Elyon Kameroth - Gangrel Antitribu (Urbano) - Sabá

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Elyon Kameroth - Gangrel Antitribu (Urbano) - Sabá

Mensagem por Papa Paradise em Qui Fev 07, 2013 10:00 am

1. Dados

Nome: Beto (Kyle Raymond)
Personagem: Elyon Kameroth
Clã: Gangrel Antitribu (Urbano)
Natureza: Malandro
Comportamento: Camaleão
Geração: 8ª
Refúgio: Sub-solo
Conceito: Espião/Assassino
Citação: "Eu sou livre como o vento. Nenhum antedeluviano, Camarilla ou sociedade vai tirar a minha liberdade. E enquanto o Sabá não se opor a isso, ele terá meu apoio."
Saldo de XP: 192/192
Spoiler:
Status ancilla: 75 xp
Atributos: 28 xp
Talentos: 21 xp
Perícias: 5 xp
Conhecimentos: 4 xp
Disciplinas: 59 xp


2. Atributos

Físicos
- Força: 3 (8 xp)
- Destreza: 5 (Mãos hábeis, Velocidade)
- Vigor: 5 (Resistente, Incansável)

Sociais
- Carisma: 5 (Transmitir confiança, Convencer)
- Manipulação: 3 (12 xp)
- Aparência: 2 (4 xp)

Mentais
- Percepção: 2 (4 xp)
- Inteligência: 3
- Raciocínio: 5 (Formular estratégias, Emboscadas)


3. Habilidades

Talentos
- Prontidão: 4 (Bisbilhotar)
- Esportes: 2 (5 xp)
- Briga: 5 (Garras, Mordidas) (2 pb)
- Esquiva: 5 (Esquivar-se, Encontrar abrigo) (2 pb)
- Empatia: 2 (2 xp)
- Expressão: 1
- Intimidação: 2 (2 xp)
- Liderança: 2 (5 xp)
- Manha: 2 (5 xp)
- Lábia: 2 (2 xp)

Perícias
- Empatia c/ Animais:
- Ofícios:
- Condução: 1
- Etiqueta: 1
- Armas de Fogo:
- Armas Brancas: 1 (3 xp)
- Performance: 2 (2 xp)
- Segurança:
- Furtividade: 5 (Esconder-se, Mover-se em silêncio) (2 pb)
- Sobrevivência: 4 (Rastrear)

Conhecimentos
- Acadêmicos: 1
- Computador: 1
- Finanças:
- Investigação: 2 (2 xp)
- Direito:
- Linguística: 1 (Inglês, Espanhol)
- Medicina: 1
- Ocultismo: 1
- Política: 2 (2 xp)
- Ciências:

4. Vantagens

Antecedentes
Geração 5 (1 pb)
Aliados 4
Contatos 4
Recursos 1
Status no sabá 2
Prestígio de clã (Gangrel Antitribu) 2
Lacaios 2

Explicação da pontuação dos antecedentes:
Spoiler:
Obtidos on-game:
Mentor +1 (perdido)
Recursos +1
Aliados +4
Contatos +4
Status +2
Prestígio de clã +2
Fama +1 (perdido)
Aprendiz +1 (perdido)
Lacaios +2
Geração +1

Pontos normais distribuídos:
Geração 3

Ponto bônus:
Geração +1

Disciplinas

Metamorfose: 4
Ofuscação: 4 (30 xp)
Rapidez: 2 (5 xp)
Potência: 2 (7 xp)
Presença: 2 (17 xp)


Virtudes
- Consciência: 1
- Autocontrole: 2
- Coragem: 5


5. Virtudes

Humanidade: 3

Força de Vontade: 8 (3 pb)


Qualidades e Defeitos
Corpo grande -4
Resistência a magia -2
Vontade de ferro -3
Aura enganosa -1
Madrugador -1
Líder nato -1
Vingança +2
Chamas do passado +1
Presas permanentes +3
Olhos sinistros +1

Observações

Idade:

Spoiler:
Nascimento: 1871
Abraço: 1892
Idade aparente: 21 anos
Idade total: 142 anos

Formas animais:

Spoiler:
Forma de combate: Cachorro
Raça: Pastor Alemão
Cor: Preta
Peso: 55 kg (o peso de um cão normal seria 40, mas aumentei devido a qualidade Corpo Grande)
Velocidade: Velocidade normal de corrida do personagem é dobrada
Sentidos aguçadas: Olfato (-2 na dif. dos testes relacionados)
Altura: 70 cm (Aumentei em 5 cm comparado a forma normal)
Ataques: Garras (Força= Dano Agravado) e Mordida (Força +1= Dano Agravado)
Atributos ganhos: Força +1, Destreza +2, Vigor +2 (A pontuação dos atributos não é limitada pela Geração, pois isto aplica-se somente ao uso de Vitae e não aos ganhos por disciplinas)

OBS¹: Nessa forma, Elyon aparenta ser um cachorro normal, embora seja bem grande. Devido à essa raça não ser tão temida pela sociedade como os Pitbull, sendo na verdade muito bem vista apesar de seu grande porte, Elyon pode andar normalmente nas ruas sem precisar sequer utilizar Ofuscação.

Imagem da forma de combate (embora seja maior):



Forma de fuga: Camundongo (vulgarmente: ratinho)
Comprimento: 6 cm
Cauda: Fina
Peso: 15 gramas
Cor: Preto
Atributos: +2 Destreza, -1 força
Dificuldade para acertar: +2 na dificuldade nos testes para acertá-lo.
Sentidos aguçados: Os ratos possuem todos os sentidos muito bem aguçados, exceto a visão, que é bem fraca. Desse modo, a dificuldade nos testes relacionados a visão são aumentados em +2 e a dificuldade nos testes relacionados aos outros sentidos são diminuídas em -2.

OBS²: Aparenta igualmente ser um animal normal, e por ser extremamente comum e passar despercebido em quase todos os ambientes, ajuda demais nas espionagens, sendo o principal fator que leva Elyon obter informações de seus alvos.

Imagem da forma de fuga



OBS³: Outro fator importante sobre Elyon quando usando essas formas é que ele não pode ser identificado como um vampiro através de sua aura, aparentando ser um animal comum. Se bem que até mesmo para olhar a aura de um animal, o vampiro teria que no mínimo estar bem desconfiado ou ser bem paranóico.

Seus aliados:

Spoiler:
Hanna Pilper - Uma influente e rica médica de Nova York. Ela fornece bolsas de sangue mensalmente para Elyon, embora o Gangrel veja tal tipo de alimentação apenas como uma necessidade casual, preferindo na maioria das vezes beber diretamente da fonte. Além disso, a médica pode manipular atestados de óbito, descobrir sobre mortes de determinados indivíduos, fornecer ajuda financeira, etc.

Myka Yves - Apresentadora de um jornal televisivo de Nova York. Embora ela não possua um controle direto sobre a programação, ela pode usar sua influência dentro da rede televisiva para tentar selecionar ou manipular as notícias que serão passadas em seu programa, desde que elas possam fornecer audiência.

Raymon Garrison - Criminoso líder de uma gangue. Ele possui boas conexões com o submundo, podendo fornecer armas pesadas, drogas, documentos falsificados, etc.

Jack Thompson - O comandante da polícia da cidade de Nova York. Ele é capaz de realizar diversos favores que envolvam a manipulação da polícia e sua influência dentro dela é grande. Suas palavras são uma ordem para qualquer membro da polícia de Nova York, e ele possui grande influência até mesmo na polícia de outras cidades.

OBS: Tais aliados foram procurados por Elyon e seu bando devido a sua utilidade. Elyon não se incomoda em esconder sua identidade para eles, o Gangrel apenas camufla suas características animalescas através de sua ofuscação antes de encontrá-los. Um Ventrue AT manipulou tais humanos para acreditarem que Elyon havia salvo suas vidas, e ele era um especialista na disciplina dominação, tendo descrito os mínimos detalhes, de forma que fosse praticamente impossível para os humanos descobrirem a farsa das lembranças. O Ventrue AT fez tudo isso porque Elyon era o Ductus de seu bando, e eles haviam decidido finalmente fixar-se em Nova York. Claro que o Ventrue AT poderia ter realizado tais benefícios para si mesmo, mas o laço que possuía com Elyon através das valderies era grande demais, de modo que ele não se importaria em deixar Elyon sob o "comando" de tais mortais (e é claro que Elyon aproveitou-se de tal laço para convencê-lo). Além disso, Elyon possuía um carisma e senso de liderança fortes, ele era o membro mais indicado a manter tal relação de aliança com os mortais, pois sabia lidar melhor com eles do que os demais membros do bando (afinal, era o único do bando que seguia humanidade, embora em nível tão baixo). Elyon utilizava sua aliança com tais mortais em função de todo o bando, porém alguns anos depois, os membros de seu bando haviam morrido, portanto atualmente ele utiliza tais alianças apenas com interesses próprios. Os humanos não teriam mantido tal aliança com Elyon durante esses anos apenas através das lembranças criadas com a dominação (por mais que o Ventrue AT tenha feito com que eles acreditassem dever suas vidas a Elyon), por isso Elyon cultivou tais alianças mantendo contato e tornando-se "amigo" dos humanos através de seu carisma (embora ocasionalmente a disciplina Presença o ajudasse a lidar com eles melhor). Atualmente, esses aliados mantém um laço forte de amizade com Elyon e o Gangrel AT tenta manter as coisas assim, tratando os mortais como verdadeiros amigos (por mais que seja tudo uma fachada, pelo menos por parte do Gangrel). Os humanos não sabem muito a respeito de Elyon, pois ele tenta sempre fornecer poucas informações sob si mesmo (sempre criando desculpas para não sair com eles durante o dia, ou inventando conversas fiadas quando perguntam-lhe algo). Elyon também já prestou alguns favores para os humanos, ajudando Jack em suas investigações da polícia (ele dizia que pedia para que seus "funcionários" investigassem, mas na verdade ele mesmo descobria as informações através de sua metamorfose) e já emprestou dinheiro para seus demais aliados (Claro que esse dinheiro era conseguido com seus lacaios premeditadamente, pois Elyon não possui muitos recursos). O Gangrel acha desconfortável ter que ajudar tais humanos (mesmo raramente), mas eles possuem utilidades bem maiores para ele, e por isso o vampiro tenta manter suas amizades (ele os enxerga como "necessidades casuais", assim como a maioria dos vampiros do Sabá enxerga seus aliados).

Contatos:

Spoiler:
Tye - Um hacker asiático. Ele pode hackear a maioria dos sites e descobrir diversas informações úteis na internet com pesquisas avançadas.

Peter - Humano influente com os meios de transporte aéreos. Ele pode obter informações sobre quaisquer vôos que um indivíduo tenha pego e sobre vôos disponíveis em geral.

Tanya - Reitora de uma grande universidade de Nova York. Ela pode fornecer informações sobre os alunos e professores de diversos cursos acadêmicos.

Gary - Porteiro noturno do edifício onde fica localizado o Elysium da cidade. É um homem de meia-idade que observa os movimentos dos membros da Camarilla da cidade sem ter ideia de suas verdadeiras naturezas. Elyon usa esse contato com cautela, para não chamar atenção de seus inimigos.

Contatos menores - Prostitutas. Porteiros de vários edifícios da cidade. Falsificadores de documentos. Policiais corruptos. Políticos da cidade. Universitários nerds e bem atualizados. Seguranças de boates.

OBS: Esses contatos foram adquiridos por Elyon ao longo dos anos em que passou na cidade de Nova York (antes e depois da queda do Sabá na cidade). O Gangrel é amigo dos seus contatos principais assim como é amigo de seus aliados. Elyon tornou-se amigo de seus contatos principais através de seu carisma e através de prestações de ajuda (embora o Gangrel também os enxergue apenas como necessidades casuais e toda a amizade por parte de Elyon seja apenas uma dissimulação necessária para poder aproveitar-se melhor dos humanos). Diferente de seus aliados, os seus contatos principais ajudam-lhe bem mais através das informações que podem fornecer. Já os seus contatos menores são apenas conhecidos casuais. Por serem apenas conhecidos casuais, quase sempre esperam algo em troca de sua ajuda. Elyon possui o telefone de todos eles em seu celular, além de manter outro celular em seu refúgio guardado com os mesmos números (para previnir que ele perca os seus contatos caso o celular que ele carrega seja destruído).

Qualidades e defeitos:

Spoiler:
Não explicarei todas as qualidades e defeitos aqui, pois alguns são autoexplicativos. Aqui vai a explicação de algumas qualidades e defeitos:

Líder nato - Elyon pode não ser um vampiro engraçado ou muito simpático (exceto quando deseja fingir ser assim), mas a confiança que ele transmite é inabalável. Por mais que sua vida humana tivesse sido tão ruim, após concretizar suas vinganças, o Gangrel sentiu-se completamente livre para abandonar os traumas de seu passado. Ele tornou-se um vampiro confiante, e sua autoconfiança pode ser notada em seu olhar e em sua posição. O Gangrel transmite grande confiança em suas palavras e em tudo que faz, e tal autoconfiança contagia os demais. Tal autoconfiança ajuda-o a liderar, pois faz com que os demais acabem acreditando em seu ponto de vista devido a tanta confiança que ele transmite.

Vingança - Sua vingança é contra um ancião Ventrue da Camarilla chamado Bristhon Garcez. Ele foi o responsável pela morte de sua senhora, Kyria. Elyon o tinha perdido de vista muitos anos atrás, mas descobriu que ele está vivendo em Nova York atualmente, e o Gangrel pretende derrubá-lo na primeira oportunidade que tiver. Porém, ele sabe que lidar com anciões de forma imprudente é arriscado, por isso Elyon arquiteta seus planos contra o Ventrue de modo cauteloso. Elyon também permanece desconhecido para o Ventrue, pois sabe que é mais fácil derrubá-lo sem que ele saiba que Elyon é seu inimigo.

Chamas do passado - Elyon não sabe ainda, mas sua cria, Fênix, está viva e pretende voltar para encher o saco de Elyon. Contudo, ela no fundo gosta de seu senhor, e não pretende fazer mal de verdade para ele, embora continue agindo como uma criança irritante. O pior é que Elyon no fundo também gosta dela, e não seria tão fácil para ele eliminá-lo como seria eliminar um inimigo qualquer. Fênix parece agir de tal forma irritante como forma de chamar a atenção de Elyon. A pontuação do defeito foi reduzida porque essa versão não é tão prejudicial como a original, mas o restante do defeito é idêntico.

Olhos sinistros - Os olhos de Elyon tornaram-se amarelos depois de um frenesi. Esse defeito é uma versão mais fraca de "olhos incandescentes", mas diferente daquele defeito, os olhos não brilham forte e nem causam modificação na dificuldade de teste algum. Este defeito reflete apenas a dificuldade para manter a máscara, principalmente diante de câmeras, tendo em vista que os olhos são obviamente não-humanos.

Recursos:

Spoiler:
Elyon não costuma se importar muito com dinheiro. Quando precisa de uma quantidade boa de dinheiro, ele geralmente pega com seus carniçais. Este nível de recursos reflete os roubos que Elyon realiza ocasionalmente, ele não é nenhum profissional, geralmente apenas apaga um mortal com um belo soco e leva seu dinheiro (embora não faça isso de forma imprudente). No geral, Elyon sempre costuma carregar cerca de 500 dólares consigo.

Sua progênie:

Spoiler:
Com a morte de sua senhora e tantos anos dentro do Sabá, Elyon acabou abraçando uma humana. Emily Karlton era vocalista de uma banda de Rock nos anos 70. Seu temperamento agressivo e suas atitudes chamaram a atenção de Elyon. Ele aproximou-se da humana e sua personalidade forte atraiu o Gangrel. Elyon inicialmente tentou criar uma amizade entre os dois, mas só como uma forma de conhecê-la melhor e saber se ela valeria a pena receber o abraço. Elyon passou a apelidá-la de Fênix, devido a coloração de seus cabelos, e ela adorou o novo nome. Fênix, para surpresa de Elyon, também sabia lutar, tinha até mesmo sido presa uma vez, tudo isso com apenas 18 anos de idade. Elyon decidiu abraçá-la, ele nunca tinha feito isso antes e aquela humana de personalidade forte seria uma aprendiz interessante. Fênix, surpreendendo Elyon novamente, adorou sua nova condição. Assim como Elyon teve um forte vínculo com sua senhora, Fênix e Elyon também tiveram. Fênix tinha respeito pelo seu senhor, e embora fosse tão desumado, Elyon também desenvolveu uma boa afinidade com sua criança. Porém, Fênix era inconsequente e levava a sociedade vampírica como uma brincadeira. Ela enxergava o vampirismo como uma condição superior a dos humanos e não demorou para que ela deixasse de se importar com eles. Elyon concordava com sua visão, mas o problema de Fênix era a sua imprudência. Fênix quebrou a máscara para 5 humanos por pura diversão, se não fosse pela interferência de Elyon, que assassinou os humanos em seguida. Além disso, Fênix deu trabalho para Férius várias outras vezes devido a suas inconsequencias. Embora o Sabá não desse importância a máscara como a Camarilla, a seita também prefere permanecer no escuro. Elyon discutiu muitas vezes com sua criança sobre as exposições inconsequentes que ela causava, e disse-lhe que ela estava por sua própria conta a partir daquela noite. Fênix revoltou-se e depois disso resolveu sumir, largando também o Sabá. Elyon não esperava que sua cria tomasse uma atitude tão radical depois da discussão, mas também não procurou por ela e guarda um certo rancor pelo seu abandono. Ele espera que futuramente ela reconheça seu erro e retorne para o Sabá, pois não gostaria de ter que destruí-la futuramente. Fazem mais ou menos 30 anos que os dois não se vêem.

Aparência de Fênix:



Seus equipamentos e refúgios:

Spoiler:
1 - Roupa reforçada (Armadura classe 1. Fornece 1 dado extra de absorção de danos, exceto fogo e luz do sol)

1 - Estaca

1 - Adaga de prata (Dano = Força +1. Elyon obteve tal adaga com a seita, antes de combaterem um grupo de lupinos.)

2 - Celulares (Ele carrega um celular com todos os seus contatos e números de aliados. O outro celular ele guarda em seu refúgio, com os mesmos números, por garantia)

15 - bolsas de sangue (Ele as guarda em um refrigerador em seu refúgio e compra uma vez por mês de sua aliada com o dinheiro de seu carniçal)

1 - Moto com dois capacetes

O refúgio fixo de Elyon fica em uma área de Nova York pertencente ao Sabá. O refúgio pertencia ao seu bando, tendo sido projetado e construído de forma estratégica por um dos membros do bando, que tinha excelentes talentos com engenharia e arquitetura. O refúgio fica no sub-solo, com sua entrada estrategicamente escondida dentro do porão de uma velha casa abandonada. A casa serve apenas de fachada, pois não chama atenção por ser abandonada e velha, além de estar sempre trancada (apenas Elyon possui as chaves). O local onde a casa fica localizada foi comprada pelo carniçal de Elyon, apenas para garantir que ninguém venha demoli-lá. No sub-solo, algumas camas ainda permanecem no local, e uma parte com terra ainda está disponível para que Elyon funda-se com a terra antes de amanhecer. Os poucos itens e roupas que Elyon possui ou venha a possuir também são guardados lá no sub-solo, exceto sua moto e capacetes, que são guardados em um local escondido da casa.

Outro refúgio que Elyon possui é um apartamento comprado no nome de seu carniçal, mas que está vazio e serve como um refúgio reserva para certas ocasiões. Ele fica localizado no Brooklyn.

Outros possíveis refúgios de Elyon seria o refúgio de seus carniçais, mas ele dificilmente dormiria com eles. Nem mesmo o carniçal de Elyon que comprou o terreno onde fica sua velha casa sabe sobre o esconderijo no sub-solo, pois o Gangrel evita dar informações demais aos seus carniçais. Além disso, o Gangrel nem sempre dorme nos seus refúgios, às vezes dormindo em qualquer lugar onde possa fundir-se com a terra e proteger-se do sol.

Sua aparência:

Spoiler:
Elyon possuí uma pele branca e pálida, acompanhada com olheiras negras e profundas ao redor de seus olhos amarelos. Suas unhas também tornaram-se mais afiadas e ele costuma usar luvas e sapatos especialmente preparados para esconder estas características. Ele adquiriu 5 características animalescas ao longo dos anos:

1ª - Presas permanentes nos dentes superiores
2ª - Presas permanentes nos dentes inferiores
3ª - Olhos amarelos
4ª - Unhas mais afiadas nas mãos
5ª - Unhas mais afiadas nos pés


Elyon costumava ser mais bonito quando ainda não possuía tais traços animalescos (possuía aparência 3). Elyon sempre utiliza sua ofuscação para esconder estas características antes de interagir com mortais ou sair nas ruas, além de corar mais a sua pele para parecer-se mais humano. Porém, quando não corre o risco de quebrar a máscara, ele não tem pudor de mostrar sua verdadeira aparência para os seus companheiros do Sabá. Alguns vampiros do Sabá, principalmente os Gangréis, apreciam sua real aparência como a de um verdadeiro predador.

Sua personalidade:

Spoiler:
Elyon prioriza sua liberdade mais do que qualquer outra coisa dentro do Sabá. Ele enxerga o vampirismo como uma dádiva que lhe dá a possibilidade de ter a eternidade para fazer o que bem entender. Apesar de priorizar pela sua liberdade, para Elyon só quem importa é ele mesmo, por isso ele não se importaria em prender os demais por laços de sangue ou obrigá-los a fazer o que ele quer de outra maneira (afinal, ele está se dando bem). Elyon transmite confiança em tudo que faz, ele tenta nunca demonstrar medo ou fraqueza e seu olhar e postura transmitem sua autoconfiança. Sua autoconfiança contagia os demais e ele aproveita-se disso para levá-los a fazerem o que ele quer. Por mais que tenha mantido sua humanidade, Elyon não se considera menos desumano que os seus companheiros do Sabá, ele apenas considera que sua mente é menos alienada que a deles (embora não diga isso publicamente, claro). Elyon não se importa com os humanos, ele apenas considera seus aliados e contatos como peças úteis e ele não teria remorso de descartá-las se elas perdessem suas utilidades. Elyon também nunca fala sobre o seu passado humano, para ele é como se aquele tempo nunca tivesse existido, embora ele lembre perfeitamente daquela época de sua existência. Embora ocasionalmente o Gangrel ajude outros sem pedir nada em troca, ele sempre tem algum lucro para si próprio com aquela ação em mente, mesmo que seja apenas cultivar um útil aliado que ele futuramente possa usar. Assim como todo vampiro, Elyon é dissimulado e ganancioso, o Gangrel não teria remorsos em trapacear para chegar aonde quer, mas jamais admitiria sua trapaça.

Lacaios:

Spoiler:
Personagem: Hank
Natureza: Conformista
Conceito: Lacaio
Idade aparente: 25 anos
Idade total: 75 anos

Experiência:


ATRIBUTOS (6 - 4 - 3)

Físicos
- Força: 3
- Destreza: 4 (Mãos hábeis)
- Vigor: 2

Sociais
- Carisma: 2
- Manipulação: 2
- Aparência: 2

Mentais
- Percepção: 2
- Inteligência: 2
- Raciocínio: 3


HABILIDADES (11 - 7 - 4)

Talentos
- Prontidão: 1
- Esportes: 2
- Briga: 3
- Esquiva: 3
- Empatia:
- Expressão:
- Intimidação: 1
- Liderança:
- Manha: 1
- Lábia:

Perícias
- Empatia c/ Animais:
- Ofícios:
- Condução: 1
- Etiqueta:
- Armas de Fogo: 2
- Armas Brancas: 3
- Performance:
- Segurança:
- Furtividade: 1
- Sobrevivência:

Conhecimentos
- Acadêmicos:
- Computador: 1
- Finanças: 1
- Investigação: 1
- Direito:
- Lingüística:
- Medicina:
- Ocultismo: 1
- Política:
- Ciências:


VANTAGENS

Antecedentes (5)
Recursos 3 (academia)
Aliados 2 (Policial corrupto e criminoso foragido, ambos eram seus alunos)


Disciplinas
Rapidez: 1
Potência: 1



Virtudes (5)
- Consciência: 2

- Autocontrole: 3

- Coragem: 3


HUMANIDADE: 5

FORÇA DE VONTADE: 3


QUALIDADES e DEFEITOS
Corpo grande -4
Noções românticas (Elyon) +2
Fobia (morte de Elyon) +2
Unido ao sangue (Elyon) (não contabilizado)

Seus equipamentos e armas (quase sempre carregados por ele):

Steyr AUG* (Fuzil de assalto, Calibre .223, dano: 7, CdT: 21, Pente: 42, Ocultabilidade: S, Alcance: 200, Ajustado para disparar rajada de 3 tiros)

Faca de prata (Dano: Força+1, Ocultabilidade: B)

Estaca de madeira (Dano: Força+1, Ocultabilidade: B)

Roupa reforçada (Sobretudo utilizado para esconder as armas, +1 dado de absorção de dano)



PRELÚDIO

Hank era aluno em uma academia de esgrima quando Elyon transformou-lhe em seu carniçal devido as boas aptidões físicas que o rapaz tinha. Ele ajudou Elyon em várias missões, tendo sobrevivido a todas. Vendo a utilidade de seu carniçal, Elyon o manteve até os dias atuais. Atualmente, Hank abriu a sua própria academia de esgrima em Nova York, da qual tira sua renda e trabalha durante uma parte do dia. A noite, ele está sempre disposto a ajudar Elyon no que for preciso. Hank acredita que Elyon goste realmente dele, mas o carniçal é apenas o bichinho de estimação preferido do Gangrel.

BANCO DE XP
-----

BANCO DE DADOS
-----

ULTIMA ATUALIZAÇÃO: -----

Spoiler:
Personagem: Padma Thonks
Natureza: Bon Vivant
Conceito: Ladra
Idade aparente: 22 anos
Idade real: 52 anos

Experiência:


ATRIBUTOS (6 - 4 - 3)

Físicos
- Força: 2
- Destreza: 5 (Reflexos rápidos, Mãos hábeis)
- Vigor: 2

Sociais
- Carisma: 2
- Manipulação: 1
- Aparência: 3

Mentais
- Percepção: 2
- Inteligência: 2
- Raciocínio: 3


HABILIDADES (11 - 7 - 4)

Talentos
- Prontidão: 1
- Esportes: 1
- Briga: 3
- Esquiva: 3
- Empatia:
- Expressão:
- Intimidação:
- Liderança:
- Manha: 3
- Lábia:

Perícias
- Empatia c/ Animais:
- Ofícios:
- Condução: 1
- Etiqueta:
- Armas de Fogo: 3
- Armas Brancas: 1
- Performance:
- Segurança: 1
- Furtividade: 1
- Sobrevivência:

Conhecimentos
- Acadêmicos:
- Computador:
- Finanças: 1
- Investigação: 2
- Direito:
- Lingüística:
- Medicina:
- Ocultismo: 1
- Política:
- Ciências:


VANTAGENS

Antecedentes (5)
Recursos 3 (Roubos)
Influência 2 (ruas)

Disciplinas
Rapidez: 1
Potência: 1


Virtudes (7)
- Consciência: 2

- Autocontrole: 2

- Coragem: 4


HUMANIDADE: 4

FORÇA DE VONTADE: 4


QUALIDADES e DEFEITOS
Unido ao sangue (Elyon) (Não contabilizado)

Seus equipamentos e armas (quase sempre carregados por ela):

Steyr AUG* (Fuzil de assalto, Calibre .223, dano: 7, CdT: 21, Pente: 42, Ocultabilidade: S, Alcance: 200, Ajustado para disparar rajada de 3 tiros)

Faca de prata (Dano: Força+1, Ocultabilidade: B)

Estaca de madeira (Dano: Força+1, Ocultabilidade: B)

Roupa reforçada (Sobretudo utilizado para esconder as armas, +1 dado de absorção de dano)



PRELÚDIO

Padma é uma ladra que Elyon conheceu através de seu aliado, Raymon. Elyon a transformou em sua carniçal por sua utilidade em combate e sua boa aptidão com roubos. Padma vive em uma casa grande em Nova York e continua trabalhando com seus crimes. Ela fornece algum dinheiro para Elyon quando é necessário, e está sempre disposta a ajudar o seu amado no que ele precisar.

BANCO DE XP
-----

BANCO DE DADOS
-----

ULTIMA ATUALIZAÇÃO: -----


6. Prelúdio


Sua vida


Ulisses foi abandonado em uma instituição católica na cidade de Nova York quando ainda era bebê. Os padres criavam algumas crianças além dele. Os padres não eram homens bondosos e castigavam severamente os garotos com espancamentos, falta de comida, torturas e diversos castigos desumanos por coisas insignificantes que eles consideravam pecado ou quando os garotos não conseguiam entender seus ensinamentos religiosos fanáticos. Ao mesmo tempo em que faziam isso, tentavam alienar a mente das crianças com crenças da religião católica de um modo extremamente fanático. Além disso, eles davam péssimas condições de vida para as crianças e lhes exploravam como se fossem escravos, deixando-lhes trancafiadas em um quarto para que não fugissem. Ulisses e mais dois garotos conseguiram fugir da instituição quando tinham aproximadamente 12 anos de idade.

Durante 1 ano em que viveram nas ruas, encontraram condições de vida difíceis. Os companheiros de Ulisses morreram de fome e de doenças, restando apenas ele, que era o mais resistente dos três (certamente por algum fator genético). Por sorte, Ulisses conseguiu um emprego, tornando-se ajudante do dono de uma loja de variedades de aproximadamente 45 anos chamado Carter. Carter era viúvo e seu único filho havia morrido anos atrás, era um homem solitário e desse modo apegou-se rapidamente a Ulisses. Ele adotou-lhe e passou a tratar-lhe como se fosse seu próprio filho (além de dar-lhe uma moradia e vida dignas).

Ulisses cresceu ao lado de Carter até os seus 20 anos, ambos consideravam-se pai e filho. Nesses anos, Ulisses teve uma vida boa: Estudou em uma escola pública onde aprendeu a ler e escrever, teve algumas namoradas, fez amizades. Porém, certa noite a vida que ele conhecia acabou, pois um ladrão surgiu na residência deles, roubando todo o dinheiro que tinham e assassinando Carter. Ulisses não esteve presente todo o tempo, mas apareceu a tempo de ver seu pai ser esfaqueado. Mesmo em choque, ele correu atrás do ladrão inutilmente, que conseguiu fugir. Porém, Ulisses havia observado bem o seu rosto e não iria esquecê-lo. Seu pai estava morto, e Ulisses teve que reerguer-se sozinho diante de todo aquele sofrimento.

A casa realmente pertencia a Carter, consequentemente tornando-se de Ulisses após sua morte, assim como a loja. Ulisses continuou trabalhando em sua loja, mas estava totalmente inconformado com sua situação. Ele já havia sofrido demais e deixado todos os culpados passarem impune. Ele não se importaria em perder sua pacata vida, desde que conseguisse vingança. Ele ainda não tinha tomado coragem para realizar sua vingança, mas pensava naquilo todos os dias desde a morte de seu pai. Cerca de 1 ano após a morte de seu pai, quando Ulisses estava fechando sua loja após o anoitecer, um estranho homem aproximou-se dele e sem falar coisa alguma lhe apagou com um forte soco.


Sua morte


Ulisses acordou algum tempo depois, rodeado de outras 9 pessoas que pareciam tão confusas quanto ele. Eles estavam no meio de uma floresta, iluminados levemente pela lua. Um grupo de 1 mulher e 2 homens pálidos e intimidantes, incluindo o homem que havia lhe nocauteado, olhavam com desprezo e sadismo para eles. Eles disseram para os 10 humanos que todos eles morreriam, exceto 1 deles. Os homens disseram que se eles quisessem sobreviver, teriam que matar todos os outros, até restar apenas 1 sobrevivente. Dois humanos tentaram reagir e atacar o grupo, que aparentemente estava desarmado. Porém, o grupo matou brutalmente os dois homens, revelando sua natureza como vampiros.

Os vampiros disseram que a floresta estava cercada, e que se algum deles tentasse fugir, levaria o mesmo fim que os dois homens. Sem alternativa, os 8 humanos entraram no jogo dos vampiros. Alguns começaram a lutar imediatamente, enquanto outros se esconderam na mata, assim como Ulisses fez. Os vampiros pareciam se divertir com aquele jogo e assistiam tudo com certa animação, eles sequer tinham fornecido armas para os humanos, pois queriam que o show durasse mais, enquanto os mortais lutavam com as próprias mãos até a morte. Ulisses permaneceu escondido a maior parte do tempo, preferindo deixar que os outros lutassem entre si para eliminar parte dos adversários. Por sorte, a grande maioria daqueles humanos havia sido selecionada sem muitos critérios, eles não eram lutadores treinados. Logo mais da metade dos humanos havia sido morta, restando apenas Ulisses e mais dois. Ulisses já havia brigado algumas vezes, embora não fosse nenhum profissional.

Ulisses saiu de seu esconderijo e assassinou 1 dos adversários com uma pedra. Era a primeira morte que Ulisses causava, e ele se surpreendeu com a sua própria ferocidade e falta de remorso em assassinar aquele humano. Porém, quando ele terminou de matar o humano, o último adversário o atacou com uma pedrada na cabeça. Ulisses resistiu ao golpe, e quando o humano tentou finalizá-lo, ele agarrou seu braço tentando desarmá-lo. Foi um combate bastante vulgar, pois nenhum deles lutava tão bem, mas aquilo parecia deixar as coisas ainda mais divertidas para os vampiros assistindo. A luta foi difícil e Ulisses pensou por alguns momentos que morreria, mas nesse momento o sentimento de vingança e o ódio que sentia o fortaleceram, dando-lhe forças para que ele vencesse a disputa. Ele matou o humano apedrejando-o como havia feito anteriormente, mas o que surpreendeu os vampiros foi o ódio contido em seus olhos, como se aquele desconhecido mortal fosse o seu mais odiado inimigo. Ulisses continuou esmagando a cabeça do humano mesmo depois que ele já havia morrido, como se estivesse esmagando a cabeça do assassino de seu pai.

Os vampiros eram membros do Sabá, eles já tinham em mente que o vencedor daquele jogo receberia o abraço. A Gangrel Antitribu, Ductus do bando, tomou a iniciativa para abraçá-lo. A Gangrel Antitribu aproximou-se e drenou Ulisses completamente, dando-lhe o sangue necessário para que despertasse como vampiro logo após. Antes mesmo que Ulisses pudesse entrar em frenesi devido à fome, ele recebeu uma forte pancada de uma pá em sua cabeça, desmaiando. Quando despertou faminto, estava coberto de terra por todos os lados. Rapidamente ele sucumbiu ao frenesi, cavando para fora da terra irracionalmente. Antes que pudesse sair, encontrou outros 3 corpos enterrados próximos a ele, todos de vampiros recém-criados. Ulisses drenou e destruiu os vampiros durante o seu frenesi antes mesmo que os recém-criados tivessem a chance de acordar. Ele finalmente conseguiu sair da terra, recuperou sua consciência e encontrou sua senhora e os outros membros de seu bando lhe observando. Ulisses tentou instintivamente retrair suas presas, mas não conseguiu, aquela tinha sido a primeira característica animalesca que ele havia adquirido. Sua senhora, a Ductus, sorriu sadicamente à distância. Ulisses era o mais novo membro de seu bando.


Sua não-vida


Ulisses mudou muito após o seu abraço, não apenas fisicamente, mas também em personalidade. Ele sentia-se mais confiante e muito mais desumano. Ele adquiriu um desprezo por sua antiga vida humana e decidiu abandonar seu verdadeiro nome após o abraço, decidindo começar a sua “vida nova” com um novo nome, Elyon Kameroth. Sua senhora o tutorou durante 1 ano de um modo bastante severo, mas Elyon aprendia rápido. Elyon também passou pelos rituais do bando, incluindo a Valderie, que lhe tornou ligado aos seus irmãos de bando. Com os ensinamentos de sua senhora, ele inclusive transformou um humano com boas aptidões físicas em seu carniçal. Após sentir-se habituado com sua nova condição e ter perdido boa parte de sua humanidade, Elyon decidiu que tinha apenas uma coisa que ainda lhe importava de sua vida passada: Vingança.

Elyon retornou até a antiga instituição onde havia sofrido durante a sua infância. Para sua alegria, as coisas não haviam mudado muito, inclusive os mesmos 3 padres que o haviam atormentado continuavam vivendo lá. Elyon invadiu o lugar sem muitas dificuldades, pois os padres estavam dormindo. Elyon os capturou com a ajuda de seu lacaio e os levou até o refúgio do bando, onde reservou um quarto exclusivamente para ele e seus “convidados”. As coisas que Elyon fez com esses padres estão entre as mais depravadas e hediondas coisas que um vampiro poderia fazer. De um modo curioso, tais atos não consumiram tanto mais de sua já tão perdida humanidade, pois em sua mente aqueles padres realmente mereciam todo aquele sofrimento. Depois de dias de tortura, os padres finalmente foram mortos. Elyon também procurou pelo assassino de seu pai, homem cujo qual ele havia se esforçado para memorizar o rosto. Depois de uma longa procura pela cidade, Elyon descobriu que ele já estava preso por outros crimes. Por sorte, os primeiros poderes que Elyon havia dominado eram todos de sua disciplina de Clã, a metamorfose. Com ela, ele conseguia se transformar em um rato, o que lhe permitiu chegar até a cela do assassino de seu pai sem problemas. Elyon sabia que não poderia sequestrá-lo como havia feito com os padres, por isso ele pediu a ajuda de um dos membros de seu bando, um Tzimisce muito habilidoso com venenos, para conseguir um veneno que desse uma morte extremamente agonizante e lenta para mortais. Elyon apareceu para ele e forçou-lhe a tomar o veneno. Ele aproveitou esse momento e revelou sua identidade, pois queria que o bandido soubesse pelo que estava pagando. Quando o humano conseguiu fazer barulho o bastante para chamar a atenção dos policiais, Elyon tornou-se um rato novamente e fugiu. Os policiais obviamente não acreditaram em sua história, pois era totalmente impossível e ninguém havia entrado lá (pelo menos eles achavam que não). Elyon retornou a cadeia várias noites depois para assistir o assassino de seu pai agonizar. Quando ele finalmente morreu, Elyon sentiu-se completamente vingado, e poderia deixar completamente para trás a sua vida humana.

Sua senhora, uma Gangrel Antitribu chamada Kyria, ficou orgulhosa do progresso de sua cria como um vampiro do Sabá. Elyon adaptou-se muito bem a sua nova condição, até que o Sabá o aceitou como digno de ser um vampiro e então Elyon recebeu seus Ritos de Criação do Sabá, tornando-se um Sabá verdadeiro 2 anos depois de seu abraço. Uma década depois disso, todos os membros do bando de Elyon haviam morrido um por um, exceto Elyon e sua senhora. A senhora de Elyon tinha sido uma dos primeiros Gangréis urbanos do Sabá. Kyria havia se tornado uma excelente mentora para Elyon, mesmo depois que seu bando foi em grande parte perdido, ela continuou oferecendo seus ensinamentos para Elyon, como uma espécie de instinto animalesco entre criador e cria. O Sabá é uma seita violenta, que seleciona naturalmente os membros aptos a continuarem vivos, desse modo as primeiras décadas de Elyon dentro do Sabá tinham lhe rendido bastante aprendizado, pois ele precisava aprender rápido se quisesse sobreviver. Sem o bando completo, Elyon teve mais liberdade para agir individualmente, embora ainda mantivesse um grande companheirismo com sua senhora. Ele e Kyria decidiram passar um bom tempo sem recrutar membros para seu antigo bando, para que tivessem mais tempo para dedicar a eles mesmos e tornarem-se mais fortes antes de recrutar novos membros.

Naquela época, Elyon já estava no Sabá a 40 anos, nessas 4 décadas ele havia estado ao lado de sua senhora (ele também esteve ao lado de um bando completo, mas os demais cainitas morreram 12 anos depois de seu abraço). Durante essas décadas, Elyon tinha aprendido muito com Kyria. Elyon tornou-se um grande lutador, aguçou seu raciocínio, aprendeu a agir furtivamente, espionar seus alvos com muita eficiência, rastrear seus inimigos e desenvolvido suas disciplinas. Kyria e Elyon eram extremamente unidos, o vínculo entre criador e cria era muito forte entre eles. Porém, como era possível de se acontecer com qualquer vampiro, Kyria acabou sendo destruída em um ataque da Camarilla. Elyon sentiu um ódio imenso nesse momento, e jurou para si mesmo que vingaria a morte de sua senhora.

Elyon percebia que os vampiros do Sabá, em sua maioria, seguiam doutrinas conhecidas como trilhas da sabedoria. Porém, embora menosprezasse os humanos tanto quanto qualquer membro do Sabá, ele não quis abrir mão de sua humanidade, mesmo que a preservasse em graus baixíssimos. O motivo de sua decisão é porque Elyon considera que as trilhas restringem a liberdade e raciocínio lógico dos vampiros da seita, pois muitos deles tornavam-se fanáticos com suas doutrinas e acabam impondo diversas regras sob si mesmos (além de que esse comportamento, em um nível subconsciente, faz com que Elyon assemelhe isso ao fanatismo louco que os padres tentavam impor sob sua mente).

Com o passar dos anos dentro do Sabá, Elyon tornou-se um vampiro ainda mais confiante. Ele não é imprudente como um megalomaníaco, mas sabe que demonstrar suas fraquezas não lhe trará nenhum benefício. Por isso, Elyon demonstra sempre autoconfiança em tudo, e tal autoconfiança contagia os demais. Os líderes do Sabá da cidade percebiam o talento natural e inexplorado que Elyon tinha para liderança. Certa vez, eles precisaram organizar um ataque eficaz contra a Camarilla e os Gangréis Antitribu eram guerreiros incomparáveis do Sabá, porém a desorganização entre eles poderia atrapalhar o sucesso da seita. Os líderes do Sabá arquitetaram o plano e o repassaram para Elyon, pedindo o auxílio do Gangrel para que liderasse e mantivesse a ordem entre os seus companheiros de Clã para que seguissem o plano. Elyon conseguiu manter a ordem entre os Gangréis, e além do ataque dos Gangréis ter sido um sucesso, os Gangréis passaram a respeitar e admirar Elyon. As histórias se espalharam rápido entre os membros do Clã, e Elyon passou a ser conhecido pela firme liderança que levou os Gangréis a massacrarem diversos Camarilla com sucesso (embora Elyon não tivesse elaborado a estratégia de ataque, muitos Gangréis não faziam questão de perguntar sobre isso, e de qualquer modo o papel desempenhado por Elyon tinha sido suficientemente bom para agradar os caçadores independente de tais detalhes). O ataque do Sabá como um todo acabou sendo um sucesso e o Sabá conseguiu tomar a cidade de Miami das mãos da Camarilla, o que também rendeu para Elyon um certo respeito entre os líderes da seita por ter ajudado na conquista.

Com o passar dos anos, Elyon obteve o respeito do Sabá pelos seus sucessos em diversas missões da seita, que incluíam desde assassinatos até espionagem e rastreamento de alvos. Ele também transformou uma humana em sua cria durante esses tempos, mas os dois acabaram entrando em conflito e sua cria simplesmente desapareceu de sua não-vida. Algum tempo depois disso, o Gangrel tornou-se Ductus de um bando nômade da cidade de Miami, e Elyon e seu bando viajavam pelas cidades dos Estados Unidos. Elyon e seu bando decidiram, depois de 5 anos viajando, fixarem-se na cidade de Nova York, na época dominada pelo Sabá. Elyon e seu bando investiram em aliados e contatos mortais da cidade, e viveram lá durante mais 5 anos. Foi então que a Camarilla atacou Nova York e aniquilou diversos membros do Sabá, inclusive o bando de Elyon, exceto o próprio Elyon. O Gangrel, diferente de seus companheiros de bando, tinha muitas formas de fuga, e conseguiu sobreviver aos ataques da Camarilla, sendo o único sobrevivente do seu antigo bando. Atualmente, Elyon é um poderoso e renomado Gangrel urbano do Sabá, tendo conquistado estabilidade na seita depois de mais de um século dentro dela. Ele atualmente continua morando em Nova York. Elyon não é conhecido entre os vampiros da Camarilla (embora possua um bom respeito entre os membros do Sabá), aproveitando-se disso para obter informações sobre a seita rival discretamente e manter sua estabilidade em Nova York sem problemas. Elyon anseia pela noite em que o Sabá recuperará a cidade, e ele pretende ajudar nessa conquista, assim como ajudou na conquista da cidade de Miami. Elyon acredita que caso o Sabá recupere a cidade com a sua ajuda, ele pode obter o cargo de um dos Bispos da cidade em recompensa pela sua ajuda. O Gangrel também sabe como contatar o Arcebispo Polônia, caso queira informar-lhe sobre a Camarilla ou pedir seu auxílio como um vampiro influente do Sabá.


7. Banco de Dados

Saldo de XP: 192/192

Ganho de XP

_________________
avatar
Papa Paradise
Moderador
Moderador

Data de inscrição : 11/08/2011
Localização : São paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum