LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Página 7 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por @nonimous em Qui Maio 26, 2016 1:09 pm

Rebecca Delorde Em frente ao Laquinta Hotel.
 PDS 12/13
 FDV 7/7
 Vitalidade. OK




"Antes que possa criar qualquer conjectura, isso não é uma armadilha ou viés de confirmação de busca por segurança, sim senhorita Delorde, eu sou real e sei o que aconteceu, mas outros vão precisar ouvir da senhora o que houve."


Dito isso o vampiro enrola seu braço no braço da vampira francesa e a leva para dentro do hotel, ao chegar no saguão o lugar está vazio, Rebecca repara nas runas talhadas no batente das portas.


" Não se preocupe, você está harmonizada, esse Domus é seguro para a senhora, mas porque minha vontade assim o faz ser, mas a senhora já era aguardada, saiba que qualquer membro, Tremere ou não, estranho a essa reunião sofrerá dores dado os repelentes existentes nas runas que você acabou de ver" 


Os dois entram no lugar e ele fecha a porta rapidamente.


" Temo estarmos em perigo, aliás quem não está em Las Vegas" Em seguida o vampiro sobe a escadaria que leva para o segundo andar.


" Sou Terrence Malik, e suponho que você seja Rebecca Delorde, Stanislav sobreviveu?


Antes de uma resposta os dois entram em uma sala de estar aconchegante, com um pesado tapete no chão e lareira, dentro dois homens obviamente vampiros conversam, e interrompem quando Rebecca entra.


- Senhora Delorde, sou Lord Villus. Diz o homem usando um terno escuro, ele está na casa dos 50, estatura mediana e olhos profundos, mas sem vida.


- Esse é o Senhor Bannes, agora nos relate em detalhes o que a senhora viu. 
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por @nonimous em Qui Maio 26, 2016 1:26 pm

Tristan Thorn
Gabinete do Senescal.
Bellagios Elísio da Camarilla em Las Vegas.


Tristan adentra a sala hermeticamente fechada, a prova de espionagem com John, o vampiro Ventrue parece estar preocupado, seu semblante aponta profunda ansiedade, ele ao se sentar mantém o pé direito inquieto, a ansiedade é visível na face daquele vampiro. O que é um bocado estranho, visto que ele está acostumado com uma rotina de desgaste fisico e emocional que deixaria um chefe de policial em frangalhos.
O vampiro acende um cigarro dentro da sala, a principio irrita Tristan, mas o cheiro de nicotina não o afeta tanto quanto afetaria um mortal, e um hábito tão mesquinho da personalidade daquele Ventrue não é digno da atenção do Senescal.


- Tem algo grande acontecendo, O FBI está xeretando por aí, eles vieram hoje mais cedo, prenderam alguns de nossos homens, aqueles que não tinha ficha suja foram liberados, os demais todos, qualquer coisa, até mesmo multa de trânsito é motivo para manter eles presos, todos os pedidos de Habeas Corpus foram negados pelos Juízes que são nossos amigos, estamos com menos da metade de nossos funcionários, e não é só, a Receita Federal apreendeu arquivos e computadores, nosso Gerente, Paul foi liberado, mas tivemos que pagar uma fiança para ele, a empresa de Contabilidade foi lacrada. O vampiro faz uma pausa profunda, com um ar dramático.


" Estamos operando com menos de 30% de nossa capacidade, contas nos Estados Unidos foram Bloqueadas, andei perguntando por aí, parece que  FBI, a CIA estão juntos, fazendo uma devassa nos cassinos, até o Mirrage está sendo investigado, nunca vi tantos policiais nas ruas, estão dizendo que a Força Nacional vai chegar amanhã, todos estão com medo, e não para por aí. Outra pausa, fechando os olhos dramaticamente.


- As famílias( ele se refere a Máfia) estão quietos, falaram que estão sendo apertados, que não vão nos ajudar, Peter Minelli o cabeça foi ouvido pelo Procurador, seja lá o que eles falaram, fez ele pedir a todas as famílias mafiosas para não agir, está tudo sobre vigilância, estamos sem dinheiro, e recebi isso. Ao dizer isso ele faz outra pausa, evitando o olhar do Giovanni e tira do bolso do paletó italiano um colar, Tristan identifica imediatamente como sendo um colar  de sua sobrinha que cuidava das finanças e aqui era mal sinal, sim, havia as mãos dos Membros por trás daquilo tudo.


- E um Europeu, um tal de Jan Piterzoon pediu para falar com o senhor, ele está lá embaixo, Tristan?! Esse filho da mãe é encrenca....Diz o Ventrue se referindo de  com profundo desprezo ao colega de clã.


- Estamos quebrados, o governo americana cercou a cidade, todos os homens que tentaram sair foram presos, uma curiosidade Tristan, nossos carniçãis estão sendo mantidos presos, com ou sem acusações. Algo me diz que esse europeu do caralho veio para negociar, filho da puta, devo pedir que deem um fim nesse merda?
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por Tristan Thorn em Qui Maio 26, 2016 6:56 pm

Enquanto Cygan falava em pânico, o Ceifador tratou de ajeitar as luvas de couro que lhe cobriam as mãos. Arrumou a gravata e o cachecol em torno do pescoço, abotoou o casaco que estava por cima do terno e simplesmente permaneceu inexpressivo até o término do relato. A Camarilla agiu. E de forma brutal. Se anteriormente mandaram um Arconte para analisar a situação, agora, finalmente, alguém do Velho Mundo. Seria o Justicar? Possivelmente não.

Colocou-se de pé e segurou o pulso de Cygan, cravando-lhe as presas no pulso e drenando dois goles, o suficiente para não realizar o primeiro passo do Laço. Em seguida, apenas o dispensava, ficando sozinho no recinto. Pegou a mochila, que estava guardada numa das poltronas e a abriu, tirando um Cantil Grande Térmico. Em situações de emergência, como essa, é o motivo desse item existir, bebeu todo o conteúdo, estrategicamente confeccionado para suportar e preservar cinco goles, ao menos por uma semana, prazo em que o Necromante faz a troca do “refil”.

Nutrido mentalmente e fisicamente, pegou o utensílio vital para um simplório e rápido rito. Como o objeto já estava feito, devidamente preservado em formol, Thorn simplesmente a executou¹. Logo após, foi até o Renegado.

- Valérius. Saudações – sem nem ao menos olhar para o “Príncipe”, Tristan se postava de costas para ele. - Jan veio da Europa para me ver, a Torre está deveras preocupada com a nossa cidade, uma pena, não é mesmo? – num tom baixo, proferiu a indagação e se retirou.

Desceu pelas escadas e, enquanto isso, pegou o celular secundário, que jamais utilizou em solo americano. Possivelmente o principal estava grampeado pela Camarilla. Contudo, o segundo, como nunca foi usado ou ligado nos EUA, estava totalmente seguro, ao menos na visão do Ceifador. Tratou de enviar uma mensagem criptografada para Diego Giovanni: [explicou tudo que Cygan falou mais o conteúdo a seguir]. Jan Piterzoon me aguarda agora, ele está alguns andares abaixo. Vou tranquilamente até ele, Diego. Qualquer alerta, responda-me em dois minutos, pois no segundo seguinte, já estarei com ele.

Se Diego tiver alguma ressalva, Thorn não descerá mais as escadas e não se encontrará com Jan, além disso, pedirá instruções de como agir de agora em diante e fará tudo conforme as instruções de Diego Giovanni. Caso Diego dê o “ok”, descerá tranquilamente e se encontrará com o membro europeu.

- Piterzoon? Tristan Thorn, prazer – estende a mão, para cumprimentá-lo. Aproveitou para visualizar como estava o andamento e movimento do Cassino nesse horário. - O que deseja saber sobre o Príncipe Bugsy? – indaga o Necromante, finalmente encarando o europeu de forma visceral e intensa. A pergunta saiu num tom de voz ameno, calmo e baixo. O Ceifador estava tranquilamente controlado, pois ainda nutris uma três cartas na manga apenas para esse diálogo.

--
¹. Ritual: Violação de Perséfone.

_________________




Temple of the evil, Temple of the weak
no one knows how bad he feels
Late-night innuendo, temptation of the key
"Live with the Blacksheep, live with me"
avatar
Tristan Thorn

Data de inscrição : 19/03/2010
Localização : Veneza

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por Lord_Suiciniv em Qui Maio 26, 2016 8:43 pm

"A julgar pela sua postura tensa, ele provavelmente sabe que tem algo errado comigo, se eu estivesse apenas acima da velocidade permitida, ele não estaria com a mão na arma... Preciso tomar cuidado com esse ai"

- Claro, oficial. Só um minuto. - Calmamente eu começo a descer da moto, tomando cuidado para que ela não tombe, propositalmente eu desço dela do lado oposto do que se encontra o policial, de modo que quando eu der a volta nela, consiga verificar se ficou alguém na viatura policial sem que pareça que eu estava prestando atenção na viatura.

Uma vez de frente para o policial eu calmamente coloco a mão em meu bolso dianteiro esquerdo, em busca de minha carteira - Pegar aqui o documento sim? Se acalme, não precisa de estresse - Uma vez com a carteira na mão, eu a abro e procuro algo dentro dela.


Cena condicionada - Se o narrador me permitir documento falso

Após procurar em minha carteira, saco uma carteira motorista com um nome falso, Euler Compton, a foto era minha mesmo, mas todos os outros dados eram de outra pessoa, nem mesmo conhecia o tal de Euler. E em seguida entregava o documento para o policial. - A moto é emprestada de um amigo meu, pois a minha está na oficina, por isso, eu não tenho o documento dela. Desculpe, mas você sempre pode verificar no seu sistema se quiser. - Sorria calmamente para o patrulheiro, tentando passar a impressão que não havia nada errado com que se preocupar.

Cena condicionada - Se o narrador não me permitir um documento falso

Após procurar em minha carteira, retiro uma nota de 100 dólares que eu havia saqueado da carteira do turista que eu havia me alimentado a algumas horas atras, observo novamente para ter certeza que não tinha ninguém olhando e calmamente posiciono a nota no bolso da camisa do homem. - Eu creio que isso não seja necessário, não é mesmo oficial? Está tudo em ordem comigo e com minha moto? - Sorrio tranquilamente, tentando passar confiança para o patrulheiro.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por @nonimous em Sex Maio 27, 2016 12:02 pm

Lisandra “Liz” Eckhart
 Pontos de Sangue: 13/15
 Força de Vontade: 6/10
 Localização: Em uma estrada escura


- Ravenna me disse que você desconfiaria, você chegou em meio a uma guerra, você já deve ter ouvido da Tempestade, você não veio aqui por acaso, ela sentiu a sua presença.


Aquelas palavras entram nos ouvidos de Liz de uma forma inquietante, Ravenna não é um nome qualquer, entre os Seguidores de Set ela é uma podersa vidente que residia em Washington, alguém que muitos falavam, mas poucos viam, um bicho papão entre os mais jovens, dizem que ela sempre tem visões a respeito de Set, e sempre tem visões de outros, a príncipio Liz achou que ela era uma charlatâ, mas isso mudou...o pensamento é interrompido quando no meio da Tempestade que Liz teve ele se lembra de uma mulher pálida, com tatuagens de serpentes do inicio das mãos até o final do antebraço, ela tem um aspecto melancólico. Liz sen te uma certa atração pela mulher, algo quase materno.

- Venha criança de Set. Diz uma voz na mente de Liz, em seguida Liz obtém imagens do deserto, uma trilha no deserto, que leva até uma espécie de Templo submerso, no meio do Mojave.




- Não temos muito tempo Liz. Diz o homem olhando para os dois lados, como se temesse que algo fosse se aproximar, o medo é visível na face envelhecida dele.
E sua face se contorce em pânico quando as luzes de um farol avultam na rodovia, para Liz é só um viajante noturno.  Então o carro vai ficando mais lento, nesse momento o velho corre até o carro dele, um disparo é ouvido, ele cai sangrando.


- Para o carro grita o velho.
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por Black Thief em Sex Maio 27, 2016 12:56 pm

Rebecca segue para com Terrence da forma que ele preferia para a reunião, observando aquelas runas mágicas para futuras referências até chegar aos dois irmãos de clã que lá estavam a conversar. Rebecca assim inicia o cumprimento:

- Messieurs, uma boa noite, é uma honra conhecê-los.

E assim, após o cumprimento, Rebecca prossegue:

- Devo começar informando-lhes que minha chegada a Las Vegas deu-se inicio hoje, por tanto pouco sei sobre os acontecimentos da corte, se não, nada sei. O que é de meu conhecimento é o que a mídia mortal informou e o que mais corre na boca das outras cortes a fim de dar pontapés iniciais sobre o que se passa em Vegas. Desse modo, contarei a todos o que presenciei sem tirar conclusões, e o senhores com mais experiência e conhecimento em Vegas analisarão conforme as mesmas.

- Cheguei em Vegas e minha primeira parada foi cumprir com a quinta tradição. Ao chegar, logo chegou o Astor Nothingaan e fomos até o Príncipe a fim de cada um tratar de seus assuntos. Lá estava um outro cainita, um irmão de clã, Sr. De La Court, que me informou dessa reunião de forma discreta e saiu em seguida. O Príncipe Siegel então mostrou não reconhecer o Astor Nothingaan que solicitou ao Príncipe que eu permanecesse na reunião de ambos para testemunhar o que viria a seguinte então ligou o telefone no meio da conversa e o deixou ativo.

- O Astor dizia estar investigando eventos estranhos envolvendo a queda de nosso clã e que tinha suspeitas de eventos que poderiam muito bem ter se dado dentro da Mansão do Príncipe, junto ao involvimento do clã dos Necromantes. O Astor então informou que a não recordação do Príncipe sobre ele reforçava sua teoria de quando chegara na cidade, o Príncipe estaria em torpor e um Giovanni estaria cativo nas dependências, em seguida reforçou da Promessa de 1528 e citando o que diz o tratado sobre não ser permitido acordos entre Giovanni e Camarilla. O Astor reforçou que não o acusava de ter de fato feito um acordo com os Necromantes, mas que não apreciara o tratamento invulgar do Príncipe e que um Arconte poderia tratar desse ocorrido, assim ele tentou um acordo entre ambos.

- Em seguida o servo mortal que lá estava se retirara da sala e trancara a mesma, o Príncipe refletiu e por fim sua boca se transformou em algo grande e feio, cuspindo um liquido verde no celular do Astor e aparentemente o mesmo deixou de funcionar neste momento. O Príncipe então disse que não podia permitir algo assim e que se fosse para ajudar, seria de seu próprio jeito e depois a forma do Príncipe desmanchou-se em uma criatura humanóide feia, semelhante a um Nosferatu e por fim ofuscou-se diante de nossos olhos. Ainda invisível, ele proferiu essas palavras: "Você está no caminho certo Nothingham, mas para que eu possa te ajudar. Precisamos conhecer o nosso inimigo. Quem é este Bugsy Sigel que possuiu a face e a identidade do meu senhor de Las Vegas ?" Digo-lhe exatamente o que ele disse nesse momento pois isto pode ser mais esclarecedor aos Messieurs do que foi para mim. O Astor então tentou falar mais, na intenção de que, onde quer que estivesse, o Suposto Príncipe, estivesse ouvindo, disse que não eram inimigos, que poderiam ser aliados, mas que precisava saber da verdade.


- O Suposto Príncipe ignorou as palavras do Astor e fugiu por uma passagem secreta localizada próxima à lareira, mas se fechara antes que pudessemos fazer algo. Nos vimos trancados e um gás começou a tomar conta da sala. Agimos com mais pressa possível, consegui abrir uma passagem e o Astor me ordenou para que viesse aos Messieurs para informar o que estava acontecendo enquanto ele quis permanecer no local para investigar, eu fiz como ordenado e aqui estou, mas não sei qual foi o destino do Astor Nothingann.

E assim, encerra sua narrativa, não esboçando emoções, mantendo-se impassível do inicio ao fim, esperando que os fatos relatados pudesse dar uma luz tanto a eles quanto à própria francesa.
avatar
Black Thief

Data de inscrição : 11/02/2011
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por Askalians em Sab Maio 28, 2016 12:16 am

Lisandra Eckhart


Os olhos da garota começavam a ficar cada vez mais arregalados a medida que ia ouvindo tudo. Parecia improvável demais para ser real.

“Ravenna... ok… está ficando bem assustador…”

Todas aquelas imagens voltam à cabeça dela como se o nome de Ravenna fosse um gatilho para tal e então ele escutou a voz lhe chamando. Aquilo tudo parecia real demais e isso deixava a setita brevemente assustada, como se alguém estivesse brincando com sua mente e a sensação não era nada agradável.

- Ok.. você me convenceu... vamos..

Não entendia o medo na cara do velho, até que ela ouve o tiro, o velho cai sangrando, ela pega ele e sua bolsa, o coloca rapidamente no carro e sai cantando pneu o mais rápido possível. Não estava entendendo como aquilo aconteceu, de onde veio o tiro e porque. Só sabia que, por meio que estar no meio de uma guerra que alí não era lugar para se ficar, então devia fujir o mais rápido possível para algum lugar bem seguro, ainda mais porque tinha um ferido agora naquele carrro.

- Me indique a direção velho... estou indo o mais rápido que posso...

Dizia ela ao velho enquanto dirigia o mais rápido que conseguisse para que o tal homem se salvasse e ela pudesse escapar daquela luz do carro de antes e que atirou no velho. Uma gotinha de suor ameaçava escorrer de sua têmpora tamanha era a preocupação e aparente nervoso que estava sentindo naquele momento.

“Se eu sair bem daqui, por set.. não voltarei a Vegas a menos que seja uma questão de vida ou morte...”
avatar
Askalians

Data de inscrição : 21/02/2016
Idade : 32
Localização : between life and death

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por @nonimous em Dom Maio 29, 2016 10:06 pm

Tristan
O Sangue do Ventrue é quente apesar dele estar morto, a mão de Cygan segurou os cabelos macios do Giovanni, o prazer de drenar o vitae imortal era algo que superava a expectativa do Beijo em mortais, por mais puro que a vitae humana fosse, a de um Morto Vivo era melhor, mais encorpado, mais delicioso.
- Isso é bom. Diz o Ventrue e quando as presas de Tristan abandonam a carne perfurada do pulso de sua fonte, uma gota de sangue cai no chão.

John sai em seguida ligando o celular e ligando para um dos gerentes juniores chamado as pressas para assumir esse turno no Cassino, afinal o Gerente geral foi preso, e provavelmente será condenado ou morto pelas forças mortais da Camarilla. Forças Federais estão nas ruas, ninguém vai querer fazer negócios ilícitos, Tristan sabe que tem 75 milhões no Cofre do Bellagio, e esse dinheiro será usado para apostas, o salão deve estar um caos, faltando mais de 40% dos empregados.
Sua sobrinha sequestrada, aquilo o irritou profundamente, ela não era necessariamente inocente, mas merecia um fim melhor do que ser sequestrada, e agora Tristan vai ter que dar explicações a Inocenttio Giovanni, o senhor dela. 
A resposta é imediata. 

" Já era esperado que eles fizessem algo a respeito, parece que não respeitaram o acordo que estabeleci localmente, maleditos figlos delaputana, eu já esperava uma reação, mas Jan Pieterzoon é algo desmedido, isso significa duas coisas, primeiro eles estão jogando pesado, ele é artilharia pesada e deve ter mandando alguém mais perigoso para garantir a segurança dele, cuidado com esse cara. Dois estão querendo negociar, então vamos negociar, ouça a proposta dele, que provavelmente vai envolver trair Nosso "amigo" Em Vegas, bom teremos um impasse e vamos resolver assim, você concorda em trair, mas com uma condição que eles honrem a promessa de 1528, caso ele diga que vai pensar a respeito, é bom sinal, faça acordo, se ele disser que vai aceitar, sai da cidade, porque ele vai te destruir, e provavelmente tem alguém barra pesada, mas nós temos muito dinheiro investido por e algo mais valioso, o exercito de profanadores, e não vamos sair sem nenhuma das duas coisas, traia Valerius, se alie a eles, aceite, um Giovanni deve estar envolvido, elimine o, pegue nosso dinheiro nosso e nossas almas, estou enviando alguém para te ajudar nesse momento, não posso ir pessoalmente estou no Continente Negro. Alguém que vai anular seu Príncipe."

Um sentimento de divisão rasgou o peito de Tristan ele nutria um profundo amor e lealdade para com Valerius, Diego pede algo que ele teme não poder cumprir, nem o sangue Giovanni consegue nesse momento sobrepujar a vontade de Tristan, então ele entende agora ele entende, Diego o manipulou, já sabia do exército, do dinheiro, só usou Tristan para conseguir ambos. Maldito Diego Giovanni.

Então ele desce passeando pelo suntuoso Cassino, ao chegar no bar principal do Bellagio ele se depara com Jan Piterzoon, um homem loiro com quase dois metros de altura, usa anéis dourados com pequenos escudos de crânios, ele usa um terno negro com gravata e lenço vermelho, do lado dele está um homem careca, sobrancelhas grossas, ele é baixo, usa um terno simples azul, Tristan já ouviu falar dele, é Boris o Carniceiro do Círculo Interno, Um Gangrel acostumado a dizimar cidades inteiras em nome do alto comando da Camarilla, uma besta sanguinária em campo de batalha, agora Tristan entende o que Diego quis dizer com barra pesada.

Jan se levanta imediatamente quando o Giovanni se aproxima no bar perto do imenso salão de jogos, fortemente iluminado, apenas um segurança nesse piso, das sete apenas uma mesa de de Poker funcionando com um Crupier vagabundo freelancer.

- Senhor Thorn, obrigado por nos receber. peço desculpas pela aparição sem avisar anteriormente, a cidade está com ânimos exaltados, como o senhor deve saber, como já estamos aqui, peço humildemente que o senhor possa nos receber em um local privado, se isso não representar um incômodo para o senhor. Jan e sutil com as palavras, sim é o peso pesado da diplomacia da camarilla, não tem conflito que ele não pacifique, mas também é um recursos caro, então é notório que os Anciões do círculo Interno tem interesse nessa cidade no meio do deserto.
Boris a seu turno se limita a por os pés na mesa do bar, exibindo uma espada medieval de prata, suas mãos longas denotam garras debaixo das luvas de couro, preparadas para rasgar carne e ossos de inimigos, ou pelo ao menos daqueles que resolvam contrariar Jan.
- Esse é meu sócio, Boris krvavý  ele está de viagem comigo, e veio até essa bela cidade no deserto para jogar um pouco, mas parece que seu Cassino está paralisado. Jan toma uma postura mais agressiva naquela negociação, aquilo é um ultimato.
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por @nonimous em Dom Maio 29, 2016 10:12 pm

 Lincoln Duarte


O policial não tira a mão da arma, se mantém como uma estátua de olho no viajante, por um momento coloca a lanterna no rosto do Brujah, em seguida com os documentos nas mãos, ele ainda com a mão na armas segura o rádio que também estão com os documentos.
Aquele malabarismo soa estranho para o Brujah caçador de emoções, então o oficial aperta o talk do rádio que estão preso a seu ombro, um chiado estático quebra o silêncio que domina aquela estrada no meio do deserto.


- Lima Eco Kolder 777, confirme. Diz o policial de olho em Lincoln.
- Partner Kindred confirmed 00. Diz uma voz feminina pelo rádio.


- O senhor precisa vi comigo senhor Duarte. Diz o policial olhando para o perplexo Brujah.
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por @nonimous em Dom Maio 29, 2016 10:19 pm

Rebecca Delorde.


- Isso confirma tudo, realmente o príncipe foi substituído.  Diz o Regente Tremere como se falasse para si mesmo.


- Terrence, já temos todas as confirmações, todos os dados, as fotos, o sangue, tudo. Podemos começar.


O vampiro com aspecto pouco amigável olha para o regente, isso autoriza a Colmeia para todos os de círculo Regentus.


- Senhora Delorde, isso que a senhora nos disse, foi de grande valia, a senhora será altamente recomendada. Terrence, precisamos Stanislav está bem? 
- Sim, acabei de receber a informação que ele saiu de lá, são e salvo. E o que ele viu será compartilhado.  Diz Terrence olhando para Rebecca de Lorde.
- A senhora prestou um grande serviço a seu clã Criança, fez mais do que seria pedida, sua fibra moral salvou muitas não vidas, e fará que nosso clã prospere profundamente na cidade, dormiremos essa noite aqui, eu faço o primeiro turno de vigilia. Diz Terrence colocando a mão esquerda em uma espada que estava em sua cintura. 

Na próxima noite teremos muito trabalho.
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por @nonimous em Dom Maio 29, 2016 10:32 pm

Lisandra


A Setita fica assustada diante toda aquela movimentação, as coisas acontecem rápido demais, ela vê o carro girar no asfalto e parar no acostamento, em sentido contrário ao da Camionete do velho que se levanta levantando a mão coberta de sangue.
- Aqui Lisandra.  Berra o velho, em seguida um clarão e uma arma cospe uma saraivada de tiros.
Lisandra Joga Esquiva: Veja o teste em http://vampiros-a-mascara.forum-livre.com/t4292-grande-las-vegas#94468



Lis é atingida ele sente algo perfurar seu ombro, seu braço e por fim seu rosto, o sangue mancha sua face e algo queima dentro dos ferimentos, ela é pega de absoluta surpresa, uma recepção adequada para o clã mais odiado do mundo, ou apenas uma situação de guerra entre Camarilla Sabá, mas eles nem a  deixaram falar, Agora ela pode ver os homens, dois homens de terno, um negro careca e um senhor de meia idade, porém mais vigoroso que seu pretenso salvador.


- Aqui garota. Grota o velho que salta criando uma barreira de proteção atirando contra o carro, silêncio.




O velho salta dentro do carro que ele havia chegado, abre a porta entra logo, eles são treinados para nos matar.
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por Askalians em Dom Maio 29, 2016 10:59 pm

Lisandra Eckhart


Liz estava atordoada com tudo aquilo e simplesmente seguia o que o velho dizia para ela fazer.

“Por Set... ai ai ai... desgraçados....”

Pensava ela e resmungava mentalmente consigo mesma depois de ter levado tiros ainda mais porque os ferimentos queimavam.

- Temos que sair logo daqui... isso queima!!!

Fala ela irritada e em tom de voz mais alto que o comum. Queria sair logo dali e bem rápido.
avatar
Askalians

Data de inscrição : 21/02/2016
Idade : 32
Localização : between life and death

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por Tristan Thorn em Seg Maio 30, 2016 8:10 am

Apesar dos pesares, Diego Giovanni agiu corretamente. Diego é Mestre do Mestre de Thorn e, depois da morte de Enzo Giovanni, sempre instruiu Tristan, juntamente com Valentina, da melhor maneira possível. É por isso que, dentre todos os Clãs, nenhum é mais unido do que a Família Giovanni. ”Você é um baita bastardo, Diego. Mas está tudo bem”, refletiu, enquanto colocava o celular em “modo avião”, para o mesmo ficar sem rede. Então Diego irá anular Valérius? Não que seja diretamente o próprio, mas, mesmo assim, é bom saber que aquele Monstro está prestes a ser debelado.

Como sempre, Diego jogando por baixo. Aceitar “trair” Valérius apenas para honrar 1528? Ele só pode estar de brincadeira. Esboçou um sorriso insano, enquanto parava segundos antes o encontro com Jan. Relembrou as palavras de Cygan, então Jan também é um Ventrue? Perfeito. Tristan Thorn não é um membro normal, possui muito renome* dentro da Camarilla e o mais importante, muito prestígio com os Ventrue**.

Quando vislumbrou tal cena, com Boris exibindo uma espada e garras por debaixo das luvas, simplesmente deu uma risada, não suportou o quão ridículo tudo aquele estava transformando. A Torre é ótima com ameaças veladas, mas algo assim, tão explícito, é digno de desespero. Boris parece um bárbaro, então, o ignorou. Contudo, Jan, uma mente pensante, então, focou no Ventrue.

- Prazer em conhecê-los, senhores – fez uma saudação simplista com a face. - Na realidade, temos uma sala VIP onde os maiores apostadores de Las Vegas vão – estalou os dedos, chamando um Gerente Jr. ou Coordenador Jr. Quando um desses chegar, continuará. - Leve meu amigo, Boris, para a sala de apostas VIP, tudo bem? Até breve – e assim o fez, agora, estava apenas com o Ventrue. - Claro. Vamos até minha sala, apenas você e eu, Piterzoon – encarou o Sangue Azul com truculência, esboçando um tênue sorriso, automaticamente corrigido para as feições sérias habituais do Necromante. - Temos muito o que conversar, meu caro. Fico muito satisfeito com a tua presença aqui, pois já estava prestes a enviar uma carta ao nosso¹ Justicar, você não imagina o quão peculiar Las Vegas está no momento. Certas coisas, nem mesmo com uma moeda de um centavo, jogada para o ar numa simplória cara e coroa, pode arrematar a sorte de apostas dessa cidade – gargalhou, amparando Piterzoon até o recinto, apenas os dois, nada mais, nada menos.

Entrando no escritório do Senescal, uma música clássica altíssima tocava, isso é de praxe, um dos desejos do Ceifador. Tristan olhou para o Ventrue, demonstrando não compreender o motivo dessa música. Quando Jan e Thorn já estão à sós, o Ceifador o convida para sentar. O ambiente da sala é clássico, com uma mistura medieval, principalmente pelo corredor de cavaleiros com espadas, escudos e lanças. Todos com armaduras completas. Um corredor com seis cavaleiros em cada lado, totalizando doze deles. Obras de arte e diversos livros ainda decoravam o escritório, hermeticamente selado para evitar espionagem. Tristan desligava todos os aparelhos eletrônicos que nutria no momento, fez isso disfarçadamente enquanto arrumava alguns quadros, ou até mesmos um dos cavaleiros, quando Jan Piterzoon estiver sentado, também se sentaria, acionando o PEM (Pulso Eletro Magnético), o que fez todos os aparelhos eletrônicos simplesmente pararem de funcionar. Por se tratar de um pulso focado numa pequena sala, o instrumento é silencioso. E, por fim, desligava o alto som.

- Hoje realmente está um caos, mas apreciar Johann Sebastian Bach em alto som, de fato, não é tão ruim – o Ceifador ria, só iria se sentar, caso Jan também sentasse. - Você deseja a cabeça de Valérius? – indaga o Necromante, encarando o Ventrue.


--
*. Status: 4
**. Reputação com os Ventrue.


_________________




Temple of the evil, Temple of the weak
no one knows how bad he feels
Late-night innuendo, temptation of the key
"Live with the Blacksheep, live with me"
avatar
Tristan Thorn

Data de inscrição : 19/03/2010
Localização : Veneza

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por @nonimous em Seg Maio 30, 2016 12:08 pm

Ato 3
As duas valetes loucas.

A vampira Malkaviana cruzou a rua de forma apressada, se encolheu diante o frio da madrugada, estava pálida, afinal fazia jejum ha algumas semanas, se não fosse sua autocontemplação já teria perdido a razão para a besta, mas ela é mais forte que isso.
Entrou no cemitério cruzando rapidamente as sepulturas, o portão da frente estava aberto, ela se lembrou de o fechar antes de partir em direção a câmara mortuária do lugar.
Ela fez todo o percurso de olhos fechados, apenas sentia onde deveria ir, seus sentidos aguçados e um senso de direção, somado a visões provenientes da rede da insanidade de Malkav a guiaram como um profeto negro.
Os outros a chamavam de psíquica, suas habilidades mentais eram invejáveis, capaz de revelar qualquer padrão oculto, apenas vislumbrando o cair de uma folha ou as vísceras de um cadáver. Por isso ela foi chamada, Hastedatd o Ancião conversou com ela séculos atrás, e com o senhor dela muito antes disso, assim como ela o senhor dela era uma espécie de Profeta, um visionário que previu a Revolta Anarquista séculos antes, mas foi ignorado. Depois disso Hasrdetad nunca mais ignorou a voz da loucura, quando seu mestre se uniu ao Inconnun em 1939, ela ficou e jurou lealdade a Camarilla e suas antigas tradições, embora secretamente ainda mantém contato mental com seu senhor, que envia pistas da Golgonda.
Quando Jan Pieterzoon disse a ela que estava viajando para Las Vegas, ela já sabia da Tempestade, e disse a ele que outra Temepstade vai acontecer, Jan que evitar isso, e chamou e Voz da Loucura para revelar segredos ocultos da Jyhad para os anciões da Camarilla.
Ironicamente, Jan é o Ventrue mais cético e cínico que ela conheceu.

Ela entrou na tumba e viu a mulher que a esperava, usava uma manta negra, e uma espécie de pedaço de osso, aquela era uma agente do Ventrue, Marciana Giovanni a perita criminal forense.
- Se fugir ao controle, me empale. Ordena a Malkaviana para a perita forense.
- Não vai fugir ao controle. Responde secamente Marciana.
- Jan já está no Bellagio, Boris está do lado de fora ele infiltrou um homem para se passar por ele, um grupo da CIA está monitorando a conversa, através de grampo no Jan, mas algo me diz que isso vai fugir ao controle, Tristan não ousaria atacar Jan, seria seu fim fazer isso. Mas como sabemos a entidade controla Tristan e ele vai ficar tão insano quanto o mestre dele. Diz a Malkaviana.
Aquelas palavras irritam a Giovanni, ela respeita seu colega de clã, não gosta dele. Mas o respeita.
Então as duas se preparam, vão espionar a conversar e entender a extensão do poder da dupla que controla Vegas, através da mediunidade, vão vasculhar o mundo dos mortos.
A Malkaviana fecha os olhos e desloca seu espirito de seu corpo facilmente, quandoe stá fazendo jejum as visões vindas da Rede de Loucura ficam menos intensas, Imediatamente ela é atirada na primeira camada do mundo espiritual, Marciana fez sua parte, invocou um guia, uma Aparição experiente a qual ela fez um acordo do qual a Malkaviana não tem interesse em saber.
A criatura tem um aspecto sombrio de uma criança de 4 anos com um vestido esfarrapado com uma boneca sem cabeça na mão.
- Precisamos ser breves. Diz a Aparição.
- Seremos diz a Malkaviana.
Os dois espíritos vagam pela Penumbra até alcançar as profundezas do desesperador mudno dos mortos, lá adentram em uma imensa câmara ritualística na clareira de um bosque sombrio, abarrotada de aparições em profundo desespero e agonia, o vale do Suicídio, local onde está o Livro Negro dos Mortos, onde as memórias de assombrações são inscritas, A Malkaviana temia ler aquelas profanações, mas é único modo de saber a identidade da coisa que controla Tristan e Bugsy Siegel, ela caminhou lentamente pela clareira foi até o centro, um redemoinho com almas estava em um poço flamejante, ali memórias era sugadas para alimentar o livro.
Então repentinamente uma voz ordenou que ela pegasse o livro, a pequena Malkaviana sabia que tinha sido dominada, sentiu os comandos nas camadas inferiores de sua mente, e agora ao ver o livro o gatilho mental foi disparada, Marciana sua cadela imunda, a dominou e a traiu em nome de sua família de necromantes.
Sem poder conter o comando implantado, a Malkaviana se atirou no poço flamejante, iria absorver todo o conhecimento, provavelmente não sobreviveria a essa desventura, mas não deixaria o livro dos Mortos cair nas mãos daquela puta Giovanni.
A pequena filha de Malkav se atira no poço flamejante, as chamas brilhantes e azualdas queimam a matéria espiritual da vampira, arde como se fosse real, a Aparição cumprindo sua promessa protege o cordão prateado, a unica forma dela sair viva dali.
E tudo se banha na mais profunda escuridão.
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por Lord_Suiciniv em Seg Maio 30, 2016 12:45 pm

Fico surpreso ao ser chamado pelo nome verdadeiro, tinha certeza que aquele documento não trazia tal nome, o que quer dizer que provavelmente o maldito policial já sabia quem eu era antes mesmo de me mandar encostar, isso não me cheirava boa coisa. Precisava tomar cuidado com as próximas ações.

- Calma oficial, tenho certeza que está havendo um mal entendido aqui, não sou esse Duarte, veja, meu nome é Euler Compton. - Sorrio de maneira amigável para que o policial se sentisse confortável. - Poderia me dizer por que seria necessário acompanhar o senhor? E poderia por favor tirar a mão da sua arma? isso não é necessário oficial, estamos todos entre amigos aqui, não é mesmo?

Também achava suspeito a breve conversa pelo radio, algo não cheirava certo com aquele milico.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por Black Thief em Seg Maio 30, 2016 10:13 pm

[color=#ff9933]A vampira escutou as próximas palavras dos membros mais velhos, o mais calado parecia ter sido Bannes, mas não importava agora, o clã tinha o que precisava para tomar a atitude que precisavam ser tomadas, o que significava que um jogo mais perigoso se formaria. Ouviu também que o Astor tinha conseguido escapar e conseguira evidencias novas e estaria vindo para compartilhar. Também prestou atenção nos bons ditos do mais velho mas na verdade encarou como bajulação ou algum tipo de joguete, não conseguia entender como fizera mais do que o pedido se tudo o que fizera fora exatamente o que foi pedido quando o Astor a mandou vir para o La Quinta e fora exatamente o que fez quando Terrence a mandou-a relatar o que presenciara, nada mais nada menos, mas Rebecca não era estupida para demonstrar qualquer indiferença naqueles elogios de modo que anuiu com a cabeça e de forma cortês agradeceu aos mais velhos, assim se nada mais fosse feito, Rebecca passaria as horas diurnas no La Quinta e assim na próxima noite teriam muito o que fazer mas antes de, de fato realizarem o que tiverem de realizar, Rebecca partiria para reunir os materiais que precisava e se instruir melhor com seu mentor.

OFF: Saindo do cenário
avatar
Black Thief

Data de inscrição : 11/02/2011
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por F4Ng0rN em Ter Maio 31, 2016 5:36 pm

Walter Banes


Um som de pneus cantando os alcança e o ancião deixa Bannes a sós enquanto vai verificar. Neste meio tempo algumas coisas passam pela cabeça de Walter.

"Muitas coisas andam erradas por aqui recentemente, aquele vídeo foi algo inesperado, fantasmas, jamais imaginei que fossem capazes de tanto, creio ser melhor tentar me preparar o melhor possível para o que está por vir."

O ancião então retorna e compartilha suas suspeitas quanto a Bugsy, revelando também a aliança que o mesmo forjara com um Necromante e doravante infringindo um tratado secular, ao terminar, no entanto parte de suas intenções parece agitar a besta interior em Walter, cabeças iriam rolar e um leve sorriso pode ser visto em seu rosto por alguns instantes antes de começar a falar.

- A promessa de 1528 não deveria ser quebrada tão levianamente, muito menos por um príncipe, creio que devemos supor que desta aliança os benefícios colhidos por Bugsy sejam extraordinários e afetem suas habilidades conhecidas, tornando-o muito mais perigoso do que suspeitávamos a princípio, toda a cautela é pouca...- Walter abaixa a cabeça por alguns momentos, claramente pensativo, de certo modo juntando coragem para continuar. Lentamente levanta sua cabeça novamente olhando para Villius, em seus olhos podia ser vista uma determinação recém adquirida e de fato resoluta, resolve arriscar, respira fundo e fala. - Senhor, como disse anteriormente, muito poucos de nós temos capacidade de enfrentar espíritos e fantasmas. Sinto-me quase inútil em meio a tal cruzada, entretanto, eu gostaria de ajudar, portanto, gostaria de lhe perguntar se Vossa Excelência sabe de algum modo de contornar isso, ou se poderia me instruir nos caminhos espirituais de modo que possa ser possível a minha assistência em tal embate. Sei que meu mentor é outro e que estou sendo tremendamente ousado ao lhe pedir isso, porém não vejo outra forma de resolver tal situação no futuro próximo.

Walter não tem tempo para escutar a resposta de Villius, pois neste momento a porta da sala se abre e mais dois vampiros entram e se apresentam, eram Rebecca e Torrence. Em seguida Rebecca narra sua chegada à cidade e seu encontro com o príncipe.

- De fato, desde que cheguei a atitude de Siegel é no mínimo estranha. Não me surpreende muito que tenha sido substituído. Porém, ofuscar-se assim em frente a um Astor é um tanto demais. Devemos ser cautelosos, não podemos permitir que repitam a tempestade, nem podemos nos dar ao luxo de perder Vegas.

"Preciso tornar-me capaz de enfrentar esta situação logo."


Walter olha para Villius e seu olhar indicava que pensasse no que ele falara antes de serem interrompidos, de qualquer modo fica quieto, esperando que o Ancião pronuncie-se quanto a isso quando achar melhor. A confirmação de que Siegel havia sido substituído parece colocar engrenagens para rodar em Villius e Terrence que parecem prearar-se para algo grande. Anunciam que permaneceriam ali pelas horas claras do dia com Terrence como primeiro vigia.

- Muito obrigado pela hospitalidade. Se precisarem de mim estarei á disposição, assim como todos os meus recursos. Requisitarei uma rede de monitoramento para a cidade, assim que estiver no ar, as imagens virão para este laptop.

Walter pega seu laptop e coloca-o sobre a mesa, desbloqueando-o e abrindo o software de monitoramento desenvolvido alguns meses atrás e assim que liberado envia uma mensagem para o chefe de desenvolvimento de sua empresa pedindo para montarem tal rede de monitoramento em las vegas, enviando-lhe os live feeds para seus dispositivos móveis (laptop/celular), e que tentem também redirecionar assim que possível um satelite militar para fazer uma leitura espectral da cidade, afim de encontrar todo e qualquer traço de energia estranha na mesma. (lembrando que a empresa tem acesso aos servidores necessários para tais manobras)
avatar
F4Ng0rN

Data de inscrição : 01/09/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por @nonimous em Qui Jun 02, 2016 4:09 pm

Tristan


Os dois Membros caminha pelo salão de jogos até chegar a sala de apostadores altos, uma sala dedicada a grandes apostadores, que colocam verdadeiras fortunas no poker.
Um Gerente Junior do qual Tristan nem se lembrava mais abre a porta que estava anteriormente trancada, em seguida o mortal se retira da presença de seu patrão e aquele apostador misterioso com aparência distinta.
Ao fechar a porta Tristan pode ver Boris se aproximando com um sorriso estampado na face assustadora, aquela coisa cultiva um olhar visto apenas na face de psicopatas, perdera a razão e a frieza suplanta a besta, fazendo dele uma máquina de matar.
Então Tristan percebe, Boris veio ara proteger Jan, e não sairia de perto dele, o vampiro Gangrel fica próxima a porta, cumprindo o papel a qual o clã Gangrel estava habituado, ser o cão de guarda da Camarilla.

Quando Tristan fecha a porta deixando Boris e as luzes do Cassino para trás ele ouve a voz firme, porém diplomática de Jan.

- Não se preocupe com Boris, ele só morderá se lhe der motivos.
Em seguida se senta, mas antes faz de se sentar olha como se pedisse autorização para o anfitrião Giovanni, não queria cometer nenhuma garfe, não essa noite.

- Quando em particular, sim eu aprecio particularmente os concertos dele, em verdade senhor Thorn me arrependo de ter tido a oportunidade e não ter ido conhecer o grande Maestro, fico menos pesaroso, haja vista que conheci Ludovic em Londres, eu não pude conversar com ele, além de surdo ele era afetado por afecção mental, logo um dialogo racional se tornou inviável,devo confessar que uma criança Malkaviana teria tido mais sucesso que esse servoq ue vos fala. Dito isso Jan se acomoda perfeitamente na confortável poltrona de couro com o símbolo da MGM Gran, o conglomerado financeiro e econômico que controla Cassinos por todo o mundo.

- E qual seria o conteúdo dessa carta que remeteria a senhora Lucinde? Pode revelar a mim senhor Thorn? Dispara duas perguntas cruzando as pernas e juntando os dedos das duas mãos com as pontas. Tristan nesse momento percebe que o vampiro estava carregando uma pasta preto com o símbolo do cetro real, brasão da Casa Ventrue.

- Valerius?! Sim, mas não me veja como um Headhunter, sou um diplomata enviado em situações de crise, um servo da Torre de Marfim que trabalha arduamente nessas noites conturbadas, mas me diga senhor Thorn antes que eu lhe diga o real motivo dessa visita a seus domínios, me conte o senhor o que tem acontecido em Vegas.
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por @nonimous em Qui Jun 02, 2016 4:18 pm

Lincoln Duarte

O policial mantém a mão na arma, porém avança na direção do vampiro Brujah, ele calmamente caminha indo de encontro do vampiro.

- Senhor Lincoln eu fui enviado pela Família. Revela o policial de forma tranquila.

- Temos uma guerra nas ruas, e sangue vai sujar as calçadas de vermelho, mas preciso que o senhor venha comigo, meu nome é Peter Brand, sou um servo de sangue de Lian, ele é um do clã Brujah, não tenciono fazer qualquer mal, sobretudo pensei que o senhor fosse um espião do Sabá, por isso me mantive em guarda acirrada.

Ao ouvir isso Duarte começou a ouvir lamurio vindo do Deserto como se um pequeno grupo se aproximasse, ele consegue ver os vultos através da luz que o policial lança, e ao visualizar vê um grupo com cerca de meia dúzia de pessoas caminhando lentamente, se arrastando os corpos estão feridos, em estado de decomposição, eles caminham como se fosse uma horda trôpega, lamuriante uma massa de zumbis. A principio poderiam ser Nosferatu, mas aquilo não cheira bem.
Tem Cheiro de Morte.
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por @nonimous em Qui Jun 02, 2016 4:19 pm

Rebecca de Lorde
Saida do cenário OK
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por @nonimous em Qui Jun 02, 2016 4:37 pm

Walter Banes


- Senhor Banes, o senhor já tem auxiliado profundamente o clã, sua atuação tem nos brindado de informações oriundas do campo de batalha que está se formando, nesse momento não temos recursos disponíveis para iniciar seu treinamento em uma linha tão perigosa e rara como a magia espiritual, mas isso será feita sim, a Capela está se formando no Laquinta, faremos dessa nossa morada. Diz o Ancião olhando para Banes.

- Quanto a magia espiritual senhor Banes. Completa Terrence.
- Sou um perito em tais artificies de magia, sou um espiritualista, e consigo ouvir os sussurros do vento, o cheiro da morte.

Passada aquelas horas, a conversa se estendeu até perto do raiar do sol, todos ficaram instalados na nova Capela Tremere de Las Vegas, Villus passou ao longo do dia executando rituais, resistindo a letargia secular, harmonizou o solo e criou meios de proteção para possíveis invasores, Banes sentiu as paredes tremerem e Terrence gritar, preocupado foi informado por Villus que era o espiritualista invocando espiritos Xâmanicos para proteger a capela, isso tranquilizou profundamente Banes.
Walter mesmo diante a letargia e o cansaço mental de suas desventuras ainda impetrou uma incursão nova para ativar satélites para espionar Las Vegas e suas redes de comunicações.
OFF: Quais características de planilha está usando apra montar essa rede?


Na noite seguinte ele despertou ainda na sua mesa de trabalho, havia caído em sono profundo dando ligações até agora sem muito sucesso para criar um alerta de vigilância sobre a cidade, ao despertar na sala de reuniões da Capela Villos Terrence estava de pé de frente para ele.

- Senhor Banes, pegou no sono trabalhando. O home agora usava um terno escuro e um pesado casaco de couro.

Precisamos que o senhor venha comigo, tenho algo para lhe mostrar.

Terrence leva Banes para o suburbio de Las vegas, longe da agitação da Strip Boulevard e da movimentação frenética, das luzes e cassinos, é apenas o subúrbio, escuro e silencioso.
Terrence dirige um audi sedan A4 escuro, estaciona na porta de uma casa de três andares, uma tipica casa de classe media alta americana, com cerca branca de madeira e um jardim bem cuidado, na frente da casa um playground.
Internamente a casa tem pouco mobilia, o que tem está protegido por lençóis brancos, porém a casa tem um forte movimento de pessoas, a maioria usando ternos escuros, conversam o tempo todo, na medida em que em uma sala com uma parede inteira cheia de monitores cobre toda a parte centra de Las Vegas.

- Bem vindo senhor Banes, ao centro de vigilância da CIA.
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por Tristan Thorn em Qui Jun 02, 2016 11:24 pm

Quando fechou a porta, lacrando Boris no lado de fora, nem mesmo por um milagre Jan sobreviveria, caso tivesse intenções assassinas, fato inexistente. O diplomata soltava algumas palavras sobre o cachorro. Decidia ignorá-las, não acrescentaria no diálogo. Acionar o PEM para queimar todos os equipamentos eletrônicos, de fato, é algo que Tristan sempre utilizou em momentos como esse. Fechou os olhos, sorrindo levemente antes de reabri-los¹.

Vislumbrou o outro lado. Caso tivesse alguma Aparição de olho na conversa, Thorn pediria para sair imediatamente. Contudo, se o local estiver limpo, mesmo assim, não ficaria ali. Tiraria o tapete do meio da sala e revelaria uma passagem secreta, um túnel que dá num estacionamento subterrâneo, fora dos limites do Cassino.

- Venha, Jan² – decreta o Ceifador, entrando no túnel e esperando pelo Ventrue. Depois de entrarem, fecharia a passagem e faria todo o trajeto em silêncio. Fez um sinal gestual para Jan não dizer nada, possivelmente o Diplomata compreende o que se passa.

Durante o caminho, continuou com o poder ativo o tempo inteiro. Quer saber se foi seguido ou se está sendo seguido por alguma Aparição. Se sim, fingiria mostrar as redondezas para o Ventrue, totalmente escrachado, para ele entender nas entrelinhas. Porém, se estiver tudo limpo, longe da influência física de Valérius, Thorn convidaria Jan a entrar num carro. Tristan continua verificando se existe alguma Aparição espiando, se sim, nem entra no carro, se não, adentra no veículo e sai do estacionamento, indo para as estradas, saindo de Las Vegas. Caso tudo estiver limpo, depois de mais três análises, aí sim, falará algo.

- Não, não posso lhe dizer o que escreveria para Lucinde – responde o imortal, com um pouco de atraso. - Jan, eu não lhe contarei sobre minha estada em Clark, porque não é isso que você deseja saber. Estamos livre da influência dele, vá direto ao ponto, não temos muito tempo de segurança – argumenta o cainita, gesticulando a mão direita circularmente, como se pedisse agilidade.


--
¹. Linha das Cinzas ~ Visão Além da Mortalha.
². Valer-se do grande Status que tem na Camarilla mais a Reputação com o clã de Jan para fazê-lo confiar em Thorn.

_________________




Temple of the evil, Temple of the weak
no one knows how bad he feels
Late-night innuendo, temptation of the key
"Live with the Blacksheep, live with me"
avatar
Tristan Thorn

Data de inscrição : 19/03/2010
Localização : Veneza

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por @nonimous em Sex Jun 03, 2016 1:16 pm

Lisandra “Liz” Eckhart 
Pontos de Sangue: 13/15 

Força de Vontade: 6/10
 Localização: Dentro o carro fugindo de um grupo de atiradores
Vitalidade: -2 Ferida


A vampira salta dentro da camionete dirigida pelo velho que assim como ela, está ferido. A roupa dele está coberta de sangue, seu rosto manchado, ela olha um pouco para baixo no banco e vê que o sangue escorre exalando um aroma que estimula o paladar da vampira Setita, mas algo em sua alma marcada a fez se constranger daqueles pensamento obscuros. Lutando contra seu monstro interno ela se contém diante do sofrimento daquele que a salvou.
A seu turno a vampira também se vê ferida, mas sofre menos que o mortal, ela longo pondera que suas terminações nervosas estão inertes, logo o ardor que ela sentiu e ainda consegue experimentar vagamente são apenas reflexos mentais de um cérebro que também está morto.  Seu rosto sofreu uma pequena perfuração, no retrovisor ele vê um corte na face coberta de sangue, o ferimento no ombro dói um pouco mais, mas nada que a debilitasse, em um mortal aqueles ferimentos seriam o fim, ou pelo ao menos um leito de hospital por longos meses.
O mortal respira com dificuldades, feche os olhos passando a mão na boca tentando ignorar a dor, mas seus ferimentos não deixam esquecer de suas novas companheiras noturna.
A Dor e Liz.


- Você está bem? Indaga o mortal em um gesto de pura arte paradoxal, como ele ferido desse jeito pode fazer essa inquirição, sendo que o próprio se continuar nesse ritmo encontrará a morte.


- Já estamos chegando, Ravenna vai ficar satisfeita em te ver novamente garota. Diz ele sorrindo colocando a arma no seu colo abarrotado de sangue.


Antes que Liz fizesse qualquer reação ele vira o voltante dando um giro na auto estrada e caindo no deserto, o carro ao entrar em contato com a areia ronca vigorosamente o motor, e paradoxalmente fica mais lento.
Ele abre o painel e aperta o botão LockRoad, e o veículo estabele uma velocidade superior a que estava mas inferior daquela da auto estrada.


Alguns minutos após ela se vê no meio do nada, imersa na escuridão do deserto do Mojave.
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por @nonimous em Sex Jun 03, 2016 1:43 pm

TRISTAN




Tristan flexiona sua vontade dentro da realidade consensual, em seguida seus olhos podem enxergar o mundo dos mortos, prende sua concentração em questão de segundos, o suficiente para verificar o outro lado do Sudário.
Então ele vê uma paisagem decadente e sombria, uma paisagem retorcida da realidade, ele vê apenas um grande deserto a noite, com cactos retorcidos e corpos de cavalos apodrecendo, ele consegue vê as aparições errantes em meio na terra das sombras, seus aspectos melancólicos e gestos lentos, no centro ele consegue enxergar um imenso redemoinho que não se lembrava de estar lá, ele sente a presença de um imortal poderoso, ele sente e ouve a voz dele executando um ritual no campo dos mortos, aquela voz é familiar, aquele sotaque, aquilo não lhe é estranho.
Então ele preocupado com sua segurança foca no seu ambiente, buscando espiões e vê o rosto de uma mulher, escondida no manto das sombras, Marciana Giovanni a perita forense.
Ela os observa.
- Tristan. Diz a voz preocupada de Jan Pieterzoon.
- Está tudo bem? 
*********************


Os dois vampiros saem daquele local, Jan não parece esatr preocupado com sua segurança, ou de uma possível fúria assassina por parte de Tristan.


- Eu entendo que aquela aberração que assumiu o corpo de Siegel seja perigosa, mas fico consternado em saber que ele possa nos vigiar de tamanha distância e estando cercado.


Em segurança longe de tudo.


- Tristan Thorn do clã Giovanni, eu vim oferecer um acordo de leniência para o senhor, a Camarilla vai oficialmente colocar Valerius na Lista Vermelha, ele será caçado e destruído onde quer que vá, seus crimes foram grandes demais para serem perdoados. O que eu ofereço é sua cooperação e nós vamos ignorar os seus atos quando agindo sobre a liderança dele, sábios do fato que ele o controlou se passando pelo falecido príncipe Siegel, se o senhor nos ajudar será ignorado todos os atos, exceto a quebra da Promessa de 1528, do qual será submetido a Veneza tais ofensas, e aqui me refiro ao fato de o senhor ter assumido publicamente o cargo de Senescal. A partir desse ponto, os anciões de Viena e Veneza que agiram, me refiro a quebra da Promessa, não tenho mais autoridade além disso. Imagino que a próxima pergunta que o senhor vá articular, é.
"E se eu me recusar"
- Bom, nesse caso senhor Thorn, eu tenho más notícias para o senhor, meus anciões entenderam que o senhor está consciente e agindo em prol desse Valerius, e será tratado como tal, seu clã nada poderá fazer para te salvar e acredito que não tentariam, visto que dois Justicares assinaram a inclusão de Valerius na Lista Vermelha, a pressão nos anciões de Veneza seria muito grande, eles teriam que optar entre te salvar ou arcar com os prejuízos que incorrem, acredite, todas as vezes eles optaram por salvarem suas peles, mas agora falando como alguém que o respeita, e que vê verdade no que é dito pelo meu clã, o senhor goza de grande prestígio entre meus pares, não acredito que o senhor agirá de forma contrária a vontade da Família( Camarilla) e simples fato do senhor ter me chamado para conversar longe de Valerius indica que faremos um bom acordo e não derramaremos sangue.  
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por Lord_Suiciniv em Sex Jun 03, 2016 9:26 pm

- Entendi, acredito em você. - Sorria, agora mais tranquilo e dando graças a deus de não ter reagido como estava planejando fazer caso a situação pedisse.

Nesse momento percebo a aproximação daqueles seres parecidos com zumbis e arregalo os olhos, nunca tinha visto nada parecido com aquilo, e rapidamente monto minha moto - Definitivamente não temos tempo a perder. - Indicava a aproximação daqueles seres - Então, policial, por favor guie o caminho, vou seguindo você em minha moto se não se importa. - Falava já dando a partida no meu veiculo.
avatar
Lord_Suiciniv

Data de inscrição : 17/10/2011
Idade : 22
Localização : Minha casa...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 01 Grande Las Vegas & Mojave Norte

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 7 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum