LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Tristan Thorn em Qui Mar 24, 2016 7:28 am

Theo

- Theo: PDS 11/12 ~ FV 7/7 Vitalidade: -


Após se despedir da leitoa, Theo começa a calcular quanto tempo levaria para ir até um dos pontos de coleta de Steven. Contudo, ainda teria que contar com o tempo de volta para a Pensão. Concluiu que não era seguro, atuaria no limite entre o nascer do Sol. Os pensamentos do Assassino estavam certos, sem um veículo, investigar o comportamento do corrupto policial tende ao impossível.

Las Vegas é uma cidade de espaços. Tudo é largo. Grandioso. Transitar andando por largas alamedas e avenidas, definitivamente, apenas faria o Assamita a perder muito tempo. Perceptivo, começou a cruzar as longas avenidas, para chegar até algumas ruelas mais inóspitas, na esperança de encontrar algum veículo mais fácil.

Até que achou um carro. Num ótimo lugar. Apenas esperou algumas pessoas saírem de perto. Pronto. Por sorte ou não, achou um carro simples, que não chama muita atenção, estacionado numa rua sem movimento e, nesse exato momento, as únicas testemunhas acabaram de dobrar a esquina. E agora?


Spoiler:
Destino rolou 1 dados de 10 lados com dificuldade 7 para encontraria um carro dando sopa num lugar propício? que resultou 9 - Total: 1 Sucessos


_________________




Temple of the evil, Temple of the weak
no one knows how bad he feels
Late-night innuendo, temptation of the key
"Live with the Blacksheep, live with me"
avatar
Tristan Thorn

Data de inscrição : 19/03/2010
Localização : Veneza

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Tristan Thorn em Qui Mar 24, 2016 7:36 am

Crow

- Crow: PDS 10/12 ~ FV 2/5 Vitalidade: Aleijado (-5 Dados/Agravado) -


- End Game? -





O que estava acontecendo? Que papo de aura era aquela? Aparentemente, a mulher pouco ligou para as palavras de Crow, apenas continuou a se comportar de maneira estranha. Usando uma espécie de ponto eletrônico, comunicava com outra pessoa, na qual nutria o codinome de “Barão”. Essa mulher explicou que não compreendia a aura e necessitava de ajuda para maiores interpretações. Nisso, numa ferocidade e covardia sem igual, simplesmente repousou a mão direita no ombro esquerdo do Nosferatu, garras surgiam numa truculência tão grande, que todo o braço e parte do torso de Crow se perdia com o rasgo. A dor é alucinante. E a sensação de ser partido como uma manteiga mole é ainda mais perturbadora para o Belo Nosferatu.

- Cale-se! Suas mentiras imundas não podem me enganar! – brada a dama torturadora. Ela logo se afasta e volta a comunicar-se com alguém. - Barão. Já neutralizei ele, pode vir em segurança.

Neutralizado? Vir em segurança? Crow é uma ameaça mesmo estando preso? Um medo palpável de morte final se aproxima. Certamente o Nosferatu já compreendeu o que estava acontecendo, ou não... Seria o fim?


_________________




Temple of the evil, Temple of the weak
no one knows how bad he feels
Late-night innuendo, temptation of the key
"Live with the Blacksheep, live with me"
avatar
Tristan Thorn

Data de inscrição : 19/03/2010
Localização : Veneza

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Tristan Thorn em Qui Mar 24, 2016 7:44 am

Altobello

- Altobello: PDS 15/15 ~ FV 6/7 Vitalidade: Escoriado (Agravado) -






Maldini começa a gargalhar de maneira frenética, deixando Jorge no escuro, que tipo de situação é essa? Realmente o Bispo de Vegas é um “fervoroso da causa”? Qual é o motivo da graça? Então, decidiu apenas esperar, pois não tinha muito o que fazer. Com algumas cartas na mesa, era o momento de Maldini mostrar um pouco das suas, em contrapartida.

- Vamos lá, paremos de enfeite – as risadas cessavam, dando um tom um pouco medonho e estranho. - O Sabá ganha. Você ganha. E eu perco tudo, a situação é apenas essa, Jorge. E você sabe disso – retruca o Malkaviano, olhando para o horizonte de Las Vegas pela janela. - Chega um Bispo nova-iorquino, que tem o azar de estar junto com Gotkken Pavel bem no momento da emboscada da Camarilla, ambos sobrevivem e, esse mesmo Bispo da Big Apple, resolve convocar um Conselho de Guerra em Las Vegas por conta própria. O que Sullivan acharia do Bispo de Vegas? Nem precisa responder, ele acharia o mesmo que Springfield caso a situação fosse contrária – finaliza Maldini, mais uma vez de costas para Altobello.


_________________




Temple of the evil, Temple of the weak
no one knows how bad he feels
Late-night innuendo, temptation of the key
"Live with the Blacksheep, live with me"
avatar
Tristan Thorn

Data de inscrição : 19/03/2010
Localização : Veneza

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Tristan Thorn em Qui Mar 24, 2016 7:54 am

Arnald Bradley

- Arnald: PDS 13/13 ~ FV 4/6 ~ Vitalidade: -



Minamino permanecia blasé diante o diálogo com Bradley. Tudo acontecia e não acontecia. Arnald, o Ventrue Renegado, desde quando chegou em Vegas, apenas passou por provações. Foi humilhado e rejeitado, enxotado e ignorado, ao ponto humilhante de investigar a morte de um Senescal sem o devido apoio da Camarilla. Como assim? É simples. Se o Senescal fosse tão importante assim para o Príncipe, que é um Ventrue (coincidência?), não seria mais sábio ou político colocar um Sangue Azul renomado e mais velho na investigação? E outra, se tudo isso fosse importante para o Príncipe, não seria mais sábio ou político colocar um ajudante vampiro ao lado de Bradley? Um Carniçal? Sério? A Inteligência do Ventrue começava a engrenar para certas coisas.

- Simples, meu jovem amigo – Minamino acariciou o rosto de Arnald e sorriu. - Reerguê-lo diante os Ventrue é poder usá-lo num futuro próximo para os meus objetivos, uma mão lava a outra – numa sinceridade cabal, a Malkaviana dava a sonhada resposta para o Ventrue. Nisso, logo após a conversa deles, uma linda e ruiva mulher chegava. É Anabelle.

- Charlie. Bom revê-la – ambas se abraçavam com carinho. Minamino explicava toda a situação para Anabelle, que concordava prontamente em juntar-se ao Ventrue nessa empreitada. - Arnald, como já sabe, meu nome é Anabelle, espero que possamos trabalhar juntos com sinceridade e respeito, estou junto a causa de Minamino junto aos Malkavianos e é uma questão de honra descobrimos o que aconteceu com o Rodrigo – ríspida e rancorosa, a ruiva comentava o fato. Estava claro a dor e humilhação dos Malkavianos diante ao assassinato do Senescal.


_________________




Temple of the evil, Temple of the weak
no one knows how bad he feels
Late-night innuendo, temptation of the key
"Live with the Blacksheep, live with me"
avatar
Tristan Thorn

Data de inscrição : 19/03/2010
Localização : Veneza

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por R.Gato em Qui Mar 24, 2016 4:48 pm

A morte açoitava Crow através da dama interrogadora, sua carne rasgada sangrava e era estranhamente frio, sua cabeça parecia flutuar, talvez o sangue saindo de lá e indo para as feridas para tentar curá-las, uma presença sinistra abalava o lugar como uma força gravitacional, a morte estava muito próxima e o tempo parecia parado, na mente do jovem Nosferatu apenas o circo se tornava presente, seu melhor achado e sua ruína.

Por algum tempo Crow tentava entender como uma tarefa tão simples culminara em sua provável morte – talvez se eu tivesse ido sozinho ou fugido quando pude, mas – finalmente Crow entende o que ele havia perdido quando fez o pacto com a COR, sua vida estaria fadada a extinção, ele estaria predestinado a morde independente de qual ação tomasse…

Não haviam arrependimentos, o tempo que havia ficado no circo fez com que deixasse de sofrer, mesmo que durante um curto período ele se sentiu pertencente a um grupo e no atual momento a única coisa que passava em sua mente era proteger o tal lugar.

Uma fagulha de fúria cresce em Crow enquanto a mulher chamava o tal Barão, como  seu último recurso desesperado ele apela para o sobrenatural tão presente em seus dias...inutilmente?

Com a COR partilho meu sangue e que minha morte não seja em vão, sacrifico tudo que tenho em nome do sofrimento daqueles que me condenam, COR eu lhe peço, leve minha alma em troca do sofrimento de meus algozes e não deixe que seu templo seja descoberto – Crow mentalizava fervorosamente



_________________
avatar
R.Gato

Data de inscrição : 08/07/2015
Idade : 26
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Steve em Qui Mar 31, 2016 5:58 pm

A experiencia acumulada naqueles anos se fazia muito útil. Suas deduções estavam certas, não tinha como cobrir uma área tão grande apenas a passos largos. As ruas eram todas muito movimentadas, não era seguro roubar um carro em um lugar assim. Ele se jogava na multidão, seus olhos buscavam vielas escuras com pouco movimento e que com algum veiculo estacionado. Quanto mais simples melhor, carros novos e potentes chamam muita atenção e seus sistemas de segurança e alarme são um desafio alem das suas capacidades.

Finalmente a sorte lhe sorria, tinha a impressão de ter visto o contorno de um carro estacionado. A rua tinha pouco movimento, a iluminação parecia fraca, e as ultimas possiveis testemunhas acabavam de sumirem de sua vista. 

"Porra, sorte grande. Esse veio bem a calhar. Tomara que tenha gasosa no tanque." - Ele se aproximava do carro, sua mão esquerda deslizava sobre o veiculo enquanto seus olhos observavam os pneus, torcendo para que não estivessem furados. Por fim ele parava em frente a porta do motorista, uma puxada mais forte na maçaneta, talvez ainda estivesse com sorte. Se não tivesse, nada como recorrer a boa e velha força, uma cotovelada bem dada e aquele vidro de despedaçaria.
avatar
Steve

Data de inscrição : 12/10/2010
Idade : 27
Localização : Tupã/SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Tristan Thorn em Sab Abr 09, 2016 12:20 am

Crow

- Crow: PDS 10/12 ~ FV 2/5 Vitalidade: Aleijado (-5 Dados/Agravado) -


- End Game? -





Crow insistia em continuar calado. Não passava informações. O silêncio do Nosferatu protegia toda a corja infernalista que acoplou no circo. Por mais que estivesse à beira do precipício, o antigo monstro, agora tão belo quanto um semi-deus, preferia a própria destruição do que entregar os algozes que lhe escravizaram a alma.

[...]

Quando se deu por si, estava sozinho e de pé num local pouco iluminado. A paisagem, monocromática e deserta, apenas refletia o caos e escuridão. Bem distante, uma silhueta masculina que lhe falava... A voz retumbante, ecoava em todas as direções e penetrava os tímpanos do Nosferatu como agulhas.

- Eu escutei “leve minha alma em troca do sofrimento de meus algozes”? Disse isso do fundo do seu coração de maneira sincera e espontânea? – indaga o ser, com um tom de voz ameaçador e grave.

Crow não fazia ideia do que acontecia. Estava preso no segundo anterior e quase morto pelos ferimentos da cadela de garras. Agora, intacto e belo, se via sozinho num deserto preto e branco dialogando com um ser masculino distante. Esse ser estava de costas e apenas uma sombra era vista... E que estava acontecendo?


_________________




Temple of the evil, Temple of the weak
no one knows how bad he feels
Late-night innuendo, temptation of the key
"Live with the Blacksheep, live with me"
avatar
Tristan Thorn

Data de inscrição : 19/03/2010
Localização : Veneza

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Tristan Thorn em Sab Abr 09, 2016 12:26 am

Theo

- Theo: PDS 11/12 ~ FV 7/7 Vitalidade: -


O Assassino logo se depara com um veículo, verificando-o, acaba por notar que o carro está em perfeitas condições. Quando testa, obviamente, estava trancado, mas nada que uma boa cotovelada no vidro não resolva. Em seguida, tratou de ajeitar os estilhaços e se sentou. Apesar de não ser um perito, Theo nutria habilidades que lhe proporcionariam, ao menos, uma tentativa de realizar uma ligação direta. Bingo! Depois de alguns minutos de paciência, o Assamita conseguia ligar o carro, que estava com ½ tanque. Tratou de sair da cena do crime dirigindo o veículo. Motorizado, Theo conseguiria cobrir uma grande área. E agora?

_________________




Temple of the evil, Temple of the weak
no one knows how bad he feels
Late-night innuendo, temptation of the key
"Live with the Blacksheep, live with me"
avatar
Tristan Thorn

Data de inscrição : 19/03/2010
Localização : Veneza

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Arcebispo Altobello em Sab Abr 16, 2016 7:12 pm

ㅤㅤConforme Maldini dispara a gargalha da proposta de Altobello, o último perde alguns instantes tentando compreender a graça por trás de suas declarações. Não demora muito para lembrar tratar-se de um Malkaviano e, portanto, uma criatura que não se submete à lógica da mesma forma que o resto das pessoas. Isso não ameniza o ressentimento que encontrou mora no peito do Lasombra por encontrar graça em sua seriedade. De forma que sua feição de seriedade se reforçou ainda mais, ao ponto de assemelhar com... raiva, talvez.

ㅤㅤQuando o insano começa a falar, as coisas começam a fazer mais sentido e ele compreende o grande mal-entendido. De fato, Jorge havia considerado deixar o Arcebispo de fora da tomada da cidade. Mas durante a viagem até a boate, refletira e chegou a conclusão de que agir por trás de Sullivan lhe daria pouca ou nenhuma vantagem. Seu objetivo nunca fora permanecer em Vegas de forma que elegendo Galdrick ou outro membro, gozaria de seu apoio político de qualquer forma. Além disso, utilizando-se do apoio do Arcebispo, teria um ataque ainda mais seguro. A Camarilla não teria chance alguma.

ㅤㅤ- E quem disse que Sullivan precisa estar fora disso. - Dá de ombros. - O fato de eu ter vindo antes até você, não passa de uma mera comodidade. Sinta-se livre para informa-lo de tudo. Melhor... convide-o para o nosso encontro! Sua presença aqui deixará tudo mais fácil!

_________________
"Subirei aos céus, erguerei meu trono acima das estrelas de Deus
E lá, mais alto que as nuvens, serei como o Altíssimo." 
avatar
Arcebispo Altobello
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 23
Localização : Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Keira Thatcher em Qui Abr 28, 2016 2:33 pm

Keira dirige tranquilamente pelas ruas de Las Vegas, estava entediada e decidiu sair sem motorista essa noite.

Tinha chegado na cidade a pouco mais de 2 semanas e agora dedicava seus hábitos noturnos para explorar a cidade.

De dentro do carro, observava as pessoas na rua, sorria ao vislumbrar a vida noturna da cidade que pulsava energia para todos os lados, lendária, exatamente como tinha ouvido, um novo lugar, novas histórias, era exatamente isso que precisava e ela estava ansiosa para ouvir as lendas locais. Ao contornar a rua Keira avistou The Mirage, o lugar parecia oferecer a sofisticação à qual Keira procurava.

Virou uma ferrari 458 italia, na cor branca em direção a entrada principal do The Mirage, o carro tinha a lateral esquerda parcialmente desfigurada, o carro havia encontrado um poste em seu caminho, lhe faltava ta,bem o retrovisor direito, Keira não percebeu quando foi perdido, o carro consumia parcialmente uma das vias de trafego da avenida quando o motor morreu, Keira desceu sorridente de sua ferrari branca mau estacionada, contemplando o The Mirage com seus olhos verdes brilhantes, sem se importar com a sinfonia barulhenta de buzinas que se formava em suas costas, caminhou de forma segura para entrada parando apenas para entregar as chaves ao valete, junto com uma boa gorjeta e um sorriso caloroso.

-Tenha uma ótima noite.

Disse ela enquanto caminhava, abandonando o rapaz de olhar incrédulo para trás.

Keira usava um vestido vinho curto, com detalhes drapeados, cobria metade de suas coxas, tinha um decote em forma de coração e os ombros e as costas a mostra, com os longos cabelos soltos e as mechas rebeldes sobre a face, sentia-se a habitual fragrância de margaridas com um toque de canela quase imperceptível.

Ela adentrou o local caminhando direto para o bar de forma tranquila e segura, sem dar atenção às cabeças que se inclinavam ao vê-la passar, sentou-se e sorriu amigavelmente para o garçom ocupado enquanto esperava sua vez.

-Macallan 55, quatro dedos. disse Keira enfatizando as palavras com um gesto usando os dedos. -Duas pedras de gelo, e abra uma garrafa nova. Em seguida piscou rapidamente o olho direito para o garçom, enquanto mantinham contato visual e finalizou ainda com um sorriso amigável. -Por hora é só.

Fechou os olhos, inflou os pulmões de ar e expirou em um ruido imperceptível de alivio, acomodou delicadamente o copo na mão direita, enquanto com a outra mão enrolava os cabelos nos dedos sobre os ombros, e passou a fitar o ambiente com o canto dos olhos de forma convidativa, completando assim o seu estranho e sistemático ritual.

avatar
Keira Thatcher

Data de inscrição : 22/04/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por R.Gato em Dom Maio 15, 2016 12:00 pm

No momento em que Crow escuta a pergunta, sua determinação, ja tão fragilizada pela tortura, pulsa novamente, ele rapidamente entende a situação e em alto e bom som ele responde:

_Me torno uma ferramenta completamente sua em troca do sofrimento daqueles que me ameaçam! Aceito minha morte mas não agora, não enquanto eu não possa olhar nos olhos de todos aqueles que me fizeram sofrer e sentir dor! C.O.R., ajude-me em minha vingança!

_________________
avatar
R.Gato

Data de inscrição : 08/07/2015
Idade : 26
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Steve em Ter Maio 17, 2016 4:29 pm

Theo observava o banco do passageiro, alguns cacos de vidro permaneciam ali. Rapidamente jogava os cacos em direção ao chão do carro. Observava o medidos de combustível, "Meio tanque, dei sorte, da pra andar muito com essa beleza". Agora com o carro ia ter tempo de sobra para cobrir mais terreno, seu primeiro ponto de parada seria a boate mais próxima onde a leitoa disse que poderia encontrar Steven coletando o pagamento.

"Vamos ver se tenho sorte de achar o desgraçado lá" - pensava enquanto tateava seus dedos no painel do carro em busca do rádio, não se importava em que estação estaria, apenas queria ouvir algo para cortar o tedio ate chegar em seu destino.
avatar
Steve

Data de inscrição : 12/10/2010
Idade : 27
Localização : Tupã/SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Baruch King, O Anjo Caído em Qui Jun 02, 2016 9:45 pm

Boa Noite queridos jogadores do meu coração! Meu nome é Paulo (Podem me chamar de Alex, Alexander ou Paulo) e serei seu novo narrador. Peço desculpas pela demora para postar, mas assumir uma história que já havia sido iniciada por outro narrador é uma coisa que requer um certo empenho em manter todas as pontas muito bem presas ao enredo. Essa minha mensagem é só um aviso e, também, uma apresentação, já que alguns de vocês podem não me conhecer... Pois bem, assumirei o lugar do Ren e espero que vocês gostem da minha narrativa. Terminarei esta mensagem com um conselho e um aviso. O meu conselho é: Leiam o post LEITURA OBRIGATÓRIA bom, dado o conselho, aqui vai o aviso, extraído do próprio post de leitura obrigatória. O jogo na cidade é um pouco diferente da crônica, pelo menos na minha visão, então estejam avisados que coisas ruins podem acontecer. Lembrem-se disso:
"Você pode e, possivelmente, VAI morrer. E se reclamar, morre duas vezes! Vlw, Flw" (Alexander ASF a.k.a Paulo, O Inocente)
Bom Jogo!

_________________
Nós queremos ver você se curvar à escuridão. Você quer nos seguir através da noite? Você nunca morrerá como uma criança da noite
Encare sua morte com orgulho, Ele irá vê-lo sorrir.  Com seus olhos brilhantes como estrelas, ele matará a todos, sem remorso. Fome pela escuridão golpeando seu coração, enegrecido desde o início, seu mal arrasta-se em sua mente. Provocando arrepios na espinha, Ele é a Noite! Alegrai-vos na carnificina, sabem que a merecem.





Spoiler:

"Penso, Logo Existo"
- Sussurros, pois ninguém deve nos ouvir.
-- Por que não falamos de igual para igual?
--- Gritos, pois devo ser ouvido.
*Atos, pois não devo confiar apenas nas palavras.*
avatar
Baruch King, O Anjo Caído

Data de inscrição : 29/06/2013
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Baruch King, O Anjo Caído em Qui Jun 02, 2016 10:08 pm

R. Gato

- Crow: PDS 10/12 ~ FV 2/5 Vitalidade: Aleijado (-5 Dados/Agravado) -

- End Game? -




Seria este o trágico fim do Nosferatu? Conforme sua algoz passava suas unhas pelo local onde outrora ficava o braço de Wood, e parte de seu torso, ele sentia uma dor ainda maior. Crow podia ver seu braço, ainda ligado à parte que fora perdida de seu tórax, caído no chão. E tudo indicava que aquilo ainda continuaria, de maneira lenta e gradual.

Com a COR partilho meu sangue e que minha morte não seja em vão, sacrifico tudo que tenho em nome do sofrimento daqueles que me condenam, COR eu lhe peço, leve minha alma em troca do sofrimento de meus algozes e não deixe que seu templo seja descoberto

Entretanto, se instantes antes Crow encontrava-se destruído, gravemente ferido e em um cenário desolador, do qual dificilmente conseguiria escapar ele encontrava-se, agora, num novo cenário: Um deserto, preto e branco, tão belo quanto antes de entrar naquele maldito Elísio. E lá estava ele, tão belo quanto Crow poderia se lembrar, imponente, com um ar que aproximava-se da soberba. Era ele, sem dúvidas.

-- Eu escutei “leve minha alma em troca do sofrimento de meus algozes”? Disse isso do fundo do seu coração de maneira sincera e espontânea? - Dizia ele, com um tom de voz ameaçador.


_Me torno uma ferramenta completamente sua em troca do sofrimento daqueles que me ameaçam! Aceito minha morte mas não agora, não enquanto eu não possa olhar nos olhos de todos aqueles que me fizeram sofrer e sentir dor! C.O.R., ajude-me em minha vingança!

O Ser gargalhava. E o som era demoníaco. Não se comparava a nada que o Nosferatu já tivesse ouvido, nem mesmo a nada que pudesse ter ouvido no circo, o local onde sua danação começara. Ao mesmo tempo, a visão do Nosferatu escurecia, e ele não conseguia ver mais nada, mas podia, no entanto, sentir. SIM, ele sentia algo diferente... Ele sentia... DOR! Era lancinante, dezenas de vezes pior que a dor de ter seu braço arrancado pelas garras de sua algoz.

Aquela dor... Aquilo não era desse mundo, era como se o fogo queimasse o interior do Nosferatu, consumindo-o de dentro para fora.

E foi então que, num Flash, tudo mudava. Ele não estava mais naquele maldito porão. NÃO! Ele conhecia aquele lugar, ele estava novamente no Circo. E uma voz ecoava em sua cabeça: Não se esquecerá de mim. Conhecerá o diabo duas vezes. E uma estranha gargalhada, tão demoníaca, senão mais, que a anterior. No Circo ele notava que COR não havia curado seus ferimentos, levando-o até lá do mesmo jeito que ele estava quando ofereceu sua alma. E lá ele também percebera que seu braço havia se perdido.



[Dirija-se para o cenário do Elei, sua história continuará lá.]

_________________
Nós queremos ver você se curvar à escuridão. Você quer nos seguir através da noite? Você nunca morrerá como uma criança da noite
Encare sua morte com orgulho, Ele irá vê-lo sorrir.  Com seus olhos brilhantes como estrelas, ele matará a todos, sem remorso. Fome pela escuridão golpeando seu coração, enegrecido desde o início, seu mal arrasta-se em sua mente. Provocando arrepios na espinha, Ele é a Noite! Alegrai-vos na carnificina, sabem que a merecem.





Spoiler:

"Penso, Logo Existo"
- Sussurros, pois ninguém deve nos ouvir.
-- Por que não falamos de igual para igual?
--- Gritos, pois devo ser ouvido.
*Atos, pois não devo confiar apenas nas palavras.*
avatar
Baruch King, O Anjo Caído

Data de inscrição : 29/06/2013
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Baruch King, O Anjo Caído em Sex Jun 03, 2016 7:07 pm

Bispo Altobello
- Altobello: PDS 15/15 ~ FV 6/7 Vitalidade: Escoriado (Agravado) -

O Clima naquela sala tornava-se mais tenso a cada momento. Embora Altobello não conseguisse ver a expressão de Maldini, o Guardião podia supor que ele pensava em algo. Seu silêncio era um dos principais motivos da tensão tão grande ali.

-- O Sabá ganha. Você ganha. E eu perco tudo, a situação é apenas essa, Jorge. E você sabe disso. – retruca o Malkaviano, olhando para o horizonte de Las Vegas pela janela. -- Chega um Bispo nova-iorquino, que tem o azar de estar junto com Gotkken Pavel bem no momento da emboscada da Camarilla, ambos sobrevivem e, esse mesmo Bispo da Big Apple, resolve convocar um Conselho de Guerra em Las Vegas por conta própria. O que Sullivan acharia do Bispo de Vegas? Nem precisa responder, ele acharia o mesmo que Springfield caso a situação fosse contrária


- E quem disse que Sullivan precisa estar fora disso. - Dá de ombros. - O fato de eu ter vindo antes até você, não passa de uma mera comodidade. Sinta-se livre para informa-lo de tudo. Melhor... convide-o para o nosso encontro! Sua presença aqui deixará tudo mais fácil!

Era como se a frase do Lasombra tivesse acionado um gatilho.
-- Não tente me fazer de idiota, Altobello! - Ele batia com a palma da mão em uma mesa, ainda de costas para o Bispo de Nova York. -- Não pense que sou burro.

Ao dizer isso, o Bispo já estava parado próximo à Altobello, com algo em mãos.

-- Novamente, o que Sullivan acharia disso? - Ele dizia, com um certo rancor em sua voz. -- Acho que isso não o agradaria nem um pouco. Ou você acha que o Bispo de Vegas seria bem-visto por isso?

Maldini, então, jogava o que tinha em mãos na mesa, exatamente em frente ao Lasombra: Eram envelopes, os mesmos que o Guardião havia enviado com a ajuda de Gotkken. Ao olhar com atenção, o Bispo de NY via que eram todas as cartas que ele havia enviado para fora de Las Vegas.

_________________
Nós queremos ver você se curvar à escuridão. Você quer nos seguir através da noite? Você nunca morrerá como uma criança da noite
Encare sua morte com orgulho, Ele irá vê-lo sorrir.  Com seus olhos brilhantes como estrelas, ele matará a todos, sem remorso. Fome pela escuridão golpeando seu coração, enegrecido desde o início, seu mal arrasta-se em sua mente. Provocando arrepios na espinha, Ele é a Noite! Alegrai-vos na carnificina, sabem que a merecem.





Spoiler:

"Penso, Logo Existo"
- Sussurros, pois ninguém deve nos ouvir.
-- Por que não falamos de igual para igual?
--- Gritos, pois devo ser ouvido.
*Atos, pois não devo confiar apenas nas palavras.*
avatar
Baruch King, O Anjo Caído

Data de inscrição : 29/06/2013
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Arcebispo Altobello em Qui Jun 09, 2016 12:39 am

Auto-Controle
Jorge Altobello: 3 dados /dif: 6
6, 3, 8 - 2 sucessos

ㅤㅤAltobello respiraria fundo, se ainda estivesse vivo. A petulância agressiva do Malkaviano AT instigou uma chama de raiva no peito do Lasombra. Lá no fundo, uma voz clamava para que o Bispo de Nova-Iorque colocasse o Pirado em seu devido lugar, em outras palavras, lambendo suas botas. Lembrou das palavras de Pavel, no entanto, pedindo para que não desgastasse as relações com Vegas. Limitou-se a dirigir um olhar sério e frio a Maldini durante seu showzinho. Até que, ao final do chilique, tomou a palavra.

ㅤㅤ- Me diga você. - Retrucou Jorge. - O que ele acharia de tomar Vegas de mão beijada? O que ele acharia ao saber que o maior círculo de guerra do seu inimigo na cidade está destruído? O que ele acharia ao saber que tudo isso foi iniciativa de um forasteiro, e não do seu Bispo queridinho? - Altobelo encara Pietro, e então dá de ombros. - Foda-se o que ele acharia. - O Guardião se levanta, pegando uma das cartas e percebendo que estão todas lacradas, sinal de que nenhuma delas foi lida. - Eu não tenho a menor pretensão de tomar uma fatia do bolo. - Ele rasga o envelope, pegando a carta e colocando à frente de seu anfitrião. - Eu quero vingança!

ㅤㅤ- A Camarilla não atacou a Oficina de Carne à toa. Ela só o fez porque eu estava lá. Eles tomaram meu carniçal, eles atentaram contra minha não-vida e isso é inadmissível! - A última palavra escapa entre os dentes cerrados de Jorge, em um tom elevado, quase gritado. - Thomas Lincar e Bugsy Siegel encomendaram minha morte e isso não passará batido. Eu irei os eliminar, com ou sem a sua ajuda! - Finalmente, o Lasombra aponta para a carta, oportunizando a leitura ao Malkaviano AT. Não havia nada de incriminador, apenas uma convocação para uma reunião de guerra destinada a extirpar a Camarilla da cidade. 

ㅤㅤO Bispo de Nova Iorque ajeita sua gravata, enquanto retoma uma postura mais neutra. - Meu objetivo, porém, pode se tornar muito mais fácil de ser alcançado com a cooperação sua e de Sullivan. Creio que eliminar o controle da Torre de sua cidade seja a vontade do Arcebispo, assim como a minha e a sua. Não há motivos que obstem nossa aliança. Repito, todos saem ganhando. É só uma questão de engolir o orgulho momentaneamente.

Carta de Altobello escreveu:Irmãos e irmãs, durante muito tempo suportamos a supremacia da Camarilla nessa cidade. Durante muito tempo esperamos calados enquanto a Torre fazia seus bailes pomposos nos cassinos de Vegas e ria da nossa desgraça. Os Antediluvianos puxam a corda de suas marionetes nos afastando cada vez mais da glória que Caim ofereceu um dia para sua prole.

Há dois anos atrás, Nova Iorque passou por esta mesma dificuldade. Agora é uma cidade livre dos desígnios primais dos Antediluvianos. Isso porque nós nos levantamos contra eles. Tivemos a sagacidade para enxergar o momento de fraqueza pelo qual passavam e a força para agir no momento certo. 

Noite passada o Hexagon foi destruído. O Círculo de Guerra do qual a Camarilla tanto se orgulha pereceu perante o Sabá. Eles estão fracos, confusos e nós não daremos tempo para que eles se recuperem. Este é o momento! Se, de fato, buscam honrar a Espada de Caim... se, de fato, procuram o poder e a glória... compareçam no endereço abaixo preparado para a guerra.

P.S.: Tragam um mortal de aparência mulçumana.


Bispo Jorge Altobello

_________________
"Subirei aos céus, erguerei meu trono acima das estrelas de Deus
E lá, mais alto que as nuvens, serei como o Altíssimo." 
avatar
Arcebispo Altobello
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 23
Localização : Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Baruch King, O Anjo Caído em Ter Jun 14, 2016 10:10 pm

Theo

- Theo: PDS 11/12 ~ FV 7/7 Vitalidade: -



Theo havia tirado a sorte grande, de fato. O Veículo tinha combustível suficiente para que ele pudesse prosseguir com sua missão. O Assamita seguia, então, na direção da Strip Blvd. E enquanto dirigia, tateava o rádio do carro, passando por várias estações até encontrar uma interessante, que transmitia uma apresentação acústica de uma banda de rock.

O Assamita chegava ao primeiro local de sua busca por Steven, ele tinha que estar num dos cassinos da Strip. Ele ia em direção à boate mais próxima de onde estava. Ao entrar na boate, ele era recebido por uma garçonete.

-- Boa Noite! - Ela dizia, com um sorriso. -- E bem-vindo ao Life's Finale. Por que não me acompanha? O Principal show da noite está prestes à começar.


Enquanto a Garçonete guiava Theo para o interior da boate, ele começava a ouvir uma música, e via um palco no qual uma mulher loira caminhava, em direção à plateia. Estes, por sua vez, batiam com os punhos no palco de forma ritmada, acompanhando a música que aumentava conforme a mulher se aproximava. E quando o show finalmente começara, ele percebia que aquele lugar era uma boate de Strip-Tease.

Passavam-se alguns minutos, até que Theo via um homem vestindo um sobretudo de couro parar há poucos passos de distância do Assamita. Entre este homem e o cainita haviam outras três pessoas, uma das quais - aquela que estava ao lado do homem - entregava discretamente um bolo de notas de dólar, presas por um elástico, ao homem.








_________________
Nós queremos ver você se curvar à escuridão. Você quer nos seguir através da noite? Você nunca morrerá como uma criança da noite
Encare sua morte com orgulho, Ele irá vê-lo sorrir.  Com seus olhos brilhantes como estrelas, ele matará a todos, sem remorso. Fome pela escuridão golpeando seu coração, enegrecido desde o início, seu mal arrasta-se em sua mente. Provocando arrepios na espinha, Ele é a Noite! Alegrai-vos na carnificina, sabem que a merecem.





Spoiler:

"Penso, Logo Existo"
- Sussurros, pois ninguém deve nos ouvir.
-- Por que não falamos de igual para igual?
--- Gritos, pois devo ser ouvido.
*Atos, pois não devo confiar apenas nas palavras.*
avatar
Baruch King, O Anjo Caído

Data de inscrição : 29/06/2013
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Baruch King, O Anjo Caído em Sab Jun 25, 2016 11:11 pm

Bispo Altobello
- Altobello: PDS 15/15 ~ FV 6/7 Vitalidade: Escoriado (Agravado) -


O Malkaviano mantinha-se em silêncio durante parte do discurso do Guardião. Ele mantinha-se de costas para Altobello, com as mãos levantadas até sua cabeça, seus dedos indicadores e médios pressionavam suas têmporas. Ao fundo, como um chiado de interferência ecoando entre uma palavra e outra de seu discursso, o Lasomra ouvia sussurros, quase inaudíveis, os quais não conseguia captar totalmente. Apenas duas palavras podiam ser entendidas: Nós e Aliança. - Pietro falava sozinho...

- A Camarilla não atacou a Oficina de Carne à toa. Ela só o fez porque eu estava lá. Eles tomaram meu carniçal, eles atentaram contra minha não-vida e isso é inadmissível! Thomas Lincar e Bugsy Siegel encomendaram minha morte e isso não passará batido. Eu irei os eliminar, com ou sem a sua ajuda!

Maldini virava, novamente, para Altobello. Ele mantinha, no entanto, sua face escondida do olhar do Lasombra, mantendo-se atento ao que estava sobre a mesa: A Carta que fora aberta.

Enquanto o Bispo lia, sussurrando as palavras escritas pelo Bispo de Nova York, Altobello percebia que o Malkaviano ria. Um riso fraco que, com o passar dos segundos, intensificava-se.

Maldini levantava a cabeça, olhando profundamente nos olhos de Altobello.

-- Pois bem... - Altobello notava uma estranha mudança na voz de Maldini. Não apenas sua entonação, mas a própria voz mudara, estava mais grave, firme, mais decidida. -- Deseja vingança? Não impedirei que a tenha. Afinal, ambos seremos beneficiados com isso.

Altobello ouvia, então, as portas da sala se abrindo. Uma mulher ruiva havia empurrado-as, com urgência.

-- Pietro, a Boate está lotada! Você convocou todos estes vampiros?!

Maldini olhava para Altobello. -- Parece que nós temos convidados, Bispo... - Ele dizia, com um sorriso surgindo no canto de sua boca. Petulância, divertimento, desafio? Altobello não sabia dizer ao certo.

Antes do Guardião deixar a sala, Pietro dizia. -- Apenas mais uma coisa... Estou curioso, o que pretendia ao mandar estas cartas para fora da cidade? Temos irmãos suficientes aqui para promover o cerco... - Altobello notava que Pietro não estava sendo petulante, era uma pergunta sincera.

_________________
Nós queremos ver você se curvar à escuridão. Você quer nos seguir através da noite? Você nunca morrerá como uma criança da noite
Encare sua morte com orgulho, Ele irá vê-lo sorrir.  Com seus olhos brilhantes como estrelas, ele matará a todos, sem remorso. Fome pela escuridão golpeando seu coração, enegrecido desde o início, seu mal arrasta-se em sua mente. Provocando arrepios na espinha, Ele é a Noite! Alegrai-vos na carnificina, sabem que a merecem.





Spoiler:

"Penso, Logo Existo"
- Sussurros, pois ninguém deve nos ouvir.
-- Por que não falamos de igual para igual?
--- Gritos, pois devo ser ouvido.
*Atos, pois não devo confiar apenas nas palavras.*
avatar
Baruch King, O Anjo Caído

Data de inscrição : 29/06/2013
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Arcebispo Altobello em Seg Jul 04, 2016 7:07 pm

ㅤㅤMesmo tendo a habilidade de enxergar através das pessoas em se vasto repertório de qualidades, Altobello sente dificuldades em fazê-lo com o Pirado. Suas expressões simplesmente não seguem uma lógica. Parecem ser aleatórias. Assim mesmo o Guardião consegue, de forma parcial, ter seu próprio entendimento da situação. 

ㅤㅤInicialmente Maldini se mostra resistente a ideia, e percebe a grande responsabilidade que enfrenta ao decidir a questão. Suas mãos massageando as têmporas e o fato de, em meio aos sussurros, invocar sua aliança com o Arcebispo revelam um enorme estresse que o Malkaviano AT suporta. Mas suas risadas permanecem como um enigma. É impossível dizer o que está se passando em sua mente ao gargalhar, e por mais que Jorge tenha a capacidade de entrar em sua mente e descobrir, prefere não expor sua sanidade mental a esse tipo de risco.

ㅤㅤCom as palavras certas, no entanto, os argumentos do Bispo de Nova Iorque começam a penetrar na cabeça dura do Bispo de Paradise. Sua voz se torna decidida, e ele declara apoio à causa. Inevitavelmente, é claro, há desconfiança. Será que resolveu dizer que concorda apenas para ganhar sua confiança? Imediatamente, o Lasombra começa a ler a aura do seu "mais novo aliado". É preciso ter certeza de que está lidando um amigo e não com um inimigo.

ㅤㅤUma mulher adentra e anuncia que a boate está lotada. O peito de Altobello, nesse momento, se enche de orgulho. É hora do show. O Bispo se prepara para começar o contra-ataque Sabá, quando é interpelado com mais uma pergunta. Uma pergunta idiota. - Um cerco pode levar anos, talvez décadas. - Sustenta com serenidade. - Não é o que queremos. Se essa fosse uma tática efetiva, já teríamos tomado a cidade. Nós vamos varrer a Camarilla daqui. Seria algo mais parecido com um Blitzkrieg. - Sorri o Guardião. - Rápido e devastador. E para isso, precisamos do máximo de gente que pudermos reunir.

_________________
"Subirei aos céus, erguerei meu trono acima das estrelas de Deus
E lá, mais alto que as nuvens, serei como o Altíssimo." 
avatar
Arcebispo Altobello
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 23
Localização : Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Baruch King, O Anjo Caído em Dom Jul 17, 2016 5:26 pm

Bispo Altobello
- Altobello: PDS 15/15 ~ FV 6/7 Vitalidade: Escoriado (Agravado) -

- Não é o que queremos. Se essa fosse uma tática efetiva, já teríamos tomado a cidade. Nós vamos varrer a Camarilla daqui. Seria algo mais parecido com um Blitzkrieg. - Sorri o Guardião. - Rápido e devastador. E para isso, precisamos do máximo de gente que pudermos reunir.

-- Pois bem... - Dizia o Bispo, olhando para a porta. Havia uma mensagem oculta em seu olhar, algo como um convite para que Altobello fosse encontrar seus convidados. -- A Torre de Marfim terá problemas... Sérios problemas.

A Mulher que anunciara que os convidados de Altobello haviam chegado fechara a porta logo após a saída do Bispo. Altobello não conseguia mais ouvir o que era dito no interior do escritório. Se bem que não importava mais, ele tinha assuntos mais importantes a tratar que ouvir as conversas de um bispo lunático decadente como uma velha fofoqueira.

Chegando ao saguão Altobello sentia orgulho do que via. O Alcance que suas cartas obtiveram foi realmente bom. O Lasombra contava algo em torno de 12 vampiros, e cerca de 18 carniçais.

_________________
Nós queremos ver você se curvar à escuridão. Você quer nos seguir através da noite? Você nunca morrerá como uma criança da noite
Encare sua morte com orgulho, Ele irá vê-lo sorrir.  Com seus olhos brilhantes como estrelas, ele matará a todos, sem remorso. Fome pela escuridão golpeando seu coração, enegrecido desde o início, seu mal arrasta-se em sua mente. Provocando arrepios na espinha, Ele é a Noite! Alegrai-vos na carnificina, sabem que a merecem.





Spoiler:

"Penso, Logo Existo"
- Sussurros, pois ninguém deve nos ouvir.
-- Por que não falamos de igual para igual?
--- Gritos, pois devo ser ouvido.
*Atos, pois não devo confiar apenas nas palavras.*
avatar
Baruch King, O Anjo Caído

Data de inscrição : 29/06/2013
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Winterfell em Dom Ago 14, 2016 11:25 pm

- Falas.
Pensamentos.

Ações.
Descrições e destaque descritivo.
(Informações em Off, como características relevantes).

Saindo de: Las Vegas - o Condado de Clark - 04 : Henderson & Mojave Sul
Indo para: Las Vegas - o Condado de Clark - 02: Paradise & Mojave Oeste

Observo a paisagem em movimento pela janela, o carro desses barris andava bem e tinha conseguido cobrir uma grande distancia. Esse subterfúgio de mochileiro ainda me serve. A violência entre os próprios barris, vinha deixando-os mais cautelosos no geral e isso diminuía bastante os bons samaritanos (Idiotas) dispostos a dar carona. Ainda assim, me passar por "mochileiro" tinha sua utilidade. Uma forma simples de percorrer longas distancias, sem gastar muito. Minha postura geral também não tem colaborado como gostaria. Diferente da maior parte dos Tzimisces, não tinha alterações corporais e minha aparência era bem ordinária. O que por si, ajudava a me ocultar em meio a comida. Contudo, não conseguia simular bem as funções de um vivo (Sou um Seguidor de Trilha) portanto meu disfarce não se mantinha, se submetido a um observador atento ou uma conversa muito longa. Não que muitos Sabás consigam sequer fazer o que estou fazendo agora, mas ... saber das imperfeições em meu disfarce é bem frustrante (Perfeccionista) ... - O amigo, digo tentando chamar um pouco a atenção do motorista. - sabe dizer se tem um hotel que não seja tão caro ou um cortiço por aqui? Digo sorrindo bem humorado e piscando um pouco em uma serie de intervalos, como a comida costuma fazer. É meio cansativo ficar me impondo estes trejeitos, mas eles dão mais veracidade a essa mascara, tento me manter no papel. -Acho que por aqui já tá bom pra mim, você me quebrou um galho com essa carona, valeu mesmo. Me mostro agradecido, tudo dentro do personagem. Justamente por saber a fragilidade do meu disfarce, tenho de ficar me preocupando com esses detalhes. Também uso roupas mais compridas e largas que me ajudem a cobrir e ocultar melhor meu corpo. (Também estou usando uma jaqueta com capuz, mas o capuz esta para trás e meu rosto a mostra). Continuo no "personagem", como um mochileiro qualquer, ate o carro parar e enfim descer já colocando minha mochila nas costas. - Bom, boa noite ae pra vocês. Faço um "tchau" com a mão e depois vou me afastando. Finalmente. Enfim relaxo minha expressão facial livre de grande parte daquele teatro todo e vou indo ao primeiro beco ou área mais escura que parecer desocupado em meu caminho.

No beco, me encosto em alguma parede e deixo a escuridão me acolher. (Ofuscação 02) Essa cidade também é da Bastarda, então esse teatrinho todo tinha sido uma precaução necessária. Agora posso parar de interpretar. (enfim tinha me livrado dos federais na entrada de Henderson, o começo desta noite foi mais tumultuado do que previ, mas "o trem ainda estava nos trilhos"), Tenho de pensar em meus próximos passos. Tinha muita coisa pra fazer, Preciso de informações, preciso de recursos, vou precisar arrumar também um carro ou um outro lugar pra ficar. Talvez ambos. A caverna que vinha usando como "refugio" desde a destruição de meu bando era segura, mas muito fora de mão ... Só chegar ate aqui foi uma luta. Passar por esse perrengue toda noite estava fora de questão, teria de resolver isso de alguma forma. Bom então ... um meio de transporte, adaptar melhor a caverna, um refugio secundário localizado na cidade propriamente, um estoque de alimento, cobaias nas quais praticar, me fortalecer e me apresentar ao Bispo e começar a alçar posições na seita. Não seria mais o Servo Revenante, não seria mais um Recruta. É enfim meu momento. Todos tem que começar de algum lugar, ate os grandes como eu (Megalomaníaco). Sorrio para mim mesmo. Meu imperio não vai se construir sozinho.

Volto a andar, indo ate a "boca" do beco onde observo a entrada do lugar, que segundo minhas informações pertenceria ao Bispo. tinha muito que fazer esta noite e este seria o primeiro passo. Pra começar, vou concluir essa apresentação logo. (Desativo Ofuscação). E então como uma "pessoa qualquer", saio do beco e tomo lugar na calçada, indo em direção ao imóvel.

Adentro no Domínio/Convento de Pietro Maldini, ainda não verdadeiramente ciente da convocação que ocorria simultaneamente.

(Estou carregando comigo alem das roupas no corpo, e um pouco de dinheiro, um punhado de terra dentro da mochila. Embora tenha deixado a maior parte protegida em meu refugio. Não sei se poderei retornar a caverna nesta mesma noite, portanto trouxe um pouco de terra como precaução).[/b]


Última edição por Winterfell em Seg Ago 15, 2016 3:34 pm, editado 2 vez(es)

_________________
- Falas. Pensamentos. Ações. Descrições e destaque descritivo. (Informações em Off).
avatar
Winterfell

Data de inscrição : 20/07/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Arcebispo Altobello em Seg Ago 15, 2016 1:44 pm


O Bispo Pietro Maldini finalmente havia dado o seu consentimento para que Altobello falasse em nome do Sabá em seu território. Não que ele precisasse de sua permissão, mas seguir os protocolos da Seita lhe daria um alcance muito maior, podendo recrutar mais membros do que se simplesmente resolvesse agir por conta própria. Contudo a mera anuência do Bispo não era o bastante para o Lasombra. Ele queria mais, ele precisava de mais. - Seria bastante inspirador para esses vampiros se o seu Bispo participasse da reunião, além de permitir uma melhor estratégia de tomada se tivermos duas frentes de combate. 

Não poderia obrigar o Pirado a comparecer na reunião, apesar de tudo. Se lhe fosse negado, não perderia mais tempo. Cruzaria a porta e se depararia com os membros que atenderam seu chamado. 

A postura do Bispo Nova-iorquino era impecável e sua expressão compenetrada. Seu terno risca-de-giz, com abotoaduras de ouro, um lenço branco no bolso frontal e gravata vermelho-sangue era só um disfarce providenciado por sua Ofuscação. Por baixo da ilusão vestia uma roupa tática reforçada, como normalmente usava em situações críticas. 

- Boa noite, meus irmãos! - Uma voz grave e forte rompe a falatória que imperava na sala antes da entrada de Jorge. - Fico contente que tantos de vocês tenha ouvido meu chamado, já que não sou o líder que estão habituados. Tenho certeza que a maioria de vocês estão aqui por mera curiosidade, mas garanto que a proposta que trago é suficiente para ganhar seu apoio. 

- Para aqueles que caíram aqui de para-quedas e não fazem ideia de quem sou eu, meu nome é Jorge Altobello, Bispo de Nova Iorque. Eu participei da tomada de Londres e Nova Iorque e estou aqui hoje para ajudá-los a tomar Las Vegas. - O Lasombra pausa sua fala, esperando que os vampiros processem toda a informação.

- Alguns de vocês deve conhecer a reputação de um Círculo apelidado "Hexagon", certo? - O Guardião espera a confirmação para validar seu questionamento. - Pois bem. O Hexagon foi destruído noite passada ao atentar contra a minha não-vida na Oficina de Carne, reduto da Mão-Negra na cidade. - A expressão orgulhosa de Altobello pode ser percebida por qualquer um que estiver olhando. Ele não se importa em ocultar, já que é um motivo de "orgulho coletivo". - Em "interrogatório" com um dos membros sobreviventes, foi possível descobrir a localização do Elísio da cidade. Isso é uma grande vantagem para todos nós, já que agora poderemos partir um ponto importante e conseguir informações que permitirá que tomemos a cidade em breve.

- Imagino que todos tenham seguido a recomendação de trazer um gado com aparência árabe, correto?

_________________
"Subirei aos céus, erguerei meu trono acima das estrelas de Deus
E lá, mais alto que as nuvens, serei como o Altíssimo." 
avatar
Arcebispo Altobello
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 23
Localização : Brasília - DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Undead King em Seg Ago 15, 2016 5:19 pm

(OFF: Alex, desculpe a demora de 5 meses, rsrsr. Eu saí do ritmo da história da cidade, mas vou tentar recuperar o tempo perdido. Bem, vamos ao que interessa. ON )

Sim, Minamino iria usar o Ventrue, mas ele não se importava. Diante de tanta humilhação, uma proposta dessas, para reeguer-se diante de todo o clã, valia o mais puro ouro. Dava uma risada leve com a sinceridade da Primógena, ele não esperava por essa clareza de informação. E sim, as coisas começaram a se encaixar mais um pouco. O descaso de Bugsy Siegel com o caso era gritante, talvez ele mesmo tivesse um dedo no crime. Mas ainda era muito cedo para afirmar qualquer coisa, Arnald sabia disso. Até agora não tinha conseguido nenhum tipo de prova concreta sobre aquilo, se não fosse pela ajuda do clã Malkaviano e da primógena, estaria mais estagnado ainda.
Uma bela moça ruiva adentrava o recinto, Bradley deduzia que era Anabelle, a tal amiga de Charlie. Depois de explicada a situação, ela se apresentava ao Ventrue   - Prazer Anabelle. Para mim também é uma questão de honra descobrir quem matou vosso primógeno. Bem, antes de irmos tratar disso, se importa de trabalhar junto do carniçal Lincoln? Ele é meu parceiro nisso. - Falava encarando os olhos da ruiva com confiança na voz.
avatar
Undead King

Data de inscrição : 03/07/2015
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Baruch King, O Anjo Caído em Sab Ago 20, 2016 10:38 pm


Camille
PdS: 14/14
FdV: 5/7
Vitalidade: OK

RED GAME


Havia cerca de uma hora que a pequena Malkaviana havia escapado de seu perseguidor e viu-se livre para andar pela cidade. Não havia sido muito difícil, ou demorado, conseguir uma fonte de sangue - Pobre gado, tão fracos, insensatos, ingênuos... - basta um roto bonito ou a ilusão de inocência para enfraquecê-los. Bem, a pequena Malkaviana tinha ambos, e isso já era metade do caminho.

Livre para perambular por Paradise, Camille seguia seu caminho, sem incômodos ou outros obstáculos. Em sua caminhada por aquela parte de Vegas, ela podia ouvir alguns boatos. Aparentemente um Bispo de outra cidade convocara os membros do Sabá de Vegas para uma reunião.

Camille não tinha o que fazer, estava sem rumo. Decidira, então, seguir caminho para o local marcado pelo Bispo. Curiosamente, a boate em que o encontro fora marcado ficava apenas há algumas quadras de onde ela estava. Chegaria lá rápido, e se desse sorte poderia conseguir alguns contatos interessantes ali. (1)

A Malkaviana percorria algumas ruas e mudava, então, seu caminho passando por beco, a única forma de chegar ao local de encontro era passar por ali. A cada passo que dava, a garota sentia-se sendo seguida, embora não conseguisse, identificar a causa deste sentimento, tampouco encontrar algo que justificasse sua paranoia.

-- Garota burra, você acha que fugiu daquela Sombra? - Camille ouvia a voz de seu pai dentro de sua cabeça, aquilo irritava-a de uma maneira que nunca experimentara antes. Não era simples irritação ou ódio, havia algo diferente dessa vez.

-- Estúpida, você vai morrer... - Havia algo de errado... Desta vez quem falava era sua mãe e não seu pai. Sua mãe, aquela que sempre procurava o melhor para a Malkaviana. Ela nunca havia tratado-a daquele jeito. Por um segundo, aquilo confundia a garota. O que estava acontecendo? -- Era uma vez uma garotinha. Sua cabeça era doida, sua mente é louquinha... Aquela pobre menininha estava fodidinha, um monstro apareceu e com ela queria dar uma fodinha... Será que ele deixará ela inteira depois da rapidinha, ou com fogo, no final deixará ela quentinha?

Camille ouvia as vozes de sua mãe e seu pai cantando aquilo. As vozes alternavam entre si e causavam uma perturbação que ela nunca havia sentido antes. Era como se aquelas vozes preenchessem toda a mente da menina, suprimindo os pensamentos da lunática.

Era então que a cena tornava-se ainda pior para a garota.

-- HAHAHAHAHA! - Às suas costas, a Lunática ouvia um som deformado, como se estivesse sendo abafado por algo. Desta vez o som não vinha de sua cabeça, mas sim da figura infernal que andava em sua direção, estando há poucos metros de distância. -- Era uma vez uma garotinha... Sua cabeça era doida, sua mente é louquinha... Aquela pobre menininha estava fodidinha, um monstro apareceu e com ela queria uma fodinha...

Aquele demônio cantava a mesma música que sua mãe em sua mente. O ritmo, as palavras, eram idênticos. O ser era completamente negro, com garras e tentáculos que não eram, claramente, compostos por alguma substância deste mundo. O corpo daquele ser era deformado, quase como se os extremos do corpo, isto é, sua cabeça e pés estivessem passando por uma fenda dimensional. Eram embaçados, sem uma forma definida. A voz, por sua vez, tinha um som abissal.

Mesmo sendo uma figura assustadora, Charlotte conseguia manter o mínimo controle de seu corpo, evitando que ele perecesse perante o medo vermelho do Rötschreck, mas era como se aquela imagem não quisesse deixar a mente da Malkaviana, seria trabalhoso manter o auto-controle naquela situação. Restava, agora, à Lunática decidir o que ela faria naquele momento.

====
1 - Jogador inativo há alguns meses, sua ação foi tomada automaticamente para não prejudicar a narrativa.

OFF: A PARTIR DE AMANHÃ (DIA 21/08) VOCÊ TÊM EXATOS 7 DIAS PARA POSTAR SUA RESPOSTA. DO CONTRÁRIO, SEGUIREI AS DIRETRIZES DO TÓPICO DE LEITURA OBRIGATÓRIA DA CIDADE E INTERPRETAREI SUA PERSONAGEM COMO SE ESTA FOSSE UM NPC, PARA QUE A NARRATIVA NÃO SEJA PREJUDICADA.

_________________
Nós queremos ver você se curvar à escuridão. Você quer nos seguir através da noite? Você nunca morrerá como uma criança da noite
Encare sua morte com orgulho, Ele irá vê-lo sorrir.  Com seus olhos brilhantes como estrelas, ele matará a todos, sem remorso. Fome pela escuridão golpeando seu coração, enegrecido desde o início, seu mal arrasta-se em sua mente. Provocando arrepios na espinha, Ele é a Noite! Alegrai-vos na carnificina, sabem que a merecem.





Spoiler:

"Penso, Logo Existo"
- Sussurros, pois ninguém deve nos ouvir.
-- Por que não falamos de igual para igual?
--- Gritos, pois devo ser ouvido.
*Atos, pois não devo confiar apenas nas palavras.*
avatar
Baruch King, O Anjo Caído

Data de inscrição : 29/06/2013
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Baruch King, O Anjo Caído em Seg Ago 22, 2016 7:36 pm

Bispo Altobello
PdS: 15/15
FdV: 6/7
Vitalidade: Escoriado (agravado)

-- Não se preocupe, logo juntarei-me à você. - O Lunático respondia, indicando o caminho para Altobello com um gesto de sua mão direita. Assim que o Bispo de Nova York deixasse a sala, a porta bateria às suas costas. Lá dentro, Maldini dialogava com a mulher que entrara na sala pouco antes do Lasombra sair.

Bispo Altobello
PdS: 15/15
FdV: 6/7
Vitalidade: Escoriado (agravado)


Marko Cerveni Obertus
PdS: 1/1
FdV:7/7
Vitalidade: OK



Bispo Altobello escreveu:- Boa noite, meus irmãos! Fico contente que tantos de vocês tenha ouvido meu chamado, já que não sou o líder que estão habituados. Tenho certeza que a maioria de vocês estão aqui por mera curiosidade, mas garanto que a proposta que trago é suficiente para ganhar seu apoio.

- Para aqueles que caíram aqui de para-quedas e não fazem ideia de quem sou eu, meu nome é Jorge Altobello, Bispo de Nova Iorque. Eu participei da tomada de Londres e Nova Iorque e estou aqui hoje para ajudá-los a tomar Las Vegas. - O Lasombra pausa sua fala, esperando que os vampiros processem toda a informação.

O Bispo de Nova York começava, então, a falar. Após fazer sua primeira declaração, saudando os vampiros que ali encontravam-se, os presentes no local calavam-se e olhavam, com atenção, para o Bispo. A menção de seu nome e seu título, no entanto, parecia causar um efeito diferente em alguns dos 12 vampiros presentes. Suas expressões sugeriam desdém.

A menção de uma espécie de ''convocação'', por parte deste tal Bispo Altobello era uma surpresa para Marko, que não tinha o menor conhecimento disso. Não fazia ideia de que haviam planos de conquistar Vegas, o Tzimisce havia, aparentemente, aparecido naquele lugar em um momento incrivelmente oportuno. Teria chances de mostrar serviço não à apenas um, mas sim dois bispos do Sabá.


- Alguns de vocês deve conhecer a reputação de um Círculo apelidado "Hexagon", certo? Pois bem. O Hexagon foi destruído noite passada ao atentar contra a minha não-vida na Oficina de Carne, reduto da Mão-Negra na cidade. Em "interrogatório" com um dos membros sobreviventes, foi possível descobrir a localização do Elísio da cidade. Isso é uma grande vantagem para todos nós, já que agora poderemos partir um ponto importante e conseguir informações que permitirá que tomemos a cidade em breve.

Alguns dos presentes mostravam-se apreensivos com a menção do nome Hexagon. Pelo que Altobello conseguia ver, o Círculo tinha uma grande reputação entre as fileiras do Sabá de Vegas e parecia assustar muitos dos membros da Espada. Ao dizer que o Círculo fora destruído, esse temor aparentemente desaparecia.


- Imagino que todos tenham seguido a recomendação de trazer um gado com aparência árabe, correto?

Marko não entendia muito bem qual seria o propósito daquilo. Ele, assim como o Bispo, viam alguns dos presentes naquele local empurrando humanos barbados, alguns trajando longas roupas brancas para frente. Não pareciam, racialmente, com homens provenientes do oriente médio, mas pelo ponto de vista americano, pareciam-se muito bem com terroristas.

_________________
Nós queremos ver você se curvar à escuridão. Você quer nos seguir através da noite? Você nunca morrerá como uma criança da noite
Encare sua morte com orgulho, Ele irá vê-lo sorrir.  Com seus olhos brilhantes como estrelas, ele matará a todos, sem remorso. Fome pela escuridão golpeando seu coração, enegrecido desde o início, seu mal arrasta-se em sua mente. Provocando arrepios na espinha, Ele é a Noite! Alegrai-vos na carnificina, sabem que a merecem.





Spoiler:

"Penso, Logo Existo"
- Sussurros, pois ninguém deve nos ouvir.
-- Por que não falamos de igual para igual?
--- Gritos, pois devo ser ouvido.
*Atos, pois não devo confiar apenas nas palavras.*
avatar
Baruch King, O Anjo Caído

Data de inscrição : 29/06/2013
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 02: Paradise & Mojave Oeste

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum