Horrores.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Horrores.

Mensagem por @nonimous em Dom Fev 17, 2013 2:22 pm

Sabe todos nós temos nossos demônios interiores, é claro que minha espécie tem literalmente um demônio interior, a espreita em algum canto obscuro do resto de nossa alma - A Besta como chamamos esse fenômeno é responsável por atos dos quais a maioria de nós se envergonha, por outro lado alguns de nossa raça culpa a Besta pela matança desenfreada, ou apenas se deixar levar, alegando que seus impulsos bestiais foram responsáveis pelos atos mais horrendos.
Toda esse clima tenso, que nos circula caminha na noite em nossa companhia pela eternidade, eu mesmo existo a cerca de dois mil anos, dificilmente sei contabilizar ao certo, mesmo porquê o calendário Gregoriano como conhecemos hoje se quer existia em Roma naquelas noites de barbaridade. Um lastro de sangue e horror nos segue, em cada passo, nossa maldição eterna jaz em cada ato, cada toque, cada palava, cada suspiro de prazer, somos e não estamos amaldiçoados, entenda bem essa diferença, nós somos amaldiçoados, e não estamos amaldiçoados.
Eu reflito sobre isso toda noite que me ergo, saio do solo e parto na minha cruzada, ah sim, sou um cruzado, desde a idade média, dos tempos do Rei Ricardo Coração de Leão eu caço bestas da noite, nessas noites modernas, essas coisas doentias mudaram, não acho mais cães infernais em florestas, agora eles se escondem nos lugares onde o Rebanho vive, meio a eles, se deliciando com sua decadência.
têm vários nomes, Setitas ( meu inimigo mais leal, vire e mexe eles têm algum plano para despertar seu Senhor - Deus- Morto- das profundezas do desespero das trevas) Baalis e suas milhares de vertentes, sempre descubro mais, uma em várias encarnações, como um lastro de uma doença purulenta, eu realmente odeio esses caras, eles rastejam dos recantos mais sórdidos e doentios desse mundo podre, literalmente emergem de buracos recheados de vermes e doenças, sangue e dor, e eles realmente querem infligir o mundo em mais desgraças, e ao que parece estão fazendo bem o trabalho deles, claro, tem oposição como eu, que groseria, não me apresentei, depois de todo esse tempo fiquei rude, seco demais, meu nome é Serjannus, fui um jovem soldado das legiões de Cesár, no apogeu romano, cruzei terras dos bárbaros, entrei em florestas gélidas para desbravar o mundo, destruí bestas do poço na Germania antiga, me embrenhei nas profundezas de Israel e lutei contra espíritos negros.

Me juntei ao mundo dos mortos, tragado por um Brujah já esquecido, Annya a Bela, acho que ele pereceu em Cartágo, presa no solo junto com o senhor de nosso clã, ainda posso ouvir a voz dela me chamando, sussurrando ordens, eu claro sou um soldado leal, leal aos meus princípios e não para senhores. Eu e Anny desbravamos o mundo, fomos testemunhas do concilio de Nicéia, pudemos observar o reinado de Carlos Magno perecer nas mãos dos senhores da noite, eu continuei um cruzado, um paladino negro, destruindo todos os monstros que espreitam a humanidade, prezando pelo silencio do sangue. Ela uma visionária, sábia e contemplativa, uma amaldiçoada da qual nunca mais vi igual, claro, têm Saulot e suas crias, eu nunca vi ele pessoalmente, mas conheci muitos anciões de sua prole incluindo Zaziel o guerreiro.
Não se iluda, depois de todo esse papo, você pode achar que sou um tipo solidário, alguém politicamente correto, não me faça rir, arrancaria a carne do seu corpo tão facilmente quanto lhe olho, sou um soldado, e soldados lutam, lutam e morrem em campo de batalha.
O tempo passou, perdi minha família, amigos, humanidade, perdi minha progenitora, mas continuei leal a mim mesmo, me juntei aos cruzados para derramar sangue dos sarracenos, ataquei Israel, defendi Constantinopla, lutei na frança com os homens de Robespierre, lutei no norte americano contra o escravocratas, da rua ouvi o tiro que findou a vida do presidente Lincoln, no auge da modernidade, fui chamado pela Camarilla, agora sou um Arconte, um soldado, jurei lealdade ao meu clã, meu Justicar, ao círculo Interno, e mim mesmo, e aqui estou essa noite desperto mais uma vez, levando justiça, regando com sangue o chão onde pisa nossos inimigos.
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Horrores.

Mensagem por @nonimous em Sex Ago 16, 2013 6:19 pm

Acertei o rosto dele duas vezes, meus punhos são como um martelo de aço, tão poderoso quanto, tão letal se não mais que aço, esse é dom da minha linhagem.

O desgraçado voou pela janela gritando o nome de seus deuses negros enquanto sangue e dentes espirravam por todos os lados, não quero me gabar, mas além de ser muito forte sou muito rápido, ganharia facilmente do corredor mais rápido dos humanos, atingiria você antes mesmo que sua provocação terminasse.

Foi assim com esse maldito filho da mãe, ele até onde eu sei é um servo do demônio, ele cultua coisas ruins, sim, eu sei somos algo ruim, algo said de um conto de terror, mas ele é algo pior, cultua coisas que fariam um serial killer estuprador choramingar como uma menininha, não, definitivamente não tenho medo deles, sou um cruzado em nome de nosso senhor, da Carimarilla, e sou leal.


Eu saltei a janela do terceiro andar quando ele foi atirado pela força de minha pancada, quando  atingi o solo pude ver ele sorrindo para mim, língua reptiliana, ele invoca algumas palavras em latim, e surge do nada chamas azuladas, eu pulo para um outro lado, caio em uma lixeira, meu braço arde, uma dor que nunca havia sentido antes, vejo vermes comendo a carne chamuscada. Parto para cima dele de novo, dessa vez o atinjo bem no estômago, ele cospe sangue depois disso, meu joelho simetricamente acerta ele no maxilar, que estoura. Quando ele cai a brincadeira acaba, saco minha espada, estava debaixo do meu casaco longo, o golpe é letal, sua cabeça cai no chão.

Eu parto debaixo da luz do luar, feliz por ter destruído mais um desses vermes.
avatar
@nonimous

Data de inscrição : 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum