New York by Night - O Segundo Movimento

Página 28 de 30 Anterior  1 ... 15 ... 27, 28, 29, 30  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por John Dalloe em Sab Dez 03, 2016 2:22 pm

 John Dalloe  



Balflear volta para o andar de baixo e liga no celular de Brunna Law.
avatar
John Dalloe

Data de inscrição : 20/07/2016
Idade : 35
Localização : New York

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sab Dez 03, 2016 2:31 pm

John Dalloe
PV 10 /
11
FdV 05 / 08
- Dia 8
0127

John desce as escadas, e vai para o quintal, buscar o seu celular que havia ficado nos arbustos da casa. Uma vez com o celular em mãos ele discava o numero de Bruna novamente, enquanto retornava para o interior da casa.

O telefone chamava e chamava, mas ninguém atendia, e john também não ouvia o barulho do celular chamando no inteior da casa.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por John Dalloe em Sab Dez 03, 2016 2:33 pm

 John Dalloe  



Balflear então tenta o celular do marido dela.
avatar
John Dalloe

Data de inscrição : 20/07/2016
Idade : 35
Localização : New York

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sab Dez 03, 2016 2:37 pm

John Dalloe
PV 10 /
11
FdV 05 / 08
- Dia 8
0130


Após não conseguir nada com o telefone de Brunna, o vampiro tenta ligar para o marido da mortal. O telefone começava a chamar, no terceiro bip, o telefone cai na caixa postal.

Porém o vampiro não havia conseguido ouvir nada vindo do resto da casa.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por John Dalloe em Sab Dez 03, 2016 2:41 pm

 John Dalloe  



Pelo celular mesmo, utilizando a conta de e-mail no contato do marido. Balflear tenta hackear e adentrar a conta para procurar as ultimas localizações GPS.
avatar
John Dalloe

Data de inscrição : 20/07/2016
Idade : 35
Localização : New York

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sab Dez 03, 2016 2:44 pm

John Dalloe
PV 10 /
11
FdV 05 / 08
- Dia 8
0124


Rolagem de dados:
John rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 5 para hackear e-mail que resultou 4, 4, 10, 8, 5, 1, 7 - Total: 3 Sucessos

John então através de seu celular descobre que o e-mail do marido foi acessado pela ultima vez naquele dia, as 23h, em Miami.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por John Dalloe em Sab Dez 03, 2016 2:48 pm

 John Dalloe  



Balflear manda primeiro uma mensagem para Nadia, que devia estar chegando, lhe dizendo "abortar tudo está resolvido". Em seguida dá dois pontos de vitae para acordar Brunna e lhe recobrar a saúde.
avatar
John Dalloe

Data de inscrição : 20/07/2016
Idade : 35
Localização : New York

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sab Dez 03, 2016 3:02 pm

John Dalloe
PV 10 /
11
FdV 05 / 08
- Dia 8
0133

John então recebia uma mensagem de volta de Nadia.

Nadia escreveu:Eu acabei de estacionar o carro aqui na frente. Devo ir embora mesmo?

John então voltava para perto de Brunna, e cortava o proprio pulso, dando um pouco do proprio sangue para ela se recuperar.

Rapidamente os olhos dela começavam a abrir, e então ela via a silhueta de John a sua frente, ela então pulava para trás do sofá, afim de abrir distancia entre os dois.

- Quem é você? Ela dizia, por que me mandou aqueles videos? Como sobreviveu ao meu garrote? - John via a silhueta dela levar a mão até a boca - E que merda foi essa que você me deu? Está me drogando? - A silhueta dava um leve passo para trás enquanto falava, algo pouco perceptivel
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por John Dalloe em Sab Dez 03, 2016 3:14 pm

 John Dalloe  



"Calma Brunna, não há porque temer. Eu sou a vingança que a vida lhe devia, e eu paguei ela. Mas Brunna, Romans 13:7. Pague aos outros aquilo que lhes deve, eu lhe fiz um favor e agora você fará um para mim. Não me importa que tentou me atacar, não há sentimentos ruins entre a gente. De fato o que eu quero tampouco é de qualquer valor para você. Você sai ganhando e eu saio ganhando." Balflear então se mexe um pouco enquanto se mantém de frente com Brunna, seus olhos fitando os delas como um abismo escuro e impenetrável. Ele retira o celular, rapidamente manda a mensagem para Nadia "sim" e cita algumas da últimas localizações do marido dela. "Olhe pela Janela Brunna, aquele carro são outros de nós. Você vê pela sua situação de hoje e a de André Roval que não há como correr, nós sabemos onde você e seu marido estão e somos somente uns de muitos outros. Mas se nosso tributo for pago, Brunna, como diz em Romans 13:7 nada de mal lhes ocorrerá, você está disposta a me ouvir?"
avatar
John Dalloe

Data de inscrição : 20/07/2016
Idade : 35
Localização : New York

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sab Dez 03, 2016 3:37 pm

John Dalloe
PV 07 /
11
FdV 04 / 08
- Dia 8
0142
Vitalidade:

Escoriado......................[ ]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

Rolagem de dados:
John rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para resistir que resultou 2, 9, 9, 9, 5, 1 - Total: 2 Sucessos
Bruna rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para emboscada que resultou 10, 4, 2, 5, 6, 4 - Total: 2 Sucessos

Bruna rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 8 para atirar na cabeça que resultou 3, 6, 4, 8 - Total: 1 Sucessos
John rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 6 para esquivar que resultou 10, 4, 4, 1 - Total: 0 Sucessos
Bruna rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dano que resultou 4, 6, 2, 7, 7 - Total: 3 Sucessos
John rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para absorver que resultou 10, 2 - Total: 1 Sucessos
Dano final: 2 Letal (Machucado -1)

Iniciativa:
John 8 + 3 = 11
Brunna 5 + 1 = 6

Caos rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 1 para iniciativa que resultou 3, 1 - Total: 1 Sucessos

John rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 8 para atirar na arma que resultou 5, 3, 9, 5, 1, 4, 1, 5 - Total: -1 Sucessos

Bruna rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 8 para atirar na cabeça que resultou 9, 10, 7, 9, 7, 6 - Total: 3 Sucessos
Bruna rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dano que resultou 5, 5, 1, 10, 1, 2, 3 - Total: -1 Sucessos

Turno 2:
John rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 5 para convencer que resultou 2, 10, 7 - Total: 2 Sucessos +1FDV



Enquanto John fazia seu discurso, a atenção de bruna se mantinha no vampiro a sua frente. Ao mesmo tempo que dava um ou outro passo curto para trás, dificil de ser notado naquela escuridão toda, onde a noção de profundidade ficava bastante afetada.

Quando John termina o seu discurso, a mortal acendia a luz com uma das mãos, visto que ela já estava proxima do interruptor de luz e com a outra ela alcançava uma arma que estava convenientemente posicionada debaixo de um criado mudo.

Ela rapidamente mirava na cabeça do vampiro e puxava o gatilho, John percebendo aquela movimentação e pela luz ter se acendido de repente, procura desviar daquele tiro, mas foi lento demais e acabou sendo acertado bem no meio de sua testa, o impacto fazia com que sua mascara saisse do lugar e caisse no chão, revelando o seu rosto. Nada disso fazia barulho, graças a magia do sangue.

Aquele tiro doia um pouco, mas não o suficiente para derrubar o vampiro. Bruna agora segurava a arma com duas mãos e uma expressão assustada assumia o seu rosto. - Como é possivel? Você deveria ter morrido com esse tiro. - Ela via claramente o buraco na testa de de Balflear que não deixava duvidas que ela tinha acertado

Turno 1:

John então mirava na arma da moça e puxava o gatilho porém sua arma emperra e nenhum tiro é disparado, assustada com aquele movimento a segurança puxa o gatilho de sua arma novamente, mais uma vez mirando na cabeça de John, o tiro lhe acerta na bochecha, mas dessa vez não doia nada, e o vampiro cospe a munição que havia ficado em sua boca.

Turno 2:

John desfaz o quietus e começa a falar com a garota, tentava raciocinar com ela. Eu não sou normal Brunna, eu já lhe disse, sou a vingança que você buscava, até agora que mal lhe fiz? - O vampiro tentava acalmar a garota.

Brunna ficava em silencio, depois de tudo que estava vendo agora, de fato não tinha como negar que aquele homem na sua frente não era normal. - Você me drogou, e tentou me matar, teria me matado se a sua arma não tivesse emperrado. - Ela falava menos assutada, respirando fundo, procurando recobrar a calma e o pensamento frio. - E está ameaçando a mim e ao meu marido.

- Brunna, pense, você é treinada. Você sabe onde eu apontava. Eu apontei para sua arma para parar esse embate, eu lhe dei o que você mais queria nos últimos 2 anos. Aquele porco se divertia com adolescentes, lhes pagava para satisfazer suas perversões! E o que eu quero é sua ajuda, respire fundo e olhe dentro do seu peito se você não sente que você quer confiar em mim! Eu preciso de você e você me deve algo, não fui eu que respondi aquele sim, Brunna. Eu lhe dei a escolha, você tomou as rédeas do destino de Roval. Agora pague sua dívida e nunca mais me verá. - Ele falava com suavidade e tranquilidade.

- Eu não pedi pra você mata-lo, você decidiu mata-lo sozinho! Eu não sou hipocrita, admito que ele mereceu isso. Não tenho nenhuma divida com você, aberração. Me diga o que você o quer, e eu pensarei se vale a pena ajuda-lo. - Ela falava friamente, tentando suprimir o medo que havia em seu peito.

- Negue o quanto quiser Brunna, mas você quis aquilo. E eu lhe dei isto, suas palavras me moveram e eu fui a mão do destino que você não teve coragem de agarrar. Eu quero entrar na sothesby Brunna, e se você me auxiliar eu posso lhe dar o que você mais quer nessa vida. Lhe permitir ver o seu filho. - O vampiro então pensa melhor no que acabou de falar e se retifica. [color=red] - "você viu como meu pulso não batia Brunna, isso não é uma ameaça. Existem formas de dar a ele a vida que ele não teve, mas elas não são faceis."

O dedo de Brunna retornava ao gatilho, já estava prestar a disparar mais um tiro, quando o vampiro voltava a falar e ela aliviava a pressão. - Eu já fiz a minha paz com a morte de meu filho, eu não quero que a alma dele seja trazida de volta a este mundo através da magia negra. - Ela falava com uma raiva em sua voz. - Não, eu quero outra coisa, você está de olho no leilão que vai ter em dois dias. Peças de extremo valor, eu te ajudo, se você transferir 2 milhões de dolares para minha conta na suiça.

- Muito bem Brunna, se o que você quer é dinheiro. Eu posso providenciar. Uma equipe de manutenção será acionada amanhã e você irá acompanha-los enquanto eles modificarão uma das estátuas que será posta a leilão. Só isso, as cameras estarão adulteradas no momento que isto for ocorrer. Temos um trato? A transferência ocorrerá no meio da operação.

A moça então balançava a cabeça positivamente e então abaixava a arma, se aproximando com cuidado do vampiro, ela solta uma das mãos da arma e estende para o vampiro. - Temos um acordo então, te mandarei uma mensagem para o seu celular com a informações necessárias para a transferência. Como eu posso te chamar? - Apesar da arma não estar mais apontada para o vampiro, ela ainda mantinha a arma em seu punho, para qualquer eventualidade.

- Me chame de Johnny, não que isto faça diferença. Estarei aguardando sua mensagem Brunna, eu lhe passarei quaisquer detalhes mais eventualmente. Bem como a hora exata que o dinheiro será transferido, o que coincidirá com o andamento da operação.

- Então ficarei no aguardo, Johnny Boy. - Ela pisca para o vampiro, que se despede em seguida e vai embora da casa. Ele olha em seu celular e verifica que são 01:43 da madrugada.

John se ofuscava na saida da residencia da residencia, mas antes ele apanhava sua mascara que havia caido no chão, ele pegava a saida dos fundos e retornava para o seu carro, ainda ofuscado.

avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por John Dalloe em Dom Dez 04, 2016 11:19 am

 John Dalloe  



Com a última agente do plano a bordo, Balflear retorna para a casa dele onde ele iniciará a preparação final de seu plano. Mas primeiro, ele manda uma mensagem para seus lacaios russos - eles deverão comprar mármore em cor similar a da estátua em três círculos, iguais aqueles dá furadeira e massa para grudá-los após a estátua estar preenchida de C4. Agora já na casa ele faz preparações da noite, todas elas utilizando múltiplas VPN's (Proxy Chain) para dificultar qualquer rastreio.



Trilha Sonora:


Ele hackeia, então, a Sothesby usando o acesso que o pendrive implantou no banco de dados, fazendo o ar condicionado da sala da estátua de Margaret D'Anjou falhar as 11:30 da noite, iniciando assim um processo de superaquecimento que não poderá ser revertido pelos controles do computador, logo, a manutenção será acionada as 11:45, a chamada sendo redirecionada para o telefone de John, de modo que quem adentrará será sua equipe na Van (chegando as 12:00) utilizando os uniformes e levando as furadeiras dentro das caixas de ferramentas, além é óbvio de outras ferramentas tradicionais e um fundo falso que contenha o C4. As câmeras de segurança da sala falharão devido a pane elétrica do ar condicionado as 11:55, porém a equipe estará escoltada de uma segurança encarregada que tenha acesso de segurança ao segundo nível (John coloca no sistema de alerta que Brunna Law será a notificada - sem nenhuma pessoa auxiliar). A situação crítica de superaquecimento que põe em risco a estátua por intemperismo, dará um aviso de urgência que diminuirá as precauções tomadas relativas a equipe de segurança. Lá dentro a situação se manterá assim até as 1:00 da manhã, quando tudo deverá começar a retornar a normalidade e se estabilizando as 1:30 da manhã, quando as câmeras também voltarão a funcionar e a equipe dará sua tarefa por concluída.

O segundo ponto é o pagamento de Brunna Law, John sabe que realmente sinfonar dinheiro de contas para ela seria um risco em potencial gigante. Assim que ele hackeará o banking online da instituição que ela referiu (utilizando um fdv), e colocará um glitch no sistema que indicará haver a quantia de 2.000.000 de dólares em transferência para a conta de Brunna; esse Glitch entrará no ar as 12:35; quando a equipe estiver com Brunna no armazém da instituição. Qualquer tentativa de manusear o dinheiro lhe indicará que no próximo dia útil a quantia já estará disponível para ser manuseada. Porém trata-se na verdade de um fantasma, e esse dinheiro sumirá ao fim desse período.

Por último ele hackeia o laptop do príncipe para achar seus contatos, ali identificando o número de celular deste mesmo. Então programa o detonador utilizando circuitos eletrônicos para agir como uma mini torre de recepção de sinal, quando identificar o sinal que advém de um celular contendo o identificador do número do príncipe, ou seja, o celular pessoal do mesmo e este ficar a uma distância crítica (mensurada pela força do sinal) ele explodirá as charges de C4 - quase 10 kgs que não necessitam de oxigênio (logo a estátua estar vedada não é um problema). Esse receptor não necessita triangular por uma torre de sinal, ele emite e capta sinais direto dos aparelhos (como um emissor de curto acesso). Se faltarem quaisquer partes, John pede pela internet de lojas de eletrônicos próximas com delivery urgente, de forma a estarem na sua casa no início de noite seguinte.

Ele pede para os russos estacionarem a van em algum local não mais que 10 minutos de distância dos armazens da Sothesby e lhe informarem o endereço, eles já deverão estar lá as 11 horas da noite. E lhes põe a dentro de quaisquer pequenas necessidades eventuais com a caixa de ferramenta com o fundo adaptado.
avatar
John Dalloe

Data de inscrição : 20/07/2016
Idade : 35
Localização : New York

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Lord_Suiciniv em Dom Dez 04, 2016 7:45 pm

John Dalloe
PV 06 /
11
FdV 02 / 08
- Dia 9
1930
Vitalidade:

Escoriado......................[ ]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

Rolagem de dados:

Cena 2
John rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 7 para hackear que resultou 6, 9, 9, 8, 2, 7 - Total: 4 Sucessos +1Fdv
Cena 3
John rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 9 para hackear banco suiço que resultou 8, 3, 9, 9, 10, 7 - Total: 3 Sucessos +1fdv
Cena 4
John rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 5 para detectar sinal que resultou 6, 9, 8, 2, 9, 9 - Total: 5 Sucessos

Cena 1

Enquanto voltava para casa, o vampiro enviava uma mensagem para os russos, pedindo para que eles providenciassem alguns produtos extras de ultima hora. Após ele enviar esta ultima mensagem para seus homens, o celular apitava a notificação de uma nova mensagem.

Era Brunna, com todas as informações necessárias para fazer o envio do dinheiro, o banco ficava na Suiça.

O vampiro chega em sua residência, coloca comida nova para seu cachorro, que fica muito feliz em vê-lo e após brincar alguns minutos com o animal, ele busca seu computador deixo do assoalho do apartamento e se senta na mesa, era hora de trabalhar.

Cena 2
Utilizando o ponto de acesso que Sven lhe garantiu nos sistemas da casa de leilão, o vampiro começava sua tentativa de invasão ao nível mais interno de segurança do local, os níveis que regulam todo o funcionamento dos andares subterrâneos daquele prédio, onde as peças de arte são armazenadas.

Ele logo percebia que aquele trabalho não era fácil, um hacker comum mesmo que tivesse chegado até aqui, seria rapidamente pego pelo sistema de segurança que era top de linha, muito melhor que os sistemas que controlavam a cidade. Mas Balflear não era um hacker comum, aquilo para ele era fácil como roubar doce de criança, rapidamente ele já tomava o controle e começava a programar o que iria acontecer na noite seguinte.

O vampiro programava uma falha no sistema de resfriamento do andar subterrâneo mais baixo, no compartimento onde está guardado a estatua de Margeret D’anjou para as 23:30 daquele mesmo dia.

Em seguida ele hackeava a chamada de emergência do local para que ele recebesse o aviso de que havia algo errado, sua equipe estaria esperando por essa chamada de emergência. De volta aos níveis mais superficiais da segurança da casa de leilões o vampiro organizava o quadro de funcionários de plantão naquela noite para que Brunna seja a funcionaria responsável por acompanhar a equipe de manutenção até o problema.

Finalmente ele volta aos níveis mais profundos para programar uma normalização do sistema as 1:00 da manhã, e uma estabilização completa as 1:30, quando a sua equipe já terá terminado o serviço e estiverem indo embora.

Cena 3

O vampiro extremamente concentrado em sua tarefa começava a hackear o banco de Brunna, mesmo que ele seja do outro lado do mundo, aquilo não era problema para ele. Ele então programava uma transação pendente de 2 milhões de dólares para a conta que a segurança havia lhe passado. Apenas um glitch visual, quando a mulher tentasse mexer naquele dinheiro, seria informada que a operação não era possível no momento, e que estaria liberado no outro dia. Agradecendo o transtorno, momento este que o glitch visual colapsaria em si mesmo e desapareceria, voltando ao estado original daquela conta.

Cena 4

E finalmente o vampiro começava a hackear o computador do príncipe, através do acesso que ele possui graças a aquele vírus do video de algumas noites atrás, utilizando o computador do príncipe, o vampiro mexia em algumas informações até conseguir o numero de telefone pessoal do príncipe.

Com o detonador do C4 em mãos, o vampiro começava a modificar o aparelho para que ele detectasse sinal de telefone, mais especificamente o sinal do telefone do príncipe, e quando aquele numero chegasse a 5m de distancia do detonador, o circuito seria acionado e a estatua explodiria.

Para terminar aquela noite, o vampiro mandava uma mensagem para os russos, com novas instruções a respeito do local onde eles deveriam estacionar a van e aguardar o sinal, sendo importante que eles avisassem o vampiro aonde exatamente a van estava estacionada. Após aquela exaustiva noite de trabalho o vampiro olha em seu relógio, e descobre que já eram 3:15 de madrugada.

Como sua noite já estava acabando, o vampiro decide encerrar por hoje e vai se deitar.

Na noite Seguinte – 19:30

John desperta no seu horário habitual, aquela era a grande noite, a noite que iria decidir o resto da sua vida. Aquela seria noite em que ele invadiria o armazém a Sothesby e finalmente cumpriria sua missão de matar o príncipe, ou aquela seria a noite em que ele falharia na sua missão e pagaria o preço da sua vida.

John então decide tomar um banho para executar a missão de hoje, e quando estava tirando a sua roupa percebe uma coisa estranha em sua pele. Uma especie de tatuagem, marcada em sua pele, meio cicatrizado em branco. No exato mesmo lugar que ele sentiu aquela dor na noite passada.




off: considerar a imagem sem nenhuma petala, mas com todos os detalhes inerentes ao "caule"
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Askalians em Dom Dez 04, 2016 10:49 pm

 Lisandra Eckhart

Aqueles preços realmente eram um valor salgado para se pagar e definitivamente o primeiro era ainda o valor mais em conta do que podia aceitar. Nem havia pensado direito sobre quanto Joffrey iria contribuir para pagar, mas aquilo também não importava muito no momento, apesar da reação meio ruim dele de engolir seco.

- Acredito que inicialmente vamos ficar com o pacote simples. Caso a gente resolva subir para outro pacote eu aviso...

Não que haveria a possibilidade daquilo acontecer, mas queria esboçar uma tranquilidade para o negócio ser estabelecido, principalmente na questão do dinheiro.
avatar
Askalians

Data de inscrição : 21/02/2016
Idade : 32
Localização : between life and death

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Krauzer em Seg Dez 05, 2016 10:01 am

SAMUEL HAWKINS


_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________



O Sabá era a origem dos corpos de mendigos deixados para trás, mas pior que isso, eles eram os prováveis responsáveis pelas recentes mortes de membros, incluindo anciões influentes, e um estranho ritual que marcava a morte de 60% dos membros até agora (se os relatos do Nosferatu estiverem corretos). A situação estava crítica, e seus colegas de clã pareciam tentar mascarar tudo com pequenas alegrias como a transformação de um novo membro (pobre alma). Samuel precisaria pensar no que fazer adiante.

- Bem, vamos continuar investigando. É estranho que as vítimas sejam totalmente aleatórias, se descobrirmos algum padrão, alguma ocasião que ative o "gatilho" dessa maldição, será metade do caminho andado para evitar futuras baixas, e talvez até mesmo auxiliar os bruxos Tremere a conseguirem reverter esta fatalidade! Qualquer informação pode ser útil, alguma padrão entre os afetados, talvez o local onde tenham se alimentado, o horário, o fato de ter matado a vítima ou não, talvez até mesmo algo referente ás vítimas, pois é possível que a "maldição" ou seja lá o que for, tenha sido depositada propositalmente nos mortais, para afetar quem se alimenta deles!

Havia tempo em que Samuel não se sentia tão inseguro nesta cidade, e ele tinha ciência de que certas medidas deveriam ser tomadas para sua própria proteção.

- Bem, vou dar uma volta e ver se consigo pensar em mais alguma coisa. Gostaria de saber se posso contar com um refúgio aqui em baixo caso as coisas fiquem realmente feias! Os outros clãs pouco ligam para nossa segurança, por isso devemos cuidar das costas uns dos outros!
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Lord_Suiciniv em Seg Dez 05, 2016 8:28 pm

Samuel Hawkins
PV 12/13
FdV 05/05
- Dia 8
0145
Vitalidade:
Escoriado......................[ ]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

Ezekiel balançava a cabeça positivamente - É dificil determinar tudo isso sem fazer testes. é por isso que existe lá elisio um quiosque improvisado para as vitimas reportarem os acontecimentos que levaram ao surgimento ou avanço de suas marcas... O problema é que ninguém quer realmente colocar seu pescoço a prova pra conseguir mais dados. Eu mesmo estou me alimentando de animais desde que ganhei a minha... ouvi dizer que alguns vampiros estão se privando de alimentação para não se arriscarem.

Agora um outro nosferatu falava. - Aqui é a casa do nosso clã, Samuel, você sempre será bem vindo. - ele dava um tapinha nas costas do irmão
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Lord_Suiciniv em Seg Dez 05, 2016 8:35 pm

Liz Eckhart
PV 10/13
FdV 6/6
- Dia 3  
0255
Vitalidade:
Escoriado......................[ ]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

A mulher sorria, e balançava a cabeça positivamente. - Boa escolha. - Ela gentilmente esticava sua mão para Lis e para Joffrey, em um sinal de acordo fechado e cumprimento. - Eu vou pedir para o meu funcionario preparar o contrato, e volto em um minuto. - Ela se levantava de onde estava sentada e se retirava.


Cerca de 10 minutos depois ela retorna, com um contrato e duas canetas, entregando uma para cada um. - Aqui está, basta assinar, aqui. aqui, aqui e aqui. - A brujah saia apontando aonde deveria ser assinado.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por John Dalloe em Seg Dez 05, 2016 9:31 pm

 John Dalloe  



John aproveita o começo da noite para verificar novamente se ouve alguma movimentação suspeita pela parte de Brunna Law, verifica também qual horário acaba o turno de trabalho dela para garantir que não haverá substituição no meio da empreitada. Ele toma um banho rápido, dá um abraço em Felizberto e começa os preparos.

Pega seu rifle sob o assoalho em sua maleta, uma Glock 22, o laptop e a máscara (deixando estes dentro de uma mochila preta) - além, é óbvio, dos explosivos e da charge de detonação programada. Deixando os itens grandes no porta-malas do carro, Balflear então vai passear pelo seu bairro, ofuscado e de máscara, para procurar uma pobre alma que lhe ajudará com seu vitae (um indigente como de costume).
avatar
John Dalloe

Data de inscrição : 20/07/2016
Idade : 35
Localização : New York

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Krauzer em Ter Dez 06, 2016 8:55 am

SAMUEL HAWKINS


_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


Samuel agradecia a cortesia do companheiro, e se despede destes.

- Muito obrigado, amigos! Podem contar comigo quando precisarem, e desculpem por meu alarmismo, unidos vamos conseguir superar esta ameaça como sempre fizemos!

O Nosferatu faz novamente seu caminho até a superfície. Estes eram tempos difíceis para ser um cainita, ele havia conseguido a permissão para poder compartilhar do refúgio comunal de seu clã em caso de necessidades, mas seu refúgio primário, junto com seu colega Malkaviano, ainda era pouco protegido, sobretudo de dia. Samuel não possuía renda para conseguir materiais necessários para uma defesa apropriada, e seria arriscado conseguir um carniçal humano apropriado em um curto período de tempo.

Enquanto se aproximava do bueiro que o levaria até a superfície, Samuel tem uma ideia, um carniçal humano talvez não. Ainda dentro do bueiro, ele procura para ver se não havia ninguém próximo do local. Assim que possível, ele sai do bueiro e ativa sua ofuscação (Máscara das Mil faces), e caminha discretamente por ruelas e becos, á procura de algum cão de rua.
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por MEZENGA em Ter Dez 06, 2016 5:23 pm

*O tema da conversa era um enigma para Baxt, os sentimentos demonstravam que falaram sobre algum tema triste*
"O que poderia ser compartilhado entre um Padre e um vampiro?"

*Baxt fica intrigado sobre o que poderia estar se tratando, mas seu objetivo era chamar a atenção do arconte e essa xerife seria apenas a isca.

Assim, ainda ofuscado, rodava toda a igreja, entradas saídas, tentava ver o invisível e sistemas de segurança. Mentalmente fazia sua rota de fuga.*
avatar
MEZENGA

Data de inscrição : 13/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Lord_Suiciniv em Ter Dez 06, 2016 5:28 pm

John Dalloe
PV 06 /
11
FdV 02 / 08
- Dia 9
2010
Vitalidade:

Escoriado......................[ ]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

John verificava em seu computador se Bruna havia feito algum movimento suspeito com seu celular, e percebe que tudo estava normal, ela havia feito algumas ligações pro seu marido e para uma pizzaria.

Satisfeito com o que via, o vampiro preparava as coisas para o gran finale, pegava uma grande mochila e guardava nela tudo que iria precisar para aquela noite. Após arrumar a mala, o vampiro a leva até seu carro.

Guardado a mochila na mala de seu veiculo, John colocava sua mascara ao mesmo tempo que se ofuscava, estava na hora de se alimentar, ele saia de seu predio já ofuscado e começava a caminhar pelo bairro, ainda era bastante cedo de modo que mesmo para uma area residencial, havia muitas pessoas nas ruas.

Ele então verificava um mendigo vasculhando uma caçamba de lixo, em busca de recicláveis, em um beco semi escuro. Era o seu alvo, o vampiro se aproximava do homem por trás, tapava a sua boca para que ele não gritasse e lhe mordia o pescoço retirando sangue o suficiente para encher a sua barriga, sem se importar de que o homem em seus braços ficasse mais fraco e desmaiasse a medida que tinha seu sangue drenado.

John não queria se arriscar, após se satisfazer, quebrava o pescoço do mortal e o jogava para dentro da caçamba de lixo, colocando alguns sacos por cima do corpo para não chamar a atenção.

Ele então colocava sua mascara novamente e se ofuscava, mas quando estava saindo do beco, sente novamente aquela dor familiar, queimando sua perna, lhe rasgando a alma por varios minutos, até que do mesmo jeito que veio, a dor desaparece.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por John Dalloe em Ter Dez 06, 2016 6:30 pm

 John Dalloe  



Depois disto, John volta ao seu apartamento; pegando o laptop no carro. Olha novamente a tatuagem e vê o que ocorreu com ela, apesar de ele ter certas suspeitas de que aquilo é feitiçaria como a de sua mentora. Então ele utiliza os aparelhos tanto de Brunna Law e seu marido, que já estavam com o acesso comprometido, para empurrar uma pequena atualização no sistema operacional que redirecionará qualquer ligação para o número da instituição e qualquer e-mail para um outro de sua escolha: o celular de Nadia (no caso de e-mail haverá um e-mail resposta automático já escrito, enviado após 1 hora e 53 minutos. Falando que a situação está normal, mais informações somente serão disponíveis por telefone). Ele então liga para o seu próprio banco e faz como se estivesse querendo verificar uma transferência pendente, anotando absolutamente tudo que o atendente do banco lhe diz e como ele diz. Criando assim um roteiro a se seguir, sendo a única diferença que o gerente será Byotr Raskin, gerente de transações internacionais, e deverá se dito ao final que a transação está em ordem e o período de espera é somente uma formalidade burocrática, prevista em lei, dada a alta quantia que foi transferida. Ele então liga para Nadia e lhe instrui sobre isso, ele precisará ficar de olho no celular desde as 2 da manhã até as 11 da manhã, que são os business hours do banco na Suiça no timezone de Nova York. Se ele quiser, ele deve tirar uma soneca agora antes da grande investida, porém durante ele não deve falar nada para evitar chances de Brunna reconhecer a voz - deixe que Pyotr falará por eles se necessário.

Para garantir que ela não utilizará sua linha de telefone física, ele adentra o provedor de serviços e configura no sistema uma conta não paga de uns 3-4 meses atrás, o que interrompe o serviço e só lhe colocará ativo novamente após o pagamento ser efetuado e processado (ou seja, um ou dois dias úteis para ligar novamente a linha).
avatar
John Dalloe

Data de inscrição : 20/07/2016
Idade : 35
Localização : New York

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Askalians em Qua Dez 07, 2016 8:53 am

 Lisandra Eckhart

Cumprimenta a mulher em sinal de acordo fechado e espera ela trazer o contrato de serviço para ser assinado.

"Espero ter feito a coisa certa..."

Assim que ela voltou com as canetas, deu uma passada de olhos pelo contrato dar uma breve olhada no que estava escrito antes de assinar. Se não houvesse nada estranho, simplesmente assinaria.
avatar
Askalians

Data de inscrição : 21/02/2016
Idade : 32
Localização : between life and death

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qui Dez 08, 2016 6:16 pm

Samuel Hawkins
PV 12/13
FdV 05/05
- Dia 8
0200
Vitalidade:
Escoriado......................[ ]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

Rolagem de dados:
Samuel rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 7 para mascara das mil faces que resultou 3, 5, 10 - Total: 1 Sucessos
Samuel rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para localizar cão que resultou 10, 2, 7, 9, 7, 2 - Total: 4 Sucessos


Decidido que seria mais prudente conseguir um carniçal, o vampiro caminhava em direção a superficie, mas antes ele se ofuscava. Sua nova aparencia não era das melhores, ele não iria ganhar nenhum curso de beleza, mas pelo menos se parecia com um mortal agora.

O vampiro começava a subir as escadas que levavam a superficie, uma vez lá em cima ele abre uma frestinha para ver se não tinha ninguém por perto e então sai dos esgotos. Por sorte, ele sai do boeiro, em uma viela escura e rapidamente localiza um cachorro, magricela, e subnutrido tentando conseguir alguma comida, na lata de lixo de um restaurante de fast food.

avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Krauzer em Qui Dez 08, 2016 7:01 pm

SAMUEL HAWKINS


_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


Desta vez o trabalho de ofuscação de Samuel não foi tão bom, mas ao menos era possível de passar por um ser humano (muito feio). Ele caminha por alguns minutos, até encontrar um cão sarnento e subnutrido, caçando algo comestível em uma lata virada, em frente a um fast food.

O cão maltrapilho de certa forma lembrava o próprio Samuel, talvez eles se dessem bem afinal. O Nosferatu se aproxima calmamente, se agachando para que seu olhar ficasse na mesma altura dele, e utiliza seus dons cainitas para se comunicar com o animal em sua linguagem natural (ANIMALISMO Nível 1 – SUSSUROS SELVAGENS).

Samuel utiliza um latido suave para chamar a atenção do cão, em seguida, faz uso de uma mistura de gestos corporais e ruídos caninos, para facilitar que sua mensagem seja entendida.

"Olá, amigo, tudo bem? Você gostaria de ter uma casa para morar? Um abrigo para se refugiar da chuva, do frio e de humanos e outros cães que desejem lhe fazer mal? Eu poderia lhe oferecer um abrigo, até mesmo um banho, proteção e ajuda para coçar suas orelhas. Tudo o que peço é que seja um bom cão de guarda e proteja o refúgio durante o dia, tudo bem para você?"
avatar
Krauzer

Data de inscrição : 29/10/2013
Idade : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qui Dez 08, 2016 10:31 pm

Ian Baxt
PV 13/15
FdV 10/10
- Dia 20
0245
Vitalidade:
Escoriado......................[ ]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

Baxt então deixava os dois conversando e ia ofuscado dar uma volta na igreja, ele percebe que apesar de ser uma igreja importante, ela era relativamente simples, era um lugar de Deus afinal de contas. A igreja contava com 4 saidas, uma pelos fundos, para o acesso do pessoal da igreja. E três no salão das missas, sendo duas laterais que dariam em pequenos patios para a realização de eventos e a entrada principal, que era por onde o vampiro havia entrado.

Em relação a segurança, o vampiro conseguia perceber duas cameras de segurança, uma na entrada que mostrava quem chegava e outra na parede de trás, um pouco afastado da imagem de Jesus na cruz. Eram as unicas cameras que o vampiro conseguia localizar. E eram cameras antigas, modelos obsoletos e grandes. Havia ainda a possibilidade delas nem funcionarem mais.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - O Segundo Movimento

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 28 de 30 Anterior  1 ... 15 ... 27, 28, 29, 30  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum