Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Mensagem por Gam em Qua Jan 18, 2017 8:14 pm


Carregando dois corpos nos ombros como sacos de batata, ele sobe de volta para o navio junto com Blurry.

- Eu quero homens nos canhões! Mantenham eles ocupados, priorizem os guardas antes das muralhas! - Ele já chega dando ordens enquanto despeja os cadáveres no chão. - Desu, suba no mastro e ajude com o fogo constante! Pomba, quero informações sobre qualquer movimentação nos arredores! Miriam, nos mantenha invisíveis! Confunda as comunicações, faça a situação no Leste parecer pior do que ela é!

Correndo a um canto, ele desamarra um vaso de latão e o arrasta para o meio do convés, apoiando sobre uma caixa. O ato pode parecer estranho para um desavisado, mas aquele vaso deixa sua tripulação extremamente excitada.

- Qualquer homem que não estiver manuseando um canhão vai entrar comigo! - Ele levanta um facão e, sem piscar (-1 FV), decepa a própria mão esquerda. A dor é escruciante, mas ele gosta. Ela lhe lembra porquê está aqui. Ela lhe lembra sua irrelevância diante do grande plano. Ele não passa de uma ferramenta. E diabos, como é afiada. Big Boss permite que seu sangue escorra como uma torneira aberta no vaso. - Vamos, vamos! Vocês sabem o que fazer! - Ele alcança um dos corpos aos seus pés e começa a sugá-lo, repondo o sangue ao mesmo tempo em que o despeja pelo braço estendido.

Os homens irão beber a vitae e utilizá-la para aprimorar seus frágeis corpos humanos antes da investida. Eles organizam-se em filas e bebem um caneco cheio cada. É hediondo e maravilhoso em vários aspectos. Os piratas são alucinados nessa droga, Big Boss reata os laços de lealdade, seus inimigos se horrorizam quando eles chegam com as caras manchadas de sangue. Todo mundo sai ganhando.

Quando parece suficiente, ele pega sua mão murcha e decrépita do chão e brutalmente a encaixa novamente, utilizando da vitae para colar o corte. Ele finaliza o segundo cadáver, enchendo-se antes de lançar-se para fora do navio com seus homens.

- Miriam, quero uma mortalha escondendo o navio! Mas mantenha a visão dos canhões. - E então ele instrui o que não era necessário instruir. - Pomba, fique em campo aberto para falar com seus pássaros! Desu, em cima do mastro! Colaborem com a Mortalha, se preciso! - E, sem mais, lança-se do convés.

Nu, encharcado de sangue seco, com uma alfange entre os dentes e seguido por uma trupe de carniçais sanguinários e alucinados, ele escala os muros do castelo ao som de tiros de canhão.

_________________
... só pode ser os nóia!
avatar
Gam

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Mensagem por R.Gato em Qua Jan 18, 2017 10:07 pm

Amon Eret
P.T.S.: 14/15
Vitalidade: Ferido -1
F.V.: 8/8


Certificando que ninguém estava observando o vampiro volta toda sua atenção ao que estava acontecendo ali, aquilo tudo parecia muito estranho para Amon, a cada segundo o inesperado acontecia mas em meio a toda turbulência o Setita encontrou uma resposta, o sangue, seu bem mais precioso e como em um flashback ele se lembra que Anemoi era um deus herege que representava os ventos. Com uma mordida precisa Amon arranca uma lasca do dedo e faz uma especie de ritual instintivamente, o circulo de sangue de nada adiantou mas quando o vampiro pinga a vitae no pergaminho etéreo...uma resposta imediata. A relíquia desaparecia no ar sendo soprada pelos ventos que agora já tinham mais força. Por um breve segundo todos ficaram estáticos - é isso? o pergaminho despareceu? - mas antes que pudessem falar qualquer coisa vinhas com espinhos brotam numa velocidade absurda do mesmo lugar em que o pergaminho estava e investem contra a mão ferida do Setita e dilaceram sua carne enquanto adentram em seu braço. A dor era insuportável, ele sentia as vinhas se amarrando em seus músculos e os espinhos se prendiam. A dor era tanta que seu corpo não obedecia e de joelhos o vampiro cai segurando seu braço com força.

Madai e Getsemaní ficam sem entender, para eles nada havia acontecido e demoram um pouco para entender a situação, a unica coisa que podiam fazer com relação aos gritos de dor era tentar colocar Amon de pé mais uma vez. Tão logo eles o ajudam a levantar-se a dor passa e piloto da aeronave que os trouxe vai ver o que estava acontecendo.

Testes:
AMON ERET rolou 6 dado(s) com dificuldade 6 para "procurar sinal de vida" e obteve 4 sucesso(s)
http://warleiramos.com/rolador/?q=17908
AMON ERET rolou 7 dado(s) com dificuldade 6 para lembrar-se sobre informação do nome Anemoi e obteve 2 sucesso(s)
http://warleiramos.com/rolador/?q=17916
avatar
R.Gato

Data de inscrição : 08/07/2015
Idade : 26
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Mensagem por Bispo Altobello em Qui Jan 19, 2017 1:59 am


Durante boa parte de sua existência, Shingeru deixou que o ódio mortal que nutria contra a Yakuza que desgraçou sua família se confundisse com uma ira incessável contra os Kuei-jin. Mas esses breves momentos com Cho-hee o fazia se questionar se os Cataianos são mesmo os demônios que pintou. A forma como a garota demonstrava sua gratidão, de forma tão pura e doce, lhe mostrava que talvez estivesse equivocado em suas impressões. Tão delicada... mas ao mesmo tempo tão selvagem. E humana. Apenas uma garota comum. - Eu não vou deixar que nada aconteça, pode acreditar em mim. - Shingeru acalma a menina e a incentiva a pegar o pergaminho. - Eu prometo. 

Arisca, a menina se aproxima na defensiva da criatura gigante. Silêncio mortal. A visão além da visão do Feiticeiro saltava aos seus olhos e, diferentemente do que pensava, a forte aura dourada da criatura começou a brilhar forte diante do Tremere. Nada daquela aura fraca e intermitente típica das aparições. Aquela criatura era algo mais singular do que uma aparição.

Talvez Shingeru estivesse maravilhado demais com a poderosa aura daquele espírito para cumprir sua promessa de proteger Cho-hee. Talvez aquela tarefa estivesse muito além de sua capacidade. Fora um tolo em achar que a garota conseguiria pegar o pergaminho. Quando se deu conta o belo coração dourado de Cho-hee estava nas mãos do imenso cadáver. Miyamoto observava a cena paralisado. Os olhos vidrados do invetigador encontram os da Cataiana antes do seu corpo tocar o chão e pouco a pouco se consumir.

A criatura ignora toda a cena, estentendo ao Feiticeiro o pergaminho dourado, causador da morte de Cho-hee. As palavras que reverberam na sala ecoam dentro de sua mente. Sua curiosidade é completamente suprimida pelo medo, naquele momento, não tinha absolutamente nenhuma pergunta a fazer. Ele simplesmente agarra o pergaminho, esperando ser levado para longe dali.

_________________
"Subirei aos céus, erguerei meu trono acima das estrelas de Deus
E lá, mais alto que as nuvens, serei como o Altíssimo." 
avatar
Bispo Altobello
Arcebispo La Sombra de New York - Sabá

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 23
Localização : Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Mensagem por R.Gato em Qui Jan 19, 2017 1:30 pm

Big Boss
P.T.S.: 15/15
Vitalidade: OK
F.V.: 8/8



O navio chegava silenciosamente ao pequeno cais, o chão já possuía uma fina camada de neve e em poucos minutos a assassina e seu capitão chegam. Com uma visão anteriormente de uma área superior BigBoss já tinha um plano em mente, nada muito detalhado, apenas as barbaridades habituais. Conforme ele gritava as ordem e jogava dois corpos no chão, tímida, Miriam se aproxima com um dos olhos enormes devido as lentes do monóculos que usava.

Ao contrario de Blurry o raciocino e inteligencia da pequena navegadora eram invejáveis. Com uma voz baixa e doce ele fala ao pé do ouvido de seu capitão: _Big, provavelmente você tenha reparado já que seu senso climático é ótimo, mas está nevando em um lugar onde isso não deveria acontecer. Logo que percebi os cristais de gelo caindo achei que poderia ser feitiçaria mas quando liguei o radio comum percebi que poderia ser algo maior. O clima global está uma loucura, no Japão dois vulcões inativos estão iniciando atividade, na América Latina alguns furacões se formaram, a America do Norte sobre com uma tempestade a dias...Bom, resumindo, acho que podemos relaxar com relação a presença de um feiticeiro mas devemos ser rápidos para que a Fatricida não fique presa aqui com uma possível nevasca. Ah, mandei um sinal de ajuda para a parte leste da ilha então só precisaremos lidar com a guarda pessoal do sultão. Boa sorte.

Dos membros da tribulação Miriam era a mais pacifica, dando as costas ela se retira para a sala de comunicação do navio, ela não se interessava por combates e não seria uma batalha que poderia custar sua vida que iria atrair sua atenção. Apos ouvir atentamente o que sua companheira tinha a dizer o capitão volta a gritar suas ordens, enquanto despejava seu sangue no latão um vigia da muralha avista o grupo e começa a gritar: _INVASORES NA PARTE OESTE DA MURALHA!!! INVASO...



Um tiro certeiro explode a cabeça do vigia, Detsu com seus olhos mais comprimidos que o normal demonstrava que estava sorrindo e com um sinal de mão esnobe fala para iniciarem o ataque. Os passos ritmados da guarda pessoal ecoavam pelo lugar vazio e as luzes cortavam a penumbra da noite. O elemento surpresa tinha ido por água abaixo e fortemente armados alguns guardas começam a tomar posições no topo da muralha e gritavam coisas num idioma que ninguém conhecia. Uma chuva de balas começava e uma nova estrategia precisaria ser tomada, escalar a muralha estava fora de cogitação, protegidos por uma grossa camada de pedra os guardas dificultavam tanto os tiros de canhão quanto os disparos de Detsu.

O capitão fazia uma rápida leitura da batalha e levanta os seguintes dados: Seus homens eram bem mais resistentes mas em menor numero, além disso tinham um menor poder ofensivo se não fossem seus companheiros Lassombra. A vantagem do terreno era da guarda real mas sua tripulação tinha a vantagem de movimentação mais facilitada.



Sorte:
BIG BOOS rolou 1 dado(s) com dificuldade 1 para Sorte e obteve 1 sucesso(s)
Resultado Dados:1
Link: http://warleiramos.com/rolador/?q=17917
avatar
R.Gato

Data de inscrição : 08/07/2015
Idade : 26
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Mensagem por R.Gato em Qui Jan 19, 2017 2:48 pm

Shingeru Miyamoto
P.T.S.: 14/14
Vitalidade: OK
F.V.: 8/8


Teste:
Shyngeru rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 6 para frenesi que resultou 8, 10, 5 - Total: 2 Sucessos


A morte da garota era chocante até mesmo para o frigido Shingeru, mesmo que mascarado pelos dons de caim o afeto de Cho-Hee era cativante e sua morte verdadeiramente revoltante. Um ódio verdadeiro começa a brotar no interior do investigador mas aquilo era sentimental de mais para alguém tão frio, rapidamente a racionalidade retoma o controle e sua feição volta a ser fria como sempre. Com cautela devido a enorme demonstração de poder da criatura o policial agarra o pergaminho esperando que aquilo o tire dali.

Um palpite certo finalmente, o espaço começa a se distorcer e o investigador se vê novamente em seu mundo. Coisas bobas como os sons do ambiente era reconfortantes, abrindo os olhos lentamente enquanto se recuperava da tontura ele se depara com a mão na mesma marca de sangue que Cho-Hee havia deixado no tronco da arvore. Estranhamente o tempo não parecia ter passado, os incendiários ainda estavam na mesma posição do momento em que Shingeru foi trasportado mas agora a seus pés estavam os restos mortais de um corpo podre que pelo tamanho era sua breve companhia da sala na mortalha e claro, o pergaminho dourado em sua mão esquerda.



Ao retirar sua mão da casca todas as flores rosas caem formando uma bela cascata de sakuras e cobrem o corpo da jovem, Os aprendizes da capela param o que estavam fazendo e olham para aquela bela cena com expressões de espanto e admiração: _Tudo bem com o senhor? - grita um deles.

avatar
R.Gato

Data de inscrição : 08/07/2015
Idade : 26
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Mensagem por Gam em Qui Jan 19, 2017 3:43 pm

- O que estão esperando? - Ele nota a hesitação da tripulação. - Eu já dei suas ordens! ADIANTE!

Mortalha das Trevas para envolver a guarda real.

- Entrem na escuridão! - É uma delícia dizer isso.


Última edição por Gam em Sex Jan 20, 2017 5:05 pm, editado 1 vez(es)

_________________
... só pode ser os nóia!
avatar
Gam

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Mensagem por Bispo Altobello em Qui Jan 19, 2017 10:44 pm

Sim, Shingeru é um homem frio. Mas não, Shingeru não é uma pedra. Vamos com calma. Levará um tempo, talvez uma noite ou até menos. Eventualmente ele cairá na real. É claro que a moça estava mortalmente grata, afinal, ele próprio havia a mesmerizado para isso. Cho-hee não teve escolha se não o venerar como seu salvador. Seu impulso inicial, no entanto, havia sido o insultar e na primeira oportunidade que teve tentar o matar. Uma morte tão brutal, porém, quer você queira, quer não, acaba chocando qualquer pessoa. Inclusive um vampiro. E por mais que o Feiticeiro disfarce, por dentro ele ainda está horrorizado.

Ao aceitar o pergaminho, seu desejo imediato se torna realidade e é cuspido de volta para a realidade. Em sua mente ainda ecoa as palavras proferidas pela criatura, mas ainda está atordoado demais para interpretá-las agora. Nesse momento, Shingeru poderia ser traduzido como alívio. E pesar, ao ver o cadáver de Cho-hee. Fora incapaz de mantê-la a salvo. Sentia-se responsável, em parte, por aquilo. Sentia que havia falhado. Por outro lado, estava grato por ainda estar vivo. "Vivo". Percebeu que o tempo não passou enquanto estava na Umbra lutando por respostas e por sua "não-vida". 

Sua mão solta a marca de sangue na árvore e as flores a acompanham, cobrindo o corpo de Cho-hee e a ocultando. Os aprendizes percebem algo de estranho. E um transtornado Miyamoto faz sinal para que se aproximassem. Assim que estão próximos o bastante, o Tremere ordena aos aprendizes em voz baixa. - Quero que levem esse cadáver para a Capela. Sejam discretos. - E caminha em direção ao carro. - E não se esqueçam dos livros! São importantes! - Fala enquanto caminha para longe. Quando subitamente para e volta. - E se esqueçam as entradas para o subterrâneo, isso não é importante. - E continua a andar. - E andem logo com isso! 

Shingeru saca a o celular e disca o número de Varrick. Ele espera impacientemente, andando de um lado para o outro perto do seu carro. - Preciso falar com o Senhor urgentemente. - Diria, caso sua ligação fosse atendida. Em caso negativo. Rumaria para a Capela.

_________________
"Subirei aos céus, erguerei meu trono acima das estrelas de Deus
E lá, mais alto que as nuvens, serei como o Altíssimo." 
avatar
Bispo Altobello
Arcebispo La Sombra de New York - Sabá

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 23
Localização : Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Mensagem por Outis em Sex Jan 20, 2017 8:44 am

Giuseppe permanece estático como sempre. Sua mente é quem trabalha durante as reuniões. A confiança em Arthas era plena, de modo que dificilmente contestaria algo que o Príncipe falasse. Apenas observava e absorvia as informações enquanto refletia. "Pelo visto esse brutamontes não passa de um almofadinha. Que desperdício. Ao menos não teremos preocupações com a política e a 'burrocracia' da Torre de Marfim." - GT provavelmente teria um assunto ou outro para conversar com Arthas, mas jamais o faria na frente de William. Ainda mais em tempos de traições, onde todos os holofotes estão voltados para o infeliz primogênito Malkavian.

— Iremos todos juntos ou nos encontraremos já em terras desconhecidas? Seria interessante ao menos ver o rosto do restante do grupo antes de chegarmos no local. - GT indaga. —  No mais, agradeço o voto de confiança, não iremos desapontá-lo.

Sem delongas, GT se despede de ambos e volta para seu refúgio. O cainita não possui planos preparativos para a viagem. Irá começar os trabalhos quando de fato chegar no local. Se limita em apenas estudar a geografia do local próximo ao acidente, bem como costumes e a cultura do local.

_________________

Só pode ser os nóia!
avatar
Outis

Data de inscrição : 24/04/2010
Idade : 26
Localização : Califa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Mensagem por R.Gato em Sex Jan 20, 2017 10:14 pm

Obàh Nyumma
P.T.S.: 14/14
Vitalidade: OK
F.V.: 8/8

&

Giuseppe
P.T.S.: 15/15
Vitalidade: OK
F.V.: 8/8



A noite da reunião passara lentamente, a sensação era a mesma de quando estavam vivos e se aprontavam para uma viagem importante. Todos os preparativos para a viagem foram arranjados em uma velocidade inacreditável, os membros mais cautelosos poderiam até suspeitar mas essa era uma demonstração do poder que a Camarilla havia acumulado por todos esses seculos na America. Os membros indicados tiveram aquela noite para arrumar suas ferramentas apesar de não se conhecerem, com exceção de Giuseppe e William que se encontraram na reunião. Alguns se limitaram a estudar a geografia e costumes locais como Giuseppe, sua  função na cruzada seria captação de informação e segurança...a inteligencia do grupo, seus preparativos não precisavam ser muito maiores que isso. Já outros correram contra o tempo como William que precisava deixar responsáveis pelos seus negócios, a ajuda de seu fiel carniçal foi fundamental para cumprir a tarefa a tempo. Frèddo havia conseguido não só um refugio mas também uma lista de contatos dos mais variados e valiosos; após intensas negociações alguns dos clientes de William "resolveram" dividir informações sobre o submundo da Austrália.

Na noite seguinte a chuva havia perdido força mas inúmeros noticiários delatavam vários fenômenos meteorológicos no minimo curiosos como dois vulcões milenares reativos no Japão e tempestade de neve em uma ilha da Indonésia; em meio a uma fina chuva o grupo se reencontrava numa área privativa do aeroporto de Nova York durante o translado e como em um filme Hollywoodiano uma ficha de cada membro do grupo chega no aparelho celular de cada membro.

mensagem:

Theo Theodoridis
Função: Proteção (Atirador)
Clã: Brujah


Sarah Vallon
Função: Proteção (assassina)
Cla: Toreador


Ignus Mee
Função: Proteção (combatente, rastreador)
Clã: Gangrel


Hanna Woods
Função: Estudiosa (especialista em relíquias, história antiga e linguas)
Clã: Malkavian


William Blackwood
Função: Líder e responsável pela instalação do grupo nas novas terras
Clã: Ventrue


Giuseppe GT
Função: Inteligencia/Segurança (captação de informações e estrategias de segurança)
Clã: Malkavian

A avião em que o grupo parte para Oceania era particular e possuía todas as devidas proteções contra o Sol, a área de pouso era na costa leste da Austrália, em Perth e a previsão de chegada era as 19h da próxima noite.

Acompanhada de uma dúzia de carniçais a comitiva parte para a tão esperada para expedição à Austrália.
avatar
R.Gato

Data de inscrição : 08/07/2015
Idade : 26
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Mensagem por R.Gato em Sex Jan 20, 2017 11:00 pm


Big Boss
P.T.S.: 15/15
Vitalidade: OK
F.V.: 8/8



Big Boss grita com sua tripulação para avançar, algumas vezes seus homens tem dificuldade de entender quão insano é seu chefe e acabaram demorando um pouco para entender o que ele queria...nada que uma grito em seus miolos não resolvesse. Uma massa enorme de sobra com aproximadamente 15 metros de diâmetro cobre a parte superior da muralha.

Uma pausa nos disparos é percebida e logo depois alguns dos soltados do sultão se jogam la de sima no mais pleno terror, alguns poucos tiros podem ser escutados mas provavelmente sem rumo. Por volta de vinte homens seguem BigB escalando a muralha.

Unhas sendo arrancadas, calos sangrando, nada parava aqueles homens sedentos por sangue. Com uma velocidade incrível eles ultrapassam até seu comandante e alguns acabam adentrando na mortalha... segundos depois alguns deles faz o mesmo que os soldados do sultão, se jogam la de cima apavorados. Dezessete homens ainda seguiam as ordens do capitão e se protegiam na parte superior da muralha. Assim que Big Boss chega até lá ele percebe duas situações curiosas, a primeira era a maior parte da guarda real estava no portão principal do palácio, aproximadamente vinte, vinte e cinco homens e a segunda era algo...algo...que esclarecia o quão burra era Blurry, a assassina estava triste sentada em um barril do cais já que não havia recebido ordem alguma, balançando seus pesinhos entediada, provavelmente estava tristíssima por ter sido deixada de fora dessa batalha.

No minuto em BigB percebe, a guarda real volta a atirar em seu grupo só que dessa vez a vantagem geográfica era dos piratas que pouco sofriam com as rajadas desde que ficassem sob as grossas proteções da muralha. Os tiros de canhão só atingiam a parte alta do palácio devido a péssima angulação que tinham do navio. Com Detsu ali onde eles estavam a batalha seria mais fácil, pensava o comandante.

Testes:
Dados:10, 8, 7, 7, 1, 2, 9, 2, 9, 5
BIG BOSS rolou 10 dado(s) com dificuldade 7 para Teneb. 2 e obteve 5 sucesso(s)
Link: http://warleiramos.com/rolador/?q=17964

Dados:10, 9, 9, 3, 7, 7
TRIPULAçãO rolou 6 dado(s) com dificuldade 7 para Escalar e obteve 5 sucesso(s)
Link: http://warleiramos.com/rolador/?q=17966

Dados:2, 3, 10, 1, 2, 4, 7
BIG BOSS rolou 7 dado(s) com dificuldade 7 para Escalar e obteve 1 sucesso(s)
Link: http://warleiramos.com/rolador/?q=17968
avatar
R.Gato

Data de inscrição : 08/07/2015
Idade : 26
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Mensagem por Undead King em Seg Jan 23, 2017 12:17 pm

Eu já sorria, esperando que de alguma forma o pergaminho mostrasse o caminho. Mas claro, no fundo eu sabia que isso tinha uma chance gigante de dar errado. Mas não custa acreditar..

A gota de sangue caiu vagarosamente até o papel etéreo, acompanhei com os olhos toda a trajetória dela com os olhos, para então, sem o mínimo de chance de tentar conter aquilo, o pergaminho voou para não-sei-aonde. No meu coração morto houve uma pontada de desespero, eu estava perdendo a única pista do que eu tinha que procurar! Eu ainda conseguia vê-lo, então havia uma chance de eu poder recuperá-lo. Eu dei dois passos rápidos em direção à ele, e então mais um pouco de inesperado preencheu a minha noite nessa terra. Uma puta de uma dor gigante tomou conta do meu braço e me prendeu onde eu estava - AHHHHHHHH!!!!!!!!! PUTA QUE PARIL,  QUE MERDA É ESSAAAA!!!!!???  DROGA, SEUS INÚTEIS, ME AJUDEM!!!!!!! - Minhas pernas falharam graças a dor. Merda de pernas, e eu só conseguia ver o pergaminho voando para cada vez mais longe... olhei finalmente para trás e vi o que me prendeu. A droga de uma vinha que se enroscou no meu braço. Isso...  Isso foi realmente inesperado. Ela machucava pra porra.. - Droga, seus incompetentes! Se isso fosse uma ataque da Camarilla ou do Sabá, estaríamos todos mortos! Vamos, me ajudem a sair dessas...  dessas coisas! - Finalmente eu tinha alguma ajuda para ficar em pé, Arkmenhah podia ter me mandado carniçais mais competentes. Mas logo não vou precisar deles, vou ter meus próprios carniçais depois que me estabelecer aqui.
Enquanto eu tentava me desvencilhar das vinhas espinhentas, o motorista do avião descia do veículo. Isso poderia ser uma coisa ruim, eu não sabia se ele sabia do pergaminho, ou que ele trabalhava para um vampiro. E eu precisava de ajuda para sair dos espinhos - Ei!! Você, me ajude aqui.  
avatar
Undead King

Data de inscrição : 03/07/2015
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Mensagem por R.Gato em Dom Jan 29, 2017 11:47 am

Off: Bom dia meus queridos, queria pedir desculpas previamente porque não irei continuar a livre. Acredito que iniciei a cronica precipitadamente e muita coisa se perdeu esqueci de umas cosias importantes e ficaria muito forçado introduzi-las a força agora. Acredito que deixei a ansiedade tomar conta e me precipitei iniciando a cronica antes de marcar alguns pontos importantes, espero que me entendam e muito obrigado, aprendi muito com vocês que são excelentes jogadores.
avatar
R.Gato

Data de inscrição : 08/07/2015
Idade : 26
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Mensagem por Outis em Dom Jan 29, 2017 1:06 pm

Ahhhhhhh seu sapequinha!

_________________

Só pode ser os nóia!
avatar
Outis

Data de inscrição : 24/04/2010
Idade : 26
Localização : Califa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crônica Livre - O Recomeço, Explorações de um Novo Mundo

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum