Rezek -- Tremere -- Camarilla

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Rezek -- Tremere -- Camarilla

Mensagem por painkiller em Sab Out 27, 2012 9:36 am

Nome: Diego
Personagem: Rezek
Clã: Tremere
Natureza: Malandro
Comportamento: Esperto
Geração: 10ª
Refúgio: Apartamento sujo e barato
Conceito: Detetive Decadente
Mote: o problema de enxergar espíritos, é que eles também enxergam você.

Saldo de XP: 1
122 – 75 = 47
________________________________________

Atributos

Físicos
- Força: 2
- Destreza: 2
- Vigor: 3

Sociais
- Carisma: 4 (Confiável)
- Manipulação: 4 (Persuadir)
- Aparência: 4 (Imponente)

Mentais
- Percepção: 3
- Inteligência: 3
- Raciocínio: 3
________________________________________
3. Habilidades

Talentos (16)
- Prontidão: 1
- Esportes: 1
- Briga: 1
- Esquiva:
- Empatia: 2
- Expressão: 1
- Intimidação: 2 (2xp)
- Liderança: 1
- Manha: 4 (segredos da cidade)
- Lábia: 4 (mentir)
- Enigmas: 2 (5xp)
- Intuição: 2 (5 xp)

Perícias
- Empatia c/ Animais:
- Ofícios:
- Condução: 1
- Etiqueta:1
- Armas de Fogo: 1
- Armas Brancas: 1
- Performance: 3
- Segurança:
- Furtividade: 3
- Sobrevivência: 1

Conhecimentos
- Acadêmicos: 2(5xp)
- Computador:
- Finanças:
- Investigação: 3
- Direito: 1 (3xp)
- Linguística: 2(2xp) (natural Alemão, Inglês, Hebraico)
- Medicina:
- Ocultismo: 3
- Política: 2 (2pb e 2 xp)
- Ciências:
________________________________________

4. Vantagens

Antecedentes (2pb)
- Geração: 3
- Recursos: 2
- Status: 2
- Influência (Polícia): 2
- Aliado:1
- Contatos: 3 (Tabelião, detetive particular e gerente de hospital)(2bônus reset)

Disciplinas
- Taumaturgia: 4(Sedução das Chamas)
- Auspícios: 1
- Ofuscação:3 (7 e 14 de xp)

Virtudes
- Consciência: 3
- Autocontrole: 3
- Coragem: 4

________________________________________

5. Demais Informações

Humanidade: 6

Força de Vontade: 8(4pb)

Qualidades e Defeitos
Qualidade
- Reputação (Detetive Vulgar/Bruxo Temerário): 1
- Médium: 2
- Habilidade Oracular 3
- Velho companheiro: 2 (Oona - nosferato)
- Informante: 3 (Oona)
- Fisionomia Amigável: 1

Defeito
- Compulsão (Cigarros): 1
- Dívida Devida: 2
- Dívida Devida: 1
- Dívida: 1
- Dívida: 1

Observações:
Reputações (verdadeiras ou mentirosas, como saberão?)
.Não olhe em seus olhos, ele pode fulmina-lo.
.Já ‘secou’ Lupino
.Ele sempre sabe onde o Sabá vai atacar. Como será que ele sabe? Ele sempre sabe.
.Macumbeiro.


Inventário
- Glock
- Canivete
- 2 Aparelhos Celulares
- 6 maços de cigarro e 2 isqueiros
- Um óculo, boné e máscara cirúrgica e spray preto para cabelo.
- Carteira com dinheiro, documentos falsos e um distintivo da polícia

Descrição
- Idade: 67 anos de Abraço
- Idade aparente: 40
- Cabelos: Loiros e ensebados
- Olhos: Castanhos
- Cor de Pele: Branca
- Nacionalidade: Alemão
- Altura: 1,90
- Peso: 80Kg
- Trajes: Terno e sobretudo, gastos e manchados

Antecedentes:
- Recursos 2: Salário como inspetor de polícia.
- Influencia 2: Polícia. Rezek se passa por Carter, inspetor de polícia. O subchefe da corporação é preso ao laço de sangue, a cada 15 ou 25 anos Rezek faz com que esse lacaio desapareça para não criar desconfiança sobre a saúde do carniçal e faz o mesmo procedimento com o próximo.
- Status 2: Com o tempo o neófito experiente acumulou prestígios e favores, que já foram usados. Muitos membros já foram gratos por seus auxílios – que nunca são de graça, e Rezek soube aproveitar disso. Na verdade o charlatão barganha para que um espírito incomode o alvo ou tenta outro método, mais tarde oferece ao mesmo Membro ajuda exorcizando o espírito ou livrando-o de algum problema. Alguns diriam ser trapaça, Rezek chama de 'segredo profissional'.
- Contatos 3: Gerente de Cartório, vende documentos falsos, um medíocre ambicioso que só pensa em dinheiro; enfermeiro chefe hospital estadual, se sente injustiçado por não conseguir um aumento, venderia até órgãos se tivesse acesso à cirurgias. Detetive particular Smith, passa informações de casos estranhos ao Rezek.
- Aliado 1: Papa Etrom, como gosta de ser chamado. Um bruxo voodozeiro, que nutre simpatia por Rezek, visto que são místicos, cada um com suas peculiaridades, e já acostumaram virar noites discutindo minúcias sobre teorias espirituais, adivinhações e experiencias sobrenaturais. Possui um inferninho na cidade chamado 'Babylon' que funciona também como antro pra todo tipo de gente. Desde "vampiros" (góticos que fingem ser), à cartomantes e satanistas. Papa é um rastafári com dentes de ouro, anéis e sempre tem um cachimbo a mão.


Outros:
- Velho companheiro: Como descrito no prelúdio, Oona fora um alemão de sangue cigano que Rezek salvou. Sendo abraçado mais tarde por um Nosferato
- Informante: Oona permaneceu no Sabá como infiltrado, passando informações esporádicas. Rezek já o ajudou infiltrando uma vez, coisa que não pretende fazer novamente. Nunca soube pra quem Oonas trabalha. Claro, o Rato precisa também manter sua vida como Membro, momento do qual o Feiticeiro aproveita para trocar informações.
- Dívida 1: Zelador do elísio, ajudou Rezek a sair de complicações mundanas.
- Dívida 1: Regente da Capela, esclarecimento sobre Magia e favores.
- Dívida 2: Primógeno Tremere, Já intercedeu por Rezek em problemas com outros Membros.
- Dívida 1: Malkaviano ‘X’, em longas conversas ajudou Rezek a controlar seus pesadelos (que já foram piores).
- Pesadelo: A sobrevincia quando ainda era mortal ocasionaram grande trauma que as décadas não fizeram sarar.

Informações sobre o Senhor:
- Dominic Scheneider, tremere em ascensão. Os dois não se falam.

Rituais
Acionar Receptáculo e Transferência de Sangue (nível 1)
Trilha de Sangue (nível 2)
Toque do Demonio (nível 1)
________________________________________

6. Prelúdio
Mortal:
Não me olhe assim, esperava o que além de indiferença?
Imagine sua família e toda sua ‘raça’ dando as costas pra você, ao descobrir que possui uma sensibilidade com espíritos e enxerga vultos. Algo que nunca pediu, imagine desde a epigênesi da infância sofrer a influência má dos signos, e alguma entidade, que não vai com a tua cara, decide fazer de você um constrangimento para a própria família, que logo foi se distanciando. Esse foi meu único erro. Envolver-me com ciganos só piorou, e quando avisei aos rabinos o que alemães faziam com eles, deram de ombros. Não era problema deles.

Eu estava sozinho, marginalizado no meio judeu por ser médium, e não tinha esperanças em ter trabalho com alemães por ser judeu. Tive que dar meu jeito, o estomago reclamava, e passar a perna em velhas ingênuas com adivinhações foi um bom começo, evocar filhos mortos - OU FINGIR, dava tanta alegria a elas quanto enchia meu bolço. E não foi só dinheiro, deu renome e chamou atenção de alguma autoridade que patrocinou “serviços oficiais”.

Esses trabalhos eram mais que fazer contato com mães finadas de membros do exército, achar espiões estava no topo da lista de resigno. Denunciei o diplomata soviético que possuía uma sala de tortura no porão da chancelaria, e meia dúzia de membros insatisfeitos com o Nacional Socialismo. Não me deram muito crédito por ser judeu, mas estava sobrevivendo. Alguns eu denunciava apenas para prejudicar mesmo.

Ascensão e ruína
Não me importei em dar auxílio à corja de Fürher, eu era tolerado, alimentado e possuía certo privilégio. No início alguns judeus eram tolerados, porém mais tarde não tinham piedade. Não interessava sua importância para o III Reich, já tinham feito uso de seu serviço. Mas deu tempo de ajudar meu único amigo, um alemão de sangue cigano chamado Oona, e com documentação falsa o mesmo viajou para Portugal. Mas quando judeus me pediram ajuda, e lá de cima no auge do meu rancor eu gritei: Não! Não durou muito e foi minha vez de precisar de ajuda e não ser ajudado.

Com a luz dos historiadores, sabemos que Nazistas pesquisaram todo tipo de poder. E a paranormalidade estava entre elas, por isso fui chamado, queriam me testar para depois me pesquisar como uma rã na aula de biologia.
Me manteram acordado dias num laboratório macabro afim de executar experiências. Máquinas com eletricidades retiradas do pesadelo de Frankstein faziam meu corpo estremecer, e a urina misturar com as fezes que também saíam involuntariamente. Auschwitz parecia uma colônia de férias perto daquilo.

A vida não gosta de mim, basta uma experiência significativa pra que o Despertar seja cumprido. Eu podia ter Desperto no começo e anulado toda esta angústia, mas alguém lá em cima quis que eu sofresse pra diabos pra merecer. Quando os cientistas já estavam exaustos e desesperados por algum resultado, acharam uma boa ideia abrir meu crânio. Foi então que desmaiei e senti minha alma se desprendendo do corpo com toda aquela dor, eu finalmente poderia descansar em paz. Mas o desgraçado que controla o destino não quis assim, minh’alma retornou e uma força dentro de mim incinerou todos os malditos do departamento de ciências de Berlin.
Mau as cicatrizes fecharam e lá estava Scheneider, para tornar minha vida ainda mais miserável. Ele havia sentido meu poder e me caçou durantes meses. Possui tradição de Abraçar somente Magos, e o péssimo hábito de não perguntar se eles querem ser Abraçados.

Pós-túmulo:
Não preciso dizer que foi um erro, certo? Só por que seria um Mago fabuloso, não quer dizer que seria um Tremere melhor. Odiei tudo aquilo, tive dificuldade inicial com estudos e minha relação com Scheneider nunca foi boa. Eu jamais perdoaria pelo que fez comigo. Demorou, mas achei meu lugar, felizmente o Abraço não retirou minhas visões e mediunidade, eu poderia recomeçar investigando, xeretando e metendo meu nariz como sempre fiz, apesar dos pesares, existia um mundo novo pra explorar.

E como sendo do destino, reencontro Oona. Mas desta vez ele era um Rato, um fim quase tão terrível quanto o meu. Revelou ter sido abraçado em Portugal, quando ingressou nas forças revolucionárias. Eu deveria ter me sentido culpado por esse motivo ele ter sido Amaldiçoado, mas ele não viu com esses olhos. É fanático pela política da camarilla. Anos depois me ofereceu uma identidade sabá, eu deveria ter recusado, mas o espírito presunçoso de um neófito e conselho do regente me impediu. Piores momentos da minha vida, medo e revolta misturados. Quem trilha a via humanitas não permanece entre eles sem enlouquecer. Nunca soube pra quem estava trabalhando, aceitei a princípio como um método de poder pessoal. Compunha o cargo que chamam de Batedores, a unica forma de me livrar da Valderie. Mas jé em poucos dias, com minha reclusão e aversão,começaram a suspeitar de mim. O que me pareceu uma excelente desculpa para sair de cena e fui autorizado pelo Regente. Mais tarde Oona me informa que inventou a morte de minha identidade enquanto se infiltrava numa cidade. Até o momento somente eu, Oona e o Regente sabemos dessa tentativa.

Aquilo tudo foi uma ambição irresponsável. Desejando tornar-me um senhor da noite sem proteger minha sanidade. Mas hoje sei utilizar oque aprendi, finjo prever ataques quando na verdade são informações passados por Oona. E me conformo como um rato, roendo encanamentos, abrindo, caminhos e alimentando de migalhas. Mas logo espero estar gordo o bastante pra por medo no gato.



Personalidade:
Cínico e sarcástico. Ironiza o comportamento e atitudes dos demais expondo sempre algo de ridículo nas ações e opiniões alheias. Assim se coloca numa aparente posição de superioridade intelectual.
Essa aparência pode ter dupla finalidade:
Escarnecer da cultura absurda vampirica, do qual lhe foi imposta, ou fazer o outro sentir-se inferiorizado - pois merece isso.
Ele pode ter uma insegurança interna bem enraizada, talvez irracional ( algum trauma)e parte racional ( saber que o mundo é mesmo cheio de monstros horrendos que lutam por superioridade)
Assim ele se afirma perante si mesmo e perante os outros com essa atitude. Claro, tendo uma grande flexibilidade de caráter para esgueirar entre monstros que, momentaneamente, são mais poderosos que ele.


Acho que ele pensa que deve morrer como tem vivido: Um dia passaria dos limites, daria um de esperto demais, as mandíbulas do inferno se fechariam e naquele momento ele teria uma morte heroica! Mas se continuar assim, logo não será nada mais a não ser uma volátil lembrança na memória daqueles que o apoiaram e dos tantos que lhe odiaram.
- Opinião de seu senhor
Muito já foi dito sobre ele.
E todos que conhecem tem suas teorias baratas, porém ele é apenas um cainita tentando buscar algo que não existe... e quando se der conta que não há nada de novo, ou irá cessar com sua infantilidade e será a elite Cainita ou será mais um desventurado e destruído pelo clan.
--Um ancião do Clan
Esse filho da puta me deve dinheiro!!
--Carniçal do Regente:
Rez é um cainita constantemente levado a viver de acordo com suas expectativas, ao mesmo tempo em que sente debilitado pelo conhecimento de que o fracasso é inevitável... e rindo de sí mesmo com o ridículo espetáculo de suas ações.
--Malkavia 'X'
:
avatar
painkiller

Data de inscrição : 23/03/2010
Idade : 29

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum