava reprovando à si mesmo. Com seu avô era a mesma coisa e sempre apanhava, mas com Pierre, queria fazer direito, odiava não fazer perfeito e ali sentia a mesma coisa. Retirou as meias e depois a calcinha, estava atrás dele é guardando as coisas longe da visão dele e do que ele pintaria.

-Pensei em algo parecido com a Vênus Adormecida de Giorgione, mas segurando uma rosa com uma das mãos pouco acima do umbigo. Sabe?

Congelou quando ele falou e sentiu o coração bater forte. Não havia estudado arte como ele havia, o que fazia era intuitivo e estudou muito mais a arte da escrita coreana do que pintura, sua família não se importava com as artes ocidentais. Abraçou os seios com um dos braços e a mais perto do queijo, a outra mão na boca e se encolheu. Engoliu seco e balançou a cabeça negativamente, não se lembrava de ter visto, buscou em sua mente, mas nada vinha.

Abaixou e pegou o celular digitando rapidamente para achar o trabalho nas imagens. Sentia as mãos tremerem. Depois da pesquisa pareceu um pouco mais tranquila. Aproveitou e desligou o celular para que não atrapalhasse Pierre enquanto ele pintadas.
Sem olhar em seu rosto se aproximou, pegou a rosa e então foi até a cama e fez a mesma pose, tentou deixar milimetricamente igual, se ajeitando com o máximo de perfeição sobre as almofadas, as vezes as ajeitando. Subiu a rosa sobre o corpo e a deixou pousada onde ele falou, sentia na pele a textura dela e dos lençóis. Pensou no tom de sua pele em contraste com o que via. Apesar de imóvel, o peito subia e descia em movimento. Confiava nele, mas sentia uma vontade enorme de chorar, estava com medo e sem confiança. Olhava para baixo e só levantaria os olhos quando ele mandasse.

------
[ O povo gosta dos humanos, depois faz eles ficarem zumbis iguais aos outros q eles conhecem hahahhaha]
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um Mundo Mais Escuro

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum