Um mundo mais escuro

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Um mundo mais escuro

Mensagem por Ignus em Seg Jun 26, 2017 12:03 pm

DaniEaston, por favor faça o primeiro post para começarmos.

Você tem ampla liberdade para agir aqui, limitado apenas por sua própria ficha. Para termos material para fazer o jogo andar peço apenas 2 coisas por ora:

Descreva onde você está e o que pretende fazer imediatamente a seguir. Não fique com receio de o post parecer um dia trivial. Tenho em mente começar a partir de um dia normal na vida de sua personagem mesmo. (Denominarei isso como micro)

Mencione quais os planos a médio e longo prazo de sua personagem. Isso pode ser feito por pensamento 'diretos' ou menção no seu texto. Caso opte pela segunda opção faça dentro da interpretação do personagem tb, não como off (Denominarei isso como macro)
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por DaniEaston em Ter Jun 27, 2017 11:47 pm

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/originals/4a/fd/74/4afd7452550bac22a2089403306cf3d5.jpg

O arrulho do pombo do outro lado da janela incomodava o sono de Jeong-Suk. Pegou um travesseiro que estava ao lado do corpo e jogou-o na janela de madeira. O animal voou. Abruptamente ela se sentou na cama e xingou o nada, batendo as mãos na coxa. Se jogou deitando e olhou para o relógio perto da cama.

-- Chanyeol... Chanyeol.. Acordaaa -- Bocejou.

Coçou os olhos. Fez a cama, o colchão de casal no canto do quarto. Abriu a janela e com os dedos do pé, agarrou o travesseiro e o jogou sobre o colchão. O despertador do quarto do irmão tocou. Apertada foi para o banheiro, se aliviou. Ainda sonolenta, olhou para o gato que entrava ali afeitou para se enrroscar em seus pés. Deu descarga e tropeçou no filhote. Lavou o rosto e a boca. Andou até a cozinha para fazer o almoço para o irmão.

Seus dias começavam cedo. O irmão estudava no período da manhã e trabalhava meio período como estagiário em um hospital local. Ela, queria se certificar de que o irmão estava seguindo sua rotina. Preparava o café da manhã e seu almoço. Em seguida, após comer com o irmão, seria hora de preparar a alimentação de sua mãe, que adoecida, seguia uma dieta específica, incluindo seus remédios matinais.

Suas manhãs eram inteiramente para a família. Compras nos mercadinhos próximos, legumes, frutas e peixe fresco. Ajeitava a casa enquanto e preparava o almoço, se adiantando para o dia seguinte. As vezes recebia a visita de Tao, mas na maioria das vezes, comia no quarto da mãe para lhe fazer companhia. Havia deixado uma pequena tv para a distrair, e costumava ficar com ela até quase de tarde, horário que novamente ela dormia.

No final da tarde e no período da noite, trabalhava.

http://i01.i.aliimg.com/wsphoto/v0/912269185_1/Free-shipping-traditional-Chinese-landscape-painting-100-handpainted-calligraphy-and-painting-ink-and-wash-painting-MCS01.jpg

Estava trabalhando minunciosamente uma tela que tentaria deixar para que Tao vendesse dentre seus contatos. Tinha em mente, que se desejava receber mais trabalhos, teria que ter algum tipo de portifólio, que soubesse que existia alguém que poderia fazer muito mais do que apenas caligrafia. Apesar de não querer se envolver diretamente, queria fazer mais. Oferecer mais. Talvez, pensava, que pudesse tentar reproduzir algumas artes ocidentais, embora não tivesse a mesma paixão que tinha pelas artes orientais, guardar em algum outro lugar para vender em leilões entre os que já pediram trabalhos à ela. Precisaria produzir bastante. Precisava de um local para isso. Conversaria com Tao


"Tao, preciso de um lugar maior, aqui a claridade é ruim, o cheiro também. Não dá. Preciso de um canto pra guardar tudo também. To trabalhando em uma coisa. Quando puder, passa aqui...idiota" - Mandou pelo celular

"Vou correr hj, faz a janta quando chegar. Se quiser sair quando eu voltar, tudo bem. Trabalhe direitinho. Beijo" - Mandou para Park Chanyeol

Quando o irmão chegasse à noite, seria a vez dele de assistir a mãe e ela sairia um pouco para correr. Ficar dentro de casa por muito tempo, se concentrando nas pinturas, sempre lhe cansavam a cabeça.  Assim, via os antigos vizinhos, as vezes conversava com alguma das meninas das pequenas lojas da rua. Esquecia um pouco das preocupações.

---------------------
(Off: Tentei fazer o q pediu)
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por Ignus em Qui Jun 29, 2017 9:27 pm

@Jeong-suk
Vitalidade ok



Parte 1
Macro


Tendo assumido para si a responsabilidade de cuidar da mãe e de um irmão excessivamente imaturo a garota acabara por, de certa forma, se tornando a 'matricarca' que colocava ordem na casa. Para dar conta disso era comum para Jeong-Suk depois de se despedir do irmão e comer com sua mãe ela ir aos mercados locais.

Naquele dia ela, como era de costume Jeong-Suk  fazer semanalmente, ela vai fazer compras no mercadinho do Sr. Wu por volta das 11 horas, onde as verduras tinham desconto toda quarta-feira.

FOTO DO MERCADO
Spoiler:

Spoiler:
Jeong-suk rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para x que resultou 5, 4, 3, 9, 4 - Total: 1 Sucessos
Assim que chega ao local a garota não pode deixar de notar que o vidro reforçado que cobria a janela ao lado da porta não estava lá.

Sem dar muita atenção a esse detalhe ela entra e cumprimenta o Sr. Wu, dono do lugar que está no caixa, com um aceno enquanto ele está dando o troco para uma cliente, cumprimento que é devolvido com um “Bom dia, minha querida”.

FOTO DE WU
Spoiler:

Ela também cumprimenta o pequeno Huang, neto do Sr. Wu, um garoto que passava algumas vezes por ela algumas vezes fazendo seu trabalho de repositor de estoque enquanto ela reunia os mantimentos que ia comprar.

FOTO DE HUANG
Spoiler:


Jeong-Suk gasta alguns minutos escolhendo verduras e quando ela termina de separar o que vai comprar e está se dirigindo ao caixa para pagar ela vê:


FOTO DE LING
Spoiler:

Ling , um sujeito que frequentara a mesma escola que ela, embora fosse alguns anos mais velho, entrando acompanhado de mais dois sujeitos. Pelo seu conhecimento da vizinhança Jeong-Suk  sabe que Ling e que ele trabalha para a Máfia Chinesa local.

O trio não espera o dono do mercadinho terminar o atendimento para se aproximar dele e dizer:

-Bom dia, Sr. Wu.

-Ah, Sr. Ling. Que bom. Apenas um minutinho


Spoiler:
Jeong-suk rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 5 para x que resultou 8, 6, 2, 9 - Total: 3 Sucessos

É perceptível que o dono do lugar estava satisfeito, porém um pouco tenso com a visita. Ele grita por seu neto para que ele assuma o caixa e convida o trio para acompanha-lo para seu escritório nos fundos.

Micro: Supus que não haveria nada de surpreendente que alterasse o resultado da cena, mas essa ‘corrida’ é só para dar agilidade à narrativa. Você tem a oportunidade para interagir em micro com qualquer pessoa aqui, caso queira. Caso não queira prosseguimos para a parte 2.


**************************************



Parte 2


Estava trabalhando minunciosamente uma tela que tentaria deixar para que Tao vendesse dentre seus contatos. Tinha em mente, que se desejava receber mais trabalhos, teria que ter algum tipo de portifólio, que soubesse que existia alguém que poderia fazer muito mais do que apenas caligrafia. Apesar de não querer se envolver diretamente, queria fazer mais. Oferecer mais. Talvez, pensava, que pudesse tentar reproduzir algumas artes ocidentais, embora não tivesse a mesma paixão que tinha pelas artes orientais, guardar em algum outro lugar para vender em leilões entre os que já pediram trabalhos à ela. Precisaria produzir bastante. Precisava de um local para isso. Conversaria com Tao


"Tao, preciso de um lugar maior, aqui a claridade é ruim, o cheiro também. Não dá. Preciso de um canto pra guardar tudo também. To trabalhando em uma coisa. Quando puder, passa aqui...idiota" - Mandou pelo celular


Pouco depois Tao respondia pelo whatsapp.

"Primeiro precisamos conseguir lucrar com os quadros que já estão comigo, depois vemos a possibilidade de um lugar maior. Falando nisso, vou encontrar um cara logo mais. Acho que terei boas notícias para nós em breve. Te aviso, pequena"


Quando o irmão chegasse à noite, seria a vez dele de assistir a mãe e ela sairia um pouco para correr. Ficar dentro de casa por muito tempo, se concentrando nas pinturas, sempre lhe cansavam a cabeça.  Assim, via os antigos vizinhos, as vezes conversava com alguma das meninas das pequenas lojas da rua. Esquecia um pouco das preocupações.


Eram pouco mais de 19 horas quando Jeong-Suk sai para correr. Ela não era exatamente detentora de um fôlego de maratonista {vigor 2}, mas gostava de se exercitar {Esportes 2}, então uma corrida moderada de uns 7km era perfeito para desanuviar a mente.

Quando do começo do percurso havia um fluxo grande de pessoas conhecidas passando por ela, pois havia um grande número pequenos comerciantes fechando os negócios e indo para casa. então ela cumprimentou vários conhecidos enquanto passava em trote.

Perto do fim do treino ela passaria em frente ao mercado do Sr. Wu onde estivera mais cedo.

Spoiler:
Jeong-suk rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 7 para x que resultou 4, 4, 2, 9, 9 - Total: 2 Sucessos

Assim que tem campo visual para o local a garota nota que em frente ao local um carro estava estacionado e quatro sujeitos saíam dele e iam ao porta malas do veículo. Ela não tinha ângulo de visão para ver o que eles estavam pegando. Embora o acontecimento por si só não tivesse nada de suspeito alguma coisa na linguagem corporal dos 4 homens incomodava a mulher. Mantendo o curso e velocidade Jeong-Suk passaria bem ao lado do carro, na calçada entre eles e o mercado em cerca de 15 segundos.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por DaniEaston em Sex Jun 30, 2017 1:13 am

(Parte 1)


Jeong-suk seguiu sua manhã sem maiores incômodos. Reconheceu Ling de imediato, tinha impressão de que jamais esquecia um rosto. No entanto, voltou-se para suas compras, não queria que nenhum dos homens dessem importância qualquer à sua presença. Tentou lembrar das impressões que tinha sobre Ling na escola, mas os pensamentos logo se soltaram quando voltou a falar com Huang normalmente.
Ali, em Chinatown, falava (corretamene) no idioma deles. Sozinho com o garoto, chegou a pegar mais algumas coisinhas no caixa. Antes de sair, pensou em mencionar sobre o vidro, mas achou melhor não falar nada, não queria se meter em nada. No entanto, enquanto mexia no saco das compras, olhou, apenas com os olhos,  para o vidro e para Huang e novamente para o vidro. Sorriu e foi embora



-------------------------------------------------
(Parte 2)


Leu a mensagem de Tao e fez uma careta, típica das que fazia quando estava à vontade em sua intimidade. Por fim sorriu e continuou seu trabalho. Teve vontade de mandar mensagem para Tao, para conversar sobre Ling, mas sempre pensava se qualquer mensagem pudesse causar algum problema ao amigo, então desistiu da ideia. Mas com certeza comentaria depois, talvez fosse melhor saber de algumas coisas para saber como melhor contorná-las. O tempo então passou...
Enquanto corria, apenas para esticar as pernas e se mover, o fazia com um sorriso no rosto e o manteve, sinicamente, quando viu os homens no carro, no entanto seus pensamentos eram outros.

Faltava poucos segundos chegar próximo ao carro, quando lembrou do vidro de proteção que não estava mais no lugar de manhã, não sabia o que iria acontecer, mas receou que estivessem fazendo algo contra Sr.Wu, o que significava que ela passaria na hora que algo estivesse acontecendo, se fosse tiros, ela morreria junto com Wu ou com qualquer outro alvo que estivesse ali.

Não poderia deixar sua família sozinha. Deu meia volta, por precaução para sair da vista dos homens, enquanto voltada de onde tinha vindo, tirou o celular do bolso e digitou para Tao.


"Tem 4 homens estranhos na frente loja do Wu. Não tem vidro de proteção. Vi Ling lá mais cedo. Algo vai acontecer com ele ou com Wu?  To saindo de perto"

Iria esperar por algum tempo, enquanto agora apenas caminhava. Em sua cabeça, pensava que poderiam atirar em alguém, ou isso, ou os homens eram vidraceiros e ela estava exagerando no cuidado. Mas Ling não trabalhava para vidraçaria.  Se não ouvisse tiros, poderia voltar tranquilamente como se nada tivesse acontecido. Se ouvisse, se afastaria ainda mais ou se esconderia em alguma viela até que tivesse passado algum tempo. Será que Tao a responderia?

Se sentia uma tola por fazer tal ação, no entanto, conhecia a existência do submundo e os possíveis problemas que isso poderia causar. Quanto mais pensava nisso, mais queria tirar todas aquelas coisas de dentro de casa para que nenhum problema fosse causado para os seus.

Sentiu pena de Huang, tão jovem. Mas talvez Ling ou qualquer outro pudesse ajudar aquela família, Sr.Wu havia parecido bastante feliz em vez o homem. Pensou que talvez tivesse acertado em avisar Tao. Esperou.
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por Ignus em Sab Jul 01, 2017 6:07 pm

Não poderia deixar sua família sozinha. Deu meia volta, por precaução para sair da vista dos homens,


A garota faz uma meia-volta, retornando pelo caminho de onde veio. A manobra não era de todo estranha, mas era certo que normalmente corredores normalmente circulavam algum 'obstáculo' em vez de simplesmente fazer uma mudança de 180 graus no curso. Não obstante, se algum dos quatro homens percebeu a presença dela ali e sua manobra pareceu não se importar muito com isso, ou pelo menos não fez questão de interagir com  Jeong-Suk.


enquanto voltada de onde tinha vindo, tirou o celular do bolso e digitou para Tao.

"Tem 4 homens estranhos na frente loja do Wu. Não tem vidro de proteção. Vi Ling lá mais cedo. Algo vai acontecer com ele ou com Wu?  To saindo de perto"


Assim que vira na esquina por onde viera e sai do campo visual dos homens a garota envia uma mensagem para seu amigo Tao, mas os segundos sem que a confirmação de visualização da mensagem aparecesse. Onde quer que estivesse, Tao parecia não estar com o celular em mãos no momento.

Cerca de dois minutos se passaram desde que a garota virou a esquina e nenhum tiro foi ouvido.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por DaniEaston em Sab Jul 01, 2017 8:47 pm

Pensou que talvez estivesse exagerando. Embora fosse algo estranho, não havia como ter certeza do que poderia acontecer. Já havia passado algum tempo e nenhum barulho, não podia ficar para sempre na rua.  

Sabia que algo estava acontecendo por causa da postura dos homens, mas não podia saber exatamente o que era. Não havia, no entanto, como tomar qualquer atitude, era apenas uma garota. Suspirou e passou a mão na testa. Olhou mais uma vez para o telefone, colocou-o para virar e deixou-o no bolso. Atravessou a rua e tentou espiar, camuflada na escuridão, para ver se poderia seguir caminho. Se ainda estivessem ali, apenas se esconderia, se não houvesse ninguém, seguiria para casa. Talvez decorasse o número da placa do caro. De qualquer forma, iria fazer o mínimo de barulho possível e tentar seguir sem ser vista, escondida por cantos e sombra.
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por Ignus em Dom Jul 02, 2017 1:05 am

Atravessou a rua e tentou espiar, camuflada na escuridão, para ver se poderia seguir caminho. Se ainda estivessem ali, apenas se esconderia, se não houvesse ninguém, seguiria para casa. Talvez decorasse o número da placa do caro. De qualquer forma, iria fazer o mínimo de barulho possível e tentar seguir sem ser vista, escondida por cantos e sombra.


Jeong-Suk espera por alguns momentos mais e então retorna para a rua do mercado do Sr. Wu, mas dessa vez ela fica do outro lado da rua, torcendo para não ser vista.

Assim que vira a esquina e volta a ter campo visual para a loja ela imediatamente nota que o carro permanece lá. Nada de fora do comum acontece enquanto a garota se aproxima o bastante para poder decorar a placa e o modelo do carro {memória eidética - sucesso automático}

Jeong-Suk Já estava quase perpendicular à altura da porta, acreditando que havia sido boba por suspeitar que algo pudesse estar errado, quando ela ouve o barulho de garrafas se quebrando. Não era o som de uma única garrafa se partindo, mas sim o de várias garrafas. Alguns momentos depois ela ouve o som de objetos caindo no chão, o que se repete algumas vezes. Não é possível ver o que acontece dentro do estabelecimento dali.

A via pública não é particularmente escura, então não um lugar para se esconder nas sombras. Existem alguns carros parados atrás dos quais a garota poderia ficar, mas eles não oferecem um esconderijo completamente à margem de visualização.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por DaniEaston em Dom Jul 02, 2017 1:49 am

"aigoo" pensou automaticamente e abaixou o corpo, se assustando com o barulho. Tentou olhar para dentro e não conseguiu. Procurou rapidamente por um local para se esconder, no entanto, não havia. Correr também não parecia ser uma boa opção, não sabia se eles podiam olhar para fora.. Talvez alguém a tivesse visto e fosse atrás dela. "Droga".

Abaixada foi até o carro e se escondendo na direção do pneu, para que não a vissem caso olhasse. Puxou novamente o celular e olhou para ver se tinha alguma resposta. Se o carro fosse alto, entraria embaixo dele para se esconder e não fazer sombra ou aparecer sem querer. Se encolheu o máximo que pode e ficou e ouvidos abertos.
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por Ignus em Dom Jul 02, 2017 2:24 am

Jeong-Suk rasteja para baixo de um dos carros estacionados para se ocultar.  Não era ma ideia, já que ali ela muito dificilmente seria vista e ela consegue manter uma visão ao menos parcial da rua.

Checando o celular a menina não vê nada de novo, então ela trata de guardar o aparelho novamente.

Os barulhos de vidros se quebrando e de objetos sendo jogados no chão prosseguem por algum tempo. Algo enter dois e oito minutos. A margem de erro no tempo era considerável, mas a garota teria dificuldade em ter maior precisão razão da tensão que o momento lhe trouxe. Passado esse tempo os sons cessam completamente.

Do ângulo de visão que sua posição lhe permite Jeong-Suk logo a seguir vê 4 pares de pernas saindo da loja e seguindo em direção ao carro. Obviamente se tratavam dos homens que ela vira chegando mais cedo.Eles nada falam, ou pelo menos não em um tom de voz que ela seja capaz de ouvir do outro lado da rua. Poucos segundos depois de os pés desaparecerem o carro em questão se põe em movimento, indo embora dali. O carro não arranca nem anda particularmente devagar. Para qualquer um que olhasse agora não seria nada mais do que um carro partindo normalmente.

Jeong-Suk espera por mais alguns segundos ainda escondido, ouvindo atentamente, mas nada de extraordinário chega a seus ouvidos.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por DaniEaston em Dom Jul 02, 2017 3:26 am

Embaixo do carro o coração desparava. Tentou prestar atenção, no entanto não conseguiu ouvir nada. Esperou que eles saíssem e alguns minutos depois se arrastou para fora. Andou até a frente da loja e olhou para ver se havia acontecido algo com alguém. Pelo menos agora poderia passar como transeunte. Talvez fosse até mesmo um golpe tramado.

Olhou para o celular novamente se não houvesse mensagem ou mesmo algum som, se afastaria e chamaria a policia de algum telefone publico, como anonima e então iria para casa. Diria o endereço e que não sabia se havia acontecido algo com ninguém.

Estava um pouco assustada e com receio. Mas não queria problema, por outro lado, se tivesse acontecido algo com Sr.Wu ou Huang, poderia ajudar.

avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por Ignus em Qui Jul 06, 2017 2:09 am

Embaixo do carro o coração desparava. Tentou prestar atenção, no entanto não conseguiu ouvir nada. Esperou que eles saíssem e alguns minutos depois se arrastou para fora. Andou até a frente da loja e olhou para ver se havia acontecido algo com alguém. Pelo menos agora poderia passar como transeunte. Talvez fosse até mesmo um golpe tramado.


De frente para o estabelecimento a garota pode perceber que a loja foi completamente vandalizada.

Todas as estantes que ficavam no meio do recinto estão tombadas. Uma infinidade de produtos estão todos nos chão, onde há uma abundante quantidade de cacos de vidro espalhados.

Não era possível avistar ninguém lá dentro, mas considerando como o campo de visão era limitado de quem estava na calçada - onde poderia ser confundida com um mero transeunte - isso não significava muita coisa.

Enquanto passava bem em frente à porta a mulher tem a impressão de ouvir um gemido vindo de dentro. Ela tenta forçar a audição para se certificar do que pensou ter ouvido, mas ou o som não passou de imaginação ou se foi real não se repetiu.


Olhou para o celular novamente se não houvesse mensagem ou mesmo algum som, se afastaria e chamaria a policia de algum telefone publico, como anonima e então iria para casa. Diria o endereço e que não sabia se havia acontecido algo com ninguém.


Depois de chamar a polícia e sair dali Jeong chega em casa sem qualquer imprevisto. Cerca de duas horas depois de sua chegada seu telefone toca. Era Tao. Assim que a garota atende ele já começa a falar antes que ela tenha tempo de introduzir outro assunto:

-Pequena, tenho ótimas notícias. Acabei de sair de uma reunião com um sujeito que adorou seu trabalho. E é um cara que manja da coisa. A princípio eu havia oferecido aquela sua réplica que você me entregou semana passada como se fosse o original, mas ele de plano percebeu que não era. Pensei que o negócio ia por água abaixo por conta disso, mas aí ele disse que isso não importava. Ele gostou do estilo do artista e quer te conhecer. Se gostar de você irá te pedir para fazer uma obra por encomenda para ele.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por Ignus em Qui Jul 06, 2017 2:11 am

OFF: Parece que o recurso de citação (quote) está bagunçado com as mudanças no layout. De toda forma, se você selecionar o texto dentro dos retângulos de quote consegue ver o que está la dentro.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por DaniEaston em Qui Jul 06, 2017 10:25 am

Achou estranho o som que saiu de dentro da loja, mas estava tão nervosa pelo que viu, que tinha quase certeza de que ouvia coisas. Havia chamado a polícia e já comentado que talvez tivesse algum ferido. Com certeza, iriam cuidar de tudo, não havia mais nada que ela pudesse fazer. Mas continuava preocupada, talvez, em partes, por não ter recebido ligação de Tao e parte por ter visto algo criminoso. Pois os crimes que ela mesma cometia, não fazia mal à ninguém, pensava.

Em casa, deixou a televisão ligada para ouvir alguma coisa caso passasse na televisão. Anotou a placa do carro e o modelo em um post-it perto do computador da casa e deixou colado atrás do monitor fino. Quando Jeong chegou procurou se distrair com ele, o ajudando na janta. Comendo e conversando sobre seu dia. Quando o telefone tocou, atendeu o mais rápido possível.




Pequena, tenho ótimas notícias. Acabei de sair de uma reunião com um sujeito que adorou seu trabalho. E é um cara que manja da coisa. A princípio eu havia oferecido aquela sua réplica que você me entregou semana passada como se fosse o original, mas ele de plano percebeu que não era. Pensei que o negócio ia por água abaixo por conta disso, mas aí ele disse que isso não importava. Ele gostou do estilo do artista e quer te conhecer. Se gostar de você irá te pedir para fazer uma obra por encomenda para ele.


 -- OWE- Disse alto, cuspindo um monte de palavras coreanas na sequência que Tao sabia, de tanto ouvir,  que a maioria significada palavrão. Quando falava coreano, tinha um vocabulário mais sujo.  Diminuiu a altura do q falava e soltou um som de descontentamento "Tssc"
- Você não viu que eu mandei uma mensagem pra você?  -- Entrou no quarto fechando a porta atrás de si -- Eu fiquei preocupada, eu não sei o que aconteceu. E se aconteceu algo com o Sr.Wu. Eu não saberia dizer se você estava com o Ling, se o Ling ainda estava lá. Está uma bagunça a loja, Tao. - Sentou no chão e sentiu o peso sobre os ombros saírem -- Quem? Quem é esse cara que você falou? O que ele quer, Que eu pinte qualquer coisa e não as falsificações? Mas eu não sou pintora que cria coisa.. Tao -- Disse seu nome de forma mais doce, o que era raro da parte dela, mas não disse mais nada. Ficou esperando que ele respondesse, enquanto olhava para os dedos do pé. -- Devo conhecê-lo, então?


[Ps: Tudo bem, eu tinha visto esses bugs XD Acontece. Tudo certinho Wink ]

-
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por Ignus em Qui Jul 06, 2017 11:07 am

- Você não viu que eu mandei uma mensagem pra você?


-Não. Saí tão animado com a notícia que te liguei assim que saí da reunião. Pera aí, deixa eu ler.


- Eu fiquei preocupada, eu não sei o que aconteceu. E se aconteceu algo com o Sr.Wu. Eu não saberia dizer se você estava com o Ling, se o Ling ainda estava lá. Está uma bagunça a loja, Tao.


-O Ling é um associado (isso significa que ele é um membro da mesma organização criminosa que Tao, a máfia chinesa local) e até onde me consta o Sr. Wu ainda é um dos nossos protegidos. Faz muitos anos que ele paga a mensalidade dele sem nunca ter causado problemas. Me surpreenderia bastante se ele fez algo para mudar a boa relação construída ao longo do anos.

[Caso deseje pode encaixar uma fala aqui antes da mudança de assunto]


-- Quem? Quem é esse cara que você falou? O que ele quer, Que eu pinte qualquer coisa e não as falsificações? Mas eu não sou pintora que cria coisa.. Tao


-O sujeito que eu encontrei trabalha para um ricaço. Ele é tipo o especialista que o endinheirado contrata para selecionar as obras dele. Ele me disse que gostou de seu estilo e que talvez você sirva para produzir uma obra por encomenda para o patrão dele. Mas não entrou em muitos detalhes, disse que o chefe dele faz questão de conhecer os artistas antes de fechar qualquer negócio. Pra mim a coisa toda pareceu bem promissora. Ele quer te encontrar amanhã de noite.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por DaniEaston em Qui Jul 06, 2017 11:42 am

Esperou que Tao lesse a mensagem, enquanto continuou muito concentrada em seus dedinhos do pé. O ouviu falar e chegou a comentar.

-- Só achei estranho, pq primeiro a loja está toda distruída. Quando eu vi o Ling de manhã, já estava sem o vidro de proteção na loja do Sr.Wu. Depois vi o carro encostando a noite e os quatro homens. Bem, deixa para lá também, não é problema meu. Só acho estranho algo acontecendo por aqui. Odiaria que esse lugar começasse a ficar perigoso.

Comentou e esperou ele falar sobre o homem que a queria encontrar. Pensou por um momento, não queria colocar o rosto por aí, mas era uma boa oportunidade. Coçou a cabeça e por fim respondeu.

-- Tudo bem. Se você tem certeza, espero que tenha certeza, de que é uma boa coisa, então não vejo por quê não. Talvez seja até mesmo um trabalho simples, nada perigoso. Me passa o endereço de onde é para eu ir.  


____
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por Ignus em Sex Jul 07, 2017 3:51 pm

-Vou te mandar por mensagem, é o endereço do ateliê em que eu fiz a reunião agora pouco. Ah, mais duas coisas: primeiro  o contato pediu para ver outras obras suas, mesmo que inacabadas, então se você puder levar aquela tela em que estava trabalhando seria ótimo. Segundo, o cara pareceu animado quando eu disse que você era asiática. Aparentemente o patrão dele havia pedido arte, e essas são palavras dele,  genuinamente oriental. Talvez seja uma boa ideia usar alguma roupa que realce isso. Talvez, sei lá. algum adereço ou coisa assim... Mas não force muito a barra, não queremos deixar o ricaço pensando que você não é autêntica, o que quer que isso signifique.

Micro: Caso queira continuar a conversa, vá em frente.

Alguns segundos depois de desligar uma mensagem de Tao com o endereço e o horário chega.

Macro: Por favor informe qualquer preparação ou coisa fora do comum que pretenda fazer antes da chegada no endereço (presumindo que ela será sua próxima ação relevante). Caso pretenda sair de casa antes de ir para o encontro informe para onde e para fazer o que.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por DaniEaston em Sex Jul 07, 2017 5:17 pm

Micro (nada de mudança)

-- Claro, vou entrar comendo Yakisoba. Muito Autêntico. - Falou sarcásticamente, mas com uma certa -- Tudo bem, vou arrumada para a ocasião. De qualquer forma, obrigada Tao.

Tentou usar o mesmo dia para descansar, embalar algumas das artes, incluindo a que estava fazendo. Fez com o máximo de cuidado que podia ter. Deixou separado um de seus vestidos e avisou Jeong que ficaria fora na próxima noite, que precisaria de sua presença ali. Não havia muitos preparativos para fazer. Passou o resto da noite assistindo televisão na sala antes de voltar e ir dormir. No dia seguinte, seguiu sua rotina normalmente até o início da noite.

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/23/f6/9d/23f69d04b417039d05d4e427a6b45462--chinese-dresses-beauty-full.jpg

Usaria o vestido vermelho que gostava, mas quase não tinha oportunidades para usá-los. Se sentia um pouco estranha, pois fazia tempo que não se arrumava tão bem. Não se decidia se achava a necessidade de ser oriental, algo bom ou ruim. Se era uma oportunidade ou uma ofensa. Levou umas 3 obras enrolou-as naqueles tubos  de desenho e passou a tira no ombro. Deixou a mãe descansada e com os remédios tomados. Mandou mensagem para Jeong e saiu adiantada. Em sua bolsa, um spray de pimenta e um canivete para proteção, não sabia muito usar, mas se algum maluco tentasse roubar seus quadros, arrancaria seus dedos. Seguiu caminho, apanhando um Uber, não queria andar com essas coisas no meio da rua. Avisou Tao por mensagem, de que estava indo para o local.


-
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por Ignus em Ter Jul 11, 2017 12:18 am

A garota se arruma de maneira a ressaltar a aparência oriental, separa 3 de seus trabalhos que ela julgou que causaria boa impressão e segue de Uber para o endereço recebido.


Avisou Tao por mensagem, de que estava indo para o local.


Assim que ela chama o Uber manda uma mensagem para Tao dizendo que estava de saída. Ele não responde na hora, mas apenas cerca de 20 minutos mais tarde, quando o carro está quase no local.

-Eu pretendia chegar um pouco antes de você, mas tive um imprevisto. Vou me atrasar um pouco. Desculpe, Pequena. Não estrague tudo durante minha ausência, ok?
seguido de alguns emojis de risos.

Chegando ao local Jeong-Suk encontra um sobrado elegante, mas de certo forma rústico. Ela toca um interfone que é prontamente atendido e uma voz responde:

-Um segundo, vou abrir.

{Camaleão cultural}


A mulher consegue notar um toque de um sotaque. Ela não consegue identificar de onde, mas sabe que ele está lá.

Cerca de 30 segundos se passam e então a porta é aberta por um homem:

FOTO DE PIERRE
Spoiler:

-É um prazer conhecê-la, Srta. Jeong-suk - Ele a cumprimenta com um beijo no rosto, algo que não é exatamente comum de se fazer com um desconhecido entre os norte-americanos e então a fita de cima a baixo, fazendo uma expressão divertida enquanto fala, em um coreano claramente falado por um estrangeiro, com um 'sotaque' bem estranho -Seu vestido azul é impressionante.

{Micro}: Interprete a conversa por favor.


{Macro} Ele então a convida para entrar. No caminho você nota alguns quadros. Não é possível dizer que você goste de todos, até porque os estilos variavam muito entre si, mas reconhece que ele aparenta ter bom gosto na seleção. Ela a conduz para a primeira porta à esquerda da entrada. Nela há uma ampla mesa branca e simples de pedra. Há algumas cadeiras por alí. O quadro que Tao estava oferecendo - aquele que era uma falsificação que eles pretendiam repassar como original - está pendurado em um cavalete, em uma moldura.

Pierre:
-Perdão pelo espaço intimista, mas meu patrão quer algo que não passe pelo mainstream - ele soa um pouco afeminado ao falar a palavra -, então achei melhor não convidá-la para a galeria, mas sim para meu humilde ateliê.

Ele caminha até uma mesinha próxima que tem uma cafeteira e algumas canecas:

-Café?

Ele se serve um pouco e a seguir coloca três colheres cheias de açúcar no líquido fumegante.

-Eu achei que você viria com seu agente. Um cavalheiro encantador.



PS: Por favor me explique se "Jeong-suk" é só o primeiro nome ou nome e sobrenome. Não sei como funciona na Coréia.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por DaniEaston em Ter Jul 11, 2017 5:13 am

(Ps: Suk é sobrenome. Jeong é o nome.  Eu sei que é educado eles chamarem por nome-sobrenome (as vezes vejo o sobrenome e a função, tipo Chefe Suk... ou algo assim, mas tb nao sou super entendedora). Só chama por nome que for intimo, isso é mais certo.)


-É um prazer conhecê-la, Srta. Jeong-suk - Ele a cumprimenta com um beijo no rosto, algo que não é exatamente comum de se fazer com um desconhecido entre os norte-americanos e então a fita de cima a baixo, fazendo uma expressão divertida enquanto fala, em um coreano claramente falado por um estrangeiro, com um 'sotaque' bem estranho .


-- Prazer em conhecê-lo, senhor? -- Diz em um coreano polido e educado, típico ao que se dirige à um desconhecido. Se deixa cumprimentar com o beijo no rosto e por uns poucos segundos se mostra embaraçada. Mas logo o sorriso brota, pensando que ele talvez nem devesse ser americano, ou talvez muito acostumado com uma cultura diferente da dela. Ele a fitou e ela ajeitou o cabelo atrás da orelha para disfarçar o embaraço.


-Seu vestido azul é impressionante / Ele então a convida para entrar.


-- Muito obrigada -- Disse olhando para baixo e para o próprio vestido. Entrou no local, e passando da porta,  com uma expressão gentil, com a voz dócil, responde em seu coreano -- Não gosto de parecer indelicada, no entanto, o vestido é vermelho. Mas fico feliz - Diz rapidamente - que tenha apreciado o corte, nem todas as pessoas dão importância à delicadeza, não é? -- Sorriu gentil para e seguiu o homem, andando na velocidade que ele andava. Enquanto olhava para os quadros no local. Enquanto andava, disse -- Nem sempre tenho a oportunidade de falar coreano.--Sorriu, lembrava que em casa falavam o coreano mais intimo, de etimologias diferentes e muito palavrão, essas palavras, no entanto, eram mais educadas e polida. Entrou por onde ele apontou. Viu seu quadro na moldura e sorriu levemente. Embora não soubesse o que de fato fariam com ele, era bom saber que havia lhe trazido uma oportunidade.


-Perdão pelo espaço intimista, mas meu patrão quer algo que não passe pelo mainstream - ele soa um pouco afeminado ao falar a palavra -, então achei melhor não convidá-la para a galeria, mas sim para meu humilde ateliê.


-- Oh, obrigada pela oportunidade de estar em seu ateliê, Sr. -- Fez uma reverência leve -- É um lugar muito inspirador. Tem muita arte e esse bom cheiro de tinta -- Sorriu. Era verdade o que falava, quem dera tivesse um lugar próprio para pintar, era muito mais fácil de visualizar os trabalhos, organizar.


café?
[color=#cc99ff]
[color=#993366][color=#993366]

-- Muito obrigado, mas não. -- Levantou a mão e a balançou em um gesto. inclinou o corpo de leve, para agradecer.


-Eu achei que você viria com seu agente. Um cavalheiro encantador.
[color=#cc99ff]
[size=19][color=#993366][color=#993366]

-- Ah, nos desculpe por isso -- Disse abaixando-se de leve, mais uma vez -- Ele me disse que se atrasará,mas virá. Teve um contratempo. Eu gostaria de aproveitar e lhe agradecer, fico feliz que tenham gostado do meu trabalho e se ainda tiverem a intenção, farei o que pedirem e o melhor possível também -- Sorriu e abaixou a cabeça novamente -- Estou falando tanto, me desculpe por isso -- Fez uma reverencia leve, novamente. Pensou nas diferenças entre as culturas que a rodeava, olhou para baixo e cruzou as pernas na frente do corpo, distraída. Virou o rosto para olhar o local, o corpo virado para a direção dele, mas a cabeça para o restante do ateliê.

--
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por DaniEaston em Ter Jul 11, 2017 5:14 am

Ps: Perdão, saiu bugado, pq eu tava editando as cores e ele fica mesmo assim colando os códigos. sei la pq, e acho q nao rola editar.. Na proxima vou fazer fora do forum, ai nao buga tanto.. é q nem sempre acerto as cores.. ¬¬ anyway, sorry
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por Ignus em Ter Jul 11, 2017 11:31 pm

Sem problemas.

-- Prazer em conhecê-lo, senhor? -- Diz em um coreano polido e educado, típico ao que se dirige à um desconhecido. Se deixa cumprimentar com o beijo no rosto e por uns poucos segundos se mostra embaraçada. Mas logo o sorriso brota, pensando que ele talvez nem devesse ser americano, ou talvez muito acostumado com uma cultura diferente da dela. Ele a fitou e ela ajeitou o cabelo atrás da orelha para disfarçar o embaraço.

-Meu nome é Pierre Courtney. Mas por favor, sem formalidades. Pierre está de bom tamanho.

-- Muito obrigada -- Disse olhando para baixo e para o próprio vestido. Entrou no local, e passando da porta,  com uma expressão gentil, com a voz dócil, responde em seu coreano -- Não gosto de parecer indelicada, no entanto, o vestido é vermelho. Mas fico feliz - Diz rapidamente - que tenha apreciado o corte, nem todas as pessoas dão importância à delicadeza, não é?

Pierre repete a palavra 'vermelho' em coreano algumas vezes. Ele então abre um sorriso e volta a falar em inglês.

-Ah sim, é claro,  'vermelho em coreano', não 'azul em coreano'.  -Pierre abre um sorriso bastante simpático. - Perdoe esse erro de alguém que não domina bem o belo idioma coreano.

Spoiler:
Jeong rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 6 para x que resultou 10, 10, 5, 9 - Total: 3 Sucessos

Jeong consegue perceber que aquilo não foi um equívoco. Aparentemente Pierre deliberadamente estava testando ela com aquela falha proposital para ver como ela reagiria. Embora fosse difícil dizer ela tinha a sensação de que causara uma boa impressão com a correção.


***

-- Ah, nos desculpe por isso -- Disse abaixando-se de leve, mais uma vez -- Ele me disse que se atrasará,mas virá. Teve um contratempo. Eu gostaria de aproveitar e lhe agradecer, fico feliz que tenham gostado do meu trabalho e se ainda tiverem a intenção, farei o que pedirem e o melhor possível também -- Sorriu e abaixou a cabeça novamente -- Estou falando tanto, me desculpe por isso -- Fez uma reverencia leve, novamente. Pensou nas diferenças entre as culturas que a rodeava, olhou para baixo e cruzou as pernas na frente do corpo, distraída. Virou o rosto para olhar o local, o corpo virado para a direção dele, mas a cabeça para o restante do ateliê.

-Eu gostei do seu trabalho. Sua réplica - ele parece levemente embaraçado ao usar a palavra - era muito convincente. Eu próprio cheguei a ficar em dúvida sobre a autenticidade dela pra ser sincero e isso é algo incomum. Se vamos trabalhar em conjunto, contudo, eu espero saber exatamente com o que estou lidando, então preciso que você me diga quais de suas obras são originais e quais não são, ok?

{Micro}

-Pois bem, imagino que você tenha me trazido outras obras em seu tubo. Eu gostaria de dar uma olhada nelas.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por DaniEaston em Qua Jul 12, 2017 2:18 am

Achou engraçado que ele a tivesse testado e ficou feliz por talvez ter escolhido a opção correta. Por fim, não era tão ruim dizer uma verdade se bem colocada. Nem todo mundo gosta de puxa-sacos, ela não era algo assim. Nem tanto, ao menos. O ouviu enquanto aos poucos ia se sentindo mais a vontade

Olhou para baixo rapidamente quando ele disse "réplica' e se embaraçou, ela mesma sabia que não era a coisa mais honrosa a se fazer, por esse fato, não se considerava uma artista de verdade, talvez apenas se tivesse seguido por outra trilha, mas não foi o que a vida lhe deu. Sentiu orgulho quando ele se mostrou impressionado, colocou o cabelo atrás da orelha novamente olhando para baixo.




-Pois bem, imagino que você tenha me trazido outras obras em seu tubo. Eu gostaria de dar uma olhada nelas.


Voltou a olhar para ele, assentiu com a cabeça. Tirou o tubo e o apoio na mesa, tirou a primeira obra, que ainda não havia terminado. A última da qual trabalhava

http://i01.i.aliimg.com/wsphoto/v0/912269185_1/Free-shipping-traditional-Chinese-landscape-painting-100-handpainted-calligraphy-and-painting-ink-and-wash-painting-MCS01.jpg

-- Sr. Pierre Courtney, já deve ter visto esse quadro antes. É muito famoso, além de da paisagem, tem a caligrafia, no canto, e apesar de muita gente não saber disso, quem conhece os caracteres conhece a caligrafia, e reproduzir caligrafias é uma de minhas especialidades. Poderia facilmente entrar em alguma competição de caligrafia, seja no idioma chinês quanto no coreano. Iniciei pequena, com a escrita e leitura, por tanto tenho firmeza nos traço e também leveza. Posso pintar qualquer paisagem ou rosto que já tenha visto.

Tirou outra tela. Todas eram grandes, o material era bom e as cores de um vivo antigo, parecia envelhecido.

http://www.sothebys.com/content/dam/stb/lots/HK0/HK0498/T1063HK0498_7BLYB.jpg

-- Essa é uma de minhas pinturas favoritas, também não é minha e sim uma cópia de jiang guo fang, do século 20, talvez não tão antiga, mas magnífica. A cultura chinesa, faz parte do que eu absorvo também e como eram possíveis clientes. Desculpa o termo, eu acabei me tornando mais especializada nessa parte. As obras coreanas, são mais difíceis de serem reconhecidas. Faz a tinta parecer antiga é um pouco mais difícil do que simplesmente pintar, mas o que esse pintor criou...

Tirou outra 'folha', enquanto ajeitava, falava
https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/564x/35/d3/97/35d3972b6138568a70f5c5d555cdac14.jpg

-- Esse é meu, uma mistura de aquarela com acrílica, bem pouco e nankin. O que podemos dizer sobre nossa própria arte, certo? -- Deu de ombros -- É tudo o que tenho, não tenho tantoas trabalhos para mostrar, pois esses exigem tempo e também dinheiro o que os torna um investimento à longo prazo. O que para hoje em dia.

Ficou quieta e esperou que ele analizasse as obras, com as mãos na frente do corpo, em pé, olhava para os quadros, com a cabeça ligeiramente abaixada, parecia apreensiva, em busca de aprovação, mas não era explícito o sentimento. Apenas esperou.

_--
avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por Ignus em Seg Jul 17, 2017 1:57 am

-- Sr. Pierre Courtney, já deve ter visto esse quadro antes. É muito famoso, além de da paisagem, tem a caligrafia, no canto, e apesar de muita gente não saber disso, quem conhece os caracteres conhece a caligrafia, e reproduzir caligrafias é uma de minhas especialidades. Poderia facilmente entrar em alguma competição de caligrafia, seja no idioma chinês quanto no coreano. Iniciei pequena, com a escrita e leitura, por tanto tenho firmeza nos traço e também leveza. Posso pintar qualquer paisagem ou rosto que já tenha visto.

-Sim, foi a caligrafia de sua réplica que me chamou atenção para você. É o tipo de coisa que simplesmente não fica bem-feita se não for feita da forma correta. Vejamos esse aqui. Eu pediria agora uma pequena cortesia. Um minuto de silêncio, se não se importar, gosto de focar todos os meus sentidos para a arte ao analisá-la.


Pierre observa o quadro por algo em torno de 20 segundos totalmente imóvel. Apenas seus olhos se movem e o fazem vagarosamente, como a esquadrinhar o quadro trecho por trecho. Depois de olhar para a tela de maneira mais geral ele aproxima o rosto das letras caligrafadas, tira um lupa de um bolso e olha para as letras trabalhadas.

-Minha leitura infelizmente é ainda mais rústica que meu coreano falado. O que elas dizem?

{Pausa para resposta}

-Interessante. Eu gostei desse.

http://www.sothebys.com/content/dam/stb/lots/HK0/HK0498/T1063HK0498_7BLYB.jpg

-- Essa é uma de minhas pinturas favoritas, também não é minha e sim uma cópia de jiang guo fang, do século 20, talvez não tão antiga, mas magnífica. A cultura chinesa, faz parte do que eu absorvo também e como eram possíveis clientes. Desculpa o termo, eu acabei me tornando mais especializada nessa parte. As obras coreanas, são mais difíceis de serem reconhecidas. Faz a tinta parecer antiga é um pouco mais difícil do que simplesmente pintar, mas o que esse pintor criou...

Novamente Pierre faz aquele ritual de observar em silêncio por vários segundos e então se aproximar da tela com a lupa. Dessa vez ele gasta menos tempo do que na primeira.

-Uhum. A tinta ficou convincente mesmo, mas eu teria usado um tipo diferente de tela para imitar aquele período. Vejamos a próxima. - Dessa vez ele pareceu menos interessado do que na primeira.

Tirou outra 'folha', enquanto ajeitava, falava
https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/564x/35/d3/97/35d3972b6138568a70f5c5d555cdac14.jpg

-- Esse é meu, uma mistura de aquarela com acrílica, bem pouco e nankin. O que podemos dizer sobre nossa própria arte, certo?

Pierre dá um sorriso cúmplice. Ele aparente entender bem como é difícil avaliar o próprio trabalho.

-- Deu de ombros -- É tudo o que tenho, não tenho tantoas trabalhos para mostrar, pois esses exigem tempo e também dinheiro o que os torna um investimento à longo prazo. O que para hoje em dia.

Uma vez mais ele encara longamente a obra em silêncio. Dessa vez ele não se aproxima com a lupa, por outro lado ele parece ter ficado por mais tempo observando do que nos casos anteriores.

Ficou quieta e esperou que ele analizasse as obras, com as mãos na frente do corpo, em pé, olhava para os quadros, com a cabeça ligeiramente abaixada, parecia apreensiva, em busca de aprovação, mas não era explícito o sentimento. Apenas esperou.

-Eu gosto desse terceiro. Talvez possamos negociá-lo também... Bem, caso nosso negócio principal se confirme, caso contrário eu estarei ocupado pelos próximos dias. Por favor, sente-se.

Pierre caminha até uma das cadeiras, espera a garota se acomodar e prossegue.

-Eu tenho plena consciência de que é impossível fazer uma obra de arte às pressas. E fui expresso ao fazer essa ressalva ao meu cliente, mas como ele insistiu que vencido o prazo deixaria de ter utilidade na obra, cá estou eu prestes a lhe fazer essa proposta indecente - Pierre ri da própria piada -Eu gostaria que você produzisse uma obra para mim para sexta-feira. (daqui a 3 dias). Como o tempo é absolutamente escasso antes de continuar com qualquer negociação tenho de saber se isso seria factível.

Jeong-Suk não pode deixar de sentir certa simpatia pelo sujeito. De certa forma seus olhos lhe pareciam tão simpáticos como os de um filhote de gato pedindo leite. E a proposta de entrar no mercado de arte 'legítima', que era tão diferente do de contrafações lhe atraía.

Pela sua experiência com esse tempo ela talvez fosse capaz de fazer uma tela pequena caso se esforçasse muito, mal dormindo ou comendo, e a obra não fosse particularmente complicada. Mas isso apenas caso ela acertasse a mão de primeira, o que não era algo garantido de acontecer.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por DaniEaston em Seg Jul 17, 2017 3:32 am

Ouviu o que ele falou sobre a caligrafia, ficou surpresa em saber que ele reconhecia a beleza delas, provavelmente ele tinha olhos bem treinados, não era atoa que trabalhava escolhendo arte. Contou à ele o significado das palavras e quando pediu, ficou em total silêncio. Pensou em quanto ele também entrava nos detalhes assim como ela também o fazia, pensou se ele poderia, com facilidade, fazer replicas assim como ela, ou se não saberia imitar outros. Olhou, sem se mexer, ao redor, enquanto ele analisava a tela, ela tentava analisar o atelier

Concordou quando ele comentou sobre o tecido escolhido para a réplica. Era muito difícil escolher esse tipo de coisa sem os meios corretos. Quanto mais dinheiro tivesse, mais perfeitas, talvez, ficassem as obras. Mas, aprendeu que homens ricos, tem funcionários com olhos tão bem ou mais treinados dos que os dela. Nas próximas vezes, poderia fazer diferente.

No terceiro quadro, sentiu um pouco mais de nervosismo do que com os outros. Os outros eram cópias, era a alma e a mão de outra pessoa, não a sua, naqueles casos, apenas a técnica de copiadora que seria levado em conta, o que poderia ser bom ou ruim, mas não atrapalharia seu ego. No entanto, algo que ela mesma criou... Quase nunca falava de coisas que ela mesma havia criado, não tinha pretensão de se tornar uma pintora famosa, não achava que houvesse no mundo, um espaço para emergir. Não imaginava uma vida lícita. Esperou, engoliu seco e o olhava de canto de olho. Esperou.




-Eu gosto desse terceiro. Talvez possamos negociá-lo também...


Os olhos brilharam feitos diamantes e o sorriso tentou saltar a boca. Mas ela conteve a emoção e agradeceu em silêncio, apenas com uma leve reverência. Jeon-Suk, sentiu-se parte do mundo por alguns segundos. Ouviu o restante da frase e caminhou até as cadeiras, sentou e cruzou as pernas, sentada um pouco de lado pois o vestido era curto.


Eu gostaria que você produzisse uma obra para mim para sexta-feira. (daqui a 3 dias). Como o tempo é absolutamente escasso antes de continuar com qualquer negociação tenho de saber se isso seria factível.


Não disfarçou a surpresa e fez um pequeno "o" com a boca. Olhou para baixo e depois para ele rapidamente Olhando em seus olhos, sorriu em seguida e sem jeito. Havia gostado do homem e sentia respeito por ele e pela competência que tinha. Não teve muitas oportunidades na vida, era muito provável que jamais tivesse outra igual a essa. Trabalhar sem trazer qualquer problema para a família. Se precisasse, ficaria acordada os dias seguintes à base de café, energético e chá preto. Passou a língua nos lábios e disse:

-- Não vou mentir que é bem difícil, ainda mais dependendo das dimensões da pintura, quanto maior for, mais tempo é exigido para os detalhes. No entanto, não me perdoaria se perdesse o ensejo. Como eu lhe disse, senhor Pierre Courtney, realmente estou agradecida pela oportunidade. Se a pintura não for particularmente complicada, como por exemplo, vários elementos na tela, tal Valasquez, então, é possível sim. Se eu me empenhar e fizer um trabalho constante, sim, há como lhe entregar até sexta-feira.

Estava receosa, mas faria seu máximo. Se não conseguisse, não teria outra chance, se negasse o acordo, também não teria outra chance. Pelo que conseguia enxergar, era uma ocasião única. Se ajeitou novamente na cadeira e esperou que ele falasse.

avatar
DaniEaston

Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 31
Localização : Santos / SP

https://www.artstation.com/artist/danipanhozi

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por Ignus em Seg Jul 17, 2017 4:50 am

Os olhos brilharam feitos diamantes e o sorriso tentou saltar a boca. Mas ela conteve a emoção e agradeceu em silêncio, apenas com uma leve reverência. Jeon-Suk, sentiu-se parte do mundo por alguns segundos. Ouviu o restante da frase e caminhou até as cadeiras, sentou e cruzou as pernas, sentada um pouco de lado pois o vestido era curto.

Jeong teve a impressão de que os olhos de Pierre se demoraram um pouco em suas pernas quando ela se sentou, embora não estivesse completamente certa disso.

Não disfarçou a surpresa e fez um pequeno "o" com a boca. Olhou para baixo e depois para ele rapidamente Olhando em seus olhos, sorriu em seguida e sem jeito. Havia gostado do homem e sentia respeito por ele e pela competência que tinha. Não teve muitas oportunidades na vida, era muito provável que jamais tivesse outra igual a essa. Trabalhar sem trazer qualquer problema para a família. Se precisasse, ficaria acordada os dias seguintes à base de café, energético e chá preto. Passou a língua nos lábios e disse:

-- Não vou mentir que é bem difícil, ainda mais dependendo das dimensões da pintura, quanto maior for, mais tempo é exigido para os detalhes. No entanto, não me perdoaria se perdesse o ensejo. Como eu lhe disse, senhor Pierre Courtney, realmente estou agradecida pela oportunidade. Se a pintura não for particularmente complicada, como por exemplo, vários elementos na tela, tal Valasquez, então, é possível sim. Se eu me empenhar e fizer um trabalho constante, sim, há como lhe entregar até sexta-feira.

-Apenas Pierre, por favor. Quanto ao tamanho, pensei em uma tela de aproximadamente 60 por 90. Quanto à complexidade, bem, em certa medida quem irá definir a complexidade será você. Alguns elementos visuais específicos lhe serão indicados, mas você será a responsável por criar a obra. Quanto a esses elementos... voltaremos a esse ponto em um segundo.  Eu gostaria de discutir valores agora para superarmos esse ponto logo.

Pierre se levanta e busca mais café para si, uma vez mais colocando três colheres de açúcar e mexendo antes de levar a canena aos lábios e então se sentar novamente. Sua expressão parece ser mais racional agora, como a de um comerciante fazendo negócio.

-Pretendia esperar por seu agente, mas receio que a demora dele não possa por em risco nosso prazo. Ofereço U$10.000,00 pela obra encomendada, que deverá ser entregue até as 21h de sexta-feira pronta e dentro dos parâmetros que apresentarei em breve. Você não deve assinar a tela ou para qualquer efeito reivindicar sua autoria. Você não deve tirar fotos, ainda que para uso pessoal da obra. Você não deve exibir sua tela ou as imagens que lhe entregarei para absolutamente ninguém. Fixaremos a confidencialidade em questão por contrato, com cláusula penal de U$25.000,00 em caso de descumprimento.

Spoiler:
Rolagem oculta

Jeong fica um pouco aturdida com os valores que estão sendo colocados na mesa. Pierre oferecia de uma única vez praticamente 4 meses de rendimento mensal. E se tudo desse certo nesses 4 meses. Claro que havia um bocado de exigências incomuns lhe sendo feitas, mas a proposta mesmo assim parecia incrivelmente tentadora.

Quando a garota ia responder o homem levanta um dedo, em sinal de que ainda não havia acabado.

-Estou também disposto a ficar com o terceiro quadro que você me mostrou em minha galeria em consignação. Colocarei-o à mostra por um preço mínimo de U$3.000,00 pelo período de 6 meses. Caso ele seja vendido você ficará com 30% do preço alcançado.
avatar
Ignus

Data de inscrição : 12/03/2011
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um mundo mais escuro

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum