Ernest “Priest” Ainkenhead - Malkaviano - Camarilla

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ernest “Priest” Ainkenhead - Malkaviano - Camarilla

Mensagem por Papa Paradise em Qua Fev 27, 2013 2:06 pm

1. Dados

Nome: Xupisko
Personagem: Ernest “Priest” Ainkenhead
Clã: Malkavian –Perturbação: Histeria-
Natureza: Fanático
Comportamento: Arquiteto
Geração: 10ª Geração
Refúgio: Sótão de um prédio abandonado no Brooklin
Conceito: Profeta sádico
Saldo de XP: 0/0

2. Atributos

Físicos
- Força: 3
- Destreza: 3
- Vigor: 2

Sociais
- Carisma: 4
- Manipulação: 4
- Aparência: 2

Mentais
- Percepção: 2
- Inteligência: 2
- Raciocínio: 3 (2+1x5 bônus)

3. Habilidades

Talentos
- Prontidão: 1
- Esportes:
- Briga: 1
- Esquiva:
- Empatia: 3
- Expressão: 3 (0+3x2bônus)
- Intimidação: 2
- Liderança:
- Manha: 3
- Lábia: 3

Perícias
- Empatia c/ Animais:
- Ofícios:
- Condução: 1
- Etiqueta:
- Armas de Fogo: 3
- Armas Brancas: 3
- Performance:
- Segurança:
- Furtividade: 2
- Sobrevivência:
- Caçar:
- Camuflagem:

Conhecimentos
- Acadêmicos: 2
- Computador:
- Finanças:
- Investigação:
- Direito:
- Linguística:
- Medicina:
- Ocultismo: 3
- Política:
- Ciências:

4. Vantagens

Antecedentes
-10ª Geração: 3

-Contatos: 2 –Angione, chefe da máfia Bonanno, a qual Ernest o “fez” subir de cargo. –Eddimund, bispo do Queen, corrupto e ligado a todo tipo de exploração em projetos sociais.

-Rebanho: 1 (0+1 bônus) –3 membros do AA que Ernest conseguiu atrair e influenciar mentalmente para chegarem a salvação e agora vivem vagando as ruas do Queen a noite bêbados o suficiente para não se lembrarem do que fizeram com eles.

-Recursos 2 (0+2 bônus) Dono de um sótão no subúrbio, com trancas de aço e filme preto na única janela. É sub-chefe de um projeto social “sopão” e arrecada sua renda mensal de lá.

-Mentor: 2 (0+2 bônus) Sharon, uma ancillae bastante conhecida entre os Malkavian e ativista no que se diz respeito ao “não mecham na loucura dos Malkavian, isso não atrapalha tanto”.

Disciplinas
-Demência: 2
-Ofuscação: 1

Virtudes
- Convicção: 4
- Autocontrole: 2
- Coragem: 5 (4+1x2bônus)

5. Demais Informações

Humanidade (sua humanidade é sustentada por sua convicção, acreditando realmente que está salvando o próximo com seus atos): 6

Força de Vontade: 6 (5+1 bônus)

Qualidades e Defeitos
Qualidade
- Código de Honra (-2pts) “Deve-se mostrar o caminho da salvação e quebra das barreiras da mente para os não iluminados. Formar uma rede entre os que conseguiram a salvação, humanos ou vampiros. E tentar a todo custo levar-lhes a libertação para que possam ver com os olhos da alma, independente de que isso envolva violência.”

Defeito
- Presença sinistra (+2pts)
- Vício: Álcool (+2pts)
- Inimigo: Traficantes (+2pts)
Pertences
Um celular;
uma faca militar;
um cano de alumínio de 50cm;
um isqueiro e 2 maços de cigarros;
Um Ithaca M37 cromada com cabo de madeira e 3 pentes (dano: 8 alc: 20 CdT: 1 Pente: 5+1 Ocul: I);
Dois Glock 17 9mm e 2 pentes (dano: 4 alc: 20 CdT: 4 Pente: 17+1 Ocul: B)
Informações do personagem

- Idade antes do abraço: 32 anos
- Idade total: 65 anos (2013); 51 anos (1999).
- Data de nascimento: Fevereiro de 1948
- Aparência: Homem de 32 anos acabado, cabelo castanho-avermelhado e olhos azuis claros.


6. Prelúdio
Ernest P. Aikenhead cresceu como uma criança de classe média baixa no Queens, distrito de New York e viveu com seus pais até seus 14 anos. Net, como era conhecido quando jovem, apelido a muito esquecido, via seus pais terem uma relação conturbada por causa do álcool. Seu pai, neto de um escocês mantinha maior afeto pelo gim e pelo poker do que a sua mulher e filho. Por essa característica familiar, o jovem de cabelos ruivos deu por si no mundo do crime já no início da adolescência, trabalhando para a família Bonanno, na qual estava estabelecendo o que é hoje sua atual rede mafiosa.

Net viveu no mundo do crime e viu seu pai ser assassinado por sua própria “nova família”. Ruggiero, que era seu chefe e mandante do crime, sempre dizia: “Todas as dívidas são pagas, de uma forma ou de outra”.

Ernest, já um jovem adulto se viu dentro da rede criminosa, como capanga. E com o dinheiro que ganhava, sustentava a sua velha mãe, seu primeiro amor, como gosta de dizer, que não tinha condições de se manter e sempre implorava a seu filho que saísse da vida do crime. Porém esse desejo foi cumprido a pedido de outra mulher importante na vida de Aikenhead.

Ele conheceu Elise em sua própria casa, em uma reunião de igreja preparada por sua mãe. Por meses os dois conversavam amigavelmente, e a relação foi se aproximando como tantos outros casais. E como tantos casais, eles se casaram. Ernest havia encontrado seu segundo amor.

A mudança na vida de Ernest foi lenta e gradual, dívidas antigas foram pagas e favores feitos antes dele sair de vez da máfia e encontrar a seu terceiro, porém não ultimo amor. Na igreja Aikenhead demonstrou um grande dom para confortar os carentes e entender o sentimento dos outros. Logo ele se aprofundou na igreja do distrito e o apelido Net, deu lugar ao título Priest.

Ernest Aikenhead fundou sua igreja e mantinha uma bela vida, sua filha nascera na mesma época que ele começara seu projeto de ajudar e espalhar a palavra divina entre os viciados e mendigos do Queen. Sua filha, e essa sim, seu ultimo grande amor o acompanhava desde os cinco anos de idade e admirava o trabalho do pai que criou um grande movimento social que tirava os drogados da rua. Porém isso não estava ajudando os que viviam de vender drogas.

Por diversas vezes Ernest foi espancado, mas sua fé nunca foi abalada. Passou a deixar sua filha em casa, agora com 11 anos e sua esposa cuidava dela e de sua mãe, que estava sofrendo de câncer há dois anos.

Priest nunca se abalou e continuou servindo seu propósito durante anos, até que no ano de 1980 sua mãe faleceu. Ernest não se deixou levar por esse fato, mas por sua filha, que foi acometida por uma forte febre que a levou em duas semanas. Esse era o fim da integridade de Ernest.

Entrando na casa da máfia Bonanno com um cano de alumínio ele derrubou 4 capangas antes de ser nocauteado. Sua fúria era justificada pelo motivo da máfia não ter lhe emprestado o dinheiro do tratamento de sua mãe ou fornecido ajuda para socorrer a filha. Já que eles deviam um favor a Ernest e uma dívida sempre se paga.

Daí em diante foi um salto até Priest abandonar a igreja e perder sua fé, após seu caso de alcoolismo ele se via frequentemente em dívida com as pessoas erradas, e a raiva dos traficantes agora poderia ser descontada nele sem nenhuma represália. Sua esposa, sem saída e totalmente abalada voltou para o Kansas, e foi morar com a mãe, dedicando sua vida a igreja.

Ernest se tornou um completo acabado e degenerado, o vício no álcool foi deteriorando sua sanidade, pouco a pouco. A cada dia que se passava o homem se via mais sujo e despreparado para lidar com a sociedade, os mendigos e viciados eram agora sua companhia. O vislumbre do passado de um educado líder religioso tornava-se apenas um vulto em sua mente, apesar de ainda conseguir simpatizar com o problema do próximo e manter sua fala convincente para com os quais precisava, Ernest não tinha o porte para liderar mais do que um ou dois bêbados, e essa habilidade logo o deixou, tudo que restava de sua vida religiosa era sua capacidade de lidar com os vagabundos que antes cuidava e agora contracena.

A mente deturpada do pastor foi criando ilusões do seu passado onde a insanidade e a bebida se misturavam, até que ele se via como uma espécie de pregador da nova era, sem palavras pra cultuar, sem seguidores que conseguisse liderar e um deus que acreditasse para o salvar. Ned foi deixado um dia em um manicômio público a mando de um antigo amigo dos tempos de igreja que via seu negócio ser arruinado pela imagem de seu ex-sócio degenerado se espalhando e manchando a imagem de seu culto.

No manicômio conheceu a Drª Liz, uma mulher estranhamente pálida que Ernest tinha a impressão de ter constantemente a visto nos becos escuros do Queen enquanto fazia suas ações sociais noturnas. A Drª o tratava especialmente bem e falando que a loucura não era um problema, e sim uma solução para Net, que se via no fundo do poço.

Demoraram seis meses para que a Liz se mostrasse como sendo Sharon, no dia em que ela conseguiu uma alta, mesmo contra a vontade de Ernest, que não estava mentalmente pronto para retomar a vida real.

Foi em um sótão de uma pequena casa no subúrbio que Sharon começou a falar sobre como existiam muito mais coisas que Ned jamais imaginara e como ele poderia ter sua vingança se aceitasse a proposta dela. O Abraço, mesmo naquele lugar decrépito foi a experiência mais extraordinária que Ernest presenciara, uma estranha combinação de emoções e sensações físicas no mesmo instante. O mundo se fechara naquele momento em que seu sangue se esvaia e um mundo muito maior se abria quando o sangue voltou a enchê-lo. Algo tão imenso que sua própria consciência não suportou, as barreiras de sua sanidade caíram como as muradas de uma fortaleza costeira caem para demonstrar o vasto horizonte do oceano.

Sua primeira caçada foi junto de sua tutora, e eles caçaram humanos, o gosto do sangue foi um êxtase. Bebido de um peito dilacerado por um tiro calibre .12 no escritório de Ruggiero, quando seu ex chefe estava com um cano frio apontado em sua direção Ernest disse: “Todas as dívidas são pagas, de uma forma ou de outra”.

Diante do frenesi causado pela situação, sua Senhora, a vampira de 9ª geração Sharon teve de manter uma ligação mental extremamente forte com ele para que eles pudessem sair de lá e terminar o serviço que foi atribuído a briga de máfias e suas estranhas simbologias, afinal que significa na língua das gangues, retirar todo sangue de um corpo?

Após seu treinamento, que durou onze anos e o processo de adaptação a Camarilla devidamente feito por Sharon, Ernest foi morar em seu próprio esconderijo, o mesmo em que foi Abraçado, e vive pregando sua palavra para os viciados, e os criminosos.

A palavra de Ernest é a salvação por meio do esclarecimento da mente, e Aiknehead acredita fielmente que se não for alcançado de boa vontade, deverá ser alcançado através do espancamento físico, e ele é o instrumento da salvação.

O Priest, ou O Padre, como é conhecido nas ruas do Queen vem despertando diversas opiniões diferentes, afinal. Com o passar de cinco anos, o novo chefe da Bonanno se afetuou por ele, já que entre as máfias a assinatura de Net sempre foi conhecida e aquele olho esquerdo colocado na palma da mão do próprio defunto só poderia dizer que foi obra do maldito escocês maluco que agora anda pelas ruas noturnas espalhando sua distorcida palavra de fé.

7. Banco de Dados

Saldo de XP: 0/0

_________________
avatar
Papa Paradise

Data de inscrição : 11/08/2011
Localização : São paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum