Jorge Altobello - Lasombra - Sabá

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Jorge Altobello - Lasombra - Sabá

Mensagem por Papa Paradise em Seg Dez 17, 2012 4:17 pm

1. Dados

Nome: Roiran
Personagem: Jorge Altobello
Clã: Lasombra
Natureza: Diretor
Comportamento: Celebrante
Geração:
Refúgio: Cobertura em Little Italy
Conceito: Empresário
Saldo de XP: 63/64



2. Atributos

Físicos
- Força: 1 + 1
- Destreza: 1 + 1
- Vigor: 1 + 2

Sociais
- Carisma: 1 + 3 (Celebrante)
- Manipulação: 1 + 4 (Sedutor) (Bom Argumentador)
- Aparência: 1 + 2

Mentais
- Percepção: 1 + 3 (Experiente) [-5PB]
- Inteligência: 1 + 2
- Raciocínio: 1 + 2



3. Habilidades

Talentos
- Prontidão: 2 [-2exp]
- Esportes:
- Briga:
- Esquiva:
- Empatia: 4 (Leitura Corporal)
- Expressão:
- Intimidação: 3
- Liderança: 3
- Manha: 2 [-2exp]
- Lábia: 4 (Meias Verdades)

Perícias
- Empatia c/ Animais:
- Ofícios:
- Condução:
- Etiqueta: 2 [-2exp]
- Armas de Fogo: 3
- Armas Brancas:
- Performance: 2
- Segurança:
- Furtividade: 2 [-2exp]
- Sobrevivência:

Conhecimentos
- Acadêmicos: 1 [-3exp]
- Computador:
- Finanças: 3
- Investigação:
- Direito: 1
- Linguística: 2 [-2exp] (Mãe: Francês / Inglês, Latim)
- Medicina:
- Ocultismo: 4 (Abismo)
- Política: 1
- Ciências:
- Cultura do Sabá: 1



4. Vantagens

Antecedentes
- Geração: 5 [-2PB]
- Recursos: 5 [-4PB]
- Aliados: 3
- Influência: 3 [-3PB]
- Lacaio: 1
- Status do Sabá: 1 [-1PB]

Disciplinas
- Tenebrosidade: 4
- Dominação: 3
- Auspícios: 3 [-31exp]
- Ofuscação: 2 [-17exp]

Virtudes
- Convicção: 2
- Autocontrole: 2 [-2exp]
- Coragem: 4



5. Demais Informações

Trilha da Noite Fria [Clanbook Lasombra]: 3

Força de Vontade: 7 [-3PB]

Qualidades e Defeitos
Qualidade
- Médium [-2PB]
- Habilidade Oracular [-3PB]

Defeito
- Inimigo: Clã Tremere de Nova Iorque [+4PB]
- Presença Sinistra [+2PB]
- Favor: Espírito [+1PB]

Observações
Inventário:
2x Desert Eagle .50 [6x Pentes] [2x Pentes de Prata]
1x Fuzil Remington M740 [6x Pentes]
2x Granadas de Fragmentação
Recursos 5:
- Todo o dinheiro de Jorge vem de sua indústria bélica que é gerenciada por seu sobrinho. Altobello tem acesso à conta onde está depositado o dinheiro da empresa.

Aliados 3:
- "Yuri, dono de um stripclub, suas garotas são trazidas ilegalmente do leste europeu. Já fizemos negócios algumas vezes, o sujeito adora de sub-metralhadoras."
- "Joey, traficante de drogas, fornece para o estabelecimento de Yuri e para outros. Sua área se estende à três bairros de NY."
- "Willian, policial corrupto, sempre disposto à aliviar a barra por alguns milhares de dólares. O conheci por intermédio de Yuri."

Influência 2:
- Conhece bastante gente no submundo, devido o seu trabalho. Um favor aqui, um agrado ali... Jorge tem de quem cobrar favores.

Lacaios 1:
- "Os Tremere ultimamente não têm me dado sossego. Preferi me precaver, transformando um bom segurança em Carniçal. Jurg trabalha pra mim já a anos. É fiel, e sabe cumprir bem seu papel. Seu jeito caladão o faz parecer mais burro do que realmente é."
Spoiler:
1. Dados

Personagem: Jurg
Natureza: Soldado
Comportamento: Soldado
Conceito: Capanga
Saldo de XP: 0/0


2. Atributos

Físicos
- Força: 1 + 2
- Destreza: 1 + 2
- Vigor: 1 + 2

Sociais
- Carisma: 1
- Manipulação: 1 + 2
- Aparência: 1 + 1

Mentais
- Percepção: 1 + 1
- Inteligência: 1 + 1
- Raciocínio: 1 + 2


3. Habilidades

Talentos
- Prontidão: 2
- Esportes: 2
- Briga: 3
- Esquiva:
- Empatia:
- Expressão:
- Intimidação: 2
- Liderança:
- Manha: 2
- Lábia:

Perícias
- Empatia c/ Animais:
- Ofícios:
- Condução: 2
- Etiqueta:
- Armas de Fogo: 3
- Armas Brancas:
- Performance:
- Segurança: 2
- Furtividade:
- Sobrevivência:

Conhecimentos
- Acadêmicos:
- Computador: 1
- Finanças:
- Investigação: 2
- Direito:
- Linguística: 1 (Mãe: Ucraniano / Inglês)
- Medicina:
- Ocultismo:
- Política:
- Ciências:


4. Vantagens

Antecedentes
- Recursos: 2
- Contatos: 2
- Mentor: 1

Disciplinas
- Potência: 2

Virtudes
- Consciência: 1 + 1
- Autocontrole: 1 + 1
- Coragem: 1 + 3


5. Virtudes

Humanidade: 4

Força de Vontade: 4


Qualidades e Defeitos


Observações
Inventário:
2x Pistolas Automáticas Glock [6x Pentes]
1x Escopeta Automática Remington [3x Cargas]
Recursos 2:
- Trabalha como segurança para Jorge.

Contatos 2:
- Deborah: Prostituta, bem informada sobre o que quer que aconteça na cidade. Sempre disposta à ajudar em troca de alguns dólares.
- André: Trabalha na central de uma grande operadora de telefonia. Faz serviços clandestinos como gatos, e pregos.

Mentor 1:
- Jorge Altobello, ancillae do Sabá. Já foi um Ductus de respeito, mas hoje vive da glória do passado.

6. Prelúdio


7. Banco de Dados

Saldo de XP: 0/0

Ganho de XP
Status do Sabá 1:
- Ainda é lembrado pelos antigos como o Ductus que derrubou o Primógeno Ventrue. Conhecido também por suas visões proféticas e afinidade com espíritos.
Inimigo:
- "Seu sonho, claro, era ser introduzido na arte taumatúrgica. Era sabido que os estudantes do abismo mais poderosos dominavam não apenas a Tenebrosidade, mas também a Taumaturgia. Dessa forma, tramou uma forma de aprende-la. O primeiro passo, seria encontrar um taumaturgo jovem. Mas como, identificar um Tremere em uma cidade de 8 milhões de habitantes? Contactou um espírito para a tarefa, e ele aceitou, com a condição de que o Lasombra ficasse lhe devendo um "pequeno favor". Com essa etapa concluída, designou Jordan para o sequestrá-lo e levar até um galpão abandonado."

Favor:
- "Mas como, identificar um Tremere em uma cidade de 8 milhões de habitantes? Contactou um espírito para a tarefa, e ele aceitou, com a condição de que o Lasombra ficasse lhe devendo um "pequeno favor"."


6. Prelúdio

Parte I - O Amaldiçoado

ㅤㅤ Os Nodistas contam que somos amaldiçoados, e isso é indiscutível. Entretanto, eles esquecem de que isso, todos somos. Todos, sem exceção. Sendo vampiros ou não. Tomemos como exemplo um mortal que conheci há muito tempo atrás. Seu nome era Jorge, e era um sujeito de pouca sorte. De pouco serviu o dinheiro e a influência quando o exército nazista alemão invadiu Paris e levaram seu pai para um campo de concentração. Acusado de crimes ilusórios, Giussepe Altobello possuía o apoio popular, e diversas vezes atritou com o então "prefeito" de Paris em favor da população miserável. Jorge era apenas um garoto, ainda nem completara 16 anos, mas o espírito de vingança queimava em seu peito. Era seu dever como filho mais velho.

ㅤㅤ O jovem Altobello era fisicamente inferior à qualquer homem saudável, não tinha o ímpeto necessário para o assassinato, e tampouco teria ajuda para realizar sua vingança. Por noites e noites, pensou em como poderia mandar o tal prefeito para o outro mundo. O primeiro passo seria conseguir uma arma. Para onde quer que se olhasse, via-se armas na cidade. Muito bem protegidas, por sinal. Ser bem-sucedido parecia algo impossível, suas esperanças já estavam se esvaindo, foi quando encontrou um velho amigo de seu pai. O homem soube imediatamente das intenções de Jorge, mesmo esse tentando esconder o futuro crime. Para sua sorte, Vito tinha uma arma, e um débito com a família.

ㅤㅤ Já armado, Jorge apenas esperou a oportunidade. O prefeito precisava aparecer em público. Vito o ensinou, rapidamente, como atirar. Não havia como praticar, claro, mas era o suficiente para não fazer vexame. O dia chegou, e Jorge esperou preparado pelo momento em que o homem que exilou seu pai apareceria há menos de 10 metros de distância. A segurança era pesada, mas o jovem julgou que conseguiria consumar o ato antes de ser peso. Isso para ele era o bastante. Estava nervoso, suas mãos suavam e seu coração parecia saltar pela boca. Quando viu o carro do prefeito passando vagarosamente enquanto o cretino acenava para o povo, soube que aquele era o momento. Cortou a corrente humana feita por soldados e disparou três vezes antes de ser contido. Dois tiros acertaram o peito do homem, não tinha como sobreviver.

Parte II - O Prisioneiro

ㅤㅤCinco por cento seria exagero. Pouquíssimos sobreviveram tanto tempo naquela prisão. O frio, a fome, o cansaço... sem contar as doenças. Quando Jorge foi jogado naquele campo de concentração, ninguém esperou que ele conseguisse voltar. Quase 5 anos depois, com o fim da Segunda Guerra, Altobello foi libertado. Entrou como uma criança que gostava de cantar no coral da igreja e nos anfiteatros de Paris, mas a vida o endureceu. Trabalhou como escravo, conviveu com a escória, e agora era um homem livre.

ㅤㅤParis estava acabada, assim como a família Altobello. Sua mãe estava morta há quatro anos, vítima de tuberculose. Sua irmã, Giovanna, convenceu o marido à aceitá-lo até que pudesse se reestruturar. O que era quase impossível, ninguém se sentia confortável contratando um ex-prisioneiro. Durante muito tempo, o crime foi um companheiro inconveniente para Jorge, porém, nesse momento, ele o via como uma solução tentadora. No campo de concentração, Altobello conheceu muitos criminosos, e dentre eles, alguns homens de Paris. Não eram seus melhores amigos, claro, mas o trabalho forçado acaba aproximando os homens em um certo nível de camaradagem. Além disso, o crime sempre necessita de um par extra de mãos ociosas.

ㅤㅤAos poucos, Jorge foi chamando a atenção de seus companheiros por sua sagacidade e seu carisma. Bastava poucos minutos de conversa com Jorge para qualquer pessoa simpatizar por sua figura. Foi questão de tempo até que sua gangue monopolizasse o tráfico de drogas na cidade. Com isso veio o dinheiro, e o status. Para despistar os olhares da polícia e dos curiosos, criou uma empresa de fachada. Taureau.

Parte III - O Empresário

ㅤㅤOs anos iam se passando, seus cabelos acinzentavam e uma nova oportunidade aparecia. A guerra fria abriu as portas para a indústria bélica no mundo. Taureau, até então uma empresa voltada ao ramo imobiliário mudou drasticamente o seu foco. Amparado pelos fundos do narcotráfico, Jorge se lançou na corrida armamentista. Negociava com o Governo ao mesmo tempo que abastecia sua gangue, e logo se tornou um dos homens mais ricos da Europa.

ㅤㅤReunia-se com as autoridades mais influentes para discutir sobre negócios. Sua vida agitada nunca o deu abertura para constituir família, a ambição era alta demais para permitir. Estava acostumado com as particularidades de alguns clientes um tanto... excêntricos. Um deles, era um sujeito bastante reservado. Não parecia ter fundos suficientes para bancar todo o armamento que gostaria, mas dizia ser apenas o representante de uma organização multinacional. Era jovem, magro e muito pálido. Só permitia ser visto pela noite. Como eu disse, um sujeito excêntrico. Isaak Sirko.

ㅤㅤSirko era um vampiro, como você percebeu. E Jorge foi abraçado por ele, isso também é muito previsível, certo? Afinal, por que não? Dono de uma das maiores indústrias armamentistas da Europa, querido e respeitado pelos que o cercavam, dotado de uma sagacidade notável que o permitiu ir do pó ao estrelato. E o mais importante... a chama da ambição em seus olhos. Altobello nunca estava satisfeito com o poder, queria sempre mais e mais.

Parte IV - O Vidente

ㅤㅤA grande maioria dos vampiros não se recorda do que viu no outro mundo, mas Jorge se lembra. Não havia luz no fim do túnel, apenas uma escuridão palpável. Altobello se sentia imerso em trevas, mas estava calmo... não precisava respirar. Era como um sonho. Uma criatura se aproximou. Em meio as sombras, Altobello mal podia vê-la, apesar de saber que tinha alguém - ou algo - ali. O que quer que estivesse imerso com Jorge naquela escuridão se comunicou com ele. "Use esse presente com sabedoria, criança. Não haverá uma segunda chance!". Antes que pudesse fazer qualquer questionamento, sentiu uma dor aguda em seu peito, como se algo tentasse escapar de lá. Parecia estar repuxando suas entranhas.

ㅤㅤAcordou atordoado, jogado em um beco escuro de Paris. A fome era intensa, algo parecia querer tomar o controle. A rua estava deserta, devia ser alta madrugada. Flashs invadiam sua mente. Via disparos, um homem morto, e sangue em suas mãos. A besta o instigava a procurar comida. Sem se preocupar com polícia, ou quem quer que estivesse lá dentro, invadiu a casa mais próxima. Passou pela janela da cozinha, e rapidamente foi procurando algo para comer. Abriu a geladeira, mas tudo que encontrou era repugnante para ele. Estava tão concentrado em saciar a fome que nem percebeu o homem se aproximando com uma faca pelas suas costas. A lâmina ficou enterrada em sua garganta, a dor o fez cair em posição fetal. Talvez, por isso, o homem pensou ter o matado nessa hora. Furioso, Altobello puxou seu revólver e disparou contra o homem.

ㅤㅤSem pensar duas vezes, o vampiro pulou sobre o cadáver, sugando até a última gota de sangue. Com os olhos vidrados, Altobello tentava processar o que acabara de acontecer. Mais assustador que ter matado o homem e sugado seu sangue, foi ter previsto o acontecimento minutos antes de ter acontecido. Sirko apareceu: "Apresse-se. Antes que a polícia chegue. Eu lhe explicarei tudo.". Altobello não teve outra alternativa à não ser obedecer.

ㅤㅤComo todo bom mentor, Isaak o ensinou sobre sua condição vampiresca, o iniciou nos caminhos da Tenebrosidade e da Dominação, e lhe explicou sobre o Sabá. Porém, uma coisa havia saído melhor do que a encomenda. Sirko não fazia ideia do porque de sua cria ter tido aquelas visões sobre sua primeira vítima. Ao ouvir sobre a experiência pós-morte, o mentor considerou ser um presente do Abismo para sua cria. Jorge nunca se interessou muito pelos mistérios de seu clã, mas via em Jorge grande potencial para estudar o Abismo. Procurou com outros Lasombras materiais de estudo para sua cria. Jorge acabou tomando gosto pelo ocultismo.

Parte V - O Ductus

ㅤㅤO tempo passava, e Sirko decidiu que já era hora de Altobello fazer mais pela seita do que apenas ler manuscritos e se aventurar com rituais abissais. O Sabá estava se reunindo na Inglaterra, iria fazer algo grande. Jorge foi mandado para lá, deixando seu sobrinho tomar conta das indústrias em sua ausência. Seu novo Bando era constituído por Jordan, o Nosferatu; Foster, o Tzimisce; e Bryan, outro Lasombra. Esse último era cria de um dos Bispos locais, e portanto, o Ductus. Depois de sete anos em investidas contra a Camarilla, o Sabá planejava o golpe final. Endstuff, como era conhecido o Bando, ficou responsável por exterminar o Primógeno Ventrue da cidade.

ㅤㅤDe alguma forma, a Camarilla conseguiu prever e se preparar debilmente para o ataque, não foi o suficiente. Jordan e Foster cuidaram com maestria de todos os carniçais que faziam a segurança do ancião, enquanto Bryan tratava dos outros três vampiros que estavam presentes. Jorge ignorou os demais, e avançou direto para onde o Primógeno estava. Não podia se dar ao luxo de deixar o Ventrue escapar. Chegou a tempo, mas foi recebido com uma rajada de balas. Por sorte, achou cobertura atrás de uma parede. Cegou o ancião com sua mortalha, e em seguida usou seus tentáculos para quebrar a perna de uma das cadeiras de madeira do escritório e enterrar no coração do vampiro. Bryan chegou, e em seguida Foster e Jordan.

ㅤㅤ"Muito bom, Altobello... agora se afaste que eu vou me alimentar." Para a infelicidade do Ductus, não seria tão fácil assim. Os outros dois companheiros não se importavam em ser paus-mandados, mas Altobello se sentia bastante desconfortável em subjugar um ancião, e entregar de bandeja a outro vampiro. Flashes mostravam o corpo decomposto de Bryan se desfazendo em meio as sombras, e Jorge abraçou o sinal. Desafiou seu Ductus em uma luta até a morte final. Sua honra estava em jogo, não poderia recusar, sendo assim aceitou. Sombras tomaram conta do andar. Foi uma luta dura, Bryan era mortal com uma lâmina, mas Altobello o prendeu antes que ele pudesse se aproximar o bastante. Os tentáculos de Bryan faziam o mesmo com Jorge, porém um detalhe o Ductus deixou passar. A metralhadora pendurada transversalmente no torço de Altobello e seus braços livres. No final, o rosto de Bryan estava irreconhecível.

ㅤㅤFoster e Jordan poderiam roubar o sangue ancião para si, considerando os ferimentos causados pelas sombras, mas não tinham a ambição necessária para desafiar o novo Ductus. Ao curar os ossos de suas pernas, a besta fazia sua boca secar e sua cabeça latejar. Como um cão faminto, debruçou sob o braço do Ventrue e cometeu a tão sonhada diablérie. Missão cumprida.

Parte VI - O Inimigo

ㅤㅤA frieza que a não-vida trouxe a Jorge não impediu que tivesse uma boa relação com os demais vampiros do bando. Até compartilhavam suas disciplinas entre si. Como Ductus, era seu dever direcionar o bando ao sucesso. A cidade estava tomada, e nesse momento, poucas oportunidades de crescer restavam ali. Endstuff havia conquistado uma certa reputação por tratar do Primógeno, mas claro, isso não era satisfatório. Altobello queria crescer cada vez mais, e o lugar mais propício para isso não poderia ser outro, a não ser New York. A capital do mundo.

ㅤㅤSe instalaram em um bairro de imigrantes italianos. E você deve estar se perguntando se Jorge se esqueceu da Taureau. Por certo que não. Mesmo à distância, o Ductus sempre vigiou com cuidado os movimentos de seu sobrinho. Antes por temer a inexperiência, depois o contrário... temia ser enganado. Isso nunca ocorreu, mas de qualquer forma, escreveu dizendo que esperava um herdeiro. Uma semente da mentira devia ser plantada para que os frutos pudessem ser colhidos posteriormente. Altobello, à essa altura, não esperava que sua antiga gangue ainda reconhecesse sua liderança. A vida no crime é muito volátil, se você não for preso, acaba sendo morto. Pouquíssimo sequer reconheceria o nome do antigo líder.

ㅤㅤSeus estudos permaneciam. Se dedicava praticamente todos os dias. Seu sonho, claro, era ser introduzido na arte taumatúrgica. Era sabido que os estudantes do abismo mais poderosos dominavam não apenas a Tenebrosidade, mas também a Taumaturgia. Dessa forma, tramou uma forma de aprende-la. O primeiro passo, seria encontrar um taumaturgo jovem. Mas como, identificar um Tremere em uma cidade de 8 milhões de habitantes? Contactou um espírito para a tarefa, e ele aceitou, com a condição de que o Lasombra ficasse lhe devendo um "pequeno favor". Com essa etapa concluída, designou Jordan para o sequestrá-lo e levar até um galpão abandonado. Foster transformou seus membros em uma massa de carne, seria impossível escapar daquela maneira. Removi a estaca. O Tremere resistia bem à tortura, mas Jorge não tinha pressa. Tinha todo o tempo do mundo para fazê-lo falar. Na terceira noite, o taumaturgo estava quase cedendo, mas algo inesperado aconteceu. Deveria haver uns 10 deles. Altobello não tinha ideia de como o acharam. A batalha começou. As balas ainda eram a melhor arma do Lasombra, não podia usar a mortalha, atrapalharia seus companheiros também. Foster e Jordan encontraram a morte-final nessa noite, mas reduziram os inimigos de dez para três. "Renda-se, você está acabado, Lasombra.". Mas era só o começo. O negrume tomou conta do lugar, tentáculos quebravam os ossos como se fossem isopor. Porém, Altobello foi descuidado, deixou um dos homens escapar.

ㅤㅤOs Tremere, de alguma forma, conseguiram informações sobre Jorge. Vez ou outra o Lasombra é chateado com investidas Tremere, porém seu dom vêm se mostrando útil, o avisando com certa antecedência para tomar os devidos cuidados. Já está a dez anos sem seus companheiros, mas ainda é lembrado como um Ductus respeitado.

Parte VII - Dias atuais

ㅤㅤJorge, um sujeito amaldiçoado. O conheci a muito tempo atrás, mas agora ele está morto. Esse que lhes fala pode até ter o mesmo nome, o mesmo corpo, mas eu garanto, não somos o mesmo homem. Deixei minha humanidade para trás há anos. Morri, e renasci.

ㅤㅤPasso minhas noites estudando o Abismo, esperando que o Sabá lembre que eu existo e me dê um trabalho. Meus documentos revelam um Jorge Altobello II, dupla cidadania. Franco-Estadunidense. Os Tremere ultimamente não têm me dado sossego. Preferi me precaver, transformando um bom segurança em Carniçal. Jurg trabalha pra mim já a anos. É fiel, e sabe cumprir bem seu papel. Seu jeito caladão o faz parecer mais burro do que realmente é. Ainda não desisti de aprender Taumaturgia, só estou esperando um momento oportuno para alcançar este objetivo.

ㅤㅤTenho simpatizado com uns certos traficante. Estou me enturmado com o crime em NY, há muitas mãos para se armar ainda, e bom... eu tenho armas, eles tem dinheiro... podemos fazer uma troca justa. Yuri, dono de um stripclub, suas garotas são trazidas ilegalmente do leste europeu. Já fizemos negócios algumas vezes, o sujeito adora de sub-metralhadoras. Joey, traficante de drogas, fornece para o estabelecimento de Yuri e para outros. Sua área se estende à três bairros de NY. Willian, policial corrupto, sempre disposto à aliviar a barra por alguns milhares de dólares. O conheci por intermédio de Yuri.



7. Banco de Dados

Saldo de XP: 63/64

_________________
avatar
Papa Paradise

Data de inscrição : 11/08/2011
Localização : São paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum