New York by Night - Não Confie em Ninguém

Página 39 de 41 Anterior  1 ... 21 ... 38, 39, 40, 41  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sab Nov 19, 2016 1:49 pm

Liz Eckhart
PV 4/13
FdV 5/6
- Dia 5 - Noite de Sabado

0036
Vitalidade:
Escoriado......................[A]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]




O fogo continuava a se espalhar, se aproximando cada vez mais do casal, Liz tenta levantar a viga que havia caido mas ela era muito pesada para a vampira que não era capaz de mover aquilo nem por um unico centimetro.

Ela desiste e vai verificar a porta, que estava aberta, lá dentro, funcionava um quarto, parecido com o que ela havia acordado naquela noite, mas este tinha uma janela.

Quando ela saca o celular para ligar para jorg, uma fagulha do fogo atinge seu braço, o fogo começa a queimar a roupa da mulher e pegar em sua pele, a dor é terrivel, insuportável, mesmo que tenha sido um pequeno pedaço de seu corpo.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por John Milton em Sab Nov 19, 2016 4:00 pm

A Lassombra estava alimentada e o Gado cumprira seu dever, Ao término de cada mordida ela lambia o local apagando os rastros.

O toque suave da pele da prostituta atiçou a Besta a procurar mais, mas a Disciplina lhe impedia de matar aquele gado. Era uma morte desnecessária, mas poderia trazer à prostituta um pouco de desespero.

Qual maior desalento poderia infringir àquela mulher além de levar todo o rendimento de uma noite.

Rapidamente Andrea vasculha as posses da Messalina limpando-a.

Ao término a Cainita deixa-a, em direção ao seu caminho.




avatar
John Milton

Data de inscrição : 13/10/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Rian em Dom Nov 20, 2016 11:01 am

“- Uau! Como ele é bom! De fato a mulher não mentira. Esse sujeito possui uma habilidade incrível. Anos de treinamento e uma força de vontade que não podem simplesmente serem ignoradas...”
Ele olhava para mim e eu via sua raiva estampada em seu rosto. Eu fazia um sinal negativo com a cabeça enquanto arremessava a faca na pia ou onde ela deveria ficar.
Em seguida, olho para o doutor e sentencio:
- Doutor, o que a mulher disse é verdade. Esse sujeito é um mestre das artes marciais. Você não estará seguro com ele. Se eu não estivesse aqui agora, você estaria com uma faca cravada em seu coração neste exato momento. Permita-me que eu dê a destinação correta para este homem, para a sua própria segurança, afinal, você me deve essa agora!
“- Perfeito! Essa era a desculpa que eu precisava. O doutor devia sua vida a mim agora e ele não poderia mais contra-argumentar. Ele havia perdido o seu brinquedo.”
- Venha! Eu segurava no braço do homem e saía com ele pela porta. Antes de sair, eu virava para o doutor:
- Não fique chateado. Vou lhe arrumar um novo “brinquedo”.
Puxava câmera-man pelo braço, descendo as escadas e assim que estivéssemos em um local privado eu o colocava contra a parede. Olho para os lados conferindo que não há ninguém e então em cochichos explicava a situação para ele:
- Você viu como os humanos são. Todos egoístas e só pensam no próprio umbigo. Dizem que eu sou um monstro... Colocava minha língua de cobra para fora e lambia o rosto dele com um sorriso sádico. A língua volta para dentro e eu volto a ficar sério. – contudo, eu sou leal a quem é leal a mim. Me ajude a conseguir o que eu preciso e em troca eu lhe ajudarei. Você poderá ser jovem para sempre, assim como eu.... Veja bem, meu amigo, eu tenho mais de 50 anos! E olhe como estou! E você também terá a força que um humano jamais teria.
Coloco minhas mãos sobre os ombros dele, aplicando-lhe toda a minha força (força+potência) fazendo-o cair de joelhos ao chão. Apenas uma demonstração da força que eu tinha. Então eu ficava de cócoras, frente a frente com ele e continuava:
- Sem contar numa velocidade que você só acreditaria vendo. Eu poderia deixar você fugir aqui agora e te dar 30segundos de vantagem. Ainda assim chegaria no fim das escadas antes de você! Ou então... imagine você podendo lutar com três grãos-mestres de sua arte ao mesmo tempo! Tentador, não é? Você só precisa aceitar! E então... Está comigo?

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Lord_Suiciniv em Dom Nov 20, 2016 11:56 pm

Rian
PV 5
/14
FdV 6/7
- Esquizofrenia: Ver fantasmas  
- Veios Negros de diablerista
- Língua bifurcada de cobra
- Dia 3 - Noite de Quinta-Feira

 
2208
Vitalidade:

Escoriado......................[A]
Machucado................-1[A]
Ferido........................-1[A]
Ferido Gravemente....-2[A]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

O medico não parecia muito satisfeito com o desenrolar daquela luta, talvez pelo fato dele quase ter morrido, ou por que o seu mestre havia tirado o seu brinquedinho, o fato é que ele respondia pouco satisfeito. [color=#0099cc] - Tudo bem, eu entendo. [/colo] - E ia se sentar em um sofá, proximo de onde a garota estava presa.

Rian então agarrava Carlos e descia as escadas rapidamente com ele, para dar o seu sermão e força-lo a se ajoelhar. Durante todo o processo a unica expressão que o grão mestre fazia era olhar nos olhos do vampiro com ódio, uma raiva quase palpável. Por cerca de 10 segundos ele não se movia, apenas encarava os olhos do vampiro com odio.

Até que finalmente, ele balançava a cabeça positivamente, parecia já ter tomado uma decisão, porém sua expressão dura e de raiva não suavizava. Ele aceitava o poder, mas não gostava de quem o havia oferecido.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Lord_Suiciniv em Seg Nov 21, 2016 12:02 am

Andrea Hollow
PV: 11/13
FdV 05 / 05
- Dia 7 - Segunda-Feira  a noite
0015

Andrea conseguia roubar da prostituta cerca de 200 dolares, os documentos dela, uma chave de quarto de um motel chamado Sweet Dreams, e o seu celular. A garota tentava resistir, mas estava fraca demais para fazer qualquer coisa.

Após o roubo bem sucedido, ela seguia seu caminho até o endereço da sua missão, olhando no relogio do celular da prostituta, ela via que eram meia noite e quinze.

Era um predio de mais ou menos 5 andares, e ela sabia que o seu alvo vivia no terceiro andar, no apartamento 302. O predio não possuia escada de incendio externa, e a unica entrada visível era a porta da frente.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Beaumont em Seg Nov 21, 2016 7:07 pm

- Posso ser Nacionalmente famoso mas ainda preciso galgar os caminhos da história. Infelizmente um dia David Hayter será nada mais do que um nome na calçada da fama ou uma Flying V presa na na parede do Hard Rock Café e eu estarei sentado próximo a uma janela me lembrando do tempo em que eu era uma mártir nesse mundo que conhecemos. Ahhh até mesmo "nós" envelhecemos não sei se isso é um fardo ou uma virtude. "Anciãos"...

David ficava calado por um momento, estava pensando consigo mesmo no futuro ao qual poderia ter que escolher para a sua vida. 


- De qualquer forma foi um imenso prazer em conhece-la Senhorita Fiori. Por acaso já conhece Jorg Lancaster ?? Ou Doug Prince ?? O Senhor Lancaster é a atual pessoa que todos deveriam se apresentar ao menos uma vez. Ele é culto, inteligente, elegante e bastante influente em New York. Você já teve o prazer em conhece-los ?


"Bom, eu preciso saber o quanto envolvida com a nossa sociedade ela está. Conhecer pessoas nunca é uma coisa ruim, aumenta sua rede de conexões, seus contatos, além do mas ela tem uma certa beleza inocente e se veio do velho mundo realmente é interessante...Será divertido passar um tempo com ela"

Os pensamentos de David se perdiam enquanto ele admirava o jeito da jovem Fiori.

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por John Milton em Ter Nov 22, 2016 12:03 am

A Lassombra sorria consigo mesmo enquanto caminhava pela rua. Tinha largado aquela vaca no beco que ela merecia sem documentos, dinheiro ou qualquer outra posse material.

Queria estar por perto para ver seu desespero, mas tinha coisas mais urgentes para fazer.

Poderia seduzir e se alimentar mais um pouco, ainda havia movimento na rua, mas o celular roubado lhe dizia que a noite avançava.

Andrea coloca o aparelho no silencioso, anotando mentalmente que até o final da noite deveria se livrar dele e olha para o prédio que se assomava diante de si.

Era ali que seu alvo fazia de refúgio.

Nao havia outra forma de entrar que não pela frente, esperto.

A Lassombra se aproxima da entrada esperando que algum mortal se aproximasse para abri-la
avatar
John Milton

Data de inscrição : 13/10/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Askalians em Qua Nov 23, 2016 10:23 am

 Lisandra Eckhart

A dor daquela fagulha que atingiu seu braço era muito grande, mas tinha que aguentar de alguma forma e não deixar o fogo se estender pela sua roupa e queimar tudo. O ferimento iria curar cedo ou tarde, pois as preocupações são outras no momento, como aquele fogo e o rapaz embaixo da viga.

"Jorg.. Onde você está... Estou preocupada..."

Teimosa ela tentava localizar o companheiro através do celular como podia, mas agora para não se queimar ela entra correndo naquele quarto e vai analisar a janela e o quarto, se havia algo em chamas ou não e se a janela estaria quente ou não para que tentasse abrir e sair dali. Enquanto isso acionava um número de emergência para os bombeiros.
avatar
Askalians

Data de inscrição : 21/02/2016
Idade : 32
Localização : between life and death

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Black Thief em Qua Nov 23, 2016 3:40 pm

Jackson respondia e Franchesca via que o Ruas de Sangue queria ficar ainda maior. Muitos aliados e talvez muitos rivais, mas havia outro chamado Santo Graal... Franchesca gostava da satirização que o Sabá fazia do Cristianismo, tanto em seus títulos quanto outros aspectos que só a imaginação podia limitar.

Logo a confirmação do cadeirante era pedida, e ser chamado de "senhor" indicava algum respeito, ele confirmava e além disso se apresentava como o Bispo Morningstar.

"Ora, ora..."


Sabia que aquele cadeirante deveria ter alguma carta na manga, um Bispo era um agente poderoso da Espada, e aquela cadeira não parecia ser empecilho pra alcançar essa posição, talvez nem fosse cadeirante de verdade e fosse tudo pose.

A vampira estende a mão para o cumprimento dizendo com sua encantadora voz:

- Franchesca Sardou, é um prazer conhecê-lo, Excelência. Sim, cheguei em New York esta noite, vim até aqui pra me encontrar com os irmãos, anunciar minha presença a fim de não ser confundida com o inimigo e encontrar um bando.


avatar
Black Thief

Data de inscrição : 11/02/2011
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Rian em Qua Nov 23, 2016 5:15 pm

Eu não gostava da expressão de Carlos. Eu estava lhe oferecendo algo que como um reles humano mortal ele jamais poderia sonhar em ter: O Poder! O poder de fazer mortais se curvarem, o poder da velocidade sobrenatural, o poder de uma força e uma resistência física incomparáveis. O poder de viver eternamente... "- Parece que ele ainda não entendeu o que eu sou e do que estou falando.".
- Ok... Muito bem... Eu ficava de pé e virava as costas. Contudo meus olhos ainda guardavam as minhas costas. Esperava Carlos se levantar. Quando ele o fizesse, eu me viraria de uma vez e desferiria um soco na altura de seu rosto com toda a minha força. Contudo, meu alvo não era o humano e sim a parede atrás dele. Meu soco passaria a poucos centímetros de sua face. Deixaria que ele tirasse suas próprias conclusões ao ver o impacto do meu punho na parede.
- E agora? Entendeu do que estou falando?
- Eu vou lhe ajudar. Prometo que não irei machucá-lo e nem permitir que o doutor o faça. Mas em troca, também quero sua ajuda! Venha! Vamos voltar.

Conduzia Carlos de volta ao apartamento. Eu era guloso. Não queria só um carniçal. Agora eu queria os três como meus servos e tinha um plano grandioso em mente. De volta ao apartamento, pediria uma seringa ao doutor. Retirava uma porção do meu sangue (1pds) e aplicava direto na veia de Carlos. Aguardava alguns minutos para que a "droga" fizesse efeito e então convocaria uma reunião imediata com meus três futuros servos.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qui Nov 24, 2016 10:38 pm

David Hayter
PV 15/15
FdV 6/6
- Dia 3 - Noite de quinta- Feira

2326

Giovanna ouvia em silencio o devaneio de David a respeito do próprio futuro. Entendia perfeitamente o que ele dizia, em algum momento, cedo ou tarde, aquele nome haveria de morrer, essa era a sina dos neófitos que eram famosos no mundo dos mortais. O tempo cobrava seu preço para todos.

– “ Live fast, die Young and leave a good-looking corpse “ não é mesmo? Acredito que vocês músicos vivam por essa frase. – Ela mantinha aquele seu sorriso inocente e gentil.

– Conheço o senhor Lancaster, inclusive sempre que nos encontramos temos ótimas conversas, mas o tempo corrido não nos permite nos encontrar mais vezes, quanto ao senhor Prince, eu apenas o conheço de vista. É um homem muito reservado. Também foi um imenso prazer conhece-lo David, estou ansiosa para o nosso encontro. Lhe desejo boa sorte nos seus assuntos e na sua carreira. – Ela então fazia uma breve mesura, e se retirava, indo para um outro ambiente do elísio.

David olhava o seu relogio, após se despedir adequadamente da garota, e percebia que eram 23:26, a sua carniçal não iria chegar por pelo menos mais meia hora.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qui Nov 24, 2016 10:46 pm

Andrea Hollow
PV: 11/13
FdV 05 / 05
- Dia 7 - Segunda-Feira a noite
0018

Para o azar da Lasombra aquele prédio não possuía um porteiro, e também não parecia que alguém da rua iria magicamente aparecer para abrir a porta para a moça plantada na frente da entrada.

Na verdade, as poucas pessoas da rua que viam aquela cena, provavelmente pensariam que a vampira estava ali para assaltar o prédio, ou algo parecido.

Na parede, ao lado da porta funcionava o interfone do prédio, um pequeno quadrado metálico que exibia apenas um visor verde, e um teclado numérico, para que o visitante digitasse o apartamento desejado, mais em cima do quadrado metálico, ficava a saída do som.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qui Nov 24, 2016 10:55 pm

Liz Eckhart
PV 4/13
FdV 5/6
- Dia 5 - Noite de Sabado

0038
Vitalidade:
Escoriado......................[A]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]




O fogo se alastrava com força e violência, o calor era muito intenso, se Lisandra ainda tivesse que respirar, certamente ela estaria com dificuldades naquele momento, as chamas consumiam rapidamente ar disponível, e elas eram bem egoístas nesse quesito.

Lisandra corre para dentro do quarto, apenas rápido o suficiente para evitar ser vitima do fogo, mas ela ouve um grito que ficaria estampado em sua cabeça por muito tempo, o grito de dor daquele rapaz que ela acabara de conhecer no jardim. Ele estava sendo consumido pelo fogo naquele exato momento, Lisandra não podia vê-lo, mas sabia que já era tarde demais.

Ela liga para o celular de Jorg enquanto verificava a janela, o comodo inteiro estava quente, e as janelas não eram exceção, apesar de não ter nada pegando fogo naquele quarto, era apenas uma questão de tempo até que o fogo entrasse ali, afinal ele já estava queimando a porta.

Para melhorar a situação Jorg não atendia o telefone de maneira alguma. O fogo começava a avançar mais para dentro daquele quarto, começando a se alimentar de um criado mudo que ficava próximo da porta.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qui Nov 24, 2016 11:13 pm

Rian
PV 4
/14
FdV 6/7
- Esquizofrenia: Ver fantasmas
- Veios Negros de diablerista
- Língua bifurcada de cobra
- Dia 3 - Noite de Quinta-Feira

2220
Vitalidade:

Escoriado......................[A]
Machucado................-1[A]
Ferido........................-1[A]
Ferido Gravemente....-2[A]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

Rolagem de Dados:
Carlos rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para upper de direita que resultou 3, 2, 3, 6, 2 - Total: 1 Sucessos
Carlos rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dano que resultou 9, 5, 2 - Total: 1 Sucessos

Rian decidia mostar para Carlos o que era o poder que estava oferecendo, e para isso ele dava as costas para o grão-mestre, mas mantinha a guarda alta, esperando que o mortal se levantasse. Quando isso acontecesse, o vampiro já retornava com um soco poderoso, apontado para a parede.

No entanto, o vampiro não esperava, ou quem sabe, até esperava, que o mortal fosse tentar desviar daquele soco. Carlos mesmo estando fora de sua base de combate, conseguia se esquivar daquele soco, se abaixando para o lado oposto ao braço utilizado pelo carateca para atacar, e já emendava a esquiva com um contragolpe, um upper que acertou em cheio no queixo do vampiro, que estava com a guarda toda aberta.

No entanto, o soco não causava qualquer efeito contra o vampiro, ele sentia o impacto, que fazia sua cabeça levantar um pouco em contato com aquele punho, mas nada além disso. O soco do vampiro no entanto havia feito um pequeno buraco na parede, como se ela fosse feito de papel. Carlos via aquele resultado e ficava surpreso. Dando um pulo para o lado, para longe do vampiro e mantendo sua guarda alta.

Rian então começava a retornar para o apartamento, e Carlos ia atrás, preparado para o que quer que fosse acontecer em seguida.

Uma vez no apartamento, o vampiro conseguia com o medico uma seringa e retirava o próprio sangue, com aquela seringa, e injetava em Carlos, sem se importar com o que os outros pensassem daquela cena, obviamente o mortal tentou impedir que aquilo acontecesse, mas o vampiro era mais forte.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qui Nov 24, 2016 11:31 pm

Franchesca Sardou
PV: 06/13
FdV 07 / 07
- Dia 7 - Segunda-Feira a noite
0128

Franchesca logo suspeitava que o Bispo Morningstar não precisava de fato daquela cadeira, que servia apenas como um despiste, algo para criar uma atmosfera de fragilidade. Afinal para alcançar o titulo de bispo em uma cidade como New York, a ultima coisa que aquele vampiro seria é frágil, ainda que a cadeira fosse necessária para o movimento de Lucifer, ele certamente teria alguma outra carta na manga. Aquele lobo estava apenas utilizando a pele cordeiro, não havia duvidas.

– O prazer é todo meu, minha criança. O que te trouxe a esta cidade? Alem de encontrar companheiros é claro. – Ele aguardava uma resposta por parte da cantora. – Como já foi dito, a Ruas de Sangue e o Santo Graal estão recrutando, para sua sorte, a ductus e o sacerdote da Ruas de Sangue estão aqui neste exato momento. – Ele fazia menção a mulher e ao homem que estavam aguardando, ainda sem falar nada.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Rian em Sex Nov 25, 2016 10:25 am

O homem interpreta minha demonstração como um ataque e prontamente ele sabia revidar, me acertando em cheio. Definitivamente eu o tinha subestimado, não esperava por aquilo. O impacto de seu soco em meu queixo jogava minha cabeça para trás e meu olhos eram obrigados a ver o teto. Ele me fazia lembrar de meu treinamento, quando eu ainda era um humano e treinava com o velho mestre, antes de pegar minha faixa-preta. A diferença é que agora eu dificilmente me machucava com esses golpes. Um sorriso surge em meu rosto e em seguida uma gargalhada. Ele poderia ficar confuso com minha atitude. Eu o abraçava e o convidava a voltar ao apartamento.
- Muito bem! Você tem uma técnica muito boa. Respeito isso, de verdade. Venha!
Os outros poderiam achar aquela cena sinistra, mas mais sinistro ainda seria descosturar a boca do sujeito e fazer ele beber meu sangue misturado com o dele, que estivesse escorrendo de seus ferimentos. Feito isso eu reunia os três mortais e procurava um caderno e tirava três folhas, entregando uma para cada um deles.
- Muito bem... Quero que vocês escrevam sua folha o que gostariam que eu, como um vampiro, fizesse por vocês. Eu irei atender ao desejo de cada um de vocês e ninguém precisa saber o que cada um pediu. Então pensem bem em suas escolhas. O que vai ser? Ter sua vida prolongada por alguns séculos? 200, 300 anos? Dizia olhando para o médico. - Poder? Olhava para Carlos. – Dinheiro? Influência? Olhava para a repórter. Afinal era aquilo que eu acreditava que cada um deles poderia pedir. Após suas anotações eu recolhia a folha de cada e via o que cada um tinha escrito.
“ – Somos criaturas ambiciosas e egoístas. Nos vendemos fácil por dinheiro e poder. E não basta só isso... não adianta ter dinheiro e poder se você não dispõe de tempo para desfrutar de tudo isso.”
Um sorriso sádico surgia em meu rosto com a expectativa do que essas pessoas fariam por mim em troca de seus desejos. No final, tudo se resumiria a troca de favores.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Askalians em Sab Nov 26, 2016 6:53 pm

 Lisandra Eckhart

Imediatamente procurou um cadeira no quarto para poder quebrar a janela usando ela e sair do local com o máximo de segurança possível.

Iria fazer de tudo para fugir daquele fogo e para não se cortar também caso conseguisse quebrar a janela e sair.

Não conseguia falar com Jorg e isso lhe afligia muito, mas por ele precisava se salvar e dar um jeito de apagar o fogo. Tentou ligar para os bombeiros então.
avatar
Askalians

Data de inscrição : 21/02/2016
Idade : 32
Localização : between life and death

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Beaumont em Dom Nov 27, 2016 6:24 pm

David estava sozinho mais uma vez. O vampiro tinha uma expressão de arrependimento no olhar ao ver a senhorita Fiori ir sem que ele pudesse dar mais atenção a ela. 


"O que eu não faço pelo bem estar dessa cidade...Espero que valha a pena ter de passar a noite em um ambiente de reuniões com um grupo de Romenos do que estar a companhia de uma bela e interessante Italiana."

O vampiro então aproveitava o tempo que tinha para explorar o Elísio em sua magnitude. Queria saber quem eram os membros notórios que estavam ali e que tinham o costume de frequentar o elísio. Isso não ajudaria muito mas seria bom para obter uma fofoca aqui e ali para saber como estavam se comportando os clans graças esse decline do trono de Jorg Lancaster. Uma harpia seria a melhor opção para saber mais sobre como estavam os clans, restava a David achar uma no meio do Elísio.

Caso não achasse qualquer Harpia ele apenas esperaria Saint enquanto dava sua localização para ela por telefone.

_________________
/  
Agradecimento a todos os players que gostam da minha narrativa  cheers clown cheers
Melhor Cronica Oficial  = 2008/2009/2010  - A Mascara de Vênus - Herança do Mal
Prêmio Narrador-Grão-Mestre = Por tempo de Narrativa Storyteller
Prêmio Pilar de Vegas = Por Coordenação da Cidade. 
Narrando no fórum desde 2005
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Undead King em Dom Nov 27, 2016 11:00 pm

Eu ficava mais calmo quando eu saí do estabelecimento. Sempre achei que Jorg era inteligente, não pensei que ele iria cair tão fácil. Ele era o Príncipe de New York, é foi enganado por um neófito? Tudo bem que o neófito no caso sou eu mas.. por mais bom enganador que eu seja, eu cometi muitas falhas naquela encenação idiota. Isso só aumentou minha desconfiança  de que Lancaster estaca se fingindo de idiota. Por via das dúvidas é melhor eu ir checar essa história do tal do Anderson, aquela loja na minha frente parecia uma boa...     - UHHHHHHMMMMM!!!!!  CUM PURRUM I INSSUN!!!!!??????  - Bradley perdia sua linha de raciocínio no momento que sua visão foi tapada por um saco.  Reflexivamente ele se movimentou numa tentativa de escapar, com sucesso. O treino do exército não tinha servido para nada afinal, ele tinha vantagem sobre quem quer que estava querendo pegá-lo. A primeira coisa que Bradley pensou foi em correr na direção oposta pra tentar ganhar tempo enquanto tirava o saco da sua frente. Ele sentia seus músculos ficando maiores e mais fortes, e usava essa força extra para rasgar o saco. A segunda coisa que passou na cabeça do cainita era que talvez Lancaster realmente estivesse fingindo.  [1PDS Força ]
avatar
Undead King

Data de inscrição : 03/07/2015
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Lord_Suiciniv em Seg Nov 28, 2016 11:20 pm

Rian
PV 4
/14
FdV 6/7
- Esquizofrenia: Ver fantasmas  
- Veios Negros de diablerista
- Língua bifurcada de cobra
- Dia 3 - Noite de Quinta-Feira

2240
Vitalidade:

Escoriado......................[A]
Machucado................-1[A]
Ferido........................-1[A]
Ferido Gravemente....-2[A]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]

Após receber as suas respectivas folhas e canetas, cada um dos 3 mortais foi para um canto diferente do apartamento. Pensar a respeito do que escreveriam em suas folhas.

Carlos havia ido para a varanda, se sentar no chão e pensar, Erick foi para a cozinha, enquanto a mulher ficou por ali na sala mesmo.

Carlos foi o primeiro a retornar com sua folha até o vampiro, minutos mais tarde a mulher entregou o seu papel e por fim, o medico lhe entragava, quase 10 minutos mais tarde.

Em posse das três folhas, o vampiro finalmente as abriu e começou a ler.

Erick escreveu:Mestre, eu gostaria de me tornar um vampiro como o senhor. Para assim lhe ajudar melhor em seus planos.

Carlos escreveu:Se você realmente poder oferecer esses 200, 300 anos, eu aceito este presente.

Mulher escreveu:Eu quero ser a maior jornalista que este mundo já viu.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Lord_Suiciniv em Seg Nov 28, 2016 11:28 pm

Liz Eckhart
PV 4/13
FdV 5/6
- Dia 5 - Noite de Sabado

0038
Vitalidade:
Escoriado......................[A]
Machucado................-1[ ]
Ferido........................-1[ ]
Ferido Gravemente....-2[ ]
Espancado.................-2[ ]
Aleijado.....................-5[ ]
Incapacitado..................[ ]



Rolagem de dados:

Lisandra rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 7 para arremessar cadeira que resultou 3, 7 - Total: 1 Sucessos
Lisandra rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 5 para dano que resultou 3, 2 - Total: 0 Sucessos


Lisandra localiza uma cadeira, perto de uma mesinha e prontamente a agarra, rapidamente percebendo que o calor do fogo deixava a cadeira bastante quente, mas a situação de vida ou morte em que a vampira se encontrava a fazia não se importar com aquilo.

Enquanto isso, o fogo já começava a consumir a porta e uma parte da parede, bem como a cama que ficava ali perto, destruindo tudo a sua frente, o calor era terrivelmente paupavel e por sorte, Lis não precisava respirar, do contrario a fumaça já a teria feito desmaiar.

Lis arremessa a cadeira com toda a sua força contra aquela janela, no entanto toda a sua força não era o suficiente, a cadeira bate na janela e quica de volta ao chão, apenas o fazendo rachar.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Lord_Suiciniv em Ter Nov 29, 2016 11:30 pm

David Hayter
PV 15/15
FdV 6/6
- Dia 3 - Noite de quinta- Feira

2330

David olhava ao redor, pelo grande salão onde funcionava o elisio, em busca de uma harpia que ele conhecesse, nem que fosse de vista. Por sorte, o toreador localiza sentado em um sofá, lendo um jornal um chapéu fedora.

David sabia que aquele fedora era o favorito de um harpia novato, que estava na posição a apenas 4 anos, após o assassinato de um ancillae harpia, anos antes. Ele nunca havia conversado de fato com aquele homem, porém sabia que ele se chamava Trevor e pertencia ao clã malkaviano.



avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Lord_Suiciniv em Ter Nov 29, 2016 11:39 pm

Arnald Bradley
PV 12/13
FdV 6/6
- Dia 2 - Noite de Quarta - Feira
- +1 de força até o fim da cena

 
0010

Bradley conseguia escapar das garras de seu sequestrador e fazia um esforço para rasgar o saco que estava em sua cabeça, recuperando desta forma a sua visão. A rua estava bastante movimentada, e haviam varios carros trafegando, de modo que o vampiro não seria capaz de identificar a pessoa que o atacou naquela multidão.

Enquanto corria para longe dali, as pessoas tentavam abrir espaço para o vampiro, seja de maneira voluntaria, ou forçada, graças a nova força do vampiro que vinha na sua direção.

Porém após correr muito, o ventrue notava que não a pessoa que o atacou não estava o seguindo, ou pelo menos havia conseguido despistar.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Undead King em Qua Nov 30, 2016 9:03 am

Corri o mais rápido que pude, eu tinha que arrumar uma distância entre eu quem quer que tentou me sequestrar. Com alguma dificuldade eu consegui rasgar o saco, e pude ver o caminho sendo aberto pelas pessoas conforme eu corria. Fiquei desesperado naquele momento, se o Príncipe tivesse mandado me raptar.. a cidade toda deveria estar sendo alertada agora. Não queria nem pensar nisso.

Uma hora ou outra eu teria que encarar quem me atacou, então me virei já preparado para o pior. Por um momento eu não entendi nada, olhei no meio das pessoas procurando qualquer pessoa suspeita, mas não encontrei ninguém. Não sabia se ficava aliviado ou mais desesperado. Perdi quem quer que fosse de vista, mas isso não quer dizer que ele tenha me perdido de vista. Eu estava no meio de uma multidão contudo, isso poderia me dar alguma vantagem. Então tentei seguir o fluxo dela, me misturando ás pessoas. Me foquei completamente em fazer isso (1FDV sucesso automático ) enquanto fazia com que a minha pele ficasse um pouco mais viva e quente e corada  (1PDS).  Ficaria andando assim por uns 5 minutos até eu avistar um táxi. Sair dessa zona perigosa era a prioridade.  
avatar
Undead King

Data de inscrição : 03/07/2015
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Rian em Qua Nov 30, 2016 9:32 am

Eu abria a folha de cada um deles e lia, em silêncio, as suas respostas. Eu não era um bom orador e argumentador, de fato essa era uma de minhas deficiências. Mas eu sabia que apelar para os desejos e motivações individuais de cada um ali era uma das formas mais eficientes de manipulação, uma espécie de manipulação mental, um campo em que eu era um pouco melhor. Além disso, mortal ou vampiro, toda pessoa tem suas ambições e uma ajuda para alcançá-los é nada mais que um favor, uma troca justa de interesses. Eu precisava que eles deixassem seus ressentimentos individuais de um com outro de lado, em prol de algo maior. Algo que eles mesmo estariam dispostos a fazer. Eu apenas estava mudando o foco deles... que deixassem suas diferenças de lado e concentrassem no que eles poderiam alcançar.
- Muito bem.... Dizia olhando para os três. - Eu tenho uma notícia boa para vocês:  seus desejos estarão seguros comigo e já posso adiantar que o desejo de todos vocês é completamente possível para mim, para vocês e para nós. Todos os pedidos estão ao meu, aos nossos alcances. Eu então rasgava os papéis em vários pedacinhos mostrando que o que cada um havia pedido ficaria em segredo. - Contudo, para alcançar os seus objetivos, precisaremos da colaboração de cada um aqui da seguinte forma: Deixem as vinganças pessoais de vocês de lado. Todos aqui erraram um com o outro. No entanto vocês precisam pensar o que vale mais. Se é essa vingança ou se é o desejo que vocês me pediram. Pois, não conseguiremos alcançar os nossos objetivos se cada um aqui ficar tentando matar o outro. Eu então olho para a mulher e complemento. - Eu não quero discutir religião, afinal, temos trabalho a fazer e precisamos começar hoje mesmo... Mas talvez seria hora de pensar sobre o perdão que o seu Cristianismo prega. Ficava em silêncio por alguns instantes para ver a reação dela. - O mesmo vale para vocês dois.
Eu então dava um tempo para eles refletirem sobre o que eu havia dito e me preparava para sair. "- Preciso me alimentar." De acordo com a reação deles, eu saberia quem escolher para levar comigo para uma caçada.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: New York by Night - Não Confie em Ninguém

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 39 de 41 Anterior  1 ... 21 ... 38, 39, 40, 41  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum