Gangrel AT

Ir em baixo

Gangrel AT

Mensagem por Beaumont em Qui Mar 11, 2010 2:13 pm

GANGREL ANTITRIBU



Apelido: Caçadores


Disciplinas:
Gangrel Rural: Animalismo - Fortitude - Metamorfose

Gangrel Urbano: Rapidez - Ofuscação - Metamorfose


Fraqueza: Como acontece com os demais membros do clã, a Besta Interior nunca se afsta muitos dos Gangrel Sabá, e deixa sua marca indelével em seus corpos. Todas a vez que entrar em Frenesi, o Gangrel Sabá recebe uma característica animal (O narrador e o jogador devem definir juntos qual será esta característica).
A cada 5 Características, reduz-se um ponto dos Atributos Sociais do Gangrel (o narrador deve escolher aquele que for mais apropriada). Essas características devem ser sutis, ainda que amedrontadoras (pele grossa, persas pronunciadas, olhos felinos, etc).
Nas noites de hoje, muitos Gangrel Urbanos parecem ter adquirido as características de animais urbanos, como ratos, pombos, cachorros e até mesmo certos insetos.


Ferozes e indomados, os Gangrel Antitribu mostraram ao Sabá sua face animalesca. Tendo se afastado da herança Cigana da corrente principal do clã, os Gangrel do Sabá retomaram seus lados bestiais tornando-se caçadores letais cuja pericia na perseguição de uma presa é inabalável. O clã inclui tanto assassinos sutis quanto lutadores ferozes, e a pericia com a qual eles enfrentam seus inimigos empresta uma força poderosa a seita. Entretanto os Grangrel Antitribu não são fanfarrões como os Brujah, e sim criaturas predatórias e instintivas que apreciam a emoção da caçada quase tanto quanto a fúria intoxicante da alimentação.
Nas noites de hoje, os Gangrel do Sabá vêm recebendo um influxo de desertores da Camarilla, embora poucos deste vampiros desejam falar sobre a razão por trás deste êxoto. Muitos falam secretamente sobre “horrores dormentes” que despertaram e sobre o fato do Sabá estar certo “desde o inicio”.
A seita como um todo parece frustrada com essa reviravolta e com a aparente relutância dos desertores em falar sobre seus motivos, mas qualquer que seja a causa do medo desses predadores urbanos, ela deve ter uma escala épica.
Os Gangrel Antitribu se dividem em 2 sub-clãs, com base em uma divergência no sangue do clã que se acredita tenha ocorrido no final do século XVIII. Os Gagrel “originais”, conhecidos no Sabá como Gangrel Rurais, são similares a suas antigas contrapartes da Camarilla, que evitavam a sociedade e preenchiam suas não-vidas com caçadas solitárias. Eles parecem com os monstruosos vampiros das lendas mortais, têm a habilidade de assumirem forma de animais e invocarem criaturas inferiores da natureza. Os Gangrel Rural apóiam o Sabá como batedores e guerreiros, usando seus contados com animais para obter informações e sua aptidão marcial para fazer picadinho de seus inimigos.
Diz-se que os Gangrel Urbano se tornaram uma linhagem distinta durante a Revolução Industrial, quando as cidades ficaram maiores e menos dependentes dos recursos do campo. Em vez de procurar suprimentos nas regiões interioranas, alguns Gangrel construíram seus refúgios nas cidades, transformando-se nos monstros das lendas urbanas e espalhando terror no rastro de suas buscas, por alimento. De forma tão animalesca quanto os Grangrel Rurais, os Gangrel Urbanos se escondem entre á escoria nos becos das grandes metrópoles (evitando capões infestado de Lupinos preferidos pelos outros Gangrel).
Entretanto, mais do que quaisquer outros membros do clã, os Grangrel do Sabá percebem a importância de vigiar as costas uns dos outros durante as noites conturbadas que antecedem a Gehenna. Tanto as cidades como os lugares mais remotos abrigam muitos perigos e um bando unido tem mais chance de lidar com eles do que um individuo sozinho. Desta forma, imitando os lobos e leões na selva, os Gangrel do Sabá se consideram mais em sintonia com seu lado animalista do que os Gangrel da Camarilla ou até mesmo os Independentes.


Aparência: A Maioria dos Gangrel não dá a mínima importância para a aparência e considera a vaidade menos importante que a funcionalidade (eles normalmente têm uma aparência desleixada e desgrenhada). Apesar de terem abandonado sua herança cigana. Muitos Grangrel ainda têm a pele morena e os cabelos negros.
Os Gangrel Urbanos adotam o estilo elegante e superficial no mundo mortal, mas somente como uma forma de “camuflagem urbana” que lhes permite caçar com mais facilidade. Muitas vezes, os Gangrel são abraçados sem muito critério e muitos deles ainda usam a barba por fazer e o cabelo despenteado (apesar deles poderem remediar essas características rudes todas as noites, ao se levantarem).


Refúgio: Os Gangrel das duas linhagens se sentem igualmente em casa no solo, sob as pedras ou escondido atrás de latões de lixo. A maioria deles evita refúgios permanentes (comunitários ou não) e adotam um estilo de não-vida nômade. Qualquer lugar esta bom, desde que eles possam se levantar para caçar depois do pôr do sol. Os Gangrel levam com sigo poucas coisas além daquilo que podem carregar com facilidade, por isso não têm necessidade real de lugares grandes para guardar coleções de pertences.


Antecedentes: Os Gangrel Antitribu escolhem suas crias dentre aqueles que possuem tenacidade ou instinto de sobrevivência.
Os Gangrel Sabá (Vampiros sem muitas complicações) quase sempre Abraçam indivíduos que se parecem com eles mesmos, isso quando se preocupam em abraçar, o que acaba formando bandos de aparência bem similar. Estranhamente, os Caçadores agem como patronos e mentores de suas crias, talvez devido a algum dever animalista que lhes é imposto com Alfas do grupo.
Os Grangrel Urbanos escolhem como crias pessoas resilientes ou que tenham algum rancor contra o mundo mortal; por isso muito deles são provenientes de sem-teto ou de culturas estrangeiras, resignados a guetos dentro da vastidão urbana. Por algum motivo inexplicável, muitos dos Gangrel Urbanos da America do Norte parecem ter antepassados nativo americanos e há suspeitas de que isso esteja relacionado à proeminência do Sabá na época do Destino Manifesto Americano.


Criação de Personagens: A maioria dos Gangrel Rural são forasteiros peregrinos e coisas semelhantes, enquanto os Gangrel Urbanos preferem conceitos mais sociais como soldados ou artistas circenses. Os Atributos Físicos são na maioria das vezes primários, embora muitos Gangrel Sabá tenham altos níveis de Raciocínio e Percepção. Os Gangrel Sabá preferem quase sempre Talentos. Como mencionado anteriormente, muito deles possuem Mentores e alguns deles se tornam membros da Mão Negra ou alcançam um certo Status do Sabá. Quando renunciam à Humanidade costumam fazer-lo em prol da Trilha do Coração Selvagem ou (com muita menos freqüência) da herege Trilha de Lilith.


Organização: Existe uma certa rixa entre Gangrel Urbanos e Rurais, que é provavelmente resultado da divisão do clã muito séculos atrás. Os Gangrel Urbanos acreditam que seus irmãos do campo são rústicos e caipiras, enquanto estes sentem que os Gangrel Urbanos envileceram, se transformado em comedores de carne putrefata e reviradores de lixo. No entanto, essa disputa parece ser principalmente uma “questão de família” e poucos vampiros fora da seita têm conhecimento dela, pois, com certeza, os Gangrel não fazem questão de torná-la publica.
Os membros Antitribu têm uma tendência a respeitar as realizações de seus companheiros, e muitos acabam acumulando certo nível de poder dentro da Seita (na maioria dos casos para seu desgosto). Em vez de faltar com suas obrigações para com o Sabá, os Gangrel Antitribu carregam seu fardo com uma certa nobreza selvagem.


Citação: “Preste atenção... Se você morder sua persa desta maneira, não vai esguichar tanto sangue, o que significa mais alimentos para você e menos desperdício... Agora deixe o corpo atrás daquela lixeira e vamos indo.
avatar
Beaumont
Administrador
Administrador

Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 29
Localização : Aracaju/SE

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum