New York by Night - Apocalipse

Página 8 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Askalians em Dom Mar 05, 2017 5:19 pm

Lisandra Eckhart

Era bem difícil se controlar em tal situação.

“Como poderei... como posso...”

E então, vendo que ele pegara um lenço para limpar o seu rosto manchado de sangue, se esforçou para se recompor.

- Sim...

Não conseguia nem falar mediante o que estava sentindo naquele momento. Era uma surpresa bem desagradável que havia lhe batido e provocava uma tristeza profunda, afinal não queria perder alguém importante mais uma vez...
avatar
Askalians

Data de inscrição : 21/02/2016
Idade : 32
Localização : between life and death

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Han em Ter Mar 07, 2017 10:56 am

Trevor tentava sondar informações para se antecipar. Mas conseguiu descobrir nada do que ele ja não esperava. Mas continuaca com seu teatro.

- Entendi.... tomara que essemal entendido seja resolvido logo.

O toreador não tinha muito o que fazer até ali. Ele sabia que as testemunhas ficariam protegidas por um vidro onde elas não conseguiriam ser vistas. Mas isso não as impedia de ver o toreador, que exatamente nesse momento usaria o FASCÍNIO [+1 FV] mais uma vez para influenciar o julgamento das mesmas e das autoridades. Ele também usava dos SENTIDOS AGUÇADOS conferido por seu auspícios para tentar escutar o que diziam atras dos vidros.
avatar
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Krauzer em Ter Mar 07, 2017 12:49 pm




SAMUEL HAWKINS


________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


O Malkaviano parecia ocupado demais para ouvir, não havia muito o que ser feito no momento. Samuel volta até seu cão, e se ajoelha de forma a seu rosto ficar aproximadamente na mesma altura do deste.

"Então, Martin, como tem sido sua vida desde que arrumou este novo lar?"

Samuel coçava atrás das orelhas do cão enquanto "dialogavam", em breve teria notícias não tão boas para revelar e pensava na melhor maneira de dize-las ao cão.

" Sabe, temo que coisas ruins estejam acontecendo nesta cidade. Talvez não possamos morar por muito tempo nesta casa. Pessoas ruins querem tomar esta cidade, mas eu consegui um passe livre para fora daqui. Acredito que talvez eu possa levá-lo comigo, mas não sei quanto a Dev/Null! Você iria comigo?"



avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qui Mar 09, 2017 7:45 pm

Liz Eckhart
PV 07/13
FdV 6/6
- Dia 12
0123
Vitalidade:
Escoriado......................[ ]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]


rolagem de dados:
Sem Rolagem hoje


Liz deixava que Joffrey limpasse o seu rosto com o lenço dele, o lenço só conseguia limpar o sangue até certo ponto, mas era o suficiente, ou pelo menos teria que ser para aquele momento.

– Vamos? – Ele então falava com um sorriso no rosto e então aguardava uma resposta da garota.

Após receber a resposta dela, ele então abria a porta e caminhava pela casa de mãos dadas com a setita, os seguranças estavam estrategicamente posicionados ao lado da porta do quarto da vampira e apenas acompanhavam com os olhos o movimento do casal.

Joffrey abria a porta que dava para fora do apartamento e falava em um tom apaixado. – Sinto muito ter que sair de novo, querida. Mas você sabe, é importante. – Ele dava um ultimo selinho na boca da vampira e então ia embora do apartamento, deixando a porta aberta para que Liz podesse vê-lo sair e fechasse quando achasse melhor.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qui Mar 09, 2017 8:43 pm

Trevor Belmont
PV 08/13
FdV 04/06
Dia 12

1200
Vitalidade:
Escoriado......................[ ]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

rolagem de dados:
Trevor rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 7 para fascinio que resultou em segredo + 1 fdv

Trevor rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 8 para acordar que resultou 3, 5, 6, 5, 8 - Total: 1 Sucessos
Trevor rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 8 para humanidade que resultou 3, 8, 10, 3, 3 - Total: 2 Sucessos


Uma vez dentro da delegacia, os policiais guiam Trevor até uma das salas de interrogatório, o toreador não oferece a menor resistência quanto a isso, afim de manter o papel de inocente, um grande mal-entendido.

Um dos policiais fica do lado da porta enquanto o outro acompanha trevor até a mesa e calmamente o ajuda a se sentar, em seguida prende a algema do vampiro a parte cima da mesa. – Espere um pouco, logo logo alguém virá falar com você, não se preocupe. – Ele falava com um sorriso amigável em seu rosto e então se retira da sala com o parceiro.

A sala onde o vampiro estava era uma sala pequena 3x3, cinza sem janelas e bastante monótona, as únicas coisas que existiam ali dentro eram um espelho de frente para Trevor e a mesa onde o vampiro estava sentado. Ele então se concentrava para expandir seu magnetismo natural e atingir as pessoas que estavam por trás daquele espelho falso.

No entanto os minutos iam passando, e trevor começava a ficar com sono, o sol já deveria estar nascendo, finalmente o vampiro é abraçado pelo sono dos mortos.

No dia seguinte – Horario desconhecido

Trevor estava apagado em seu sono dos mortos quando lá no fundo de sua consciência começa a ouvir passos leves, em seguida sua consciência sente um certo movimento em seu próprio corpo, alguém estava mexendo nas algemas que o seguravam.

Aos poucos o vampiro ia recobrando a sua consciência. Ele ia abrindo os olhos e então entendia o que estava acontecendo, havia um policial diferente daquele que ele havia visto na noite passada soltando a algema da mesa, embora o vampiro continuasse algemado em seus pulsos.

– Hey, se liga, ele está acordando. – Dizia um segundo policial que estava lado da porta, ele estava segurando um fuzil e parecia mais do que alerta a qualquer movimento do vampiro. – Achei que esses putos não acordassem durante o dia. – Dizia o policial que estava mexendo nas algemas

Ele então ficava de pé novamente e se afastava um pouco de Trevor, levando sua mão para as costas, sem tirar os olhos do vampiro.

off: Você acordou durante o dia, sua parada de dados está reduzida ao seu nível de humanidade, e você tem exatamente 2 turnos de consciência antes de voltar a dormir.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qui Mar 09, 2017 9:03 pm

Samuel Hawkins
PV 7/13
FdV 05/05
- Dia 13
1930
Vitalidade:
Escoriado......................[ ]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

rolagem de dados:
Sem Rolagem hoje


O cachorro ficava feliz em ver Samuel, e quando ele se abaixava para ficar no mesmo nível do animal, o cachorro rapidamente começava a lamber o rosto do vampiro enquanto ele falava e a latir “positivamente” com as falas do vampiro.

O tempo era curto, e rapidamente o sol começava a nascer, dando tempo apenas de Samuel preparar o cachorro e ir para a sua cama se proteger do sol por mais um dia.

Na noite seguinte – 19:30

Samuel começava a recobrar sua consciência, ainda deitado em sua cama, continua vivo o que era bom sinal, mas ainda assim aquela noite parecia que seria bem longa.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Han em Qui Mar 09, 2017 9:20 pm

Achei que esses putos não acordasse de dia? será que esse cara sabe da minha verdadeira natureza?

Trevor estava tomado por um sono que reduzia bastante sua capacidade de raciocínio. Ele não tinha muito o que fazer. Estava algemado e o sol ja tinha nascido. Ele precisava dormir de qualquer jeito.

-Desculpe, eu não estou me sentindo bem. Isso tudo não passa de um mal entendido, vocês precisam resolver isso logo.

trevor olhava para o policial que ele suspeitava conhecer sobre os vampiros. Para ter mais certeza com quem estava lhe dando ele utilizava a PERCEPÇÃO DA AURA. Ele também fingia estar se sentindo mal. Além de usar mais uma vez o seu FASCÍNIO para persuadir melhor as pessoas que o cercavam.
avatar
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Askalians em Sex Mar 10, 2017 9:16 am

 Lisandra Eckhart

Vai com ele então para a porta de seu apartamento com ele, de mãos dadas. Não estava feliz com aquela situação, mas sabia que não tinha o que fazer. Não estava nada feliz com aquilo, mas tinha que aparentar que pelo menos estava tudo bem de certa forma.

"Por que é que eu tenho que passar por isso!?"

E Joffrey então lhe deu um selinho e se foi. Quando voltou a entrar no apartamento, fechou a porta atrás de sí e foi em silêncio de volta ao seu quarto. Talvez o ideal fosse sair para dar uma volta naquela noite, espairecer um pouco depois de tudo o que tivera acontecido, mas não tinha vontade para tal.

Chegando e seu quarto, se jogou na cama e depois de ficar alguns instantes olhando para o teto do quarto, fechou os olhos. Não conseguiu segurar um lágrima de sangue que acabou escorrendo pelo rosto e pingou nos lençóis escuros da cama.

Agora era só esperar pela possível ligação na noite seguinte...
avatar
Askalians

Data de inscrição : 21/02/2016
Idade : 32
Localização : between life and death

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sab Mar 11, 2017 12:54 am

Trevor Belmont
PV 04/13
FdV 04/06
Dia 13

2310
Vitalidade:
Escoriado......................[L ]
Machucado................-1[L ]
Ferido........................-1[L ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]


rolagem de dados:
Trevor rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 8 para perceber aura que resultou em SEGREDO


Trevor após perceber o que estava acontecendo decidia por uma abordagem mais sutil, ele mudava seus olhos através do poder de seu sangue para poder enxergar um espectro de luz que olhos humanos não eram capazes de enxergar, ele procurava enxergar a energia que emanava do corpo do soldado mais afastado dele.

O Pervertido então começava a ver o ambiente em que se encontrava não muito focado, como se estivesse precisando de um óculos ou algo do tipo, nada que pudesse atrapalhar a percepção do vampiro do mundo, era apenas um efeito colateral de mudar o espectro de luz que seus olhos captavam, enquanto olhava para o soldado, Trevor percebia que ele emitia um tom de violeta vivo em volta de seu corpo a aura se expandia por pelo menos um palmo ao redor do policial, a cria de caim sabia que aquilo significava que o policial estava excitado.

Trevor prestava atenção na aura do policial , este se aproximava mais um pouco do vampiro, tentando manter uma poker face decente e em um movimento rápido enfiava uma estaca de madeira, que estava guardada em sua cintura diretamente no coração do vampiro. - Volte a dormir... – Dizia o policial após cravar a estaca no peito do vampiro.

Trevor sentia seu coração ser perfurado por aquele artefato dos infernos e sentia seu corpo perder o movimento, e ficar paralisado. – Deveriamos ter começado por isso, não acha?   – Dizia o policial da porta meio que impaciente.

– Não enche o saco, deu certo não deu? – Dizia o policial que havia estacado, enquanto ia abrindo um saco preto de cadáver – Me ajude aqui.

Naquela Noite – Mais tarde.

Os dois policiais transportaram Trevor para fora da delegacia até um local desconhecido, o vampiro estacado podia ver, com o ângulo limitado que seus olhos permitiam, que ele estava uma sala bem iluminada, porém sem janelas. As paredes eram brancas, o chão era branco, o teto era branco, tudo naquele ambiente era branco, o que dava uma sensação estranha, pouco natural, não dava para saber onde a parede começava e o chão ou o teto terminava, sensorialmente aquilo era um pequeno inferno.

Trevor não via, mas podia sentir que suas mãos estavam acorrentadas ao chão de forma bastante apertada, assim como cada uma de suas pernas, e sua cintura, seria dificil se movimentar mesmo se ele não estivesse estacado.

O vampiro então via uma porta no teto se abrir, e uma mulher caminhava até o vampiro, estranhamente ela estava de cabeça para baixo, mas a gravidade não parecia a afetar, ela estava segurando dois baldes e os colocava no teto próximos do vampiro, mas ainda assim os baldes não caiam, embora a mulher não mais os estivesse segurando.


A mulher então se afastava um pouco novamente e ficava de cócoras de costas para o vampiro, ela pegava um rolo de utensílios e os colocava a sua frente, ela escolhia um deles e se levantava novamente, era uma faca e parecia bastante afiada. Ela então se tratava de fazer vários cortes no corpo do vampiro, iniciando pelo seu pescoço.

Trevor podia sentir seu sangue deixando o seu corpo contra sua vontade através dos cortes, apesar do sangue não se movimentar pelo corpo de um vampiro, ele ainda estava ali, e a quantidade de cortes era suficiente para uma quantidade considerável de sangue escorrer para fora do vampiro, ele então percebia que o sangue estava subindo contra o sentido da gravidade, revelando que na verdade quem estava de cabeça para baixo era Trevor. O sangue começava a pingar no balde que a mulher havia posicionado anteriormente.

Satisfeita, a moça se virava novamente até o rolo de utensílios e pegava um alicate grande, ela então retornava até o vampiro e lhe mostrava o alicate, ela sabia que o vampiro estava bem consciente.


E então ela abria com cuidado a boca do vampiro, e colocava aquele alicate na boca do vampiro, pegando um de seus caninos e o arrancando com força. Fazendo o mesmo com os outros caninos da boca do vampiro. Os jogando sem nenhum pudor dentro dos baldes de sangue. Ela então retornava até seus utensílios e ia embora daquela sala, mas não antes de dar um leve beijo na bochecha do vampiro torturado.

Horas mais tarde


Trevor então via um outro homem entrar, um homem forte e intimidador, uma quantidade de sangue considerável já havia sido extraída do corpo morto do vampiro naquela altura da noite. O homem estava utilizando óculos escuros.

– O que temos aqui... Trevor Belmont, musicista, procurado pela policia pelo assassinato do melhor amigo a 50 anos atrás, ressurge novamente em minha cidade, com um novo problema na policia ao ser procurado pelo assassinato brutal de uma senhora de idade. Exatamente quando a cidade está em guerra declarada com o Sabbath... Bom, você não é Camarilla, isso eu tenho certeza. – Ele dizia casualmente, apreciando aquele momento.

– As circunstancias do seu assassinato me parecem obra de tenebrosidade, o que significa que ou você é um Lassombra, ou tem conexões com um, em todo o caso, isso faz de você um Sabbath... – Ele começava a se mover, saindo do ângulo de visão de Trevor. – Não tenho tempo para perder tempo com a sua laia, então por que não me diz logo o que eu quero saber Trevor? – Ele estava dando a volta no corpo pendurado do Toreador. – Quais são os planos de ação da sua seita? – Ele retornava ao  ângulo de visão de Trevor e então retira a estaca do peito do vampiro.

– Vamos, estou esperando. – Ele dizia enquanto se encostava em uma parede ali perto.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sab Mar 11, 2017 7:17 pm

Liz Eckhart
PV 06/13
FdV 6/6
- Dia 13  
1830
Vitalidade:
Escoriado......................[L]
Machucado................-1[L]
Ferido........................-1[L]
Ferido Gravemente....-2[L]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]


rolagem de dados:
Mike rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para emboscada que resultou 4, 10, 2, 9, 8 - Total: 3 Sucessos
Liz rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 6 para resistir que resultou 10, 10, 8, 6 - Total: 4 Sucessos

Iniciativa
Liz: 5 + 10 = 15
Mike: 6 + 10 = 16
Ike: 6 + 1 = 7
Caos rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 1 para iniciativa que resultou 10, 10, 1 - Total: 2 Sucessos

Turno 1
Mike rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 8 para atirar na cabeça que resultou 8, 3, 3, 3, 6, 10 - Total: 2 Sucessos
Mike rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dano que resultou 6, 7, 3, 9, 7, 10, 10 - Total: 6 Sucessos
Liz rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para absorver que resultou 9, 10 - Total: 2 Sucessos
Dano Final: 4 Letal (Ferido Gravemente -2)


Liz ficava deitada em sua cama, pensando em sua vida até que o sol começava a nascer e ela era abraçada pelo sono profundo dos imortais.

Na noite Seguinte – 22:30

Liz já estava acordada já fazia algumas horas e já havia feito com que os seus seguranças soubessem que ela havia acordado, porém permanecia em seu quarto, com o celular ao lado, aguardando a importante ligação de Carmen, porém, o relógio avançava e nada daquela ligação acontecer.

A vampira então ouvia duas batidas na sua porta, ela sabia que era um de seus homens, pois eles sempre batiam daquela mesma forma para se anunciar, e por isso deu permissão para que entrassem.

Mike era o primeiro a entrar no cômodo, ele estava segurando uma pistola de grosso calibre em suas mãos e óculos escuros que escondiam seus olhos, ele se portava como se estivesse pronto para atirar, e a vampira rapidamente percebia isso, a sua intenção de matar em seus olhos, porém ela não conseguia reagir ao que estava vendo antes que fosse tarde.

O segurança mirava e atirava diretamente na cabeça da vampira, bem no meio da testa, o tiro doía como o inferno, Lizandra nunca havia tomado um tiro em sua vida antes.

off: Sua vez de agir agora, em seguida será o outro npc Ike, que está logo atrás do Mike.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Krauzer em Sab Mar 11, 2017 8:39 pm

SAMUEL HAWKINS


________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________










Samuel acordava agradecido por ainda estar "vivo", levantava-se, acariciava seu cão. Então ele caminhava até a janela e afastava as cortinas que o protegiam do dia, para ver a cidade (talvez pela última vez). Seus olhos se detinham nas construções, tanto as novas quanto as velhas, haviam edifícios que ele nunca havia notado antes. Os transeuntes nas ruas, mendigos pedindo esmolas, jovens casais, adolescentes com estilos "alternativos", cabelos coloridos, piercings, vestindo negro, enquanto caminham despreocupadamente pelas ruas ignorantes ao fato de que não passam de meras presas de seres que ele idolatram em suas poesias e imaginação. Aquela era a selva urbana que Samuel havia nascido, crescido, sido morto e novamente renascido de forma brutal para a criatura asquerosa que era hoje. Talvez isso tudo não passasse de uma provação, ou de uma espécie de justiça cósmica/divina por todas as coisas erradas que ele havia feito no passado, quem sabe... Ele não se considerava um cara religioso, mas no fundo algo lhe dizia que o universo não poderia ser obra do acaso, e todas as criaturas vivas, meros abortos de uma realidade ausente de sentido.


Ele se permitia observar tudo por longos minutos, como que se despedindo da grande maçã. Ele não poderia ficar toda a noite ali, então pensava em quais ações tomar em seguida. Talvez avisar Dev/Nul novamente, para em seguida descer novamente até os túneis e descobrir quando os ratos de esgoto deixariam a cidade.

Assim ele segue até o quarto do malkaviano em passos incertos.

OFF:
OFF: Caso Dev/Null já esteja acordado e não se mostre tão ocupado como na noite anterior, Samuel o pergunta se há alguma novidade na cidade.
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Han em Dom Mar 12, 2017 9:44 pm

Trevor analisava a sua situação e conclui como sendo o fundo do poço. Quais opções tinha? estava amarrado de cabeça para baixo diante de um membro da seita inimiga. Ele realmente não esperava que a situação fosse tomar tal rumo. Por um tempo ele observa seu interrogador como se estivesse elaborando um plano para sair dali. Ele não tinha muitas escolhas, mas mesmo assim não queria se entregar sem lutar. Ele utiliza o nível 3 de sua presença TRANSE para tentar submeter o brutamontes.

- Porque não me tira daqui para conversarmos melhor? como vê, não ofereço perigo algum.
avatar
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Lord_Suiciniv em Ter Mar 14, 2017 10:25 pm

Samuel Hawkins
PV 7/13
FdV 05/05
- Dia 13
1945
Vitalidade:
Escoriado......................[ ]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

rolagem de dados:
Sem rolagem hoje


Após acordar e contemplar a sua vista da grande maça pela varanda do apartamento, o nosferatu se dirige até o quarto de seu companheiro malkaviano, mas não o encontra lá. Após uma rápida procura pelo apartamento, ele encontra o malkaviano na cozinha, completamente diferente.

Dev//null que sempre teve uma aparência nerd que vive em outro mundo, até mesmo desleixada, estava de banho tomado, cabelos penteados para trás, estava sem seus característicos óculos de boêmio, usando um óculos normal agora, de armação simples. Ele também estava vestindo uma camiseta social de cor laranja e um colete preto. Ele quase parecia uma pessoa normal.

Dev//null estava encostado no freezer tomando um saco de sangue no canudinho, tranquilamente e com cuidado para não sujar a sua roupa. – Ahoy Samuel. – Ele acenava tranquilamente com a mão livre.

- Dev, apenas vim aqui pois preciso lhe alertar, a situação não está boa, as chances do Sabá vencer a guerra são grandes, então preciso saber se você tem condições de deixar a cidade!

Dev//null tirava o canudo de sua boca por um segundo e abria um sorriso de canto de boca, o que fazia um pouco de sangue escorrer pela sua boca, mas ele rapidamente passava a língua para trazer aquele sangue de volta. – Eu sei, mas é tarde para fugir Samuel. Pelo menos para mim. – Ele tomava mais alguns goles da bolsa de sangue, até acabar.

– Eu já comecei a agir, ontem à noite mesmo, eu entrei no servidor de monitoramento da cidade e descobri o paradeiro de um membro do Sabbath e enviei para a policia local, um possível Lasombra, por algum motivo ele mutilou uma humana viúva rica no apartamento dela e foi visto deixando a cena do crime, pelo relatório das testemunhas não foi dificil deduzir que se tratava de um vampiro. Obviamente eu ocultei o rastro de atividade vampírica e avisei a Levi o ocorrido, a essa altura o Lasombra deve ter sido morto ou capturado para extração de informações. Não há muito o que eu possa fazer de trás de um computador, mas estou fazendo o que posso. Também avisei ao Xerife que o local poderia ser um possível esconderijo dos Sabbath, ele me falou que iria mandar uma equipe de carniçais invadir o lugar durante o dia, pega-los desprevenidos. A essa altura o resultado da operação já deve ter saído, mas ainda não sei o que deu. – Ele amaçava a bolsa vazia de sangue, com raiva. – Você deveria ter mais fé em nós, Samuel. Acha que vamos ficar parados e deixar o Sabbath ficar com a cidade sem lutar? – Ele jogava a bolsa no lixo co força.

– Todo mundo está fazendo o possível para vencer essa guerra. O mínimo que você poderia fazer era acreditar em nós.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Lord_Suiciniv em Ter Mar 14, 2017 10:49 pm

Trevor Belmont
PV 04/13
FdV 04/06
Dia 13

2313
Vitalidade:
Escoriado......................[L ]
Machucado................-1[L ]
Ferido........................-1[L ]
Ferido Gravemente....-2[L]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

rolagem de dados:
Trevor rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade ? para transe que resultou em Segredo
Algoz Ludvik rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 6 para hipnotizar que resultou 4, 10, 8, 1, 6, 5, 7 - Total: 3 Sucessos


Trevor pensava a respeito do que poderia fazer para sair daquela terrível situação em que se encontrava, decidindo apelar para o seu magnetismo sobrenatural, e tentar conversar com o seu interrogador de maneira civilizada.

O homem então cruzava os braços, pensativo. Parecia estar realmente considerando aquela ideia. – Tudo bem, de fato você não oferece nenhum perigo. Vou tirar você dai. – Ele então sorria amigavelmente e dava a volta no corpo do vampiro, saindo do campo de visão do Toreador.

Ele sentia o interrogador encostar em seu braço esquerdo, e então apertava com força, Trevor podia sentir que o osso provavelmente havia quebrado sob a pressão do aperto do interrogador.

Ele ouvia passos novamente, e rapidamente o interrogador voltava ao campo de visão do vampiro, ele estava com um sorriso macabro no rosto. – Vamos la, trevor. Achou mesmo que isso funcionaria comigo? – O algoz então suspirava e olhava para baixo, balançando a cabeça negativamente.
– Eu não tenho tempo para isso... Você vai me dizer tudo que eu quiser saber. Fui claro? – Dizia o algoz enquanto mantinha contato visual com o Toreador.

off: Ele usou dominação nível 2 e funcionou.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Han em Qua Mar 15, 2017 9:54 am

Realmente trevor via todo seu esforço se esvair com o último fio de esperança. Não falar era o que iria lhe manter vivo. Depois disso o toreador não seria mais útil. Mas o vampiro a sua frente era notavelmente superior e usou seus dons para extrair as informações de Trevor, que como um zumbi vomitava tudo o que sabia.

- Eu não era um membro muito ativo na seita até agora. Recentemente fui recrutado em um bando de 4 membros. Simultaneamente outro bando foi formado. A casa em que fui pego é um ponto estratégico do Sabá. Tem uma saída subterrânea que eu não sei onde dá. O meu bando e formado por um brujah chamado Marcus que é o ductus, uma pequena malkaviana um pander e eu. Eu não sei de plano de ação pois ainda não tinhamos conversado sobre isso. A polícia chegou antes. No mais isso é tudo que eu sei.

Trevor via as palavras sair de sua boca de forma incontrolável e isso o deixava bastante desesperado. Ele nunca havia sido submetido a tal poder.
avatar
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Askalians em Qua Mar 15, 2017 10:35 am

 Lisandra Eckhart

Quando as oras começavam a passar e nada de receber alguma ligação, começou a temer o pior de sua segurança e foi isso o que aconteceu.

Os seguranças entraram em seu quarto com uma postura duvidosa e não conseguiu reagir antes que já levasse um tiro.

"Hel!! Como isso dói!!"

Nunca havia levado um tiro antes, mas agora parecia ser a primeira vez e não havia gostado nada da dor que aquilo provocava, mas algo precisava ser feito alí, ou iria ainda levar outro tiro, mas dessa vez do outro segurança.

"Com certeza deve ser obra daquela vaca... cutuquei  que não devia... certeza..."

Como não conseguia ver os olhos do primeiro segurança, não podia usar Serpentis lvl 1, pois seria perda de tempo, então o ideal inicialmente seria tirar a arma das mãos do primeiro segurança (Mike) e para isso usaria seu Serpentis Lvl 2 para ferir os pulsos do primeiro segurança, fazendo com que ele soltasse a arma. Na sequência, ativaria o lvl 3 para poder diminuir a absorção de dano (gastando 1PS e 1FV). Com a pele transformada, consegue fujir mais rapidamente dos seguranças evitando receber mais tiros.

Caso tenha algum tipo de dificuldade ainda, vai acabar matando ambos os seguranças.

"Preciso ir até a capela dele... e como preciso agora..."
avatar
Askalians

Data de inscrição : 21/02/2016
Idade : 32
Localização : between life and death

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Krauzer em Qua Mar 15, 2017 12:56 pm

SAMUEL HAWKINS



__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________



Ao passar pela porta, Samuel era pego de surpresa pela visão de um Dev/Null totalmente diferente, e mais surpreso ainda por ele falar coisa com coisa, e ainda por cima o tranquilizar quanto ao fato de que a Camarilla ainda tinha seus truques na manga.

- OK, me desculpe, eu acabei me precipitando após uma conversa não muito agradável com meus irmãos dos esgotos!

Ainda haviam esperanças afinal, a esta altura, talvez o Xerife já tenha decifrado boa parte dos enigmas da obra de arte de Alexandra. Teriam os Tremere feito algum progresso com a doença da flor? Antes de ir até ele, Samuel esperava aproveitar o recente estado de lucidez de Dev para saber o máximo possível da situação da cidade.

- Então, sabe de mais alguma coisa importante que tenha ocorrido atualmente? Como por exemplo se os Tremere tiveram alguma avanço na cura da doença da flor?

Outro assunto também o intrigava.

- Sobre a doença da flor, acredito que você já saiba que ela vem afetando membros dentro de todo o estado, não?! De onde você conseguiu este saco de sangue? Sem querer me intrometer é claro!
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qua Mar 15, 2017 8:48 pm

Trevor Belmont
PV 04/13
FdV 04/06
Dia 13

2315
Vitalidade:
Escoriado......................[L ]
Machucado................-1[L ]
Ferido........................-1[L ]
Ferido Gravemente....-2[L]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

rolagem de dados:
Sem rolagem hoje


O interrogador abria um sorriso, satisfeito com o efeito da sua disciplina e que o seu prisioneiro estava respondendo bem ao interrogatório. – Muito bem, continue assim e iremos nos entender bem, Trevor. – Ele dizia com um sorriso em seu rosto.

– Me fale mais a respeito desse encontro. Dois bandos novos foram formados noite passada. Quem organizou o encontro? Como você foi convocado? Sabe de alguma forma de entrar em contato com esse organizador?
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qua Mar 15, 2017 9:27 pm

Liz Eckhart
PV 05/13
FdV 5/6
- Dia 13
1838
Vitalidade:
Escoriado......................[L]
Machucado................-1[L]
Ferido........................-1[L]
Ferido Gravemente....-2[L]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]


rolagem de dados:
Turno 1
Lisandra rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para passar a lingua que resultou 6, 6 - Total: 2 Sucessos
Lisandra rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dano que resultou 10, 2, 9 - Total: 2 Sucessos
Dano Final: 2 Agravados (Machucado -1 A)

Turno 2
Iniciativa
Liz: 5 + 10 = 15
Mike: 6 + 6 = 12
Ike: 6 + 4 = 10
Caos rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 1 para iniciativa que resultou 10, 6, 4 - Total: 3 Sucessos

Mike rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 8 para autocontrole para ignorar a dor que resultou 1, 10 - Total: 0 Sucessos

Ike rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 8 para atirar na cabeça que resultou 4, 7, 10, 1, 9 - Total: 1 Sucessos
Ike rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dano que resultou 7, 2, 9, 4, 9, 2, 1 - Total: 2 Sucessos
Liz rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 5 para absorver que resultou 7, 5 - Total: 2 Sucessos
Dano Final: Absorvido


Lisandra após sentir a dor intensa do tiro em sua cabeça pula para fora da cama e se aproximava de Mike, a medida que Ike ia entrando no quarto também ele também estava portando uma pistola de grosso calibre e também estava de óculos escuros.

A vampira abria sua boca e a sua língua se projetava para fora de sua prisão, era uma língua imensa e não natural que se projetava diretamente para o pulso de Mike, como uma espada, arrancando facilmente a mão do carniçal fora, como se estivesse furando um pedaço de papel. A vampira sentia o gosto do sangue que saia para fora da mão do homem.

Mike por sua vez gritava loucamente, se ponto de joelhos e com a sua mão boa segurando o cotoco de sua mão, procurando estancar o sangue que jorrava descontroladamente. – Ahhhh!!! Sua vagabunda!!! – A expressão de dor no rosto do homem era evidente, ele não estava esperando por aquilo, se ele não estancasse logo aquele sangramento, certamente acabaria morrendo. A mão arrancada continuava segurando a arma no chão, formando sua própria poça de sangue.

Ike via o que acabava de acontecer enquanto entrava no quarto e se posicionava, ele arregalava os olhos. – Vou acabar com essa vagabunda e te levar para o hospital camarada. – Ele dizia determinado enquanto levantava a arma para efetuar o disparo.

Enquanto isso, prevendo que iria levar um novo tiro, o corpo da vampira começava a mudar, ficava rapidamente escamosa, a linda mulher tomava uma aparência mais animalesca, monstruosa. Longe de ser bonita ou sensual, mais parecia uma cobra humanoide do que uma mulher.


Ao ver a mulher se transformar na sua frente em uma cobra humanoide, Ike desparava na cabeça da vampira, quase a queima roupa, e acerta em cheio na bochecha da mulher, porém aquilo não passava de cocegas para ela, apesar do primeiro tiro ainda estar doendo. A vantagem continuava com a vampira.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qua Mar 15, 2017 9:37 pm

Samuel Hawkins
PV 7/13
FdV 05/05
- Dia 13
1950
Vitalidade:
Escoriado......................[ ]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

rolagem de dados:
Sem rolagem hoje


Dev//null balançava a cabeça em negativa, enquanto abria um sorriso para o seu colega de quarto. – Não se preocupe com isso, estamos em guerra, é normal ter medo. – Ele dava duas tapinhas nas costas do rato.

– Na verdade não sei dizer, acredito que o seu clã deva estar mais informado quanto isso do que eu. Mas eu diria que a descoberta da cura não deve estar longe, o que significa que o Sabbath deve querer aproveitar a vantagem deles enquanto podem. Fique alerta Samuel, um ataque em massa deve estar para acontecer a qualquer momento. Pelo menos é isso que eu faria, se estivesse no comando. Eles esperaram a cidade inteira virar vitima da flor, o que significa que querem que nós estejamos o mais enfraquecidos possível na hora do ataque. – Ele falava enquanto cruzava os braços, pensativo.

Mas era a ultima pergunta do Nosferatu que o deixava confuso. – Você que trouxe... Semana passada, antes de tudo ir para o caralho... Claro, o estoque que temos está acabando, tem apenas mais uma bolsa guardada na geladeira, mas ainda assim, o que temos aqui é segura. Já tinha esquecido? – Ele dizia sorrindo.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Han em Qua Mar 15, 2017 9:59 pm

o homem sem nome para trevor continuava com as perguntas...

- Quem nos reuniu foi um tal de Morpheu. Ele dizia ser um templário, mas eu nunca o havia visto antes. Ele dizia estar nos reunindo a mando de Morningstar. O contato deles comigo foi através de um telefone deixado por Salazar, que invadiu o apartamento de minha falecida cliente e a matou sem necessidade. E como se as coisas não pudessem ficar pior eu ainda estou sendo acusado de ter matado a pobre mulher! O número de contato é........

Infelizmente Trevor tinha memorizado o número, dessa forma não teve como evitar de falar o que sabia.

- Isso é tudo que eu sei! Agora é a parte que você me mata?

Trevor abusava da psicologia reversa tentando fazer com que o homem não queira se sentir previsível e o solte por algum motivo qualquer.
avatar
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qua Mar 15, 2017 10:43 pm

Trevor Belmont
PV 04/13
FdV 04/06
Dia 13

2317
Vitalidade:
Escoriado......................[L ]
Machucado................-1[L ]
Ferido........................-1[L ]
Ferido Gravemente....-2[L]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

rolagem de dados:
Sem rolagem hoje


O interrogador não conseguia esconder a própria surpresa e arregalava os olhos. – Templario Morpheu... – Ele murmurava para si mesmo, como se estivesse fazendo uma anotação mental. – E quem seria esse tal Morningstar? – Ele dizia entusiasmado, bastante feliz com as informações que estava recebendo.

– Ainda não terminamos trevor. – Ele dizia com um sorriso no rosto
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Han em Qui Mar 16, 2017 7:05 am

- Eu não sei quem seja Moningstar. Como disse, nunca fui um membro ativo na seita e so aceitei participar dessa empreitada por que me ameaçaram expulsar da cidade se não fosse do lado deles. Cara, eu não ligo pra esses joguinhos políticos. A única coisa que me importa e desfrutar de minha imortalidade tocando meu sax e me deleitando com lindas mulheres. Acredito que não serei muito útil pra você.

Trevor não tentava disfarçar e nem estava jogando. Suas palavras eram de total sinceridade. Ele era egoísta demais para se preocupar com assuntos políticos.

- Durante toda minha existência me mantive a margem disso tudo, e sempre fui bem. Agora veja você mesmo minha situação. Foi só entrar nessa merda que me encontro pendurado de cabeça para baixo quase sem nenhuma vitae no meu corpo, Passando pela humilhação de perder minhas presas e com o braço quebrado. Cara, somos predadores, você já viu um predador sem presas? Por isso nunca me envolvi nessa porra toda.

O toreador estava realmente desabafando sua frustração com aquele desconhecido.
avatar
Han

Data de inscrição : 24/07/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Askalians em Sab Mar 18, 2017 10:06 pm

 Lisandra Eckhart

A única coisa que queria naquele momento era fujir de lá, por culpa dos seguranças tentando feri-la mortalmente de alguma forma, mas parecia que sua estratégia para sair dalí estava funcionando.

Por mais que estivesse ficando bem irritada com toda aquela situação, estava pensando friamente no que fazer. Nunca havia passado por situação como aquela, mas tinha experiência de vida, então meio que sabia como se virar. Seu bom senso sempre ajudava muito.

Tinha levado outro tiro e ainda por cima em seu belo rosto. Aquilo estava ficando bem irritante. Já tinha assumido a forma de cobra de serpentis lvl 2 então dessa vez não sentiu tanta dor assim, mas fez a mesma coisa que com o primeiro segurança. Com sua língua arrancou também a arma da mão do outro segurança (Ike), arrancando também a mão daquele segurança e então saio correndo do próprio apartamento em direção as escadas do prédio, onde voltaria à sua aparência normal e sairia do prédio correndo.
Não estava com roupas adequadas, mas pelo menos a camisola longa que usava não estava tão indecente assim e chegava até a parecer um vestido de festa.

Na rua, fez sinal para um táxi e então partiu para a capela de Joffrey em busca de ajuda.
avatar
Askalians

Data de inscrição : 21/02/2016
Idade : 32
Localização : between life and death

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Lord_Suiciniv em Dom Mar 19, 2017 9:18 pm

Liz Eckhart
PV 05/13
FdV 5/6
- Dia 13
1840
Vitalidade:
Escoriado......................[L]
Machucado................-1[L]
Ferido........................-1[L]
Ferido Gravemente....-2[L]
Espancado.................-2[L]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]


rolagem de dados:

Turno 3
Iniciativa
Liz: 5 + 10 = 15
Mike: 6 + 2 = 8
Ike: 6 + 7 = 13
Caos rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 1 para iniciativa que resultou 10, 2, 7 - Total: 3 Sucessos

Liz rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para passar a lingua que resultou 3, 2 - Total: 0 Sucessos

Ike rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 8 para atirar na cabeça que resultou 8, 10, 5, 1, 4 - Total: 1 Sucessos
Ike rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dano que resultou 7, 6, 6, 4, 7, 3, 1 - Total: 3 Sucessos
Liz rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 5 para absorver que resultou 5, 8 - Total: 2 Sucessos
Dano Final: 1 Letal ( Espancado -2)

Mike rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 9 para ignorar a dor que resultou 4, 3 - Total: 0 Sucessos


As coisas estavam bastante quente naquele quarto entre os seguranças e Lisandra, mas não do jeito que a vampira esperava esquentar na noite anterior. Eles estavam tentando mata-la com tudo que tinham, nem que morressem tentando.

A vampira lançava sua língua afiada como uma navalha novamente para cima dos carniçais, dessa vez seu alvo era a mão que segurava a arma de Ike, porém o carniçal dava um pulo para trás, uma pequena finta, que fazia com que a cobra errasse seu alvo.

Ao mesmo que o carniçal fintava, ele atirava novamente contra a cabeça de Lisandra, dessa vez acertando em seu queixo, fazendo um horrível buraco no maxilar da vampira, o projetil encontrava sua saida dentro da boca da vampira que cuspia os restos da bala no chão.

Enquanto isso, Mike gritava de dor a medida que o seu sangue se esvaia pela veia do pulso amputado. – EU vou matar você vagabunda! – Ele falava alto, como se estivesse tentando dar forças a si mesmo, porém ele não conseguia se forçar a alcançar a sua própria arma que estava a poucos metros dele.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Apocalipse

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 8 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum