New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Beaumont em Seg Abr 10, 2017 11:50 pm

Vallek Morton
- PDS 8/14
- FDV 2/7
- Vitalidade OK

Surpreso por Dean ainda estar vivo, Vallek raidamente se aproximou do mortal para retira-lo de próximo das chamas. Dean era durão, mesmo que a roupa tenha absorvido parte do impacto, era preciso ser forte para aguentar a dor das queimaduras e ainda assim estar consciente para tentar sair do helicoptero como Dean o fez. A face do cara nunca mais voltaria a ser "bonita" como antes. 


Vallek escreveu:– Venha. Eu te ajudarei.

Vallek o puxou com facilidade graças a potencia descomunal que possuía e isso era perceptivel por Dean que não precisou mais se esforçar. O vampiro o conduziu alguns metros e precisou ficar ao ar livre. Apesar do sol ainda não ter nascido , apenas a luz da claridade já era mais do que suficiente para esquentar o corpo de Vallek como se estivesse em um forno gigantesco. 


Vallek escreveu:– Aqui, beba… Isso vai te salvar – Você sabe se Sanders está vivo? O Sol vai nascer, e eu não posso ficar aqui. Precisamos ir para o subsolo de alguma forma.
Dean não hesitou na hora de tomar o sangue de Vallek, qualquer merda era mais util do que ficar ali a deriva prestes a morrer. O sangue do vampiro era potente e agia quase que na mesma hora, mas Vallek sabia que para cura-lo seria necessário mais do que apenas algumas gotas. Porem as primeiras gotas já ajudaram Dean a se erguer e trotar com dificuldades ainda precisando da ajuda de Vallek para caminhar. 

Dean : - Cara...Sanders está vivo, e os portões para o Abade de Chantry estão abertos, mas está uma loucura lá dentro....Perdemos o controle dos nossos soldados e Sanders está usando o Nano Controle Mental para manipular o máximo de imutaveis possivel...Droga como doí, eu preciso aguentar mais um pouco...Você está pegando fogo de quente ! 

Vallek precisava conduzir Dean depressa para o interior da plataforma e chegar a recepção da mesma. Faltava apenas 20 metros. Seria fácil se o malkaviano não se deparasse com a porta mudando de formato e se transformando em uma enorme bocarra. Dezenas de línguas bifurcadas tomavam lugar na boca assim como dentes serrilhados semelhantes aos de um tubarão. 

A boca era enorme e caberia tanto Vallek quanto Dean lá dentro. O pior de tudo é que a boca falava e tinha a mesma voz que Adonnis. 

Adonnis : - Muito impressionante Morton ! Agora você manipula a Tecno Magika ? O que mais você pode me mostrar ? AHAHAHAHHAAH Venha e seja o meu alimento nutritivo !  

O radio comunicador de Dean diferente do de Vallek estava funcionando e enquanto Vallek carregava Dean ele pode ouvir a voz de Sanders 

Sanders Ao comunicador escreveu:DEANNN !!! O REFORÇO ESTÁ A CAMINHO ! AGUENTE FIRME ALGUNS MINUTOS !!! 

O apelo de Sanders parecia mais um apelo para sí próprio do que para Dean, o som de tiros era massivo do outro lado do comunicador. 

_________________
  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
我是 Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 28
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Beaumont em Ter Abr 11, 2017 8:09 am

Danio Benneti 
- PDS 10/14
- FDV 5/6 
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)

Danio escreveu:- Não acho que ele usaria algo em seu nome. Pelo menos eu não o faria. Mas talvez algo próximo.... para poder ter acesso mais fácil a coisas pessoais que não puderam ser transportadas... -

Darko: - Alguns usam carniçais para deter grande parte das propriedades, não será fácil mas nada que SM e um bando de Hackers não resolvam. Quando o Antiquário de Seals foi tomado, muitas reliquias foram levadas para Phillisburgh, Samus fez questão de abrir caixa por caixa, fico imaginando todos os segredinhos que os tremeres perderam para nós. 

Hamlim estava de olhos fechados, bastante zonzo e provavelmente estava quase perdendo os sentidos por falta de vitae no corpo. Não respondeu a pergunta de Danio quando ele o fez. Seria arriscado empalar o caitiff mais uma vez e quem sabe deixa-lo em torpor isso estragaria todo o plano. 

Assim que eles chegaram no DP cada um tomou seu rumo. Um dos Brothers carregou Hamlim facilmente nos braços. Darko avisou Danio de que iria se encontrar com outros nosferatus e avaliar melhor as posses de Seals. Danio então começou a verificar Newark. Um delegacia de policia aberta 24 horas, um antiquario ao lado fechado e sob a jurisdição do Sabá. Alguns hoteis em volta, antigos que a seita fez questão de arruinar logo depois de tomar a cidade. Newark havia se tornado um dos polos de maior concentração da seita assim como Phillisburgh e Jersey City. 

Ao adentrar no DP Danio percebe que o lugar possuí duas faces, na entrada os vampiros Panders e outros bandos se mesclam de policiais causando a ilusória impressão de que a policia ainda existe na cidade. Com um olhar mais detalhado é possivel ver os rostos palidos e a face demoniaca que os neofitos possuem. Os unicos carniçais que Danio vê são os cães do inferno de duas cabeças presos nos canis da DP. Experimentos bestiais dos Tzmisce e que serviam tanto como caça quanto soldados exemplares. 

Sob o comando do DP estava Raven. Um Gangrel sanguinário nascido para a ser uma verdadeira besta e seu paladino também gangrel Two. O apelido foi dado por causa da tatuagem na sua nuca em forma do numero 2. Ambos perambulavam pelo Departamento e podiam ser encontrados com facilidade, enquanto Two monitorava as ações dos bandos sabás fingindo ser policiais pela cidade para caçar caitiffs e membros da camarilla refugiados Raven estava no telefone com alguém que parecia ser importante. Raven gostava de ficar no terraço da DP.

_________________
  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
我是 Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 28
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por mitzrael em Ter Abr 11, 2017 11:20 pm

Pensando :
Vamos ver o que esses idiotas vao pensar .
Herick via  que seus novos “amigos ficaram intrigado” como ele queria.


- Você possuí mais cartas do que podemos imaginar. O que é isso ? Um truque da mente? Formidavel. Doutor Krauss, equipe ele com o armamento necessário e coloqueo em um avião em direção ao oceano atlantico. Eu recebi informações de que estamos precisando de reforços e é a hora perfeita para testarmos nossa "nova" arma.

Pensando
Vocês nem imaginam meus caros , o que eu to planejando , derrotar o saba e a camarilha , numa tacada so .


Doutor Krauss : - Sim senhor...

Pensando
Pelo visto o dr não ta gostando de eu sair pra combate , mas já tive em situação  pior .

Com certeza eu vou passar todos os lugares que eu conheço vocês possuem um mapa da cidade .
E assim ele marcava no mapa os lugares : Jewel Palace, antigo elisio da Camarilla, o predio comercial localizado no centro de Jersey City.
Em quanto herick  escrevia ia lembrado que havia sido levado para lá quando foi preso sendo assim ele lembra que tinha uma passagem por baixo que era a conexão com esconderijo saba
Pensando
Agora sabá vai ver com quem se meteu , e a hora do segundo houd

Tem mas uma coisa  tenho um helicóptero de guerra , e o quero de volta e eu to doido pra por ele pra gritar novamente e mas uma coisa , se eu fosse vocês, não sei como vcs podem fazer isso , mas poderiam fazer o esgoto pegar fogo de toda as direções da cidade .??
Herick falava colocando as mãos na mesa com um olhar desfiados para aqueles homens.
E depois se retirava indo ate o armazém de armas :
Olha so isso e uma loja de brinquedos
onde ele pegava . Rifles PSG1/Escopetas Fiacchi Law/Granadas de Explosivas, Fumaça e de Luz (5)/ Espadas
Twisted Evil  Twisted Evil
avatar
mitzrael
Caitiff
Caitiff

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 36
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Tyron Randall em Qua Abr 12, 2017 10:16 am

Com uma força de vontade impressionante, Tyron era capaz de resistir ao laço de sangue por alguns momentos. Por um tempo, parecia que seu maior desafio seria suportar observar a morte de sua amada pelas mãos de Kashan, mas como se isso não fosse desafio o suficiente, o militar simplesmente a agarrava e desaparecia pela floresta adentro.

Lynxx fazia silencio enquanto olhava fixamente para Tyron como se observasse a alma do vampiro e sua agonia enquanto se controlava ao máximo para continuar indiferente ao caso.

Lynxx: - Você pode simplesmente ficar aqui enquanto imagina sua doce boneca sofrer infinitamente até sua morte inevitável ouuuuuuuu você pode tentar salva-la e assim ser um verdadeiro heroi ! Pense da seguinte forma. Se caso qualquer um de nós for pego como prisioneiro inclusive você esse será o resultado, se for para salvar qualquer um de nós, salve apenas se você tem 100% de convicção que pode salvar do contrário morra junto essa é a única forma de queimarmos os nossos rastros pelo caminho !

Mas é claro que o desafio não seria tão "simples". Por mais que sua resistência emocional fosse admirável, aquilo estava longe de bastar para ser um membro da Mão Negra. Segundo a estranha vampira, ele só tinha duas opções: tentar salvar Branca em uma caçada arriscada ou esperar até que o veneno terminasse o seu serviço.

Enquanto sua resistência ao laço não decaía, Tyron podia pensar com mais clareza, e estava claro para ele que sua única chance de vencer seria indo ao resgate de Branca. Ele não pensava aquilo emocionalmente, mas sim racionalmente... afinal, se o veneno não tinha matado-a após todo aquele tempo, certamente não a mataria antes de esgotar toda a sua resistência mental.

E então, o laço de sangue voltou a prevalecer, e Tyron desistiu de lutar contra ele. Uma onda devastadora de culpa veio à tona no segundo em que ele retornou. Como ele pode ter dado autorização para Kashan matá-la? Ele só podia estar completamente louco! E se ele realmente tivesse feito aquilo? Como ele poderia perdoar a si mesmo, como ele poderia viver depois disso? Mesmo sempre tentando manter uma expressão séria e fria, era evidente na sua expressão facial a culpa que ele sentia naquele momento.

Mas culpar-se não traria Branca de volta, ele precisava agir. Resgatá-la e curá-la daquele maldito veneno era a única maneira que ele tinha de redimir-se com sua amada. Sem mais delongas, partiu numa velocidade incrível em direção ao rastro de vitae e cheiro deixados por Branca, utilizando os seus sentidos aguçados para melhorar seu olfato (auspícius 1). Mas só aquilo não bastava, ele tinha que usar todos os recursos ao seu alcance, e enquanto corria, pouco a pouco ele foi assumindo uma forma canina, que amplificaria ainda mais a sua velocidade e olfato (metamorfose 4 - forma de cão).
avatar
Tyron Randall
Gangrel AT
Gangrel AT

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Undead Freak em Qui Abr 13, 2017 12:21 am

Não foi difícil tirá-lo dos destroços, mas confesso que a situação de Dean me preocupou. Ele aparentava poder perder a consciência a qualquer momento. Quando deixei ele provar do meu vitae, foi um alívio poder vê-lo de pé, ainda que mancando e se movendo com dificuldade.

- Cara...Sanders está vivo, e os portões para o Abade de Chantry estão abertos, mas está uma loucura lá dentro....Perdemos o controle dos nossos soldados e Sanders está usando o Nano Controle Mental para manipular o máximo de imutaveis possivel...Droga como doí, eu preciso aguentar mais um pouco...Você está pegando fogo de quente ! 

– Precisamos entrar. Não posso ficar no Sol. É melhor entrar e lutar do que morrer aqui. Se eu morrer, todos morremos. Não estou sendo metido, estou falando a verdade. Só eu sei como resistir a esse mago de bosta.

Eu comecei a arrastar Dean em direção a entrada da plataforma, mas é claro que aquele mago filho da puta não iria facilitar. Quando faltavam menos de vinte metros para entrarmos, Adonnis apareceu, transformando a entrada em uma boca gigante de dragão com muitas línguas.

- Muito impressionante Morton ! Agora você manipula a Tecno Magika ? O que mais você pode me mostrar ? AHAHAHAHHAAH Venha e seja o meu alimento nutritivo !  


Minha única alternativa era entrar. Eu não poderia ficar ali, ou seria fervido pelo astro-rei. Enquanto pensava no que fazer, pude ouvir Sanders através do comunicador de Dean.

– DEANNN !!! O REFORÇO ESTÁ A CAMINHO ! AGUENTE FIRME ALGUNS MINUTOS !!! 


Eu podia ouvir um tiroteio intenso. Sem perder tempo, dei mais do meu sangue (1 pds) para Dean e me virei para ele.

– A entrada aguenta um tiro de lança granadas? Para que outros lugares o transpôder pode ir?


Off: O Disruptor está comigo?

_________________
avatar
Undead Freak
Malkaviano AT
Malkaviano AT

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Beaumont em Sex Abr 14, 2017 6:35 pm

Rugall Salles
- PDS 3/10
- FDV 6/6   
- Vitalidade Escoriado (Agravado)

Como eu já disse antes, eu não sei de nada sobre Elisha. Até onde eu sei, ela está sumida desde antes de eu chegar na cidade. Parece que muita gente a procura, inclusive eu tinha alguns negócios inacabados com ela mas que dadas as circunstâncias,
não pude dar continuidade. Agora me diga, porque você acha que sei aonde ela está? 

Os ombros de Paul Kim recaem como quem finalmente baixou a guarda e não estava completamente feliz com a resposta obtida. Ele ajeitou a gravata depois do esforço que fez e então se aproximou de Rugall. Ambos estavam abalados, o dia estava a ponto de vir e Rugall precisava de alguma forma livrar a sua pele do esandalo que havia se envolvido. Kim então pareceu mais tranquilo seu andar e sua face inquisitora ainda existiam porem e Rugall estava com artefato que poderia corta-lhe a cabeça a qualquer momento. Usar o poder do sangue poderia ser bem util mas revelaria de fato a verdadeira natureza de Rugall. O vampiro estava encurralado na cadeira quando Kim voltou a pressiona-lo. 

Kim : - Talvez você não saiba, mas Elisha Hurley era um dos personagens mais poderosos desta cidade. Ela era o braço direito de um que manipulava New Jersey desde de antes de você nascer, desde de antes mesmo de eu nascer. O que me leva finalmente a crer talvez você esteja realmente falando a verdade !..

Kim se sentava exatamente na frente de Rugall, um contato de olho com olho não era exatamente exercido por Rugall, já que como usuario da dominação ele sempre evitou esse tipo de contato a menos que ele quisesse manipular alguém, contudo uma sensação de tontura percorreu Rugall e ainda bem que ele estava sentado. Flashes do momento da festa que Rugall fez no Carpe Noctem começavam a vir involuntariamente na mente do vampiro, ele então levou a mão na cabeça, as imagens mostravam conversas de Rugall com July, Diana e Lilly. Conversas ao telefone com Elisha no momento em que ele ainda 
não vivia em New Jersey. Era como se alguém...Como se Paul Kim estivesse sondando a sua mente atrás de algo. Rugall se lembrou de seu pai e um sentimento de tristeza brotou em seu peito. A ira se acumulou no interior de Rugall, como Paul era capaz de fazer aquilo Quando a imagem de Nirrhtak invade a mente de Rugall a preocupação toma partido. Kim arregalou os olhos e em voz alta disse. 

Paul Kim : - Nirrhtak.......Agora eu sei...

Kim bateu com a palma da mão na madeira quente do balcão da sala de audiencia e se levantou, colocou a mão no queixo enquanto refletia tudo o que viu. 

Paul Kim : - Então esse é o Sabá...Agora tudo o que Herick & Vallek disseram fazia sentido, eles são os inimigos prioritários. Anton Moses, se você tem alguma preocupaão por Lilly, July. Então me prove que Joshua está errado e você não é o monstro que falam que você é ! Preciso saber tudo sobre o Sabá em New Jersey. 

Paul Kim havia mudado a forma de e comportar perante o vampiro, seu foco não era mais Elisha, ele de fato percebeu que Rugall não era um inimigo mas sim outra vitima da seita Sabá. 


Paul Kim : - Eu estive o tempo cego por Elisha mas a verdade é que temos outro importante inimigo em New Jersey. Estou te dando a chance de se livrar de uma vez por todas de Nirrhtak ! Não é isso que quer ? Nirrhtak e toda a escoria Sabá precisa desaparecer... E você me ajudará dizendo o que sabe sobre eles. 


Paul Kim Teste de Arete 5 Esfera da Mente  Diff 6. =  8 Sucessos de Efetividade

Rugall Teste de Força de Vontade Diff 6. = 2 Sucessos. 

_________________
  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
我是 Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 28
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Beaumont em Sex Abr 14, 2017 7:10 pm

Tom Halley
- PDS 13/14
- FDV 5/5
- Vitalidade OK

Tom escreveu:- Boa noite jovem dama, a próxima cantarei para você... Mas ouça com atenção, pois se pode duvidar, mas uma musica contem a magica, Fique comigo e sinta essa magica sinta essa sintonia...

A moça sorria com um ar de envergonhada, olhava para baixo rapidamente, havia algo nela sexy e inocente ao mesmo tempo. Não era uma linda mulher como aquelas modelos de revista mas daquelas que você encontra sem querer em um café ou outro lugar publico e que imagina que nunca mais verá novamente. 

Tom então inicia a sua musica. O dedilhar de seus dedos era hipnotizante, ele fechava os olhos como se viajasse na propria musica. Podia ouvir o coração da moça acelerar enquanto a musica era tocada, mas espera repentinamente o coração da jovem parou de bater. Os olhos de Tom se abriram e ao conectar com o olhar da mulher ele viajou para outro plano. Tom e ela estavam completamente nus, deitados um ao lado do outro enquanto ela deslizava seus dedos gélidos no rosto de Tom ao som da música. 

Antes do fim da musica Tom voltava de seu transe momentaneo e percebia que acabou por angariar mais ouvintes do que imaginou. Havia um pequeno grupo de boemios e jovens a ouvir sua musica enquanto bebiam e fumavam maconha na praça sentados ao chão e com a brisa singela do ar livre na noite. Tom percebeu que enquanto esteve em transe se levantou e foi para um pequeno palco improvisado de cimento onde ficou em uma posição acima de seus ouvintes em uma forma mais privilegiada e que o som se propagasse de maneira mais perfeita. Quando terminou a musica recebeu palmas dos dois grupos. O grupo de boemios que vestiam preto em sua maioria e os jovens skatistas que fumavam maconha. A garota estava sentada com os boemios, se levantou e ajudou Tom a descer do palco de cimento enquanto dizia. 

- Me chamo Aislin e esses são Dave, Carl e "Roxo". Sua performance foi incrivelmente gloriosa, eu saberia que responderia ao nosso chamado. "Aonde a lua é livre" Você é mesmo um de nós ! Tem tanta coisa que eu quero te mostrar ! 

Havia uma empolgação e inocência estranha naquela mulher. Mas que despertava uma grande curiosidade em Tom. Ele sentia que podia confiar nos boemios, inclusive no gigantão sério chamado "Roxo" ele tinha uma cara feia e sua pele era tão estranha que chegava mesmo a parecer roxeada. Memso assim ele não sentia nenhum perigo vindo deles. 

Dave : - Você parece mais velho do que eu. Mas parece desligado de...nós ? Algo em você reflete tristeza... Teve uma vida sofrida ?

Aislin : - Ora vamos seu psicologo de meia-tigela ! Vai avaliar o pobre neofito também ? Você está em casa Mon Amour ! Em casa !! 

Aislin arregalou os olhos quando pronuciou a palavra casa, apesar de tratarem Tom bem. quem de fato eram aquelas pessoas ? Um circulo da camarilla ? Um bando Sabá ? Ou um grupo de loucos que confundiram Tom com alguém ? Tom percebeu que o grupo tinha a pele pálida, eles não eram humanos, o outro grupo de skatistas pedia que ele tocasse outra musica. Todos se divertiam naquela noite. 


Tom Teste de Olhos do Caos Diff.9 = 1 Sucesso

_________________
  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
我是 Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 28
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Bahamut em Sex Abr 14, 2017 7:53 pm

Após ouvir Rugall, Kim abre a guarda e se senta. Ao que parece ele colocou a razão na frente da emoção e se aquietou.

Rugall quase sentiu um alívio, não fosse pela guilhotina em seu pescoço e por tantas reviravoltas que sofreu. Seus olhos encaravam os olhos de Paul Kim quando começou a ficar tonto. Imagens do salão, suas carniçais, seus conflitos e vitórias. Elas iam e vinham e Rugall não conseguia se concentrar até que as imagens se focaram em Nirrhtak.

Nirrhtak.......Agora eu sei...


Rugall então retoma controle de sua mente. Sua mão estava em sua cabeça, embora não se lembre quando isso aconteceu, mas em seguida as coloca sobre a mesa e fita Kim. Rugall nunca havia visto um poder como aquele. Ele havia sondado a mente de Rugall e este sentiu e viu tudo o que Kim procurava.

A sensação de vulnerabilidade e nudez era como piche. O incômodo era insuportavel e Rugall não conseguia se livrar da sensação. Mais uma vez Kim o deixava desarmado e derrotado e Rugall se segurava para não rosnar como um leão acuado.

Mas Rugall se mantém firme. Não se entregou até agora e não vai se entregar. Assim, Rugall ae ajeita em sua cadeira e encara novamente Paul Kim.

Agora não tenho mais o que esconder de você não é? Então vamos aos fatos.

Como deve ter visto, já faz muito tempo que eu fugi de Nirrhtak. Fui para longe, me estabeleci em Vegas e agora iria expandir meu alcance em Jersey. Tudo estava indo muito bem até você invadir a minha festa e me expor.
Não sabia que ele estava ainda atrás de mim e assim ele me encontrou.

Descobri depois que o lugar aonde fui mantido captivo era o Jewell Palace. Tive muita sorte naquela noite, pois o Sabá sofreu um ataque e consegui fugir com outro prisioneiro. Depois disso não tive mais notícias de Nirrhtak.


Rugall fitava Paul Kim com olhos perfurantes. Não sabia o que estava por vir e tinha ainda muito o que fazer. Kim com certeza era algo que Rugall nunca tinha visto, mas mesmo com tanto poder Kim estava cego ao que acontecia com a sociedade vampírica, embora seus reais motivos pareçam ser de alguma valia.

Rugall então esperou. Frações de segundo que pareciam horas para poder escutar o que mais Kim tinha para dizer.
avatar
Bahamut
Tzmisce
Tzmisce

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Beaumont em Sex Abr 14, 2017 8:09 pm

Herick Draven
- PDS 4/15
- FDV 2/6
- Vitalidade -2 Ferido Gravemente (1 Agravado/4 Letal)


Equipamentos : 
- PSG 1  D8  CDT 1 Pente 5 Alcance 300 Metros
- Escopeta Fiacchi Law  D8  CDT 3 Pente 8 Alcance 20 Metros
- 1 Espada F+2 
- 5 Granadas (2) Fragmentação (2) Fumaça (1) Luz
- 1 Punhal F+1 (Já possuía)

Depois de escolher as armas que iria usar o vampiro estava pronto. Havia mais armas em seu corpo que ele poderia ocupar aquele monte de armas atrapalhava um pouco a sua mobilidade. 

Dr. Krauss : - Um guerreiro não muito inteligente. As placas vão funcionar perfeitamente em você. Haverá um grupo de Imutaveis no objetivo da missão. Imutáveis se você ainda não sabe são vampiros que possuem bem mais engrenagens de metal do que você a diferença entre você e eles é que você pensa e eles se tornaram meros bonecos, são nossos soldados. Sua missão é providenciar cobertura para a nossa equipe Alpha que está em campo de batalha com um Mago louco. Isso mesmo tome cuidado que ele possuí um exercito de vampiros, criaturas e várias outras coisas. Repetindo seu objetivo é unicamente providenciar suporte a equipe Alpha. Eles estarão vestidos de preto. 

Krauss o avaliou psicologicamente Herick por aquele motivo.  Para Krauss, Herick era muito novo e extremamente imaturo. 

Quando Herick saiu da armaria percebeu a movimentação no prédio, soldados armados passavam de lá para cá. 

Krauss : - O grupo Delta está indo para o local que você mencionou, nós já sabiamos que o Jewel Palace era um refugio de vampiros, mas sua informação foi importante para que soubessemos que você estava falando a verdade em nos ajudar. Você procura um vampiro chamado Viper. Assim que o encontrarmos entraremos em contato com você no topo do predio há um aviao a sua espera. 

Krauss e Herick se despediam e o vampiro agora seguia em direção ao seu novo destino. Herick agora era um soldado tecnocrata, estava munido para a guerra e quando chegou no alto já havia um esquadrão pronto para auxilia-lo. 



Ramirez : - Sou Ramirez, estava no esquadrão Alpha, vou levar você e os outros para onde estavamos ! 

O grupo que compunha a equipe Eccho estava responsável por seguir em direção ao oceano. Ramirez era só mais um homem po baixo de todas aquelas máscaras negras, deveria haver uns 10 homens incluindo o piloto. O avião também estava munido com um carro caso fosse preciso. A viagem não demorava muito e logo Herick já podia ver o oceano. Ramirez entrava em contato com o comunicador 

Ramirez no Comunicador escreveu: Alpha 1 responda ! Dean !! Estamos chegando aguente firme, nós estamos a caminho ! Qual é a situação ?

_________________
  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
我是 Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 28
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Beaumont em Sex Abr 14, 2017 8:41 pm

Vallek Morton
- PDS 7/14
- FDV 2/7
- Vitalidade OK


Obs: Você já possuí 3 armas pequenas em seu inventário (2x facas de combate) e uma Magnum. Acredito que você o tenha deixado em seu refugio tecnocrata. Caso vc queira estar com a arma irei acrescentar +2 de diff nas ações destreza por você estar com muitas armas e isso acabar prejudicando a sua flexibilidade. Me avise caso estiver para que eu utilize o modificador. 

Não havia muito tempo para pensar Vallek então derramou mais um pouco de seu sangue na face de Dean que quase se afogou com o pouco nicho de sangue que recaiu sobre sua cara. O sangue de Vallek resultou como ele queria, cicatrizando ainda mais as queimaduras do seu novo lacaio tecnocrata. 

Vallek escreveu:– A entrada aguenta um tiro de lança granadas? Para que outros lugares o transpôder pode ir?

Dean estava se viciando no sangue de Vallek e precisou de um carão para voltar a se concentrar. 

Dean : - Sanders pode modificar o destino transponder só precisamos pedir para ele ! Mê de um minuto para contacta-lo no comunicador, e poderemos mudar o destino dos nossos transponders para o lugar que ele está ! 

Enquanto conversavam não perceberam quando a língua bifurcada da porta monstruosa cheia de dentes arremessou suas línguas serpentiosas envolvendo as pernas de Vallek e Dean . Vallek tinha apenas uma de suas pernas presas, a criatura era forte e tentava puxar Vallek para dentro da boca. Enquanto Dean enquanto tentava pressionar o botão localizado próximo ao pescoço para ativar o comunicador e falar com Sanders. Dean estava sendo tragado para dentro da boca mais rápido que Vallek. A boca cheia de dentes parecia querer mastigalos. 

Enquanto eram puxados. Vallek via um avião e aproximar no céu e um novo canal no comunicador se contactava com eles. 

Ramirez Ao comunicador escreveu:Alpha 1 responda ! Dean, Sanders, Vallek ? !! Estamos chegando aguentem firme, nós estamos a caminho ! Qual é a situação ?

O maldito medroso latino estava devolta da enfermaria e parecia estar pronto para mais. Pelo menos agora Vallek poderia contar com mais alguns mortais para ajudar. 


Bocarra Gigante Teste de Apresamento Diff 6. = 4 Sucessos

Vallek Teste de Des+ Esquiva Diff. 6 = 3 Sucessos
Dean Teste de Des+Esquiva Diff.6 (-2 dados ferimento) = 0 Sucessos

_________________
  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
我是 Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 28
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Beaumont em Sex Abr 14, 2017 9:51 pm

Tyron Randall
- PDS 9/15
- FDV 4/8  
- Vitalidade OK

A procura desenfreada por Branca começava, o cheiro de vitae estava podre no ar. Tyron já sabia que a jovem não estava bem mas aquele cheiro apenas tornava tudo mais veridico. Ele nem ficou muito tempo para escutar o resto da explicação da mulher. Ele tinha uma preocupação muito maior que salvar a vida da pequena caitiff. Seus olhos mudam rapidamente então, ele poderia aproveitar a floresta completamente ao seu favor, o cheiro da réuva estava em contraste com o cheiro do sangue podre e isso facilitou enormemente para que ele pudesse segui-la. 

Tyron seguia o rastro com velocidade, mas sabia que Kashan havia se utilizado da rapidez e por esse motivo havia ganho muitos metros a sua frente. O cheiro estava forte apesar disso e a cada metro, suas emoções se misturavam com o surto de adrenalina em seu raciocinio. Tyron precisava ser mais preciso, e aos poucos seu corpo foi tomando a forma de combate Gangrel. 

Isso o tornava mais rápido, mais canino e sem duvida mais ágil que o normal. Sua velocidade aumentou e ele podia sentir o cheiro de branca muito mais forte. Ele queria que ela pudesse respirar ou que o seu coração batesse para que pudesse ter um rastro de esperança sobre a vida dela, mas não podia, tinha de se contentar em continuar a seguir o rastro da vampira caitiff enquanto galopava velozmente. 

Com todos aqueles sentidos aflorados, ele pode sentir quando um unico rastro hostil vinha em sua direção. Ele pôde avistar o momento em que Kashan saltou por cima de um dos galhos da copa das arvores, sua velocidade era quase semelhante a dele ou de qualquer outro ancião bem treinado ou quem sabe ainda maior, seu olhar auspicioso quase não conseguia segui-lo, mas ele percebeu que estava prestes a ser alvejado por Kashan. O vampiro da mão Negra não parecia estar armado, mas seu salto em direção a Tyron parecia bastante hostil e convicto. 


OFF: Você pode declarar suas ações. eu irei engaja-las no sistema de combate de acordo com a iniciativa. 

Tyron Randall Teste de Per+Prontidão Diff.3 = 6 Sucessos
Kashan Teste de Des+Furtividade Diff. 6 = 4 Sucessos

_________________
  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
我是 Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 28
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Fuuma Monou em Sex Abr 14, 2017 11:29 pm

Ouvir menção ao nome do Nosferatus que me guiou por entre os corredores da "base" de Samus fez-me remontar tudo o que aconteceu naqueles primeiros dias, as escolhas (mal) feitas... o que dera certo... minha entrada no Insight e aquela busca louca pelo Caitiff que agora está à minha frente. É interessante pensar no que teria acontecido se eu o tivesse seguido no lugar de ficar naquele salão pensando o que falar para a Inquisidora enquanto escutava a conversa de Keyla com os outros membros do Bando.

"- Pelo que Darko está falando agora, parece que SM é alguém bastante importante, pelo menos na base de pesquisa.. O que teria acontecido...? Agora não tem como eu descobrir... mas acredito que não trocaria, se pudesse voltar no tempo..."

Darko escreveu:- Alguns usam carniçais para deter grande parte das propriedades, não será fácil mas nada que SM e um bando de Hackers não resolvam. Quando o Antiquário de Seals foi tomado, muitas reliquias foram levadas para Phillisburgh, Samus fez questão de abrir caixa por caixa, fico imaginando todos os segredinhos que os tremeres perderam para nós.

- Além de conseguir conhecimento... Benetti venderia tudo o que fora encontrado por muito... conseguiríamos mais dinheiro do que você poderia imaginar com esses objetos... - Respondo automaticamente ao Nosferatus. Não imaginava que ele estivesse atento ao que estava sendo dito ao seu redor. Após estas palavras, deixo o silêncio tomar conta do carro por um ou dois segundos até que recomeçava. - Você lembra se haviam outras grandes propriedades do Tremere? Algo em que fosse possível esconder seus objetos... talvez esse fosse um bom começo. Mas realmente, os carniçais serão um ponto essencial, principalmente aqueles que estivessem ligados diretamente ao... como você disse? Antiquário...

Ao olhar novamente para o Caitiff e tentar falar com o mesmo para desvendar mais algum local em que Hal pudesse ter um esconderijo atento para o quanto ele está ferrado... duas estacadas em uma única noite não é algo para qualquer um, o que da a certeza de que não devo dar uma única brecha para este Rato... pois ele será muito pior que Lars. É possível que um pouco de meu sangue possa ajudá-lo a acordar um pouco mais, embora possa ser perigoso fazê-lo ali. Dessa forma, irei esperar pelo momento certo antes do amanhecer, quando eu puder ter pelo menos os dois Brothers a segurá-lo.

"- Ou então... talvez isso possa esperar pelo próximo anoitecer... vamos ver o que vai acontecer nesse novo esconderijo."

Logo ao chegar no DP, todos descemos do carro e cada um segue seu destino. Antes de afastar-nos, contudo, viro-me a Darko e pergunto.

- Darko, onde podemos guardar esse Rato? - Falo apontando para Hamlin nos braços do Brother. - Ele não está conseguindo nem ao menos ficar em pé... quero deixá-lo em um lugar em que eu possa alimentá-lo sem que haja "problemas", se é que me entende... - Antes de nossa separação finalizo com uma pergunta ao Nosferatus. - E você sabe onde consigo encontrar Keyla ou Lars?

Assim que Hamlin estive jogado em algum lugar, começo meu "passeio" pelo lugar. Estou procurando Keyla ou principalmente Lars... a vontade de encontrar-me com a Gangrel esteve forte durante todo o tempo...

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou
Narrador
Narrador

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por mitzrael em Sab Abr 15, 2017 11:31 am

Krauss : - Um guerreiro não muito inteligente. As placas vão funcionar perfeitamente em você. Haverá um grupo de Imutaveis no objetivo da missão. Imutáveis se você ainda não sabe são vampiros que possuem bem mais engrenagens de metal do que você a diferença entre você e eles é que você pensa e eles se tornaram meros bonecos, são nossos soldados. Sua missão é providenciar cobertura para a nossa equipe Alpha que está em campo de batalha com um Mago louco. Isso mesmo tome cuidado que ele possuí um exercito de vampiros, criaturas e várias outras coisas. Repetindo seu objetivo é unicamente providenciar suporte a equipe Alpha. Eles estarão vestidos de preto.
Pensando :
Agora sim , acho que vou poder pelo menos fazer um pequeno estrago , quando entrar naquele ninhos de cobras , esses idiotas nem desconfia que eu to fazendo , melhor eu não pensar muito sabe la que fizeram em mim depois que eu puder presenciar aqui
Não iria estranhar que seriam capazes de ler minha mente .

E espero que realmente me tirem por tolo e melhor me fazer de morto pra comer o coveiro
.


Quando Herick saiu da armaria percebeu a movimentação no prédio, soldados armados passavam de lá para cá.

Krauss : - O grupo Delta está indo para o local que você mencionou, nós já sabiamos que o Jewel Palace era um refugio de vampiros, mas sua informação foi importante para que soubessemos que você estava falando a verdade em nos ajudar. Você procura um vampiro chamado Viper. Assim que o encontrarmos entraremos em contato com você no topo do predio há um aviao a sua espera.


Espero que eu passei para vocês passem por relevante , como disse a vários tuneis em baixo
Daquele prédio , e com isso inúmeras criaturas.
quase não sai com vida de la ,
Como disse vocês tem de por fogo em tudo aquilo e depois seguir ate o saba tem um caminho secreto la embaixo .
Não menospreze os vampiros , por mais que seja de dia , la em baixo ta escuro suficiente .

Herick ia para sua missão , sabia que agora era a hora de sua revanche por tudo que aqueles idiotas fizeram ele passar , agora era a hora do escopiao .
E com sorte ele teria seu maior inimigo em suas mãos .
O sangue do herick fervia so de imaginar todo aquilo .
Twisted Evil Twisted Evil
avatar
mitzrael
Caitiff
Caitiff

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 36
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Bad em Seg Abr 17, 2017 8:43 am


Quando tom toca e entra no trazer, tendo aquelas visões e sensações com a moça em sua frente, ele simplesmente não entende mais nada do que esta acontecendo naquela noite...
*que merda que estou fazendo? O que diabos esta acontecendo? Mas o show não pode parar, depois de tocar algumas musicas eu pensarei mais sobre isso, agora estou sem coragem *
Quando percebeu que estava em um mini palco Tom se empolgou e tocou com mais fervor. Ao parar e a moça se apresentar, junto aos seus companheiros... ficou tudo mais claro.

Beaumont escreveu:
- Me chamo Aislin e esses são Dave, Carl e "Roxo". Sua performance foi incrivelmente gloriosa, eu saberia que responderia ao nosso chamado. "Aonde a lua é livre" Você é mesmo um de nós ! Tem tanta coisa que eu quero te mostrar !

Tom se posta a cumprimentar a todos conforme é apresentado, de forma até educada.

- Então foi você... O que seria esse tanto de coisa pra me mostrar?

Após isso Tom já se senta ao lado do grupo sem problemas nenhum.

Beaumont escreveu:
Dave : - Você parece mais velho do que eu. Mas parece desligado de...nós ? Algo em você reflete tristeza... Teve uma vida sofrida ?

- Todas as vidas são sofrias e alegres meu amigos. O Blues reflete bem essa essência, eu gosto de aproveitar cada dia, sem pensar no ontem ou amanhã... essa é a melhor forma de viver.

Beaumont escreveu:
Aislin : - Ora vamos seu psicologo de meia-tigela ! Vai avaliar o pobre neofito também ? Você está em casa Mon Amour ! Em casa !!

-Olha moça, Desculpa não interpretar direito, realmente vocês são bem legais e parecem bem divertidos, mas como assim em casa? Não sou muito bom com o termo casa hahahah, digamos que sempre fui um nômade. Ou pelo menos à certo tempo.

Tom pergunta com um ar descontraído, não como alguém desconfiado com tudo, mas sim como alguém realmente curioso e afim de conhecer mais a respeito daquele grupo tão peculiar que ali se encontrava.
avatar
Bad
Malkaviano
Malkaviano

Data de inscrição : 22/03/2010
Idade : 25
Localização : Brasilia - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Undead Freak em Seg Abr 17, 2017 5:38 pm

Off: Não, de boa. Essas armas me bastam por agora.

Depois de um tempo, em que eu pensei que teria que dar uns tapas nele, Dean finalmente saiu do seu estado de tesão depravado devido ao gosto do sangue e resolveu escutar o que eu falava.

-- Sanders pode modificar o destino transponder só precisamos pedir para ele ! Mê de um minuto para contacta-lo no comunicador, e poderemos mudar o destino dos nossos transponders para o lugar que ele está!


-- Faça isso. Ficar aqui não vai ser bom para nenhum de nós dois...principalmente para mim.

O mago, covarde como era de se esperar, aproveitou nosso momento de distração para atacar de forma sorrateira. Ele enrolou suas línguas de cobra em volta de nossas pernas. Ele me prendeu, eu resisti, mas Dean estava sendo puxado com facilidade para dentro da boca, o que impedia que ele chamasse Sanders pelo comunicador.

Isso não é bom. Preciso sair rápido daqui.

-- Alpha 1 responda ! Dean, Sanders, Vallek ? !! Estamos chegando aguentem firme, nós estamos a caminho ! Qual é a situação ?


Ora, quem diria! Era aquele moleque latino, o cagão. Ele estava de volta.

-- A situação é que vamos todos morrer se você não fazer nada. Atire nessa porra.

Minha única reação foi sacar as facas, concentrar meu sangue para apurar minha velocidade e decepar as línguas que prendiam a minha perna e Dean.


_________________
avatar
Undead Freak
Malkaviano AT
Malkaviano AT

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Tyron Randall em Ter Abr 18, 2017 12:20 pm

O cheiro podre oriundo de Branca impregnava no ar. O Gangrel sabia que aquilo significava que o veneno não a pouparia por muito mais tempo, o que era algo extremamente preocupante para alguém sob um laço de sangue, mas ao menos algo de bom poderia vir daquilo, de modo que ele rapidamente a encontraria com aquele rastro.

No entanto, mesmo sabendo precisamente onde ela estaria, isso não implicava dizer que ele conseguiria alcançá-la... ao menos não naquela forma. Pouco a pouco, Tyron foi criando pêlos enegrecidos ao redor do corpo, e todos os seus dentes foram tornando-se afiados como navalhas, até que enfim ele se tornou um ser completamente canino.

Forma de Combate:
Forma de combate: Cachorro
Raça: Pastor Alemão
Cor: Preta
Peso: 55 kg (o peso de um cão normal seria 40, mas aumentei devido a qualidade Corpo Grande)
Velocidade: Velocidade normal de corrida do personagem é dobrada
Sentidos aguçadas: Olfato (-2 na dif. dos testes relacionados)
Altura: 70 cm (Aumentei em 5 cm comparado a forma normal)
Ataques: Garras (Força= Dano Agravado) e Mordida (Força +1= Dano Agravado)
Atributos ganhos: Força +1, Destreza +2, Vigor +2 (A pontuação dos atributos não é limitada pela Geração, pois isto aplica-se somente ao uso de Vitae e não aos ganhos por disciplinas)



Naquela forma, Tyron podia correr com o dobro de sua velocidade normal, além de ganhar muita força, agilidade e resistência, isso sem contar com o aumento ainda maior do seu olfato. Desse modo, o Gangrel podia sentir Branca cada vez mais perto, e a sua determinação se tornava maior na medida em que sua esperança de encontrá-la aumentava. Porém, as coisas não seriam tão fáceis assim...

Vindo em sua direção como uma bomba relógio, Kashan estava prestes a se engajar em um combate com Tyron. O militar não aparentava estar armado, mas que vampiro precisava de armas para ser perigoso, principalmente se tratando de um ancião? Seus próprios caninos eram as armas mais letais que ele poderia ter. O Gangrel não sabia se o propósito do outro vampiro era meramente testar suas habilidades em combate ou algo além, mas ele não arriscaria sua não-vida centenária por um teste, mesmo que tivesse que matar o seu superior. Determinado a não pegar nenhum pouco leve, Tyron se preparava para lutar com tudo o que tinha.

Ações:
Spoiler:
-1 pds para ativar rapidez, -2 pds em destreza (ficando com destreza 9) - ações independentes da iniciativa

Caso ganhe a iniciativa: atacar Kashan com várias mordidas (6 ao todo, pelo limite da rapidez), mas focalizando seus ataques nos membros (pernas e braços, com o intuito de arrancá-los), para apenas incapacitá-lo e evitar matá-lo, se possível.

Caso perca a iniciativa: vou focalizar as minhas ações nas esquivas e caso sobre alguma ação livre para atacar (depois que os ataques acabarem), eu atacarei.

OBS: independente da iniciativa, vou utilizar todas as minhas ações de rapidez, seja para atacar ou para esquivar
avatar
Tyron Randall
Gangrel AT
Gangrel AT

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Beaumont em Ter Abr 18, 2017 8:50 pm

OFF : ESSE POST É REFERENTE A TODOS OS 6 JOGADORES DA CRONICA COMO PARTE DO POST INDIVIDUAL DE CADA UM ENTÃO PEÇO QUE LEIAM PARA INTERTEXTUALIZAREM MELHOR COM O POST INDIVIDUAL. 


OBS: FAÇAM OS POSTS DE VOCÊS APÓS OS POSTS INDIVIDUAIS COMPLEMENTANDO COM A INFORMAÇÂO DESTE POST. OBRIGADO . QUALQUER DUVIDA PM PRA MIM !



O Surgimento do Sol Negro 


Existe um dado momento na vida de um vampiro que ele realmente percebe que sua existência é bem maior do que ele poderia imaginar. Isso não se reflete a uma existência apenas politica, que ás escuras, manipula a raça humana e controla territórios denominados "Domínios" como quem joga xadrez em um tabuleiro recheado de minas mortais. Às vezes, a vida de um vampiro é marcada por um momento épico e único do qual a maioria faria questão de nunca ter presenciado. 


Se no futuro você perguntar a um vampiro que viveu este instante e sobreviveu, você irá ouvir que a escavação organizada pelo Abade de Chantry e a Sociedade Leopoldo em Jerusalém nunca deveria ter acontecido. Milênios que deveriam ter sido esquecidos pela eternidade foram remexidos por um grupo de mortais que se acharam movidos por DEUS e que no fim impulsionaram a desgraça sem precedentes. O que estava entulhado, no fundo, bem no fundo de milhares de pedras dos escombros de Petra, nunca deveria ter sido encontrado. O destino ou mesmo Deus tem uma forma bem estranha de conduzir as coisas. Ou quem sabe o tempo todo tenha sido ELE usando o seu sistema nervoso ao qual chamávamos erroneamente de Rede Malkaviana e que servia para conectar a todos nós como um grande organismo de proporções mundiais e que nos tornava cada um uma sinapse importante DELE para seus feitos, para seus objetivos, todos nós conectados e unidos permitindo que a iluminação fosse mais do que completa. Cada um sendo uma peça pequena como uma célula em um organismo infindavelmente maior. Nenhum de nós poderia jamais saber que um novo ANJO estava por vir. 


Elisha Hurley movida em um proposito com outros malkavianos acreditava que estava liderando uma forma de libertar o pai de todos. Adonnis acreditou que podia controlar o pai de todos. Ledo engado...


Os anjos são mais do que uma criação perfeita de DEUS e estão fora do alcance de qualquer compreenssão. Chame-o de anjo, chame-o de deus, chame-o de Malkav, a verdade é que ele já era iluminado antes mesmo de ter sido abraçado por Caim. 


Nós todos sentimos quando ele despertou e aquels que tinham o sangue dele correndo nas veias estava preparado para isso mais dos que os que não tinham, o mundo ficou frio e caotico como as profundezas de uma correnteza de um rio, cruzar os braços ou se abraçar não era o suficiente para evitar o frio, o dia apesar de chegar não trouxe o calor que deveria, o sol não tinha mais a sua utilidade, ele estava tão negro quanto a lua...Por falar na lua ela estava lá, como se ainda fosse noite ela impedia o sol usar os seus raios para nos queimar, sim era dia mas a maldição do sol não nos afetou, foi um momento impressionante e ao mesmo tempo inexplicavel. Não pudemos ver o sol em sua magnetude mas pela primeira vez em anos, decadas e até séculos para uns, pudemos ter o vislumbri de ver parte do majestoso sol as 6 da manhã...


O fato de ver o sol e mesmo sentindo o cansaço diurno, poder estar em pé do lado de fora de nossos refugios apreciando o momento. Não foi para todo o bem, alguns de nós, na verdade a maioria de nós sentiu a mesma dor, o mesmo calor e a mesma fúria de estar confinado por séculos em um presidio do corpo onde apenas a alma podia se movimentar. Um cárcere doloroso, exatamente como um tetraplégico apenas vê  o mundo a sua volta girar sem poder fazer nada, a não ser falar e dar conselhos, essa era a dor de Malkav e seu despertar inflou o coração de todos nós com a sua grande iluminação. Os que não aguentaram o incrivel poder do Frenesi se deixaram ser guiados pela besta atraves da Erupção Lúnática que atingiu todo o estado de New Jersey. 


O uso dessa habilidade terrível só foi registrado algumas vezes na história dos Membros, mais espetacularmente nas últimas noites da batalha final de Cártago. Ela é efetivamente uma bomba nuclear psíquica, usada para incitar todos os seres inteligentes dentro de um raio de quilômetros a uma ordia de sede de sangue e fúria. Suspeita-se que os Malkavianos já usaram ameaça deste poder como um trunfo em várias negociações importantes com os anciões da Camarilla.


Teste de Autocontrole escreveu:
Rugall Salles(3 Dados) Diff. 8 = 0 Sucessos
Danio Benneti (3 dados) Diff.8 = 2 Sucessos
Tyron Randall (2 dados) Diff.8 = 0 Sucessos
Herick Draven (2dados) Diff.6 = 0 Sucessos
Vallek Morton (2 dados) Diff.6 = 1 Sucesso
Humanos Diff. 10 
Tom Não fez o teste por não estar em New Jersey. Mas o post funciona pra você também.
OFF: Os que não tiveram sucesso PODEM gastar 1 FDV por turno para conterem o frenesi, caso não gastem vocês devem interpretar o controle da besta e a maioria das suas ações serão determinadas pelo narrador até o fim do frenesi enquanto vocês interpretarão o dominio da besta. 

Quando o sangue nos corações dos homens e mulheres ferveu, fruto da iluminação que nosso pai Malkav concedeu, inumeras atrocidades se espalharam por todo o lado leste do País mais importante do novo mundo. Morte era uma libertação para os horrores presenciados a seguir. As ruas se mancharam de vermelho, não havia mais lei, na verdade não havia mais padrão ou organização. A lei era você fazer o que quiser e quando quiser, eu estava vivo para presenciar a verdadeira liberdade que foi além do sonho de qualquer anarquista, de qualquer ideologia. Sua unica limitação era a sua própria vontade. Os noticiários de TV de New York cobriram os acontecimentos, e registrou o ato como uma das maiores trágedias sem precendentes e explicação da ultima decada nos Estados Unidos. A força Policial, Exercito, CCD e um milhão de outros orgãos invadiria a cidade nos momentos seguintes, para estabelecer a ordem na população. Mas é claro que isso teria um preço. Você acha que a Camarilla, os inquisitores mortais e qualquer outra Ordem Mundial deixaria um pandemonio instalado ? Nada poderia ficar por muito tempo. 


A seita Sabá que controlava a cidade se definhou por dentro, milhares, realmente milhares de vampiros entraram em frenesi e se destruíram uns aos outros em incontáveis atós de Diablere, as mentes dos deturpados monstros vampiricos se aflorou da maneira mais hedionda possivel. O Arcebispo Samus foi um dos primeiros a usar seu inigualável poder para destruir, moldar e consumir seus fieis em criaturas ainda mais bizarras e poderosas ao unir a loucura malkaviana com a genialidade Tzmisce, criando bestas dignas do próprio inferno. 


Se você acha que tudo o que eu contei foi tudo o que aconteceu, espere para presenciar os atos que estão por vir..... 

_________________
  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
我是 Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 28
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Beaumont em Qua Abr 19, 2017 9:13 am

Rugall Salles
- PDS 3/10
- FDV 6/6   
- Vitalidade Escoriado (Agravado)

Rugall sentiu da forma mais despida possivel como o pode da manipulação mental poderia ser. O vampiro não conseguia acreditar no tanto de informação que Paul Kim foi capaz de escavar e alguns minutos atravessando a sua mente, talvez paul já estivesse investigando Rugall a muito tempo, isso explicaria o fato dele já conhecer o nome Moses...Mesmo assim o vampiro não viu outra alternativa a não ser contar tudo o que sabia. 

Rugal escreveu:Agora não tenho mais o que esconder de você não é? Então vamos aos fatos.

Como deve ter visto, já faz muito tempo que eu fugi de Nirrhtak. Fui para longe, me estabeleci em Vegas e agora iria expandir meu alcance em Jersey. Tudo estava indo muito bem até você invadir a minha festa e me expor.
Não sabia que ele estava ainda atrás de mim e assim ele me encontrou.

Descobri depois que o lugar aonde fui mantido captivo era o Jewell Palace. Tive muita sorte naquela noite, pois o Sabá sofreu um ataque e consegui fugir com outro prisioneiro. Depois disso não tive mais notícias de Nirrhtak. 

O depoimento de Rugall Salles finalmente era sincero, Rugall não se sentia feliz com isso mas o que mais ele poderia fazer sabendo que tinha um dispositivo preso ao seu pescoço e que suas carniçais tão preciosas estavam em situação semelhante. Rugall estava muito feliz desde de que deixou esse passado para trás, mas como uma assombração tudo voltou e de forma ainda pior. Paul tinha uma face analitica perante a situação, não estava feliz nem um pouco. Ele se manteve calado por um tempo onde apenas o som do tic-tac de seu relógio poderia ser ouvido. Aquela espera silenciosa era uma tortura para Rugall mas não havia muito o que pudesse fazer. Finalmente Paul Kim resolveu falar. 

Paul Kim : - Rugall Salles, eu tenho um inimigo bem maior do você jamais poderia imaginar, não há por que eu manter você preso ou fazer qualquer mal July ou Lily. Ela é o motivo pelo qual eu estou aqui. Meu dever é livrar pobres mortais como elas do controle de criaturas hediondas e não machuca-las. Agora veja bem Rugall, se você sair por aquela porta estará por conta propria contra Nirrhtak. Ele irá atrás de você e suas garotas, criaturas como ele e seus senhores vampiros destroem a vida de dezenas de mortais pelo simples desejo de sangue e depravação. 

Paul dava um minuto para reformular suas palavras, o calor na sala aumentava e ele acabava ligando o ar condicionado para depois voltar a falar. 

Paul Kim : - Quero que você me ajude a pegar Nirrhtak e toda essa corja chamada Sabá. eles são meus verdadeiros inimigos e o meu principal objetivo em New Jersey. Fique do meu lado e terá proteção, armas, aliados e tudo o que precisar para acabarmos de vez com o mal que nos atormenta. Pegaremos Nirrhtak e ele os levará ao líder que controla essa maldita facção ! Me responda Rugall, está disposto a me ajudar ?

A oferta era lançada a Rugall. O verdadeiro objetivo de Paul era livrar a raça humana de monstros como o Sabá. Elisha estava louca e destruidora, mas Kim percebeu que Rugall era mais uma vítima do que um agressor em toda essa história. 

O calor aumentava na sala mesmo com o ar condicionado ligado, raios de luz começava a queer entrar na sala e Paul se viu obrigado a se levantar rapidamente para socorrer Rugall que era fágil aquela situação. 

Paul Kim: - O sol , está amanhecendo ! Venha, deixe-me tirar isso de seu pescoço. 

Paul se levantou, mas parece que se ergueu rápido demais, ele perdeu o equilibrio e acabou caindo no assoalho de madeira no chão, suas mãos começaram a tremer e sua boca a espumar enquanto ele se contorcia em uma letargia estranha. 

Paul Kim : - Vá...para o sub...solo ! 

Paul tentava com muita dificuldade retirar um cartão azul e preto de acesso com a letra N5 e arremessou para perto de Rugall. Rugall não parecia entender muito mas subitamente o calor em seu corpo também parecia se elevar como se estivesse em chamas talvez por causa do calor do dia, o vampiro começava a perder o controle sobre o seu corpo, uma dor percorria seus musculos e seus movimentos ficavam levemente comprometidos, a vontade que Rugall tinha era de enfiar suas presas no pescoço desprotegido de Kim ou do guarda que estava ali também se contorcendo em um ataque epilético no chão. O que estava acontecendo ? 

OFF: Como eu disse você pode gastar 1 FDV para poder controlar seu personagem por um turno e continuar gastando FDV o tempo que quiser até o fim do frenesi ou não puder  gastar mais FDV. 

_________________
  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
我是 Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 28
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Beaumont em Qua Abr 19, 2017 10:01 am

Danio Benneti 
- PDS 10/14
- FDV 5/6 
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)

Seguindo o conselho de Darko, o vampiro La sombra conduz Hamlim desmaiado juntamente com os outros dois Brothers em direção ao estacionamento da DP, eles deixam o furgão no local e levam o caitiff desmaiado até um dos carceres da delegacia, ao chegarem no local os latidos estéricos dos cães estrambolicos modificados pela vicissitude ecoavam por todo o local, havia várias celas outro par de Brothers extremamente identicos aos que Danio conhecia estavam sentados fazendo a alimentação e cuidado dos cães infernais que estavam ali. Hamlin foi praticamente arremessado em uma das celas, o vampiro estava tão enfraquecido que adormeceu logo em seguida. Não oferecendo nenhum problema. Logo após o feito Danio recebe uma mensagem no celular vindo de Darko. Parece que ele já havia conseguido algum progresso em sua pesquisa. 

Mensagem de Darko escreveu:"Seals não era o único dono do Antiquario, foi herança de familia dele e do irmão dele...Hemmerich Seals, sem duvidas o madito irmão dele é um vampiro ou quem sabe um carniçal. Você é inteligente Danio é por isso que eu gosto de você, como eu pude passar o irmão dele? Além disso há outros assossiados do museu estadual de Newark que devem ter conhecimento proveitoso sobre Hal, nosso amigo tremere terá de receber tiro de todos os lados ! hehehe. Eu vou colher as informações dos aliados de Hal e te passarei assim que possivel. Você ajudou e muito o trabalho dos Nosferatus agora. Keyla e Lars estão vindo juntas de Sussex mas parece que devido a falta de tempo elas apenas chegarão no inicio da noite de amanhã"

Infelizmente as duas acabaram tendo um contra tempo e nao chegaram em Newark primeiro que eles como previsto, o que dispertou uma leve preocupação sobre o motivo do impasse que as duas companheiras de bando de Danio tiveram. Danio já estava prestes a deixar o carcere quando subitamente algo invadiu a sua cerne como um vontade insandecida por sangue. A vontade foi tanta que as presas do vampiro rapidamente se projetaram para fora e o desejo mórbido se aflorava como chamas insandecidas no interior de seu peito.
Danio fechou os olhos por uns segundos e controlou o desejo doentio por sangue aos poucos inspirando profundamente como se ainda fosse visse vivo. Aquele exercicio unido a concentração foi capaz de faze-lo manter a besta controlada do devaneio subito que teve naquele momento, pórem o som das grades metalicas dos carceres se partindo abriu os olhos do La sombra para o pior. 

Os brothers estavam ao chão, se retorcendo de dor, segurando seus estomagos enquanto outros mastigava a própria mão em um ato visceral e hediondo. Alguns cães infernais haviam se unido e derrubado as grades das cadeias usando o próprio corpo independente se houvesse auto flagelação de seus corpos, se eles iriam se machucar. As criaturas pareciam possuídas pelo próprio demonio e avançaram diretamente nos Brothers rasgando suas carnes e se alimentando o máximo que poderiam se deleitar. Danio se via preso entre dois Cães infernais . Um estava na frente da porta da cadeia e outro estava na frente da grade no qual Danio e os Brothers prenderam Hamlim. Danio poderia simplesmente tentar fugir, mas o que aquelas criaturas fariam com o indefeso Hamlim poderia arruinar de vez todo o seu plano de pegar Hal Seals na próxima noite. Os dois cães infernais avançavam em direção de Danio para rasgar suas viceras e se alimentarem do La Sombra o máximo que pudessem. (INICIATIVA - DECLARE SUAS AÇÕES)

O que diabos estava acontecendo ? E porque aqueles cães, os Brothers e até Danio enlouqueceram tão derrepente ? 

OFF: Danio conseguiu manter o controle sobre sua besta e não precisa gastar FDV. 


Existem 8 Caes infernais na cadeia. 1 perto da porta, 1 perto da cela de Hamlim, 2 se alimentando dos Brothers, 4 ainda presos nas celas. Os 4 brothers estão sob efeito do frenesi morrendo ou se auto alimentando se suas prórprias partes. 

_________________
  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
我是 Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 28
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Bahamut em Qui Abr 20, 2017 3:34 pm

Rugall escutava as palavras de Paul Kim com cautela. Ainda estava tenso com a situação e não tinha certeza sobre as intenções dele.

Quero que você me ajude a pegar Nirrhtak e toda essa corja chamada Sabá. eles são meus verdadeiros inimigos e o meu principal objetivo em New Jersey. Fique do meu lado e terá proteção, armas, aliados e tudo o que precisar para acabarmos de vez com o mal que nos atormenta. Pegaremos Nirrhtak e ele os levará ao líder que controla essa maldita facção ! Me responda Rugall, está disposto a me ajudar ?


Ora vejam só. Seria possível que em todo esse tempo Paul estaria atrás do sabbath? Por um lado isso seria ótimo! Um aliado como Kim seria de uma grande valia. Se livrar de Nirrhtak, proteção, contatos. Por outro lado, Rugall teria que por a mão na massa. Pior ainda, se não conseguirem se livrar do Sabbath, Rugall não mais seria visto como uma arma para o Sabbath, apenas como outro alvo.

O primeiro impulso de Rugall é aproveitar o momento em que Kim estiver mais vulnerável e abatê-lo de uma vez. Em seguida sumir por um bom tempo. Mas Rugall possui suas servas, tem Diana que está recém abraçada. Não poderia deixá-las à mercê de Kim e se Nirrhtak.

Rugall estava para lhe dar uma resposta quando notou um aumento de temperatura.

O sol , está amanhecendo ! Venha, deixe-me tirar isso de seu pescoço.

As algemas no pescoço se Rugall caem e Kim tenta se levantar em vão, caindo  no chão se contorcendo e espumando a boca. Embora estivesse fora de si, Paul consefue forças para mandar Rugall seguir para o subsolo e retirou com dificuldade um cartão, oferecendo a Rugall.

Rugall não teve tempo para pensar, assim que tentou alcançar  o cartão seu corpo começou a esquentar muito, seus músculos doíam e começou a perder o controle do seu corpo. A fome de Rugall aumentava e ele passou a desejar loucamente o sangue de Kim e do guarda, vulneráveis se contorcendo no chão.

Rugall então tenta se segurar, procurando retomar o controle de sua mente e suas ações. (força de vontade gasta para retomar o controle)  Em seguida ele alcança o cartão e segue para fora da sala com dificuldade.

Ambos Paul kim e o guarda entraram em convulsão ao mesmo tempo e Rugall quase foi tomado por um frenesi. O que está acontecendo? Paul Kim se infiltrou na mente de Rugall com facilidade e agora era refém de algo que estava obviamente atacando e era muito poderoso. Com cuidado Rugall abre a porta da sala, incerto do que iria encontrar.
avatar
Bahamut
Tzmisce
Tzmisce

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Beaumont em Qui Abr 20, 2017 6:25 pm

Herick Draven
- PDS 4/15
- FDV 2/6
- Vitalidade -2 Ferido Gravemente (1 Agravado/4 Letal)

O avião de decolagem vertical levantava voo de forma rapida e precisa. Krauss ficou no heliporto e se despediu de Herick apenas com um olhar de gratificação ao perceber que o vampiro ao menos parecia um experimento bem sucedido. Herick Draven estava pronto, era uma máquina blindada e servia perfeitamente para o campo de batalha, enquanto os outros membros do esquadrão agiam com uma certa precaução com relação a ele, um dos homens fardados com as vestes táticas pretas e de voz com extremo sotaque mexicano falou: 

Ramirez : - Sou Ramirez e como você ouviu fui membro do esquadrão Alpha, nosso inimigo é um mago poderoso que se utiliza do controle mental para corromper suas vítimas, todos nós estamos imunizados com um reagente que agi inibindo esse controle mas as vezes ele pode falhar então tome cuidado. Por acaso você é humano ou máquina ?

O homem dizia mantendo uma certa distância, todos pareciam estar um pouco desconfortáveis com Herick mas aquilo era o que menos importava. O grupo estava praticamente entrando em uma zona de guerra com um ser que manipulava a mente alheia então uma criatura a mais era o de menos. 

Quando finalmente eles avistaram a plataforma Herick sentiu que estava pronto. O comunicador abriu canal mais uma vez. 

Sanders Ao Comunicador escreveu:"Aqui é Sanders, Iniciador da Matéria e líder do esquadrão Alpha. Adonnis abriu a passagem para o Abade de Chantry. REPITO !! Adonnis está próximo do seu objetivo ! Enviem toda a força tática ofensiva para a plataforma Codigo B em 5 minutos !!"

Ramirez fica perplexo ao ouvir o comentário de Sanders e se senta no banco do avião. 

Ramirez : - Codigo B ? Não.... Porquê ? Sanders é louco, precisamos abor...

Naquele momento algo sem precedentes haveria de acontecer o avião começava a esquentar ou era o corpo de Herick que estava esquentando, ele não conseguia entender mas algo não parecia correto, a comporta do avião estava fechada mas pelo vidro herick podia ver o sol nascer. Era inacreditável mas o horario não confundia, era o amanhecer e com ele um sol negro começava a tomar o céu em proporções bem enigmáticas e estranhas. Aquele sol porem não queimou Herick ou trouxe consigo o panico do medo do vermelho. Porem um odio ensandescido permutou por seu corpo e uma incrivel vontade de se alimentar brotou em seu intimo. Havia muitos mortais ali, muitas fontes de alimento e aquela vontade apenas crescia, mas para sua surpresa não era somente com ele que isso acontecia. 

Tanto Ramirez quando os outros mortiais dentro do avião começavam a demonstrar sindromes peculiares de comportamento. Alguns caiam ao chão segurando suas cabeças e gritando para que parassem de gritar. Ramirez sacou uma 357 e começou a disparar dentro do avião e com a ultima bala no cão da arma ele gritou : 

Ramirez : - Te vejo no inferno Herick Draven !!

E disparou a ultima bala contra a própria boca inundando a parede do interior do avião em rubro. Herick estava perdendo a sanidade mas não era o único, o tiro acertou o piloto e o avião começava a perder altitude bem próximo de chegar a plataforma.

OFF: Como eu disse você pode gastar 1 FDV para poder controlar seu personagem por um turno e continuar gastando FDV o tempo que quiser até o fim do frenesi ou não puder  gastar mais FDV. 


Última edição por Beaumont em Qui Abr 20, 2017 6:29 pm, editado 1 vez(es)

_________________
  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
我是 Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 28
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Beaumont em Qui Abr 20, 2017 7:11 pm

Vallek Morton
- PDS 6/14
- FDV 2/7
- Vitalidade OK

Vallek e Dean estavam sendo puchados em direção a bocarra. Suas presas eram tão grande quanto espadas afiadas e seu halito era podre como um lixão. Vallek não tinha muito tempo para pensar e por reflexo usou o poder de seu sangue que agilizou o processo de sacar a faca de combate e decepar as duas línguas rapidamente enquanto puchava Dean o mais longe possivel que podia das bocas. 

Sua incrivel velocidade ainda permitiu que a dupla pudesse se afastar por 50 metros até que o poder da rapidez se esgotasse e eles conseguissem entrar em contato com Sanders outra vez. 

Sanders Ao Comunicador escreveu:"Aqui é Sanders, Iniciador da Matéria e líder do esquadrão Alpha. Adonnis abriu a passagem para o Abade de Chantry. REPITO !! Adonnis está próximo do seu objetivo ! Enviem toda a força tática ofensiva para a plataforma Codigo B em 5 minutos !!"

As noticias poderiam ser melhores, pelo visto Adonnis e Elisha haviam conseguido finalmente por o seu plano em prática. Dean ainda estava ferido gravemente mas conseguiu exclamar ao comentário de Sanders. 

Dean ao comunicador escreveu:'Sanders aqui é Dean...Codigo B não...Isso é lou..loucura ! ...Mude o Transponder para... sua localização.....Não use o códig... B...!"

Dean estava em frangalhos, para um mero mortal ele não conseguia falar e agir muito, precisava de mais sangue de Vallek para fechar os ferimentos, e o que era aquela história de codigo B ? Vallek não tinha toda a cartilha da Nova Ordem Mundial para saber os termos técnicos que eles usavam mas Dean ao menos conseguiu passar a mensagem. Aquele mago já havia perdido toda a sanidade e agora mais parecia uma besta desenfreada que acabaria morrendo e levando todo mundo se Vallek nao se livrasse daquela loucura toda. 

Quando Vallek olhou para os céus e viu o avião se aproximando, não foi exatamente o avião que mais chamou a sua atenção e sim o Sol que viria trás dele. Tudo parecia que tinha acabado, sem lugar para buscar abrigo Vallek imaginou que viraria pó com a maldita maldição do sol mas para a sua surpresa naquela manhã algo estava diferente. Vallek presenciou um Sol diferente, um sol negro que não queimou seu corpo e destruiu a sua existência, o sol aqueceu sim seu corpo mas seu sangue e sua vontade de sangue se tornou mais presente. O vampiro queria tomar Dean naquele momento e tomar todo seu sangue até que não sobrasse nada e por um momento ele até quis mas logo em seguida ele voltou a sí, havia muita merda acontecendo para ele simplesmente se entregar a besta assim. 

Vallek fechou os olhos por um segundo e respirou como se ainda fosse humano, isso o fez relaxar para que a besta em seu interior se acalmasse. O vampiro escutou uma voz no fundo de seu interior que dizia. 


"Ria se quiser. Não me importo, Eu sou Parte de você e a Rede Malkaviana é apenas parte da minha mente...Eu voltei meu filho..."

Quando Vallek abriu os olhos Dean estava espumando e cuspindo sangue pela boca. Estava se tremendo como se tivesse tendo uma convulsão letargica e impotente. Até mesmo A grande Bocarra que foi formada a partir da porta de entrada da plataforma estava inerte e despejando um liquido esverdeado de seu interior completamente catatonico como um epilético sofrendo um ataque de contrações. O canal de comunicação de dentro do avião se abril e Vallek escutou a seguinte frase. 

  
Ramirez ao Comunicador escreveu:
"- Te vejo no inferno Herick Draven !!"


E uma chuva de tiros podia ser ouvida dentro do avião, eles pareciam estar se matando lá dentro em meio ao som de tiros e gritos. O avião estava indo em direção a entrada do interior da plataforma, será que ele iria mesmo colidir ???? Os soldados dentro do avião já estava todos mortos ? O que aconteceu afinal ??

OFF: Vallek conseguiu manter o controle sobre sua besta e não precisa gastar FDV. 

Vallek Teste de Des+Armas Brancas diff. 6 = 3 Sucessos

Vallek Dano Causado(Forca+dano da arma+sucessos+potencia) Diff6. = 6 Sucessos
Vallek Teste de Des+Armas Brancas diff. 6 = 2 Sucessos
Vallek Dano Causado(Forca+dano da arma+sucessos+potencia) Diff6. = 8 Sucessos

_________________
  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
我是 Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 28
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Beaumont em Qui Abr 20, 2017 10:01 pm

Tom Halley
- PDS 13/14
- FDV 5/5
- Vitalidade OK

Tom escreveu:- Então foi você... O que seria esse tanto de coisa pra me mostrar? 

Aislin : - Então...Você esteve distante, não conversa muito conosco e sem duvida nunca te vimos por aqui. Você é como uma pedrinha dento de um saco de feijão. Você não sabe nada !! Absolutamente nada ! Não se sente deslocado no meio de toda essa..Gente ?

A palavra gente realmente pareceu muito adversa, o mundo sempre foi muito preto e branco para Tom e depois da morte de sua mãe, somente a música era capaz de colorir a sua vida. Se tornar um vampiro de certa forma deslocou ele ainda mais nesse universo (Humanidade 5) e talvez fosse isso que ela estivesse falando. 

O grupo parecia bastante descontraído e relaxado, Roxo se levantou foi até uma mochila no canto perto de um carro e trouxe mais bebidas e aproveitou para oferecer ao grupo de skatistas que estava sentado no chão fumando baseado um pouco mais longe, eles eram bastante sociaveis e desde de que Tom usou os olhos do caos em Aislin que ele sente uma grande afinidade por ela. 

A garota parecia agir da mesma forma, se sentou mais próximo dele e segurou o seu braço. 

Aislin : - Eu encontrei a garota mortal que você brincou na noite passada ! Na verdade foi carl que achou, ela tava rabiscando o chão e escrevendo o seu nome no meio da rua... Tom...Tom...Tom... Parecia uma sinfonia. Carl é bom com esse lance de impressões empáticas e apenas nós seguimos ele. Ela está lá no carro e não pára de olhar pra você!

Tom então avistou a menina universitária que ele conheceu na noite passada, Sasha era o nome da jovem, 21 anos estudante de psicologia, ouviu tom cantar e ficou admirada com a sua performance e o seu jeito meio despojado de ser. Algumas músicas e goles de martini e a garota estava no quarto de hotel de Tom, as enzimas das presas do malkaviano tinham um jeito singelo de presentear as suas vítimas, então além de tomar-lhe o sangue algo nela mudou logo depois. 

Sasha estava no carro, olhos arregalados e fixos em Tom, um rosto lindo se não estivesse com a boca costurada e vários hematomas no rosto. 



Aislin arqueou a sombranselha enquanto dizia : 

Aislin : - Não foi culpa nossa, a garota não parava de gritar seu nome e que você tinha providênciado o melhor orgasmo da vida dela, será verdade ? 

Dave : - Vai começar...

Aislin : - Ohhh é verdade veja ? Mas ainda são 4 horas não ? O Sol nascerá mais cedo essa noiteeee !!!

De fato era verdade, a noite começava a clarear, estranhamente eles não procuravam abrigo e mesmo que procurassem onde achariam, no carro ? 4 vampiros não caberiam em um carro e certamente todos morreriam em chamas. Tom pensou em atravessar a rua e arrombar uma loja qualquer mas não teria tempo... Quando os primeiros filetes de raio de luz começaram a sair ele tentu correr mas Aislin não deixou segurando seu braço. 

Aislin : - Veja...Você não terá outra oportunidade dessas...

O sol estava começando a nascer, mas ele era negro om um circulo amarelo em volta como se estivesse sob um eclipse lunar. 

Dave : - E a lua nos permite ver ao menos um pedaço do sol, louvemos a lua ! 

Carl : - O pai lua você quer dizer ! O pai lua ! 

Tom sentia o calor um corpo, era confortável e aconchegante, não por que estava com Aislin abraçada ao seu braço mas por que pela primeira vez em meio século ele iria ver o sol mesmo que Negro mais uma vez. Por que aquele sol nasceu daquela forma e por que não o queimava ???

"Ria se quiser. Não me importo, Eu sou Parte de você e a Rede Malkaviana é apenas parte da minha mente...Eu voltei meu filho..."

_________________
  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
我是 Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 28
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Beaumont em Qui Abr 20, 2017 11:27 pm

Tyron Randall
- PDS 6/15
- FDV 4/8  
- Vitalidade OK
Forma Animal Completa 
- Força 4
- Destreza 9
- Vigor 7

Kashan desceu rapido como um raio, unido a gravidade e suas habilidades rapidamente se enroscando ao pastor alemão negro em meio ao mato verde e molhado do sereno da noite. Tyron ainda na forma animal girou a traseira rapidamente e qualquer pessoa que estivesse ali apenas ouviria estalos ao inves de ver qualquer coisa devido a velocida superior dos dois vampiros. Tyron abocanhou a perna de Kashan mas suas mandibulas fortes não conseguiram fechar e pressionar o membro do vampiro ancião que usou dos segundos seguintes para ensopar as costas do cão com um liquido maleavel. O cheiro forte revelava que era sangue, o olfato de Tyron estava tão aflorado que ele tinha certeza quando percebeu que aquele sangue era um sangue coagulado, frio, morto e envenenado. Apesar da pele de Tyron absorver os resíduos do veneno ele não sentia nada e tratou de se curvar para abocanhar o ante braço de Kashan enquanto ele deslizava a mão nas costas do cão, desta vez não foi possivel se livrar antes que a mandibula pesada de Tyron se fechasse e pressionasse contra o membro do vampiro. A pressão foi tão grande que o Gangrel sentiu cada musculo morto de Kashan se romper e deixar o corpo do vampiro. Tyron puchava forte enquanto o sangue de Kashan se espalhava em seu rosto até o momento em que ele arrancou de vez todo o ante braço de Kashan e o vampiro ancião foi obrigado a recuar em um salto em direção a escuridão da mata fechada. 

Tyron ainda estava com o braço de Kashan na boca quando percebeu que o vampiro ancião havia batido em retirada.  Mas algo não estava certo, ele ficou zonzo repentinamente e o sangue derramado em seus olhos começou a turvar a sua visão embaçando-a cada vez mais, o grande cão negro perdeu o equilibro por um instante e seviu obrigado a descansar por uns segundos, percebeu seu corpo quente como se estivesse prestes a pegar fogo, a tontura tomou plenitude mais uma vez sobre suas faculdades físicas. Ele começou a ouvir vozes e ver vultos em meio a réuva, será que Avesso estava mais uma vez ofuscando alguém por ali ?

"Ria se quiser. Não me importo, Eu sou Parte de você e a Rede Malkaviana é apenas parte da minha mente...Eu voltei AHAHAHA..."

Tyron ouvi uma voz diretamente em seu ouvido, suas audião aguçada tratou de fzer com que aquele sussuro se parecesse com um recado em um microfone. A claridão do dia começava a atravessar a copa das arvores, Tyron começava a se apavorar com medo do sol enquanto uma ansia de vomito lhe tomava conta. Estava amanhecendo ? Ou era aquela maldita Ilusionista lhe pregando peças mais uma vez. Tyron estava muito fraco, mas não podia se permitir ser um alvo fácil para Kashan que podia estar igualmente debilitado. Ou será que aquele não era o real Kashan ?...

Tyron estava sentindo uma incrivel sede por sangue naquele momento, seu olfato aguçado lhe dava uma visão clara da direção na qual Kahan  havia tomado, a mesma direção em que Branca estava . Ela estava a 300 metros ao norte, e Kashan já havia conseguido avançar 50 metros na sua frente. Tyron estava enormemente inclinado a devorar sua tão amada Branca, Kashan e qualquer pessoa que tivesse sangue para ele se saciar, até o sangue que estava em seu focinho era de um gosto sem igual. Tyron estava se entregando a besta pouco a pouco, se realmente estava amanhecendo Tyron precisava encontrar abrigo... 

1 ação escreveu:Tyron Randall Teste de Ataque Des+Briga Diff. 6 = 6 sucessos
Kashan Teste de Bloqueio Des+Briga diff. 6 = 7 Sucessos

2 ação escreveu:Kashan Toque do Escorpião (FDV) Diff. 6 = 5 Sucessos
Tyron Randall Teste de Vigor+Fortitude Diff.6 = 5 Sucessos
Ação 3
Tyron Randall Teste de Ataque Des+Briga Diff. 6 = 9 sucessos
Kashan Teste de Bloqueio Des+Briga diff. 6 = 6 Sucessos
Tyron Teste de Dano(Mordida+Força+sucesso+Potencia) Diff.6 = 8 Sucessos
Kashan teste de Absorção(Fortitude) Diff 6 = ?? Sucessos

4 Ação
Kashan Sangue Fraco (Vigor+Medicina) Diff. 10 = 3 Sucessos
Tyron Randall Teste de Vigor+Esquiva Diff.9 = Falha Critica

5 ação escreveu:Tyron Randall Teste de Ataque Des+Briga Diff. 6 = 6 sucessos
Kashan Teste de Bloqueio Des+Briga diff. 6 = 6 Sucessos

OFF: Ação 6 não existiu pois Kashan estava fora do alcance de um combate corporal.
OFF: Como eu disse você pode gastar 1 FDV para poder controlar seu personagem por um turno e continuar gastando FDV o tempo que quiser até o fim do frenesi ou não puder  gastar mais FDV. 

_________________
  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
我是 Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 28
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Undead Freak em Sab Abr 22, 2017 7:46 pm

Foi fácil. Foi até fácil demais -- o que normalmente nunca quer dizer boa coisa. Em um segundo aquele hálito podre, como o de um poço de carniça, soprava morno na minha pele fria e morta. No outro segundo, estávamos longe dele, bem longe. Dean estava no chão, ao meu lado, gemendo. Nas minhas mãos estavam meu par de facas e no chão as línguas decepadas, que antes prendiam nossas pernas e nos puxava em direção aos dentes daquela enorme criatura em que Adonnis tinha se tornado. Foi instintivo. Ainda sentia os efeitos de adrenalina por ter aumentado de forma sobrenatural a minha velocidade.

-- Aqui é Sanders, Iniciador da Matéria e líder do esquadrão Alpha. Adonnis abriu a passagem para o Abade de Chantry. REPITO !! Adonnis está próximo do seu objetivo ! Enviem toda a força tática ofensiva para a plataforma Codigo B em 5 minutos !!

-- Sanders aqui é Dean...Codigo B não...Isso é lou..loucura ! ...Mude o Transponder para... sua localização.....Não use o códig... B...!


Era de fato a mãe de todas as merdas. As coisas só pioravam. Eu me perguntava se iria sobreviver a essa noite. Melhor dizendo, será que alguém iria sobreviver a essa noite? Eu não podia deixar de tentar. Eu não podia parar. Peguei o comunicador de Sanders, e quase aos berros, chamei pelo meu lacaio.

-- Sanders! Aqui é Vallek! Estou com Dean aqui. Ele está muito mal e o Sol está nascendo. Nos tire dessa merda de plataforma! Agora! Me envie para onde você está!

Eu não entendia o que era o tal de código B que Dean havia dito. Pelo drama das palavras, só poderia sugerir uma coisa: obliteração. Eu precisava ter certeza. Não poderia deixar uma atitude tão extrema assim. Eu deveria interrogar Dean agora, mas o maldito mortal estava morrendo. Dean só me deu trabalho. Eu deveria matá-lo agora e acabar logo com isso e... Não, não ainda, pelo menos. Preciso desse merda vivo. Preciso que Dean me diga o que é o código B antes de morrer.

Infernos!

Eu me preparava para cortar novamente o pulso e alimentar Dean com meu vitae, mas o barulho do avião no ar me distraiu. Quando olhei para ele, vi que o Sol surgia... Não posso descrever aqui em palavras o que senti naquela hora em que vi o astro-rei surgindo nos céus.

-- E então é isso... Minha última danação finalmente veio a mim... Anabelle...

O pavor deveria ter me tomado, mas a apatia e a impotência vieram antes, com um impacto estrondoso na minha mente. Eu permaneci em pé, fechei os olhos e me tomei de decepção e fracasso.

-- Adeus a todos.

?

??

???

???!!!!

Eu abri meus olhos e me senti forte. Me senti como naquela noite em que destruí o Gárgula junto com Allen e Lucy. Eu ainda estava lá. Não uma alma vagando no tártaro, mas uma alma maldita, ainda presa naquele corpo que não respira mais.

-- Hihihihi.... Ha... Haha... Uhahahahahahaha!!!

Eu gargalhei. Fazia um bom tempo que não gargalhava assim. Eu pensei em Dean. Eu pensei em seu sangue. De repente, o seu sangue parecia algo muito mais saboroso do que antes. Era como beber o sangue de Laura.

Não...Não agora!


Foi então que me dei conta. A besta estava faminta. Não só por sangue, mas por caos. A besta que eu cultivei na minha mente e alma. A besta que me faz ser imortal.

Não, não agora...

Eu respirei. Forcei meus pulmões a tragar o ar enquanto fechava os olhos. Não precisava mais de ar, mas era como um placebo. Isso ainda me ajudava a acalmar meus impulsos, mesmo que, na verdade, merda nenhuma estivesse acontecendo dentro do meu corpo. Era um gatilho mental.

"Ria se quiser. Não me importo, Eu sou Parte de você e a Rede Malkaviana é apenas parte da minha mente...Eu voltei meu filho..."

Essa frase ecoou na minha mente, e uma voz desconhecida por mim a pronunciou. Meus olhos se abriram de repente. Não foi uma sugestão ou pensamento meu... foi algo da rede. Uma inteligência exterior falava comigo.

Meu filho?

Quando voltei a olhar para Dean -- sim, lembrei que ele estava lá agora -- eu notei que ele tremia. Tremia como se estivesse tendo uma crise convulsiva. Não espumava saliva, mas sim uma espuma escarlate -- sangue! Lembrei do maldito Adonnis, e quando me virei para enfrentá-lo, lá estava o monstro na mesma situação, espumando uma gosma verde pela boca. Inerte. Catatônico.

-- Que merda se passa? Isso é... demência?!


De repente o canal de comunicação se abriu. Lembro da voz agora. Era Ramirez que falava do avião. Só pude ouvir uma única frase, seguida de uma saraivada de balas e gritos.

-- Te vejo no inferno Herick Draven !!

Quem era Herick Draven? Que merda estava acontecendo?

O avião estava vindo em direção ao interior da plataforma. Tudo indicava uma queda, uma colisão. O que eu podia deduzir era que o tiroteio de dentro do avião já havia matado a todos que estavam a bordo. Havia muito o que questionar, muito o que refletir e muito o que fazer, porém o tempo era curto. No momento, a única coisa que eu poderia fazer era me concentrar em continuar existindo.

-- Sanders, me tire daqui! -- Gritei ao comunicador, enquanto me afastava o máximo possível do ponto de colisão.

_________________
avatar
Undead Freak
Malkaviano AT
Malkaviano AT

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night – A Maça do Éden.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum