Ernand Almarra - Nosferatu - Camarilla

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ernand Almarra - Nosferatu - Camarilla

Mensagem por No one em Qua Jul 13, 2011 5:59 pm

Nome: Sonado
Personagem: Ernand Almarra
Clã: Nosferatu
Natureza: Sobrevivente
Comportamento: Esperto
Geração: 14ª
Refugio: Esgotos
Conceito: Jovem Arruinado


Experiência: 0


ATRIBUTOS (7 - 5 - 3)

Físicos
- Força: 2
- Destreza: 3
- Vigor: 3

Sociais
- Carisma: 2
- Manipulação: 3
- Aparência: 0

Mentais
- Percepção: 3 +1 (Especialização: Atento)
- Inteligência: 4 (Especialização: Analítico)
- Raciocínio: 3


HABILIDADES (13 - 9 - 5)

Talentos
- Prontidão:
- Esportes:
- Briga:
- Esquiva: 1
- Empatia:
- Expressão:
- Intimidação:
- Liderança:
- Manha: 2
- Lábia: 2

Perícias
- Empatia c/ Animais: 1
- Ofícios (Mecânica): 2
- Condução: 1
- Etiqueta:
- Armas de Fogo:
- Armas Brancas: 1
- Performance:
- Segurança: 3
- Furtividade: 2 +1
- Sobrevivência: 3

Conhecimentos
- Acadêmicos:
- Computador: 3
- Finanças: 1
- Investigação: 1+1
- Direito:
- Linguística: 1 (Espanhol)
- Medicina:
- Ocultismo: 2
- Política: 1
- Ciências:


VANTAGENS

Antecedentes (5)
Recursos 3
Contatos 2 (Erick o Hacker; Malao o traficante de drogas e vendedor de roubados)
Mentor +1 (Rafael - Ancilla)

DISCIPLINAS(3)
Animalismo 1
Potencia 1
Ofuscação 2

Virtudes (7)
- Consciência: 3

- Autocontrole: 3

- Coragem: 4


HUMANIDADE: 6

FORÇA DE VONTADE: 4


QUALIDADES e DEFEITOS
14ª Geração (Defeito de 2 pontos)

OBS: Seus contatos são antigos amigos que acreditam que sua aparência ficou dessa forma por ter sido terrivelmente queimado em um acidente, o trauma o faz esconder as cicatrizes sob um gorro.


PRELÚDIO
Filho de imigrantes ilegais que trabalham como mecânico e faxineira, tem vagas lembranças da sua entrada no pais, mas as poucas que tem não são agradáveis. Sua infância como um todo pode ser resumida a de uma criança habitual em um subúrbio pobre, sendo descendente de latinos conheceu muito da descriminação. Seus amigos de infância na maioria eram ou latinos ou afros e eles eram seus iguais, brincavam na mesma rua, faziam as mesmas coisas, tinham os mesmos sonhos, mas ele era mais esperto que a maioria dos seus amigos e isso era refletido em suas notas.

Ao entrar no segundo colegial foi enviado a uma escola de maior qualidade, em um outro bairro. Lá ele era um estranho no ninho, sendo isolado por seus colegas, todos brancos e de famílias de melhores condições, mas acabou não ficando só, ele era inteligente e encontrou outros como ele, inteligentes e excluídos.
Entre os perdedores ele fez amizade em particular com Erick, um jovem de família de classe média alta que ia a aula sempre com seu computador portátil e seus eletrônicos bacanas. Eles passavam muito tempo na biblioteca onde Ernand passou a usar os computadores da escola para aprender coisas que seu amigo lhe ensinava, algumas legais, outras perigosas, algumas até mesmo ilegais mas emocionantes. Ele manteve esse ritmo por quase todo o colegial, até ser pego invadindo um site e ser expulso.

Seus pais ficaram tão horrorizados com a expulsão dele e com o fato de que perderia um ano que o colocaram para trabalhar até o inicio do ano seguinte, seu pai o levou para a mecânica onde trabalhava e lá ele aprendia todas as noites com ele como consertar carros. De dia tinha de trabalhar meio período em uma cantina de nacos com a entrega. Seus pais achavam que isso moldaria seu caráter, mas não foi bem este o resultado.
Nos anos que esteve fora, muitos de seus antigos amigos haviam se envolvido com o crime. Alguns estavam detidos, outros mortos e um tinha tido de fugir da cidade, mas quem re-encontrou foi Malao, que comprava nacos todas as manhas e noites. Seu antigo amigo estava vivendo de venda de narcóticos e roubados, ele voava baixo e tinha bons lucros e não demorou muito para que os dois começassem a andar juntos novamente. Esse relacionamento o deixava a par dos problemas o bastante para saber o quanto se podia lucrar com isso, e logo ele também estava o fazendo.

Ao voltar a estudar acabou parando de ir na mecânica de noite, aprendera muita coisa e ia até lá ajudar o pai nos finais de semana, mas ele apenas trabalhava com as entregas, licitas e ilícitas, enquanto estudava. Com o dinheiro conseguiu comprar seu próprio computador e entrar em contato com Erick, com quem sempre conversava e aprontava pela internet.
Logo ele estava graduado no colegial e estava fazendo cursos para lidar com computadores, sairá da casa dos pais e vivia oficialmente dos nacos e consertos de computadores, mas lucrava mesmo com vendas ilícitas e serviços de consultoria ilegal de informática.

Ele não teve muito tempo para se estabelecer contudo, um cliente novo chamado Gary o visitou, era um homem com roupas simples e sujas, sempre fedendo insuportavelmente e com algo no rosto que não se podia dizer mas não agravada. Ele comprava coisas, pedia informações e serviços e se tornava cada vez mais frequente, indo quase diariamente pagar por serviços. Ao longo de meses ele o visitou, até simplesmente não aparecer mais.
Semanas depois Gary reapareceu, do nada em uma noite nublada em que fora jantar com seus pais. Simplesmente bateu na porta e entrou, dizia que precisava de um novo produto e antes que se pudesse falar algo seu rosto mudara, como se uma ilusão se quebrasse e se via o quão distorcido, e repugnante ele era, com pus escorrendo de poros no rosto e cabelos falhos. Ernand tentou correr para a cozinha, para alertar seus pais, mas Gary o agarrou com uma força sobre humana que lhe quebrou o braço com o aperto das mãos e antes que conseguisse falar ou fazer qualquer barulho lhe enfiara dentes rombudos e imensos em seu ombro, causando uma dor imensa e insuportável mas que em seguida virava um prazer sem igual, que aos poucos drenavam suas forças e consciência.

Uma dor forte no peito, uma sessação de queimação, o gosto de sangue lhe queimando a garganta e vários fleches vermelho e gritos incompreensíveis, foi com isso que Ernand acordou em uma câmara do esgoto. Seu primeiro frenesi levara a vida de seus pais, e Gary não dera a minima, apenas comida ele dizia e repetia pelos dias seguintes enquanto a transformação o desfigurava, causando deformações na pele a enrugando e ressecando.
Sua criação não fora autorizada e logo estavam ambos diante do Príncipe sendo julgados por esse crime. Gary terminou sendo destruído, mas Ernand teve sorte, foram piedosos em o poupar, um ato de misericórdia e de demonstração de boa fé para com os Nosferatu segundo ele.

Um Ancilla chamado Rafael o adotou, assim como Gary ele conseguia ver a utilidade do neófito, ao contrario dele, era sábio o bastante para não cometer erros dessa proporção. Quando o líder da ninhada trouce o novo recruta e perguntou se alguem teria o interesse em se responsabilizar por ele, Rafael o fez, seria custoso e desagradável, mas ele sabia que poderia colher bons frutos desse relacionamento e do primeiro ao ultimo minuto deixou isso bem claro, era uma troca de favores. Durante os dois anos seguintes esteve cativo nos esgotos sendo ensinado ao menos o básico para sobreviver, mesmo com todo o absurdo hediondo de sua transformação, se afirmava que tinha sorte em estar em um clãs que dava ao menos o minimo de dignidade aos seus, outros clãs o teriam devorado vivo na hora. Aprendeu sobre as tradições, sobre os costumes, sobre o clã e sobre o sangue e seu poder e acima de tudo, aprendeu como sobreviver, como se alimentar furtivamente sem matar suas vitimas e como se livrar das provas.

Após ser liberado de seu cativeiro retomou ao longe o que fora sua vida, o contato que tinha com seu amigo Eric se manteve e eles continuaram a manter contato depois desse tempo, assim como sua amizade com Malao foi retomada, uma desculpa simples, o convencera que sua aparência retorcida e calvice parcial foi culpa de um terrível acidente de carro no qual se queimara até quase a morte, e ficara afastado esses dois anos por estar internado. As vendas ilegais de informações e ilícitos, assim como prestações de serviços o mantem economicamente estável agora e seus talentos são uteis a colmeia. Graças a isso, esta preocupado mais em se estabelecer e se fortalecer do que qualquer coisa, seus pais sobreviveram a muita coisa e queriam que ele o fizesse também, então honraria suas memorias, sobreviveria.
avatar
No one
Gangrel AT
Gangrel AT

Data de inscrição : 18/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum