New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Página 5 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Shirou em Ter Nov 01, 2016 10:29 am

Sergei Shalashaska : - Então meu jovem. Esta é uma manobra arriscada, se você morrer, não terei de pagar dízimos ao clão Brujah. Eu sequer sei o quanto organizado sua linhagem pode estar mas sei que ao menos pode salva-la e é isso que quer... Alias qual o seu preço, estou mais curioso em saber o que os dois soldados da fortuna iriam querer do que a própria missão em sí...

- Acredito que a cadeira pertencente ao clã Brujah está vaga, e com a reestruturação da Camarilla em Jersey após a retomada, teremos o seguinte pedido, a cadeira e mais o cargo de xerife, além de claro temos uma parte da cidade sob nosso domínio, aceitam?

Após fazer a sua jogada ele aguardava pra saber se acabará ali a negociação ou teria que usar mais alguma cartada pra conseguir algo grande na cidade após o exito em sua missão.

- Dimitri vamos precisar de um plano de ação, afinal vamos ter que enfrentar só nos o sabá inteiro!
avatar
Shirou

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Beaumont em Ter Nov 01, 2016 9:03 pm

Herick Draven
- PDS 8/15
- FDV 4/5 
- Escoriado Agravado (1 dia de descanso)

James e Herick agora seguiam de carro até o Jornal da cidade. O lugar não ficava muto distante mas os dois tinham tempo para pensarem no que iriam fazer. As ruas estavam parcialmente desertas, tanto pelo horário quanto pelos últimos acontecimentos. James ligava o rádio tentando quebrar o gelo e a seriedade que estava dentro do carro. Rodeando pelas poucas estações que tinha ele colocava na CBN o Clarim no qual provavelmente Diana havia ido. 


Locutor escreveu:Uauuuuu Olá amigos da CBN ! Sei que estamos passando por dias negros nesta cidade e que o centro de controle de doenças ainda não nos deu um parecer sobre essa Raiva Vermelha que está assolando a New Jersey e arredores, mas a noticia que tivemos é que o governador Christie está nesse exato momento em Washington D.C para reavaliar o caso, temos o FBI e o CCD na cidade minha genteeeee ! Não se preocupem a cidade não foi largada as moscassss ! Vamos de música ? 



Peeeeessoallll eu volto com novidades surpreendentes !! Alguém por acaso esqueceu uma morena de 1,75m semi nua enquanto foi fumar um cigarro ? Pois então ela acabou de entrar nos nossos estúdios e quem perdeu ela favor venha buscar ! Que loucura...epa será que ela está com a raiva vermelha ! Pessoal me desculpe mas eu terei de colocar 1 hora inteira apenas de musica espero que se divirtam !!!


 James : - É ela ! Eu não acredito ela realmente está fora de sí, como ela pode andar semi nua por ai !!?

James acelerava o carro colocando o veiculo a toda velocidade. Não haviam muitos carros então a estrada estava livre para percorrer. James era do tipo engomadinho e bem arrumado, possuía um tic de arrumar sempre os belos cabelos brilhantes de gel e seu óculos no rosto,  rico poderia se dizer, se fosse um vampiro certamente seria um Tremere ou um Ventrue, ele era bem novo mas já parecia responsável e inteligente para sua idade. 

James : - Chegamos ! Fox. Seja o que for que estiver pensando, aja com cautela. Haverá policiais e quem sabe até o FBI ou o CCD. Tente trazer Diana a salvo, eu vou ligar para Rugall para saber onde ele está !

Herick se via de frente ao estacionamento do Clarim. O Jornal era um grande prédio de aproximadamente 10 andares, havia duas entras, uma do estacionamento que necessitava de um cartão magnético para que uma haste levantasse e o carro pudesse entrar. A outra era uma porta giratória por onde os colaboradores do jornal entravam. 

Porra Nenhuma 
- PDS 3/15
- FDV 3/8
- VIT OK
- Olhos da Besta 
- Garras da Besta
- Cobrindo o Grupo 

O vampiro precisou percorrer mais algumas vezes para então ter certeza de que já não poderia mais saber como voltar ou como seguir para qualquer lugar que fosse, ainda tentando manter a calma Tyron partiu do principio de onde ele estava seria o inicio, ele então percorreu pelas 4(1 Decisão) entradas que lhe eram permitidas, a da esquerda o levou a um caminho sem fim, uma especie de grande pedregulho coberto por lodo impedia que ele prosseguisse, o caminho da direita o levou a mais dois(Decisão 2 Cima ou baixo) seguimentos que o levariam para baixo e para cima respectivamente, o para cima lhe pareceu mais obvio já que sua noção de espaço o levava a crer que ele havia descido e não subido. Antes de se decidir Tyron seguiu para o norte onde encontrou uma trifurcação(Decisão 3)nesta opção o vampiro percebia que no primeiro caminho da trifurcação precisaria nadar em um profundo lago de lodo pesado onde a visibilidade era incrivelmente ruim, a segunda opção da trifurcação possuía um caminho feito de rochas em falso onde muitas delas caíam apenas com uma leve pisada e qualquer erro poderia derrubar Branca e ele em um poço infindável muito semelhante ao poço que viu há um tempo atrás. A terceira opção da trifurcação o levaria apenas a um chão de terra com um altar onde a bosta era oferecido, um simbolo estranho se repetia várias vezes em volta do altar. 

Teste de Inteligencia + Ocultismo Diff 10. +1 FDV = 1 Sucesso

O significado daquele estranho hieroglifo era completamente desconhecido para ele. Tudo o que ele podia entender era que deveria pertencer a alguma seita ou comunidade antiga esquecida e que aquele lugar quem sabe já tivesse sido ocupado por alguém. 



OFF: Vou precisar que me informe cada decisão que tomou nos pontos 1-2-3 para que eu possa traçar parte do seu caminho percorrido a partir deste ponto, isso será fundamental para a continuidade da narrativa. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por mitzrael em Qua Nov 02, 2016 2:21 am

Essa e minha menina .
Pelo visto a sorte ta do nosso lado j
Encontramos a pelada .
To vendo que esse sera seu nome de guerra .
Escorpiana pelada ou pelada de prata .
Kkklk
Herick ria com orgulho de sua cria . a muito não
Se sentia feliz por algo .
J me deixe aqui na hora penso no que vou fazer
Vai ver se seu mestre precisa de algo
Herick entrava na porta giratória já que via q a outra
Não era de facio acesso .
Pensando .
Espero que ela não me de muito trabalho .
Se não a diversão sairá do controle .
Herick entrava com cuidado .
Usando seus sentidos pra ver algo
Mas logo se ofuscava . pra ter mas vantagem
No campo de batalha .
E assim ia caminhando pelos locais com cuidado
Ate encontra sua nova protegida .
Pensado
Alisha sera que VC aprovaria isso . de eu ter um laco
Onde está VC . sera que ta precisando de mim .
E os demais onde sera que estão .
Gasto 1fdv pra acerta na ofuscasao
avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Beaumont em Qui Nov 03, 2016 10:12 pm

Danio Benneti 
- PDS 7/14
- FDV 2/6  
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)

- Diga-me criança, você tem algum cliente marcado para esta noite?

Madson : - kkkkk Sempre ! A Madson aqui é um colírio para qualquer olho solitário hehe ! - A moça tinha um ar liberino na face, talvez fosse fruto do sangue de Danio ou quem sabe ela sempre teve esse jeito sedutor e infantil ao mesmo tempo. 

Danio aproximava seus lábios de Madson, ele sentia que aquele belo corpo quente fazia tão bem para ele, era uma mortal de fato mas aquilo era bom, o fazia se sentir vivo. Seu vitae era fabuloso e de certa forma tão viciante quanto da primeira vez. O único problema é que aquilo não era tão nutritivo quanto era prazeroso. Danio apenas deixou a moça quando as pernas da menina bambearam e ela enfraqueceu, ela precisou se sentar e foi quando uma nova mensagem no celular de Danio chegou . 

Traga o alvo para fora e com cuidado, iremos transporta-lo para um lugar melhor. 

Ao terminar de ler Danio via que o remetente era de Keyla. Brother saía de seu posto apontando para que Danio o ajudasse a levar Hamlim para fora, naquele momento o corredor estava vazio e era uma boa oportunidade que tinham para fazer o transporte de maneira discreta. Madson seria a unica que poderia ver alguma coisa mas ela estava tão fraca e zonza da alimentação de Danio que ela mal parecia estar querendo ficar acordada. Do lado de fora um furgão negro estava estacionado, um motorista negro com dreads longos exatamente igual a Brother dirigia e Keyla estava com uma roupa negra colada e uma jaqueta de inverno com um gorro também de cor escura.  

Vallek Morton
- PDS 10/14  
- FDV 3/6
- Vitalidade Completa

O vampiro pensava nas possibilidades e possuir um Malkaviano naquele momento não era uma opção viável para Morton. 

-- O que eu quero dizer é: cada malkaviano existente é um recurso que Adonis pode manipular, e isso se aplicaria a você, caso eu o transformasse agora. Você poderia ser tomado por ele e se tornaria um perigo para todos. Além disso, a minha facção provavelmente o colocaria em quarentena também. Vamos acabar logo com Adonis e com toda essa merda, e aí quando o perigo passar, eu te transformo.

Dean : - Huh...Talvez tenha razão, eu não sei onde eu estava com a cabeça. 

Dean parecia um tanto desapontando e pensativo naquele momento. Por um lado chegou a ser fácil faze-lo entender.

Dean : - Preciso descansar. Eu passei aqui para avisa-lo de que nós estaremos juntos na próxima missão, parece que sua estimada Elisha foi vista por nossos satélites sobrevoando o oceano Atlântico em direção a um navio que estava a deriva no meio do oceano. Ela levava com ela o Demônio de New Jersey com ela, uma criatura estranha que infernizou a cidade nos últimos anos. Temos de estar prontos ainda essa noite. Eu vou para a minha cabine, estou ferido então apenas vou dar suporte aéreo. Te vejo no "pássaro negro 2". Procure o Sanders quando estiver pronto. 

Dean então se prepara para ir embora. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Bahamut em Sab Nov 05, 2016 6:21 am

Rugall se arrisca de uma forma que ele nunca imaginaria fazer. Em um movimento brusco ele ataca o guarda por trás, a fim de se curar e sugar o sangue do velho até a morte. Ele já havia presenciado coisas demais e Rugall se arriscaria para ver Diana a salvo.

Em seguida, Rugall entra no sistema do computador para apagar todas as gravações feitas no dia, para evitar qualquer suspeita sobre si e sobre Diana.

Rugall espera ser rápido o suficiente para evitar mais danos. A uma hora dessas Diana provavelmente já teria se encontrado com sr Perry. Rugall precisa ser muito rapido.

Rugall se certificará também que o sistema de cameras fique desligado, para poder transitar pelo prédio e salvar Diana. O elevador parece ser o meio mais rápido de subir até o andar onde o sr Perry se encontra...
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Beaumont em Dom Nov 06, 2016 3:51 pm

Aleksey Aleksandrovitch Kuznetsov
- PDS 14/15
- FDV 7/7 
- Vitalidade: OK

- Acredito que a cadeira pertencente ao clã Brujah está vaga, e com a reestruturação da Camarilla em Jersey após a retomada, teremos o seguinte pedido, a cadeira e mais o cargo de xerife, além de claro temos uma parte da cidade sob nosso domínio, aceitam?

Os 3 se entre olhavam em uma expectativa mutua de quem iria falar o que. Mas foi o o Ventrue que tomou a palavra. 

Sergei Shalashaska : - Ahahaha, eu já havia me esquecido como é bom sentir a paixão de Mikhail Lermontov no coração de alguém da nossa terra. Ancillae sempre estarão no meio termo, velhos demais para serem neofitos e jovens demais para adquirir qualquer posição de respeito. Não o culpo por querer ser alguém, mas lhe confesso que pela vontade eu te faria um dos meus algozes e quem sabe um xerife em New York. Mas New Jersey não é a minha jurisdição e quem sabe se tudo der certo eu até consiga ter o controle de New Jersey e New York Huh !! Seria magnifico. 

Kevin aproveitava o raciocínio providenciado ali para unir as suas ideias. 

Kevin : - Perfeito !! New Jersey não terá forças para se solidificar pelos próximos anos então tornaremos New Jersey parte de sua Regência milord ! Como único membro da primigenie vivo eu posso abrir um requerimento para o Circulo de Vianna pedindo isso. O que acha ?

Sergei havia ficado empolgado desde então, sorria com aquelas presas amareladas pelo tabaco, presas enormes por assim dizer . Ele se levantava de sua cadeira e dava um tapa forte nas costas de Aleksey. 

Sergei : - Você será meus olhos em New Jersey esse plano der certo e você voltar com vida. 

- Dimitri vamos precisar de um plano de ação, afinal vamos ter que enfrentar só nos o sabá inteiro!

Dimitri era enigmático quando queria ser, ele costumava dizer que era recluso em alguns pensamentos próprios, essa era a forma que Dimitri usava para se esquivar dos holofotes. 

Dimitri : - "Vamos ?" Ora Aleksey você está mesmo acreditando nessa besteira toda ? Droga Kevin de onde veio essa ideia ? Por acaso nós seremos algum tipo de isca para que a coisa real aconteça ? Se esta for a história eu prefiro ficar sabendo desde o inicio, assim há mais chances de concordar com essa loucura toda do que nos chamar de heróis...Há, vê se pode...

Dimitri estava relutante, ele olhava para a lua na janela como se pensasse no que falaria ou faria, inflou os pulmões e soltou mais verdades. 

Dimitri : - Kevin, você mudou muito. A 10 anos atrás você não estaria envolvido nessas coisas, não sei o que você viu ou o que aconteceu, mas fiquei sabendo que você é novo Primogeno, mas primogeno do que ? Quantos Brujahs sobraram em New Jersey ?? Foi por isso que você me chamou não é ? O que foi acabaram-se os peões ? Você já não tão diferente quanto a merda de um Ventrue. 

Dimitri em passos largos abandonava a sala na qual estavam. Shalashaska e Kevin olhavam então para Aleksey como se esperassem a decisão do Ancilla Brujah. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Beaumont em Dom Nov 06, 2016 4:33 pm

Herick Draven
- PDS 8/15
- FDV 4/5 
- Escoriado Agravado (1 dia de descanso)

Rugall Salles
- PDS 10/10
- FDV 3/6
- Vitalidade: Ferido Gravemente -2 Letal (1 Agravado & 3 Letais)
- 1 Humanidade Perdida

Rugall estava com poucas alternativas, o desespero tomava conta de suas ações e ele precisava lidar com tudo de uma vez por todas. O vampiro em um movimento rápido saltava em direção ao policial em um momento em que o mesmo estivesse mais concentrado nos monitores. 


Rugall teste de Destreza+Prorntidão Diff 7. = 1 Sucesso 
Policial Teste de Percepção + Prontidão Diff 9. = 0 Sucessos

Rugall derrubava o policial pois tinha sido esperto o suficiente para aproveitar aquele momento, os dois se encontravam no chão e assustado o policial gritava. 

Policial : - Não, por favor ! Deixe-me encontrar a minha filha ! Eu só quero ve-la mais uma vez. Por favor não !!!! 


Rugal teste de Consciencia Diff 9. = Falha (Humanidade Perdida por Transgressão de Humanidade)

As Presa de Rugall não vacilavam, perfuravam o pescoço do homem e sugavam seu sangue sem hesitar, a historia do homem não fazia diferença, não importava se aquele homem tinha uma vida. Ele apenas serviria como alimento naquela noite. Nada mais ! O sangue do policial inundava o seu interior, era saboroso o vitae mortal e mais saboroso ainda era admira-lo enquanto podia saciar toda a sua fome sem um minimo de controle. Rugall sugou o sangue quente até que estivesse completamente saciado. O corpo inerte do homem agora apenas era um peso no chão. Foi quando o vampiro olhou para suas mãos e se lembrou quando Nirrhtak assassinou cada uma daquelas crianças...

Rugall estava se tornando exatamente o que o seu senhor queria que ele se tornasse. 

Confuso e nervoso, Rugall se levantava em um misto de prazer e ódio. Prazer por saciar seus desejos oprimidos e ódio por estar cada vez mais próximo da natureza de seu senhor. 


Herick Draven (Fox) Teste de Desaparecimento do Olho da Mente (3 Dados) + 1fdv Diff 3. 
(Raciocinio + Prontidão de Rugall)  = 4 Sucessos

O poder de Herick foi eficaz o bastante para poder desaparecer na frente de Rugall sem que o mesmo percebesse que ele estava ali . Rugall parecia agitado e ferido com sangue por todo o seu corpo. Havia um policial morto no chão e o sangue denunciava que algo havia acontecido. Herick ainda envolvido pelo poder da ofuscação pode ver o momento em que Rugall se aproxima do sistema de monitoração, ele parecia estar tentando configurar algo. 


Rugall teste de Raciocínio + Computador Diff 8. = 0 Sucessos

Rugall analisava todo aquele complexo sistema mas não conseguia entender como proceder, haviam inúmeros comandos e nenhum deles fazia o menor sentido, ele observava e via que as câmeras haviam captado tudo, Diana , e até mesmo o que ele havia feito com o policial.

Naquele momento Diana podia ser vista pela câmera 2 que se localizava na sala de S.D Perry no sétimo andar.   parecia estar conversando algo com S.D Perry. Ela se insinuava para ele mas o mesmo corria pela pequena saleta arremessando livros e outras coisas na garota semi nua. Ela brincava com S.D Perry como um predador brincava com sua presa, as presas de Diana estavam erguidas enquanto ela se aproximava do mortal que caía ao chão clamando por sua vida. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por mitzrael em Seg Nov 07, 2016 1:15 am

Herick via rugall aflito procurando algo mas tanto ele
Como herick encontravam o que queria
Herick não pensava duas vezes usava de sua velocidade para
Alcançar a pelada o quanto antes .
Sabia que a cada minuto ela poderia fugir .
Pensado
Ela se torno uma ótima predadora . sera que ela vai me reconhecer
Não posso nocaltia a la pois posso usar forca de mas e da
Um dano concideravel .
Não quero perde la .
Quero ela ao meu lado . encinar a ela o verdadeiro desejo
De Cain .
Estou orgulhoso . e temeroso .acho que isso e ser um pai .
Essa pelada ta muito forte .
A sede dela ta muito impregnado ao seu ser
Sera que eu tbm fui assim .
Não me lembro .
Mas tenho de ser rápido
E ajuda la nessa transição
avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Fuuma Monou em Seg Nov 07, 2016 1:24 pm

"- Ótimo, Keyla não vai ficar por aqui." - Apesar de não ser uma escolha apropriada, os anos fazendo esse tipo de trabalho com a Família me fizeram ver todos os lugares como 'bons para realizar uma ação' como a que arrancaria do Rato o esconderijo da Camarilla. Contudo, felizmente Keyla tinha influência dentro da cidade, o que nos dava a oportunidade de escolher um local mais apropriado para torturar, se necessário, o nosso convidado. Um sorriso se formava em meu rosto brevemente. Voltando meu olhar para o corredor e caminhando em direção ao quarto, eu via Brother me pedir ajuda para carregar Hamlin.

"- Droga, será que haverá algum problema para sair daqui com a dívida que esse imbecil fez em meu nome?" - Caminho até o "salão principal" onde observo se não há ninguém ali. Vou até o carro, onde faço um sinal para que a porta de trás do carro seja aberta. Volto ao quarto onde está Brother.

- Vamos levá-lo logo embora. - Afasto a cama e pego o cainita. Apoio um de seus braços por cima de meus ombros para dar sustentação a seu corpo e mando o carniçal fazer o mesmo. Mesmo que alguém apareça, a situação faria parecer que estaríamos a carregar um colega embriagado. Levo o corpo paralisado do Caitiff dessa forma até o carro.

- Aqui está o alvo. Porém, graças a essa criatura... - Olho para Brother. - Pode ser que as coisas compliquem um pouco, mas nada que eu não possa resolver. - Volto o olhar para o motel para ver se alguém está a observar o que estava acontecendo, ou só me vigiando mesmo. Pelo tempo dentro da máfia, sei que não é tão simples sair de um lugar desses tão fácil, principalmente devendo o valor auto que estava sendo cobrado de minha pessoa. Dessa forma, se eu for parado por alguém no caminho que tente me cobrar, olho dentro de seus olhos e digo:

- Cobre no bar que fica na saída da cidade. Diga ao seu chefe que ele pode levar tudo o que há lá dentro. (Dominação)

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Undead Freak em Qua Nov 09, 2016 3:03 pm

Dean : - Huh...Talvez tenha razão, eu não sei onde eu estava com a cabeça.

Me surpreendi por um momento. Então o velho Dean é mais racional que todos ali, porque certamente eu não fiz nenhum uso especial de persuasão para fazê-lo entender a gravidade do seu pedido -- claro, afinal era óbvio. Não tinha o que refletir sobre isso.

Dean : - Preciso descansar. Eu passei aqui para avisa-lo de que nós estaremos juntos na próxima missão, parece que sua estimada Elisha foi vista por nossos satélites sobrevoando o oceano Atlântico em direção a um navio que estava a deriva no meio do oceano. Ela levava com ela o Demônio de New Jersey com ela, uma criatura estranha que infernizou a cidade nos últimos anos. Temos de estar prontos ainda essa noite. Eu vou para a minha cabine, estou ferido então apenas vou dar suporte aéreo. Te vejo no "pássaro negro 2". Procure o Sanders quando estiver pronto.

-- Certo... Sinceramente eu já estava ficando ansioso de ficar aqui, de qualquer forma e... Dean, se conseguirmos parar Elisha, creio que pararemos Adonis. Obviamente não vai ser fácil, mas se conseguirmos o problema vai estar resolvido.

Eu o deixei ir e descansar. Fiquei feliz por não ter de me cansar destruindo sua mente. Reduzir os alidos não é algo sábio no momento, mesmo sendo aliados humanos. Assim que ele se foi eu também abandonei meu refúgio e fui procurar Sanders. No caminho, me perguntava o que seria dessa caçada. Talvez fosse um mergulho sem volta a um abismo; um abismo tão fundo que as trevas ocultam o que há nele...

-- Bem, meu caro sabichão... Acho que já perdemos todo o tempo que tínhamos o luxo de perder, não é? É agora que a caçada final começa, Sanders? Caso sim, pegue os seus brinquedos mais letais, porque certamente vamos precisar deles...
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por No One em Qua Nov 09, 2016 10:10 pm

O Gangrel seguia sem um trajeto definido pelo enorme labirinto. Quanto mais ele tentava se encontrar, mais perdido ficava. Mesmo assim, Tyron sabia que o melhor que poderia fazer naquela situação era manter a calma e seguir em frente.

Retomando seus passos, Tyron deparou-se com 4 entradas. A entrada da esquerda estava bloqueada, então ele decidiu seguir pelo caminho da direita. Seguindo nessa direção, encontrou 2 outros caminhos, um em descida e o outro em subida.

Ainda em dúvida sobre qual caminho seguir, decidiu andar rumo ao norte, onde encontrou uma trifurcação com 3 outras opções. A primeira era um profundo lago de difícil visibilidade, a segunda era um caminho de degraus que poderiam cair facilmente com leves passos e a terceira era um altar com bosta sendo oferecida e um símbolo estranho espalhado nas suas proximidades. Os dois primeiros caminhos eram demasiadamente arriscados, principalmente para a segurança de Branca. O terceiro parecia ser mais seguro, mas Tyron não sabia nada sobre aquele estranho símbolo, apenas podia deduzir que alguma seita antiga já havia habitado aquele lugar.

Sem ter muita certeza sobre qual caminho seguir, o Gangrel decidiu voltar o trajeto que tinha feito até reencontrar os dois seguimentos por onde passara, seguindo pelo caminho da subida (decisão 2), visto que ele provavelmente já estava muito abaixo no subterrâneo e descer ainda mais dificilmente o levaria até alguma saída.
avatar
No One

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Bahamut em Qua Nov 09, 2016 11:42 pm

Rugall estava confuso. Parecia que algo dentro dele morria enquanto tirava a vida do velho policial. Por fim, quando sua presa jazia seca e sem vida, Rugall sentiu como se Nirrhtak o observasse e sorrisse satisfeito. Isso enfureceu Rugall e tirou sua concentração ao tentar entrar no sistema das cameras.

Assim, Rugall esmurrou o teclado e em seguida investiu para o gabinete, abrindo-o violentamente e arrancando todos os hds que conseguisse, carregando-os consigo.

Em seguida, Rugall vai de encontro com Diana, tão rápido quanto pode.
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Beaumont em Qua Nov 09, 2016 11:46 pm

Danio Benneti 
- PDS 7/14
- FDV 2/6  
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)

Danio já era um mafioso experiente nesses assuntos, conduziu o alvo para dentro do furgão sem maiores problemas e ainda teve tempo de ver Madson se recuperar aos poucos do sangue que ele havia retirado dela. O vampiro e Brother carregavam Hamlim para o carro, o corpo de Hamlim estava molenga, mas havia um fio de tensão no olhar paralisado do vampiro. O medo do futuro incerto aguardava mais a frente. O corpo foi arremessado como um saco no fundo do carro ninguém alí se preocupava com a condição do caitiff. 

- Aqui está o alvo. Porém, graças a essa criatura... - Olho para Brother. - Pode ser que as coisas compliquem um pouco, mas nada que eu não possa resolver.

Danio voltava para a pousada a espera de que pudesse ver alguém, mas não encontrou resistência para sair, o lugar não possuía seguranças o que mostrava que o cafetão talvez não se preocupasse com as meninas ou não houvesse muitos problemas ali, havia apenas um casal de garotas que estavam acompanhadas e saindo com um homem careca de idade avançada e terno meio arrumado. Eles não fizeram questão de se preocupar com Danio então o vampiro foi embora tempo Madson como a ultima lembrança daquele motel. A garota estava sentada no sofá e frente para a televisão, já estava levemente acordada mas fraca o suficiente para ter certeza do que estava acontecendo. O la sombra havia conseguido o que precisava. 

O furgão partia com o motorista que se parecia muito com Brother. Na parte de trás iriam Keyla e Danio apenas. 

Keyla : - A Toreador está muito bem protegida, Lars tentou avançar discretamente mas foi quase descoberta. A policia está de olho na garota e reforçou o lugar. Hamlim é nossa melhor opção. Precisamos acha-lo e minar as ações da camarilla antes que seja tarde. Eles estão crescendo e achando que podem ser fortes aqui, nosso objetivo é encontra-los m seu refugio e destruir todos antes que se fortaleçam. 

O veiculo era conduzido até um galpão na cidade, pelo horário não haveria muitos problemas, o galpão abandonado na verdade era um entrada secreta para uma galeria de tuneis localizada em baixo da terra. O grupo carregava Hamlim até uma saleta localizada a 1 andar do subsolo, a porta era de metal e as paredes de alvenaria, uma luz fraca no teto e 4 pessoas na sala contra um Caitiff. Apenas um idiota tentaria algo. 

Keyla ordenava que retirassem a estaca e assim Brother o fazia sem hesitar, o caitiff voltava a ter seus movimentos usando o poder do sangue para curar o ferimento da estaca o mais rápido que podia. Mas parecia que não havia lhe restado muito sangue, ele estava frenético e desesperado, tateava a parede áspera em busca de uma solução para o seu confinamento. 

Hamlim : - O que eu estou fazendo aqui ?? Quem são vocês ?? O que é esse lugar ??

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Beaumont em Qui Nov 10, 2016 12:09 am

Herick Draven
- PDS 6/15
- FDV 4/5 
- Escoriado Agravado (1 dia de descanso)
- Mascara das Mil Faces ativa : Fox


Rugall Salles
- PDS 10/10
- FDV 3/6
- Vitalidade: Ferido Gravemente -2 Letal (1 Agravado & 3 Letais)

Em um surto de euforia e frustração Rugall despeja toda sua raiva nos dispositivos da mesa, sua potencia o tornava forte o suficiente para que seus murros amassassem tudo como se fossem latas, faíscas de eletricidade pulsavam ao redor de Rugall enquanto ele recuperava a calma depois de destruir todo o sistema de vigilância da entrada da CBN

O poder espalhafatoso da rapidez quebrava a ofuscação do vampiro e ele velozmente percorria as escadas enquanto deslizava pelos degraus de cada andar. Rugall não conseguia ver com detalhes mas tinha certeza de que aquilo havia sido uma manifestação do poder da rapidez ou algo semelhante. Havia outro vampiro ali ? Ou Diana já havia despertado a habilidade espetacular da celeridade ? 

Rugall precisava acudir Diana o quanto antes e subia as escadas o mais rápido que podia mas alcançar o sétimo andar não seria nada rápido.   

Herick porem chegava o mais rápido possível, apesar de ter quebrado a sua ofuscação do desaparecimento do olho da mente ele ainda mantinha a máscara das mil faces ativa e ao entrar na sala se deparava com a cena ao vivo. Diana estava a menos de um metro de Perry, o jovem colunista chorava de medo, tentava se arrastar e já tinha a mão coberta de sangue por ter se ferido em algum lugar, Diana se agachava vagarosamente como se fungasse profundamente o cheiro da vitae do braço do homem. 

S.D Perry : - Por favor Diana, o que aconteceu com você !! Não faça nada comigo MEU Deus do céu !! Alguém me salva !! Mas o que é isso !!

Diana : - Ora queridinho, eu não vou te machucar...Muito ! kkkkkkkkkkkkk ! Você é cheiroso e eu adoro homens cheirosos a sangue, você é saboroso e eu vou ter você todinho para mim !!! 

Fox presenciava a cena e com sua rapidez acabava chamando um pouco a atenção de Diana para sí. A garota posicionava suas presas arqueando-as para fora e correndo de maneira hostil em direção a Fox.  

Rugall ainda estava subindo as escadas no terceiro andar. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Fuuma Monou em Sex Nov 11, 2016 12:44 pm

Com Hamlin em nosso poder e os outros membros do bando investigando a tal Meg, a caçada parece estar caminhando para o fim. "- Logo terminaremos com todos esses ratos e a próxima parada será Nova Iorque." - O pensamento surge em minha mente enquanto volto ao motel. Contudo, algo estranho acontece... ninguém veio ao meu encontro. Eu já havia sido responsável por decepar muitas partes de homens que não haviam pago após usufruir da propriedade dos Benetti, o que estaria acontecendo ali?

"- Isto ainda pode acabar resultando em uma dor de cabeça..."

Não havendo mais o que fazer, sigo em direção ao carro. É dada a partida e vamos embora.

- O que essa mulher sabe para ter tanta vigilância sobre ela? Nós precisamos bolar algo para conseguir pegá-la. Nem mesmo Darko conseguiu entrar o lugar? - Espero pela resposta de Keyla. - É sempre bom fechar toda a informação. Além disso, pode ser que esse Rato aqui não saiba de tudo, e ter a posse sobre alguém que tinha contato direto com os líderes é bem mais certeiro. O ataque ao refúgio ainda não me saiu da cabeça.

Um tempo se passava e me vinha a lembrança de Lars. - Por falar em Lars, ela não estará aqui hoje? Se não me engano, no dai em que me uni ao Insight você comentou que ela é a responsável por esse tipo de ação. - O sangue da Gangrel ainda percorre minhas veias, e a menção à seu nome me trás a mente seu delicioso gosto... além do mais, eu quero vê-la novamente envergonhada.

Nós seguíamos no carro até um galpão. Ao descer do veículo, olho para os arredores procurando algum curiosos que possa estar vagando pela rua. "- Nada pode dar errado nesta noite." - Se nenhum suspeito for avistado, sigo Keyla até um intrincado grupo de túneis subterrâneos. O Caitiff é deixado num canto da sala e a estaca é retirada por Brother. Olho todo o lugar, procurando identificar o que havia dentro da sala e que poderia ser usado durante o interrogatório.

"- Agora vem a diversão." - Um sorriso largo se forma em minha face. Eu realmente me divirto com isso. "- Acho que vou fazer com que ele ache que pode sair com vida e depois drenarei todo o seu vitae." - Olho para a criatura patética tentando desesperadamente entender o que se passa enquanto procura um ponto seguro em que possa se manter. - Primeiramente, acalme-se. Nós só queremos fazer algumas perguntas. - Dito isso, mantenho meu olhar voltado diretamente para os olhos do cainita. Controlo-me para retirar de minha face que estou me divertindo com a situação. Agora é o momento em que o homem de negócios deve superar o lado caótico de minha personalidade. Deixo que 30 segundos... um minuto se passem. - Então, você já se sente capaz de responder meus questionamentos?

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por mitzrael em Sab Nov 12, 2016 10:54 am

Herick olhava aquilo com satisfação
E logo trancava a porta amassando
A fechadura .pra impedir dela sair dali
Pensamento
Olha só ela e um predadora nata .
Coitado meu amigo mas isso e necessário
Pra pelada volta a sim .
Quem sabe te trago pra familia .
Quem sabe .
Falando .
Calma não vi te em pedir  vai em frente minha
Menina . faca o que veio fazer .
Tome o sangue dele e depois vamos conversar .
Herick se mantinha parado mas se caso ela continua se
A investida . ele iria se esquivar e agarra la
Colocando contra a parede .
Pensamento
Vamos la guria facilite pra mim não quero te machucar . Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil
avatar
mitzrael

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 37
Localização : Sergipe ,Aracaju

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Beaumont em Seg Nov 14, 2016 12:24 pm

Vallek Morton
- PDS 10/14  
- FDV 3/6
- Vitalidade Completa

O vampiro seguia certo de que estava pronto. Tinha o objetivo e as armas que precisava prontos para um combate direto com a Anciã Malkaviana e o pior, Adonnis...

Ao chegar na sala de reuniões em que Kyle Sanders se encontrava anteriormente, a reunião aparentemente já havia terminado, mas Sanders não estava sozinho. Ao seu lado um homem alto de cabelos grisalhos apertava sua mão. Seu rosto demonstrava confiança, um homem de aspecto imperioso. 


Sanders : - Ora, este é meu novo agente do qual eu lhe falei. 

O homem o observava com bastante assiduidade, seus olhos examinavam cada detalhe proporcionada pelo, seus trajes, os reflexos dos últimos combates até mesmo o modo de se portar do vampiro. 

Kim : - Ele já não é apto para compor o projeto Imutável ?

Sanders mudava o tom da face e rapidamente negava a afirmação 

Sanders : - Não...Claro que não, no inicio eu achei que ele seria um Vampiro Desaurido mas aos poucos e com muitos estudos percebi que ele foi capaz de impedir a empatia mental de Adonnis, a mente de Vallek pode ser a chave para criar um elo empático capaz de impedir Adonnis de controlar outros como ele. 

Kim : - Adonnis tentou realizar uma lavagem cerebral em sua mente para que você acreditasse que o Caos precisava agir não é mesmo ? O poder de Adonnis se Manifesta e cresce se alimentado do Caos da alma da pessoa. Quanto mais caótica, maior sera o controle sobre o individuo. É por esse motivo que nosso novo exercito será feito por indivíduos sem vontade própria e com um controle estático 100% efetivo. 

Um grupo de telas se projetavam em volta de Vallek, imagens do tratamento utilizado para o processo de criação de uma nova forma de vida estava em andamento. Vallek via as imagens de vampiros capturados sofrendo abusos ao fogo, a luz do sol, eletricidade,  ácido e outros processos , um grupo porem não demonstrava dor, medo ou qualquer outro sentimento, estavam apáticos e apenas permaneciam imoveis a quantidade excessiva de torturas, logo as imagens se focavam justamente nesses vampiros que ao olhar com detalhe poderia ver que partes mecânicas compunham a sua estrutura. 

Kim : - Os "imutáveis" serão uma nova classe de guerreiros da tecnocracia. Vampiros de carne e metal que não possuem medo, são capazes de regenerar seus ferimentos e não demonstram dor ou desespero perante a luz do sol ou ao fogo. A loucura e o frenesi não existe mais para estes seres. Eles são soldados que não sofreram do controle mental de Adonnis. 


Kim : - Esses vampiros já não são mais seres como você Vallek, sua cerne foi reprogramada, eles não possuem qualquer lembrança ou laço empático com qualquer um de seus senhores vampiros. Não possuem mais emoções...

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Bahamut em Seg Nov 14, 2016 9:52 pm

Logo após destruir a CPU e pegar o hd, Rugall vê um vulto passando e subindo pelas escadas. Rugall não pensa duas vezes e investe pelo mesmo caminho para socorrer Diana.

Esse vulto seria mais uma peça no tabuleiro? Quem se interessaria pelo que está escada acima? Seria Nirhtakk tentando pegar Diana para torturar Rugall? Seria Fox?

Ao chegar ao andar, Rugall se depara com a porta trancada. Sem pensar duas vezes Rugall aumenta a sua força e investe contra a porta.
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Beaumont em Ter Nov 15, 2016 9:08 pm

Porra Nenhuma 
- PDS 3/15
- FDV 3/8
- VIT OK
- Olhos da Besta 
- Garras da Besta
- Cobrindo o Grupo 
- 1 Dado em ações físicas

Após tomar uma decisão Tyron começou a escalada pelo caminho escolhido, no inicio o percusso era meio inclinado para cima. O vampiro não via muita dificuldades já que suas garras das mãos e pés se afundavam na terra fofa enquanto ele tentava manter o equilíbrio com Branca nas costas. O caminho então se tornou uma verdadeira peregrinação, as paredes se estreitaram como se Tyron percorresse por algum tipo de túnel. O caminho que antes era inclinado ficava cada vez mais na vertical ao ponto de Tyron precisar fincar cada vez mais forte suas garras para subir, Branca gemia ao ter suas costas arranhadas frequentemente nas pedras, o cansaço tomava conta de Tyron, mesmo ele sendo um vampiro ele subia e subia de forma interminável um caminho que nunca parecia ter fim. 


Tyron teste de Vigor + Sobrevivência Diff. 9 = 2 Sucessos 
Tyron teste de Destreza + Esportes Diff. 7 = 3 sucessos

Tyron não desistia mesmo que sua mente dissesse que ele não iria conseguir, o caminho retilíneo era feito por um tempo que ele não sabia mais determinar.  Quando terra caía em seus olhos, ele continuava, quando seus braços pediam para parar ele continuava. Só teve uma coisa que o fez parar. Quando o vampiro avistou uma brecha de luz. 


Tyron acelerou ainda mais e quando subiu só teve tempo de arremessar o corpo de Branca do lado e se jogar no chão. Todos os músculos de seu corpo estavam prestes a se desprenderem a dor era muita mas suportável, ele precisava descansar os músculos. Ele parecia estar em uma galeria de esgotos, havia som de água e lampadas no teto. Aquele lugar já havia sido tomado por civilização o que de certa forma era bastante acolhedor. O vampiro aproveitou para observar o estado de Branca e se admirou ao vê-la. A Moça estava com 90% do seu corpo completamente manchado de negro e roxo. Estava pálida e em todos os seus orifícios vazava sangue.  O desespero tomava conta do vampiro ao ver aquela cena. Que tipo de infecção seria capaz de envenenar um vampiro ? Aquilo estava muito além das histórias nas quais assamitas inflavam suas vítimas imortais com seu veneno. Branca estava em um estado crítico e deplorável e Tyron não sabia o que fazer. 

Danio Benneti 
- PDS 7/14
- FDV 2/6  
- Vitalidade Escoriado (1 Agravado)

Parte da Conversa :


- O que essa mulher sabe para ter tanta vigilância sobre ela? Nós precisamos bolar algo para conseguir pegá-la. Nem mesmo Darko conseguiu entrar o lugar? - Espero pela resposta de Keyla. - É sempre bom fechar toda a informação. Além disso, pode ser que esse Rato aqui não saiba de tudo, e ter a posse sobre alguém que tinha contato direto com os líderes é bem mais certeiro. O ataque ao refúgio ainda não me saiu da cabeça. 

Keyla : - O mesmo que esse Caitiff eu espero. Darko tentou forjar um novo disfarce, mas a segurança no prédio possuí uma tecnologia muito peculiar. Darko mandou um relatório avisando que sua ofuscação seria inútil contra os federais. Darko e Lars estão tentando as formas convencionais para descobrir mais sobre a garota. Interrogando, fazendo perguntas...Eu também não esqueci daquele ataque, eu nunca vi a policia tão bem estruturada como naquela noite. Aquilo mais parecia uma manobra de guerra. 

 Por falar em Lars, ela não estará aqui hoje? Se não me engano, no dai em que me uni ao Insight você comentou que ela é a responsável por esse tipo de ação. 

Keyla : - Eu assumirei o posto dela, a gangrel está com Darko no prédio da U.S Marshall. 

Parte do Interrogatório : 

Não havia como Hamlim fugir, seu rosto estava pálido tanto pelo medo quanto pela falta de sangue. Keyla estava completamente controlada, sua face não demonstrava empolgação ou hesitação. Assim era o perfil dos dois Brothers próximo a porta, quase que exatamente iguais se não fosse alguns detalhes na face negra que os diferenciava. 

- Primeiramente, acalme-se. Nós só queremos fazer algumas perguntas.

Hamlim : - okay, okay !!! tá certo , tá certo. 

Era perceptível que o Caitiff estava com as presas erguidas e tentando olhar para os cantos como se buscasse uma forma de querer fugir daquele inferno. Infelizmente ele não parecia confiar em suas habilidades e esperava Danio continuar seu discurso. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Shirou em Qui Nov 17, 2016 11:36 am

Sergei Shalashaska : - Ahahaha, eu já havia me esquecido como é bom sentir a paixão de Mikhail Lermontov no coração de alguém da nossa terra. Ancillae sempre estarão no meio termo, velhos demais para serem neofitos e jovens demais para adquirir qualquer posição de respeito. Não o culpo por querer ser alguém, mas lhe confesso que pela vontade eu te faria um dos meus algozes e quem sabe um xerife em New York. Mas New Jersey não é a minha jurisdição e quem sabe se tudo der certo eu até consiga ter o controle de New Jersey e New York Huh !! Seria magnifico.

Aleksey sorria ainda com suas presas contidas, mas a excitação do momento ia tiranod um pouco de sua concentração e quase como um reflexo natural ele as expunhas, sua face ganhava um "ar" mais agressivo, e antes de responder a proposta era surpreendido pelo tapa nas costas

Sergei : - Você será meus olhos em New Jersey esse plano der certo e você voltar com vida.

- Eu não falava em meu nome para ser o Primogeno, mas sim Dimitri, não sou tão ingênuo em achar que poderia ser parte do circulo, o posto de xerife no momento é tudo que posso almejar pela minha idade e minha importância, mas essa missão requer mais, precisaria de alguns carniçais, mais informações do que temos, e caso consiga mesmo ter o controle de Jersey, seriamos parte do seu Principado, já que não teríamos a força necessária para segurar a cidade ante um próximo ataque da espada

Ele dava alguns passo antes de ouvi seu mentor
Dimitri : - "Vamos ?" Ora Aleksey você está mesmo acreditando nessa besteira toda ? Droga Kevin de onde veio essa ideia ? Por acaso nós seremos algum tipo de isca para que a coisa real aconteça ? Se esta for a história eu prefiro ficar sabendo desde o inicio, assim há mais chances de concordar com essa loucura toda do que nos chamar de heróis...Há, vê se pode...

- Bom senhores acho que sua missão está acabando antes mesmo de começar, se querem mesmo o controle de Jersey de volta vão precisar de muito mais do que apenas isso, somos Brujah e não imbecis que com um aceno de poder vão sair com o rabinho balançando, se tem algo real em mente nos procurem, caso não acho melhor você irem atrás dos assamitas e venderem suas almas a eles! Pensando bem, consigam alguns deles e me coloquem a frente desse grupo que quem sabe eu não trago sua cidade de volta para suas mãos. Mas até lá vou seguir meu caminho quem sabe indo morar em New York

Logo após fala Aleksey aguardava um pouco pela resposta que lhe seria dada e só então sai da sala batendo a porta.
avatar
Shirou

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Beaumont em Sex Nov 18, 2016 12:05 am

Herick Draven
- PDS 6/15
- FDV 4/5 
- Escoriado Agravado (1 dia de descanso)
- Mascara das Mil Faces ativa : Fox


Rugall Salles
- PDS 9/10
- FDV 3/6
- Vitalidade: Ferido Gravemente -2 Letal (1 Agravado & 3 Letais)
- Força 3

Herick Draven estava diante de uma obra prima. A natureza de sua trilha o deixava orgulhoso ao ver a garota fluorescer como um verdadeiro vampiro. Diana perdia cada vez mais aquela infantilidade que tinha para dar lugar a uma besta irrefreável. 

S.D Perry : - Por favor Diana, o que aconteceu com você !! Não faça nada comigo MEU Deus do céu !! Alguém me salva !! Mas o que é isso !!

O homem estava beirando um ataque de nervos, segurava seu peito com dificuldades para respirar. Ele era afeminado até mesmo na hora de sua morte. Diana com um sorriso macabro enfiava suas presas perfurando o pescoço do homem como se saboreasse um refrigerante bem gelado em uma noite de calor. Herick observava a cena orgulhoso próximo da porta. S.D Perry ainda tentava usar as mãos para segurar algo inutilmente, sua vida era drenada pouco a pouco até que ele não tivesse mais forças para impedir e relaxasse nos braços da morte. Pálido e sem vida. 

Diana saboreava cada pequena gota do vitae do homem, lambia os dedos enquanto estava encharcada de sangue. 

Rugall conseguia finalmente chegar ao sétimo andar, mas a porta estava fechada. Com um chute forte na porta ele derrubava a estrutura quase por um todo. A destruição chamava a atenção de Herick e Diana. Rugall entrava e via a cena, aquilo era um choque tanto para ele quanto para Diana. 

A garota finalmente havia se dado conta do que havia acontecido. A besta que antes havia tomado conta agora dava lugar a verdadeira Diana, seus olhos estavam arregalados e ela olhava para os dedos manchados em sangue e para o corpo morto de S.D Perry da faculdade um amigo que outrora havia sido quase um confidente. Desesperada ela corria para os braços de Rugall com os olhos tristes, sangue escorria pelo seu rosto, ela chorava lágrimas de sangue. Apenas em um momento de incrível tristeza um vampiro era capaz de condensar seu vitae em lágrimas. Diana buscava abrigo nos braços de Rugall como uma criança buscava o pai. 

Diana : - Por favor meu amor, faça essa dor parar !...Por favor, o que eu fiz ! Eu sou um monstro eu matei o Sean...Eu matei o Sean.......

Rugall podia estar mais frio mas ainda tinha incríveis sentimentos por Diana. Lutar contra a besta era algo de extrema importância. Uma luta que Diana só estava começando. 

Ao longe os gritos de alguém aumentavam 

- Está tudo bem ai em cima ??? Eu chamei a policia...E o CCD eles estão a caminho !

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Beaumont em Sex Nov 18, 2016 12:20 am

Aleksey Aleksandrovitch Kuznetsov
- PDS 14/15
- FDV 7/7 
- Vitalidade: OK

- Bom senhores acho que sua missão está acabando antes mesmo de começar, se querem mesmo o controle de Jersey de volta vão precisar de muito mais do que apenas isso, somos Brujah e não imbecis que com um aceno de poder vão sair com o rabinho balançando, se tem algo real em mente nos procurem, caso não acho melhor você irem atrás dos assamitas e venderem suas almas a eles! Pensando bem, consigam alguns deles e me coloquem a frente desse grupo que quem sabe eu não trago sua cidade de volta para suas mãos. Mas até lá vou seguir meu caminho quem sabe indo morar em New York

O Ventrue Russo não parecia tomar uma atitude quanto as palavras de Dimitri ou de Aleksey, na verdade para ele as coisas estavam muito boas do jeito que estavam. Era perceptível que a ideia toda vinha do Primogeno Brujah amigo de Dimitri. Kevin Flemming. 

Kevin então se levantou rapidamente da cadeira em que estava. Sabia que precisava de ajuda. 

Kevin : - Você não precisa ir...Quem sabe Dimitri esteja certo, eu estou diferente, mas foi por que eu tive o sangue de muitos membros sujando a minha mão em New Jersey. Muitos morreram com essa invasão Sabbath, alguns eram tão inocentes nessa história toda que me fizeram me sentir culpado. Não posso deixar os pobres que ficaram vivos sendo escravos dessa seita maldita. O sabbath não possuí escrúpulos, são doentes e você nunca conseguirá imaginar o que eles fazem se não ver com seus próprios olhos ! Eles esfolam, torturam e te sacrificam. São mais bestas do que qualquer criatura que já tenha visto. Aleksey...

Kevin então se aproxima do Brujah e segura seu ombro. 

Kevin : - Dimitri já foi um grande soldado. Ele era a pessoa que eu mais acreditava que faria essa missão com sucesso. Acredite em mim, eu não estou escondendo nada de vocês.

Kevin puxava o folego pois o que ele iria falar parecia ser importante. Ele media muito bem suas palavras, pois já havia percebido que podia perder o auxilio de Aleksey e Dimitri se não fosse sincero. 

Kevin : - Quanto mais pessoas nessa missão, mais chances de fracasso ela terá. Eu tinha pensando em Dimitri ir sozinho, não sabia que você vinha com ele. Essa missão é de extremo sigilo, entrar em New Jersey pelos céus, contactar Hal Seals e uma vez que tenhamos certeza de sua localização. Mandaremos a força tarefa para te tirar de lá. 

Kevin não estava brincando, ele realmente queria levar aquela missão adiante. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Fuuma Monou em Sex Nov 18, 2016 3:22 pm

- Muito bem, então vamos continuar. - Olho para os lados seguindo a direção dos olhos do cainita. - Como você pode ver, não há como sair daqui. Além disso, nenhum de nós tem algo contra você, então tudo dependerá de suas respostas. Portanto, coloque essas garras para dentro. - Mantenho meus olhos presos nos seus, sem demonstrar nenhuma emoção. - E não tente mentir para se livrar... nós saberemos e você não irá querer que isso aconteça. - Minha voz sai fria e com a entonação de um aviso para Hamlin. Passo o olhar pelos outros três ocupantes da sala, parando em Keyla por alguns instantes antes de retornar para o cainita.

Deixo passar alguns segundos, o suficiente para que o Caitiff suma com suas garras. A sala mal iluminada me da uma ideia. Primeiramente procuro com o olhar por objetos na sala, podendo ser qualquer utensílio que cause dor ou possa cortar o cainita. Corto minha língua usando minha presa e deixo o sangue tocar o chão. Com a oferenda posta, invoco as criaturas do abismo (Tenebrosidade - Braços do Abismo) para prender e abrir os braços do Hamlin além de apertar seu pescoço.

- Agora nós começaremos a conversar como as criaturas inteligentes que devemos ser. Responda minhas pergunta com sinceridade e iremos embora sem te causar maiores danos. Minta ou não responda e nós teremos problemas... (Intimidação)

- Primeiramente, a quanto tempo você está na cidade e por quê escolheu um local dominado pelo Sabbath como refúgio?

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Bahamut em Sab Nov 19, 2016 12:38 am

Rugall derruba a porta apenas para ver uma Diana recém saciada com o sangue de Sean Perry enquanto Fox observava. A visão de Diana lhe causava um certo desconforto mas saber que era Fox quem subira as escadas, fazia com que esse desconforto fosse mais brando.

Ao se saciar, Diana recobrava a consciência e correu aos braços de Rugall, derramando lágrimas de sangue.

Rugall a abraçou ternamente, acariciando seus cabelos negros. Rugall entende porque Fox não tomou partido. Ela agora é sua cria e precisa aprender algumas lições sobre sua nova vida, mas Rugall conhece o comportamento doce e amável de Diana. Saber que ela pode mudar drásticamente corta seu coração.

Não há tempo para conversar aqui. Vou te levar comigo Diana, há muito o que lhe falar.

Fox, levarei Diana até o meu carro, preciso que você dê um jeito rápido no local. leve o corpo de Sean também. Tenho um local aonde poderemos nos encontrar, mas teremos que ir rapido.


Rugall explica a Fox como chegar ao galpão e leva Diana rapidamente escada abaixo. Diana ainda semi nua e banhada de sangue, chora assustada com tanta coisa acontecendo, abraçada a Rugall, balbuciando palavras de medo e dúvida.

Ao entrarem no Stratos, Rugall liga para July.

July, sou eu. Ouça com atenção. Preciso de documentos falsos em nome de Adelheid Bernstein. Passaporte do exterior, carteira de motorista, tudo o que conseguir. Preciso disso para ontem. As fotos para os documentos fornecerei em breve. Diana está comigo e estamos indo ao galpão. Manterei contato

O carro voa pela cidade. Rugall usa seus sentidos para houvir as sirenes da polícia para assim usar caminhos para contornar o trajeto que estes estejam tomando.

Enquanto isso Rugall pensa em Fox e Diana. Fox tem sido uma ajuda por enquanto, mas não há como prever até quando ele permanecerá assim. Provavelmente até Diana o acompanhar como cria. Algo precisa ser feito.
avatar
Bahamut

Data de inscrição : 04/10/2015
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Undead Freak em Sab Nov 19, 2016 1:14 pm

Sanders: - Ora, este é meu novo agente do qual eu lhe falei.

Havia mais alguém com Sanders naquela sala. A reunião já havia terminado, mas um homem ainda estava lá, apertando a mão do meu lacaio. Pela forma como estava vestido e me olhava, não havia necessidade de apresentações. Obviamente aquele era o manda-chuva, o senhor "badass" da porra toda.

Kim : - Ele já não é apto para compor o projeto Imutável ?

Sanders : - Não...Claro que não, no inicio eu achei que ele seria um Vampiro Desaurido mas aos poucos e com muitos estudos percebi que ele foi capaz de impedir a empatia mental de Adonnis, a mente de Vallek pode ser a chave para criar um elo empático capaz de impedir Adonnis de controlar outros como ele.

Projeto imutável? De que porra eles estavam falando? Eu compor? Olhei feio para Sanders, olhei o mais feio que pude, como se quisesse dizer com o olhar "Andou aprontando, não é moleque?".

-- Vocês andaram falando bastante na minha ausência, não é?

Kim : - Adonnis tentou realizar uma lavagem cerebral em sua mente para que você acreditasse que o Caos precisava agir não é mesmo ? O poder de Adonnis se Manifesta e cresce se alimentado do Caos da alma da pessoa. Quanto mais caótica, maior sera o controle sobre o individuo. É por esse motivo que nosso novo exercito será feito por indivíduos sem vontade própria e com um controle estático 100% efetivo.

Antes que eu pudesse falar alguma coisa, algumas telas "brotaram" na minha frente, da mesma forma que Sanders fez anteriormente. Muitos vampiros eram mostrados sendo torturados com fogo, ácido, eletricidade, luz do sol e de outras formas. Todos reagiam da forma como era esperado, menos um dos grupos. Um dos grupos simplesmente não faziam nada em relação as torturas. Aparentemente eles, de alguma forma, tornaram esses vampiros imunes ao Frenesi, mas a um custo muito alto. Eram como cascas, vegetando... (Nota mental: destruir a Ordem quando tudo isso acabar).

Kim : - Esses vampiros já não são mais seres como você Vallek, sua cerne foi reprogramada, eles não possuem qualquer lembrança ou laço empático com qualquer um de seus senhores vampiros. Não possuem mais emoções...

-- E suponho que esse exército pode impedir Adonis? Bem, caso sim, parece que o problema foi resolvido... Qual o meu papel nisso tudo?

Talvez fosse perigoso mandar uma mensagem telepática para Sanders com aquele cara por perto, portanto me limitei a olhar de novo para Sanders. Ele me paga...
avatar
Undead Freak

Data de inscrição : 02/05/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New Jersey by Night - A Falsa Iluminação

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum