John Locke - Caitiff - Autarca

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

John Locke - Caitiff - Autarca

Mensagem por Convidad em Ter Nov 06, 2012 10:55 am

1. Dados

Nome: John Locke
Personagem: John
Clã: Caitiff
Natureza: Sobrevivente
Comportamento: Sobrevivente
Geração: 12º
Refúgio: Qualquer lugar
Conceito: Andarilho/Mendigo
Saldo de XP: 0/0


2. Atributos

Físicos
- Força: 2
- Destreza: 2
- Vigor: 2

Sociais
- Carisma: 3
- Manipulação: 3
- Aparência: 2

Mentais
- Percepção: 4 (Atento)
- Inteligência: 2
- Raciocínio: 4 (Ganhar a dianteira)


3. Habilidades

Talentos
- Prontidão: 2
- Esportes: 1
- Briga: 2
- Esquiva: 2 (2pb)
- Empatia: 2 (2pb)
- Expressão:
- Intimidação: 2
- Liderança:
- Manha: 3 (2pb)
- Lábia: 2


Perícias
- Empatia c/ Animais:
- Ofícios:
- Condução:
- Etiqueta:
- Armas de Fogo:
- Armas Brancas: 2
- Performance: 3 (6pb)
- Segurança: 2 (2pb)
- Furtividade: 3
- Sobrevivência: 3



Conhecimentos
- Acadêmicos: 1
- Computador:
- Finanças:
- Investigação: 2
- Direito: 1
- Linguística:
- Medicina:
- Ocultismo: 1
- Política:
- Ciências:


4. Vantagens

Antecedentes
Geração 1
Recursos 1 (Roubos e furtos)
Contatos 3
(Russel - Andarilho, cerca de cinquenta anos de idade, é o mendigo mais velho e bem informado que John já conheceu. Muitos conselhos dele já livraram John de grande perigos, um deles foi e manter longe dos esgotos, ele conhece muitas histórias estranhas.)
(Larry - Dono do clube de luta "Gladiadores" e traficante. É rival de Benito e possui muitos "olhos" nas ruas.)
(Garcia - Ex-cliente do bordel onde John morou. Atualmente faz parte da divisão de narcóticos. Atualmente é o responsável pela investigação contra os cartéis de drogas mexicanos que invadiram a cidade. Um dos alvos da investigação é Benito.)



Disciplinas
Ofuscação 3


Virtudes
- Consciência: 3
- Autocontrole: 3
- Coragem: 4


5. Virtudes

Humanidade: 6

Força de Vontade: 5 (1pb)


Qualidades e Defeitos

Peregrino (2 pontos)
Ao contrário da maioria dos Membros, você gosta de viajar. Você tem um conhecimento profundo de rotas e metodologias de viagens seguras, sem falar nos vários refúgios disponíveis em diversos locais. A não ser que seu perseguidor conheça exatamente sua rota de viagem e esteja à sua procura, você poderá se deslocar de uma cidade para outra sem despertar a atenção dos Lupinos ou da polícia estadual.
(Vampiro, a Máscara; Guia da Camarilla 3ª ed, pág 76)

Sentido Aguçado (1 ponto) (Audição)
Um de seus sentidos é excepcionalmente aguçado (visão, audição, paladar, tato ou olfato). As dificuldades de todas as tarefas que envolvem o uso deste sentido aguçado ficam reduzidas em dois pontos. Esta Qualidade pode ser combinada com a Disciplina Auspícios para produzir uma acuidade sensorial sobre-humana.
(Vampiro, a Máscara; Livro Básico 3ª ed, pág 296)

Aura Enganosa (1 ponto)
Sua aura tem um brilho e coloração fora do normal para um vampiro. Você parece ser um humano para qualquer um que estiver lendo sua aura.
(Vampiro, a Máscara; Livro Básico 3ª ed, pág 300)

Compreensão Falha (1 ponto)
Eles lhe explicaram tudo, mas você ainda não está certo de como essa Camarilla e essa Máscara funcionam. Sua compreensão falha das regras e regulamentos de sua nova existência indicam que mais cedo ou mais tarde você irá cometer um erro. É só uma questão de tempo...
(Vampiro, a Máscara; Guia da Camarilla 3ª ed, pág 77)

Exclusão de Presa (1 ponto) (Prostitutas)
Você se recusa a caçar certo tipo de presa. Você pode recusar-se a alimentar-se de traficantes de drogas, policiais, contadores, pessoas ricas etc. Se você se alimentar acidentalmente de um desses indivíduos, entrará automaticamente em frenesi e terá de ser bem sucedido num teste (dificuldade 7) para evitar a perda de Humanidade. Presenciar outro vampiro alimentando-se do objeto de sua exclusão também pode levá-lo a frenesi, a critério do Narrador. Os Ventrue, que já têm limitações impostas à sua alimentação pela fraqueza de seu clã, não podem adotar este Defeito.
(Vampiro, a Máscara; Livro Básico 3ª ed, pág 299)

Vingança (2 pontos) (Benito - Cafetão e traficante)
Você tem contas a acertar, que tanto podem datar de seus dias como mortal ou depois do Abraço. Você está obcecado em se vingar de um indivíduo ou grupo e esta é sua primeira prioridade em qualquer situação em que você se depare com o objeto de sua vingança. Gastando um ponto de Força de Vontade você pode resistir temporariamente à sua necessidade de vingança.
(Vampiro, a Máscara; Livro Básico 3ª ed, pág 299)

GASTOS DOS PONTOS BÔNUS (19)
1 - FORÇA DE VONTADE
4 - QUALIDADES
6 - PERFORMANCE
2 - SEGURANÇA
2 - ESQUIVA
2 - MANHA
2 - EMPATIA

Observações:
DESCRIÇÃO DE JOHN: Possui cerca de l,78cm, corpo magro, pesando cerca de 65 kg. Pele clara, verdes, cabelos castanho claro com corte militar. Veste uma calça jeans preta bem surrada, um tênis preto bem gasto e uma camisa regata azul bem suja. Anda sempre com sua mochila onde guarda seus poucos pertences. Um soco inglês, uma faca, uma gaita, um caderno de anotação com telefones, nomes e informações importantes, um mapa da cidade com diversas anotações de atalhos e refúgios.

EXPLICAÇÃO PARA PERFORMANCE: John aprendeu que as pessoas dão esmolas para aqueles andarilhos que conhecem vários truques. Com isso ele se dedicou a aprender com outros andarilhos habilidades como tocar instrumentos musicais como gaita, violão, fazer alguns malabarismos e truques de mágicas.





6. Prelúdio

Detroit - Outubro de 1970

John foi encontrado ainda recém nascido nas portas do fundo de um prostíbulo. Estava apenas envolto em trapos sujos. Sua mãe provavelmente era uma viciada e um filho significaria mais fraldas e remédios e menos drogas para se aliviar. Pelo menos era isso que sua mente imaginou durante aqueles anos vivendo naquele lugar. Fora criado por Karen, uma mulher com traços hispânicos, cabelos negros e longos, pele morena, seios fartos e lábio carnudos. Ela era uma das mais procuradas da “casa” e por isso conseguiu convencer o “cafetão” do local a deixar o garoto ficar.

Aos sete anos John começou a ajudar com os serviços de “limpeza” no local. O sexo não era a única maneira de se ganhar dinheiro ali e isso ele aprendeu rápido. Enquanto os clientes se divertiam com as garotas nos quartos, John com cuidado retirava algumas quantias de dinheiro ou jóias de seus pertences, nada que eles pudessem notar de cara, assim sempre voltariam.

Detroit - 1984
Durante quatorze anos John permaneceu naquele lugar. Karen e as outras meninas gostavam do garoto. Emily era a mais nova delas, moça de belos cabelos loiros e cacheados, corpo belo e pele branca, tinha o sonho de se tornar professora, mas não tinha dinheiro para a faculdade e acabou indo parar ali. Foi com ela que ele aprendeu a ler e escrever, porém as aulas não duraram muito. O “cafetão” do local, Benito, descobriu sobre o dinheiro que o garoto pegava dos clientes. O problema não era roubar, mas sim não repassar a porcentagem de Benito, que já sabia que Karen era a responsável pelo esquema. Em uma noite Benito aparece na “casa”, Karen e o garoto eram trazidos até sua presença. Karen era colocada de joelhos e em prantos implorava o perdão do homem a sua frente. Benito era alto e forte, cabeça raspada, pele negra e barba feita. Usava um terno branco que se destacava mais do que a tatuagem tribal em sua face. O barulho de disparo fazia o coração gelar, sem hesitar Benito disparava contra o peito de Karen. O garoto corria na direção daquele que tinha como mãe, mas era parado com um forte soco em seu rosto, ele caia no chão de bruços e sentia o cano quente da arma em suas costas, o som dela sendo engatilhada fazia sua respiração parar, o gatilho era apertado e se ouvia os berros de dor do garoto, ainda estava vivo, o tiro tinha sido em sua mão, assim nunca esqueceria do que acontecia com quem roubasse Benito.

John foi expulso e condenado a viver nas ruas. O ferimento em sua mão tinha sido tratado e enfaixado por Emily, era o máximo que suas lágrimas conseguiram arrancar de Benito. John passou a sobreviver de pequenos furtos e de esmola. O ódio por Benito ardia em seu peito, mas ele nunca poderia fazer nada contra o desgraçado.

John se tornará um andarilho, nunca ficava mais do que duas noites em um local, sempre se movendo pelas vielas e ruas da cidade. Conhecia bons locais para se abrigar nos dias de frio e chuva, também conheceu alguns andarilhos como ele, grandes figuras as vezes, sempre com grandes histórias para contar. Em algumas noites se reuniam para beberem as garrafas de vodka que achavam, compravam ou roubavam. Eles deram alguns conselhos para John, o mais estranho deles era para se manter longe dos esgotos, algo que ele fazia com prazer.

Detroit - 1991
Alguns anos se passaram e John já estava com quase vinte e um. A vida e mendigo já não era tão ruim assim, tinha amizade com alguns garçons de restaurante e por isso a comida era sempre garantia. Aprendera também como se defender, por várias vezes teve que lutar contra outros mendigos por comida, não era um grande lutador, mas sabia como usar seus punhos e sempre tinha uma faca pronta. A noite chegava e com ela um ar gelado. John se abrigava com um andarilho que havia conhecido recentemente. Seu nome era Simon, aparentava ter mais ou menos a mesma idade de John. Ele não parecia muito bem, sua pele estava terrivelmente pálida. John acendia a fogueira para se aquecer, mas Simon preferia manter distância do fogo, seus olhos tremiam com o trepidar das chamas. John preferia não perguntar o que ele tinha, preferia pegar os restos daquele pelo jantar indiano e dormir bem. Ele cortava um pedaço da carne, mas a lâmina deslizava também sob seu dedo e abria uma pequena ferida. O sangue escorria pelo seu dedo e uma gota caia na carne, John não tinha nem tempo de levar o dedo até a boca para parar o sangramento, Simon saltava como um louco em sua direção, era forte e derrubava John, presas enormes nasciam em sua boca e mordiam ferozmente o pescoço do andarilho. John tentava resistir, mas uma sensação de prazer invadia seu corpo rapidamente e tomava seus sentidos.


Pós-Vida
John despertava no chão frio e sujo de um antigo prédio abandonado. Estava tonto, mas tentava se levantar. Logo percebia a presença de alguém, estava sentado a sua frente, ele reconhecia rapidamente, era Simon, suas lembranças estavam confusas, mas ele lembra de estar com Simon, então lhe perguntava que lugar era aquele e o que tinha acontecido.Simon estava com uma expressão de tristeza em seu rosto, ele olhava para John e parecia se desesperar, pedia lhe desculpa por ter feito aquilo, mesmo sem John entender o que era “aquilo”. Simon então se aproxima de John e lhe contava uma história fantasiosa de criaturas da noite e uma maldição que os fazia e alimentar de sangue, vampiros. De como os últimos anos tinham sido horríveis e como aos poucos aquilo te consumia a ponto de não saber mais quem realmente você é. John sabia que aquilo soaria loucura para qualquer um, mas enquanto Simon falava, ele se lembrava de como Simon o atacou e o mordeu. Simon explicava que a fome é incontrolável, ele estava a dias sem se alimentar, por mais que ele sentisse fome, toda vez que se alimentava dizia poder ouvir os lamentos das almas das pessoas e aquilo o atormentava. Simon então se levantava e ia em direção a saída, estava abandonado John, mas antes lhe dava apenas um aviso. “Existem outros como eu, bem piores e territoriais. Não chame atenção, seja como uma sombra e quem sabe viva o bastante para nos encontrarmos uma próxima vez.”





7. Banco de Dados

Saldo de XP: 0/0

Ganho de XP

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: John Locke - Caitiff - Autarca

Mensagem por Convidad em Ter Nov 06, 2012 10:56 am


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum