Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Página 1 de 11 1, 2, 3 ... 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Rian em Sex Ago 26, 2016 6:42 pm

SANGUE RUIM - VAMPIROS CAÇADOS







Prólogo


As luzes brilhantes que saem das janelas dos prédios que alcançam os céus, as largas avenidas iluminadas pelos postes e pelos faróis dos carros e as fachadas de neon das lojas não podem afastar as verdadeiras trevas que afligem a cidade. As verdadeiras trevas estão nos corações de pedra e nas mentes solitárias e egoístas que habita cada mortal. O ponto de ônibus lotado, as calçadas cheias de pedestres que caminham sem olhar para o lado como uma horda de zumbis, uma cidade onde cada pessoa é um solitário no meio de uma multidão, presa em seu mundo escrava de seu próprio egoísmo. Doce ilusão. Antes fosse egoísmo. Mas talvez a verdade é que todos não passam de uma marionete nas mãos de parasitas sugadores de sangue que, nos bastidores, controlam as empresas, a política, a polícia, os hospitais, as escolas e o futuro de cada um...

Inconscientemente as pessoas sentem que há algo de ruim reservado para elas em Glover City. Enquanto caminham à noite, na rua escura, elas sentem que estão sendo observadas de um canto escuro, ouvem passos e os pelos da nuca ficam eriçados como se algo estivesse chegando por trás. Mas quando finalmente têm coragem e decidem olhar para trás, não há nada lá. Por um instante tudo parece ser um truque da mente, exceto pelo fato de que à medida que elas aceleram o passo acham difícil olhar para trás novamente, porque tem certeza de que alguém ou alguma coisa esteja ali...


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Relatos de um viajante solitário que passou por Glover...



Eu travessei o deserto de Mojave, fugindo de algo sinistro dos neons que encantam as vistas dos olhos que se dirigem à Las Vegas. A solidão foi minha parceira de viagem e o destino me trouxe a Glover City. No momento estou sentado na copa de uma árvore bebendo de um esquilo. A noite está só começando e eu tenho essa mania de observar uma cidade à distância, vendo as luzes dos prédios brilharem enquanto tento não ser apanhado por um garou fedorento.

É o meu segundo dia nos arredores dessa Glover, e um sangue humano viria bem a calhar. Porém há algo maldito nesse lugar. Basta olhar e você vê uma nuvem acinzentada pairando sobre toda a cidade. Embora não respiro, eu sinto uma fuligem ou uma poeira no ar, que com certeza deve estar contaminando até o sangue humano, dando-lhe um gosto amargo pior que o de Detroit. Não é só isso... Ontem enquanto me aproximava um arrepio frio ia subindo-me pela espinha e quando vi meus pelos estavam arrepiados. Eu chamo isso de instinto de gato, igual daquela vez que um maldito lobisomem estava me esperando no Rochedo Spillberg, do Monte Nevada. Por isso eu digo, há algo ruim dentro dessa cidade que me inunda de medo e me dá uma vontade enorme de ir embora. Prefiro a companhia das feras selvagens, estou mais seguro ao lado delas...

Pelo poder de Cain, que me foi concedido através de meus ancestrais sinto meu corpo se deformando aos poucos. O sangue molda meus ossos e minha carne dando ao meu corpo a forma do lobo. Logo sinto meu olfato apurado captar um odor desagradável vindo da cidade.

“-Esse odor... Não é possível que seja o que eu estou pensando!! De fato estarei mais seguro longe daqui...”

Desapareço na mata selvagem. Continuo minha peregrinação. Posso fazer minha parada urbana noutro lugar. Repito, Glover não é seguro... Há algo muito ruim nessa cidade...
(Elinhaised, O Gangrel. August, 12, 2016 at near Glover City)


_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Rian em Qua Ago 31, 2016 5:26 pm

Dear Players! Ah, que inglês que nada, vou falar em português mesmo... Queridos players! Rolling Eyes Sim, acho que ficou melhor a chamada assim...

Queridos players!

Estamos a começar mais um ciclo. Peço que cada um de vocês façam um post bem bonito pra mim respondendo ao último post do final da nossa 1ª season (nossa, como estou "ingleisado" hoje). Agora falando sério.... (a parte do post bonito é sério) Laughing Sad
Então vamos aos recados:

O narrador de vocês está com menos tempo do que o ciclo passado, com isso neste ciclo teremos menos post (O Lord vai dar um treco agora. Desculpe-me, Lord! Neutral ) Entretanto prometo tentar recompensar melhorando os posts que farei para vocês (observem atentamente o vocábulo "tentar", o que não significa garantia real de sucesso)

Segundo ponto: À medida que vou tentar melhorar a narrativa, também haverá uma cobrança maior do narrador para com os players. Eu tenho ciência de que apesar de ser um narrador iniciante, minha narrativa não é "fácil". E acreditem. A tendência não é que ela se torne mais fácil, muito pelo contrário... No entanto, me policio para não ser injusto. Se eu estiver exagerando, me avisem. Afinal, todos vocês tem mais experiência em vampiro do que eu.

E por último, só um lembrete: Vocês sabem que eu não coloco "red game" em meus posts. A intenção é fazer com que vocês sejam cautelosos o tempo todo. Na minha visão o red game deixa o jogador tenso quando ele está em red game. E não é isso que eu quero... não quero moleza. Quero tensão do começo até o fim do ciclo! Twisted Evil
Mas, só a título de esclarecimento... Lincoln e Anjo Caído (Winterfell quase lá também Cool ) estão sim em "Red Game" Razz , e embora não apareça lá no posts de vocês, existe um risco real e iminente de que vocês iniciem o ciclo submetendo uma nova ficha na avaliação. Só depende de vocês (e dos dados talvez... What a Face ). Agora chega de conversa fiada.

Enfim, qualquer dúvida, mandem MP, Whatsapp, escrevam em OFF, mandem pombo correio ou façam sinal de fumaça!

Eu declaro aberto o ciclo! Que comecem os jogos! bounce




_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qui Set 01, 2016 3:05 pm

Tudo aconteceu tão rapido que eu não tive tempo nem mesmo de entender o que estava realmente acontecendo ali. Klaus que já estava com seus minutos contados aparentemente estava usando o resto de vida que lhe restava para salvar a minha, depois de eu ter lhe traido e contado para aquela vibora maldita os nossos planos. Ele certamente não tinha nenhuma intenção de sair vivo daquela sala, mas se eu conseguisse sobreviver, já estava de bom tamanho para ele.

Quando Klaus me joga para longe com a sua força descomunal, eu rapidamente aciono o meu proprio sangue para ativar a velocidade sobrenatural que me possui, lagrimas de sangue começam a escorrer pelos meus olhos enquanto eu começava a entender o que estava acontecendo ali. Eu queria ficar e lutar, mas isso seria idiotice, seria um pessimo uso da segunda vida que Klaus estava me presenteando, as custas da sua propria. Por isso eu decido fugir, fugir daquele maldito elisio e sobreviver para lutar outro dia.

Quando eu finalmente chego no corredor, graças ao empurrão que Klaus me deu, eu não olho para trás, não podia ver o desenrolar daqueles acontecimentos, precisava sair daqui o mais rapido possivel. E me ponho a correr, para a saida mais proxima daquele predio, seja uma janela ou até mesmo a porta de entrada, eu só queria sair dali o mais rapido possivel.

Eu precisava encontrar também com Maximus. vingarei a morte de Klaus, mas não posso fazer isso, preciso da ajuda do clã e com eles, eu prometo a você, meu sire, errei com você em vida, mas não falharei com você em morte. Sua morte não será em vão, Eu vou ter a cabeça dessa vagabunda numa bandeija de prata! Nem que para isso eu tenha que destruir toda esta cidade!


Off: Você pode postar menos para os outros players seu rian, mas se não postar pra mim, a gente vai ter um problema! Twisted Evil Twisted Evil
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 21
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Rian em Dom Set 04, 2016 12:02 pm

Lincoln; PS: 04/12; Força de Vontade: 8/8 ;Vitalidade: Escoriado
Rapidez ativa





Em momentos como esse cada segundo parece uma eternidade. As coisas parecem acontecer em câmera lenta. É possível fazer um flashback de todo o momento vivido até agora. Lincoln sentia suas costas arrombarem a porta atrás dele, devido à força e velocidade que Klaus impregnara em seu corpo. Os dois carniçais de terno que estavam do lado de fora eram derrubados pela porta ou pelo o que tinha sobrado dela, pegos de surpresa sem saber o que estava acontecendo. Lincoln queria voltar e lutar. Enquanto seu corpo ainda flutuava fazendo seus cabelos sentir o vento mesmo naquele lugar fechado, ele via, em câmera lenta, os vampiros juntando em cima de Klaus e o matando para sempre. Tudo parecia em silêncio, o sentido da visão parecia ser o único que respondia às sensações do vampiro.

Assim que caía no chão, tudo parecia voltar ao normal. O último grito de Klaus e os gritos dos vampiros dentro daquele ambiente. Alguns bradavam "- Peguem-no! Não o deixem fugir!"Movido pela velocidade sobrenatural que herdara de seu Sire, o Brujah procurava o caminho que saía daquele maldito lugar que já estava sendo impregnado pelo cheiro forte das cinzas de Klaus. Lincoln agora era uma imagem distorcida, pela rapidez, que descia as escadas no final do corredor, onde saía para o saguão principal do elisío. Seus passos rápidos quase não faziam barulho nos degraus de madeira. Já não se podia dizer o mesmo dos vampiros que corriam no corredor atrás dele, com uma ligeira desvantagem.

Assim que sai no saguão, praticamente quase que arrombando a porta, Lincoln chama a atenção das pessoas que ali estavam. Ao contrário do que acontecera no ambiente restrito à Camarilla, aquele lugar era o saguão comunal do teatro. Um lugar frequentado não só pelos Membros, mas também pelos mortais, inclusive espectadores das peças teatrais que ali acontecia. A larga porta que dava para a rua estava a cerca de 30m de Lincoln. Perto dela havia mais dois homens de terno. Provavelmente carniçais. O modo desesperado com que Lincoln saíra dali, desperta a atenção da dupla. Não só da dupla, mas de várias pessoas que estavam no saguão naquele instante. Uma mulher, provavelmente uma mortal, de aproximadamente 50, vestida em seus trajes finos e suas joias espalhafatosas comentava com uma amiga em um bochicho: "- Meu Deus, de onde saiu esse estrupício!". O Brujah escuta os sons dos vampiros que correm chegando por detrás da porta. Sua velocidade sobrenatural ainda estava ativa, no entanto, sua velocidade o permitiria sair dali ainda naquele instante apenas se não fosse impedido pelos seguranças.

OFF: Rapidez 2 = 3 turnos.
turno 1: fugir pelo corredor e descer as escadas;
turno 2: passar pela porta;
turno 3: sua próxima ação.


_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Lord_Suiciniv em Dom Set 04, 2016 2:00 pm

Eu arrombava a porta com toda a brutalidade do mundo, pois não tinha tempo a perder sendo delicado, isso causava um forte estrondo enquanto eu passava por ali. No milesimo de segundo seguinte eu estava na area comum do teatro, onde agora eu tinha testemunhas. Em outro momento aquilo seria ruim, por que significaria que minhas proximas ações poderiam quebrar a mascara.

Mas nesse momento aquilo significava uma vantagem para mim, por que a punição de quebrar a mascara eu já tinha. Já fui marcado para morrer, se eu for pego, irei morrer, quebrando a mascara agora ou não. Por outro lado, meus perseguidores irão fazer o possivel para não quebrar a mascara em sua perseguição. Significando uma vantagem para mim. Desde que eu não faça uma bagunça generalizada, o que pode acabar mudando a minha imagem perante o clã, eu tenho uma boa chance de escapar.

Eu continuava a correr, sem parar nem mesmo um segundo, em direção a porta, eu estava vendo os homens de preto perto da porta e não tinha a menor duvida de que eles iriam também começar a me seguir. Mas aquilo não importava, eu iria sair dali, poderia ganhar deles na corrida. Para garantir a minha fuga, enquanto eu ainda corria em direção da porta, eu acionava mais uma vez o poder sobrenatural da velocidade para que eu pudesse continuar minha corrida do lado de fora daquele predio.

Precisava encontrar Maximus o quanto antes também, a ajuda dele era de suma importância naquele momento. Certamente ele poderia me ajudar.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 21
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Rian em Seg Set 05, 2016 3:04 pm

Lincoln; PS: 03/12; Força de Vontade: 8/8 ;Vitalidade: Escoriado
Rapidez ativa


Após arrombar a porta, fazendo bastante barulho e chamando atenção de todos no ambiente para si, Lincoln continuava correndo como um corredor profissional, agora em direção à saída do Elísio. Os dois seguranças de terno trocavam olhares e, como nunca esperavam que algo espalhafatoso como aquilo aconteceria ali em pleno Elísio, eles ficavam sem reação. O sujeito do lado esquerdo da porta, moreno, estatura média, dizia:
- Ei, espere!

Contudo Lincoln não diminuía sua velocidade de corrida e deixava o sujeito falando sozinho. Só quando Lincoln estava saindo para o lado de fora é que eles pensavam em reagir de alguma forma. Já do lado de fora, o vampiro estava agora na calçada, de frente para a rua, uma larga avenida de sentido único, da esquerda para a direita. Um pouco mais abaixo (do lado esquerdo), cerca de 30m, outra avenida cruzava esta do elísio. Esta segunda avenida, era bem mais larga e no centro dela passava o VLT, um sistema moderno de transporte público sobre trilhos. As ruas estavam bastante movimentadas, ainda era cedo da noite. Havia muitos carros e pessoas passando nas calçadas e vendedores ambulantes vendendo muambas. O contraste não era só no visual, mas também no auditivo, olfato e tato. Se no Elísio prevalecia o silêncio, o vampiro sentia os sons dos motores invadindo seus ouvidos, bem como dos vendedores gritando por clientes. O cheiro da fuligem impregnavam seu nariz e, embora não fosse capaz de lhe causar incômodo, ali fora estava mais frio do que dentro do Teatro. Naquela confusão toda, nenhum sinal de Máximus.

Por outro lado o sangue do vampiro lhe conferia mais uma vez a sua velocidade natural.

Mapa:


_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Baruch King, O Anjo Caído em Seg Set 05, 2016 11:29 pm

ÚLTIMO POST:
Baruch King, O anjo caído; PS: 12/15; Força de Vontade: 6/7; Vitalidade: ok


Baruch e Joan começavam a desvendar as pistas que estavam no cemitério. O anjo comentava que as velas mostravam que os infernalistas estiveram ali. Joan ficava sem entender. Mas então o Lassombra desenhava o pentagrama com os dedos no ar e por fim a Gangrel compreendia porque o inquisidor dizia aquilo. Ela então comentava:
- Deve ser por isso que você é o inquisidor e eu sou o templário. Ela não sorria após sua fala. Joan não tinha senso de humor. Ela era fria, calculista e de pouca conversa.

O Lassombra decidia amplificar seus sentidos e tentar ver além das aparências. O olfato começava a sentir a fragrância da carne apodrecida e dos ossos enterrados no cemitério. Mil e um sons e ruídos de diversos lugares invadiam os tímpanos mortos do cainita. O vampiro tinha a sensação de escutar não só os vivos, mas também os mortos, gritos, gemidos. Sua visão captava também sombras, vultos e luzes indefinidas. Talvez fosse quase possível ao vampiro ver as aparições que estavam ali.

O cainita então retirava suas luvas e agora iria extrair uma a impressão astral impregnada na vela.

Joan não respondia ao comentário de Baruch. Apenas acompanhava atentamente a ação do cainita. No entanto era possível perceber a tensão nos olhos da mulher.

Assim que Baruch tocava a vela ele escutava, pelo toque do espírito, um grito agudo, longo e desesperado de Anne. A vela acendia pelo toque do vampiro e instantaneamente as outras 4 velas também acendiam. Uma parede de fogo de uma vela a outra surgia e Baruch estava por fim dentro de um enorme pentagrama de fogo. A parede de fogo era alta e Baruch sentia a temperatura ambiente subir rapidamente. Assim que voltava a si o vampiro reunia sua coragem, e graças ao legado de Anne, Baruch conseguia encarar as chamas sem ser tomado pelo Medo Vermelho.

Joan então mostrava as presas, rosnando e procurava atentamente para um lado e para o outro, esperando que pudesse ter alguém ali. Mas era tarde demais para ela. Um sujeito surgia atrás de um túmulo em forma de casebre, com um arco já tensionado e dispara sobre a templária. A flecha atingia com precisão o peito da vampira que caía dura como uma pedra de costas no chão.

Um homem de cerca de 2m de altura, careca, barbudo e musculoso e com um cajado na mão direita surgia há uns 50metros de distância de Baruch. Atrás dele surgia outros dois sujeitos. Um homem e uma mulher. No total eles eram quatro, somando com o arqueiro. Baruch já tinha visto aquela disciplina uma vez. O homem era o responsável por manter o grupo inteiro ofuscado. Ele caminhava calmamente em direção a Baruch e a Joan.


--
Baruch - Qualidade Encarar as Chamas: Sucesso Automático no teste de Rõtschreck.


-- Pestilência, silêncio, tortura e morte. - Dizia o Inquisidor, como se falasse consigo mesmo. Ele não via mais ninguém ali, apenas as sombras.


Sombras, era apenas isso que o Lasombra conseguia ver.

-- Quando você acorda de suas mentiras. - Ele continuava a falar sozinho.

Enquanto as paredes de fogo fechavam-se ao seu redor, ele sentia que perderia o controle, e sucumbiria ao medo vermelho. Sua besta urrava em sua mente, e risadas animalescas escapavam por sua boca. Sons que assustariam até mesmo cainitas, dada a situação e ao reconhecimento que o Inquisidor tivera, após anos de luta contra os semelhantes daqueles que prenderam o Anjo Caído ali. (Qualidade: Reputação) Pois bem, a besta estava, aparentemente, incontrolável, até que o Guardião relembrava a noite em que despertara, seu nascimento como imortal. A luta para quebrar o caixão de madeira maciça no qual estava preso, cavar com suas mãos a terra compactada, enquanto porções desta caíam sobre seus olhos e bocas e, por fim, a casa.

-- Nascido em fogo, preto é a tua respiração - Naquele momento os olhos do Lasombra começavam a escurecer de dentro para fora. A Pupila começava a confundir-se com a íris, que enegrecia e dava esta característica ao esclero e, por fim, a região ao redor dos olhos do lasombra escureciam, dando um aspecto quase demoníaco à sua aparência.

Os uivos da besta eram calados. Era como se seu animal interior estivesse sendo domado, mas não por sua própria força de vontade, havia algo diferente. Não era o lasombra, isto é, não o próprio Baruch que domava a besta, transformando-a em um dócil filhote. Era o próprio abismo.

-- Sacrilégio, fogo, assassinato e estupro. Pesadelos e tormentos surgem - A voz do Lasombra era fria, inumana, quase sepulcral, enquanto ele falava cada palavra pausadamente. -- Queime na fogueira, sem saída. Para o inferno oremos.

O Lasombra era erguido para o alto, enquanto sentia seu sangue sendo lentamente drenado de seu corpo, enquanto o braço do abismo erguia-o sobre a parede de chamas, permitindo que ele passasse sobre ela. ( Tenebrosidade 4 - Metamorfose Sombria)

-- St. Satan, St. Satan, quando você chegará para dar boas vindas ao seu filho? - Baruch dizia, com um tom abissal em sua voz. -- St. Satan, St. Satan, ascenda para o chamado, hoje nós celebraremos.

Enquanto passava por cima da parede de chamas, o corpo do Inquisidor modificava-se, mais uma vez. Sombras cobriam seu corpo, saindo de suas asas e de sua "armadura". Estas sombras recém surgidas cobriam todo o corpo do Lasombra, dando a ele uma aparência demoníaca ao Inquisidor, fazendo com que as extremidades de seu corpo - Sua cabeça e os pés - se tornassem distorcidas, como se estivessem passando por uma espécie de portal. Além das asas criadas com os braços do abismo, outras duas surgiam por cima, e mais dois tentáculos surgiam das laterais de seu corpo. O Lasombra havia transformado-se em uma verdadeira criatura do abismo, e a mesma força que domara sua besta interna, guiava as sombras de sua alma - e consequentemente do abismo - para o plano material. Sua transformação ocorria assim que ele passasse pela barreira de fogo, e uma vez fora do pentagrama, Baruch não perderia muito tempo, utilizando seus tentáculos para atacar o Infernalista que estivesse mais perto, com seu machado. E continuaria usando os braços do abismo que foram projetados sob seus pés para manter-se há uma certa distância do chão, cerca de 1m. E manteria o restante dos tentáculos enrolados em suas pernas. ( Tenebrosidade 4 - Metamorfose Sombria) [/color]



-- Quando o diabo vier pela sua alma, o mal assumirá o controle. E quando nenhuma oração pode aliviar sua dor, o sermão é completamente insano. E quando o seu paraíso e esperança se vão, Eles vão caçar você, pelo que você fez para nós. - A voz do Inquisidor era inumana e tinha um tom sepulcral. Ele falava aquilo pausadamente, imprimindo um pequeno ritmo em suas palavras. -- Dentro da escuridão eles vão esperar por você, Sete demônios encarnados, é verdade. Sete santos mortais...

OFF: Considere que, desde o momento em que eu fiz a metamorfose sombria, minhas falas possuem ameaças implícitas, além de uma tentativa de intimidação. Caso seja necessário, considere que estou pedindo uma rolagem pra intimidar os infernalistas, de forma que eles não consigam atacar-me.






Resultados Rolagem - Braços do Abismo:

Baruch king rolou 9 dados de 10 lados com dificuldade 7 para braços do abismo que resultou 10, 10, 8, 6, 10, 7, 10, 3, 7 - Total: 7 Sucessos

1 - Disposição dos braços do abismo criados: 7 Sucessos, 7 Braços criados.
 -- 5 dos 7 foram projetados nas costas do Lasombra
 -- 2 dos 7 foram projetados sob seus pés, erguendo-o a 2 metros permitindo que ele passasse pela barreira de fogo.
 - Dos 5 braços projetados em suas costas, 3 formavam uma espécie de proteção em seu peito, como uma cota de placas de sombra.
 - Os outros 2 braços projetados em suas costas assumiam, cada um, a forma de uma asa de anjo, que se abriam conforme ele era erguido, estando completamente abertas assim que suas costas passassem da linha do fogo.

Resultados Rolagem - Metamorfose Sombria:
Baruch king rolou 9 dados de 10 lados com dificuldade 7 para metamorfose sombria que resultou 10, 8, 8, 9, 7, 2, 10, 8, 3 - Total: 7 Sucessos

_________________
Nós queremos ver você se curvar à escuridão. Você quer nos seguir através da noite? Você nunca morrerá como uma criança da noite
Encare sua morte com orgulho, Ele irá vê-lo sorrir.  Com seus olhos brilhantes como estrelas, ele matará a todos, sem remorso. Fome pela escuridão golpeando seu coração, enegrecido desde o início, seu mal arrasta-se em sua mente. Provocando arrepios na espinha, Ele é a Noite! Alegrai-vos na carnificina, sabem que a merecem.





Spoiler:

"Penso, Logo Existo"
- Sussurros, pois ninguém deve nos ouvir.
-- Por que não falamos de igual para igual?
--- Gritos, pois devo ser ouvido.
*Atos, pois não devo confiar apenas nas palavras.*
avatar
Baruch King, O Anjo Caído

Data de inscrição : 29/06/2013
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Lord_Suiciniv em Ter Set 06, 2016 10:51 pm

Finalmente eu havia conseguido sair daquele lugar maldito que era o elisio, mas a minha esperança de encontrar com Maximus aqui na rua tinha ido por agua abaixo, pois eu não conseguia encontra-lo. Mais que droga, eu preciso assumir que estou sozinho nessa, e preciso dar meu jeito de chegar até a base brujah sozinho. Ainda por cima eu estava começando a ficar com fome, o que significa que se eu forçar mais um pouco posso entrar frenesi, o que não é algo bom para mim nesse momento. Os malditos da camarilla vão ter mais um motivo para me caçar e mesmo que eu sobreviva, perderei o apoio do clã. Entrar em frenesi agora é o mesmo que morrer, isso não pode acontecer.

Eu olho para os lados, tentando me lembrar para que lado ficava o bar, e corria naquela direção, também procurando por uma multidão em que eu pudesse me misturar, bem como algum beco escuro que eu podesse entrar rapidamente, antes que os malditos da camarilla me vissem. Eu precisava o mais rapido possivel, desaparecer....
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 21
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Rian em Sab Set 10, 2016 10:31 am

Baruch King, O anjo caído; PS: 09/15; Força de Vontade: 6/7; Vitalidade: ok




Acuado pelo fogo o Lassombra sente a situação fugindo-lhe do controle. O grupo que surgira atrás de uma tumba sorria em deboche do vampiro. Eles sabiam que a maioria dos vampiros entrariam em pânico e, depois disso, seria mais fácil ainda atingir os seus objetivos sórdidos, seja eles quais fossem. O sujeito do arco tirava uma segunda flecha e a preparava para um possível segundo tiro. Um segundo homem e uma mulher avançavam juntos, em passos confiantes em direção ao vampiro, seguidos logo atrás pelo que provavelmente seria o líder, o sujeito de barba grande com um cajado na mão.

Contudo, o que eles não sabiam é que o Anjo Caído não era como a maioria dos vampiros. Herdeiro de uma coragem especial para enfrentar o fogo, aquela não seria a primeira vez que ele via a morte de frente. O vampiro cria, com perfeição, tentáculos que o deixam suspenso no ar, a uma altura exata o suficiente para sair de dentro do pentagrama de fogo. A metamorfose sombria deixava o vampiro com um aspecto demoníaco e sua voz gutural o transformava em um verdadeiro monstro das lendas das trevas.

Os quatro sujeitos param e se entreolham enquanto Baruch profere palavras de ameaça. O Barbudo que parecia ser o líder e o sujeito que estava ao lado da mulher são os primeiros a recuar. O inquisidor percebe que sua forma sombria e suas ameaças haviam dado certo. O arqueiro parecia resistir mas ele também logo se junta ao time dos covardes e também começa a recuar dando passos para trás. A mulher encarava Baruch e ela parecia não que não iria recuar. Contudo, no final nem mesmo ela fora capaz de resistir* e também recua. Eles começam a cochichar entre si, comentando que a forma das sombras era muito mais assustadora na realidade do que nas histórias que eles tinham ouvido falar. No fim das contas, o inquisidor tinha conseguido virar a situação a seu favor de forma surpreendente...


*mesma quantidade de rolagens. Contudo Baruch tem uma maior parada de dados.

Rolagens:
Baruch rolou 10 dados de 10 lados com dificuldade 6 para intimidação que resultou 6, 2, 4, 10, 8, 9, 1, 5, 1, 7 - Total: 3 Sucessos
Mulher rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para resistir a intimidação que resultou 5, 10, 3, 3, 7, 10 - Total: 3 Sucessos
Homem rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para resistir a intimidação que resultou 2, 1, 5, 9, 4, 9 - Total: 1 Sucessos
Arqueiro rolou 7 dados de 10 lados com dificuldade 6 para resistir a intimidação que resultou 8, 2, 5, 5, 2, 8, 4 - Total: 2 Sucessos
Barbudo rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 6 para resistir a intimidação que resultou 7, 8, 7, 1, 2, 2, 2, 1 - Total: 1 Sucessos


_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Rian em Sab Set 10, 2016 4:18 pm

Lincoln; PS: 03/12; Força de Vontade: 8/8 ;Vitalidade: Escoriado





Lincoln agora estava na rua e um mar de possibilidades se abria para o Brujah, cuja primeira decisão constitui buscar pela boate que funcionava como a base do Clã Brujah na cidade. Havia só um problema. A cidade era quase uma metrópole e ele havia feito o caminho apenas uma única vez, juntamente com o carniçal que morrera no campus. Lembrar o caminho, que era longo, não seria fácil, mas também nada impossível para o vampiro, tanto é que ele se lembrava. Sim, numa fração de segundo Lincoln conseguia recordar com 100% de clareza o caminho que ele havia feito com James. O neófito então segue pela direita do prédio, subindo pela avenida e deixando o cruzamento cada vez mais distante, nas suas costas.

Antes de sair a toda velocidade, ele nem havia notado, mas um dos seguranças o tentara impedir, contudo o sujeito não conseguira apanhar o braço do vampiro, deixando-o escapar como a areia que escorre entre os dedos. O Brujah fugia usando sua velocidade sobrenatural, chamando atenção de todas as pessoas que passavam na rua. Alguns achavam aquilo o máximo, outros ficavam assustados e não acreditavam que aquilo era real, que uma pessoa pudesse correr com aquela velocidade toda. Lincoln via alguns carros na rua ficando para trás. O vento jogava seu cabelo para trás e ele tinha que fazer algumas manobras para se esquivar dos pedestres, que em comparação ao vampiro, mais pareciam obstáculos fixos na calçada, tamanha era a sua velocidade.

Enquanto corria, o vampiro pensava no perigo da fome e o que faria para evitá-lo. Ao longe, ele percebe alguém, no quarteirão da frente, surgindo na calçada. Essa pessoa tinha saído de um beco. Portanto, se era um beco que o vampiro procurava, um beco ele tinha encontrado. O caminho para boate agora estava claro em sua mente. Bastava ele continuar seguindo por aquela avenida e depois de uns 6km estaria lá.



Rolagens:
Lincoln rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para lembrar trajeto que resultou 9, 5, 8, 10, 4 - Total: 3 Sucessos
Lincoln rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para encontrar rota de fuga (beco) que resultou 3, 3, 2, 4, 9 - Total: 1 Sucessos
Lincoln rolou 1 dados de 10 lados com dificuldade 1 para iniciativa que resultou 4 - Total: 1 Sucessos
Sujeito 1 rolou 1 dados de 10 lados com dificuldade 1 para iniciativa que resultou 1 - Total: 0 Sucessos
Sujeito 2 rolou 1 dados de 10 lados com dificuldade 1 para iniciativa que resultou 7 - Total: 1 Sucessos
Iniciativa:
Lincoln: 4+6 = 10
Sujeito 1: 1+5 = 6
Sujeito 2: 7+5 = 12
Sujeito 2 rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para segurar que resultou 3, 2, 3, 5, 3 - Total: 0 Sucessos

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sab Set 10, 2016 4:58 pm

Eu corria numa velocidade sobrehumana, sem me importar com as pessoas me vendo, eu sabia muito bem que naquela velocidade, eles não seriam capazes de reconhecer meu rosto, nem a olho nu nem com foto, pois ela acabaria saindo borrada. Eu estava claramente quebrando a mascara, mas do ponto de vista mortal, eles não seriam capazes de me reconhecer.

Eu finalmente encontro o beco escuro que eu queria, e entro nele, ainda correndo. Uma vez no beco escuro eu procuro apressadamente por uma tampa de boeiro que eu pudesse entrar. Eu precisava sair das ruas, e acreditava que me mover pelos esgotos seria melhor que me mover a ceu aberto, pelo menos por um tempo.

Caso eu conseguisse encontrar a tampa de boeiro, iria arrancar ela do lugar, ela estando solta ou travada, e pularia para dentro do esgoto da cidade, uma vez la dentro iria colocar de volta a tampa do boeiro e deixaria bem fechada.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 21
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Rian em Sab Set 10, 2016 6:14 pm

Lincoln; PS: 03/12; Força de Vontade: 8/8 ;Vitalidade: ok


O Brujah entrava no beco. Em sua mente ele bolava um plano de fuga para desaparecer dos farejadores da Camarilla Bastarda. Se os algozes o procuravam, provavelmente não iriam encontrá-lo dentro dos bueiros e seus rastros desapareciam ali mesmo. O vampiro estava com sorte. Havia uma tampa de um bueiro em pleno beco. Sem dificuldades o vampiro conseguia remover a tampa, ela estava leve e foi fácil abri-la. O odor repugnante dos bueiros logo inundavam o sentido do olfato do vampiro, mas ele acreditava não ter outra alternativa e pulava dentro do esgoto fechando a tampa acima de sua cabeça. Assim que a tampa era fechada, com ela também ia a pouca luz que havia, deixando Lincoln em completa escuridão. Seus calçados logo eram permeados pela água fria e poluída. Os únicos sentidos que agora poderiam lhe guiar eram o tato, olfato e audição. Escutava-se apenas o som da água corrente dentro do bueiro, de gotas pingando no chão e os passos trôpegos do vampiro que ainda podia escolher seguir pela direita ou pela esquerda, partindo do ponto onde havia descido ali.

rolagens:
Lincoln rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 6 para autocontrole que resultou 6, 10, 8 - Total: 3 Sucessos

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sab Set 10, 2016 6:31 pm




A primeira coisa que eu fazia, uma vez dentro do boeiro, e agora privado do meu sentido mais importante, a visão, era afundar meu corpo inteiro na agua fria e poluida do esgoto. Sabia que como vampiro, a pior coisa que poderia acontecer comigo ali era ficar terrivelmente fedorento, e era exatamente este o meu plano. Se os malditos viessem atras de mim, não seriam capazes de pegar o meu cheiro, pois todo o lugar iria feder exatamente como eu. meu rastro seria perdido ali.

Aproveitando que eu estava emergido dentro da agua, procurava sentir a correnteza, para que lado ela estava seguindo, como estava praticamente cego ali debaixo, precisaria depender de meus outros sentidos para me guiar geograficamente. Visto que eu havia acabado de descer do boeiro, ainda tinha uma boa noçao de onde eu estava, onde era o norte, o sul o leste e o oeste, e iria colocar essas duas informações em um comparativo mental para determinar a minha posição.

Uma vez completamente emergido, meu corpo iria feder a esgoto. E em algum tempo, eu não sentiria mais o cheiro do esgoto propriamente dito, eu iria me acostumar a ele. Me permitindo sentir o cheiro de outras coisas ao redor, se possivel de animais também, os animais seriam vitais para minha sobrevivencia.

Eu seguiria o caminho que eu me lembrava ser a direção do bar brujah, ao mesmo tempo que me mantinha atento ao que meu corpo sentia, escutava e cheirava. Para que eu não ficasse completamente perdido, ainda seguia encostando a palma de minha mão na parede, bem como eu tentava sempre dar passos com a mesma distancia e os contava. Desse jeito eu saberia a distancia que eu havia percorrido. Desde que não perdesse a conta.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 21
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Rian em Ter Set 13, 2016 9:06 am

Lincoln; PS: 03/12; Força de Vontade: 8/8 ;Vitalidade: ok




O Brujah, se tinha algum orgulho agora se despia dele e, em nome da sobrevivência, mergulhava seu corpo na água suja do esgoto com a finalidade de disfarçar seu cheiro. Ele sente a água fria da noite molhando suas roupas e sua pele. O cheiro era incômodo, mas aos poucos o vampiro ia se acostumando a ele e o odor fica cada vez menos incômodo. Mergulhado em sua solidão, com os cabelos molhados o cainita sentia que a água escorria para a direção norte da cidade. Pela orientação que o Brujah tinha antes de descer ali, a boate do seu clã ficava na região sul, o que significava que a água ia para o sentido totalmente contrário para o qual ele pretendia chegar inicialmente.

Determinado a seguir para a boate, ele então se movia no sentido contrário da corrente da água. Aos poucos o vampiro conseguia enxergar mais. Era possível ver um esboço, embora pouco nítido, do que estivesse 1metro à sua frente. Não mais do que isso. Às vezes o vampiro ouvia outros barulhos vindo dos confins dos túneis. Talvez poderiam ser ratos? Se conseguisse apanhar um deles poderia recompor um pouco de seu sangue. Contando os passos ele seguia rumo ao seu objetivo.

Após andar 10minutos ali dentro Lincoln escuta um ruído, como um chacoalhar, há poucos metros à sua frente. E agora?


Rolagens:
?? rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para furtividade que resultou 9, 3, 2, 5, 4, 1 - Total: 0 Sucessos
Lincoln rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 8 para percepção + prontidão que resultou 1, 2, 1, 9, 7 - Total: -1 Sucessos

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sex Set 16, 2016 3:13 pm

Eu seguia sem nenhum problema por cerca de 10 minutos esgoto a dentro, sempre seguindo na direção da boate. Eu tinha alguma noção de que a boate ficava a uns 5 ou 6km apartir do elisio. Então eu ainda deveria ter pelo menos 4km pela frente.

Estava concentrado em minhas contagens quando eu escuto um chacoalhar a alguns metros a minha frente. Embora minha visão tenha se acostumado um pouco com o escuro, a fonte estava ainda muito longe para que eu pudesse identifica-la.

Eu então continuo a seguir meu caminho, com a concentração dividida entre a contagem de meus passos e a procura da fonte do cacoalhar, torcendo que seja um rato, para que eu pudesse me alimentar.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 21
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Rian em Sex Set 16, 2016 8:12 pm

Lincoln; PS: 03/12; Força de Vontade: 8/8 ;Vitalidade: ok



Lincoln continuava seguindo a linha do trajeto da boate. Ele caminhava contra a correnteza do pequeno fluxo de água gelada que escorria contra sua direção. O vampiro caminhava, caminhava e caminhava muito. Passos contados. A escuridão limitava a caminhada a passos lentos. Em 10 minutos ele tinha caminhado o equivalente a no máximo algumas poucas centenas de metros. Pelo menos nenhum perseguidor da Camarilla tinha animado a segui-lo esgoto a dentro. Isto já era um ponto positivo para o Brujah. O som de um chacoalhar quebrava a monótona sinfonia dos sons dos esgotos. A medida que o vampiro continuava se aproximando, na esperança de que fosse um rato, o som aumentava, como num sinal de alerta. Ele sentia que finalmente a fonte do som estava muito próxima.

E finalmente o vampiro encontrava o motivo do barulho. Inicialmente foi difícil perceber do que se tratava, pois a escuridão e a camuflagem da pele dificultava bastante. Mas o vampiro estava já quase pisando em uma cascavel. Estavam em uma distância perigosamente reduzida. E o som que ele ouvia era do guiso da serpente que inconscientemente percebia a presença maligna da besta.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sex Set 16, 2016 11:25 pm

Eu já estou perto demais da fonte do barulho quando eu finalmente a identifico. Era uma cobra cascavel, havia uma distancia minuscula entre nós dois. Se me lembro bem, essa especie de cobra é caracteristica por possuir um veneno, capaz de matar pequenos roedores. Em um ser humano, uma pessoa mordida precisaria ser encaminhada ao hospital imediatamente para receber o antidoto, pois dependendo do quanto de veneno for ingerido, o mortal poderia morrer também, ou sofrer serias sequelas. Enquanto eu pensava na minha linha de ação, deixava o meu ultimo numero de passos cravado em minha mente, para que eu não o esqueça na hora de recomeçar a contar.

Precisava agir rápido, como um vampiro eu provavelmente não serei afetado pelo veneno da víbora, mas ainda assim não quero correr o risco. Imediatamente, quando eu percebo a posição da cobra, eu parto para o ataque, tentando agarrar a cobra com as duas mãos e parti-la ao meio com minha força. Ela precisa estar morta antes de ter tempo de atacar, e eu preciso do sangue daquele animal.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 21
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Rian em Sab Set 17, 2016 12:33 am

Lincoln; PS: 04/12; Força de Vontade: 8/8 ;Vitalidade: ok




O vampiro via na cobra não um perigo, mas sim uma oportunidade de repor parte de seu sangue. O vampiro sabia que aquele animal era perigoso, principalmente para os humanos. Ele não tinha certeza disso, mas sabia que os efeitos do veneno incidiriam de forma diferente no Brujah, afinal ele já havia morrido uma vez. Rapidamente o neófito conseguia apanhar a serpente antes que ela fugisse. Com a ajuda da disciplina da força sobrenatural o vampiro partia facilmente a serpente em duas partes. O sangue do réptil começava a escoar e ele rapidamente não deixava nenhuma gota ser desperdiçada. A situação do vampiro era desprezível. O que diriam Arroto e Fusível se vissem seu amigo tendo que beber sangue de cobra nos esgotos para sobreviver?

Lincoln havia esgotado o sangue da serpente e ainda sentia sede. Ele nota que o sangue do réptil é horrível de se beber em se comparado com o humano. Também é perceptível que o sangue animal não sustentava o vampiro como o humano.


Rolagens:
Lincoln rolou 1 dados de 10 lados com dificuldade 1 para iniciativa que resultou 9 - Total: 1 Sucessos
9+6 = 15
Serpente rolou 1 dados de 10 lados com dificuldade 1 para iniciativa que resultou 8 - Total: 1 Sucessos
8+5= 13
Lincoln rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para força + briga que resultou 10, 9, 9, 6, 3, 1 - Total: 3 Sucessos
Serpente rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para mordida que resultou 10, 2, 1, 3, 8, 6 - Total: 2 Sucessos
Lincoln rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 6 para força que resultou 7, 7, 7 - Total: 3 Sucessos + 3 potência = 6 Sucessos
Cobra: vigor: 2.
6 sucessos - 2 = 4. Resultado: cobra partida.


Última edição por Rian em Sab Set 17, 2016 1:01 am, editado 1 vez(es)

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sab Set 17, 2016 12:48 am

Eu sentia que havia sido mordido pela merda daquela cobra, e que agora provavelmente estaria envenenado, mas ainda assim, eu consigo com sucesso partir a cobra maldita no meio.

Ao ver o sangue da vibora jorrar, rapidamente começo a tomar o sangue dela, sem desperdiçar uma unica gota, aquele sangue erra horrivel, era como comer uma porcaria barata na esquina, mas eu estava com fome e não estava em condições de dispensar comida. era como aquele velho ditado. " Beggars cant be choosers" eu precisava me alimentar de qualquer coisa que eu encontrasse. Mesmo que o sangue fosse nojento.

Feito isso, eu volto a caminhar na direção pre-planejada e continuo a contar meus passos a partir do numero que eu havia parado antes de encontrar a cobra.


avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 21
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Rian em Sab Set 17, 2016 11:10 am

Henry Crow; PS: 14/15; Força de Vontade: 10/10; Vitalidade: ok


Recluso em seu refúgio, seria apenas mais uma noite. As luzes de NY piscavam e a cidade que nunca dorme era um convite para o ganancioso vampiro engrenar seus planos de expansão do seu domínio. O vento frio do outono que anunciava a chegada do inverno, parecia trazer ecos e murmúrios, vozes distantes, talvez um grito de Duncan confinado em um quarto de um manicômio que havia vagado no tempo e no espaço até chegar aos ouvidos do Ventrue. A verdade é que ninguém chega ao poder sem pisar em alguns calos.

Conferindo os seus contatos pessoais, o vampiro encontrava um chamado do ancião ventrue de NY. Algumas horas depois o vampiro estava no local marcado, uma sala restrita do Empire State Building, o maior arranha céu de NY após a queda das torres gêmeas. Era uma reunião com todos os integrantes do clã. O anfitrião e ancião do clã trazia uma notícia de interesse a todos. Sendo o clã o pilar principal da Camarilla, era dever de todos estarem informados de que a Camarilla de Glover City, capital do Colorado, estava com problemas. Cada um dos vampiros convidados à grande mesa recebia um dossiê. Enquanto os vampiros foleavam o documento o ancião expunha os fatos:

- Alguém ou algum grupo em Glover City está quebrando a Máscara propositalmente. As informações preliminares dão conta de que algum vampiro abraça um mortal e o abandona ainda desacordado em um local público e movimentado. Assim que a criança da noite acorda, em frenesi, ataca o primeiro mortal que vê à sua frente. O caso foi parar na TV como sendo um ataque, uma epidemia de raiva que assola a cidade. A Camarilla de Glover é controlada pelos Toreadores e sua príncipe, uma Toreador de nome Kate Emeri, não foi capaz de solucionar o problema. Os contantes ataques enfraqueceram o principado e tornou o lugar uma bomba relógio prestes a explodir. Evidentemente já deve haver caçadores de bruxas atuando na capital do Colorado.

O Arconte Luiz Antomiel Lunato está encarregado de solucionar o caso de Glover. A principal influência Ventrue na cidade é o senescal, seu nome: William. Recentemente um ancilae Ventrue também chegou a Glover. Seu nome: Hendric. Ele foi convocado pela príncipe Kate Emeri para ajudá-la a por um fim aos abraços não autorizados. Contudo, todos os indícios apontam que a queda dos Toreadores é inevitável. Precisamos nos antecipar e garantir que nosso clã consiga o principado de Glover. Precisamos que um de vocês vá até a cidade e faça com que isto aconteça.


No dossiê fornecido pelo ancião, Henry encontrava algumas informações básicas sobre a cidade e os membros:

Príncipe Kate Emeri.
clã Toreador.
Conhecida por ser linha dura, ela leva as tradições à risca. Alguns membros, principalmente do clã Brujah, foram punidos com a morte final pela príncipe. Isso gerou uma animosidade entre os clãs Brujah e Toreador na cidade, principalmente pelo fato de que Kate assumiu o poder após a morte do antigo príncipe, que era do clã Brujah. Apesar de todo o seu rigor, ela não conseguiu controlar o problema.


Senescal William
clã Ventrue
Sem inimigos aparentes, William conseguiu estabelecer prestígio e poder na cidade. Hárpias dizem que aparentemente sua relação com Kate é muito amigável, o que tornou o senescal um dos últimos membros para se ter como inimigo em Glover.


Primógeno Máximus
clã Brujah
Máximus é um veterano de guerra. Se opôs contra a assunção de Kate no poder e amarga os prejuízos por ter exposto seu ponto de vista publicamente. Carrega a fúria e a paixão de um jovem Brujah, aliado com a sabedoria e experiência de um vampiro mais velho. Para Kate é o principal culpado por detrás dos ataques à Máscara.

- Então, minha indicação para o caso é que o Dr. Crow seja o escolhido para ir até o Colorado e garantir que a influência Ventrue se estenda até aquela cidade. Decretava o ancião fitando o ancilae como se esperasse para ler sua reação.

Uma discussão generalizada se iniciava na mesa, mas de fato a maioria dos vampiros ali, concordavam com a indicação do ancião. Talvez, porque nenhum deles estivesse interessado em deixar a "capital financeira" dos EUA para desbravar o oeste, ou por simples conveniência com as palavras do vampiro mais velho. Agora todos olhavam para Henry, esperando sua resposta.



OFF: Sinta-se livre para avançar o máximo que quiser no post, podendo inclusive postar sua chegada à cidade.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Rian em Sab Set 17, 2016 11:20 am

Lincoln; PS: 04/12; Força de Vontade: 8/8 ;Vitalidade: ok


Lincoln caminhava, caminhava e caminhava no escuro duto, que era o lar dos nosferatus. Após caminhar bastante, o vampiro começava a perceber que o túnel estava ficando mais claro. Ele percebe que havia uma luz no final do túnel, na direção em que caminhava. Finalmente o vampiro chegava em um lugar maior. O esgoto desembocava em um espaço retangular. onde havia o encontro de quatro túneis, formando as quatro direções norte, sul, leste e oeste. Ele vinha da norte em direção à sul. No centro, retangular havia uma espécie de "piscina". Havia, do outro lado dessa "piscina" uma escada que levava à superfície. Não era possível saber a profundidade da "piscina", pois a água estava escura, com uma cor meio rubra, escura, cheia de espuma. Pelas contas o vampiro já havia andado mais da metade do caminho em direção à boate. O problema é que agora, a única forma de ir para qualquer uma daquelas três direções, uma à sua frente, outra a direita e a outra a esquerda era, talvez, passando dentro desta "piscina".

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sab Set 17, 2016 12:32 pm

Meus olhos que já estavam se acostumando a escuridão, ao chegar perto da luz começava a me ofuscar e eu desvio os olhos da fonte da luz um pouco. Até que eles se acostumassem a claridade novamente.

Ao chegar na fonte da luz encontro uma especie de piscina com 3 novos caminhos para mim seguir, assim como uma escada que provavelmente dava no meio de uma rua. Eu não sabia a profundidade da piscina, mas sabia que eu tinha que passar por ela para seguir o meu caminho. Já havia passado mais da metade do caminho até a boate, mas ainda não tinha chegado.

Eu procuro uma pedra de tamanho rasoavel em meu tunel e quando a encontro, atiro dentro da agua com força, para que a agua se levantasse um pouco e eu pudesse ver sua profundidade, e caso não seja raso o suficiente para ver o fundo com aquela pedra, eu tentaria calcular a profundidade baseado no tempo que a pedra levaria para atingir o chão, como eu atirei com força a pedra, aquilo certamente faria barulho suficiente para eu escutar, mas não o suficiente para ser escutado la em cima.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 21
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Rian em Sab Set 17, 2016 12:59 pm

Lincoln; PS: 04/12; Força de Vontade: 8/8 ;Vitalidade: ok

Não foi difícil para Lincoln encontrar uma pedra. Ele a atira dentro da piscina de esgoto, fazendo a água espirrar para todo lado. Prestando atenção nos sons produzidos pela pedra, Lincoln percebe que o objeto demora um certo tempo para atingir o fundo levando o vampiro a acreditar que aquele negócio devia ter pelo menos uns 3m de profundidade. Ela também tinha uns 4m de largura e uns 10m de comprimento. Em sua lateral algumas pequenas bocas de lobo com grade desembocavam na piscina, e era dela que a água escorria para o túnel pelo qual Lincoln caminhava bem para os outros caminhos que ele poderia seguir.

rolagens:
Lincoln rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 7 para percepção que resultou 4, 8, 8, 1, 2 - Total: 1 Sucessos

O vampiro notava que algo naquela piscina não estava era "normal", embora ele não pudesse distinguir o que o fazia crer nisso...

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sab Set 17, 2016 1:18 pm

Observando aquilo tudo, eu concluia que a piscina tinha mais ou menos 3x4x10 era um compartimento até que consideravel, mas dava para cruzar numa boa nadando.

O problema é que algo me dizia que aquilo não era água, alguma coisa daquela piscina não estava certa, e eu definitivamente não quero descobrir o que é. Eu então dou alguns passos para trás, pego impulso, até a borda do meu tunel e avanço até a escada naquele pulo. Ou então pulava até o outro lado do tunel, sem entrar na agua.


- Se eu tiver pulando o comprimento, vou até a escada, se for a largura vou pro outro tunel direto.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 21
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Rian em Sab Set 17, 2016 1:54 pm

Lincoln; PS: 04/12; Força de Vontade: 8/8 ;Vitalidade: ok



Lincoln decidia que iria saltar os 10m aos poucos. Primeiro ele tentaria a metade da distância em uma das saídas e depois finalmente para o outro lado. Ele escolhe o túnel que chegava do lado esquerdo, exatamente na metade dos 10m. Como um atleta dos tempos do colégio ele se preparava tomando uma distância para pegar impulso. Então como um tiro o vampiro corria e ao chegar no limite da borda ele saltava.



Assim que saltava um crocodilo enorme e todo deformado tentava abocanhar o vampiro. Ao que parecia o animal estava bem próximo da borda só esperando que o Brujah entrasse para dar o bote. Lincoln conseguia pular a distância exata e se segurar na borda. Ele ainda podia ver o monstro caindo de volta na piscina de esgoto espirrado água para todo lado, inclusive no próprio vampiro.


Spoiler:
Lincoln rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 6 para percepção + esportes que resultou 2, 5, 2 - Total: 0 Sucessos
Lincoln rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 2 para força + esportes que resultou 1, 7, 6 - Total: 1 Sucessos + 3 potência = 4sucessos
4 x 1,2 = 4,8m.
Lincoln rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 6 para destreza + esportes que resultou 10, 8, 6 - Total: 3 Sucessos

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Goiânia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sangue Ruim - Vampiros Caçados

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 11 1, 2, 3 ... 9, 10, 11  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum