Megan - Tremere - Camarilla

Ir em baixo

Megan - Tremere - Camarilla

Mensagem por Dave em Ter Mar 01, 2011 11:13 pm

Nome: Janynha
Personagem: Megan
Clã: tremere
Natureza: Visionária
Comportamento: Inteligente
Geração: 9ª
Refugio: Junto de seu mentor em NY
Conceito:

Experiência:


ATRIBUTOS (7 - 5 - 3)

Físicos (3)
- Força: 2
- Destreza: 2
- Vigor: 2

Sociais (5)
- Carisma: 2
- Manipulação: 3
- Aparência: 3

Mentais (7)
- Percepção: 3
- Inteligência: 3
- Raciocínio: 4 (Especialização: Mudar de Estratégia)


HABILIDADES (13 - 9 - 5)

Talentos (13)
- Prontidão: 2
- Esportes:
- Briga: 2
- Esquiva: 2
- Empatia: 2
- Expressão:
- Intimidação: 3
- Liderança:
- Manha:
- Lábia: 2

Perícias (5)
- Empatia c/ Animais:
- Ofícios:
- Condução:
- Etiqueta: 1
- Armas de Fogo: 4 (1ptb) ( especialização em pistolas )
- Armas Brancas:
- Performance:
- Segurança:
- Furtividade: 2 (1ptb)
- Sobrevivência:

Conhecimentos (9)
- Acadêmicos: 1
- Computador: 3
- Finanças:
- Investigação:
- Direito:
- Lingüística: 2 (Idioma Adicional: Latim, Espanhol )
- Medicina:
- Ocultismo: 3
- Política:
- Ciências:


VANTAGENS

Antecedentes (5)
- Geração: 4
- Recursos: 2 (2 PTB)
- Status: 1


DISCIPLINAS (3)
- Taumaturgia: 3 (7 PTB)
Chamas da Sedução: 3
- Auspícios: 1


Virtudes (7)

- Consciência : 3
- Auto Controle: 4 ( 2 PTB )
- Coragem: 4


HUMANIDADE: 6
FORÇA DE VONTADE: 7 ( 4ptb)


QUALIDADES

Noção de Perigo (+2 pontos)
Introspecção (+1 ponto)

DEFEITOS

Alergia (-2 pontos ) ( Drogas Ilegais )
Protegido Mortal (- 3 pontos)
Digestão Seletiva: ( -2 pntos ) (Não ingiro sangue do tipo AB)




PRELUDIO

Eu nasci no ano de 1923, era inverno meus pais tinha uma vida sócio econômica razoável, meu pai era Advogado e minha mãe professora primaria, minha infância foi muito boa apesar de eu viver doente, mesmo assim eu era uma criança muito esperta, por não poder muito ir a escola no primário minha mãe me dava aulas em casa, não havia tristeza em mim mesmo sendo uma criança frágil, eu tinha vários tipos de alergias, mas com o tempo isso foi mudando meu organismo foi criando resistência até quando eu pude finalmente freqüentar uma escola, isso eu já tinha meus 12 anos, mas mamãe foi tão boa professora que apenas tive que fazer algumas provas para que eu não ficasse atrasada e acompanhasse as crianças de minha idade, que passei nos testes. A medida do tempo que fui crescendo comecei a perceber coisas diferentes que outras não percebiam meio que eu olha sempre para o futuro, sempre esperando uma coisa melhor (algo mais) os anos se passaram até eu completar 18 anos e meus pais me presentearem com uma passagem para Europa, minha primeira parada foi em Barcelona, era inverno, sentia o vento gelado batendo em meu rosto, fiquei deslumbrada com a cidade fui para um Hotel não muito Luxuoso era de 3 estrelas, mas era bem reconfortante. Chegando na recepção me identifiquei, o recepcionista era um homem não muito alto aparentava ter uns 42 anos meio franzino os cabelos brancos já estavam à apontar.

- Boa tarde, meu nome é Megan Hosth, e tenho uma reserva.
- Boa tarde Srta Megan! Hum vejamos aqui.
- A sim aqui está, a Stra. Está hospedada no quarto 315 este qual fica no terceiro andar.
- Aqui está a sua chave Srta.
- Obrigada.


Dirigi-me até o elevador este estava com a porta aberta, entrei e logo em seguida entra uma mulher muito bonita e muito bem vestida me parecia ser jovem não mais que seus 28 anos, ela estava vestida com um vestido longo vermelho e um sapato muito chamativo num tom marfim, percebia-se que tinha um bom gosto, seus cabelos eram longos e negros, seus olhos na cor de mel, não havia duvida alguma que ela chamava muito a atenção dos homens.

- Olá. Sou Megan acabei de chegar à cidade, você é daqui?
- Olá Megan prazer, eu sou Annabelle, não não eu estou aqui faz apenas 4 dias.
-Hum! É que eu não conheço nada aqui e nem sei por onde começo a visitar já que falam que tem vários locais aqui.
- Bom eu já vim aqui varias vezes e conheço muito pontos turísticos e locais que você irá gostar de conhecer, se você quiser posso te levar.
- Nossa seria muito bom, mas isso não iria atrapalha-lha em algo?
- Não minha querida seria um prazer.
- Então estamos combinadas, ah eu estou hospedada no quarto 315.
- Eu estou a um andar acima ao seu no quarto 428, nos vemos em 1 hora pode ser?
- Sim é claro é o tempo para eu subir colocar minhas malas em ordem tomar um banho e me trocar.
- Perfeito então nos encontramos em 1 hora no saguão.
- Combinado.

Chegado ao meu andar fui muito contente em direção de meu quarto, abri a porta, entrei, joguei as malas em cima da cama olhei ao redor, não acreditava que estava viajando pela primeira vez sozinha, aquilo era um sonho, estava mais feliz ainda por conhecer alguém que me ajudaria a conhecer a cidade.
Não pensei duas vezes tirei as roupas de minhas malas às guardei na cômoda que havia logo a frente da cama, escolhi uma para por naquele momento, fui até o banheiro me despi entrei no Box abri o chuveiro e comecei a tomar banho, não demorei mais que 10 min. Pois estava ansiosa para conhecer a cidade. Troquei-me rapidamente, mas antes fiz uma ligação para uma pessoa muito especial que sempre me acompanhava desde a infância, meu melhor amigo Max, a gente sempre fazia tudo desde pequenos crescemos juntos nossos pais eram vizinhos e aos finais de semana Max sempre dormia em casa, éramos como irmãos, quando crianças fizemos um pacto, coisa de criança, que cuidaríamos um do outro sempre e sempre que nunca nos esqueceríamos mesmo depois de grandes, e assim foi cumprido, mas infelizmente por conta da faculdade Max não pode me acompanhar.

- Alô! Telefonista gostaria que me fizesse uma ligação para NY no número 77851200.
- Pois não senhorita aguarde um instante, por favor.
- Ligação de Barcelona deseja completar a ligação?
- De quem seria?
- Da senhorita Megan senhor.
- Pode completar, por favor.
- Alô?
- Max?
- Megan? Que bom que você ligou estava louco para falar com você. Conta-me como é a cidade, como você está?
- Ainda não fui conhecer Max, mas encontrei uma pessoa que vai me levar pra conhecer os pontos turísticos daqui, o nome dela é Annabelle, parece ser uma pessoa muito legal.
- Ah! Como eu queria estar com você Megan aqui sem você não é igual ( tom de voz triste )
- Ai! Max sinto muito sua falta, mas logo eu voltarei, levarei um presente pra você e contarei tudo que vi, como as pessoas são, os lugares...
-Megan tome cuidado, sabe que não estou aí para cuidar de você, e eu fico muito preocupado.
- Ora Max já estou grandinha ( risos ) sei me cuidar muito bem, apesar de você me fazer muita falta. Olha eu tenho que desligar se não a ligação vai ficar muito cara. Amanhã eu volto a te ligar, beijos Max eu te amo meu irmãozão.
- Também te amo Megan se cuida.


Desliguei o telefone olhei o relógio e faltava apenas 5 minutos para eu descer até o saguão.
Peguei minha bolsa e a chave do quarto, sai e o tranquei. Fui em direção do elevador apertei o botão de chamada e aguardei, não demorou muito o elevador chegou eu entrei a apertei o botão para o saguão. Chegando lá ao sair do elevador logo avistei Annabelle, ela estava vestida com uma calça de veludo preta e um casaco de pele na cor castor. Acenei para ela sorridente

- Aqui estou. ( eufórica )
- Podemos ir?
- Sim, vamos.
- Bom primeiro eu a levarei para, O Castelo de Montjuïc, que oferece uma maravilhosa vista panorâmica sobre a cidade de Barcelona.
- Nossa estou muito ansiosa para poder vê-lo.


Ao sairmos do hotel Annabelle fez sinal para um taxi.
Entramos, ela deu as coordenadas e seguimos para o Castelo de Montjuic. Se passado os dias Annabelle me levara em vários locais, onde eu me encatava cada vez mais com Barcelona, nos tornamos amigas, mas mesmo assim eu sentia que Annabelle escondia algo.
Em um belo dia Annabelle me levou para um local chamado La Sagrada Família, ao entrarmos o local estava um tanto vazio havia apenas umas 6 pessoas, andamos em direção a um corredor onde do lado esquerdo havia uma porta, ela a abriu, era uma grande sala parecendo mais uma biblioteca, havia uma grande mesa beirando a janela que estava fechada sem um feixe de luz passando por ela, Annabelle se sentou na cadeira atrás da mesa e pediu para que eu me sentasse. Puxei uma cadeira que estava à frente da mesa e fiquei com um olhar curioso.

- Bom Megan, aqui é um local muito importante para mim, é meu refúgio aqui em Barcelona, mas na verdade moro em NY, estou aqui a procura de alguém que atenda minhas necessidades, quanto ao que faço. E todo este tempo que estive com você percebi que você foi a escolhida.

- Eu? Escolhida para que?

-Bem Megan, na verdade eu sou uma Vampira pertenço ao Clã Tremere sou da 8ª geração, e você possui requisitos que se encaixam em meus propósitos. Requisitos esses que me deixaram intrigadas um deles sua visão do mundo você sempre vê além, “ uma visionária nata “ e sua inteligência não pode ser disperdiçada.

- Hãm!Como assim?
- Logo você irá descobrir Megan.

Annabelle levantou-se de sua cadeira e veio em minha direção, antes que esboçasse qualquer reação ela me abraçou e nada vi depois disso. Ao acordar logo vejo Annabelle sentada ao meu lado.

- Como se sente Megan?
-Espero que esteja pronta, pois logo darei inicio aos seus ensinamentos.
- Ai, não estou muito bem, mas que ensinamentos?
- Agora sou sua mentora e cabe a mim lhe ensinar tudo sobre magia, taumartugia e logo dará-se a ao inicio para as Chamas da Sedução. Mas antes quero que se levante tome um banho e troque de roupa, pois partiremos em breve para NY.
- Mas como? Há quantos dias estou dormindo? Acho que tive um sonho ruim sei lá, sonhei que você me falava que era uma vampira e que eu era a escolhida.
-Bem ficou por 4 dias dormindo, e não estava sonhando Megan, agora você é uma de nós, no caminho para NY falarei mais sobre a respeito, agora vá e se arrume.

Fiquei parada por uns instantes, mas sem saber o porquê fui até o banheiro onde havia umas roupas que ao ver direito eram as minhas que haviam ficado no hotel, então tomei um banho me troquei rapidamente e fui até biblioteca onde se encontrava Annabelle.
No caminho Annabelle foi me explicando tudo e eu escutando com muita atenção a tudo que ela falava. Comecei a aceitar o que eu poderia se dizer o meu destino, chegando em NY fomos para a casa de minha mentora lá ela me mostrou minhas acomodações, por um instante me veio Max a cabeça, logo pensei * preciso proteger Max a qualquer custo, não posso deixar de cuidar dele, percebo que existem perigos maiores do que imaginei*, passaram-se os anos e fui aprimorando meus aprendizados, tive aulas de tiro com minha mentora que era uma ótima atiradora por sinal , sempre ficava de olho em Max ( protegendo-o de alguma forma ), nunca o abandonei por um momento se quer. Nossa amizade ainda era a mesma, mais sólida na verdade.
Quando iniciei na arte das Chamas da Sedução minha mentora ficava cada vez mais orgulhosa de mim pois eu era muito aplicada em todos os meus estudos.Logo chegou a tecnologia ( computador) e eu como sempre queria estar ao par de toda inovação me especializei em computação, onde eu conseguia ganhar meu dinheiro para poder me manter a nível razoavelmente bem , com a ajuda da pensão de meus pais que faleceram anos depois do meu abraço.

UM POUCO SOBRE MINHA NOÇÃO DE PERIGO

Certa vez, em um de meus treinamentos, minha mentora colocou-me em uma situação onde eu não sabia que realmente aquilo era real, meu primeiro trabalho, ao começar a investigar um desaparecimento dentro da Capela, percebi que aquilo não era apenas um treinamento, um frio me subiu a espinha, passando pelo imenso corredor da Capela uma porta entreaberta, eu sabia que tinha algo errado mas não resisti e entrei na sala de Reuniões, tinha um livro emcima da mesa no qual ao me aproximar, senti que ali havia um perigo, então logo me afastei e fui a procura de minha mentora, a mesma ao entrar na sala e ao ver o Livro ficou apreensiva e com um olhar estranho, então ela se voltou para mim e disse:

- Ainda bem que não encostou neste livro Megan, pois ele está enfeitiçado e aquele que encostar nele e o abrir será totalmente paralisado ou até mesmo exterminado é um grau de magia muito alto. Como você percebeu isso?

- Não sei, apenas senti que correria algum tipo de risco se eu encostasse nele e logo fui te chamar.

Mais do que depressa minha mentora foi de encontro ao Regente da Capela para contar sobre o tal livro misterioso, ele convocou 2 dos três Anciões que estavam ali presente, ao chegarem a sala afirmaram que aquele livro realmente fora enfeitiçado e que havia um traidor entre nós.As investigações continuaram, sem muito sucesso mas não cessaremos enquanto não acharmos o traidor...
avatar
Dave

Data de inscrição : 09/05/2010
Idade : 22
Localização : So far away

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum