LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Beaumont em Seg Maio 23, 2016 8:08 pm


Enterprise
População humana: 54,788
População vampírica: 12
Domínio atual: Anarquista-Independente

Dominio Anarquista  : -  Pionner Club, Mirasol At Mountains Bridge.
Refugio do Seguidor de Set Aknut : El Dorado Cassino

Refugio do Ravnos Brian : South High Lands Market Place 
Local de Reuniões Gangrel : Stone Water Lake


Enterprise é uma Região censo-designada localizada no estado americano de Nevada, no Condado de Clark.
De acordo com o United States Census Bureau tem uma área de 125,9 km², dos quais 123,9 km² cobertos por terra e 2,0 km² cobertos por água. Enterprise é a parte mais afastada do condado e por essa razão acaba por ser a menos populosa. Histórias místicas circulam sobre seus territórios fazendo com que a população de classe inferior conviva com mais frequencia. A população da Enterprise é praticamente de imigrantes que vieram do México ou dos estados da parte sul do país americano. 



O Clima da cidade se baseia diretamente ao clima desértico devido a Mojave, a temperatura geralmente é quente no verão, assim como a maioria dos desertos dos Estados Unidos, neve apenas ocorre pouquíssimas vezes ao ano No inverno a temperatura não cai abaixo de zero apesar de ser um tanto frio.


Pionner Club

Spoiler:
Territorio Anarquista declarado, sobre autoridade do Brujah Duke o Pionner Club é um Bar característico Country, ponto dos motoqueiros que chegam do deserto de Mojave até Freemont. Também é o lugar ideal para boas apostas, touro mecânico, Cat Fight e musica country, Diversão e apostas.


A entrada é assegurada pelos cainitas gêmeos Max e Pain. O lugar é costumeiramente centro de brigas e confusões então apenas seguranças carniçais nem sempre era o suficiente. Apesar de tudo o lugar é levemente organizado e sempre está limpo. 


O touro mecânico é uma das atrações do bar. 


O Pionner conta com a principal atração para movimentar dinheiro sujo e uma boa reputação. Uma série de apostas são feitas em no fim de semana ou em dias especiais. O torneio é bastante organizado em um sistema de pontuações e a lutadora mais bem pontuada tem a chance de lutar com a atual campeã Golden. 


Golden é a mais nova campeã do circuito Cat Fight realizado no Pionner. O objetivo é encontrar mulheres dispostas a tudo e que tenham sangue nos olhos. Golden foi abraçada por Rebecah assim que a mesma se tornou campeã. Apesar disso Rebeccah não é muito próxima a Golden . A Garota é um tanto independente. 


Sven é um jovem tímido e introvertido de origem Polonesa assim como diferente de sua meia irmã Cassidy . Ele é facilmente manipulável por sua irmã mais velha e ajuda a mesma no controle da segurança do Pionner. Sven é Carniçal de Cassidy "Golden" Hail.  


O escritório é o ponto da maioria das reuniões com a gangue de Duke. O local reservado no segundo andar e apenas quem é convidado pode ter acesso ao local das conversas privadas com Duke. Nesse local também há um sistema de câmeras que avaliam a segurança do pionner. Que fica a cargo do Carniçal e irmão mais novo de Gonden. Sven 


Duke faz parte de um grupo de motoqueiros anarquistas que faz de Freemont o seu lar, ele lidera o grupo e trabalha quase que exclusivamente para Rebecah mas como frequenta mais o Distrito acabou fazendo uns favores para Muslin depois que houve a coligação entre os dois Rebecah-Muslin 


Jack é um velho lobo do Mar. Se uniu a causa Anarquista de Los Angeles em 62 e desde então auxilia Duke no trafico de informações entre Salvador e a anarquia da Cidade. O vampiro sempre foi um viajante e não se sabe muito sobre ele mas ele já conhece Salvador a um bom tempo e apresentou ele a Rebecah 


Max & Paine fazem a dupla que defende o perímetro do Pionner e monitora o grupo de segurança carniçal da conexão entre o Spring Valley e a Interprise. Ambos são muito parecidos, são organizados e possuem uma boa conduta disciplinar. Foram trazidos da US Army há alguns anos desde de que Duke viu a necessidade de manter um controle no perímetro . Os dois são Proles do próprio Duke. 


 Mirasol At Mountain's Bridge 

Spoiler:

O Mojave possui uma bela visão a noite e isso tem atraído diversos tipos diferentes de pessoas para o local. O complexo de cadeias rochosas existe no Mojave desde sempre. A policia dificilmente explora o lugar por ser de difícil acesso, mas como a movimentação no lugar é bem pequena não há preocupação com um local que é consideradão apenas parte da natureza do cenário de Vegas.



É nessa cadeia de Rochas onde a ação começa. Uma pista foi criada em 1994 para um evento conhecido como Motobike Fest e angariou muitos fundos para a cidade atraindo jovens e fãs do motocross ao longo do país. O vento culminou com a morte trágica de um jovem e desde então o evento foi esquecido e a pista foi deixada de lado para se desmanchar com o tempo. Porem clandestinamente um grupo de motoqueiros comecou a usar a pista e em alguns anos a corrida ali se tornou uma atividade ilícita e com uma boa renda de dinheiro.




A pista tem sua manutenção providenciada pelos próprios pilotos da cidade a Gangue de Duke. A pista conta com mais de 800 metros de pura adrenalina e dinheiro envolvido. 



Próximo a pista existe uma oficina de mecânica e pintura de carros e motos. Um Balcão abandonado pelo dia mas que funciona a noite para organizar as corridas e preparar as motos para os eventos noturnos. 



Dye é o principal responsável pela organização das corridas. O vampiro do clã Toreador foi o personagem morto em 1994 no evento que existiu depois de um acidente. Foi salvo por um dos membros da gangue de Duke e desde então usa o local para dois motivos, manter o perímetro das ações dos anarquistas e recolher fundos para o grupo.  Dye é uma pessoa calma mas que possui seus ideais, extremamente habilidoso com uma moto e consertando uma. É um dos queridos de Muslin por seu jeito rebelde e carismático de ser. Ele costuma ser o Elo de Ligação entre Rebecah e Muslin. Também participa das reuniões Toreador com Muslin.  

Mote : Deixa eu te dar uma Dica, não se meta com os Anarquistas, eu sou um por que não quero um bosta me dizendo o que eu tenho ou não que fazer.




Desert Oasis School


Spoiler:

No ano de 1970 a escola Desert Oasis School foi fundada com a premissa de poder comportar os alunos residentes das proximidades e conceder uma boa oportunidade de ensino. A escola o fez por quase 10 anos, permitindo que alunos pudessem sair com base suficiente para pertencer a grandes faculdades e instituições importantes do país. 


A Escola contava com o time de Basquete Desert Oasis Diamondbacks. Um grupo de jovens com um talento excepcional. Suas habilidades e reputação levaria a crer que o time de basquete do Mojave logo se tornaria uma Elite e o nome dos Diamondsback logo estaria cogitado para servir as fileiras da NBA


Hoje a escola está nesta situação. Um evento de natureza estranha aconteceu na escola em meados de 1980. Um acidente causou a morte de 2 meninas lideres de torcida do Diamondbacks e isso foi o estopim para uma queda expressiva da reputação da escola. Eventos estranhos começaram a se propagar e uma lenda urbana se espalhou como fogo em palha no interior das escolas. Os banheiros femininos dos dois andares da escolam manifestavam ações de potergheist e logo nenhuma das meninas tinha coragem de entrar nos banheiros. As aulas foram interrompidas em diversas salas por estranhos acontecimentos de apagões de luzes e portas que se fechavam repentinamente. As auas começaram a ser interrompidas as 17 horas de todos os dias e logo a escola começou a perder alunos. 




Em dezembro de 1980 esta foto foi tirada por um dos alunos da escola e foi parar nos jornais da cidade. O evento ficou conhecido como. A volta de Angelina Carter ? A própria mãe da menina morta na escola começou a participar de programas de TV sensacionalistas afirmando que aquela de fato era sua filha. 




O diretor do colegio Michael Welber Cometeu suicídio em Dezembro de 1980 . Dizem que a pressão sofrida sobre os escândalos foram demais e ele não aguentou perder o status e a reputação que tinha na área acadêmica de Nevada e deu um tiro na cabeça sendo encontrado morto em sua sala. 




A história sobre o assassinato das duas líderes de torcida ainda é um mistério mas existem lendas urbanas que contam como atrair a atenção de Alice e Sharon na escola. Basta segurar uma calcinha ou outra roupa intima na mão ou esfrega-la contra o rosto no patio ou em algum outro lugar da escola abandonada.  Os motivos até hoje são desconhecidos.



El Dorado Hotel Cassino 

Spoiler:



El Dorado Cassino chegou para rivalizar de frente com grandes hoteis e Cassinos como o The Mirrage e o Caesar's Palace. Reformado a alguns aos atrás. Hoje o cassino conta não apenas com a diversificação de um Cassino mas também conta com :


* As melhores e mais requintadas Suites para Astros e Estrelas
* Um Teatro em seu Interior com  apresentações quinzenais com peças diretamente da Brodway
* 2 Palcos nos quais são chamados de Classic(Para eventos mais tradicionais) e o New Wave (Para eventos atuais)
* Uma Cadeia de restaurantes que servem comidas típicas das regiões da africa, Europa e arábia. 



El Dorado foi fundado em 1973 sob a supervisão e produção de Jean Reno. O Francês de natureza americana fez do lugar um ótimo cassino e angariou fundos que renderam por várias décadas. Porem com a súbita evolução da cidade e sua idade avançada Reno vendeu partes das ações a um grupo de empresários do oriente médio e africa e hoje o grupo El Dorado é uma sociedade constituída por vários empresários em um seguimento corporativo. O El Dorado aumento enormemente sua clientela desde então e conseguiu uma expansão significativa no mercado de Las Vegas desde então.



O Cassino ainda conta com seus recursos antigos, salas de jogos, caça niqueis e diversos outros jogos que acumulam centenas de dinheiro todos os dias. 



Alysson Monroe é uma das principais atrações do palco do teatro e da musica no El Dorado. Sua musica trás de volta os antigos sucessos de Josephine Baker e Marilyn Monroe. A cantora é uma estrela e já teve sua reprodução de clássicos como E o vento Levou e o Magico de Oz representados por ela no Palco do El Dorado e da Brodway



Sheeva Blosson é a empresária e coordenadora de eventos do El Dorado. A moça pode ser vista sempre que um grande espetáculo ou evento no cassino está para ser revelado ou inaugurado. Sheeva possui um jeito educado e sedutor a maior parte do tempo mas está sempre compenetrada em seus afazeres e é bastante perfeccionista. Carniçal de Aknut Thompson a vampira cuida do Cassino durante o dia.



Aknut Thompson é um ousado vampiro que chegou há duas décadas em Nevada, seu inicio foi envolto de muitos escândalos entre eles o envolvimento direto com a máfia de Coldweel Harris. O La sombra do Bispado de Vegas. Hoje Aknut possui um império dentro do El Dorado e é o principal simbolo do clã Seguidor de Set na cidade. 



Última edição por Beaumont em Sab Abr 08, 2017 5:27 pm, editado 31 vez(es)
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Beaumont em Seg Maio 23, 2016 8:25 pm

Stone Water Lake


Spoiler:



Stone Lake é um Oasis localizado no Mojave por assim dizer. Um lençol freático de água que permanece ativo e possibilita que a vida flua em suas proximidades. Acredita-se que o local é protegido misticamente por um espirito e por esse motivo a água nunca se findará, porem esse é apenas uma lenda indígena da região. Uma companhia de energia Hidro elétrica tentou comprar as terras 20 anos atrás porem o local foi considerado patrimônio e território da nação. Então o governo cuida das terras que funcionam como ponto turístico nos períodos março a julho.
 





Pré-requisitos: (Necessário possuir um dos Itens Abaixo para ter conhecimento das informações seguintes)
O Cenário não é secreto mas é importante frisar que é necessário ter os pre requisitos para conhecer a informações abaixo




* Ser do Clã Gangrel 
* Possuir um Aliado Gangrel
* Possuir Ocultismo 4 (Especialização em Metamorfos)




Durante o inverno o local é mais inóspito e a noite existe o encontro realizado pelo clã Gangrel . Essa reunião é exclusiva dos forasteiros e nenhum outro clã ousa intervir ou sequer conhece a existência desse encontro que ocorre no inicio e no fim do inverno na região. O evento é uma forma de comemoração a terra e um agradecimento ao tratamento que eles possuem. Chamado de Nanaki. 




Yashi é a gangrel forasteira que cuida do local como guardiã. Ela e sua Progenie atuam como os vigias da terra e patrulham durante o ano inteiro. Yashi prefere manter sua forma original enquanto Lan passa a maior parte do tempo sob a face dos animais da região. 





Acreditasse que o espirito de anciãos Gangrel são invocados na reunião. A Anciã Gangrel Yamanuh é responsável pelo ritual de invocação.  





O Espirito Guardião do Lago é a Serpente Iandé enclausurada no manto de água pela eternidade ela só tem a liberdade com o canto de Yamanuh.






Cactus Ridge Community

Spoiler:


Cactus Ridge é uma comunidade carente da periferia de Interprise. O local considerado mais pobre do Mojave, um local esquecido pelo resto do condado e praticamente já desvirtuado da Grande Las Vegas. O lugar é um cenário triste e já tentou ser tomado uma vez pela seita Sabá, o cerco da seita já se proliferou por ali a muito tempo na época em que o Bispo La Sombra Harris existia. Hoje o grupo de casas parece estar largada ao destino e seus moradores vivem do comercio e de alguma ajudo minima do governo. 



South High Lands Market Place (Cenário Secreto : O Mercado Negro)


Pré-requisitos: (Necessário possuir 2 dos Itens Abaixo para ter conhecimento das informações seguintes)




* Possuir Manha 4 (Qualquer Especialização) 
* Possuir Defeito Antecedentes Criminais 
* Ser Ravnos, Seguidor de Set ou membro do Sabá. 
* Possuir algum Aliado que seja de um dos clãs citados acima

* Possuir Influencia 3 ( Submundo)



No interior da comunidade , no subsolo existe o que há de mais perigoso e deplorável da existência humana. Um mercado de troca no qual é possível se encontrar de tudo. Produtos piratas, produtos roubados, artigos diversos e muito produto ilegal. Drogas, armas , órgãos e escravos. 






Trafico de Armas 






O Trafico de Armas é realizado graças ao desvio de armas e estoque feito em uma base do exercito que fica próxima dali. A Movimentação está sedo sendo feita pelo Clã Brujah e Por intermédio de Elijah Cerrone que está atualmente foragido e caçado pela Camarilla por insubordinação em uma articulação voltada contra o Barão Guthenheimer e o Principe Bugsy pelo controle da cidade. em um ultimo esforço Elijah se refugiou nos confins do Paradise e movimenta o dinheiro e a influencia que possui no mercado negro para manipular a força militar na criação de mercenários por dinheiro. Com o Auxilio do Assamita conhecido como Black Thief, o tráfico de armas e soldados pela cidade se torna um comercio favorável e útil nesses tempos de conflito.  


Trafico de Orgãos






Outra prática comum no mercado é a pratica que ocorre em hospitais e bares ou hoteis. Grupos formados por homens e mulheres escoltam inocentes até a morte para roubar-lhes seus orgãos para uma clinica localizada no interior do black market no Mojave. 


Trafico de Drogas


O trafico de drogas ainda é o produto mais rentável de todo o mercado negro e onde é possível encontrar um dos maiores articuladores do cenário do mercado negro atuando neste seguimento e no de falsificações. "Brian" é a unica alcunha pela qual pode se dirigir a esse individuo peculiar. O vampiro ser encontrado em Vegas ou no mercado caso ele permita, suas habilidade em falsificação é famosa no estado pelo sub mundo. Procurado pelo FBI e por Bugsy a mais de 20 anos. O vampiro é ardiloso e sabe muito bem quem são seus contatos. Ter Brian ao seu lado é realmente muito vantajoso






Trafico de Escravos 






Juan Perez Articula o Trafico Humano dentro do Market Place, o homem é procurado em 6 estados mas mesmo assim ele consegue articular seu império no interior da área esquecida de Vegas. O vampiro possui todo o tipo de mulheres, crianças ou homens se for necessário. Seu mercado exporta e importa para países da Europa e America do Sul. 






Última edição por Beaumont em Sab Jun 25, 2016 9:57 am, editado 9 vez(es)

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Beaumont em Seg Maio 23, 2016 8:35 pm

Rami Malik
PDS 8/12 (Temporariamente)
FDV 7/7  
Vit  - 1 Ferido Letal 
Geração 11 por 1 Hora ???

De fato o ancião tremere já não estava mais por ali. A localização do vampiro agora se mostrava uma incognita, na verdade nem mesmo Rami saberia dizer com exatidão onde ele mesmo estava. Era como percorrer um caminho novo sem volta, as paredes se reformulavam com tanta frequência que j´´a não dava para saber qual foi a porta pela qual ele entrou, um labirinto auto formulável no qual rami se perdera sem nem mesmo andar muito. De todos os computadores havia um Holograma gigante em forma de tela de computador que ficava no que dava para entender como o centro da grande sala. Um grupo de fantasmas cybernéticos saía das laterais desse holograma como se fossem o pulso elétrico que gerado pelo mecanismo, no inicio assustava Rami mas com o tempo ele percebia que assim como as paredes, havia um padrão e os fantasmas não pareciam ter vida própria, era apenas uma forma tangível designada pela eletricidade formada pelo holograma. 

Abaixo do Holograma havia 3 tipos de entradas diferentes. Uma se assemelhava em muito a um disquete, a segunda era uma entrada USB e a terceira um Cubo com bordas de Silicone. as 3 entradas estavam vazias como se esperassem algo para ser encaixado. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por @nDRoid[94] em Ter Maio 24, 2016 7:28 am

As coisas naquela sala eram tão fascinantes que o sumiço do ancião pouco importava ao neófito naquele instante. Rami queria explorar aquele lugar e conhecê-lo da melhor maneira possível. No fim, mesmo que quisesse encontrar com o outro Tremere, teria problemas do mesmo jeito já que a sala se autoprojetava a cada instante. Estava perdido.

Restava a ele explorar mais o lugar. Procurando um ocmputador central ele focaliza um grande holograma de tela que parecia estar no centro daquela sala metamórfica. Rami ia se aproximando a passos lentos quando percebe pela primeira vez que pequenas criaturas fantasmagóricas brotavam das laterais do holograma. Ele hesita, ainda observando o movimento daquelas peças umbrais. Pareciam brotar ritmadamente, como se fosse um programa em eterno looping. Aquilo tranquiliza o feiticeiro em partes, o que o faz aproximar-se um pouco mais e perceber que haviam três entradas abaixo do projetor.

O tecnocrata, então, se aproxima, sentando-se no chão e observando as entradas. Ele retira a mochila das costas, abrindo-a ali e retirando o próprio notebook. Ele tinha algum cabo de conexão USB ali, sabia disso. Ele vasculha os pequenos bolsos por alguns instantes.

-
Achei!

Ele conecta o cabo no próprio notebook, ligando-o. Não sabia se aquilo funcionaria mesmo, mas não custava tentar. Com o notebook ligado, ele inseriria a outra entrada-gêmea no respectivo plug-in. Esperaria para ver o que aconteceria com uma animação juvenil que não lhe era vista a muito tempo.
__
.
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 22
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Beaumont em Qua Maio 25, 2016 12:01 pm

Ian Baxt
PDS 14/15
FDV 6/10
Vit: Completa

Os olhos de Ian tomavam um aspecto arregalado e sagaz, seus ouvidos aproveitavam para captar cada detalhe do que acontecia. Ele podia ouvir os intensos gemidos. Uma lamuria incansável de dor e desespero vindo do topo do abade da capela na qual estava. Corpos pela metade imersos na escuridão gritavam por socorro e somente agora com sua audição aguçada ele poderia ouvir com clareza, seus rostos estavam cortados, dilacerados e rasgados por mil tipo diferente de tortura. Aquela situação se tornava incomoda e desesperadora para o vampiro. Seus passos ecoavam pela madeira do chão como um cantico da morte em tom cada vez maior, logo Ian estava próximo a porta da capela as a mesma estava trancada. Sua mão já segurava firme o aparato que poderia por um fim na escuridão caso fosse necessario. Ainda com a voz firme o vampiro conseguia iniciar um dialogo em voz alta, uma brisa gélida capaz de fazer os ossos do vampiro tremer irrompia da aresta abaixo dos pés do vampiro, dezenas de imagens do próprio Ian se materealizavam diante dele. Algumas o lembravam de sua infancia circense, ingenuo e jovial. Outras tinham caracteristicas que ele jamais possuiu, uma junção de várias formas que poderiam constituir sua personalidade, quando uma delas se pronunciou todas em um sentido ritmico o fizeram. 




Ians : Quem sou eu ? Não me reconhece ? Eu sou você. Eu sou o que você deveria ser. Eu sou o que você provavelmente será. Eu ou você refira do jeito que quiser. Somos um aglomerado de histórias. Mas do que qualquer svaclharma que constitua o seu destino. 

As formas tinham uma sincronia perfeita na hora de falar. Um sentimento profundo de nostalgia pairava no coração de Ian. Um sentimento quase esquecido, perdido e re encontrado ao ouvir aquelas palavras. Todos os "Ian Baxt" na sala tomavam atitudes que se assemelhavam ao o que Ian faria em sua devida época. Era como olhar em espelhos atravez do tempo. 

Ians: - Nossa curiosidade nos trouxe aqui. Mas nós conseguimos compreender o motivo ? Os mortais daquele homem que nós matamos Ernesto Callahn era esse mesmo o nome ? Nós sentimos  algum remorso pelo o que fizemos ? Impedindo várias pessoas a alcancar seu svadharma. A que preço ?

Cassandra Almodova
PDS 11/15
FDV 7/10
Vit: Completa
Força 4 
Destreza 5


Pionner Club


O escritório era composto por duas salas que se interligavam, as paredes eram feitas de madeira com algumas partes maciças  isso facilitava o aquecimento nas noites frias . A primeira sala era uma sala de jogos, havia uma mesa de bilhar na qual a mulher de chapéu de cowboy ainda brincava com o taco de madeira. A mulher estava sentada na mesa a observa-la. A jovem era esbelta o suficiente para se dizer que ela saberia se virar bem em uma briga,botas de couro que tilintavam com o movimento das esporas em seu calcanhar, barriga de fora com uma tatuagem que dizia "Let me Live" feito como se fosse sangue entalhado no couro feito de forma discreta abaixo do umbigo. A sala de jogos ainda contava com um caça-niqueis no canto e vários painéis com bandas de Hard Rock, um painel de dardos com 4 dados arremessados na mosca de forma quase simétrica. A sala de jogos não era muito grande mas dava a Cassandra uma boa possibilidade de movimento caso tivesse que voltar pela porta. Pelo Auspicios que usou ela lembra que do outro lado da porta pela qual veio havia um velho vampiro biriteiro com duas mortais, não sabia do que o velho era capaz mas os veios negros na aura dele o tornavam bem mais perigoso do que sua aparência poderia dizer. No outro lado da sala na qual Cassandra estava era um escritório . Havia uma grande mesa de madeira velha e mal conservada, uma estante de madeira com jornais abitolados até o topo, um poster de Mandela rasgado pela metade e em uma cadeira o nerd não parava de teclar seus dedos rapidos no computador. Ficava em uma posição meio cocada como se quisesse enfiar a cara no monitor e pelo angulo que estava não podia ver muito o que estava olhando mas pelo reflexo nos olhos pareciam ser imagens ou gravações.  Havia uma unica janela pela qual poderia escapar e esta era localizada bem atrás da mesa de madeira, ela era grande o suficiente para que alguém do tamanho dela pudesse passar caso fosse violada por inteiro, aqueles filetes de madeira em forma de cruz não seriam fortes para impedi-la caso ela quisesse. Eles estavam em um segundo andar, não era possível ver se havia alguma forma de melhorar sua aterrissagem mas podia deduzir que não morreria se saltasse 3 ou 4 metros, quem sabe um perna machucada mas o poder do sangue restauraria com facilidade. 


Cassandra Teste de Percepção diff 5 = 3 Sucessos

No momento porem em que ela estava face a face com aquela bela mulher tudo parecia mudar de tom. O desconforto por ser tratada como uma neofita invasora se perdeu no terno olhar da mulher de cabelos ruivos e voz sedutora com um leve teor de francês no sotaque , mas o Inglês era mais forte principalmente na forma pomposa de falar. Mas aquilo angariou um misto de amor e ódio por parte de Cassandra. A vampira nao estava embebedada pela beleza da mulher de fato, seu sangue corria fortalecendo seus nervos mortos e o aperto de mão se tornou mais uma tortura que por um segundo surpreendeu a vampira. Os olhos da mulher de cabelos ruivos se arregalavam e sua presa se mostrava posta em gesto de dor em um pequeno gemido incontido. A ameaça de Almodova havia sido revelada assim como parte de sua face impositora. 


Cassandra Teste de Força+Intimidação Diff 9 = 1 Sucesso

Cassandra não admitiria ser manipulada daquela maneira seu orgulho era forte, mas sua capacidade de inteligencia era muito maior, seus olhos corriam observando 4 pessoas armadas no recinto, eles estavam ainda a sacar suas armas mas ela seria rapida o suficiente para tomar uma atitude de fuga ou dominio da situação ? Não era veloz e sabia disso. Duke, a Mulher ruivia, a cowboy e o homem negro. 4 opções em potencial para dominar, seu raciocinio foi rapido mas devagar para oscilar todas as possibilidades em um espaço de tempo tão curto que não sentiu quando sua mao começou a doer. Seus dedos estavam a ponto de quebrar . De onde aquela mulher magra adquiriu tanto poder se não da mística força vampirica da potencia.  A dor era grande e ficava dificil duelar contra aquele tipo de força apenas com a força do sangue. 

- Me Diga seu nome. Eu sou Rebecah Moore e não tenho medo de esconder de ninguém a minha natureza, seja sensata e faça o mesmo. 

Cassandra estava acoada, sentia seu coração nutrir um desejo ardente de devoção e medo. Aquilo só poderia ser os niveis seguintes da presença agindo sobre a mente da vampira...


Obs: Sob influencia do Olhar aterrorizante. - 2 Dados em suas paradas de dados. Pode gastar 1 FDV e fazer um teste de fdv diff 8 para resistir.   

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Beaumont em Sab Maio 28, 2016 11:28 am

Rami Malik
PDS 8/12 (Temporariamente)
FDV 7/7  
Vit  - 1 Ferido Letal 
Geração 11 por 1 Hora ???

O computador se conectava ao holograma principal e graças a isso as informações enviada do computador para o ambiente externo poderiam ser copilados de forma inteligível para Remi. Um Board semelhante ao ms-dos se formava auto-digitando um grupo de informações binárias que se juntavam em um logotipo semelhante a uma aranha. Uma projeção de áudio então era transmitida pelas caixas de som do note book de Remi Malik. 

Projeção da Aranha : - Bem vindo a Cidade Aranha se você for um membro de nossa sociedade digite seu numero de ID caso seja um forasteiro apenas diga as palavras "Primeiro Acesso" para reconhecermos o seu comando de voz. 

Abaixo do simbolo da aranha formada em código Binário havia um grupo de informações 

- Suco Cybernético 
------ Revenda 
------ Compra 
------ Transferencia


- Cyber Lobos 
------ Contrato


- Tickets 
-----Suburbio 
-----Centro da Cidade (Localização Atual)
-----Cidade Velha 



- Acesso à
----Bares
----Escritórios
----Centros Comerciais

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por MEZENGA em Seg Maio 30, 2016 1:33 am



*Baxt a muito tempo não tinha qualquer consciência, ele era sua própria crença e certeza de que estava no lugar certo e na hora certa. Ele era um iluminado da trilha do paradoxo e certamente havia algum poder influenciando sua mente. Desde que começou a investigar David, algo saia estranho. Primeiro uma mulher misteriosa influía sobre seus poderes e agora isso.

Pode ser que seja um poder de aparições, mas nesse caso, talvez Panush pudesse ajudá-lo ou instruí-lo em como se defender de algo assim. Via reflexos de sí mesmo e eles falavam com Baxt.

Ele sabia que sua força somada a sua potência abriria a porta com facilidade, trancada ou não. De qualquer forma, seus sentidos estavam aguçados e não sentia perigo, não tinha qualquer premonição, o que significava que não haviam planos para atacá-lo.

Alguém queria-lhe pregar uma peça, trapacear o trapaceiro e primeiro, Baxt tentava ver o invisível, depois buscava em sua memória perfeita, a lembrança sobre algum poder que pudesse fazer o que estava acontecendo e por fim, respondia as imagens.*

- Será que você realmente sabe sobre mim? Você se mostra com minha face, mas isso é realmente simples.


*fazia uma pausa e por fim dizia*
- Mas o que você deseja? O que você quer?

*Esperava uma resposta.*
avatar
MEZENGA

Data de inscrição : 13/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por @nDRoid[94] em Seg Maio 30, 2016 6:24 am

O que se passou ali diante dos olhos do hacker foi muito mais orgástico do que a primeira vez que ele transou com alguém, quando ainda era mortal. Cem vez mais. Mil vez mais. Malik estava envolvido num mundo tecnológico criado dentro de um plano espiritual! Aquilo era inimaginável para ele antes de ser Abraçado, e mesmo depois de ouvir algo sobre isso durante os ensinamentos de sua Sire, era difícil acreditar que aquele tipo de coisa era possível. Agora, ele vinvenciava aquilo diante dos seus olhos. Era simplesmente incrível!

A voz cybernética conversava com ele. Pedia um ID. Isso ele com certeza não tinha. Seria possível hackear um sistema dentro do plano espiritual? As informações com uma conta já dentro seriam muito mais interessantes do que numa conta júnior. Era arriscado, claro, mas Rami estava ali aprendendo. Ele finge deslocar o pescoço, num sinal falho de alongamento, começando a escrever rapidamente em seu notebook. Tentaria bular o sistema daquela central, a fim de adentrar a rede com uma conta já existente.

Enquanto fazia isso seus olhos passaram algumas vezes na tele, vendo as informações dispostas. Aquele lance de Cyber Lobos lhe assusta um pouco, mas poderia muito bem ser interessante num momento como aquele. O que aquele mundo poderia mostrar ao Tremere? O tecnocrata tira mais curiosidade a cada segundo que se passava ali.

__
.
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 22
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Beaumont em Seg Maio 30, 2016 7:31 am

Ian Baxt
PDS 14/15
FDV 6/10
Vit: Completa

O poder de dedução de Ian era impressionante, sua mente mantinha a frieza da dedução mesmo diante das coisas que o afligiam. Seu poder auspicioso começava a lhe mostrar que havia uma linha tênue entre a segurança e o perigo ali. Havia o perigo sim, talvez fosse a imagem das formas a pedir socorro no abade da capela ou a escuridão que poderia tomar conta do local ou até mesmo o fato estranho de Ian não conseguir abrir uma mera porta de madeira, afinal Ian era forte o suficiente para mover aquela porta se depositasse força o suficiente, já havia movido objetos muito mais pesados e medido sua força ao máximo para saber que uma porta trancada não era problema para ele. Mas mesmo diante dos impasses o medo não era uma opção. Ian não se rendia a sentimentos, ele sequer os sentia com tanta profundidade...

Per+Labia de Ian diff 7 = 4 Sucessos

Observar aqueles espelhos do tempo não lhe trazia confiança. Se havia alguma força a tentar enganar sua percepção, essa força seria muito mais forte do que qualquer ilusão que ele jamais viu. Tudo era perfeitamente igual ao que ele presenciou em sua vida. Sua infância circense, sua vida mortal na Índia, seus primeiros anos como neofito. Todas as versões de si eram exatamente iguais. No momento em que a pergunta de Baxt era feita da boca de todas as versões de sí mesmo a mesma pergunta fluía da seguinte forma. 

- Será que nós realmente sabemos sobre nós ? Nós nos mostramos com nossa face, mas isso é realmente simples.

- Mas o que nós desejamos ? O que nós queremos ?

Int + Ocultismo para Reconhecer o Oculto Diff 9 = 1 Sucesso 

Aquele instante foi impactante o suficiente para Ian saber que se por um acaso fosse outra pessoa que estivesse interagindo com ele, até seus pensamentos estariam sendo violados. Isso não poderia ser possível, mas muita coisa já estava sendo inexplicável desde de que chegou na cidade. Ele pensava bem tentando achar uma resposta para suas próprias perguntas. O que Baxt realmente desejava ? O que ele queria ? O que ele realmente era além de um Shilmulo ? Era certo de que Las Vegas estava se tornando cada vez mais estranha a medida em que ele descobria mas e mais segredos sobre a cidade. Mas o que era realidade e o que não era desde de que ele chegou na cidade ?

Rami Malik
PDS 8/12 (Temporariamente)
FDV 7/7  
Vit  - 1 Ferido Letal 
Geração 11 por 1 Hora ???

Ao movimentar os comandos pelo computador, tudo parecia um pouco mais com a sua realidade. Os pront de comando, a velocidade de processamento e a forma como ele interagia. Estava estasiado com o fato de estar trabalhando com uma forma totalmente diferente de sistema . Invadir era só uma questão de tempo...


Teste de Rac+Computador Diff 9 para invadir sistema Cyber Link = 2 Sucessos

O sistema de ID era codificado por um grupo de símbolos que Rami jamais havia visto na vida. Mesmo assim o programa de descriptografar conseguia organiza e formar o ultimo grupo de símbolos usado no hardware a pouco instantes. Dessa forma o programa então entendia que uma reconexão precisava ser estabelecida devido algum tipo de queda momentânea. 

Projeção Aranha : - Desculpe pela perda de Conexão Jaggling escorpião de ferro. Seu antigo objetivo foi a requisição de mais suco para sua dispensa ? O que mais deseja ?

Rami percebe que as opções na qual ele havia visto antes. Todas estavam livres. 

- Suco Cybernético 
------ Revenda 
------ Compra 
------ Transferencia


- Cyber Lobos 
------ Contrato



- Tickets 
-----Suburbio 
-----Centro da Cidade (Localização Atual)
-----Cidade Velha 



- Acesso à
----Bares
----Escritórios
----Centros Comerciais

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por MEZENGA em Seg Maio 30, 2016 1:37 pm



*Não conseguia perceber nada nem ninguém. Mas embora tudo parecesse muito real, não havia como aquilo representar algo de verdade. Não existia lógica em se ver, alguém queria respostas ou alguma coisa.
Baxt sabia que existiam poderes e seres que lhe era desconhecido, além de forças muito mais poderosas do que ele.*

"Por que isso? Tantas abordagens? Elas querem que eu responda... então vamos ver. Vamos jogar seu jogo"

*Sorria para si mesmo em sua mente, porém, sua expressão mantinha-se inalterada. E proferia sua mentiras como se fossem totalmente reais:*

- Se eu estou conversando comigo mesmo. Sempre soubemos o que queremos... Então, por que me perguntam?

*De fato o questionamento fazia-o lembrar do que ele queria... A destruição de todos aqueles que foram contra os Ravnos, a destruição de todos aqueles que destruíram Ian Baxt em Gênova, 1210. Os questionamentos o faziam lembrar de que nascerá Edgar Rodrigues e sua memória como Ian Baxt fora desperta bem posteriormente.*

"Deve haver algum ancião tentando brincar com a minha mente e tentando me manipular, certo que não consigo percebê-lo, mas será que ele consegue me perceber também?"

*Baxt estava prestes a se ofuscar, mas aguardava uma resposta, sua introspecção garantia sua descoberta sobre alguém que tentasse tirar vantagem da situação.*
avatar
MEZENGA

Data de inscrição : 13/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Beaumont em Qua Jun 01, 2016 4:17 pm

Ian Baxt
PDS 14/15
FDV 6/10
Vit: Completa

No exato momento em que sua pergunta estava por se firmar em sua mente, latejos cobriam sua cabeça de todos os lados de sua testa. Uma sensação de tontura durou por alguns segundos, algo leve mas que foi o suficiente para desestabilizar o vampiro por alguns segundos. A sua volta piscava como se o cenário tentasse se transformar em outro. As vigas de madeira davam lugar a outras, aquelas porem estavam em perfeita condição, o cheiro de água misturada nas padrarias se tornava pouco a pouco mais forte nos sentidos do Ravnos. Uma doce melodia de violão inundava a atenção dele o trazendo a uma sensação nostálgica, sua cabeça ainda parecia lutar para manter o controle sobre a situação, processando as imagens e sentidos que se mesclavam cada vez mais em um labirinto de projeções, visões, aromas e sons. 



Pouco a Pouco o que se mostrava um embaralhado começava a se organizar. As imagens de sua existência desapareciam como por mágica para dar vez ao nada. Os pilares da Capela ainda estavam lá. Mas Baxt já não estava em uma capela e sim em uma casa de madeira, pequena e em volta de sua visão existia um grande fosco como se Baxt estivesse em um sonho distante. A musica era acolhedora mas muitos elementos naquele cenário faltavam. A casa não tinha portas e mais parecia um grande quadrado onde em um dos cantos havia um quadro pendurado na parede. Uma escada de madeira e uma unica cadeira de madeira no canto da sala.

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por MEZENGA em Qua Jun 01, 2016 6:50 pm

*Algo afetava sua mente Baxt ficava zonzo e quando tudo voltava ao normal, o lugar parecia ter sido alterado. Não parecia mais estar na capela dentro de um cemitério, mas sim em uma casa de madeira, um som estranho surgia.*

"Estou farto disso, não se trapaceia ninguém do clã dos trapaceiros."


*Baxt mantém-se focado na lembrança de onde estava. Então se ofusca ( desaparecimento do olho e da mente), o mesmo ser que era responsável por usar este poder, também possa ser capaz de ver através de sua ocultação, mas seria capaz de ver através de suas ilusões?

Utiliza-se de seu quimerismo (1 pt de fdv e 1pt de sangue - Fata Morgana), cobria toda a região de mortalhas, sobrepujando todas as luzes, centrado no próprio ilusionista, toda a área de escuridão manteria-se fixa, mesmo que o Ravnos se movesse. Como uma ilusão sobre um carro em movimento, Baxt é que entraria em movimento. Mentalmente mira na direção da porta, era uma porta velha de uma velha capela, não resistiria muito, mas era melhor garantir.
(2 pds gastos para aumentar a força)

Assim, totalmente oculto, força-se em direção da onde está a porta usando toda sua força e potência para destruir a mesma, uma vez do lado de fora, se afastaria alguns metros da entrada e invocaria seu aliado, Panush.*
avatar
MEZENGA

Data de inscrição : 13/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por @nDRoid[94] em Qui Jun 02, 2016 8:25 am

Invadir o sistema não foi difícil, o que alivia o Tremere. Não queria que aquele pelotão de aranhas que viu entrasse ali. Ele entra no sistema como um tal de Jaggling Escorpião de Ferro, seja lá o que isso significasse. O menu era o mesmo não havia diferenças. Ele passa primeiro pelos tickets e decidi tentar efetuar uma compra de dois tickets para cada uma das áreas que ainda desconhecia. Se ainda encontrasse Habernas, seria bom ter um passe para ele também. Depois disso, daria uma olhada nos acessos, o último tópico do menu. Queria ver o que exatamente era aquilo. Após isso, ele daria uma olhada no tal contrato de Cyber Lobos. Seriam tipo uns seguranças?
__
.
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 22
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Aradia em Qui Jun 02, 2016 6:29 pm

✥ Ian Baxt ✥
Localização: Desconhecido
Pontos de Sangue: 14-15
Força de Vontade: 9-10

Movimentação de Cenário:
Narração disponível aqui.

_________________
"A tortura quebra a matéria e atingi o aspecto imaterial do ser.
É a única forma de tocar o que ainda não compreendo."
avatar
Aradia

Data de inscrição : 27/04/2010
Idade : 26
Localização : Uberlândia - MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Beaumont em Dom Jun 05, 2016 1:25 pm

Cassandra Almodova
PDS 11/15
FDV 6/10
Vit: Completa
Força 4 
Destreza 5


Pionner Club

RED GAME




O escritório era composto por duas salas que se interligavam, as paredes eram feitas de madeira com algumas partes maciças  isso facilitava o aquecimento nas noites frias . A primeira sala era uma sala de jogos, havia uma mesa de bilhar na qual a mulher de chapéu de cowboy ainda brincava com o taco de madeira. A mulher estava sentada na mesa a observa-la. A jovem era esbelta o suficiente para se dizer que ela saberia se virar bem em uma briga,botas de couro que tilintavam com o movimento das esporas em seu calcanhar, barriga de fora com uma tatuagem que dizia "Let me Live" feito como se fosse sangue entalhado no couro feito de forma discreta abaixo do umbigo. A sala de jogos ainda contava com um caça-niqueis no canto e vários painéis com bandas de Hard Rock, um painel de dardos com 4 dados arremessados na mosca de forma quase simétrica. A sala de jogos não era muito grande mas dava a Cassandra uma boa possibilidade de movimento caso tivesse que voltar pela porta. Pelo Auspicios que usou ela lembra que do outro lado da porta pela qual veio havia um velho vampiro biriteiro com duas mortais, não sabia do que o velho era capaz mas os veios negros na aura dele o tornavam bem mais perigoso do que sua aparência poderia dizer. No outro lado da sala na qual Cassandra estava era um escritório . Havia uma grande mesa de madeira velha e mal conservada, uma estante de madeira com jornais abitolados até o topo, um poster de Mandela rasgado pela metade e em uma cadeira o nerd não parava de teclar seus dedos rapidos no computador. Ficava em uma posição meio cocada como se quisesse enfiar a cara no monitor e pelo angulo que estava não podia ver muito o que estava olhando mas pelo reflexo nos olhos pareciam ser imagens ou gravações.  Havia uma unica janela pela qual poderia escapar e esta era localizada bem atrás da mesa de madeira, ela era grande o suficiente para que alguém do tamanho dela pudesse passar caso fosse violada por inteiro, aqueles filetes de madeira em forma de cruz não seriam fortes para impedi-la caso ela quisesse. Eles estavam em um segundo andar, não era possível ver se havia alguma forma de melhorar sua aterrissagem mas podia deduzir que não morreria se saltasse 3 ou 4 metros, quem sabe um perna machucada mas o poder do sangue restauraria com facilidade. 

Cassandra Teste de Percepção diff 5 = 3 Sucessos

No momento porem em que ela estava face a face com aquela bela mulher tudo parecia mudar de tom. O desconforto por ser tratada como uma neofita invasora se perdeu no terno olhar da mulher de cabelos ruivos e voz sedutora com um leve teor de francês no sotaque , mas o Inglês era mais forte principalmente na forma pomposa de falar. Mas aquilo angariou um misto de amor e ódio por parte de Cassandra. A vampira nao estava embebedada pela beleza da mulher de fato, seu sangue corria fortalecendo seus nervos mortos e o aperto de mão se tornou mais uma tortura que por um segundo surpreendeu a vampira. Os olhos da mulher de cabelos ruivos se arregalavam e sua presa se mostrava posta em gesto de dor em um pequeno gemido incontido. A ameaça de Almodova havia sido revelada assim como parte de sua face impositora. 


Cassandra Teste de Manipulação(Convincente Ativo)+Intimidação Diff 9 +1FDV = 2 Sucessos

Cassandra não admitiria ser manipulada daquela maneira seu orgulho era forte, mas sua capacidade de inteligencia era muito maior, seus olhos corriam observando 4 pessoas armadas no recinto, eles estavam ainda a sacar suas armas mas ela seria rapida o suficiente para tomar uma atitude de fuga ou dominio da situação ? Não era veloz e sabia disso.  Seu raciocínio foi rápido mas devagar para oscilar todas as possibilidades em um espaço de tempo tão curto que não sentiu quando sua mão perdeu as mãos de Rebeccah com um forte puxão dado pela vampira que agora olhava assustada para a face de Cassandra, aquele movimento foi o estopim para criar um momento de tensão na situação atual. A Tzmisce estava diante de uma negociação perigosa, lidar com o Clã Brujah em seu próprio território era sempre uma ação extremamente arriscada e ela sabia disso ao longo de sua vida  Duke, a Mulher ruiva, a cowboy e o homem negro, Todos estavam compenetrados e quando o homem negro retirou os óculos seu olhos tenebrosos provavam que todos estavam forcando Cassandra ao declínio do medo verdadeiro  . 4 opções em potencial para dominar.   

- Me Diga seu nome. Eu sou Rebecah Moore e não tenho medo de esconder de ninguém a minha natureza, seja sensata e faça o mesmo. 

Cassandra estava acoada, sentia seu coração nutrir um desejo ardente de devoção e medo. Aquilo só poderia ser os níveis seguintes da presença agindo sobre a mente da vampira, para onde ela olhasse haveria o olhar aterrorizante agindo contra ela, ela não conseguia fugir pois estava cercada, o medo lhe consumia completamente...

Duke : - Em momento algum você esteve aqui porque Quis, se for assim eu te desafio a passar por todos nós !! Ahahahaha

Rebeccah  : - Você deve ser mais inteligente do que isso. Não force a barra mais do que você já fez. Temos muitos inimigos e você é só mais uma espiã. CONFESSE !!!


Obs: Sob influencia do Olhar aterrorizante. - 3 Dados em suas paradas de dados. ( Olhar aterrozante mais forte foi o de Duke) Pode gastar 1 FDV e fazer um teste de fdv diff 8 para resistir.   

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Beaumont em Seg Jun 06, 2016 9:11 pm

Rami Malik
PDS 8/12 (Temporariamente)
FDV 7/7  
Vit  - 1 Ferido Letal 
Geração 11 por 1 Hora ???

Navegando pelos links o vampiro avaliava e comprava tickets para outras áreas do local. O numero de créditos do Escorpião de Ferro caía de 700 para 648 . Ainda assim parecia que havia bastante credito a ser gasto.  

Enquanto avaliava a situação do menu, o tópico Cyber Lobos lhe chamava a atenção. Ao clicar no link uma nova aba se abria dando uma descrição basica sobre os mesmos. Uma foto estranha aparecia, de fato surpreendia Remi aquela nova forma cibernética de vida.

 


Necessidade de reciclagem, busca ou extermínio de alvos. Possuímos tecnologia adequada, cyber fetiches envolvidos em nosso próprio corpo. Pagamento parcelado em 2x onde a entrada deve ser depositada adiantada. Mais informações se dirija a zona perdida na Cidade Velha. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por @nDRoid[94] em Qua Jun 08, 2016 6:44 am

As informações coletadas são anotadas mentalment e, depois de se interessar pelos Cyber Lobos, o Tremere decide que utilizaria os tickets para a Cidade Velha e rumaria para lá. Quem sabe esses lobos pudessem ajudá-los a sair dali. Ele arruma as coisas na mochila e tenta sair dali. Talvez Habernas estivesse perdido do lado de fora ainda. Esperava que fosse isso.
__
.
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 22
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Beaumont em Qua Jun 08, 2016 9:05 pm

Rami Malik
PDS 8/10
FDV 7/7  
Vit  - 1 Ferido Letal 

A designação Cyber Lobos realmente chamava a atenção de Rami e explorar aquele mundo começava a se tornar o principal objetivo do vampiro. Rami estava fazendo o mesmo que Masika talvez havia feito e se não ele teria dado o próximo passo na desbravamento do território cibernético. O computador então liberava créditos que permitiria Rami interagir em direção aos outros cenários do reino. Uma luz em led apontava para o ponto chamado "subway" que ficava no lado de fora do uma das portas que se abriam. Mais uma vez o vampiro estaria do lado de fora do centro da cidade. Diversos veículos aéreos  enfeitavam os céus e a cidade parecia nunca parar com aquele ritmo tecno dos anos oitenta. Habernas não estava por ali e o vampiro começava a imaginar onde poderia estar o ancião .

Seguindo pelo caminho determinado pela seta, uma escada rolante com degraus flutuantes permitia a ele descer para um seguimento abaixo, uma simulação completamente digitalizada de uma estação de metrô se formava e segundos depois um veiculo metálico chegava na estação conduzida por um único computador de bordo. As portas se abriam permitindo que Rami pudesse entrar. 

A viagem pelo reino Cybernético continuava...

A Cidade Aranha 




O tempo era bem surreal naquele ambiente. A velocidade com a qual o metrô se movimentava impossibilitava o vampiro de sequer ver as paisagens lá fora. O metrô parecia viajar em uma velocidade muito acima do normal. Mesmo assim demorava alguns minutos para Rami chegar em seu destinatário. A dor da queda no mundo ainda surtia em Rami e aos poucos o vampiro percebia que sua natureza normal se estabilizava. Seu estomago havia sido afetado pela gravidade do local no momento do impacto quando ele chegou ao reino, estava ferido e aquilo era um incomodo principalmente quando o metrô na velocidade do som dava sua alavancadas. 

Subitamente o transporte parava de movimentar e Rami tinha acesso a parte de fora quando a porta se abria. 

O local era decrépito e abandonado. O lugar era estagnado e deteriorado. As ruas eram amontoadas de pilhas de lixo de metal arremessadas da parte de cima da cidade. Carros voadores arremessavam de tempos em tempos latarias e peças de metal antigas que já não prestavam mais. O neon fluorescente do centro da cidade não existia mais ali. Em seu lugar estavam luzes incandescentes que piscavam quase que o tempo inteiro. Sujeira e podridão andavam lado a lado ali. Óleo inundava as ruas e de certa forma era difícil até para o vampiro caminhar sem ter que pisar e fazer barulho ao tocar em restos de metal por todo o caminho. A área era completamente miserável, Rami olhava para o alto e via Drones voadores em forma de aranhas usando turbinas para se locomoverem como se patrulhassem algo. Faróis fortes de tom azulado tentavam procurar por algo e em meio a pilha enorme de produtos de metal Rami podia ver sombras se esgueirando. Não levaria muito tempo até que as patrulhas de aranhas voadores encontrassem Rami Malik também. 

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por @nDRoid[94] em Qui Jun 09, 2016 6:10 am

Rami, ao contrário do que iamginava, facilmente descobre a saída do edifício. Pensou que poderia ter se metido num verdadeiro labirinto que se reiniciava a cada frame, mas felizmente não era isso. Ele seguiu as placas que designavam ao subway, descendo as escadaria para um outro espaço totalmente diferente. Antes de descer para o solo, ele dá uma última olhada para o céu cybernético daquele reino, onde ele via tecnologia de ponta co-habitando ali.

O metrô também é um lugar bastante interessante e ele rapidamente entra no primeiro veículo que vê, munido de seu bilhete. Lá dentro, a linha andava depressa, de modo que ele não pode apreciar o trajeto pela janela. Naquele instante, a brutalidade dos movimentos lhe faz lembrar dos ferimentos de queda. Não era um grande incômodo, mas era um problema a ser considerado. Assim, Malik fecha os olhos, concentrando-se. Ele sentia o sangue vibrar em direção a sua barriga, onde sentia as maiores dores, fazendo com que todo o pouco calor de seu corpo concentrasse ali¹. Antes de chegar na estação final, ele já estava mil vezes melhor e pronto para continuar.

O que ele encontra do lado de fora não era tão maravilhoso quanto o centro da cidade.

A Cidade Velha era decrépita, um verdade cemitério para robôs. Por um minuto ele se lembra da infância em frente a TV, vendo um daqueles filmes da Pixar. Robô. Lembrava do robôzinho azul-bebê, o qual a vida adulta tragara o nome de sua mente, e como sua vida miserável temia por acabar num lixão como aqueles. Pensando numa perspectiva infantil o reino cybernético lembrava muito os cenários dos filmes. O fato era que ali parecia o lixão do reino e ele precisava tomar cuidado, principalmente com as luzes que vigiavam. Ele não estava sozinho ali embaixo, outras coisas se esgueiravam fugindo das luzes. Precisava tomar cuido, mas também necessitava de vasculhar a área.

Mais uma vez o trabalho de campo pressionava o rato de computador. Mais uma vez ele precisava sair de seu ninho e combater perigos físicos - ou nem tão físicos assim.

De maneira furtiva, ele começa a percorrer o espaço, tentando fazer o mínimo de barulho possível e fugindo dos patrulheiros². Estava atrás dos Cyber-Lobos e era nisso que ele manteria suas atenções.

__
¹Gasto de sangue necessário para curar todos os ferimentos que o tecnocrata possuí.
²Se for necessário qualquer teste de Furtividade, utilizar um ponto de FdV, por favor.
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 22
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Aradia em Qui Jun 09, 2016 5:51 pm

Como cordas invisíveis, sentia a tensão vibrando. Um som um tanto desconhecido que pressionava a garganta da sagaz Tzimisce. Apelava para as palavras, sem saber se teria que se preparar para o pior. Ia calma, mais leve, mais suave. Queria que as cordas tensionadas deixassem de vibrar.

As palavras diminuíam a frequência e intensidade da tensão que pressionava, mas não o bastante para sentir-se confortável. Usava duas porções de sua vitae para empoderar sua destreza, uma para deixar-lhe mais vigorosa.

Olhava para o rapaz e sua empatia já permitia enxergar a atração natural que o rapaz sentia. Aproveitou para alimentar a sensação com o terceiro passo da disciplina. O transe reforçaria o sentimento e poderia ser útil no futuro. Agora apelaria para uma boa conversa, talvez assim poderia evoluir para um clima ameno.

A tonalidade da conversa não poderia melhor muito sem que antes a presença fosse cessada. – Rebecah, me parece que você é a chefe aqui. Peça para que seu grupo cesse com o segundo passo da presença. Isso está me gerando desconforto e desgaste. Estou aqui pronta para negociar e se possível colaborar. Não a mínima necessidade de me desgastar dessa forma. Apelou. ”Se estiverem disposta a negociar, vão cessar. Caso contrário só querem ganhar tempo me enfraquecendo. ”

- Rebecah, eu sinceramente agradeço toda a sua preocupação comigo e no modo como me porto ante a Camarilla. Você parece ser bem esperta. Mas, francamente, vamos nos ater a nossa negociação. Eu estou a menos de uma semana aqui, sou recém-chegada e, na verdade, eu apenas parei em Las Vegas, minha rota principal era seguir no dia seguinte ao incidente nesse motel do vídeo para o nordeste do país. Tenho negócios para tratar lá. Acontece que levaram meu carniçal e na tentativa de manter Anne por perto acabei demorando mais tempo aqui e vim parar nesse lugar. Fotos e ser conhecida não me causa nenhum pavor. Tenho mais de um século de existência sei me livrar da desconfortável presença da Camarilla. Agora que te contei como foi minha hospedagem em Las Vegas, gostaria de negociar. Podemos? Já sabe o que eu quero, basta me dizer o que você quer. Encarava a bela ruiva de volta. Colocava as pontas dos dedos em cima da mão dela, um gesto que mostraria não estar incomodada com a posição dela. O enfado, era na verdade, causado pelo Olhar Aterrorizante que esperava que cessasse depois de suas revelações.


Última edição por Aradia em Ter Jun 28, 2016 7:53 pm, editado 1 vez(es)

_________________
"A tortura quebra a matéria e atingi o aspecto imaterial do ser.
É a única forma de tocar o que ainda não compreendo."
avatar
Aradia

Data de inscrição : 27/04/2010
Idade : 26
Localização : Uberlândia - MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Beaumont em Dom Jun 12, 2016 8:45 pm

Rami Malik
PDS 5/10
FDV 6/7  
Vit  Completa


Reino Cibernético 


Em um território desconhecido, a desconfiança era o principal alicerce que nutria o vampiro Tremere. Não sabia qual seria a reação se o encontrassem então era melhor ele procurar abrigo onde pudesse. O lugar era mais parecido com um campo aberto então primeiramente a estação de metrô por onde veio era o lugar mais seguro, coincidentemente alguns dos drones aéreos vinham naquela direção então ficar ali não se tornava uma ideia das melhores. 


Rami Teste de Percepção(Atento)+Furtividade (5 dados)+1FDV Diff 6 = 5 Sucessos

Felizmente o vampiro era perspicaz quando o assunto era preocupação. Não havia um detalhe que não passasse pela atenção de Rami, ele podia ver que apesar do local ser em campo aberto, as milhares de tralhas que tinham no meio do local poderiam servir de trincheiras para mante-lo oculto quando as luzes fortes dos drones passassem por sua cabeça. O que mais havia eram restos de maquinas, maquinários e androides ou robôs por todo o local. Um verdadeiro pátio de sucatas com alguns muros de concreto nas pontas, uteis para oculta-se quando necessário. Os Drones não conseguiriam avistar Rami ali naquele momento mas a caça por algo se tornava incessante e prolongada. Se ao menos os Drones fossem embora seria um pouco mais relaxante mas isso não acontecia. 

Rami corria sempre que lhe tinha a oportunidade. As luzes por várias vezes quase entregavam sua posição mas por sorte e percepção de Rami ele conseguia se ocultar quando era necessário. 

Buracos como se fossem boeiros podiam ser uma saída ou até mesmo um esconderijo propicio para fuga. Rami havia visto ao menos dois desses buracos enquanto se escondia dos Drones voadores. Os vultos porem pareciam se esgueirar em direção a uma construção de alvenaria deteriorada um pouco mais ao norte. Se manter oculto para aqueles Drones estava sendo uma tarefa incrivelmente desafiadora para o vampiro Tremere mas ele estava conseguindo. A vigilia dos veículos aéreo era constante e resoluta. Pelos céus , Rami podia ver vários deles que pareciam fazer daquilo seu trabalho. Uma busca incessante por algo, ou alguém... 

Cassandra Almodova
PDS 11/15
FDV 6/10
Vit: Completa
Força 4 
Destreza 5

Pionner Club


RED GAME





Cassandra estava em Xeque. Sua mente raciocinava o mais rápido possível dando a ela uma margem de poucos segundos de vantagem, precisava daquele tempo para realizar a sua jogada e certamente preferiu usar as palavras do que suas ações. Sua inteligência com a palavras sempre a surpreendeu então não havia porque forçar um desafio com o clã superior numericamente, ao invés disso ela hesitou e sua ação foi claramente perceptível diante de todos ali. A tensão baixava exorbitadamente como um fio de náilon que estava a ponto de se romper. Contudo , isso não significava que o perigo havia passado. 

De forma a tentar recuperar o controle da situação e de seu próprio medo a vampira voltou e se sentou em uma cadeira de madeira a poucos metros do garoto com o computador em uma cadeira ao lado da mesa de sinuca. Ela podia perceber que o garoto estava embabacado com a beleza que ela detinha e que de todos ele era o único que não oferecia o menor perigo a Cassandra. Sua ação foi logo movimentada por Rebecah e a moça loira que por sua vez segurava o encosto da cadeira com incrível força. A potencia da loira era capaz de definhar a madeira demonstrando sua superioridade e indignação. Cassandra ainda não tinha forças para enfrentar a ira dos Brujahs a sua volta então a submissão se tornou sua maior aliada.

Cassandra Almodova escreveu:– Uma péssima primeira eu obtive com todos vocês. Entretanto como posso exigir se me comportei igualmente como animal.

 Poderia retornar a obscuridade assustadora do olhar daqueles que possuem Presença, também possuo tal dom, peço por gentileza que cessem.

 Você com certeza, como articuladora que é, pode ver que não estou mentindo, eu tenho meios de sair ilesa daqui a qualquer momento.

–Vamos começar do começo, eu sou Cassandra Almodova, recém chegada em Las Vegas.

As palavras da vampira não pareciam ser ouvidas, Cassandra tentava fitar a face dos Brujahs, mas suas expressões lhe causavam um enorme desconforto e desespero anterior, Cassandra segurava firme a cadeira na qual estava sentada como se o objeto fosse seu único álibi de segurança, Rebeccah porem era a única a seguir o conselho de Cassandra e cessar o olhar aterrorizante dando mais uma vez lugar a aquela face angelical e sedutora de outrora. Ela tinha um sorriso convincente no rosto ficava de cócas dobrando o joelho para que ficasse do mesmo tamanho que Cassandra sentada e confortavelmente debruçava seus braços nas coxas da vampira Tzmisce enquanto ficava face a face com a vampira Tzmisce. 

Rebeccah : - Cassandra...Sven o meu garoto estava realmente certo ?

Sven tomava um susto ao ouvir o seu nome, um pouco tremulo ele girava o note book mostrando um grupo de fotos que parecia vir de uma câmera na estrada do momento em que Cassandra saía do hotel Dryfield. 

Rebeccah : - Você está na cidade a um tempo, não se apresentou ao príncipe e parece agir como se fosse a senhora dos seus atos. E ainda continua sendo arrogante a ponto de dizer que está disposta a se virar sozinha com a camarilla, não é muito esperta...Essas fotos...Qualquer um pode ter visto, você já está bem conhecida senhorita Almodova.  

As imagens revelavam que Cassandra podia já estar sendo observada pela Camarilla ou por outras pessoas já que sua imagem estava difundida pelas câmeras de segurança localizada nas ruas. Cassandra então se levantava e se mostrava um tanto mais propensa a ajudar. Aparentemente havia dito seu nome e avançava com sua mão em direção de Rebecah a ação era súbita o suficiente para que as armas fossem sacadas naquele momento. Rebecah em um ato reflexo veloz e fugaz segurava o pulso de Cassandra impedindo-a de manipular a carne da vampira Brujah, o rosto fraternal de Rebecah mais uma vez se encontrava sério O local era tenso para qualquer tipo diferente de ação. 

Para quebrar um pouco o gelo, o garoto mais uma vez retruca com a voz tremula

Sven : - E..Esse cara estava com ela na pousada Dryfield antes do evento acontecer....

Outras imagens da câmera mostravam Alexander, o homem que havia conversado com ela sobre o segredo de Mezzaluna entrando em seu quarto logo após ela fazer o check in com Gita. Outras fotos mostravam o homem saindo e levando Gita embora desacordado para o furgão de cor negra. E o incêndio ocorrendo em seguida. 

Rebeccah : - Você está bem mais enrolada do que eu pensei senhorita Almodova. Está na hora de dizer qual é o seu real proposito nesta cidade. Um membro comum não faria 1/3 das ações que você vem cometendo de uns tempos para cá...



Obs: Sob influencia do Olhar aterrorizante. - 3 Dados em suas paradas de dados. ( Olhar aterrozante mais forte foi o de Duke) Pode gastar 1 FDV e fazer um teste de fdv diff 8 para resistir.   


_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por @nDRoid[94] em Seg Jun 13, 2016 5:39 am

Sentia-se como um rato dentro de uma cozinha, afoito para conseguir alimentos. Nesse caso os gatos eram representados pelos drones, que formavam uma verdadeira matilha de felinos loucos para conseguirem detectar aquele roedor. Ele. Isso não podia acontecer. Malik, com sua percepção apurada, consegue ir tomando o seu caminho pelos escombros, sumindo por entre os epsçaos quando um daqueles vigilantes jogava suas luzes próxima a eles. Ele tinha duas opções: ou ele entrava num daqueles buracos, que lhes poderia levar a algum outro lugar; ou seguiria os vultos que marchavam para uma construção ao norte, aparentemente abandonada.

Depois de pensar rapidamente, o Tremere decide que aqueles vultos atiçavam sua curiosidade mais do que qualquer coisa. Primeiro, ele aguço os ses sentidos mais uma vez¹, tentando captar coisas mais interessantes do ambiente, inclusive silhuetas mais expressivas daqueles vultos misteriosos. Seguiria-os, para descobrir o que faziam e para fugir dos drones. Era isso.

__
¹Ativação dos Sentidos Aguçados, Nível 1 de Auspícios.
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 22
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Beaumont em Sab Jun 18, 2016 10:56 pm

Rami Malik
PDS 5/10
FDV 6/7  
Vit  -2 Ferido Gravemente Letal (4 Pds para cura)

Com a visão mais ampliada o vampiro poderia ver com mais detalhes. Os vultos que se esgueiravam no complexo abandonado se assemelhavam a pessoas e animais. Tinham traços estranhos que ele não conseguiu compreender mas tinham um tamanho mediano. Eram rápidos e alguns até saltavam a uma distancia fora do comum. Rami conseguia se esgueirar pelos escombros. Saltou uma pequena mureta onde quase foi visto pelas luzes de um drone voador que passou por sua cabeça e pousou no alto do escombro. Suas cabeças giravam cerca de 360 graus para ter um bom angulo de tudo. Mas a investida de Rami teve um preço , o vampiro sentia seu coração ser alvejado em cheio um raio luminoso de cor avermelhada assim que adentrava o complexo destruído. Seu corpo era arremessado com o impacto pelo chão.

Rami Teste de Absorção Vigor (2 Dados) Diff 8 = 0 Sucessos

Rami ainda estava atordoado sentia a dor e o impacto o havia deixado atordoado ao chão, podia ouvir os passos e o som de engrenagens funcionando semelhante a um relógio que continuava a funcionar ainda no chão com os olhos confusos ainda avistou quando algumas criaturas híbridas de carne e metal se aproximavam de Rami, uma delas se assemelhava muito a uma mulher mas sua voz era extremamente diferente e robotizada como saída de um telefone. Eles tentavam abrir o peito aberto de Rami mas se surpreendiam com o vampiro 



Androide : - Carne ???

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por @nDRoid[94] em Seg Jun 20, 2016 5:41 am

A visãoo aguçada possibilitava uma leitura mais verossímil das silhuetas que saltavam magistralmente pelos escombros. Aquelas "coisa", "pessoas", "animais" realmente não eram humanos! Nada ali era! Ao contrário delas, Rami tinha muito mais dificuldade para passar os obstáculos, escapando por milésimos. Até o último instante.

O tecnocrata adentrava o galpão, assim como as outras criaturas, quando sente uma forte queimação em suas costas. Os sentidos aguçados tornavam o ardor extremamente insuportável, muito mais do que seria. O Tremere vacila no chão, estatelado pela dor, quase que inconsciente. Os olhos piscavam ritmadamente, tentando escapar da dor vascilante que atravessava até o seu peito. Queimava. Sentia uma aflição agoniante, muito maior do que aquela que teve no pré-Abraço, quando viu sua vida se esvair diante do Beijo.

Ele tentou virar-se, para ficar de barriga para cima. Uma. Duas. Três vezes. Finalmente olhava para o teto, ouvia o barulho de engrenagens por toda parte.... e passos. Sim, as silhuetas se aproximavam ali, e ele percebia que era várias. Uma mulher, ou algo que parecia muito uma, se aproxima dele e explora suas roupas surradas, rasgando o restante delas a fim de alcançar seu peito desnudo. Ela parecia querer abri-lo, mostrar-lhe as víscera, quando finalmente esboça uma única palavra, com uma voz inumana demais, que desvenda tudo.

Não devia ser comum para eles encontrarem um humano ali. O reino Cybernético não devia ser o ponto turístico mais visitado por criaturas da Terra.

O acólito encara fixamente a androide que estava ali na sua frente, o que poderia dizer para ela num momento como aquele? O que se responde a um robô quando ele te olha como se fosse um pedaço de carne no açougue? Rami poderia se desvencilhar daquilo, utilizar um dos dons da tecnomancia para retardar alguns ali, mas isso seria gasto de vitae, o que já estava se tornando escasso ali. Aquilo era uma merda.

O Tremere tenta se erguer, procurando se afastar um pouco da androide, caso ela permitisse. Esperava que ela dissesse outra coisa, não falaria nada por enquanto. Seus olhos, ainda aguçados, procurava identificar melhor o que havia naquele galpão. O que funcionava ali?

__
.[/quote]
avatar
@nDRoid[94]

Data de inscrição : 22/07/2010
Idade : 22
Localização : Saint Étienne, França

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Beaumont em Dom Jun 26, 2016 8:35 pm

Rami Malik
PDS 5/10
FDV 6/7  
Vit  -2 Ferido Gravemente Letal (4 Pds para cura)

O sentimento de surpresa de Rami era maior do que ele poderia esperar. Estava diante de uma maravilha tecnológica. Apesar de possuir uma leve alcunha humana, a criatura não tinha qualquer reação de uma criatura de carne e osso. Seu olhar era morto e sistemático, não havia vida, seus olhos jamais piscavam e não possuía brilho. Rami conhecia vampiros capazes de simular a humanidade em seu tom de voz ou em seus gestos mas aquela coisa não se preocupava com aquilo. Ao seu lado existia uma maquina quadrupede sem cabeça que escaneava com uma luz azul o restante do corpo de Malik dando um laudo definitivo sobre o vampiro. 

Criatura Quadrupede : "Sinais vitais  ausentes
- Ausência de Atuador Autônomo -
 Barramento de comunicação áudio visual operantes mesmo depois do impacto -
 Impossibilidade de uso de  qualquer peça deste automato"

Malik conseguia com alguma dificuldades se erguer e se rastejar rapidamente para próximo de uma haste de concreto em decadência. estava fraco da dor ainda mas poderia contar pelo menos 6 criaturas das mais diferentes formas e todas sintéticas. Impossível de definir um padrão, havia desde robôs com rodas de rolamento até exoesqueletos mais semelhantes a humanos como a criatura que o alvejou. A mão da criatura loira possuía um buraco semelhante ao cano de uma arma onde provavelmente foi realizado o disparo. 

Depois do ocorrido as criaturas pareciam se surpreender com um som também percebido por Rami. O som de hélices a girar ficava cada vez mais fortes, era os drones aéreos que se aproximavam e tinham controle e estabilidade suficiente para entrar no complexo destruído, contudo os drones aéreos era muito grandes e acabava enviando versões suas menores que eram vomitados por uma escotilha que se abria do veiculo aéreo, vários drones menores então entravam no completo fazendo a varredura no local enquanto as criaturas metálicas que alvejaram Rami fugiam por várias entradas diferentes se embrenhando ainda mais no interior do completo que mais parecia algum tipo de usina abandonada. 

Rami ainda conseguia se levantar e mover mas algo estava diferente, seus movimentos estavam levemente alterados, seu equilíbrio havia sido desestabilizado e ele mal conseguia se manter em pé. Estava fraco e sem o senso de equilíbrio do corpo, daquela forma seria muito mais fácil ser encontrado por aqueles estranhos patrulheiros...

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 05 : Interprise & Saída da Cidade

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum