Rust Henker (Voodoo) - Nosferatu AT

Ir em baixo

Rust Henker (Voodoo) - Nosferatu AT

Mensagem por Cain em Ter Abr 13, 2010 12:37 am

Nome: Wond
Personagem: Rust Henker - Voodoo
Clã: Nosferatu AT
Natureza: Ranzina
Comportamento: Solitário
Geração: 8º
Refugio: Galeria Desativada em uma area mais afastada da Cidade
Conceito: Caçador


Experiência:


ATRIBUTOS

Físicos
- Força: 2
- Destreza: 3
- Vigor: 3

Sociais
- Carisma: 2
- Manipulação: 3
- Aparência: ---

Mentais
- Percepção: 3
- Inteligência: 4
- Raciocínio: 3


HABILIDADES

Talentos
- Prontidão: 3
- Esportes: 1
- Briga: 2
- Esquiva: 2
- Empatia:
- Expressão:
- Intimidação: 2
- Liderança:
- Manha:
- Lábia:

Perícias
- Empatia c/ Animais: 1
- Ofícios:
- Condução: 2
- Etiqueta:
- Armas de Fogo: 2
- Armas Brancas: 2
- Performance:
- Segurança: 2
- Furtividade: 3
- Sobrevivência: 2

Conhecimentos
- Acadêmicos:
- Computador:
- Finanças: 2
- Investigação: 3
- Direito:
- Lingüística:
- Medicina: 1
- Ocultismo:
- Política:
- Ciências:


VANTAGENS

Antecedentes
Geração 5
Status 1
Mentor 1


DISCIPLINAS
Ofuscação: 3
Animalismo: 1
Potência:


Virtudes
- Consciência: 1+1

- Autocontrole ou Instinto: 1+1

- Coragem: 3+1


HUMANIDADE: 4

FORÇA DE VONTADE: 7


QUALIDADES
Ambidestro
Audição Aguçada
Reflexo Falso
Dedos Longos

DEFEITOS
Monstruoso
Caolho (Olho Direito)
Aperto dos Amaldiçoados
Intolerância (Rituais)
Inimigo
Amaldiçoado (Transformar seus amigos mais íntimos em inimigos)
Senhor Insano
Senhores Rivais


OBS:
Equipamentos
Faca de Ossos
Faca de Caça
Cajado de madeiras e ossos entalhada


PRELÚDIO
Rust Henker, 57 anos, Passou a Vida Inteira nas Próximidades da Grande Berlin, na area Rural, onde Frequentemente Caçava, Pequenos Passaros e Animais, Criado por seu avo, Rust aprendeu diversas estrategias e como sobreviver em terrenos Hostís, O grande Trauma da Guerra sempre perseguiu fazendo-o sempre estocar comida e manter certas peculiaridades, como armadilhas em volta da casa e abrigos subterraneos, Quando jovem a Diversão de Rust era procurar pistas de onde estariam as armadilhas de seu avo, Apesar de alguns acidentes sempre se saira muito bem, Quando seu Avo adoeceu Rust teve se virar para conseguir sobreviver, As vezes fazendo pequenos bicos na Grande Berlim, Ou Vendendo os Animais que caçava, assim conseguindo Sobreviver até a Morte de Seu Avo, Passando Anos e mais anos, apenas fazendo o minimo para sobreviver.

O Abraço

Uma noite já velho, seus 57 anos começando a pesar, Estava na Grande Berlin, Conseguirá um emprego provisório para retirár o lixo a cumulado de um beco, não era o melhor emprego, mas no minimo ainda podia trabalhar e conseguir seu sustento. Barulho, Rust se assusta, Olha para os lados, ninguem, Mas que merda o que fora aquilo, ia Continuar seu trabalho quando novamente se ouve um barulho, Dessa vez conseguira reconhecer que eram passos de alguem furtivo, Olhara para todos os lados, mas que merda, Ouvira seu avo falando de Espiões e Assassinos que matavam principalmente a noite, Mas que droga! porque o Velhor Rust? Novamente o barulho, Dessa vez mais próximo, Nâo seria uma vitima tão facil! Jogará um saco de lixo pra trás, e saira correndo, o que mais podia fazer, Apesar dos seus 57 anos ainda podia correr, não na velocidade de antigamente mas podia, Ouvia passos vindo a trás dele, Tentava correr mais rapido, Mas suas pernas já não o acompanhavam como antes, Tropeçará, Cairá em meio a outro beco, Olhava por onde vierá, um vulto se aproximava, olhou para o outro lado do beco, ainda tentando se arrastar até la, Mas que droga, Mãos Fortes o Agarraram, uma dor no pescoço, seguido por uma sensação diferente, Suas forças iam sumindo, já não havia porque lutar, a Vida Acabaria ali e agora... Estava quase perdendo a consciência quando fora solto, Simplesmente cairá no chão novamente, pelo pouco que ainda conseguia enxergar, Via outro homem golpeando o primeiro com uma especie de martelo, Desmaiará ele, ele agora se apróximava sua presença era intimidadora, muito mais que o outro, o que eles eram?

????: -Hermann, era esse velhote que você queria para si? heh... passarei na sua frente novamente, ele agora será meu, terá que suportar toda a dor que passei e ainda será seu destruidor meu caro Hermann, saberá que fui eu heh...

Rust fora levantado uma segunda vez, era impressionante como tinha facilidade de erguer um corpo, novamente a Dor no pescoço, Mais intensa, Muito mais intensa, Ela não ia embora, não era a mesma sensação que sentira com o outro, A dor se apossava do seu corpo, As poucas forças que ainda restavam foram usadas para gritar de dor, Dor e mais Dor, até finalmente Desfalecer. Quando acordará um dia depois nos esgotos, Confuso do que acontecerá, Finalmente conseguirá ver a face de seu senhor, Um monstro deformado pela aspera e porosa parecendo que ficará anos se decompondo, uma ação reflexo foi tatear a própria face, que sentia não ser mais a mesma do velho Rust, Estava agora não porosa como a do seu senhor, mas parecia derretida a fogo, em muitas partes, de seu cabelo restaram tufos em algumas partes, o resto estava com aquela pele meio derretida, Aquele monstro o Transformará em um Monstro! Semanas e Mais semanas até se acostumar com a Ideia, A dor constante de não poder se juntar ao seu finado Avo, a dor de não ser mais reconhecido pelos poucos amigos que tinha, A lembrança daquela noite dolorosa, Tempos angustiantes, Demorou até associar o que seu senhor o ensinava, Vampiros, Sabbat, Tudo aquilo. A pior coisa foi descobrir o que era a Sede, Aquele queimar no estomago, até sucumbir a ela, Se assustou também, a sua vitima se debater, não importa o que fosse, humanos ou animais, todos se debatiam e gritavam, Rust foi obrigado pela sede a não se importar, não se importar com a Dor, não se importar com a brutalidade, Ele era um monstro sabia disso, e agora agiria como um monstro.
Hans, seu Senhor Explicará o que aconteceu aquela tragica noite, Hermann é o Rival de Hans, Um Nosferatu da Camarilla, Os motivos de Sua Rivalidade se mantiveram ocultos sempre, Hermann abraçara um mortal também, Criado para competir com Hans e Rust...

5 anos após o Abraço, Rust encontraria finalmente o abraçado de Hermann, Próximo a grande berlim, Perto de onde Rust passará a Vida Mortal, Lá estava ele ou melhor Ela, Provavelmente deveria ter sido muito bonita quando mortal, Agora Deformada pelo sangue Nosferatu se tornara repugnante, Provavelmente deveria ter sofrido como Rust, ao descobrir que sua face não seria mais a mesma, Alimentada pelo Odio do seu senhor e culpando Rust por ter sido abraçada, Ela se armou para destrui-lo. Fora Acertado por uma Força Sobrenatural, Conhecida já como uma das Habilidades do seu clã, Fora espancado quase até o Topor, E por Final, Uma estaca em seu coração, Apesar de quase destruido, Hermann não achava suficiente, se Hans não visse sua cria sendo destruida não mostraria que era melhor, Hermann não o destruirá, Apenas o Faria sofrer ainda mais, Enviará o Corpo Inerte de Rust para Uma vila desconhecida, Onde Entregará para uma velha, Que Diziam praticar o Voduismo, Pobre velha mortal, Começara a Fazer seu trabalho, Queriam tortura, a pior tortura que ela conhecia pela magia negra, Era trancaficar a Alma de uma pessoa morta no próprio corpo, até que ele se desfaça por completo, Começara o Rito, Costurando com Grossas linhas, Começando com o Olho direito, Costurando e amarrando forte, O olho não seria nunca mais aberto, Passará para a Boca, Costurando e Costurando, Antes de selar também a Boca, Perseberá algo estranho, A Estaca no Peito de RUst, Não exatamente uma estaca, Era um galho de Madeira não muito maior que 20cm, Aquilo não era Nescessário agora, Ele estava morto, Ou no minimo era o que a Velha Pensava, Retirará a Estaca e se virará para pegar mais linha, Rust Despertará novamente, A Sede Corrompendo seu ser, Tentará Gritar, SUa boca fora fechada, Um olho, se tornará sego de um Olho! Droga! Com o Unico Olho que restará Procurava algo para abrir sua boca, Uma faca feita de ossos, Conseguirá cortar as linhas que fechavam sua boca, as linhas se mantinham ali mas podia abrir livremente a boca agora, A velha observava Rust paralizada, Estava em estado de Choque, O Espirito se rebelará e estava se reanimando para buscar vingança! não poderia deixar isso acontecer, Pegará seu cajado, Mandaria aquela Alma de volta ao seu lugar, Rust aguarra a Velha sua sede tomando conta de seu corpo, A Velha se debatica como todos, mas ela não gritava, Ela estava falando algo em uma Lingua estranha, Ela estava fazendo algo com ele, Algo que só depois iria descobrir, A velha o Havia Amaldiçoado, As pessoas se afastariam ainda mais dele, Os dias seriam mais obscuros, As Pessoas Próximas se tornariam Inimigos facilmente, Aquilo sim, Seria uma Tortura para Rust. Terminará de se alimentar, O corpo da velha desfalecido ao seus pés, sem saber o que fazer, Pegou o cajado para arrombar a porta e fugiu, levou o cajado junto, não que aquilo ajudase muito, mas achará util ter aquilo por algum motivo queria aquele cajado. Fugirá daquela vila e após dias conseguiu voltar para Berlin, Seu senhor não acreditará no que haviam feito com ele, As tentativas de Abrir o olho costurado se mostraram inuteis, as coisas pareciam perder o corte tentando cortar aquela grossas linhas, e nem as linhas já cortadas da Boca saiam. Pouco tempo depois, Seu senhor desaparecerá, Simplesmente sumirá não encontrava nada sobre seu paradeiro.

Atualmente muitos membros de clã o chamam de Voodoo, conseguiu certo respeito entre eles por sua aparencia peculiar, e sua habilidade em caçadas, Hermann e sua cria, ainda estão por ai, Sabem que Rust voltou e podem vim atrás dele a qualquer momento. Atualmente continua fazendo a mesma vida que antes, Caçando pra sobreviver, Apesar de agora fazer certos trabalhos para o Sabbat.



BANCO DE XP
-----

BANCO DE DADOS
-----

ULTIMA ATUALIZAÇÃO: -----
avatar
Cain

Data de inscrição : 06/03/2010

http://vampiros-a-mascara.forum-livre.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum