Organizações

Ir em baixo

Organizações

Mensagem por Gam em Ter Set 09, 2014 10:18 pm

A esmagadora maioria da humanidade desconhece a existência de vampiros, mas existem algumas sociedades bem organizadas pelo mundo que tentam lutar na linha de frente pela segurança dos seus. O material a seguir é útil principalmente para a criação de personagens humanos caçadores, mas também é uma ótima referência para Narradores.
O livro Caçadores Caçados 2 (V20), contém ainda mais detalhes sobre cada Organização e algumas menores, embora ainda não exista uma versão traduzida.

_________________
... só pode ser os nóia!
avatar
Gam

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Organizações

Mensagem por Gam em Ter Set 09, 2014 10:20 pm

A Sociedade de Leopoldo

Chame-os de velas na escuridão. Chame-os de anjos feridos. Chame-os de fanáticos sádicos. Mas não os chame de apáticos. Antes mesmo que a ciência acendesse luzes à noite para tornar os homens corajosos, estas ovelhas ousaram desafiar seus lordes predadores. Eles não são cruzados antiquados enclausurados em monastérios. Hoje, eles empunham lâmina e arma em becos escuros pintados com sangue de monstro e a fraquejante luz de uma cruz de neon. Eles recrutam e coordenam ataques pela internet. Eles escutam coros musicais digitais por fones de ouvido para impedir que os demônios os controlem com suas palavras de poder. Esta é a história da Inquisição moderna. Não há mortais que os Filhos de Caim temam mais.





Subdivisões

Um Cenáclo é um grupo de Inquisidores operando juntos. Um Cenaculum (plural Cenacula) é uma base de operações para os Inquisidores. A palavra deriva da sala onde Cristo e Seus Discípulas tiveram a Última Seia. O significado original "Sala de jantar" é usado por Cainitas mais antigos que se divertem com a ironia, particularmente quando banqueteam-se sobre um Inquisidor.

Seguem as principais Subdivisões da Sociedade. No livro também são citadas Seitas específicas, mas não serão listadas aqui.





Os Condotierri

Fundada no século XV, a Condotierri é uma ordem semi-militar mais preocupada na segurança da Sociedade do que na execução de missões. Um General-Condotierre (selecionado pela Generala-Inquisidora) comanda a hierarquia militar. Os Condotierri não possuem a autonomia dos outros Inquisidores, mas são atribuídos a proteger as maiores e mais antigas Cenacula. Cenacula menores, que nem sempre tem a luxúria de uma Condotierre permanente, geralmente requisitam sua presença para segurança ou completação de alguma missão em particular.

Recentemente, a General-Inquisidora Bauer iniciou um treinamento básico mais rigoroso para os Iniciados Condotierri nos colégios de combate recentemente abertos no deserto Black Rock's de Nevada e nos Pirinéus espanhóis. O treinamento inclui medidas de segurança e técnicas de guerrilha ancestrais e também atualíssimas. Os Condotierri são tão bem armados e tecnologicamente avançados quanto as maiores nações militares, embora não tenham recursos equivalentes.

Os ranks dos Condotierri espelham os do resto da Sociedade, mas ela mantém sua hierarquia mais restrita. Quando um Condotierre opera em conjunto com outros Inquisidores, ele geralmente presta continência ao Inquisidor de maior rank, a não ser que o Condotierre sinta (e possa provar justificavelmente) que a Sociedade está sendo posta à risco desnecessário. Condotierri em serviço no Quartel General em Roma, o Monasterio di San Michele, tipicamente vestem uniformes paramilitares azul escuros, apesar de em dias sagrados e encontros formais eles frequentemente vistam um elaborado uniforme Renascentista similar à vestimenta da Guarda Suíça. Condotierri em serviço em outras Cenacula vestem-se como se sentirem mais confortáveis, tipicamente em vestimentas civis.

Em seus dias mais antigos, os Condotierri trabalhavam em grupos de três, chamados "lanças". Uma lança consistia em um soldado montado, um escudeiro e um lanceiro. Apesar das táticas militares terem mudado, os Condotierri continuam preferindo trabalhar em lanças de três.





Gladius Dei

São os membros de elite, a "Espada de Deus", a ordem mais distinta dentro da Sociedade. Seus membros só entram por convite, e são comparáveis à cavaleiros. Cada um de seus membros é um Inquisidor ideal: Impecavelmente leais, zelosos, corajosos e capazes. Membros da Gladius Dei são selecionados à mão pela General-Inquisidora em pessoa e agem sob sua autoridade direta. Este geralmente é considerado um convite para juntar-se aos ranks do martírio glorioso, já que a Gladius Dei é chamada para as mais perigosas das missões.

Membros da Gladius Dei podem vir originalmente de qualquer seita ou facção. No passado, novos membros não eram obrigados a finalizar suas afiliações com seus grupos anteriores, mas a General-Inquisidora Bauer recentemente decretou que aqueles na Gladius Dei devem dissolver qualquer laço com facções anteriores. A lealdade agora é transferida mais sistematicamente para a Gladius Dei. Isto causou alguns murmúrios de preocupação entre as outras facções, mas não tão altas quando os Censores estão ouvindo.

Membros da Gladius Dei são metidos, até mesmo arrogantes, mas com boa razão - Nenhum auto-da-fé (um chamado para julgamento, geralmente destruição, contra um sobrenatural) feito pelos Gladius Dei jamais falhou. Seus críticos uma vez se referiram à ordem como "Pequeno Exército de Deus", apesar de recentemente trocarem para "Pequeno Exército da Dama de Ferro"(apelido da atual General-Inquisidora). Críticos mais cínicos se perguntam se a Gladius Dei não passa de um bully eclesiático, escolhendo lutas que sabe que vai vencer. Alguns autos-da-fé que pareciam perfeitos para a Gladius Dei foram ignorados.

Membros da Gladius Dei geralmente vestem uma insígnia cerimonial: Uma espada de ouro, utilizada com a lâmina para baixo de forma que lembre uma cruz à distância.





Banca do Censo

Aqueles que julgam os juízes. A Inquisição dentro da Inquisição.

Participação na Banca do Censo pode ser oferecida pela General-Inquisidora. Tipicamente, contudo, nominações à candidatos ao Censo vem dos próprios Oficiais. Estes Oficiais, administrados por um Provincial, são considertavelmente mais organizados que a Gladius Dei.

Alguns dentro da Inquisição temiam que os Censores estavam tornando-se muito poderosos, muito independentes e que a Banca estava tentando forçar sua própria agenda. Eles estavam certos. Ingrid Bauer era ela mesma uma Censora. Depois que ela foi promovida a General-Inquisidora, foram os Censores que varreram os ranks da Sociedade, tirando os malditos espiões dos Cainitas e os mais barulhentos dente os críticos de Bauer. Quanto os barulhentos finalmente sumiram, as acusações tornaram-se muito menos públicas. Não há mais ambiguidade, a Banca do Censo agora detém o maior poder dentro da Sociedade.

Quando um Censor chega para investigar um indivíduo ou Cenaculum, aqueles em questão são considerados em estado de certiorari: a eles é permitido continuar com suas práticas e procedimentos de costume, mas um representante da Banca do Censo deve acompanhá-lo à todo momento. Além disso, todos os dados do Cenaculum são abertos à investigação, e seus membros passíveis de interrogação. Nestes dias, investigações aleatórias acontecem com maior frequência.

Apesar da prática de Teurgia (misticismo, conforme visto pelos cristãos) não ser condenada na Sociedade, seu uso ainda é discreto, e a Banca do Censo requer que todos os praticantes de Teurgia se "registrem" para com a Banca "para referências futuras". Esta não é mais só uma sugestão educada como já foi antigamente.

Não é permitido que Censores prossigam em qualquer outra facção, mas eles tipicamente mantém a ideologia de qualquer facção anterior.





Ordem de São João

A Ordem de São João não passa de uma Ordem autônoma que age em conjunto com a Sociedade de Leopoldo. A Ordem reconhece a autoridade da Sociedade e sua General-Inquisidora, mas mantém sua própria hierarquia. Membros da Ordem podem trabalhar dentro de uma Cenacula comum da Sociedade, mas eles raramente assumem uma posição maior do que Conselheiro. Nenhum jamais é promovido dentro da Sociedade para o rank de Abade ou acima. A Ordem mantém sua própria Cenacula, chamadas de Conventos.

A Ordem de São João é liderada pela Abade de Chartres, que difere da General-Inquisidora na maior parte dos assuntos políticos. Homens não são bem-vindos nos Conventos da Ordem, incluindo Inquisidores, a não ser em áreas específicas para visitantes. Ninguém de fora da Ordem jamais visitou o Convento de Chartres. A Abade se comunica através de seus assistentes fora da propriedade do Convento, ou ela mesma deixa o Convento para se dirigir às pessoas.

Nenhum dos membros da Ordem que já trabalhou junto com a Sociedade jamais demonstrou evidência de estudos Teúrgicos, mas há alçguns rumores de que o Convento de Chatres tem um número de Teurgistas poderosos em seu meio. Existem muitos outros rumores sobre esta Ordem, e nenhum ainda foi comprovado.

Historicamente, a Banca do Censo nunca confiou na Ordem de São João, que repetidamente já recusou ofertas de se fundir completamente com a Sociedade. Este atrito alcançou um ponto crítico com a promoção da General-Inquisidora Bauer. A Banca do Censo submeteu uma lista de membros da Ordem que deveriam reportar à Roma para questionamento. A Ordem nunca respondeu, os Conventos fecharam suas portas e todas as comunicações com Chartres foram cessadas.

O silêncio é perturbador. A tensão estala no ar. Há rumores de que a General-Inquisidora Bauer e a Abade de Chartres tem algum tipo de rixa pessoal entre elas. Inquisidores de todo o mundo aguardam ansiosos para ver o que acontecerá a seguir.

Teurgistas: As Bruxas de Judas

Alguns acreditavam que a nova General-Inquisidora, a tal Dama de Ferro, iria limpar a Sociedade de todos os Teurgistas. Ao invés disso, ele fez um uso melhor destas armas. Talvez isto seja para compensar a recente e alarmante erosão de Fé Verdadeira entre os ranks da Sociedade. Talvez isto faça parte da "dualidade" que Bauer clama. Quando perguntada, ela diz que o Pecado Original, a ingestão da fruta da Árvore do Conhecimento, é o fardo da humanidade, mas é também parte de nosso arsenal. "Trocas inconvenientes são necessárias, e assim como nós temos o carrasco encapuzado, nós também temos o magus".

Bauer pode se utilizar do estudo mágico, mas ela mantém controle estrito sobre ele. Todos os Teurgistas devem se registrar com a Banca do Censo. Alguns recebem sanção oficial para performar as artes ocultas, o Sacrário da Disciplina Arcani, da General-Inquisidora em pessoa. Estas "Bruxas de Judas" representam o sobrenatural virando-se contra si mesmo. Eles não podem ser questionados ou punidos pelo estudo do oculto (apesar de outros Inquisidores poderem requisitar a sanção revogada se má-conduta for comprovada). Há rumores de que Bauer deu a sanção não apenas aos Teurgistas, mas para praticantes de Numina não-Cristãos (e as vezes até criaturas sobrenaturais) que a SOciedade emprega ou controla.

Tecnicamente, praticantes de Teurgia sem esta sanção não são foras-da-lei, mas estes são tempos tumultuosos, e é difícil saber até onde vai a linha até que alguém à atravesse. Um místico não sancionado caminha por um trajeto perigoso.

_________________
... só pode ser os nóia!
avatar
Gam

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Organizações

Mensagem por Gam em Ter Set 09, 2014 10:23 pm

O Governo Americano

O Big Brother está te observando. Se você acredita nisso, deve ser considerado um insano paranóico. Além disso, o Governo dos Estados Unidos oficialmente não negocia com terroristas e não aceita a existência de fenômenos sobrenaturais.

Extra-oficialmente? Bom, depende pra quem você perguntar. Algumas seções da Agência de Segurança Nacional (NSA) usam escaners caoscópicos para monitorar o governo e o povo, procurando por "corpos negativos". O Departamento de Assuntos Especiais (em inglês, Special Affairs Department, SAD) do FBI é um fantasma por si só, mas existem alguns agentes dedicados que sabem a verdade e não deixam nada passar. Um punhado de agentes em outros departamentos governamentais - Incluindo a CIA e o Departamento de Segurança Interna (DHS) 0 descobriu partes da verdade, mas eles estão basicamente por conta própria.





Agência de Segurança Nacional (NSA)

A NSA é o braço de coleta de informações da comunidade de inteligência americana, responsável por monitorar comunicações e decifrar transmissões encriptadas. Por um longo tempo, ela teve um imenso poder e praticamente nenhum limite, graças à desculpa de "garantir a segurança nacional à qualquer custo".

A primeira grande mudança veio com a formação do Departamento de Segurança Interna (DHS), e uma enorme reforma do funcionamento da inteligência americana. De repente mais limitada do que nunca, e forçada a dividir informações com uma série de agências que a NSA gastou anos infiltrando-se, a agência teve de reavaliar sua posição. Enquanto várias facções internas brigavam por poder, alguém desacreditou do cabeça da NSA, o General Arthur Clifford, e o depôs de sua posição. Enquanto os dois vampiros sabidos de estar infiltrados na NSA, Bruce Higgins e Felicity Price, são os principais suspeitos, a verdade é ainda mais estranha. Maurice Edwards, um bode expiatório da sociedade secreta humana conhecida como Câmara Estrela, arranjou a queda do General Clifford. Ninguém sabe como a Câmara Estrela ficou sabendo sobre o nível de conhecimento sobrenatural da NSA, nem porque eles quiseram flagelar a agência, mas funcionou.

A demissão do General Clifford chacoalhou a NSA pela base. Ele sabia uma quantidade surpreendente sobre o sobrenatural, mas seu conhecimento se foi com ele - Censores redigiram seus arquivos e históricos na intenção de salvar a agência dos murmúrios de um homem louco.

Muitos anos depois da queda do General Clifford, a NSA adquiriu um número de escaners caoscópicos. Apesar de nenhum dos agentes saber como estes caoscópios funcionam, eles sabem como usá-los para identificar "corpos negativos".

Resumindo, a NSA tem um número de dispositivos estáticos que podem detectar vampiros e ver fantasmas. Em média duas dúzias de pessoas sabem sobre os caoscópios, incluindo seus operadores. Os mestres de espionagem da NSA não querem mais agentes de seus agentes sabendo porque estão treinando com vestes lunares revestidas, mas uma quantidade de espiões em campo conseguiu juntar algumas pistas por conta própria. A Agência também possui dois caoscópios móveis, mas só um operador treinado pode requisitar um para operações de campo.





Divisão de Assuntos Especiais (SAD)

A SAD do FBI costumava desfrutar de relativa autonomia do resto do Bureau. Figuras Senior da hierarquia do Bureau sabiam que ela caçava monstros e faziam vista grossa para requisições de balas de prata ou estacas de madeira. A SAD era um segredo aberto entre os escalões do poder.

Muito mudou nos últimos dezoito anos.

História

SAD começou como uma "agência sombra", uma unidade totalmente independente que pagava seus funcionários para fazer parte do FBI, mas não tinha nada a ver com os agentes de campo ou a cadeia de comando do FBI, e incluía agentes de várias outras agências de inteligência. Com a criação do DHS e mudanças massivas na estrutura das agências de Inteligência americanas, o FBI absorveu completamente a SAD. Enquanto eles permanecem a única agência governamental com um mandato explícito para investigar o sobrenatural, os agentes da SAD agora dividem casos e recursos com os agentes especiais do FBI.

Como parte da grande mudança, muitos dos agentes de maior rank da SAD ficaram desempregados. Cynthia Forrest gastou três meses em cargo do departamento, mas desapareceu quando estourou o escândalo da NSA (vide acima). Thomas Little, antigo Diretor da Costa Oeste da SAD, foi colocado como Diretor Deputado Assistente do FBI e colocado a cargo da SAD reorganizada. Ele é o único membro da estrutura de comando original da SAD que ainda está no lugar. Internamente, ele é agora o Diretor da SAD. A Chefe de Seção Jennifer Martinez é a Diretora Assistente da SAD, e o papel de Diretor Regional cai em quem quer que seja um agente especial experiente naquela área.

A SAD Moderna

A SAD é só uma sombra do que já foi um dia. Onde antigamente haviam escritórios regionals com equipes de campo em todo o país, agora só existem três equipes de campo trabalhando em tempo integral, cada uma em uma base diferente ao redor do país. Os suplementos do departamento são pobres em mão-de-obra e eles se vêem obrigados a recrutar agentes especiais do FBI para trabalhos momentâneos. Estes agentes gastam a maior parte do tempo trabalhando em casos "mundanos" para o Bureau, e só entram em contato com forças sobrenaturais quando a SAD chama para casos específicos.

A SAD sabe que vampiros, lobisomens e coisas estranhas caminham pelo Mundo das Trevas, mas eles precisam escolher suas lutas com cuidado. Seu mandato é para investigar "Crimes bizarros com estilo ocultista", mas existem mais boletins toda semana, e a SAD precisa investigar cada um deles. Para despistar atenção indesejada e prevenir que todo o departamento apareça com cara de idiotas crédulos no jornal, os agentes da SAD trabalham duro para cobrir evidências do sobrenatural. A tomada de um armazém de lobisomem parece muito melhor no relatório como um ataque contra um grupo de terroristas domésticos com animais treinados. Até as requisições de munição demandam "Cartuchos Código Cinco" ao invés de balas de prata. Este nível de negação plausível dá a SAD a cobertura que ela precisa para caçar monstros ao lado dos agentes comuns do FBI.

_________________
... só pode ser os nóia!
avatar
Gam

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Organizações

Mensagem por Gam em Ter Set 09, 2014 10:26 pm

Crime Organizado

Por décadas, o crime organizado tem sido a escória da sociedade civilizada, afundando seus dedos em anéis roubados, contrabandeando importações, negociando cargas e outras negociações ilícitas ao redor do mundo. Estas organizações controlam tudo desde a venda de drogas a revendas massivas de armas, de assassinatos à influenciar governos. Estes grupos divergem de gangues massivas na América Latina, sociedades underground na China e Japão, para famílias Italianas e Sicilianas clássicas. Com certa imprecisão, muitas pessoas se referem a estas organizações criminosas tão diversas como "máfia".

Sindicatos de crime organizados são imensos, envolvendo múltiplas cidades e até continentes. Tipicamente eles são compostos por muitos grupos menores, e estes grupos podem numerar as centenas. Os laços entre estes grupos internos são complexos, definidos por local, esfera e influência, e até assuntos além dos negócios como laços matrimoniais. Muitos membros destas organizações são profundamente religiosos, e as próprias organizações podem ser seculares.

Sindicatos Criminosos depois do Ato RICO no Mundo das Trevas

No mundo real, muitas organizações criminosas nos Estados Unidos foram desmembradas em frente ao Ato RICO (Racketeer-Influenced and Corrupt Organizations) em 1970. E, no século XXI, operações criminosas domésticas de larga escala são difíceis de manter e controlar sem serem descobertas.

Mas, no Mundo das Trevas, este tipo de mafia secreta ainda está viva e bem. Organizações Criminosas são a base de muitas ficções de sobre crime, e é este clima que apresentamos em Caçadores Caçados 2.

Algumas destas orgnaizações tem hierarquias restritas, com indivíduos poderosos controlando a direção do grupo e fazendo as decisões como um todo. Este tipo de hierarquia dá força ao grupo, provendo suporte, informação e cooperação interna. Outras organizações são menos coordenadas, juntando-se como gangues sob um único líder poderoso e carismático. A lealdade de seus membros é mais forte por ser motivada pessoalmente, mas a influência destes grupos é necessariamente limitada a áreas onde o líder possa pessoalmente comandá-los. Nenhuma das duas estruturas deve ser subestimada; Estas gangues e sociedades são extremamente perigosas para quem é de fora.

Quando alguém se junta a uma organização criminosa, ele deve adotar suas regras, costumes e até inimigos. Muitas destas sociedades já se meteram em verdadeiras guerras - não apenas contra as autoridades, mas uma contra a outra; Batalhas que já duraram por gerações e deixaram profundas desavenças. O submundo é cheio de falsos aliados e velhas rixas.

No Mundo das Trevas, o submundo cresceu mais forte e mais sombrio, encorajado pelas atividades criminosas por influência vampírica. O mundo é lotado de atividade criminosa, e há muito lucro para se fazer às custas da dor e perda de outros. Caçadores vem deste território das trevas também, lutando para proteger os seus daqueles que possam predá-los. Para isso, estes criminosos devem lutar contra horrores sobrenaturais - e precisam vencer.





As Organizações

Os Italianos

Famílias da máfia italiana tiveram muitas nomenclaturas diferentes: La Cosa Nostra, a Mob, o Sindicato, apenas para nomear algumas. Durante os séculos, imigrandes italianos pobres juntaram-se em uma tentativa desesperada de sobrevivência, criando grupos bastante fechados e explorando meios ilegais de proteçãoi mútua e lucro. Durante a era de Proibição Americana, estes grupos expandiram exponencialmente, aumentando seu poder e controle pelas cidades da América e do velho mundo. Mesmo depois que a Proibição acabou em 1933, as famílias da máfia continuaram a crescer em influência, colocando suas garras no governo e nos homens da lei também.

Através dos anos 50 e 60, famílias mafiosas continuaram a prosperar. Eles usaram a Ameaça Vermelha e a Guerra Fria para ganhar ainda mais controle, aumentando sua influência sobre o contrabando e ganhando monopólio virtual nos jogos de azar dos Estados Unidos. Através dos anos 70, depois da instituição do RICO, muitas famílias mafiosas italianas viraram sua atenção para as indústrias do sexo, tráfico de drogas e contrabando de armas.

Eles utilizam-se de extorção, proteção, suborno, chantagens, prostituição e seus ubíquos interesses em apostas. Hoje, velhas famílias italiadas continuam sendo os reis do crime organizado.

Motivos e Método

Por séculos, famílias mafiosas italianas foram infiltradas, usadas e abusadas por várias facções de vampiros - talvez mais do que qualquer outro grupo do submundo. Vampiros tornaram seus irmãos carniçais, usaram-nos como escravos e bucha de canhão para políticas vampíricas irracionais, dominaram suas mentes ao ponto da destruição. Diz-se que famílias inteiras são controladas (ou mesmo relacionadas à) grupos inteiros de vampiros. Vingança direciona muitos destes caçadores; vingança e o desejo de proteger mi famigla de ainda mais abuso.

A respeito do método, estes caçadores trabalham em grupos pequenos e familiares de três ou quatro, geralmente protegendo a cidade em que vivem e treinando seus filhos e filhas para seguir seus passos. Famílias italianas são muito fechadas à respeito de informação, e em muitos casos, outros membros da máfia podem ainda estar alheios à existência de vampiros. Eles são protegidos pela família, e não precisam saber dos detalhes.

A maioria dos caçadores mafiosos tem uma sólida base de operações, um local seguro de onde trabalham. Pode variar de um armazém anônimo escondido dentre centenas de outros à uma cobertura de luxo sobre um casino mais prestigiado da área.





Os Russos

A sociedade criminosa mais conhecida do norte da Europa é a Organizatsiya, uma organização fundada por um grupo de agentes ex-militares que s ejuntou para formar um novo conglomerado criminoso. contudo, a estrutura deste grupo é tênue, na melhor das hipóteses, balançada direto na base pelas várias mudanças e reviravoltas naquela região do mundo. A Organizatsiya é formada por células pequenas compostas por agentes independentes, e lideradar por uma coligação dos líderes mais poderosos. Estes grupos trabalham juntos, e são consolidados bem o bastante para que outras organizações mafiosas os vejam sob o mesmo guarda-chuva. Sindicatos da máfia russa são conhecidos mundialmente por ter um número significativo de ex-militares e ex-membros da KGB em suas fileiras, fazendo deles uma das mais formidávels forças de black-ops do mundo.

Os lobos solitários da federação russa são os Bratva, uma palavra que significa "irmandade". Se a Organizatsiya é uma coletica de vários sindicatos de crime organizado, um Bratva é um agente independente que trabalha com a Organizatsiya ocasionalmente, mas não é membro de nenhuma célula. Estes indivíduos são geralmente muito imprevisíveis (ou incontroláveis) para receber ordens, e preferem ser contratados como mercenários ou freelancer de black ops para missões e tarefas específicas. Estes mercenários irão trabalhar pra qualquer um, desde que o pagamento seja aceitável e o trabalho seja interessante, mas seus laços mais fortes são com o submundo russo.

A atividade do crime organizado russo nos Estados Unidos tem se expandido nos últimos 20 anos, crescendo especialmente nas áreas de contrabando de armas e extorsão. Diferente das organizações de crime italiano, os Bratva não possuem uma hierarquia elaborada, mas formam redes de contatos, grupos celulares e agentes solos que movem-se de uma área pra outra, dependendo de seus contatos e associados para suporte.

A máfia de Odessa é o galho dominante da Organizatsiya nos Estados Unidos, operante de Nova Iorque à São Francisco, e liderada por um grupo de indivíduos poderosos com base em Brighton Beach. Diferente dos criminosos russos comuns, esta organização é altamente estruturada e bem organizada. Eles operam em incrível segredo, e usam apenas o idioma russo em seus altos escalões.

Vorovskoy Zakon
O código de conduta tradicional dentro do crime organizado russo é chamado "vory v zakone", que significa "ladrões-em-lei". Membros destas organizações são atados a viver de acordo com este código. Se for quebrado, a única punição para a transgressão é a morte.

  • Poupe seus relacionados. Não tenha família, nem esposa, nem crianças.
  • Nunca trabalhe. Viva somente do seu crime.
  • Ajude outros ladrões, moralmente e materialmente. Ensine a arte aos iniciantes.
  • Mantenha segredo sobre toda informação a respeito de cúmplices, esconderijos, etc.
  • Em situações inevitáveis, assuma a culpa pelo crime de alguém ao invés de entregar um irmão.
  • Disputas entre membros vão ser resolvidas pelo voto de uma convocação informada. Os dois lados terão o direito de falar por si. Um membro irá participar destas convocações se necessário, e irá aceitar e prosseguir com qualquer punição que partir da convocação. Um membro não pode resistir se for considerado culpado.
  • Tenha um bom entendimento dos jargões dos ladrões (conhecido como fehnay)
  • Tenha certeza de que seus informantes também são membros da Bratva.
  • Não aposte a não ser que possa cobrir suas perdas. Não exagere em drogas ou álcool.
  • Não fraternize com as autoridades, nem em atividades públicas ou organizações de comunidade.
  • Sempre mantenha suas promessas para com outros membros da Bratva.

Motivos e Método

Membros da Bratva que caçam vampiros geralmente o fazem porque há um pagamento pela cabeça do Cainita. Estes caçadores são geralmente ex-militares, bem treinados e bem equipados, com as melhores e mais avançadas armas e tecnologia e um "manual" pessoal de suas experiências, descobertas e estratégias. Estes homens e mulheres são extremamente perigosos, e muitos tem um prazer psicopata em matar. A adrenalina de caçar um mortal já não tem mais graça, e suas habilidades estão muito acima desta tarefa. Caçar vampiros é o único desafio que resta, e eles o fazem com vigor - às vezes obsessivo.

Apesar de agentes da Bratva não discutirem isto, alguns desses caçadores russos utilizam o sangue de vampiros para aumentar sua própria habilidade e capacidade física. É dito que há um laboratório na Romania mantido por ex-cientistas da KGB. Este laboratório, chamado "Arca" por aqueles que o conhecem, mantém um mortuário de vampiros capturados. Mantendo-os em torpor, os cientistas vendem injeções de sangue como um estimulante para os caçadores Bratva mais ricos.





Cartéis da América Central

O crime organizado está em ascenção na América Central e Sul, em algumas regiões atuando quase completamente sem interrupção de agências governamentais ou da lei. México, Colômbia, Honduras, El Salvador e Guatemala estão entre as áreas mais notáveis afetadas por grupos criminosos, que produzem ópio e vendem drogas por todo o mundo. Grupos como Mara Salvatrucha (MS-13), a Máfia Mexicana (la M) e os Sureños mantém tremendo poder pela América Sentral e o continente Sul. Outros chefes de cartel mais organizados operam como pequenas nações, governando sua área local com punho de ferro mas perdendo bastante força conforme a distância.

A instabilidade local leva a uma predominância ainda maior destes grupos. Uma guerra civil de trinta-e-seis anos na Guatemala e a corrupção liberada por múltiplos governos deu aos sindicatos do crime bases significativamente sólidas. Ainda assim, estas gangues estão constantemente em guerra, fazendo desta influência instável. Os crimes preferidos destas organizações variam de sequestro, extorsão e tráfico de drogas a roubo de ajuda internacional e corrupção governamental massiva.

Gangues da América Central tem uma hierarquia, um código específico de linguagem e um código de conduta. Elas geralmente se organizam em células, ou "cliques", sem um líder geral. Líderes das células são chamados palabreros, traduzido como "aquele que tem a palavra". A maior parte dos cliques tem o primera palabra e o segunda palabra, referente ao primeiro e segundo em comando. Dentro dos Cartéis, as coisas são um pouco mais organizadas; membros conhecidos como Halcones (falcões) são os olhos e ouvidos do grupo, enquanto capangas conhecidos como Sicarios providem músculos para fortalecer os comandos do líder do Cartel.

Motivos e Método

Muitos dos caçadores das gangues da América Central presenciaram a carnificina traga pelo Sabá pelo México e América do Sul. Alguns tem familiares, conhecidos ou amantes que sofreram terrivelmente nas mãos destes vampiros psicopatas. Mas mais que isso, um membro dessas gangues geralmente torna-se um caçador por um senso de orgulho ou demonstração de superioridade, um desejo de ser o membro mais durão e malvado do grupo, ou mostrar aos vampiros locais que mortais podem lutar de volta e vencer. Estes caçadores são geralmente jovens, incautos e exaltados - mas são perigosos, acima de tudo.

Estes membros de gangue tem laços com negociantes de armas, permitindo que tenham armas excelentes e outros equipamentos, mas com um toque de aleatoriedade. Eles tem acesso a qualquer coisa que possa ser contrabandeada naquele mês, e isso pode variar de poderosas submetralhadoras a lança-mísseis.





Os Tongs

A palavra "Tong" significa "hall" ou "local de reunir-se", e sua simbologia é literal; estas organizações são tanto iramndades secretas ou sociedades privadas como também são grupos criminosos. Halls Tong são geralmente publicamente conhecidos, e usados para propósitos mundanos por cidadãos locais. Contudo, por trás de seu exterior agradávei se esconde um dos mais perigosos grupos do crim eorganizado.

A estrutura organizacional do crime organizado baseado na China é muito complexa, e de forma alguma monolítica. Não há cadeia de comando, nem coordenação entre as cidades - mas existem algumas figuras respeitadas unilateralmente, não importando se sejam membros de um grupo específico ou não. Os maiores Tongs incluem as gangues Fuk Ching e Ghost Shadows de Nova Iorque, bem como Wo Hop To e Wah Ching da California.

Uma das coisas mais incomuns sobre os Tons é sua relação com a sociedade comum. Uma gangue criminosa pode estar afiliada com uma perfeitamente legítima sociedade cultural ásia-americana, e pode até ser considerada uma parte positiva e suportiva da cultura. Estas gangues geralmente operam rodas de apostas, distribuição de drogas e tráfico de armas.

Motivos e Método

Caçadores do Tong não são o expert estereotipado de kung-fu. Nos tempos modernos, eles são geralmente treinados por empresas de segurança privada, mas focam este conhecimento em uma posição mais lucrativa no Tong. Grupos maiores de Tong geralmente tem dinheiro e recursos o bastante para garantir que seus protetores são bem equipados, e mesmo aqueles com menos lucros tem o suporte de suas comunidades. Uma parte considerável deles tem Numina, seguidores dos velhos caminhos que usam superstição chinesa e mágica para ter uma maior vantagem contra seus inimigos. Numina é um poder consideravelmente comum entre os caçadores do Tong.

Caçadores do Tong aposentados, particularmente aqueles que foram permanentemente feridos, invalidados ou ex-fantoches vampíricos, geralmente tornam-se recursos ativos para seus Tongs. Estes indivíduos experientes tornam-se sábios e guias para a próxima geração, e ficam escondidos e protegidos pelo resto dos membros do Tong. Como estes caçadores muitas vezes tem de lidar com os estranhos vampiros Asiáticos na China natal, este treinamento pode ser absolutamente crítico para a sobrevivência do caçador.





Yakuza

Conhecido como Yakuza por seus membros e Boryokudan pela polícia jpaonesa, esta organização criminosa começou com grupos locais, fragmentados, mas deste a Segunda Guerra Mundial, a Yakuza se consolidou, ganhou hierarquia e se espalhou para além do Japão. A palavra em si vem de um jogo de cartas japonês chamado "oicho-kabu", onde a pior mão possível é chamada "ya-ku-za". A cultura popular clama que os Yakuza são baderneiros de rua tatuados, dirigindo motocicletas japonesas, loucos por violência. Realisticamente, eles são homens de negócio, que mantém suas tatuagens cobertas por ternos caros. Certamente existem membros mais novos, mais orientados para gangues, mas a organização da Yakuza já se expandiu muito além de meros baderneiros de rua.

As várias gangues que formam a Yakuza tem origens diferentes, mas muitos clamam descendência de grupos estilo "Robin Hood" de ronin (samurais sem mestre). Agora, eles especializam-se em jogos de azar, esquemas de proteção, e crimes do colarinho branco como hack, esquemas no mercado de ações e extorção de empresários.

Motivos e Métodos

Caçadores dentre os Yakuza são geralmente chamados "kabuki-mono" ou "malucos", uma nomenclatura que originou-se com gangues ancestrais de Yakuza que carregavam espadas longas, intimidando vilas inteiras e usando estratégias e inovações não convencionais e de blefe para confundir seus inimigos.

Caçadores Yakuza são assassinos treinados, versados em furtividade, operações silenciosas e eliminações de alvo único. Eles trabalham em pares, com um mentor (oyabun) e um estudante (kobun), e os dois agentes dão um ao outro absoluta lealdade (no caso do kobun, também obediência cega). Alguns são agentes de contra-inteligência, usando tecnologia e hack para rastrear uma atividade vampírica e miná-lo à distância. Os melhores destes agentes nunca precisam estar a menos de cem metros de seus alvos para aprisioná-los em uma área que logo será iluminada pelo Sol, ou trazer a atenção das forças da lei para eles - e garantir que a polícia tem toda a informação (e vantagem) necessária para destruir o seu alvo.

_________________
... só pode ser os nóia!
avatar
Gam

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Organizações

Mensagem por Gam em Ter Nov 04, 2014 7:10 pm

O Arcano

Há muitas sociedades mortais que buscam o conhecimento sobre fenômenos sobrenaturais, mas nenhuma delas possui tantos recursos acadêmicos quanto o Arcano. Acadêmicos de qualquer campo esotérico são bem-vindos como membros, uma vez que a sociedade conseguiu a verdade dos lugares mais inesperados. A maioria dos Arcanistas são acadêmicos, arqueólogos, bibliotecários, místicos e ocultistas, apesar de ultimamente haver um crescente número de membros que adentram apenas pelo fato de que um mero contato com o sobrenatural pode engatilhar intermináveis perguntas e uma sede pelas respostas. Por isso, houve a inclusão de soldados, espiões, hackers e até mesmo aquele barman fora do comum.
O lema do Arcano, ou seja, seu “Syllabus”, é claro: a busca do conhecimento por si só, visando a iluminar e melhorar a vida de seus membros (e consequentemente, a humanidade). Ele aceita o fato de que há um mundo além do que as pessoas normais podem enxergar a sua frente e que através de pesquisas acadêmicas, pode-se descobrir o que é puramente mito e o que é a verdade escondida dentre as sombras.

O Arcano não é uma sociedade secreta. O público tem conhecimento deste como uma prestigiosa, mesmo que incomum, sociedade acadêmica global. É publicado um periódico de análise sobre o mundo esotérico chamado Os Procedimentos Anuais do Arcano. O periódico aceita a submissão do público e o Arcano se aproveita disso para descobrir novos candidatos em potencial. Além disso, o conhecimento público sobre os Arcanistas as vezes os levam a algumas situações sociais na qual eles tem acesso a textos raros e a alguns segredos que caso contrário não teriam.

Encontros hostis com o “fator sobrenatural” mudou o comportamento do Arcano. Os Arcanistas tomam cuidado quando pesquisam sobre seres como vampiros e lobisomens para evitar que eles próprios e suas preciosas pesquisas sejam destruídas. Esses encontros passados deixaram cicatrizes mentais (e físicas) em alguns dos membros que acreditam que esse ideal da Iluminação humana acontece na verdade através da ação contra os predadores secretos da humanidade.





A arquitetura do Arcano

O Arcano é composto parcialmente por um prédio central e parcialmente por uma coleção de faculdades. A organização se espalha ao redor do mundo e hoje em dia, seus membros consistem em aproximadamente alguns poucos milhares.

A Casa Matriz

A Casa Matriz é a base do Arcano, é onde os mais importantes e sagrados negócios acontecem e onde é abrigada a mais velha e mais rara biblioteca com uma vasta coleção de livros e outros documentos.

A sua localização, e até mesmo a sua existência, é um segredo para todos aqueles que estão fora da sociedade. Os Iniciados sabem apenas que ela se encontra um pouco afastada de Londres (afinal, você deve saber para onde comprar um voo quando você tiver que ir lá). Em seguida, eles são vendados antes de fazer a viagem. Aqueles que provam ser confiáveis, têm a permissão de admirar a bela paisagem interiorana até os pântanos de Cambridgeshire, à 160 km de Londres.

O Grande Conselheiro, Madeleine Beuacourt, mora na Casa junto com um certo número de empregados que fazem a manutenção da biblioteca da Casa, a Axis Mundi. O Comitê Executivo cuida dos negócios de alto nível do Arcano também neste endereço. E o terceiro uso da Casa Matriz é durante os Rituais de Iniciação, no quais os Iniciantes são induzidos ao entrarem na sociedade.

A Axis Mundi

Considerada com uma das mais impressionantes bibliotecas sobre o oculto e o sobrenatural que qualquer organização mortal já compilou, a Axis Mundi é a alma do Arcano. Mencione um assunto, não importa qual, e você achará no mínimo uma meia-dúzia de livros no armazém. Graças a modernização da tecnologia, as delicadas obras são preservadas em salas com controle climático e o conteúdo de muitos dos volumes já foram digitalizados e podem ser procurados através de uma base de dados – mas não todos, já que este é um trabalho que leva anos para ser terminado. O bibliotecário de uma Casa Filial pode entrar em contato com a Casa Matriz se precisar de um livro, no entanto os curadores da Axis Mundi preferem que os visitante venham pesquisar o livro in loco toda vez que possível (e eles são piores do que os agiotas no que diz respeito à importunar aqueles que não devolvem os livros dentro da data limite).

Os jogadores que usarem a Axis Mundi ganham um benefício em qualquer rolagem sobre ocultismo ou pesquisa sobre o sobrenatural. Se eles tiverem acesso à biblioteca durante o dia inteiro, ele tem +2 sucessos na rolagem. Se eles não gastarem todo esse tempo pesquisando todas as pistas, ele podem ao invés disso gastar o número de horas equivalente a dificuldade da rolagem para olhar os livros e ganhar +2 na rolagem – talvez eles tenham sorte e encontrem o que eles precisem muito antes.

Por causa da importância da coleção do Arcano, o Grande Conselheiro encoraja o treinamento físico e o combate para os moradores da Casa. Obviamente isso não é um pré-requisito, mas ao decorrer da última década, ele deixou claro que quando se oferece uma vaga, a capacidade do candidato de defender a Axis Mundi será um fator a ser considerado. Dois dos empregados que moram na Casa hoje em dia possuem históricos especiais – um da Força Aérea Especial Britânica e o outro do 601º Grupo de Forças Especiais da República Tcheca. Eles organizam o programa diário de ginástica e o treinamento rotineiro com armas para os outros empregados.

Como parte desse sistema de segurança, a Axis Mundi não é conectada a nenhuma rede de computadores e a Casa não envia documentos contendo informações perigosas através da internet.

As Casas Filiais

O Arcano está espalhado por todas as partes do mundo. Visando administrar esta larga rede, muitas cidades e/ou regiões populosas possuem uma Casa Filial. Essas casas são a base (e as vezes também a acomodação) dos Arcanistas locais. Além disso, elas funcionam como a ponte para a Casa Matriz e o Grande Conselheiro – principalmente em termos de prestação de contas e recursos financeiros. As Casas Filiais devem publicar relatórios e também é esperado que seus membros contribuam para Os Procedimentos Anuais do Arcano (o jornal acadêmico publicado pela sociedade) e para a coleção da Axis Mundi.

Cada Casa Filial tem liberdade para se organizar da melhor maneira possível desde que ela continue a ser um membro produtivo da sociedade. Seus membros possuem funções e títulos como em qualquer outra organização: tesoureiro, bibliotecário, secretário, chefe da segurança, entre outros... Por outro lado, a função de Conselheiro, como a de administrador geral da Casa é comum a todas elas. Suas principais tarefas são as de deixar o Grande Conselheiro a par de todas os acontecimentos relevantes e de atuar como um procurador em nome do Grande Conselheiro.

Por causa do tamanho da rede do Arcano, algumas das Casas Filiais são consideradas como Casas “primárias” em uma área vasta. A Casa Filial primária nos Estados Unidos é em Georgetown e todas as outras Casas americanas se reportam ao Conselheiro de Georgetown que por sua vez entra em contato com o Grande Conselheiro. A União Europeia mudou a sua Casa primária para Paris em 2007 após a sua Casa em Londres ter sido atacada por agressores, supostamente vampiros (que provavelmente confundiram a Casa Filial de Londres com a Casa Matriz).

As políticas de uma região também tornam este sistema complicado: a Casa de Islamabad reporta ao Conselheiro de Dubai, mesmo que Nova Deli seja muito mais perto. De maneira similar, a Casa Filial de Taipei manda seus relatórios diretamente para a Casa Matriz apesar da contestação do Conselheiro de Shangai.

O ritual de iniciação do Arcano

Os novos recrutas do Arcano ganham o título de Iniciados assim que aceitam a oferta para entrar na sociedade. No entanto, eles não são verdadeiramente considerados como membros até a Iniciação. Um grupo de novatos se encontra na Casa Matriz para conhecerem o Grande Conselheiro e absorverem grande parte da história e do conhecimento que faz parte do Arcano. Quando eles chegam, são avisados que a Iniciação acontecerá no dia seguinte. Eles serão liderados pelo Mistagoge da Iniciação – que na verdade não é uma posição fixa, mas apenas um membro de alto-escalão da sociedade que é convidado para liderar o ritual.

Nesta mesma noite, os Iniciados são convidados para aproveitar o lounge do quarto andar. Somente os próprios e os funcionários que os servem estão lá. Nesse momento, os novatos também têm algum tempo para conversar entre eles. A partir deste ponto, a Iniciação começa: a comida e a bebida são batizadas com um poderoso alucinógeno e um narcótico leve.

Sonhos surreais invadem suas mentes. Um Iniciante mencionou um vasto labirinto e uma coruja que gritava enquanto bicava a sua pele. Esses sonhos talvez não sejam a parte mais desagradável do ritual, uma vez que quando eles finalmente acordam, cada um se encontra sozinho e pelado em um caixão de madeira. Os Iniciados obviamente gritam e tentam sair com o efeito das drogas já passando e o horror de morrer em um caixão agora inteiramente em suas mentes.

É somente a partir deste momento que os Iniciados têm permissão para sair e descobrem que estão em uma ilhota. Uma vez que todos eles se reúnem novamente, eles são levados em direção à água. Arcanistas vestidos com roupões estão em pé do outro lado da margem, esperando para os Iniciantes entrarem na água e serem batizados.

O Mistagoge leva os novatos até o final do ritual e declara: “Irmãos e irmãs do Arcano, vocês morreram e agora irão renascer. Agora se limpem e juntem-se a nós.” Então eles são finalmente recebidos na Casa.

O jogo mais perigoso

Todos no Arcano, desde o Novato até o Irmão Mais Velho possui uma sede insaciável pelo conhecimento. Para alguns, há também uma sede por justiça, heroísmo e outras noções românticas. Para outros, há um medo inescapável das criaturas que estão escondidas nas sombras e que são mencionadas em livros antigos e empoeirados. O medo é porque estas criaturas são bem reais e muitas delas têm conhecimento da existência do Arcano. E vamos ser sinceros: se você cresceu em um meio acadêmico onde a sua maior preocupação era a luta pela estabilidade em um posto de professor, um vampiro arrancando o seu pescoço e chupando a sua vida será, de maneira eufemista, um motivo para se preocupar.

Esse medo faz com que a maioria do Arcano adote uma política de “não envolvimento”, principalmente depois que os vampiros destruíram a Casa Filial de Boston em 1910. Mas nem todo mundo consegue ficar parado ao ver os horrores que acontecem no mundo. Algumas seções individuais do Arcano pesquisam sobre esses assuntos mais arriscados – relatórios sobre vampiros, demônios, lobisomens, fantasmas e outros seres sobrenaturais. Eles acumulam inteligência através de entrevistas com testemunhas, observação de lugares suspeitos, vigilância e em algumas raras ocasiões, influenciando alguma entidade para que seja possível rastrear e mapear algum tipo de movimento mais específico. Mas é claro que eles ainda fazem as tradicionais investigações nas bibliotecas e não perdem o hábito de ler livros – nenhum deles perdeu a essência de como o Arcano busca o conhecimento em primeiro lugar.

Ninguém na sociedade se vê como soldados da linha de frente (e aqueles que se veem são geralmente mortos pelas criaturas da noite ou silenciados por um irmão mais velho do Arcano, ou então eles se corrigem automaticamente). Na verdade, esses acadêmicos são espiões que mandam informações de maneira discreta para aqueles que agem.

Outros na sociedade têm conhecimento de que tais espiões-acadêmicos existem, mas estes fazem o possível para manter suas missões de maneira secreta... escondendo até mesmo uns dos outros. Isso significa que algumas Casas trabalham no mesmo propósito (as vezes indo atrás do mesmo fenômeno sobrenatural de maneira inútil). Isso significa que eles são menos potentes, pois não há ninguém os coordenando. Por outro lado também significa que eles não confessam a identidade de outros que também lutam pela mesma causa.

O que o Arcano sabe

Os membros sabem que há muitos lugares misteriosos onde o oculto sai das sombras. A busca pela descoberta desses lugares continua importante para o Arcano e muitas Casas continuam a caçar por Mu, Camelot, Atlantis, Hollow Heart, etc. Outros não acreditam em tudo que já foi descoberto nesses lugares misteriosos que podemos visitar hoje em dia: as pirâmides do Egito, o triângulo das Bermudas, o Monte Everest e até mesmo a Antártida. Alguns dos membros são obcecados com o que existem para além da nossa atmosfera e com os que nos visitam de lá.

Artefatos lendários também mexem com a imaginação dos Arcanistas tanto quanto os lugares misteriosos. Os membros trocam informações sobre a possível localização do Santo Graal, Excalibur, Mjölnir, Tizona, Gáe Blug, Yata no Kagami e o livro de Thoth (apenas mencionando alguns).

Os Taumatologistas estudam a história e a teoria da mágica. Os arquivos mostram que alguns membros já se depararam com esse fenômeno raro. Esses arquivos são titulados de “A Ordem de Hermes” e se tem conhecimento desde a Idade Média. Estranhamente, o número de eventos mágicos registrados nos últimos meses são mais frequentes do que nas últimas três décadas. A razão disso é um debate acalorado, não se sabe se é porque os Arcanistas estão se aproximando da verdade sobre a mágica no mundo ou se a magia está “retornado a moda.”

Os vampiros definitivamente existem nesse mundo e se sabe deles por causa da infelicidade que ocorreu quando espionaram a Casa Filial de Boston, causando consequentemente um incêndio em 1910. As ordens do Grande Conselheiro são: mantenha a distância, mas não deixe que o medo destrua a sua busca pelo conhecimento. Em outras palavras: aprenda o que você quiser, mas não se meta com eles.

Lupinos, aparições e outra figuras folclóricas também são conhecidas e as Casas estão dedicadas em descobrir mais sobre eles. Mas as mesmas ordens sobre não incomodar aqueles que podem destruir a sociedade também são dadas aqui, mas são um pouco mais leves se comparadas às recomendação dadas sobre os vampiros. Um lobisomem surpreendeu o Arcano em 2001. A Novata Carol Dubois viajava pelo Vietnã quando a emboscada ocorreu, ela se transformou em um criatura meia-lobo gigante, como o vídeo conseguiu capturar. Dubois fugiu e ninguém nunca mais ouviu falar dela.

Demônios são outros tópico de debate na sociedade. Alguns Arcanistas acreditam que há limites que a humanidade não poderia cruzar e o estudo dos demônios é um deles. Já outros acreditam que delimitar tal limite é como sabotar o progresso acadêmico.

Por último, existem outros mortais que buscam pelo conhecimento do sobrenatural. Arcanistas os consideram como colegas em potencial ou pelos menos recursos em potencial. Aqueles que tomam atitudes agressivas contra os vampiros e outras criaturas predadoras de humanos acabam fazendo aliados desconhecidos. A inquisição, os membros do Projeto Twilight, Crucible Genetics Amalgamated e a Sociedade de Leopoldo estão entre as fontes das quais o Arcano conseguem informações. Algumas Casas possuem ainda aliados pequenos e/ou regionais. Por exemplo, a Casa Filial de Las Vegas se aproveita do fato de que a polícia local é surpreendentemente adepta a lutar contra as ameaças sobrenaturais da cidade.

_________________
... só pode ser os nóia!
avatar
Gam

Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Organizações

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum