Vald Drakus - Tzimisce - Sabá

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Vald Drakus - Tzimisce - Sabá

Mensagem por No One em Seg Jul 18, 2011 7:53 pm

Nome: Matheus Henrique
Personagem: Vald Drakus
Clã: Tzmisce
Natureza: Monstro
Comportamento: Excêntrico
Geração: 8º
Refugio: Mansão Abandonada
Conceito: Bruxo e Pesquisador


Experiência:


ATRIBUTOS (7-5-3)

Físicos
- Força: 1
- Destreza: 3
- Vigor: 2

Sociais
- Carisma: 3
- Manipulação: 4 (Moldar a vontade alheia)
- Aparência: 3

Mentais
- Percepção: 2
- Inteligência: 4 (Analisar)
- Raciocínio: 2


HABILIDADES (13-9-5)

Talentos
- Prontidão:
- Esportes:
- Briga:
- Esquiva: 3
- Empatia: 1
- Expressão:
- Intimidação: 2
- Liderança:
- Manha: 1
- Lábia: 2

Perícias
- Empatia c/ Animais:
- Ofícios:
- Moldar a Carne: 3
- Condução:1
- Etiqueta:
- Armas de Fogo:
- Armas Brancas: 1
- Performance:
- Segurança:
- Furtividade:
- Sobrevivência:

Conhecimentos
- Acadêmicos: 2
- Computador:
- Finanças: 2
- Investigação:
- Direito:
- Lingüística: 2 (Arcano, Ingles) - [Romeno]
- Medicina: 1
- Ocultismo: 2
- Política:
- Ciências: 1
- Koldunismo: 3


VANTAGENS

Antecedentes (0)
Geração: 5 (5 Pontos de Bônus)
Recursos: 3 (3 Pontos de Bônus)


Disciplinas (4)

- Animalismo:
- Auspícios:
- Vicissitude: 2
- Feitiçaria Koldun (Caminho do Fogo): 2


Virtudes (5)
- Convicção: 1

- Instinto: 1

- Coragem: 4


TRILHA DA METAMORFOSE: 2

FORÇA DE VONTADE: 5 (4 +1 Ponto de Bônus)


PONTOS DE SANGUE: --- / 15 Pontos Máximos (Pode-se Gastar 3 Pontos Turno)


QUALIDADES - DEFEITOS

Qualidades
- Concentração [-1]
- Disciplina Adicional (Feitiçaria Koldun) [-5]
- Imunidade ao Laço de Sangue [-3]
- Mansão [-2]
- Biblioteca de Ocultismo [-2]

Defeitos:
- Macula do Apodrecimento [+1]
- Exclusão de Presas (Animais) [+1]
- Vulnerabilidade a Prata [+2]
- Objetivo Condutor (Conseguir a Pedra Filosofal) [+3]


ITENS / EQUIPAMENTOS
- Punhal
2 Sacos com Terra Nativa (Romenia)


PRELÚDIO

O mundo muda... Os seres evoluem se adaptando ao novo mundo...

- Agosto de 1890
Minhas pesquisas e estudos novamente se mostraram inúteis.
Por 8 anos pesquisar a Pedra Filosofal, e neste momento as tentativas de sua criação se mostrou um fracasso, meu laboratório esta em ruínas e perdi 2 criados na explosão.
Meus registros e arquivos estão queimados... Tudo esta perdido... Minha busca pela imortalidade novamente se mostrou um fracasso. Porem confesso que por mais desmotivado que esteja neste momento ao qual escrevo, não possuo a intenção de desistir de minha busca.
Não posso me dar a este luxo.

- Novembro de 1890
Por mais que tente, não consigo encontra o erro em minha pesquisa, seria minha mente tão limitada assim? Refiz todos os cálculos, todos os estudos, mesmo com o pouco material que consegui recuperar no incidente de agosto. Mas a algo de faltar, seria um ingrediente? Uma especificação? Não sei dizer.
Recebi informações sobre uma criatura que vive ao norte de minhas terras, segundo relatos dos moradores locais ele vaga por estas terras a mais de 100 anos. Aqueles que comentam sobre ele se benzem após o fazê-lo. Strigoi... Este é o termo usado pelos camponeses... Um Vampiro? Seria mesmo tal criatura sobrenatural possível de se existir?
Porem segundo os relatos, esta criatura tem forma humana, apesar de poder mudar de aparência, também a aqueles que dizem que é capaz de conjurar o fogo e despertar as chamas do solo trazendo o “fogo do inferno” para a superfície. Camponeses são superficiais e voltados a crenças estranhas. Acredito haver uma explicação lógica para este ser... Talvez ele seja a resposta a minha busca.
Não recebi respostas dos mensageiros que enviei a sua busca, gostaria de mais informações antes de partir, porem nenhum dos homens que mandei voltou, nem mesmo para receber o pagamento.
Partirei ao amanhecer em buscas de resposta...

- Dezembro de 1890
Já faz quase um mês que busco a criatura, o demônio como alguns dizem aqui... Realmente os custos desta viagem estão sendo mais elevados do que esperava, porem isso não é um problema.
Consegui uma informação importante, parece que existe um antigo mosteiro próximo ás montanhas, talvez encontre o que procuro lá.

-----


Eu o encontrei... E que deus tenha piedade de minha alma...
Este ser é algo que jamais esperava, seu nome é Vladimir Balton, um demônio, um vampiro, um bruxo e alquímico... Todas as minhas crenças estavam erradas...
Que deus tenha piedade de minha alma, mas se o caminho que ele me oferece é o caminho para a imortalidade... Que assim seja...

- Fevereiro de 1891
Finalmente eu entendi... O caminho para a perfeição é pela evolução, porem não meramente pela evolução natural, a coisas neste mundo que estão além da ciência conhecida dos mortais.
Vladimir me recebera com hospitalidade em seus domínios, acredito que minha sede pela busca da imortalidade tenha lhe cativado talvez esta tenha sido a razão ao qual não recebera o mesmo destino dos mensageiros que enviara. Mas devo concordar com ele, os mensageiros invadiram sua casa, entraram sem prestar o devido respeito e possuir a devida autorização... Tiveram o fim que mereceram...
Sinto que estou deixando de lado conceitos morais e éticos cativos da moral humana e vendo o mundo com outros olhos... Como meu senhor define:
Minha mente esta evoluindo... Logo será a vez de meu corpo...

- Outubro de 1990
Devo concordar com meu senhor... A evolução é feita por etapas, mudanças...
Meu abraço acontecera poucas noites após meu primeiro encontro com aquele que se tornaria meu pai da noite. Por algumas noites apenas conversara com meu senhor, trocamos conhecimentos e informações, ele me explicara mais sobre sua real natureza, sobre sua imortalidade...

Concordo com meu senhor sobre a evolução continua dos seres...
Aceitei de bom agrado minha nova natureza... E minhas pesquisas agora continuam em um patamar diferente... Estamos acima dos mortais, que estão acima dos animais. Deste modo algo esta acima de nós. Ainda acredito que a Pedra Filosofal seja a busca para minhas respostas.
Meus estudos evoluíram e agora possuo os meios para atingir meus objetivos, posso aperfeiçoar meu corpo, mas ainda estou fardado as maldições do sangue negro, imortal e maculado que corre em minhas veias mortas. A Pedra Filosofal é a chave.
Meu senhor me explicara sobre o caminho da mudança... O caminho da evolução... A Trilha da Metamorfose... Seus conceitos deixam o caráter humano de lado pela evolução... Talvez este seja o erro que estava cometendo... Seguir limitações dos pensamentos humanos...
Sinto que estou deixando de ser quem eu era... E me sinto muito bem com isso...

- Setembro de 1990
Finalmente fui liberto por meu senhor... Meus estudos evoluíram drasticamente neste período em que estive sob sua tutela... Apenas discordamos sobre a Pedra Filosofal... Eu acredito que ela é a chave para a próxima etapa da evolução... A perda das limitações impostas por nossa maldição... Ciência e magia... Agora entendo que este é o caminho... Apesar de em teoria a maldição de Caim não permitir a mudança... Minha aparência mudou, estou me melhorando... Aperfeiçoando-me... Porem apenas pequenas e singelas melhorias se comparado com o que posso conseguir com a Pedra Filosofal...

- Dezembro de 1998
Os caçadores chegaram a minhas terras, meus criados estão sendo queimados e meus inimigos mortais apenas aguardam o amanhecer para adentrar em minha mansão e me levar ao sol. Neste momento estou tão próximo de concluir minha pesquisa, tão perto da pedra... Com ela não os temeria, não temeria o sol que logo surgira, não temeria o fogo nem nenhuma das maldições imposta pelo Primeiro.
Partirei esta noite ainda, de minha terra levo apenas a terra amada ao qual esta residência foi erguida e meus livros e registros, minhas anotações estão inacessíveis neste momento... Porem possuo a eternidade para prosseguir com meus estudos...
O sol esta nascendo e devo partir, meu ultimo servo vivo me escoltara, mal sabe ele que será meu sustento ao terminar esta ultima missão, necessito de sangue, o sangue é a imortalidade... Preciso estar forte para atravessar o mar.

- Data Atual
Encontrei este velho diário em meio a alguns documentos antigos que trouxera de minha amada terra natal.
Cheguei a novas terras, fui cauteloso e viajei no porão envolto em terras maternas, sinto saudades de meu antigo lar, de minha amanha Romênia.
Perdi grande parte de minha fortuna na fuga, porem possuo mais que necessário para me manter, comprei uma casa antiga há muitos anos nas terras novas, nela estabeleci minha nova morada. A casa em si é dita como abandonada e assombrada pelos moradores locais, me utilizo apenas se seu porão e suas câmaras secretas, posso dizer que possuo certo conforto invejado por muitos.
Encontrei outros de minha linhagem... De meu Clã... Eles seguem o Sabá... Meu mentor havia comentado algo a respeito, porem nunca havia dado importância visto que não tivera contato com outros strigois ou como se determina nestas terras Cainitas.
O Sabá me acolhera em seus braços, à seita e forte, seus costumes são firmes, talvez seja o pilar ao qual necessito para me estabelecer aqui... Concordo que não sou mais humano...
Concordo que a “Mascara” é algo ilógico, ela vai contra a evolução... Seguirei meu caminho... Minha busca esta longe do fim, porem tenho toda a eternidade para prosseguir...

Não escreverei mais neste diário...



BANCO DE XP
-----

BANCO DE DADOS
-----

ULTIMA ATUALIZAÇÃO: -----
avatar
No One

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum