LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Página 4 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Rian em Qua Jun 01, 2016 12:28 am

Danio Benetti; PS: 13/14; FV: 6/6; Vitalidade: ok


O Lassombra escolhia entrar no jogo da mulher. Ela respondia a primeira pergunta com naturalidade:
- Depende de quem você é, de onde vem, de que lado está e o que procura. Contudo, Benneti sentia o duplo sentido naquela resposta. Uma afirmação mixada com interrogação. Talvez ela desejasse saber essas coisas.

Ela não demonstrava nenhuma alteração emocional ou corporal com o elogio do Lassombra. Mantinha seu olhar fixo na mesma direção em que o convidado olhava, a garota no palco.
- Passar dias aqui sem se preocupar com o mundo externo? Não tens medo de ser como os marinheiros de Ulisses que como conta a Odisséia, passaram décadas ao lado das sereias imaginando que tinham passado minutos?! Minhas funcionárias são o que elas precisam ser, senhor Bennet. Talvez elas sejam as sereias e eu a rainha, como na Odisséia. Dizia ela sem pronunciar o “i” no final, como se estivesse dando o troco pelo fato do visitante fazer o mesmo com a pergunta da mulher.

- Mas... continuava ela. - Eu posso lhe oferecer muito mais do que mulheres bonitas. Desde que esteja disposto a fazer negócios comigo, senhor Benneti. Dizia agora, pronunciando corretamente o nome do italiano. - Vegas é uma cidade que está cheia de oportunidades à espera daqueles que tem a carta certa. Me digas de onde vem e de que lado estás que e eu lhe mostro minhas cartas.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Shirou em Qua Jun 01, 2016 2:59 pm

(off: to aguardando minha postagem tem 3 meses, vou ganhar post ainda ou to fora do cenário?)
avatar
Shirou

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Fuuma Monou em Qui Jun 02, 2016 12:23 pm

Ouço as palavras da mulher sem tirar os olhos da platéia. Os bêbados já começavam a aparecer para tentar pular no palco e se aproximar das garotas? Algum segurança apareceu para "levar cordialmente" alguém para fora? Esse era o tempo que desejava gastar com o silêncio, esta seria a minha reposta primária às indagações da mulher. O Silêncio. Espero alguns instantes... segundos passam no relógio enquanto penso na proposta. "- As cartas estão na mesa, mas acredito que nem metade do baralho está amostra. Ainda preciso forçar a banca a me liberar mais acessos, preciso de mais informação."

Esboço um sorriso sarcástico, uma leve gargalhada se forma em meu interior e é externada como vento liberado por minhas narinas... Fecho meu semblante... o desejo, a ganancia, a necessidade de ganhar aparecem em minha face.

- Saio de minha residência e venho para essa cidade à negócios, e quando estou indo embora vejo esse lugar... - Deixo as palavras soltas no ar por alguns instantes. - Será um ótimo lugar para me divertir, eu penso. E realmente parece que será. Agora diga-me, você como dona desse lugar deve conhecer bastante gente, o que achas que me divertiria? - Uma verdade sem expor nada de importante. "-A menos que ela conheça "a família" não tem como saber de onde vim nem o que estava a fazer. Ainda deixo um presente, a certeza de que não sou daqui. Vamos ver como ela lida com essas informações."

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Papa Paradise em Qui Jun 02, 2016 4:17 pm

Rian, O carateca louco. PS: 15/15 FV: 5/7 Vitalidade: -3





Rian procura ouvir o que era conversado la dentro mas não foi possível obviamente, pois do contrario, ele não teria sido mandado para fora do recinto para que tivessem uma conversa privada. Talvez a sala fosse especial, quem sabe?

Não demorou muito. Logo o carateca ouve a doce voz de Madrecita o chamando de volta a sala. Fausto abre a porta em sinal de que ele deveria entrar e madrecita ja começa a falar:

- Querido, precisamos muito de sua ajuda. Como disse anteriormente este é seu novo lar, seu lugar é aqui ao meu lado. Mas veja! Aqui somos uma irmandade e apesar de eu não ter dúvida de sua lealdade e amor, os outros necessitam saber se você pode ser alguém especial para ganhar o respeito de todos alem da aceitação! Desculpe impor isto a você dessa forma, mas quero você ao meu lado, você poderia fazer um esforço por nos dois? preciso de você e preciso que os outros também o aceitem!

- Fausto esta inclinado a nos ajudar! Nós lhe daremos uma nova identidade para que você possa nos ajudar além de livra-lo momentaneamente das enrascadas que tem sem metido, aquela família não lhe deu nada proveitoso perto do que podemos lhe oferecer aqui em troca de sua lealdade! Sua missão sera ir até a Camarila e ser nosso informante! Infiltrar-se e nos informar sobre toda a politica e estrutura da seita na cidade! Então meu querido faria Isso por mim, por nos?

_________________
avatar
Papa Paradise

Data de inscrição : 11/08/2011
Localização : São paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Aradia em Qui Jun 02, 2016 5:56 pm

✥ Amin ✥
Localização: Desconhecido
Pontos de Sangue: 2-14
Força de Vontade: 7-7

Movimentação de Cenário:
Narração disponível aqui.

_________________
"A tortura quebra a matéria e atingi o aspecto imaterial do ser.
É a única forma de tocar o que ainda não compreendo."
avatar
Aradia

Data de inscrição : 27/04/2010
Idade : 27
Localização : Uberlândia - MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Rian em Qui Jun 02, 2016 9:59 pm

Ao tentar bisbilhotar a conversa dos dois percebia que não era possível. “- Que droga!” Caminhava com os braços cruzados ali na porta, para um lado e para o outro, já que a única opção que me restava era esperar.

Finalmente me chamavam! Ah, como era reconfortante ouvir a voz doce amável da minha mestra Madrecita. Fausto abria a porta para mim. Entrava, mas entrava desconfiado, sem dar as costas para ninguém. Última vez que isso tinha acontecido eu fui estacado. Não se pode confiar em vampiros. Eu estava aprendendo isso a duras penas. Enquanto entrava, observava tudo à minha volta, se havia mais alguém, rotas de fugas, o que eu poderia usar em minha defesa ou o que poderiam usar contra mim. Amava Madrecita, mas ela já me agrediu uma vez. O amor por minha irmã as vezes confrontava o dela e isso me dava forças.

Escutava atentamente as palavras de Madrecita. Ela tinha toda a minha atenção, sempre teria. Às vezes meus olhos escorregavam para Fausto, vigiando, sempre alerta. “- Sobrevivência em primeiro lugar...”, eu pensava.
(...) Então meu querido faria Isso por mim, por nos?
Não conseguia esconder o sorriso. Em verdade, o clã Gangrel como um todo já havia se retirado da Camarilla. Embora nossos anciões nos deixaram livres para optar pela saída ou permanência na seita, aqueles que ficaram estão sendo mal vistos pelos outros Gangrel. Somado a isso, estava sendo caçado pela Camarilla de Vegas e agora querem me usar como um espião?! Não só não conseguia dizer não aos desejos de minha Mestra, como também eu desejava aquilo espontaneamente.

- Madrecita! Eu desejo do fundo de minha alma ser o instrumento para a derrubada da Camarilla de Vegas! Irei descobrir tudo o que você quiser sobre eles. Eu só não entendi... como vai funcionar minha nova identidade... Mas se for suficiente para que não me reconheçam, estou de acordo. Para falar a verdade, já não vejo a hora de caminhar entre os meus inimigos e corroê-los por dentro. Dizia com um sorriso de satisfação no rosto. Estava empolgado e queria agir já! (caçador de emoções)

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por R.Gato em Sex Jun 03, 2016 4:17 pm

Um grito horrendo de agonia de repente ecoava pelo Circo - AAARRRRRHHHHH!!!!!! - em um piscar de olhos Prince estava novamente em seu refugio, seria um alivio se a dor que o pobre demônio sentia não fosse a de mil sóis queimando sua carne. Ele não conseguia ficar de pé, seus músculos se contraíam contra sua vontade, seus pés descalços raspavam o chão ferindo sua pele, a mão que restara apertava com uma força descomunal o ferimento de onde ficava seu braço, seus olhos virados estavam completamente vermelhos devido ao sangue que fluía em alta pressão por sua cabeça, as veias de seu pescoço saltadas mais pareciam raízes de alguma planta, a dor fazia com que o tempo andasse de vagar, pareciam anos os poucos segundos de sofrimento, interrompidos apenas pelo seu corpo, desligando e tudo ficando escuro novamente...


"Não se esquecerá de mim. Conhecerá o diabo duas vezes."




_________________
avatar
R.Gato

Data de inscrição : 08/07/2015
Idade : 26
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Rian em Sab Jun 04, 2016 12:18 pm

Marko Cerveni Obertus FV: 7\7 - Pontos de sangue: 08/11 - Vitalidade: ok ~Ofuscado / Sentidos aguçados~



Pensamentos... mil e um pensamentos. A cada passo que o Tzmisce dava, um novo pensamento surgia em sua mente. O que pretendia fazer em Vegas, como fazer, quando e com quem...  Assim que começava a caminhar pisava em um crânio. Temendo estar em um território sabá, o Revenante Obertus analisa os ossos à sua volta à procura de marcas que pudessem denunciar alguma prática Sabá. O demônio encontra marcas em um fêmur e em um crânio, contudo, ao decifrar aquelas marcas ele descobre que poderia ser algo muito pior que práticas sabá. Havia um rasgo de mais de 20cm de extensão no fêmur cortando uma das faces do osso de fora a fora. Pelos conhecimentos do Tzmisce aquilo só poderia ser feito por garras. No crânio que ele pisava, havia um orifício que só poderia ser provocado por presas. Presas grandes, maiores que as de um vampiro... Presas de um lobo, ou um grande predador...

Repentinamente seu mergulho em seu próprio mundo era interrompido pelo balançar de um arbusto. Alarmado, o neófito estreita os olhos enquanto sua visão mergulhava no horizonte infinito à procura de, seja lá o que for que tivera feito aquela planta chacoalhar. Ao mesmo tempo, seus tímpanos palpitavam cada pequena vibração no ar e o seu olfato buscava qualquer indício de alguma coisa que explicasse aqueles fenômenos. E sim! Havia algo ali próximo do vampiro... Odor de algum animal que rondava o vampiro a uma certa distância. Sua audição também captava sons que seriam imperceptíveis, não fosse os sentidos aguçados do vampiro. Era pior do que o que o vampiro podia supor: Os sons vinham de dois lugares diferentes, à direita e à esquerda do demônio. Agora era a vez do sentido da visão mostrar o que os ouvidos haviam captado. Próximo dali, a uns 20metros havia uma enorme pedra, de uns 5 metros de altura. Era quase um pico. Pedregulhos começavam a rolar lá de cima, ladeira a baixo. Ao olhar naquela direção o cainita finalmente vê o seu observador. Um lobo, imponente, lá do alto, com olhos amarelos e orelhas eretas fitando o demônio. A lua acima dele dava um ar sombrio, como se aquele animal fosse o dono daquele lugar.



Ele uivava para o céu. Um uivo longo e poderoso, depois encarava Marko nos olhos e, após um rosnado, começava a descer saltando de uma pedra para outra rapidamente.

Ao mesmo tempo, olhando na direção de onde vinha outro ruído, atrás de um arbusto, mais um par de olhos amarelos. Outro lobo que estava apenas aguardando o momento certo para dar o bote no vampiro. Talvez, aguardava a ordem do alfa, que estava lá no alto. O predador, ao perceber que tinha sido descoberto, não se mostrava nem um pouco amistoso...


E agora?

Dados:
Marko rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 6 para investigar que resultou 3, 8, 8, 2 - Total: 2 Sucessos
Marko rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para decifrar pistas que resultou 2, 2, 8, 6, 10, 9 - Total: 5 Sucessos

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Papa Paradise em Sab Jun 04, 2016 5:27 pm

Crow: PDS 10/12 ~ FV 2/5 Vitalidade: Aleijado (-5 Dados/Agravado) -








Belo e belissimamente destroçado, usando uma licença poética sarcástica, estava o corpo do danado príncipe corvo de madeira. Uma musica tocava no fundo, em um clima vintage dizia:


The French are glad to die for love
They delight in fighting duels
But I prefer a man who lives
And gives expensive jewels
A kiss on the hand may be quite continental
But diamonds are a girl's best friends

Diamantes cor-de-rosa de todos os tamanhos, formatos e das mais variadas composições de adereços enfeitavam os moveis e as mulheres que cantavam ao seu redor. Aos poucos, luzes surgiam e revelavam o local onde seu corpo moribundo se encontrava. Um salão de festas que parecia uma casa de festas, um cabaré?

As mulheres não pareciam dar importância a sua presença no local. Algumas sentadas em posições sensuais em cadeiras, outras deitadas em poltronas ou apenas de pé, andavam, dançavam e cantavam em uma especie de espetáculo. Repentinamente elas calam-se e permanecem imoveis deixando apenas o brilho rosa dos diamantes sobressair-se!  Um rosto conhecido aparece, andando entre as mulheres Madrecita aparece e sua voz ecoa:

- Toda riqueza à cor e o desejo, a crueldade e a beleza, a dádiva para os seus e a destruição aos estranhos!

Todos os outros, menos as mulheres que antes cantavam, respondem:

- Cor, desejo, crueldade e beleza!

Estes outros eram pessoas que  W.C  logo reconhece como membros do circo. Alguns rostos ele conseguia reconhecer, entre eles: Fausto, Irina, alguém que estavam na sala do camarim quando ele mostrou sua verdadeira face e ate mesmo Madame amor. A gata cor de rosa estava sobre uma das mesas cravejadas de diamantes.

Madrecita aproxima-se de W.C e carregava um anel em sua mão, uma imensa pedra de diamante brilhava do objeto.

- A oferenda de hoje vai em nome de nosso mais novo membro! Príncipe! Ele mostrou o desejo pela cor com crueldade e beleza! Fez-se digno de ser chamado um de nós juntos poderemos compartilhar tal riqueza! A riqueza da Cor!

Madrecita dizia as palavra enquanto colocava a joia no dedo de uma das mulheres, ao mesmo tempo todas as outras olhavam fixamente para o objeto! O anel escorrega do dedo e cai no chão equanto todas falam juntas e com uma voz grave e profunda:

- A cor não receberá a oferenda até que o preço seja pago! Diamantes! Banhe em sangue! Sim! banhe em sangue! O preço deve ser pago! Deixem que ele fale! Sim, fale! Deixem que fale! fale!

Todas mulheres viram suas faces em direção a W.C. Ele deveria falar! Mas o que?

Madrecita toma a palavra novamente:

- Parece que alguem terá que pagar o preço de sangue! O circo não deve ser exposto! Aquele que falha com o circo falha com todos e falha com a cor! Torna-se estranho e cruelmente será desejado!

Lin aparece no fundo do salão e todos abrem ala! Ela estava amarrada. Crucificada de cabeça para baixo em uma enorme cruz de diamantes. Nua, seu corpo franzino sangrava e ela apenas tinha forças para olhar para W.C, seu olhar era um misto de pedido de perdão e socorro!

- Fale! Príncipe!- Disse Madrecita.

- Decida quem deverá pagar pelos acontecimentos que se sucederam desde que vocês dois estiveram fora! Por pouco não fomos focados pela mira de um inimigo potente! Não admitimos falhas e nem toleramos quase falhas! O preço deve ser pago! Lin pagará por você ou você pagará por ela! Decida!



_________________
avatar
Papa Paradise

Data de inscrição : 11/08/2011
Localização : São paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Papa Paradise em Sab Jun 04, 2016 6:47 pm

Rian, O carateca louco. PS: 15/15 FV: 5/7 Vitalidade: -3





Madrecita sorri de forma contente.

- Muito bem, que assim seja então! Deixo você aos cuidados de Fausto, ele fará todo o procedimento! Nos encontraremos novamente assim que ele terminar! Agora devo deixa-los a sós!

Madrecita retira-se e Fausto assume então o controle.

- Rian, seu nome certo? Bem, o processo seria um tanto doloroso e eu demoraria mais nos detalhes com você contorcendo-se! Tudo levará algum tempo! Deite-se sobre esta mesa, terei de imobiliza-lo com uma estaca! Alguma pergunta antes de iniciarmos?

_________________
avatar
Papa Paradise

Data de inscrição : 11/08/2011
Localização : São paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Rian em Dom Jun 05, 2016 11:49 am

Ao ouvir aquela palavra "estaca", sem perceber, automaticamente eu soltava: - de novo?! Ao perceber que tinha falado aquilo sem querer, justificava: - Ah desculpe, é que ultimamente tenho sido estacado algumas vezes. Creio que eu já esteja me acostumando com isso, hahaaha... Tentava disfarçar minha real inclinação. " - Quem garante que isso não é uma armadilha para me destruírem?!" Dava um passo para trás, relutante...

Desviava o olhar de Fausto, encarando algum objeto na sala.. " - Mas que droga! Onde é que eu fui me meter, vindo para Vegas?!" Em meu mundo, em minha imaginação, uma retrospectiva de tudo que tinha acontecido desde que cheguei na cidade passava em minha mente. Eu não tinha sido cuidadoso, cometi muitos erros... mas também aprendi com muitos deles. Não sei porque mas eu tinha gostado da cidade e queria andar pelas ruas de Las Vegas sem ser caçado por algum algoz ávido em querer mostrar serviço para aquela Seita dos infernos à qual eu pertencia e que agora desejava confrontá-la.

- Fausto... dizia agora o fitando seriamente, com meus punhos cerrados. -...se eu tiver êxito em meu trabalho e se, futuramente, conseguirmos derrubar a Camarilla de Vegas, você promete devolver-me minha identidade original novamente? Ouça, isso é importante para mim...
Aquilo era perigoso. Como eu iria explicar para minha irmã que aquela nova pessoa batendo em sua porta era eu? Não... eu precisava de minha identidade de volta. Com isso eu garantiria duas coisas. Ter de volta minha irmã e dar a Fausto uma garantia de confiança de que eu iria precisar dele novamente e não simplesmente desaparecer depois de feito o processo. Quem sabe assim, ele me daria uma identidade melhor do que planejava inicialmente...

Após a resposta de Fausto, me deitava na mesa...
- Estou pronto. Olha lá o que você vai fazer hein... Tem algum menu ou catálogo para que eu possa escolher? Soltava um sorriso, tentando descontrair. Nunca tinha passado por aquilo e estava muito nervoso.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por R.Gato em Dom Jun 05, 2016 4:42 pm

Desorientado pelo que parecia ter sido uma caminhada pelo inferno, o jovem membro abria seus olhos conforme a dor passava, seus músculos lentamente relaxavam e sua visão clareava. A dor das feridas não era nada comparada ao que havia sentido agora pouco, em alguns segundos Prince podia enxergar com clareza uma sala com muitos rostos familiares e um brilho quase ofuscante de muitos diamantes adornando móveis e pessoas, um ambiente de luxúria e sadismo quase demoníaco, pouco ligavam para seus ferimentos, parecia uma sena normal para os espectadores. A musica tocava ao fundo, entrando profundamente na cabeça do moribundo Corvo que aos poucos também se entrega a atmosfera distinta do lugar.

Sua humanidade parecia ter ido embora, talvez qualquer outra criatura sã estaria apavorada mas havia um vazio profundo e misterioso dentro de Crow, sua alma não mais o acompanhava e isso era perceptível, seu olhar curioso e infantil deu lugar a um olhar tenebroso e frio de indiferença, o vazio de um corpo sem alma era desesperadoramente silencioso. Fazendo esforço para levantar-se ( gastar 1pds em força) o vampiro soltava alguns gemidos incontroláveis e enquanto isso Madrecita que lá estava dizia:

"- Toda riqueza à cor e o desejo, a crueldade e a beleza, a dádiva para os seus e a destruição aos estranhos! "

Era exatamente o que ele havia pedido em troca de sua alma, a destruição dos estranhos, destruição daqueles que o fizeram sofrer! Sua sobrancelha franze um pouco tornando seu semblante extremamente sério, nesse momento um coro de todos ali ressoava:

"- Cor, desejo, crueldade e beleza!"

Agora, recuperado do choque, podia reconhecer alguns integrantes com mais clareza, seu olhar se cruza com o de todos eles e se prende por mais tempo nos olhos de Madame Amor, Crow acreditava que era ela quem havia tentado ajuda-lo matando todos que estavam no Pub onde o mesmo foi capturado. Sua cabeça acena muito sutilmente como sinal de agradecimento. Aquilo que parecia ser um ritual prossegue e Prince mantem seu semblante frio como de um cadáver enquanto sua anfitriã o mostra um enorme diamante.




Papa Paradise escreveu:"Madrecita dizia as palavras enquanto colocava a joia no dedo de uma das mulheres, ao mesmo tempo todas as outras olhavam fixamente para o objeto! O anel escorrega do dedo e cai no chão equanto todas falam juntas e com uma voz grave e profunda:

- A cor não receberá a oferenda até que o preço seja pago! Diamantes! Banhe em sangue! Sim! banhe em sangue! O preço deve ser pago! Deixem que ele fale! Sim, fale! Deixem que fale! fale!

Todas mulheres viram suas faces em direção a W.C. Ele deveria falar! Mas o que?

Madrecita toma a palavra novamente:

- Parece que alguem terá que pagar o preço de sangue! O circo não deve ser exposto! Aquele que falha com o circo falha com todos e falha com a cor! Torna-se estranho e cruelmente será desejado!

Lin aparece no fundo do salão e todos abrem ala! Ela estava amarrada. Crucificada de cabeça para baixo em uma enorme cruz de diamantes. Nua, seu corpo franzino sangrava e ela apenas tinha forças para olhar para W.C, seu olhar era um misto de pedido de perdão e socorro!"


Após a entrada de Lin nada mais foi escutado por Crow, ele sabia o que estava acontecendo e como um reflexo do último resquício de alma que havia em seu corpo ele chorou, seu semblante até então frigido tornou-se triste e uma lagrima de sangue carregando a ultima porção de sua alma escorria, pelo seu rosto bem lentamente ela descia e caia no chão fazendo o barulho de uma explosão para os dois que la estavam a se encarar:



"O mundo estava em chamas e
ninguém podia me salvar, a não ser você
É estranho o que o desejo faz as pessoas tolas fazerem
Eu nunca sonhei que conheceria alguém como você
eu nunca sonhei que perderia alguém como você"

(gastar quantos pts. de sangue forem possíveis p/ força durante a cena) Passando delicadamente a mão pelo rosto de sua querida companheira, observando-a com um olhar compassivo ele tentava entender porque ela o havia abandonado, porque ela havia feito tudo aquilo, como eles havia chegado a tal situação em tão pouco tempo, como em tão pouco tempo ele já não sabia viver sem ela. Ele sentia saudade... saudade prévia da falta que Lin faria a ele, suas forças se esvaíam quando pensava que ela poderia deixar de existir.

_Eu não tenho raiva, só não entendo como pôde nós colocar nessa situação. Por quê? - perguntava retoricamente, nenhuma resposta mudaria sua decisão - não tenha medo, eu não pretendo mata-la, não sei viver sem sua presença acolhedora, agora entendo a verdadeira maldição da não-vida, não temos espaço para sentimentos, você foi e sera a primeira e ultima criatura que amei, me acompanhe em minha última jornada para purgar aqueles que ameaçam nosso lar...

Prince se abaixa lentamente e rasca os pescoço de sua querida Lin com suas presas deixando o sangue jorrar:

_É uma estranha sensação, não é mesmo? A vida se esvaindo, mas não tema, você não ira encontrar seu fim agora - seu corpo foragido d'alma clamava por tanta alma que em sua frente pulsava e abraçando-a ele suga sua amada com toda sua força tentando preencher seu próprio corpo com o espirito e consciência de LIN. (gasta FV ignorar penalidade)


Última edição por R.Gato em Dom Jun 05, 2016 6:23 pm, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
R.Gato

Data de inscrição : 08/07/2015
Idade : 26
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Rian em Ter Jun 07, 2016 8:46 pm

Danio Benetti; PS: 13/14; FV: 6/6; Vitalidade: ok


O show começava. A primeira dançarina surgia fazendo malabarismos em uma haste de metal enquanto a música tocava. Elforia, gritos, assovios e algum dinheiro ou outro jogado para o alto, notas de baixo valor. Enquanto isso o Lassombra permencia em silêncio, para só depois revelar uma verdade nada comprometedora. Que não era de Vegas.
- Hummm... excelente. É de alguém como você que eu estou precisando. Dizia a morena com um sorriso no rosto, parecia contente com o fato do vampiro não ser residente de Las Vegas. Entretanto logo o sorriso sumia de seu rosto e uma expressão séria tomava a face.

- Sabe senhor Beneti, está claro para mim que você é um cainita. Contudo, o que não está claro ainda é se você é um desses covardes que se dizem independentes, se serve à espada de Caim ou se está disposto a morrer se escondendo atrás de uma máscara hipócrita...

A mulher terminava com um olhar inquisitivo sobre Danio.

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Fuuma Monou em Qua Jun 08, 2016 11:04 am

Continuo a olhar para o palco. O show finalmente começava. As mulheres rebolavam e os homens gritavam. Era sempre interessante assistir ao comportamento dos humanos, principalmente quando trata-se dos instintos primitivos... a natureza sempre toma conta, e podemos ver o que realmente eles são...

"- Ninguém teria a capacidade de ser meu dono. Nem você, nem ninguém." - Esse é o primeiro pensamento que me vem a mente quando ela coloca para fora parte de seus pensamentos. "-Há algo errado aqui... Ela disse que precisa de alguém de fora, certamente tentará me colocar numa furada... mas vamos ver do que se trata." - Eu sou o que sou, mas qual é o teu objetivo em perguntar isso? - A forma dela falar sobre as seitas me deixa inclinado a acreditar que ela é Sabbath, contudo é sempre bom descobrir com quem se está lidando primeiro. Nunca se sabe o que esperar de um vampiro, principalmente dentre a Espada. A loucura nos acompanha onde quer que nós nos estabeleçamos... isso é um dos motivos que me mantém... ver a destruição, sentir a loucura...

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Winterfell em Qui Jun 09, 2016 1:05 am

O que temos aqui.... Atentamente, analiso o fêmur em toda sua extensão, acompanhando com os dedos o relevo acidentado do talho, Mais de 20 cm, Uma das faces do osso fora cortada, provavelmente arrancada fora pelo que quer que causou essas marcas. não era tão difícil intuir a arma usada: Garras. Coloco o fêmur no chão, aproveitando para apanhar o crânio que antes tinha pisado. Isso é preocupante... Dedico ainda mais atenção ao crânio partido, tentando descobrir algo que me leve a descartar essa suspeita que se formava. Essa perturbadora suspeita ... Então identifico a perfuração... Droga! Essas presas são grandes demais, a menos que minhas suspeitas estivessem certas. Lupinos! Nunca detestei tanto estar certo. PUTA QUE PARIU! Com uma urgência surgida da auto-preservação, começo a vasculhar meus arredores. Todos os sentidos dispostos, toda urgência transposta em motivação. Canalizada, ...... procurando. Aqui! Identifico um odor, um cheiro animal. Ele esta ... ele esta me rondando, e já sabia que "animal" seria, espreitando a distancia. Posso sentir o frio, fruto do medo endurecer minha espinha, se alastrando como um câncer. Ele esta ... ESTA ME CAÇANDO! Não estava acostumado a essa inversão de papeis. Não tinha nada de "normal" nessa situação fudida! Minha audição me joga "outra bomba" ... Ele não ... ELES! O som vinha de duas direções ... Dois Lupinos... e eu nem tinha chances contra um ... AI MEU CARALHO! finalmente, como se pra finalizar "batendo o martelo", enxergo a Coisa em cima da pedra, tornando todo esse pesadelo real.....

Sabe ... sempre fui muito realista e um tanto quanto orgulhoso da minha própria capacidade de pensar, maquinar, bolar. Qualquer adjetivo que queira usar nesse sentido também se aplica a mim e sou realista o suficiente pra não deixar esse orgulho ser apenas ego. Poucos Cainitas provem de Famílias Revenantes nestes tempos modernos, mas eu provenho. Conquistei minha Metamorfose. Minha Progenitora pereceu, meu próprio Bando caiu, mas eu perseverei. Perseverei mesmo antes da Metamorfose e continuei a perseverar depois. Usando e reforçando para tanto, toda minha gama de músculos mentais. Um Sabá Atípico, por assim dizer. Alguém que nunca ficava sem ideias .... ou melhor dizendo, assim tinha sido até hoje, até esse maldito deserto, até o agora.

Pois nesse momento minha mente esta em branco e não tenho ideia do que fazer.


Ao que tudo indica ... estou mais fudido que estuprador em cela comunitária .... não tenho nem ideia de como sair dessa roubada. PENSE! PENSE EM ALGUMA COISA CACETE! Mais pensar no que? Pra inicio de conversa músculos mentais não são uteis contra os caninos desses filhos da puta. AI MEU CARALHO! ELES ME VEEM! ESTOU COMPLETAMENTE EXPOSTO! Maldito Dom do Paraguai! Falhando nas horas mais criticas! O infeliz estava a uns 20 metros de mim, me encarando com a porra daqueles olhos amarelos. EM UMA CARREIRA ELE JÁ CHEGA AQUI! PORRA! Precisava fazer alguma coisa. GANHE ALGUM TEMPO! DIGA ALGO! Me forço a permanecer no mesmo lugar, se corresse, ele iria atacar e se ele atacasse estaria morto. ENROLE ESSE PUTO! Tento forçar minha voz a sair, tentando soar com ao menos alguma firmeza, mas também da forma mais respeitosa possível... estava pra falar quando ele uiva e o outro deles se mostra, só a espera de um comando, visivelmente irritado por ter sido percebido. Vou morrer... e eu tinha tantos planos... mudaria o Sabá... tornaria minha Seita muito maior, pisaria sobre a carcaça da Bastarda e me banharia no sangue de seus corpos. PARA COM ESSA PORRA! Afasto esses pensamentos conformistas, CONTROLE-SE! CONTROLE-SE AGORA! Se o desespero me dominasse, qualquer chance de sobreviver me escaparia. (Se necessário para não entrar em Frenesi de medo e conseguir Agir/Falar nesse Turno, Gasto 1 Ponto de FdV). EU NÃO VOU MORRER AQUI! Tinha de começar a "criar" minha saída. (Sobrevivente e Megalomaníaco) Aquele na pedra é logicamente "o líder". É esse puto que tenho de convencer então... não sei como ... mas de algum jeito, EU VOU! ESTE NÃO SERA O FIM! EU NÃO VOU DEIXAR ACABAR ASSIM CARALHO! Olho para o lobo sobre a pedra, mantendo seu olhar no meu, em uma mistura ponderada de austereza e respeito. - Minhas desculpas por adentrar seu território. Ele tava me vendo mesmo, não adiantava me iludir, meu dom (Ofuscação) não surtia efeito no puto. Inclino sutilmente a cabeça também um gesto de desculpas enquanto mantenho os olhos no "Líder" a todo momento, sutilmente também começo a conduzir a vitae, me preparando pro "pior" da melhor forma possível. (Vou começar a conduzir sangue para a destreza, +1). - Não foi minha intenção desrespeita-lo. Caramba... não acredito que to nessa situação... Que isso funcione. - Peso sua permissão para passar por suas terras. (+1 PdS em Destreza) Demonstro respeito. É algo que todos tendem a gostar... ou ao menos não ofende... Continuo observando-o, e olhando para o mesmo enquanto falo. - Não pararei, nem tomarei nada que seja seu, nem voltarei a aborrece-lo. (+1 PdS em Destreza, enquanto também observo as reações dele).

(Ação Condicional): Se ele não parecer convencido, mas ao menos não parecer que vai atacar imediatamente, direi: - Claro que pretendo dar-lhe um tributo. NÃO ME ATACA SEU FILHO DA PUTA! - Para demonstrar meu respeito. Faço outra mesura de cabeça enquanto também contraio o corpo, dobrando-o um pouco e me colocando em submissão a ele, embora continue com os olhos nele o tempo todo. - Diga-me o que deseja ter, pela passagem segura que pedi e o providenciarei.

(Ação Condicional): Se ele não parecer convencido e for me atacar ou mandar que o Outro o faça, direi: - Não seja covarde! Tento usar seu orgulho a meu favor. - Ao menos que seja uma luta um a um! Ou é preciso dois de vocês para lutar comigo? Queria diminuir ao menos um pouco minha desvantagem.

(Vou esperar para ver como a cena se desenrola, antes de postar minhas próximas ações. Se não der pra evitar o combate fazer o que Razz ).

_________________
Tzimisce:  - Falas. Ações Pensamentos.
Malkaviano: - Falas. Ações "Pensamentos de Nathalie" "Pensamentos de Cassandra" "Pensamentos de Armand" "Pensamentos de Marcus"
avatar
Winterfell

Data de inscrição : 20/07/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Papa Paradise em Ter Jun 14, 2016 9:09 pm

Crow: PDS 12/12 ~ FV 1/5 Vitalidade: Aleijado (-5 Dados/Agravado)







Alguns sorriam, outros mantinham seus semblantes completamente indiferentes e haviam os que nitidamente invejavam a ação de Prince. As mulheres estáticas olhavam a cena com prazer!

Lim parecia sem língua, sem forças e ao suga-la Prince percebia que ela estava quase sem sangue! Uma estaca perfurava seu peito impedindo-a que tivesse qualquer ação. Logo ele sente que alem de sangue algo mais era sugado de dentro daquele pequeno corpo. O pedaço de carne convulsiona mas logo cede ao amaranto que se iniciava. Uma especie de vácuo parecia se formar entre sua boca e o corpo da Lin, ligando os dois corpos numa luta que parecia mais espiritual que física. A sede crescia dentro de Prince, uma fome dilacerante o fazia querer sugar o infinito dentro da vampira.

dados:
Prince rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 9 para diablere que resultou 1, 1 - Total: -2 Sucessos
Prince rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 9 para diablere que resultou 3, 7 - Total: 0 Sucessos
Prince rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 9 para diablere que resultou 3, 10 - Total: 2 Sucessos
Prince rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 9 para diablere que resultou 8, 8 - Total: 0 Sucessos
Prince rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 9 para diablere que resultou 6, 7 - Total: 0 Sucessos
Prince rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 9 para diablere que resultou 8, 4 - Total: 0 Sucessos
Prince rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 9 para diablere que resultou 3, 8 - Total: 0 Sucessos
Prince rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 9 para diablere que resultou 5, 8 - Total: 0 Sucessos

Era algo que mexia com os nervos daqueles que assistiam, não era somente a morte final de um vampiro, aquilo significava o fim que uma existência, a possibilidade de anular qualquer coisa que pudesse vir apos a morte final, era a morte da esperança de um ser. Alguns já graniam animalescamente nesse momento ou gritavam em euforia.

- Ja Basta! - Grita Madrecita.

Dezenas de tentáculos surgem ao redor de Prince e Lin, os braços do abismo investiam em suas direções quando as mulheres estáticas interrompem:

- Não! Deixe! Deixe, deixe, que faça! Que seja, Deixe!

Os tentáculos são retraídos, e na face de Madrecita a expressão era de surpresa!

Prince havia conseguido dar os primeiros golpes na alma de Lin! Mas logo as imagens de seus poucos momentos juntos começam a surgir em sua mente quebrando o vácuo vorás que os unia naquele ritual sujo! Ele larga o corpo que começa a desintegrar-se paulatinamente. A pequena Lin já havia vivido algumas décadas.

Prince não consegue completar a Diablere, mas sua atitude parece ter surtido algumas consequências! Alguém toca em seu ombro. Era Fausto:

- Muito bem decido! Tome - Ele entrega o anel para Prince - O preço foi pago, entregue a oferenda!

As mulheres estáticas estendem a mão aguardando que Prince colocasse o anel de diamante em um dos dedos!

_________________
avatar
Papa Paradise

Data de inscrição : 11/08/2011
Localização : São paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Rian em Qua Jun 15, 2016 2:59 pm

Marko Cerveni Obertus FV: 7\7 - Pontos de sangue: 07/11 - Vitalidade: ok ~Sentidos aguçados~
destreza +1




A visão daqueles grandes lobos gerava um medo latente no vampiro que espalhava-se como um câncer. Entretanto, aquele neófito vinha de uma família Revenante e o Tzimisce era megalomaníaco. Talves essas qualidades fizera com que ele fosse capaz de manter a frieza e, apesar de estar isolado, sozinho no deserto, frente a frente com o perigo, fora capaz de controlar o pânico. Inteligente, o vampiro sabia que o medo só era para os fracos e que aquilo só viria a piorar a situação, que por si só já era delicada.
Porém controlar-se não significava que estaria a salvo. Na verdade a verdadeira batalha começava agora.

Marko escreveu:- Minhas desculpas por adentrar seu território. Não foi minha intenção desrespeita-lo.

O demônio se dirije ao alfa e tentava propor uma uma negociação, afinal, o combate era a última coisa que o cainita desejava contra aqueles monstros. Em segredo, ele bombava o sangue aumentando sua coordenação motora, caso a negociação falhasse.
De fato, preparar-se para o pior fora uma atitude esperta, pois, no alto da pedra, o lobo sotlava apenas um curto rosnado e descia à toda velocidade, ignorando as palavras de Marko e iniciando o ataque. O farfalhar do arbusto e ruídos na areia, indicavam que o outro lobo, sem perder tempo, correspondia à ação do alfa e também iniciava seu papel no ataque.

Testes:
Marko rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para coragem que resultou 10, 10 - Total: 2 Sucessos

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Winterfell em Seg Jun 20, 2016 11:57 am


Apesar de todo pânico PORRA! PORRA! me mantinha pensando. Achava ter ao menos uma ideai do que dizer e com isso também uma chance. Se conseguir prende-los escutando, se conseguir esse tempo a mais... com algum tempo poderia me preparar melhor e quem sabe fugir com eficiência. Eram muitos "sés" na mesma equação... Variáveis demais... Possibilidades sombrias... SITUAÇÃO FUDIDA DO CARALHO! ... Mas tinha de tentar algo! Não ia simplesmente desistir e virar a jugular pra eles morderem. Não podia acabar assim, dessa forma medíocre, anônima ... mais um amontoado de ossos encobertos pela poeira. PUTA QUE PARIU! Pra inicio de conversa, NÃO IRIA ACABAR DE FORMA ALGUMA! (Sobrevivente, Megalomaníaco) EU NÃO VOU MORRER ASSIM CACETE! O que dizer? TO NA MERDA COM FORÇA! AI MEU CARALHO! Minhas "chances", não são nem um pouco animadoras, sei que na verdade mal tenho "uma chance" pra inicio de conversa. Fugir nem é um bom plano... eles estão em dois, conhecem o terreno e todo Lupino já é por si só, um monstro no que diz respeito ao preparo físico ... essas coisas são maquinas de matar e ...... e eu ... por outro lado ... fiquei exaurido só com aquele "piquezinho" pra fugir dos canas. FISICO FRANZINO DO CACETE! Nunca pensei que chegaria a noite, em que maldiria meus dotes mentais em detrimento dos físicos... Eles muito provavelmente vão me alcançar... Mas essa noite estava ai .... uns músculos a mais fariam toda diferença agora...

Que roubada... Se eu fosse melhor nesse tipo de coisa, fugir poderia não ser apenas um plano bosta, numa situação fudida. Talvez me desse uma chance real de sobreviver ... AI MEU CARALHO! MERDA! MERDA! Pense, pense, continue pensando ... Fugir nem é um bom plano ... sei bem disso ... mas o que mais da pra fazer? Sair na mão com os dois? Isso é suicídio, puro e simples! Uma ideia idiota a qual qualquer "Cabeça de Pá" chegaria pra "morrer lutando", como se houvesse algo pra se orgulhar em morrer, de qualquer que seja a forma. Como se na morte pudessem dar algum significado pra suas não-vidas medíocres. Mas não podiam, a morte só tem um significado: é a DERROTA FINAL E INEXORÁVEL! Recuar não é desonroso, perseverar para lutar de novo, para se preparar, para atacar com uma abordagem diferente, com um plano melhor. Tudo que leve a vitoria é um meio valido. (Inteligência 4 Analítico e Seguidor da Trilha do Poder e da Voz interior) Não ha honra na morte. Não ha nada lá. Não vou me permitir entrar nesse vácuo, ser esquecido antes mesmo de tornar-me conhecido ou pior ... superado, não posso permitir. Ser apenas "mais um" que esteve por aqui por algum tempo e depois findou-se. Isso não é digno de mim! Eu sou aquele que vai reerguer e unir os Demônios, nos devolvendo ao topo da onde nunca deveríamos ter saído. (Megalomaníaco e Seguidor da Trilha do Poder e da Voz Interior) só que antes disso... preciso sobreviver de algum jeito a esses infelizes... PUTA QUE PARIU, PASSEI A PORRA DA NOITE TODA CORRENDO! Primeiro dos canas, agora DESSES PORRA AI! e ainda assim não corri o suficiente, não sei se correr, será suficiente... Talvez... talvez dependendo de como fale, fugir não seja preciso. Correr era um plano ruim. Mas ao menos era um Plano B. Talvez possa comprar a minha travessia pelas terras desses putos... Esse era o Plano A.

Começo a falar: - Minhas desculpas por adentrar seu território. Não foi minha intenção desrespeita-lo. Enquanto vou falando, também vou condicionando meu corpo. (+1 Destreza) Afinal já estava em desvantagem de mais, tinha de aumentar minhas chances o maximo que pudesse. Era isto que estava fazendo quando: Ele uiva! - PORRA! COMEÇO A CORRER! Alem do puto vindo a toda pela frente, o barulho lateral indica que o outro esta vindo também! - PORRA! PORRA! CORRENDO COM TODAS AS FORÇAS! Na tentativa desesperada de preservar minha não-vida, SE ELES ME ALCANÇAREM ACABOU! Tento aumentar ainda mais o tonos muscular, levando mais sangue a circular por minhas pernas. (+1 Destreza) Enquanto CORRO COM TUDO DE MIM!

_________________
Tzimisce:  - Falas. Ações Pensamentos.
Malkaviano: - Falas. Ações "Pensamentos de Nathalie" "Pensamentos de Cassandra" "Pensamentos de Armand" "Pensamentos de Marcus"
avatar
Winterfell

Data de inscrição : 20/07/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Rian em Ter Jun 21, 2016 11:29 am

Marko Cerveni Obertus FV: 7\7 - Pontos de sangue: 06/11 - Vitalidade: "/" Machucado -1 dado
destreza +2






Para o Tzimisce a morte era um caminho perdido, onde nada havia e para onde ele não pretendia ir, afinal ainda tinha muitas coisas a realizar neste mundo. Desejava revolucionar a Seita e ocupar um lugar de destaque, entre os grandes, ser seguido, ser admirado, odiado e, principalmente, temido. Contudo aqueles grandes lobos eram um choque de realidade para o vampiro. Como pretendia fazer tudo isso se não podia lidar com aquelas feras? Talvez com o tempo ele pudesse e agora era justamente isso que ele buscava: Tempo!

O vampiro sai em disparada, correndo de o máximo que pode de seus predadores. Por um instante cortava o deserto a largas passadas dignas de um maratonista. Contudo, os seus perseguidores eram mais rápidos e, alcançar o vampiro, para eles não passava de um leve exercício matinal. O Revenante Obertus, quando menos espera logo percebe que estava correndo com um dos lobos à sua direita e o outro à sua esquerda. O lobo da direita pula sobre o vampiro, mas erra o bote. Porém ele não perdera o pique e continuava a “pastorear” o vampiro. Assim que o primeiro lobo passava pro lado esquerdo, o outro que antes estava ali dava o seu bote. O monstro salta no ar e, em uma guinada consegue abocanhar o pescoço de Marko o derrubando ao chão, como se ele fosse uma mera presa. O vampiro sente que a força do lobo naquele instante era muito superior à sua e, por mais que tentasse se soltar era inútil se debater. O outro lobo agora se aproximava com aqueles olhos amarelos fitando o Tzmisce, babando, sedento por sua participação no ataque que logo viria a acontecer, se o vampiro nada fizesse.


Dados:

Lobo 2 rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para ataque que resultou 3, 4, 3, 3, 8, 1 - Total: 0 Sucessos
Lobo 1 rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para ataque que resultou 1, 5, 8, 10, 4, 7 - Total: 2 Sucessos
Lobo 1 rolou 5 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dano que resultou 2, 3, 5, 1, 8 - Total: 1 Sucessos + 1 potência = 2 sucessos
Marko rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para vigor que resultou 5, 5 - Total: 0 Sucessos
-2 níveis de vitalidade: Machucado
Lobo rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 6 para força que resultou 9, 2, 5 - Total: 1 Sucessos +1potência = 2 sucessos
Marko rolou 2 dados de 10 lados com dificuldade 6 para força que resultou 3, 4 - Total: 0 Sucessos

_________________
                                                                
avatar
Rian

Data de inscrição : 30/09/2014
Idade : 33
Localização : Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Papa Paradise em Ter Jun 21, 2016 3:26 pm

Danio Benetti -  Pontos de Sangue: 13/14, força de vontade: 6/6, Vitalidade: ok






- Existem dois tipo de vampiros que entram neste local, os que vem encontrar a morte final e aqueles que veem tratar de negócios! De qualquer forma eu me beneficio, entende?

- Eu não gosto de vampiros Senhor Bennet! Nenhum pouco! São meus aliados para um bem comum!  São cobras que crio para manter os ratos afastados! – Ela sorri!

- Então, antes que pense em querer dar o bote, saiba que cresci engolindo meus inimigos, sou imune a venenos! Espero que você tenha um histórico de serviços prestados à espada de cain, o que significaria que podemos negociar colocando você na segunda categoria de vampiros que aqui podem transitar!

dados:
Brown rolou 10 dados de 10 lados com dificuldade 8 para marionete que resultou 9, 3, 9, 7, 8, 3, 6, 2, 3, 3 - Total: 3 Sucessos.
Bwon rolou 9 dados de 10 lados com dificuldade 6 para intimidação que resultou 10, 6, 5, 1, 1, 8, 10, 10, 1 - Total: 2 Sucessos
Danio rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para não ser intimidado que resultou 6, 4, 3, 6, 5, 2 - Total: 2 Sucessos

- De qualquer forma, não gosto da posição em que se encontra, assim esta dificultando a ação dos meus atiradores! Ao meu sinal uma flecha ira transpassar seu coração deixando-o imóvel e sem muita serventia. Então, agora você ficara de pé e apenas sua boca estará livre. Fale-me Danio Bennet, antes que você seja apenas um pedaço de carne no espeto, de que lado você esta?

Danio levanta-se, seu corpo move-se sem seu consentimento, ele fica de pé e braços abertos, sua mente quase sucumbe a toda aquela situação, ele consegue a coragem necessária e percebe que aquela criatura era alguém com um poder de intimidação incomum. Ele tinha agora poucos segundos para falar antes de receber a flecha no peito, ou estaria ela blefando?

_________________
avatar
Papa Paradise

Data de inscrição : 11/08/2011
Localização : São paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por R.Gato em Qua Jun 22, 2016 11:27 am





A cena do pupilo sugando sua mentora era perturbadoramente pecaminosa; aquela quem havia aninhado a cria abandonada, sendo fadada a mais pura inexistência, até para aqueles com o minimo de humanidade a situação era repugnante. A carcaça de algo que algum dia já foi humano, vampiro, Crow, Prince, Nosferatu, não passava de uma besta sedenta e desesperada por alma, qualquer essência que preenchesse aquele enorme vazio em sua carne. Enquanto sugava cada gota de sangue e consciência que restavam da pobre arlequina, por um breve instante eles se conectam, as lembranças de Lin começam a entrar em sua consciência. Sugar a alma de alguém tão próximo era perturbador, pelo breve instante em que eles ficaram ligados as memorias que tinham juntos se misturavam e Prince não sabia quem tinha vivido o que, culminando no rompimento do processo.    




Destino monstruoso
E vazio
Tu, Roda da Sorte
És malevolente
Bondade em vão
Que sempre leva a nada
Obscura
E velada
Também me amaldiçoaste
Agora, por diversão
Trago o dorso nu
E entrego à tua perversidade
 




Seu destino estava velado, fadado a solidão sua única vontade era a vontade da COR. Transformado em uma ferramenta satânica, se ainda tivesse alma estaria arrependido mas sentimentos tão mundanos estavam a escorrer de seu coração e talvez o ultimo a sair fora uma pequenina inveja misturada a gratidão. Olhando para Madrecita, Prince emana seus últimos sentimentos como agradecimento por tentar proteger Lin de um fim tão cruel. Analisando co frigidez todas as senhoritas que lhe estendiam suas mãos, Prince pega o anel que Fausto lhe oferece e passa por todas elas como uma briza gélida arrepiando a nuca até mesmo das mais perversas que lá estavam e lentamente caminha em direção a mais franzina das mulheres. Enquanto se aproximava da escolhida seu ritmo ia diminuindo, as feridas eram graves de mais, sua força de vontade era insignificante e seu corpo clamava por descanso, assim que chega a sua eleita, Prince pega sua mão e delicadamente coloca o anel - bom trabalho - seu corpo desmorona e Crow se poe em torpor até recuperar suas feridas.    




_________________
avatar
R.Gato

Data de inscrição : 08/07/2015
Idade : 26
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Fuuma Monou em Qui Jun 23, 2016 12:47 pm

Escuto as palavras da mulher em total silêncio. Esboço um sorriso à ultima frase da Brown. "- Essa é a vida de um cainita, os outros sempre são um atraso.... ou a morte." - Contudo, perante a ameaça da cainita, fico inquieto na cadeira. Não por medo, mas por raiva. Olho para os lados a procura de alguém que pudesse estar mirando enquanto falo: - Cuidado, não gosto de ser ameça... - Meu corpo inicia um movimento estranho, ele não responde aos meus comandos. Me levanto da cadeira e fico com os braços abertos virado para a plateia que apreciava o show lá embaixo. "- Será que ela fez isso? Suas ameaças são reais?" - Essas perguntas preenchem minha mente, pelo que ela havia falado não restava muito tempo.

- Se você não consegue reconhecer um membro da Espada, acho que é você quem deveria estar com algo fincado no peito e não a tentar se mostrar superior. Solte-me ou eu irei arrancar seu coração fora. - Tento ao máximo me mover, uso toda a minha vontade para soltar as amarras que prendem meu corpo (1FDV). Conseguindo ou não me mover, continuo a procurar por um possível atirador enquanto, contudo, sem tirar minha atenção da vampira.

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Papa Paradise em Sex Jun 24, 2016 6:54 pm

Danio Benetti -  Pontos de Sangue: 13/14, força de vontade: 5/6, Vitalidade: -4









A situação não era agradável e Danio parecia fazer questão de piora-la. Entrando no dominio de um vampiro desconhecido, e mesmo com varias chances de uma negociação, o Lasombra não baixa a guarda e responde a intimidação com insolência. Alvo de um poder que ele não entendia, seu corpo estava sendo manipulado, e tirava assim, todas as chances que ele tinha de revidar fisicamente. Mesmo assim, ele continua corajoso e apostando que encontrar o atirador seria uma boa solução.

Uma vampiro que mantem um refugio em um local tão movimentado tem suas maneiras de controlar as mais diversas situações. Os elementos surpresa são fortes, variados e pre-definidos para as principais situações ameaçadoras. Amanda Brown não parecia fazer de forma diferente.

Sob o domínio da feitiçaria Setita, Danio abre os braços, um deles pelo menos, já que encontrava-se aleijado momentaneamente pela perda do membro - Defeito: Um braço só (Antebraço esquerdo perdido). Ele tenta usar sua força de pensamento para livrar-se da situação, mas não obteve sucesso imediato. Danio ameaça arrancar o coração da Amanda Brown e a vampira demonstra não gostar da atitude fazendo o gesto para que o tirador agisse. Ela estala os dedos.

Danio procura encontrar o atirador, apesar de sua percepção aguçada a camuflagem do atirador parecia acima de suas detecções, o que fazia sentido considerando todo o ambiente. Danio sofre a emboscada, mesmo depois de avisado sobre a possibilidade. Ele sente seu corpo ser liberado do efeito da marionete  mas ,em fração de segundos, sofre outra sensação paralisante. A nova sensação trazia dor adicionada. Uma flecha atravessa seu peito, acertando seu coração e o deixando incapaz de arrancar o coração do mais indefeso dos seres.

A flecha o acerta, ele fica paralisado caindo de costas pela perda do equilíbrio. Mesmo com o musica ambiente, ele ouve o som dos saltos de Amanda se aproximando de sua cabeça. Ela o olha de cima para baixo, uma distancia que parecia gigantesca quando se esta imobilizado. Amanda com uma expressão indiferente pisa na flecha, fazendo-a penetrar ainda mais fundo no coração do Lasombra.

dados:
Para livrar-se da marionete o alvo pode testar força + fortitude com dif = FV do conjurador
Danio rolou 4 dados de 10 lados com dificuldade 9 para mover-se que resultou 4, 4, 5, 2 - Total: 0 Sucessos + 1 de FV = 1
Teste de emboscada
Atirador rolou 8 dados de 10 lados com dificuldade 6 para emboscar que resultou 10, 9, 7, 3, 6, 1, 6, 10 - Total: 6 Sucessos
Danio rolou 6 dados de 10 lados com dificuldade 6 para detectar embsocada que resultou 2, 1, 10, 6, 4, 8 - Total: 2 Sucessos
Teste de tiro por emboscada (dex+armas de fogo + sucessos da emboscada, dif 8 pela especialidade do atirador)
Atirador rolou 12 dados de 10 lados com dificuldade 8 para acertar o coração que resultou 9, 9, 4, 10, 3, 8, 6, 8, 8, 4, 7, 1 - Total: 5 Sucessos
Atirador rolou 9 dados de 10 lados com dificuldade 6 para dano que resultou 2, 4, 10, 10, 7, 9, 8, 3, 3 - Total: 5 Sucessos
Danio rolou 3 dados de 10 lados com dificuldade 6 para absorver dano que resultou 8, 5, 4 - Total: 1 Sucessos
4 de dano = empalamento



_________________
avatar
Papa Paradise

Data de inscrição : 11/08/2011
Localização : São paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Fuuma Monou em Sab Jun 25, 2016 2:26 am

"- Onde está você?" - Mexo meus olhos a procura do possível atirador, sem sucesso contudo. Não havia muito o que fazer, e minha mente não me permitia dar outra resposta que não uma ameaça frente a outra ameaça. "- Fui criado assim, e serei assim até o fim." - Embora a ameaça pudesse servir para assustar a todos os que eu já havia enfrentado até o momento, essa mulher vampira às minhas costas não parecia sofrer efeito nenhum de minha voz. "- Ah! Que tolo eu sou em achar que ela é mais um." Ao ouvir o som do estalar dos dedos de Brown eu sentia o que viria a seguir. Com meus braços abertos, criando uma abertura gigantesca para qualquer um que resolvesse se aproximar, tento forçar-me a escapar daquela armadilha mortal, mas não adianta. Sinto a flecha perfurar minha pele, atravessar as costelas e encontrar diretamente meu coração. A dor é absurda. Caio no chão. Não tenho forças para me manter em pé. Quase todas as sensações se apagam, contudo uma resta: a Dor. Ela se espalha por todo o meu corpo. Não consigo descrever realmente o que sinto. Tento gritar, mas não tenho forças para externar um som sequer.

Após sentir a agonia de estar sem o controle de meu corpo agora isso, além de não ter o menor controle ainda há um bônus, essa sensação que retira de minha mente as palavras. Não posso mover-me, mas minha sanidade não será perdida até o momento final, sendo este aqui ou não. Ouço o barulho dos saltos da Brown se aproximando. "- Sua maldita, permita-me sair daqui e cumprirei minha ameaça." - Seus movimentos cessam próximo ao meu corpo jogado ao chão. Ela me olha de cima a baixo. "- Nunca alguém me olhou assim, de cima. E esta será a última vez." - Ela pisa na flecha a enfiando mais em meu coração. A dor aumenta, se é que isso é possível. "- Não irei terminar aqui, o mundo será meu." - Tento mover-me, mas de nada adianta. Tento gritar, mas nada sai por minha boca. "- Não quero terminar assim. Minha vontade não será extinta aqui, eu preciso voltar para a Itália, onde começarei meu império."

Agora não havia mais o que fazer além de aguardar a resolução da vampira. Todos os meus dons dependem do Sangue ou de minha Voz, e ambos estão inutilizados. "- Preciso aprender com o que está acontecendo aqui, tanto sobre minhas fraquezas quanto sobre o mundo das trevas. Fui prepotente ao achar que poderia entrar nesse lugar para ver a comida socializando sem haver uma consequência. Sendo este o momento final ou não, sempre temos algo a aprender."

_________________
Sigo em frente... vivo numa noite eterna... as trevas me preenchem, me alimentam... sombras estão ao meu redor... elas falam comigo, me entendem... eu as entendo e compartilho de meu ser, minha alma... nós nos completamos e assim viveremos para todo o sempre.
avatar
Fuuma Monou

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 28
Localização : Natal - RN

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Winterfell em Sab Jun 25, 2016 3:42 am

Acho que nunca corri tanto, corri como nem sabia que podia correr - PORRA! e ainda assim não era suficiente. - CARALHO! ESTOU SENDO CAÇADO! Um Caçador, caçado ... a ironia disso tudo seria hilariante... Se a galinha correndo não fosse EU. -PUTA QUE PARIU! VÃO SE FUDER! PORRA! PORRA! -PORRA! Ainda tentava ganhar alguma distancia, mas já estávamos emparelhados. CACETE! Os putos eram rápidos demais e ainda me acuavam um de cada lado. - AI CARALHO! Não tinha o que fazer, ia tentando me defender como podia. Continuava correndo e tentando ficar longe das presas dos putos. O lupino da DIREITA! da o bote CACETE! e em uma mistura de reflexo e desespero, meio que me jogo pra frente e pro outro lado, desatando a correr ainda mais, até percebendo que minha aceleração aumenta. Nada como a eminência da morte pra "quebrar barreiras" e "superar limites". - NÃO! NÃO! NÃO! Mas não é suficiente, não consigo me livrar deles e todo meu esforço sequer parece criar dificuldade pros malditos. NÃO POSSO MORRER! NÃO ASSIM! Não de jeito nenhum! - PORRA! Sei que ninguém quer morrer, (com exceção dos suicidas) Mas eu realmente não posso morrer! (Megalomaníaco) TEM QUE TER UMA SAIDA! QUALQUER COISA! Mas a situação é tão fudida que "só a providencia divina" pra me salvar agora... e Deus é um babaca iludido que não vê a hora de me tacar no inferno. DESESPERADOR!

Agora com dois a esquerda, logo vem mais um bote. CARALHO! Mas dessa vez embora tente, não sou rápido o suficiente e o filho da mãe trava seus dentes no meu pescoço. Como se eu fosse uma maldita gazela! - Haaarrrrrrrr! Cara isso dói! Tanto no pescoço quanto na alma! QUE ODIO DO CARALHO! MAS PORRA EU TO VIVO! Embora tenha capotado no chão com essa porra agarrada em mim. Verdadeiramente surpreso penso: Pensei que quando eles me alcançassem seria o fim... Não que a situação fosse boa, longe disso. O puto tava fazendo meu pescoço de osso, mas ao menos Não é um lupino pisco varias vezes, sem acreditar NÃO É UM LUPINO*! Era a porcaria de um lobo qualquer! NÃO ERA UMA DAQUELAS ABOMINAÇÕES! Verdadeiramente me sinto UM IDIOTA! Pagando pau, pra esse cachorro meio desenvolvido! Olho pro puto me mordendo com um semblante de puro ódio, com as presas a mostra. - SEU LAPARÃO DOS INFERNOS! A mandíbula do infeliz tinha fechado com força na minha garganta, levo as mãos a boca do bicho tentando afrouxar o aperto do animal mas o merdinha sabia apertar essa porra. - ME SOLTA CARALHO! O outro tava só se chegando também. SE NÃO FIZER NADA VOU SER O JANTAR DOS PUTOS! To com dor, cansado, irritado pra caralho, envergonhado ate a alma, humilhado e pra piorar a situação ainda sendo dominado por um cachorro! Humilhação TEM LIMITE! - VOCÊS VÃO VER QUEM É A PORRA DO PREDADOR DESSA HISTORIA! Historia que nunca! NUNCA MESMO NINGUEM VAI SABER! Essa com certeza é "uma noite a se esquecer!" MAS ANTES DISSO, EU VOU BATER! BATER MUITO NESSES PUTOS! Faço o sangue circular ate meus braços. (+1 Força) fortalecendo minhas mãos que começo a forçar contra a boca do puto! Tentando força-lo a abrir a mandíbula e afrouxar o aperto no meu pescoço! (+1 de Força de Vontade no Teste de Agarrar para Sucesso Automático).

(Off: *Quando ele diz "não ser um lupino" se refere a criatura não ser um garou e sim, simplesmente um lobo comum, ou qualquer outra espécie de canídeo selvagem).

(Ação Condicional): Se conseguir superar o agarrar do animal vou morde-lo (Mordida de DANO) e mostrar ao puto, quem é que manda nessa porra! Se ele tentar se soltar, agora quem segura sou eu (Agarrar) e continuo mordendo ate chegar aos ossos! Já lidando com este de uma vez, antes que o "reforço" resolva vir pra cima de mim também.

_________________
Tzimisce:  - Falas. Ações Pensamentos.
Malkaviano: - Falas. Ações "Pensamentos de Nathalie" "Pensamentos de Cassandra" "Pensamentos de Armand" "Pensamentos de Marcus"
avatar
Winterfell

Data de inscrição : 20/07/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LAS VEGAS - O CONDADO DE CLARK - 04 : Henderson & Mojave Sul

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum